Home

Atualizações
Colunas
Críticas

Projetos

Adote Uma Ideia
Leitor Criativo
Quiz Criativo
Songfics

Informativo

Destaques
Vagas abertas
Torne-se VIP

VOCÊ SABIA? As atualizações são anunciadas diariamente pelo nosso twitter. Siga o perfil para saber quais histórias foram atualizadas!

⥃ CONFIRA ATUALIZAÇÕES PASSADAS

Histórias Vip
  1. Garota S, por Natashia Kitamura
    | Outros, Restritas, Finalizada
  2. 7 Heavens, por Betiza
    | K-pop, BTS, Restrita, Andamento
  3. Ghost Feelings, por Sial
    | K-pop, BTS, Andamento
  4. Desapaixonar, por Betiza
    | Atores, Adam Dimarco, Restrita, Andamento
  5. Prada, Vogue e a Torre N, por M-Hobi
    | K-Pop, NCT, Andamento

Às vezes menos não é suficiente
|| sexta-feira 18 de agosto de 2023 às 14:02 - Comentários
|| Arquivado em: Colunas

– Por Fe Camilo.

Hello, hello, hello! 😊

Penso eu que há poucas coisas mais decepcionantes em uma história (longfic), do que a falta de um enredo substancial  que nos faça mergulhar no universo da história. Tenho certeza de que todas aqui já leram ao menos uma história que deixou muito a desejar e – por mais que a ideia até fosse boa –  não foi bem desenvolvida.

Logo, como um complemento a minha última coluna sobre ‘como dar adeus à enrolação sem fim’, essa coluna trará algumas dicas de como incrementar a história para que as leitoras estejam engajadas do início ao fim.

Sem mais delongas, sigam-me os bons nas quatro dicas perfeitas para que a sua história seja bem recheada, do jeito que a gente gosta:

 

#dica1 – ponto de interrogação

Essa técnica é muito utilizada em cursos que envolvem criação (principalmente teatro e escrita), pois ela é fundamental para que o criador tenha em mente, e consiga transmitir através das suas criações, todos os ‘porquês’ da história. Ela funciona da seguinte maneira: sempre questione todas as informações que você deseja adicionar na história, se desafiando a criar explicações para tudo, assim – no momento da escrita – fica muito mais fácil desenvolver o enredo e você consegue preencher todas as lacunas que possa haver, fazendo com que a história seja mais verdadeira e o leitor compreenda todos os seus meandros.

Exemplo: Quero criar uma história na qual a PP (personagem principal) engravida na adolescência. Automaticamente, algumas perguntas já surgem na mente:

  • Quem é o pai da criança? (perceba que se o pai também é adolescente, o enredo se encaminhará por uma direção. Se o pai for um professor da protagonista, a história segue por outra direção, especialmente porque pode ter provido de um ato consentido ou não).

Não tenha medo de fazer perguntas e mais perguntas, pois quanto mais você entender quem são seus personagens, suas histórias de vidas e motivações, mais fácil será desenvolver o que virá a partir disso. Tenha em mente que o futuro está sempre atrelado ao passado, portanto para que os personagens sejam convincentes e as suas escolhas façam sentido é necessário que tanto você, quanto seus leitores, saibam o que há por trás de tudo.

 

#dica2 – tenha referências

Referência é tudo. Não se acanhe em pesquisar muito sobre o tema em que deseja escrever, adquira o máximo de informações possíveis para fazer parte do seu universo, e  leia outros (as) autores (as) que já tenham escrito sobre esse assunto. Uma vez que você tiver em mente esse punhado de conhecimento e referências do que você pretende retratar em sua história, naturalmente ficará mais fácil escrever sobre o assunto com maestria e de maneira detalhada.

 

#dica3 – guidelines, por que te amo?

Nunca me cansarei de defender os guidelines (linhas do tempo) na criação de uma história, especialmente se a autora pretende criar um enredo complexo e com diversas nuances a serem desenvolvidas. Já li diversas histórias que tinham um potencial incrível, porém vi a autora se perder no meio do caminho, seja fazendo escolhas que não condiziam com os PPs, deixando dúvidas que não foram respondidas, ou mesmo pulando de uma situação para outra sem ter concluído a anterior. Os guidelines servem justamente para que a autora identifique todos os pontos necessários antes de começar a escrever, para saber por onde se guiar e o que é imprescindível deixar claro no decorrer da história.

 

#dica4 um novo olhar pode mudar tudo

Por vezes ficamos inseguras do que estamos escrevendo ou incertas se está claro o suficiente ou se tem algo faltando nas nossas criações, e procurar por uma segunda opinião é a chave para que possamos aprimorar nossas habilidades. Ter um outro olhar e uma crítica construtiva sobre o que você está fazendo pode agregar incrivelmente ao seu processo criativo, portanto não tenha medo de expor o que criou para alguém em quem confia ou que você acredita ter conhecimento para dar aquele feedback de milhões.

 

Por hoje é só, minhas queridas leitoras, e – se precisarem de uma ajudinha extra – não hesite em me procurar ou sugerir o tema que gostaria de ver nas próximas colunas.

Até logo! 😊

AJUDE-NOS A MELHORAR! AVALIE ESTA COLUNA:




0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x