Status

Loading

Avalie

Este texto foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui

Esta história não possui capas prévias (:

Sem curiosidades para essa história no momento!

The Most Beautiful Thing

Capítulo 1 — i don’t know you yet

  — Até quando você vai manter esse lugar vago, ?
0
Comente!x

  A voz de ecoou pela sala vazia, recebendo um olhar desinteressado do amigo de volta; apenas soltou um suspiro alto e voltou a deitar sua cabeça na mesa, também se fazendo a mesma pergunta. apenas se deu por vencido e se sentou no assento do lado direito, organizando o seu material enquanto bebia o seu café, pensando em como o seu melhor amigo poderia ser um tanto emocional demais quando se tratava do “amor”. Ele não julgava , mas, também não entendia como o rapaz tinha tanta certeza de que a pessoa certa apareceria no meio do semestre e ainda por cima escolheria a cadeira do seu lado esquerdo para se acomodar.
0
Comente!x

  Há alguns meses, em uma conversa sobre relacionamentos com , disse que estava se sentindo meio estranho, como se algo o esperasse em algum lugar do futuro e ele sabia que isso era ligado ao amor, só não fazia a mínima ideia de quem seria. não soube como reagir na hora, para si, se alguém realmente fosse aparecer, seria na hora em que o destino quisesse, então não via necessidade do amigo manter a cadeira vaga por meses. No entanto, para , a sensação que o acompanhava durante todo esse tempo – talvez, por toda a sua vida – só aumentava a sua intensidade, e mais do que nunca, o rapaz não queria perder a oportunidade. Por isso, se mantinha preparado todos os dias para finalmente encontrar aquela que nunca conheceu.
0
Comente!x

  — Você fala como se alguém quisesse esse assento — o rapaz rolou os olhos, levantando a cabeça para beber o café do amigo —, além de nós dois, ninguém gosta de sentar no fundo.
0
Comente!x

  — Bom, as pessoas que quiseram você afastou com a desculpa de que já estava “ocupado” com a sua mochila — deu de ombros. — Só acho que essa preparação toda é um tanto demais, você está querendo antecipar algo que talvez só venha a acontecer em um futuro bem distante.
0
Comente!x

  — Ou em um futuro bem próximo.
0
Comente!x

  — De qualquer maneira, sofrer por antecedência não vale a pena. Você põe muita expectativa nessa “pessoa”, só peço que… se cuide.
0
Comente!x

   sorriu pequeno para o amigo, o entendendo perfeitamente. A preocupação de era totalmente válida, e o rapaz tinha noção de que não deveria se prender a essa sensação que poderia nunca se tornar real, entretanto, não era possível que a sua pessoa certa não chegaria em breve, ainda mais quando se sentia com tanta certeza como nos últimos meses. Ele até gostaria de escutar o seu lado mais racional – vulgo, –, todavia, sempre foi movido pela emoção e agora não seria diferente, por mais que bem lá no fundo se sentisse levemente iludido por acreditar tão fielmente nessa sensação.
0
Comente!x

  O rapaz não se lembrava exatamente quando começou, só sabia que desde mais novo sempre desejou ter alguém com quem pudesse compartilhar a vida de forma romântica; é engraçado como até hoje continuava com esse desejo, e apesar de ter se envolvido com outras pessoas ao longo dos anos, nunca encontrou alguém que fizesse o seu coração se sentir em casa.
0
Comente!x

🌻🌞

  — Quando que o novo membro chega?
0
Comente!x

  As aulas do dia haviam acabado, então o grupo de decidiu se reunir na biblioteca para adiantar o trabalho do período a fim de ficarem livres no final de semana. O professor dividiu a sala em grupos de cinco pessoas e anunciou que o novo estudante se juntaria ao grupo do rapaz, já que com , eles eram apenas quatro.
0
Comente!x

