Home

Atualizações
Colunas
Críticas

Projetos

Adote Uma Ideia
Leitor Criativo
Quiz Criativo
Songfics

Informativo

Destaques
Vagas abertas
Torne-se VIP

VOCÊ SABIA? As atualizações são anunciadas diariamente pelo nosso twitter. Siga o perfil para saber quais histórias foram atualizadas!

⥃ CONFIRA ATUALIZAÇÕES PASSADAS

Histórias Vip
  1. Be, por Ray Dias
    | K-Pop, BTS, Andamento
  2. Mafia's Paradise, por Pâms
    | Original, Andamento
  3. Sight, My Sight, por M-Hobi
    | K-Pop, Seventeen, Restrita, Finalizada
  4. Entre CEO's, por Ray Dias
    | Artistas, Woo Do Hwan, Restrita, Andamento
  5. Lady Lewis, por Pâms
    | Séries, Bridgerton, Finalizada

Como abordar alunos colegiais e universitários na minha história?
|| quinta-feira 25 de agosto de 2022 às 13:00 - Comentários
|| Arquivado em: Colunas

– Por Maraíza Santos.

Histórias ambientadas em escolas e universidades são mais velhas do que andar para frente. Desde filmes à mangás, esses são cenários muito comuns para muitos gêneros: romances, suspense, fantasia, dramas… E, se tratando de ambientes escolares, é óbvio que temos personagens estudantes, mesmo que em menor grau. Daí que entra nossa questão: como eu abordo esses alunos se eles estiverem no colegial? E se eles forem universitários?

Não fique ansioso, jovem padawan. Vamos te ajudar a sanar suas dúvidas!

  1. Estudantes do colegial

Então, sua história se passa no ensino médio? Antes de mais nada, você precisa saber que tipo de escola está retratando: é particular ou pública? É no Brasil ou em outro país? É uma escola internacional? Para cada particularidade dessa há um perfil comum de aluno, daí você pode “despadronizar” o seu personagem para criar um conflito.

Por exemplo: em uma escola particular de elite, a maioria será rebento de políticos, famílias nobres, novos ricos, celebridades e etc. Provavelmente haverá sempre um jogo de poder… Daí entra seu personagem. Ele pode ser alguém que faz parte desse padrão, mas, de alguma forma, não se encaixa nesse sistema ou vem de uma classe social diferente e ingressou por meio de uma bolsa.

Agora vamos para as características psicológicas de seu personagem.

Antes de mais nada, recomendo dar uma lida na coluna “A idade que interessa” onde eu faço mais sobre a verossimilhança ao tratar com personagem de X idade.

Adolescentes têm comportamentos de adolescentes. Parece óbvio, mas muitas vezes não é. E, embora essa fase seja conhecida pela impulsividade, não podemos subestimar o personagem. Lembre-se que também é uma fase de mudanças, novas experiências e de muito aprendizado. Isso não significa que não há adolescentes maduros e cheios de preocupações 一 que vão desde a como fazer amigos novos ao vestibular. Pessoas dessa faixa etária também lidam com assuntos sérios como divórcio dos pais, assédio ainda na adolescência, descoberta da própria sexualidade e etc.

Se você já passou dessa fase, pense: o que eu faria aos 16 anos se tivesse nessa mesma situação da personagem X? 

  1. Estudantes da universidade

É importante lembrar que, apesar de estarmos lidando com jovens, ainda são adultos e há responsabilidades que os alunos do colegial não têm. Há também uma liberdade que pode ser explorada através do uso de álcool e o que fazer com o dinheiro (afinal, independência hoje é dinheiro, não é mesmo?).

O perfil dos alunos universitários também seguem o padrão que falei anteriormente: eles são de que universidade? Em que estado? Participam de algum programa de assistência?

Ah! E não esqueça de uma parte importante: alunos da universidade estudam e muito. Algumas histórias esquecem esse detalhezinho e pouco exploram a carga pesada de estudo que boa parte dos cursos superiores têm.

Quanto a personalidade dos personagens, tenha muito cuidado em não refletir ações imaturas e que não condizem com a idade de um estudante universitário. É normal retratar jovens adultos inseguros, mas lembrem-se que há uma maturidade já adquirida pela adolescência.

Situações como calouradas, empregos de meio período, planejamento para sair de casa, vida doméstica de quem já não tem mais os pais, correr para pegar ônibus, trabalhos atrasados, estudar até tarde… São todos cenários que alunos universitários passam, independente do lugar, mesmo que como nomes e alguns detalhes diferentes. Explore-as, será legal!

  1. Dica: use páginas de memes para fazer sua pesquisa

Antes mesmo de entrar na faculdade, eu curtia uma página no Facebook (sim, eu sou cringe) de memes de universitários. Piadas com xerox, calouros e veteranos, até mesmo a perspectiva de poder sair da sala sem precisar pedir permissão… Tudo isso descobrir antes mesmo de fazer o ENEM. Use estas páginas ao seu favor! Há ainda muitas no Instagram, alguns produtores de conteúdos fazem vídeos nessa vibe no TikTok, entre outros. Se o seu personagem faz um curso muito diferente e que você conhece pouco, as piadas internas dessas páginas podem te ajudar.

Espero que essa coluna tenha sido muito produtiva para você. Até breve!

AJUDE-NOS A MELHORAR! AVALIE ESTA COLUNA:




0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x