Home

Atualizações
Colunas
Críticas

Projetos

Adote Uma Ideia
Leitor Criativo
Quiz Criativo
Songfics

Informativo

Destaques
Vagas abertas
Torne-se VIP

VOCÊ SABIA? As atualizações são anunciadas diariamente pelo nosso twitter. Siga o perfil para saber quais histórias foram atualizadas!

⥃ CONFIRA ATUALIZAÇÕES PASSADAS

Histórias Vip
  1. Em Busca de Mim, por Natashia Kitamura
    | Original, Restrita, Andamento
  2. Me Apaixonei Pela Babá, por Natashia Kitamura
    | Original, Finalizada
  3. Enemies But We've Got Benefits, por M-Hobi
    | K-Pop, Seventeen, Restrita, Finalizada
  4. 7 Heavens, por Betiza
    | K-pop, BTS, Restrita, Andamento
  5. Semiapagados, por Ray Dias
    | Cantores, Luan Santana, Andamento

Transtornos/Distúrbios
|| terça-feira 8 de março de 2016 às 13:12 - Comentários
|| Arquivado em: Colunas

Nada mais interessante do que uma história que nos mostra a realidade do dia-a-dia, mesmo que não seja das nossas vidas e sim de pessoas às vezes tão próximas. Quantas pessoas que você conhece sofrem de algum tipo de transtorno/distúrbio? TOC, depressão, bipolaridade…

Os transtornos/distúrbios são geralmente representados maiormente pela esquizofrenia, transtorno de personalidade, bulimia e anorexia, mas existem muitos outros transtornos, muitas vezes não conhecidos como algum transtorno/distúrbios “relevante” e/ou “grave”.

Quantas vezes a depressão é banalizada? Isso tanto em histórias como no nosso próprio dia-a-dia. “Ah, isso é frescura, falta de vergonha na cara, desculpa pra preguiça, falta de louça para lavar. Levanta dessa cama e vai procurar um emprego.” Já perdi as contas de quantas vezes vi gente rindo e fazendo piada sobre automutilação, é triste ver um problema grave sendo servido como uma chacota, muito mais fácil banalizar do que tentar entender. “Eu também terminei o namoro e nem por isso saí me cortando. Que besta isso.” Cada caso é um caso diferente. O que dói em mim pode não doer em você da mesma forma!

Falando agora num contexto em geral, nenhum transtorno é menos grave ou frescura todos os transtornos/distúrbios são igualmente de grande importância.

Ao menos algum transtorno/distúrbio está presentes no nosso dia-a-dia de alguma forma, mas fechamos os olhos e fingimos não ver. Não ver aquela amiga/irmã que sempre após de comer dá um jeito de correr para o banheiro. Não ver aquela garota “esquisita” que muitas vezes vemos chorando. Não ver aquele colega que já não saí mais de casa. Não feche os olhos, mas encare o problema!

Por que muitas vezes os transtornos/distúrbios não são desenvolvidos coerentemente nas histórias? É a dificuldade? A falta de pesquisa? Um depoimento ajudaria?

A internet nos possibilita tantas coisas… Quantas experiências e histórias não encontraríamos se realmente nos aprofundássemos no assunto. Citar algum transtorno na história não fará com que ele se desenvolva e nem que faça sentido dependendo da situação. Nem toda tristeza é depressão. Nem toda mudança de humor é bipolaridade.

“Ninguém entende, não me olhe assim. Com este semblante de bom-samaritano. Cumprindo o seu dever, como se eu fosse doente. Como se toda essa dor fosse diferente, ou inexistente.” Clarisse – Legião Urbana

Coluna por Thaís M. Santos





0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x