  — Não sei, o professor não nos deu muita informação. Só espero que quem quer que seja, faça a sua parte no trabalho — falou direto, focando no seu notebook.
0
Comente!x

  — Qual é o assunto da vez? e a sua mania de guardar o lugar para a amada dele? — perguntou de modo divertido, se acomodando ao lado de . A mulher era melhor amiga dos meninos e tinha algo com , mas, até o momento, nenhum dos dois colocou um rótulo no relacionamento e os meninos nem sabiam se ambos haviam ficado de fato.
0
Comente!x

  — O novato misterioso — respondeu.
0
Comente!x

  — Ou novata. disse que a amiga dela ia se transferir para a nossa faculdade, porém, não sei mais detalhes. — tirou o seu notebook da mochila, se preparando para começar a sua parte. — Sinceramente, não estou nem um pouco a fim de fazer esse trabalho. Por que nos inscrevemos nessa aula mesmo?
0
Comente!x

  — Pelo simples fato de nos odiarmos. — riu sarcástico, repensando nas suas escolhas. — O problema não é a matéria em si, mas o professor que nos odeia tanto quanto ele se odeia. Quem é que pede um trabalho de mínimo 100 páginas e com slides de no máximo 10?
0
Comente!x

  — E com letras visíveis, não podemos esquecer. — rolou os olhos.
0
Comente!x

  — Só é engraçado termos pegado uma matéria de marketing quando temos cursos meio distintos um dos outros. — Daniele riu. — O do faz até sentido, ele estuda história da arte, mas e nós três? Um em ciência da computação, uma de biologia e o outro de música.
0
Comente!x

  — Também acho que música tem sentido com marketing — descansou as costas na cadeira enquanto lia os papéis em suas mãos.
0
Comente!x

  — A menos que ele queira ser cantor.
0
Comente!x

  — Não concordo, no entanto, sem energia para responder. — jogou a cabeça para trás, visivelmente cansado mesmo só tendo passado meia hora.
0
Comente!x

  — Justo. — A mulher sorriu. — Podemos voltar a falar do e da sua futura amada?
0
Comente!x

  — Por quanto tempo você continuará me zoando, ?
0
Comente!x

  — Eu sou a que mais te apoia nessa ideia e você fala assim, querido? — Fingiu estar ofendida, arrancando uma risada dos amigos. — É sério, até eu estou curiosa para conhecer essa pessoa misteriosa.
0
Comente!x

  — Imagina como estou! — Suspirou cansado. — Essa coisa de intuição é difícil de lidar.
0
Comente!x

  — Talvez seja só a vontade de namorar mesmo e você acha que tem alguém prometido a si. — recebeu um olhar reprovador da amiga. — O que?
0
Comente!x

  — Direto como sempre, né? Deixa ele se iludir ou acreditar no que quiser, quando chegar a sua vez, verá que faz todo o sentido a forma como se sente.
0
Comente!x

  Os amigos entraram em uma minidiscussão sobre o assunto, e apenas os ignorou, voltando a sua atenção para as suas anotações. Claro que o homem possuía noção de que parecia loucura, como que ele poderia ter tanta certeza de que a pessoa certa chegaria em breve? Como ter a certeza de algo tão incerto? Mas, ao mesmo tempo que se via cheio de dúvidas, o rapaz se perguntava como seria essa pessoa. Será que os seus olhos são azuis, verdes ou castanhos? Será que ela gostava de café com açúcar, com uma camada de chantilly ou sem nada, assim como ele? Será que ela também se sentia igual a si? Eram tantas e tantas perguntas que ao perceber, sentia falta de alguém que nunca conheceu, mas desejava tanto encontrar.
0
Comente!x

  — Já acabou a discussão? — tirou os fones e se virou para os amigos, ganhando alguns resmungos.
0
Comente!x

  — Nenhum de nós tem saco para discutir por muito tempo — deu de ombros.
0
Comente!x

