Esta história pertence ao Projeto Songfics

Status

Loading

Avalie

Este texto não foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui

Temporada #028

Lose you to love me
Selena Gomez

Chaos – Tales: Lose You To Love Me

This dancing was killing me softly

   se lembrava muito bem de quando tudo tinha começado com Andy. Os dois estudavam no mesmo colégio e acabaram se conhecendo durante um trabalho de ciências, depois daquilo, tudo pareceu ir rápido, sentiu como se tivesse encontrado o amor de sua vida. Agora ela queria não ter cometido aquele belo engano.
0
Comente!x

  As coisas iam bem enquanto ela podia se considerar uma adolescente normal, enquanto ela ainda tinha sua mãe para guiá-la. Mas agora ela e Taehyung estavam sozinhos no mundo, e a solidão acabou com tudo em sua vida. Ela se agarrou a tudo que pôde para se manter sem se afundar na escuridão dentro de si mesma, e aquilo incluía Andy. se agarrou com força à ideia de que Andy seria a pessoa a salvá-la de uma vida de miséria e tristeza, que os dois formariam sua própria família e de alguma forma seriam felizes, mesmo com todos os infortúnios pelo caminho.
0
Comente!x

  Andy era um rapaz carinhoso e cuidadoso com ela no começo, ela tinha dezessete anos e estava encantada com a ideia de ter para si alguém como o pai havia sido para a mãe: companheiro, amigo. E de alguma forma, no início da relação, Andy era aquele homem para ela. Permaneceu assim até pouco depois do casamento, aos vinte e dois anos dela. É claro que de vez em quando surgiam discussões e vez ou outra uma briga mais acalorada, mas que casal não brigava às vezes? Era algo completamente normal em uma relação a dois, certo? Mas as discussões passaram a ficar cada vez piores com o passar dos meses de casamento. havia percebido que ela não sabia nada sobre como cuidar de uma casa. Mal sabia cozinhar direito pratos simples do dia-a-dia, embora fosse muito boa em fazer bolos e pães, mas, como dizia Andy, não se podia viver só daquilo o resto da vida.
0
Comente!x

  Ela tentou aprender a fazer os pratos favoritos do marido – assim como os dela e os de Taehyung -, mas sempre havia alguma coisa que não estava boa o bastante para ele, sal demais, tempero de menos, aguado demais, sem caldo o suficiente… Ela nunca acertava. E os pequenos erros do dia-a-dia acabaram virando grandes motivos para brigas. Andy era o homem provedor da casa e não tinha que ensinar sua mulher a fazer suas tarefas.
0
Comente!x

  — Você não aprendeu nem a ser uma boa mulher com sua mãe?
0
Comente!x

  Andy sempre jogava na cara de o quanto se sentia “enganado”, já que quando os dois estavam namorando o rapaz estava sempre na casa dos Kim com a senhora Kim fazendo os melhores pratos que conhecia. Claro que era de se esperar que também fosse tão prendada quanto a mãe.
0
Comente!x

  — Eu adorei o ensopado de kimchi, noona. — Ela se lembrava de Taehyung um dia dizer com seu sorriso doce ainda com aspectos da infância, embora já estivesse quase saindo da adolescência. — É quase igual ao que a omma costumava fazer.
0
Comente!x

  E pronto, toda a alegria que a primeira frase lhe trouxera havia sido incinerada pela frase seguinte. Ela não podia nem agradar ao próprio irmão sem errar ou ser boa o suficiente.
0
Comente!x

  As agressões começaram uma noite quando Andy voltou de um encontro com os amigos, estava bêbado e ficou irritado quando percebeu que não havia arrumado as coisas de acordo com o que ele havia dito antes de sair. Não havia sido porque ela não quis fazer, mas havia tido um dia cansativo – na época ela ainda trabalhava fora para ajudar nas despesas -, ela não pensou que seria um problema deixar a tarefa para o outro dia, ou talvez para o fim de semana. Mas era um problema para Andy. ainda estremecia ao lembrar da pegada forte do marido em seu braço e dos berros irados em sua direção. Ele a havia arrastado por todo o apartamento apontando todo o seu desleixo com seu lar, até chegar ao quarto do casal onde a cama ainda estava por fazer. Foi a primeira vez que Andy deu-lhe um tapa. E havia ficado tão em choque com os acontecimentos que mal conseguiu reagir. Mas no dia seguinte ele havia voltado ao normal. Pediu desculpas à ela dezenas de vezes, a abraçou e quase chorou ao se lembrar do tapa que havia dado no rosto da esposa e havia deixado uma marca considerável.
0
Comente!x

  — Eu sinto muito, meu amor… — ele disse a puxando para perto de si e espalhando vários beijos por seu rosto como costumava fazer quando namoravam.
0
Comente!x

  Poucos dias depois, ele sugeriu que deixasse o emprego para que pudesse se concentrar melhor nas necessidades da casa, o salário dele era o suficiente para bancar a família. E ela aceitou, embora não quisesse depender totalmente de Andy, para ela aquela era a solução. Se ela pudesse se concentrar apenas nas tarefas domésticas, não erraria ao fazer as coisas que o marido pedia e consequentemente não haveria brigas. Então ela parou de trabalhar fora e passou a tentar manter seu lar organizado.
0
Comente!x

