Home

Atualizações
Colunas
Críticas

Projetos

Adote Uma Ideia
Leitor Criativo
Quiz Criativo
Songfics

Informativo

Destaques
Vagas abertas
Torne-se VIP

VOCÊ SABIA? As atualizações são anunciadas diariamente pelo nosso twitter. Siga o perfil para saber quais histórias foram atualizadas!

⥃ CONFIRA ATUALIZAÇÕES PASSADAS

Histórias Vip
  1. Em Busca de Mim, por Natashia Kitamura
    | Original, Restrita, Andamento
  2. Me Apaixonei Pela Babá, por Natashia Kitamura
    | Original, Finalizada
  3. Enemies But We've Got Benefits, por M-Hobi
    | K-Pop, Seventeen, Restrita, Finalizada
  4. 7 Heavens, por Betiza
    | K-pop, BTS, Restrita, Andamento
  5. Semiapagados, por Ray Dias
    | Cantores, Luan Santana, Andamento

Sidekicks para viagem, moça!
|| terça-feira 1 de março de 2016 às 15:05 - Comentários
|| Arquivado em: Colunas

Antes de começarmos a nossa última coluna sobre personagens de histórias de Super­herói, vamos estabelecer o que é sidekick.

De acordo com a (cof, cof) Wikipédia, um sidekick é um companheiro próximo de um personagem importante, geralmente considerado como um subordinado ou ajudante. Exemplos de sidekicks ficcionais são Sancho Pança de Don Quixote, Dr. Watson do Sherlock Holmes, Tonto do The Lone Ranger, Kato do O Besouro Verde, o Burro de Shrek e Robin do Batman.

Com a definição em mente, vamos ao que interessa!

 

1- Origem

Nessa parte, antes de começarmos a pensar sobre de onde vem o sidekick, devemos lembrar que ele não é o personagem principal da história, logo, não é extremamente necessário aprofundar sua origem. Se você tem vontade de fazer um spind-off com o sidekick guarde suas ideias para ele.

O problema de muita história em relação ao ajudante é que a facilidade de você esquecer-se do super-herói é muita e, consequentemente, ou seus leitores irão amar mais o sidekick ou reclamarão da falta do personagem principal.

Vamos ponderar, ok?

Como conheceu o herói?

Ele era um fã do herói? Ou um hater? Ele já tinha poderes? Como os conseguiu? Desde o começo o herói o queria na equipe ou não? Essa são as perguntas básicas que você vai precisar ao desenvolver seu personagem. Ah, e dê-lhe uma referência de como controlou seus poderes ou aprendeu a lutar. Nada de badass sem motivo algum, por favor!

Por que ele se juntou ao herói?

Dependendo de quem é seu personagem, essa pergunta pode ter uma resposta rápida e fácil ou longa e bastante significativa. Não é de uma hora para outra que alguém decide sair por ai combatendo o crime, não é?

2- Personalidade

Quem ele é?

A maioria desses tipos de personagens são o alívio cômico ou tem a personalidade contrária ao do personagem principal. Dê uma característica estereótipo para ele e, se bem trabalhada, será um dos melhores clichês que você já escreveu!

Poder/talento

Na maioria dos casos, o poder ou talento do sidekick é um complemento do poder do herói ou o inverso. Isso cabe você decidir um poder para ele fazer sentido com sua história. Seu ajudante também pode ser uma pessoa super inteligente que o ajuda nas missões. Oras, ninguém quer um personagem que não serve para nada na história, não é mesmo?

 

3- Batalha

 Ajuda ou atrapalha?

Há alguns sidekicks que são definitivamente propícios a fazer certos vacilos durante a ação, principalmente quando é uma área em que ele não está acostumado. Entretanto, eles podem ser cruciais nas batalhas em que for requerido. Ajuda nunca é demais. Pense bem nisso nas primeiras batalhas dele com o herói.

Onde ele está?

Durante a batalha final é normal que seja algo cara a cara do super herói e o vilão, mas, nesse momento, onde está seu sidekick? Jogado em algum canto sofrendo dores? Preso, esperando ser resgatado pelo herói? Há deveras possibilidades para você escolher e esse é o ponto que quero destacar: escolha uma situação para o ajudante durante a batalha. Não o esqueça durante esse momento, pois deixará um buraco enorme em sua história. Fique atento!

Esse é o último post da série sobre personagens de história de heróis. Espero que tenham gostado e agarrado algumas dicas. Elas podem ser essenciais para seu enredo!

Até breve.

Coluna por Maraíza Santos





0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x