  — Ainda bem, quando vocês começam…
0
Comente!x

  — Licença, você é o , da turma de marketing? disse que eu o encontraria aqui, só não me deu muitos detalhes.
0
Comente!x

  A atenção de todos caiu em cima da mulher, no entanto, simplesmente não conseguia controlar a sua expressão facial ao olhá-la. Era como se existisse uma linha amarrada em seu mindinho que estava conectado no mindinho dela, lhe causando uma sensação estranhamente familiar conforme continuava a encarar a garota; o seu coração, ao contrário do que imaginou inúmeras vezes, não acelerou, e algo em seu interior se remexia inquietamente, de modo que o fazia querer correr para os braços da mulher mesmo sem conhecê-la. O mundo parecia ter parado somente para os dois, e ao reparar no brilho em seu olhar e no pequeno sorriso que ela o ofereceu, chegou à conclusão que finalmentea sua pessoa certa estava na sua frente.
0
Comente!x


  N/A: mais uma long hehehehehe
  Eu acabei trazendo a Lila e o Dokyeom em outro universo pelo simples fato que não estou com cabeça para criar personagens, quem amou? Assim, se você quiser ler as fics do universo de “Lei dos Cenários”, vou deixá-las listadas abaixo do final da nota, mas não é muito necessário (terá referências, mas nada que deixe os leitores perdidos). Claro que eu adoraria que vocês lessem hehehehe
  Dokyeom e esse universo é o meu refúgio para quando as coisas estão difíceis, e como a autora está numa fase não muito legal e fez uma playlist chamada love, acabei tendo a ideia de fazer uma long com base nas músicas da playlist. Mais pra frente libero a playlist, mas o título dos capítulos são as músicas que tão nela hehehehehe
  Sim, teremos mais MelHao – help, não sei fazer nome de shipp HAHAHAHA – e Woni (achei fofo) também (aceito sugestão de shipps pra Lila e DK JSNKASNAJKSN) <3
  Enfim, é isso!
  Até a próxima <3
  Ps: eu amo o meu raio de sol demais 🙁
  Ps 2: e sim, o título da fic é o tema do projeto do pessoal de Campus Crush – The Photography club hehehehehe

  Listinha das fics:
  – Woni:

  – DK e Lila (Seoklila?):

  – MelHao

Capítulo 2 — the most beautiful thing

  — Até quando ficará sonhando acordada, ?
0
Comente!x

  A mulher olhou para a amiga brevemente, voltando a sua atenção para a rua que observava através do vidro da cafeteria. Nos últimos meses escutava bastante essa frase, e fazia questão de acordá-la sabe-se lá de onde, um tanto preocupada com a garota.
0
Comente!x

   apenas suspirou, olhando de relance para o lugar vago ao seu lado e decidiu se levantar, arrumando suas coisas para ir embora após perceber que o seu príncipe encantado não entraria por aquela porta. Não que acreditasse muito em contos de fadas ou se considerasse uma princesa, mas, principalmente nesses quatro meses, ela tem sentido tanta certeza de que encontraria a sua alma gêmea que até começou a acompanhar o seu horóscopo semanalmente, apesar de não acreditar.
0
Comente!x

   não sabia o motivo, sequer tinha noção de quando conheceria a pessoa, no entanto, se divertia ao imaginar como ela seria, seus gostos e até mesmo pensava nos detalhes pequenos, o que lhe causava uma sensação estranha e gostosa. Será que seria um encontro no meio da calçada ou na rua? Em um bar ou no elevador do apartamento? Será que essa pessoa também imaginava essas coisas assim como eu? poderia não ter a certeza disso, contudo, gostava de acreditar que a sua alma gêmea também a esperava independente de quanto tempo levasse para se esbarrarem nessa vida.
0
Comente!x