  Por algum tempo aquilo pareceu o suficiente. até mesmo tentou melhorar seus dotes culinários cozinhando mais durante o dia e estava bastante feliz e satisfeita com suas pequenas conquistas, Taehyung até tinha dito que o kimchi que ela havia feito estava igual ao da mãe! Mas logo as reclamações de Andy começaram a voltar, apesar de daquela vez virem junto de algum elogio. “O arroz ficou bom no sabor, mas você deixou ele empapado”, “O banheiro está limpo, mas o cheiro do desinfetante é forte demais”, “O quarto está bem arrumado, mas a cômoda continua empoeirada”… Mesmo não sendo todo crítica, tudo o que conseguia ouvir era: você não consegue fazer nada direito.
0
Comente!x

  Mas as coisas realmente pioraram quando Andy foi despedido. Então ele passou a ficar boa parte do tempo dentro de casa na companhia de suas garrafas de cerveja. Ele brigava e gritava com por qualquer mínimo detalhe que para ele não parecesse bom, além de ter se tornado violento também na intimidade com ela. A primeira vez em que Andy realmente lhe deu uma surra havia sido durante a noite, quando ela recusou o sexo. A reação do homem havia sido tão extrema que beirava ao brutal. Além dos xingamentos, ele era forte o bastante para obrigá-la fisicamente a qualquer coisa. Foi a primeira de muitas noites em que se sentiu violada pelo próprio marido. A rodada de agressões veio quando ela, em desespero pelo que estava prestes a acontecer sem o seu consentimento, deu um grito que foi calado com um tapa e a afirmação da parte dele de que “ela, como sua mulher, devia atender aos seus desejos e necessidades”.
0
Comente!x

  Foi naquela noite que ela aprendeu que era melhor ficar calada ou as coisas podiam ficar muito piores. Taehyung não estava em casa no dia, havia ido ajudar na construção do novo terreno de Namjoon e os dois provavelmente virariam a noite jogando papo fora depois do trabalho. Na verdade, agradeceu pelo irmão mais novo não ter tido de presenciar aquilo, só Deus sabia o que Taehyung seria capaz de fazer se estivesse ali.
0
Comente!x

  Depois da perda do emprego, Andy ficou cada vez pior, embora depois das agressões tentasse compensar a mimando com presentes e carícias… Mas toda vez que recebia um novo não de possíveis empregadores, tudo voltava. Com o tempo, aprendeu a engolir o desespero e a desligar a mente quando tudo ficava pesado demais para lidar. Da primeira vez que tentou fugir do homem que pensava que a amava, ela levou a maior surra de todas e foi quando Taehyung se machucou ao tentar defendê-la. Vê-lo sendo agredido daquela forma havia sido mais doloroso do que quando Andy a espancou. Era uma dor no fundo da alma, a dor de uma pessoa tendo seus cacos ainda mais despedaçados e triturados. Andy tinha que deixar Tae fora disso!
0
Comente!x

  — Se não quer que ele sofra, então vai passar a se comportar — o homem sussurrou quando a ouviu choramingar depois de seu irmão mais novo ser largado no chão, quase inconsciente. — Mas eu não posso fazer nada se ele entrar no meu caminho.
0
Comente!x

  Depois daquilo, tentou manter Taehyung longe de todas as formas que conseguiu pensar. Tentou voltar a sorrir como se lembrava que fazia antes de tudo acontecer, apesar de saber que aquele sorriso dificilmente enganaria o irmão que a conhecia tão bem; tentou voltar a agir com alegria e fingir que nada de errado estava acontecendo; voltou a cozinhar os pratos favoritos do irmão para tentar fazê-lo desviar o foco dos problemas relacionados a ela; tentou até mesmo se forçar a amar aquele “novo” Andy, se colocando sob o véu de uma fantasia feliz. Por certo tempo essa fantasia durou com o marido – como todas as outras fantasias haviam durado -, mas não importava o que fazia, o Andy violento sempre voltava.
0
Comente!x

I needed to lose you

  O “tapa de realidade” veio quando Tae, após ter quase que literalmente chutado o cunhado para fora do apartamento junto do amigo Hoseok, se voltou para encará-la, a expressão em seu rosto fez com que algo dentro de se despedaçasse ainda mais. Ele estava desesperado por ela e não havia nada que ele pudesse fazer para ajudá-la.
0
Comente!x

  Ela havia se agarrado tanto à ideia daquele amor que, por mais que doesse brutalmente, não queria perdê-lo. O que ela não havia notado até aquele momento era que ela já o havia perdido. Em algum momento daquela vida conturbada, ela tinha perdido Andy de uma forma ainda mais dolorosa do que havia sido perder sua mãe e seu pai, afinal, ele não havia morrido – quem dera, se assim fosse, ela poderia guardar as boas lembranças dele -, mas se transformado e se perdido completamente.
0
Comente!x

   se encarou no espelho e, pela primeira vez em muito tempo, conseguiu enxergar o que havia sobrado de si mesma. Aquela refletida ali podia se parecer muito com a Kim que ela conhecia e costumava ser, mas se alguém pudesse vê-la de verdade, enxergaria a alma despedaçada e perdida. Perdida. Como foi que ela havia se perdido tanto de si mesma? Ela mal reconhecia a pessoa que havia se tornado.
0
Comente!x

