Home

Atualizações
Colunas
Críticas

Projetos

Adote Uma Ideia
Leitor Criativo
Quiz Criativo
Songfics

Informativo

Destaques
Vagas abertas
Torne-se VIP

VOCÊ SABIA? As atualizações são anunciadas diariamente pelo nosso twitter. Siga o perfil para saber quais histórias foram atualizadas!

⥃ CONFIRA ATUALIZAÇÕES PASSADAS

Histórias Vip
  1. Be, por Ray Dias
    | K-Pop, BTS, Andamento
  2. Mafia's Paradise, por Pâms
    | Original, Andamento
  3. Sight, My Sight, por M-Hobi
    | K-Pop, Seventeen, Restrita, Finalizada
  4. Entre CEO's, por Ray Dias
    | Artistas, Woo Do Hwan, Restrita, Andamento
  5. Lady Lewis, por Pâms
    | Séries, Bridgerton, Finalizada

De Fanfic para Original
|| quarta-feira 18 de março de 2020 às 23:49 - Comentários
|| Arquivado em: Colunas

A progressão da escrita varia dependendo do ponto de partida do autor. Sendo o Espaço Criativo um site voltado tanto para a comunidade fanfiqueira, quanto para os autores originais, é normal a mudança de muitos escritores para gêneros diferentes. Eu sou um dos exemplos.

Comecei a escrever fanfictions da One Directions lá por volta de 2013 e hoje escrevo originais (e fanfics, por que não?). Além de ser um público diferente, tive que adotar estratégias de escrita que antes não eram necessárias.

Espere. Não estamos aqui para falar sobre o meu caminho como escritora. Na verdade, hoje falaremos da migração entre os gêneros. Melhor dizendo, darei dicas para transformar sua fanfictions em um texto original.

De começo, é preciso saber de que realidade você criou sua fic. Casos onde o universo é inteiramente emprestado (Harry Potter, Jogos Vorazes, Star Wars e etc) há elementos cruciais e imagéticos que são impossíveis de desassociar. A não ser que haja mudanças bruscas, não há como adaptá-las para uma original.

Certo. Então, quais seriam as que geralmente são fáceis de separar os mundos?

As fanfictions de artistas são os mais maleáveis. A primeira coisa que deve fazer é a mudança de nomes; como você chama um personagem é parte da identidade dele. Assim que você muda a forma como eles são chamados, eles deixam de se tornar uma pessoa quase real para um personagem inspirado em uma pessoa real. Isso também se refere a nomes da banda, empresa de publicidade e tantas outras que são do mundo real.

Agora vamos falar das descrições. Quando escrevemos uma fanfic, sobretudo interativa, não costumamos focar nas descrições dos personagens/lugares, afinal, entende-se que o leitor já sabe do que se trata os personagens (ora, por que explicar para meu leitor de fanfic da McFly qual é a cor dos olhos do Danny Jones?) ou tenha liberdade de colocar qualquer nome que desejar. Porém, o público das originais é agora diferente e mais abrangente. Se é interativa, você pode continuar sem o uso de descrições para melhor experiência do leitor. No entanto, sendo uma original não-interativa, é necessário ater-se a esse detalhe. A presença de descrições que caracterizam o personagem é importantíssima.

Outro aspecto que deve ser levado em consideração é o ajuste de personalidade de seus personagens. Por vezes usamos estereótipos tidos por um fandom do artista/banda que funcionaria para o nicho de fãs, mas não leitores gerais. Temos que ter em mente que em uma original, nem todos lerão sabendo que antes era uma fanfic. Explique a referência e deixe claro para o leitor. Referências diretas devem ser evitadas ou explicadas no texto para que os leitores não-fãs possa captá-las e entendê-las. Indico explicá-las de forma natural na trama.

Espero que as dicas sejam de grande valia para as pessoas que querem migrar sua obra para a categoria original. É um desafio, realmente, mas não é impossível.

Até mais!

Coluna por Maraíza Santos





0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x