Esta história pertence ao Projeto Adote Uma Ideia

Status

Loading

Avalie

Este texto foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui
Ideia #005

doada por Kate Willians

// A Ideia
Vocês são integrantes de bandas rivais. Numa noite de domingo, você sai para encher a cara e acaba por conhecê-lo. Passam uma noite juntos em seu apartamento e quando você acorda, ele não está mais lá. Acontece que uma de suas mais recentes composições também não. Ele a lança como sendo obra dele e agora você quer se vingar, mas como?

// Sugestões
Eu sugiro que a fanfic seja interativa, e que a autora aproveite de uma música da banda McFly/The Maine que fez sucesso e que seja sua preferida, para que seja sua suposta composição.
// Notas
--

Esta história não possui capas prévias (:

Sem curiosidades para essa história no momento!

We All Roll Along

Prólogo.

   espreguiçou-se na cama, sentindo a cabeça doer assim que abriu os olhos. Deveria ter pensado melhor antes de virar tantos shots de tequila na noite anterior. Já não estava mais tão na idade de beber sem pensar no amanhã, mas havia sido por um bom motivo. O show deles havia sido um sucesso, toda comemoração era merecida!
0
Comente!x

  Manteve o sorriso leve nos lábios finos enquanto pensava mais sobre o show do dia anterior e então lembrou-se de alguns detalhes do after party. Como a presença dela. E foi ao lembrar-se dela que arregalou os olhos, assustado, um pensamento cruzando rapidamente seu cérebro. olhou ao redor, só então parecendo se dar conta de que não estava em seu quarto, nem em um hotel. Respirou fundo, fechando os olhos por um instante antes de virar-se para o lado esquerdo reparando na mulher ainda dormindo pesadamente.
0
Comente!x

  — Merda! — disse baixou, segurando a vontade de gritar. Por um instante não soube o que fazer. Será que ela se lembrava do que tinha acontecido? Sabia que ela também havia bebido bastante, comemorando tanto quanto ele. Mas será que ela estava sóbria o suficiente para terem transado ou iria acusá-lo de ter se aproveitado da situação?
0
Comente!x

  Obviamente ele não seria hipócrita de dizer que não havia gostado, é claro que sim. Podia não se lembrar de muitos detalhes devido a quantidade de álcool, mas tinha gostado. Se fosse um pouco mais sincero consigo mesmo, sabia que estava esperando por aquilo há anos. Mas será que ela sentiria o mesmo? Talvez o melhor naquele momento fosse ele se afastar. Poderia ser muito pior se ela acordasse e desse de cara com ele.
0
Comente!x

   acenou com a cabeça, aprovando a própria ideia e levantando-se devagar. Porém… Ela poderia ficar furiosa de ele sumir… E se achasse que ele só se aproveitou, saiu fora no meio da noite para fingir que nada tinha realmente acontecido?
0
Comente!x

  — Merda! — Repetiu no mesmo tom, passando a mão pelos cabelos curtos. Que situação! Aquela poderia ter sido uma das melhores noites de sua vida, não apenas pelo show em si, mas por terem estado juntos. Talvez pudessem finalmente se entender e resolver as coisas do passado… Deveria esperar ela acordar ou simplesmente ir embora?
0
Comente!x

  Não soube dizer quanto tempo ficou parado em pé ao lado da cama, apenas encarando-a dormir enquanto decidia o que deveria fazer. Mas então ouviu o celular vibrando no chão, próximo de seus jeans, pegou-o rapidamente.
0
Comente!x

  — Mas que merda! — xingou mais uma vez, ainda mais frustrado com a situação toda ao reparar que estava atrasado para seu compromisso em família. Deveria levar sua mãe para almoçar e ajudar na mudança antes de encontrar com o restante da banda no final do dia.
0
Comente!x

   vestiu-se apressado o mais silenciosamente que podia, embora no fundo achasse que talvez pudesse ser uma boa ideia acordá-la. Ou não… Pelo que se lembrava, ela odiava ser acordada, não tinha certeza se era algo que teria mudado com o passar dos anos!
0
Comente!x

  Ao terminar de colocar a jaqueta, passou a mão pelos cabelos, vendo seu reflexo no espelho ao canto e virou-se mais uma vez para olhar a mulher adormecida. Era melhor mandar uma mensagem depois e ver se ela queria conversar ou apenas fingir que nada tinha acontecido. Esperava mesmo que ela quisesse conversar!
0
Comente!x

  Olhou ao redor, encontrando sua mochila mais ao canto do sofá, não lembrava exatamente dos detalhes, mas sabia que ambos haviam entrado com pressa na noite passada. Puxou a mala do chão, esbarrando em uma pilha de livros e derrubando parte deles.
0
Comente!x

  — Que merda! — falou completamente frustrado, abaixando-se e tentando empilhar os livros novamente, ainda olhando por sobre o ombro para ver se ela não havia acordado com o barulho.
0
Comente!x

  Ao terminar de organizar as coisas, pegou seu caderno que também havia caído no meio da confusão, jogando-o de volta na mochila aberta, logo andando para a saída do apartamento. Antes de passar pela porta, porém, reparou no pequeno quadro de avisos grudado na parede com a pequena lista de supermercado: pão, ovos e guardanapos.
0
Comente!x

  Talvez não fosse de todo ruim deixar um olá, pensou. Menos de um minuto depois, saiu do apartamento, sorrindo sozinho com a possibilidade de realmente se entenderem dessa vez, depois de todos aqueles anos.
0
Comente!x

Continua

  Curiosidade: A ideia era utilizar apenas uma ou duas músicas referentes a banda, mas não se surpreenda se tiverem menções de mais 50 músicas do The Maine. Não é minha culpa se eles são tão bons!

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lelen
Admin
1 mês atrás

AI, AMEI QUE É FIC DE THE MAINE <333
Aproveitar que eu não sou mais ciumenta do John e ficar feliz e aproveitar essa história com um sorrisinho bobo na cara HEHEH
E concordo, The Maine é bom demais e não é à toa que depois de 14 anos eles ainda permanecem como meus primeiros em relação a bandas <3
Que continuem sendo esses divos por mais muitos anos, tipo Rolling Stones HSOAHSOAP


You cannot copy content of this page

1
0
Would love your thoughts, please comment.x