  Ela costumava ser sonhadora, claro. Mas sempre tivera força para lutar seja com o que fosse na vida real. Naquele instante se sentia como um gato que teve suas garras arrancadas para não machucar ninguém, se sentia indefesa para se defender ou causar mal a qualquer pessoa a não ser a si mesma. E que grande mal havia se causado…
0
Comente!x

  Conseguir arrumar a coragem para finalmente se livrar de Andy não havia sido fácil. Ele tinha feito um ótimo trabalho em fazê-la acreditar que ele tinha o poder de acabar com a vida de a qualquer momento, fosse no sentido literal ou figurado. O que mais doía ao constatar aquele fato era que ela havia sido a pessoa que permitira Andy a fazer aquilo, ela havia lhe dado aquele poder sem sequer perceber.
0
Comente!x

  Quando foi até a delegacia para fazer a denúncia, ela estava tremendo mais do que qualquer coisa. Gaguejou várias vezes enquanto a policial fazia perguntas, talvez ela tivesse desistido se Taehyung não estivesse com ela naquele instante.
0
Comente!x

To find me

  Kim ainda estava se reencontrando depois de sair daquele pesadelo que havia sido sua vida durante os últimos anos. Depois de muita insistência, ela e Taehyung haviam se mudado do complexo de apartamentos que costumavam morar com Andy. Haviam se instalado em um apartamento dos prédios que os pais de Jungkook alugavam, ela se sentia constrangida em estar dependendo dos amigos de seu irmão, mas ao mesmo tempo estava grata em perceber que Taetae havia cultivado boas amizades que estavam ao seu lado em todos os momentos, principalmente naqueles em que ela não havia podido estar.
0
Comente!x

  De alguma forma havia sido incluída naquele grupo de amigos que, houve um tempo, ela costumava fazer parte, mesmo que não tão conectada como seu irmão mais novo. Era bom depois de tanto tempo – que havia se deixado isolar – poder interagir com tanta gente de novo e ficar verdadeiramente feliz com isso.
0
Comente!x

  Ela passou a amar aquele grupo como se fosse sua mais nova família, mas havia um alguém um pouquinho mais especial dentre eles. Jung Hoseok havia sido uma peça importante para finalmente tomar a decisão que a libertou. De forma cuidadosa, mas incisiva, ele havia expressado o que ela já sabia internamente…
0
Comente!x

  — Noona, eu sei que não faço ideia do que você está passando, mas… — Hoseok a encarou sério e, por mais que fizesse muito tempo que não convivesse com ele, sabia que ele era um dos mais sorridentes e brincalhões do grupo. — Se não fizer alguma coisa, se decidir por alguma coisa, Taehyung não vai suportar muito mais… — Hobi, ela sabia que era assim que os mais íntimos o chamavam, murmurou.
0
Comente!x

  Nas primeiras semanas após a denúncia contra Andy, Hoseok abriu as portas de seu lar para abrigar a ela e a seu irmão que se recusava terminantemente a voltar para o complexo de apartamentos. Desde então, ela havia formado uma conexão diferente com Hobi.
0
Comente!x

  Ela tinha suas dúvidas se um dia poderia voltar a amar alguém, mas, com o tempo, sentia que as feridas estavam se curando. Kim estava voltando a se encontrar e, mesmo que lentamente, ela estava redescobrindo motivos para amar a si mesma.
0
Comente!x

Fim

  Nota: A história da irmã do Taetae foi uma das que eu mais gostei de escrever (mórbida, sádica e masoquista, eu sou 😀 kkkkk). A situação dela é pesada, maas, eu gostei de “entrar” na mente dela para tentar fazer algum sentido o motivo de ela continuar em um relacionamento abusivo.

  Toda a história dela e dos outros garotos e seus pares está disponível em Chaos!

 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fe Camilo
11 meses atrás

Ain, meu coração partiu por ela mas fico feliz que ela conseguiu sair desse ciclo, se vê a importância daqueles que nos amam para nos acolher quando não conseguimos acho que você detalhou tudo com perfeição e delicadeza, Lelen, linda história ❤️

Liv
Liv
11 meses atrás

Lelen, pague minha terapia
Fazia um tempinho que eu não lia as histórias desse universo, mas que saudade que eu tava de acompanhar esses personagens. E que dor ler a história da irmã do Taetae. Sério, como a Fe falou, você detalhou tudo muito bem, e eu gostei da forma que foi escrita. Sinceramente, fico muito feliz que ela conseguiu dar esse passo e se livrou desse homem, e que aos poucos está conseguindo se reencontrar e se amar. Essa história bateu um pouco diferente em mim, sabe kkkkkkkk Felizmente a Nayeon vai melhorar cada vez mais


You cannot copy content of this page

2
0
Would love your thoughts, please comment.x