  — Sério, você precisa ser mais pé no chão. Digamos que o seu príncipe encantado apareça, pode ser que ele não sinta o mesmo por você e depois quem terá que te aguentar chorando sou eu! Sem contar que você faz questão de guardar um lugar toda vez que sai, aposto que os garçons devam rir disso escondidos ou devem te achar meio maluca! — falou assim que saíram do café em um tom tranquilo até chegar na última parte, fazendo a sua amiga rir.
0
Comente!x

  — , pelos céus, se a minha intuição não fosse tão boa, eu nem estaria pensando nisso diariamente. — Desde nova sempre soube que o seu “sexto sentido” era aguçado, o que a auxiliava e a impedia de se envolver em problemas. — E o que há de errado em querer me apaixonar pela pessoa certa? Já me envolvi com tantos lixos que mereço alguém maravilhoso, nada menos que isso! E sobre os garçons: é, você deve estar certa, mas ninguém tem nada a ver com isso!
0
Comente!x

  — Eu sei, acompanhei a sua adolescência inteira, . — Rolou os olhos. — Só que também sei que você é muito adorável e boazinha, as chances de você se machucar no caminho são enormes e isso é a última coisa que queremos, certo?
0
Comente!x

  — Certo, mas não precisa se preocupar tanto, ! Eu só fico ansiosa para conhecer a coisa mais bonita que nunca vi.
0
Comente!x

  — Eu já cansei de tentar te entender, sinceramente. — Se deu por vencida, esticando a mão para a garota. — Vamos, hoje é o seu primeiro dia e quero te dar um tour completo antes de ir para as aulas.
0
Comente!x

   riu e segurou a mão da amiga, entrando na faculdade que estudaria a partir de hoje. Juntamente da brisa que bagunçou o seu cabelo, veio aquela sensação gostosa e estranha que já estava acostumada, fazendo o seu interior pular de animação.
0
Comente!x

🌻🌞

  O campus não era tão enorme quanto o seu antigo, no entanto, havia muitos prédios para conseguir gravar em uma única manhã. precisou se separar no segundo período, já que o seu curso de biologia ficava do outro lado e não poderia faltar mais aulas, contudo, fez um mapa para a amiga não ficar tão perdida. encarou o papel com as linhas e setas tortas e suspirou, chegando à conclusão que a sua melhor amiga não era uma boa desenhista; a mulher precisava ir para a biblioteca para encontrar o seu grupo de trabalho, que o professor mal se deu o trabalho de explicar como que seria ou quem eles eram muito bem. A única coisa que sabia é que um dos integrantes se chamava e por alguma coincidência do destino, ele era um dos melhores amigos de junto com – também integrante do seu grupo. Então, com as breves informações que a amiga lhe deu, seguiu na luta para encontrar a bendita biblioteca, o que levou cerca de quinze minutos.
0
Comente!x

  — Ok, de acordo com , são três rapazes e uma moça chamada … — Ela procurou por todo o local, achando um quarteto que condizia com as características que disse.
0
Comente!x

  A garota respirou fundo e caminhou até a última mesa, rezando para que fossem as pessoas certas e não precisasse pedir desculpas por errar o seu grupo – a última coisa que queria como novata era ter uma imagem de atrapalhada ou algo assim.
0
Comente!x

  — Licença, você é o , da turma de marketing? disse que eu o encontraria aqui, só não me deu muitos detalhes.
0
Comente!x

   olhou rapidamente todos para ter certeza das descrições que recebeu, mas quando o seu olhar encontrou o de , o seu mundo simplesmente parou. Ela não sabia a exata feição que tinha no momento, no entanto, se fosse de surpresa ou de confusão, pouco lhe importava; a única coisa que realmente importava era que mais do que nunca, tinha a certeza de que a sua alma gêmea estava na sua frente, com um sorriso tão quentinho que era impossível não sorrir de volta.
0
Comente!x

  É, definitivamente é a coisa mais linda que a mulher já havia visto.
0
Comente!x


  N/A: fala sério, eu adoro esse casal e o quão fofinhos e emocionados eles serão ao longo da fic 🤏🥹
  Trouxe a versão da Lila, e eh curtinha? É, mas tem tanta coisa pra rolar ainda hihihi
  Espero que tenham gostado!
  Até a próxima <3
  Ps: sim, Dokyeom é a coisinha mais linda desse mundo 😚

Capítulo 3 — hello?

