Home

Atualizações
Colunas
Críticas

Projetos

Adote Uma Ideia
Leitor Criativo
Quiz Criativo
Songfics

Informativo

Destaques
Vagas abertas
Torne-se VIP

VOCÊ SABIA? As atualizações são anunciadas diariamente pelo nosso twitter. Siga o perfil para saber quais histórias foram atualizadas!

⥃ CONFIRA ATUALIZAÇÕES PASSADAS

Histórias Vip
  1. Be, por Ray Dias
    | K-Pop, BTS, Andamento
  2. Mafia's Paradise, por Pâms
    | Original, Andamento
  3. Sight, My Sight, por M-Hobi
    | K-Pop, Seventeen, Restrita, Finalizada
  4. Entre CEO's, por Ray Dias
    | Artistas, Woo Do Hwan, Restrita, Andamento
  5. Lady Lewis, por Pâms
    | Séries, Bridgerton, Finalizada

Como desenvolver um relacionamento amoroso na minha história?
|| quarta-feira 19 de agosto de 2020 às 18:30 - Comentários
|| Arquivado em: Colunas

O romance está presente em mais histórias do que somos capazes de contar. É também um dos temas mais antigos da humanidade; diga-me um clássico, aqueles que ninguém lê de tão antigos, mas conhece o plot, que não tenha uma menção de um amor entre duas pessoas!

No entanto, por mais antigo e rotineiro que seja, o romance não pode ser usado de qualquer maneira. Se você é um escritor que tem como principal gênero temático o romance o cuidado deve ser elevado a segunda.

Nas histórias de amor, sejam elas reais ou não, há diversos tramas. Os mais conhecidos são o amor à primeira vista, melhores amigos/inimigos que se apaixonam e relacionamentos mais lentos para acontecer; também temos romances mais explosivos e repletos de cenas quentes. Independente dos temas abordados, todos eles podem criar um casal incrível ou terrível de acompanhar.

Fazer o pombinhos ficarem juntos é fácil, difícil mesmo é desenvolver o relacionamento dos dois. Como fazer isso, então? Como fazer que personagens shippaveis?

  • Conhecimento

Para que o amor floresça é necessário intimidade. Um relacionamento, mesmo que baseado em amizade, deve ser construído com um pouco de conversa e conhecimento de um para com o outro. Mesmo que o casal da sua história seja dois homens que se encontram casualmente, para que os seus leitores venham desejar que eles fiquem juntos, crie uma aura de intimidade entre eles. Faça com que cada uma das informações que eles descobrem torne o parceiro mais interessante aos olhos dos personagens, atraindo-os para si.

Não precisam serem iguais em hobbies e gostos, é claro.

  • Intimidade

Abraçar do nada, tocar o braço ou até mesmo falar de um assunto delicado são coisas que apenas intimidade pode proporcionar. Explore esses pequenos momentos de confiança para apresentar ao leitor que eles se entendem e que faz sentido ficarem juntos. Também cria uma conexão entre os personagens e o leitor, o que acredito ser um de seus objetivos, não é?

  • Mostre o que os personagens sentem

Apesar de ter vários “poréns” no uso do ciúmes como forma de mostrar sentimentos, é uma tática eficaz para mostrar o que os personagens sentem. Uma pequena preocupação pela saúde do/a crush, uma dorzinha no peito por pensar que talvez não seja correspondido, a lembrança que coisas ordinárias trazem da pessoa, a vontade de encontrá-la sempre… Essas pequenas coisas antes do “eu amo você” deixará o seu leitor ansioso para o grande momento.

  • Crie conflitos/tensões plausíveis

O casal está junto desde a metade do livro e já se declararam um ao outro. Perfeito! Mas ainda falta um monte de capítulo até o clímax. Como não matar seus leitores de tédio? Simples: crie conflitos plausíveis. Durante um relacionamento encontramos pequenos momentos de tensões; descobrir que a pessoa amada gosta muito de alguém que você detesta, por exemplo. Não exagere, porém; ninguém aguenta brigas intermináveis de ciúmes ou acha esse tipo de conflito saudável. Aqui é quando você amadurece os sentimentos dos personagens antes da “grande provação” que colocará o amor deles à prova.

Lembre-se que você quer que os leitores ame seu casal, então, se eles têm um pezinho de relacionamento abusivo romantizado, o objetivo já fica comprometido. Analise bem que tipo de história de amor você está contando, por favor.

  • Prove que o amor deles vale a pena

Aqui seria o clímax. Por mais imprevisível que ele seja, a ideia deve estar fragmentada até chega ao ápice, quando o problema não pode ser evitado. É aqui que o amor deles deve ser provado.

Nossos protagonistas devem estar em uma situação de vida ou morte do sentimento que compartilham. Afastar-se ou continuar juntos. O que escolher?

Nesses momentos, você deve andar numa corda bamba: dar a possibilidade de que eles façam a escolha certa e fiquem juntos e, ao mesmo tempo, passar a sensação de que não poderão ter um final feliz. Então, dependendo do que imaginou como final ideal, os personagens farão a escolha. Você não quer que os leitores percam toda a emoção, não é?

Espero que as dicas sejam proveitosas para você! Tem algo para acrescentar? Comenta aqui embaixo, com certeza ela vale muito!

Até a próxima coluna.

Coluna por Maraíza Santos

 




0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x