Esta história pertence ao Projeto Songfics
Redes Sociais



47 leituras

Seja um
Autor VIP
www.espacocriativo.net/VIP

#027 Temporada

All of me
John Legend



Hoje e Para Sempre

Escrito por Nicole Manjiro

« Anterior


  Ting ting ting!
  Encarei o salão preenchido com familiares e amigos, todos arrumados para a ocasião, atualmente a mais importante e feliz da minha vida: o dia em que me casei com Natalie, a mulher da minha vida.

  Ao contrário dela, eu sempre soube que seria ela a pessoa com quem eu passaria o resto da minha vida. Talvez tenha sido desde a vez em que eu caí de joelho no cascalho e ela fingiu não me ver para que eu não me sentisse ainda mais humilhado (honra para um garoto de 7 anos é tudo na vida); ou então quanto ela mentiu para os garotos da minha sala dizendo que eu havia matado 5 baratas, quando a verdade foi que ela havia eliminado os insetos enquanto eu só gritava.
  Independente da época, a questão é que eu sempre soube que Natalie seria a mãe dos meus filhos (nada como uma esposa corajosa para ensinar crianças a serem corajosas).
  Passei toda a adolescência fingindo que não a achava nada demais, enquanto prestava toda a atenção do mundo nas preferências dela pelos garotos. Se ela namorava, eu namorava; quando ela terminava, eu terminava também. Não queria passar uma imagem de um cara de 17 anos virgem (minha imaturidade durou muito mais do que você pensa).
  Mas quando estávamos na faculdade (não. Eu não cursei o mesmo curso que ela), decidi que era perigoso demais deixá-la aproveitar a vida sozinha (solteira). No segundo ano, após um ano e meio de pura baixaria (não é fácil ser calouro de medicina, solteiro e bonito, quanto mais os três ao mesmo tempo), decidi que não podia estar mais solteira. A probabilidade de arranjar alguém para o resto da vida era maior do que o desejado e eu não podia simplesmente perder o timing.
  – … por isso eu me declarei - olhei para a multidão de pessoas com sorrisos estampados no rosto. - Com direito a jantar à luz de velas, fogos de artifício e até música ao vivo. Nunca esquecerei a maneira como ela olhou para mim, linda como sempre foi, e disse: caralho, , você pirou?!
  As pessoas caíram na risada e me deu um soquinho, rindo de nervoso e em seguida escondendo o rosto entre as mãos.
  – Tudo o que eu pensei foi: Que mulher!
  Meu sogro e minha sogra riam, pois sabiam como era a própria filha, cheia das expressões e com linguajar chulo quando pega de surpresa. Sorri.
  – Vou até pular a reação de quando eu a pedi em casamento. - mudei o cartão atual para o fim do bolo de cartões que eu havia preparado enquanto ouvia as risadas de todos. – A questão é que não sou eu que estou levando a para uma nova vida conjugal; sou eu quem estou caindo de cabeça na vida dela, topando toda e qualquer aventura que ela propor, como aquela vez que ela decidiu fazer a caminhada de Santiago de Compostela, lembra, linda? - olhei para ela, que fechou os olhos e balançou a cabeça enquanto ria. – Que delícia que foi, não façam nunca.
  “A questão é que, para tudo o que você pedir, , com exceção do divórcio, a resposta será sim. Eu decidi que era você há muito tempo atrás, e não será uma crise ou os dias de TPM que mudarão a minha decisão. Cada parte do meu ser, da minha alma, ama tudo em você. Até os defeitos, sabe-se lá quais são eles.”
  – Eu posso falar! - Jessica, a irmã mais nova de , ergueu a mão.
  – Você poderia ter me dito só um pouquinho mais cedo, tipo, 2 horas atrás quando eu ainda era solteiro. Não é à toa que você é a CUnhada, Jessica.
  Recebi um dedo do meio da minha cunhada e joguei um beijo no ar para ela.
  – Isso tudo é para sempre, . - olho para minha esposa, linda e maravilhosa, sentada ao meu lado com lágrimas nos olhos. – Com você, todos os meus dias soam como a alegria imensurável que imaginamos ser quando lemos o “e eles foram felizes para sempre”. Eu te amo.
  Sorri ao vê-la se levantar e me abraçar forte com um sorriso no rosto e lágrimas caindo. Gargalhei ao me ver refletido em seus olhos, onde vi a certeza de que ela me amava e ficaria comigo para sempre.
  E que o sempre seja tão longo quanto o meu amor por ela.