  A biblioteca estava em um profundo silêncio, e nem mesmo os amigos de ousaram dar um pio, respeitando sabe-se lá o que estivesse acontecendo entre os dois. e continuavam com a troca de olhares, perplexos demais para balbuciarem uma sílaba sequer, compartilhando dos mesmos sentimentos e emoções; ambos estavam no próprio mundinho, usufruindo do holofote que tinha o seu foco totalmente neles, os transformando em protagonistas.
0
Comente!x

   e não sabiam como, mas possuíam plena certeza de que a pessoa que tanto esperavam estava a uma distância tão pouca que a vontade que dava era de se perderem um no outro em um abraço que confirmaria tudo. Entretanto, e se, por alguma brincadeira sem graça do destino, eles tivessem se enganado? Os dois não poderiam simplesmente sair se abraçando ou anunciando que finalmente encontraram a pessoa certa, mesmo que tivessem certeza; se um deles não se sentisse da mesma forma, seria triste demais lidar com a rejeição e com o fato de que os seus amigos tinham razão, além de criar um clima desagradável para todos os presentes.
0
Comente!x

  Por isso, com muito custo, se forçou a desviar o olhar, encontrando o de , que parecia tão tranquilo quanto havia lhe dito.
0
Comente!x

  — É um prazer conhecê-los. — Sorriu amigavelmente, colocando uma mecha do cabelo atrás da orelha. — Eu sou a , melhor amiga da , estudante de gastronomia e membro do grupo de vocês.
0
Comente!x

  — Seja bem-vinda, . — a recebeu com um sorriso largo, apontando para a cadeira ao lado de . — Pode se sentar, esteve guardando essa cadeira especialmente para você.
0
Comente!x

  — — o rapaz a chamou baixinho, mas logo foi interrompido.
0
Comente!x

  — Obrigada, ! — agradeceu ainda mais sorridente, sentindo o seu rosto aquecer ao reparar que a encarou de volta.
0
Comente!x

  — Bom, vou te apresentar ao restante do grupo: esse é o , , ou , como preferir — a mulher riu —, e eu me chamo .
0
Comente!x

  — Oi, e falaram em uníssono.
0
Comente!x

  — me falou bastante de vocês e também me adiantou o tema do trabalho. — procurou dentro da bolsa a sua pasta e um pendrive, entregando para os demais. — Acabei adiantando uma parte e montei um esboço para os slides, então é só alterar o texto. Caso não gostem muito do design, tem outra opção também.
0
Comente!x

  — Está bom para você, ? — falou em um tom divertido, vendo que o amigo ficou verdadeiramente surpreso com a colega.
0
Comente!x

  — Isso já nos adianta muito. Obrigado, . — terminou de checar os papéis, satisfeito com a pesquisa. — Se quiser focar em outra coisa enquanto fazemos nossa parte, sinta-se à vontade.
0
Comente!x

  — Ah, eu não ligo em ajudar mais.
0
Comente!x

  — Você já fez bastante, . — sorriu.
0
Comente!x

  — Hum… — Ela olhou ao seu redor, tendo uma ideia. — Bom, eu pretendo ajudar de qualquer maneira, só que antes vou comprar algo para beber. Vocês querem?
0
Comente!x

  — Pode trazer dois sucos e um achocolatado? — assentiu.
0
Comente!x

  — E você, ?
0
Comente!x

  — Ele vai com você — anunciou. — Não podemos deixar a nossa nova integrante carregar tudo sozinha.
0
Comente!x

   lançou mais um olhar para os amigos, recebendo apenas sorrisinhos como resposta. Ele agradecia o apoio, contudo, não queria que o achasse estranho e talvez ela nem gostasse dele também!
0
Comente!x

  — Vamos? — A mulher já estava um pouco afastada da mesa quando percebeu que havia ficado parado, perdido nos seus pensamentos.
0
Comente!x

  O rapaz concordou e se juntou, andando ao seu lado e em completo silêncio.
0
Comente!x

🌻🌞

  — Acho que peguei todos. Qual você vai querer?
0
Comente!x

   conseguiu usar a máquina após dez minutos com a ajuda de , alegando que queria aprender a fazer o processo sozinha para as próximas vezes que precisasse, e o rapaz achou isso simplesmente adorável.
0
Comente!x

  — Não tem necessidade… — comentou ao coçar a nuca, não querendo dar trabalho.
0
Comente!x

  — Se você não escolher, eu vou. — Ela suspirou, apertando o botãozinho em seguida. — Aqui, igual ao meu.
0
Comente!x

  — Obrigado. — Ele não conteve o risinho.
0
Comente!x

  — Disponha. — sorriu e se sentou no banco, pondo as bebidas de lado para saborear a sua. — Será que tem problema se ficarmos um tempinho aqui?
0
Comente!x

  — Creio que não, principalmente você. Sua parte no projeto já está pronta, então não tem que se preocupar. — se acomodou também, bebericando o seu achocolatado.
0
Comente!x

  Os dois ficaram em silêncio, apenas apreciando a vista para o campus enquanto bebiam das garrafinhas. Tanto quanto eram pessoas que gostavam de conversar e sempre engatavam um assunto no outro, entretanto, no momento, não sabiam exatamente o que dizer apesar de terem muito o que falar. o espiou, só que o que era para ser uma olhadinha, se tornou uma admiração; o seu cabelo penteado para frente, a franjinha na altura da sobrancelha, os óculos redondos, a sua pintinha na maçã do rosto… tudo nele parecia ter sido feito com o maior cuidado do mundo, como se tivesse sido esculpido pelos deuses. Quanto mais o observava, mais queria poder tocar o seu rosto e sentir a sua pele em contato com as pontas dos seus dedos enquanto a dedilhava, no entanto, ao ser encarada de volta pelo belo par de olhos castanhos, os seus pensamentos se esvaíram tão rápido, permanecendo apenas um: é, de fato, a coisa mais linda que já viu.
0
Comente!x

  — Você é muito bonito.
0
Comente!x

  — Você já se olhou no espelho? — o rapaz respondeu de imediato, e após alguns segundos, ambos caíram na gargalhada, impressionados em como não tinham pensado antes de falar.
0
Comente!x

  — Que bom que não me achou estranha — confessou, secando as lágrimas. — Mas desde que te vi na biblioteca, minha língua coçou para te dizer isso, só que não queria parecer estranha por falar para um “estranho” que eu o achei bonito.
0
Comente!x

  — Eu sou um “estranho”? — Também fez o sinal das aspas, arrancando mais um risinho de .
0
Comente!x

  — Não mais. — Sorriu pequeno. — Até cinco minutos atrás? Talvez fosse. Você é um tipo diferente de estranho.
0
Comente!x

  — Como assim? — se virou para , se acomodando melhor no banco.
0
Comente!x

  — Se você não me achar estranha depois do que vou falar, acho que seremos bons amigos. Resumidamente, nos últimos meses, a minha intuição me dizia que eu encontraria “a pessoa certa”, então eu meio que fiquei fissurada nisso, tanto que não me aguentava mais falando sobre. — gesticulava com as mãos enquanto falava e sempre desviava o olhar por ter a certeza de que ele a acharia doida, portanto, não conseguiria manter o contato visual por muito tempo mesmo que quisesse. — Sei que pode parecer loucura, só que no momento que nossos olhares cruzaram, eu tive a sensação de que nos conhecíamos há anos, mesmo sem termos trocado uma única palavra. Por isso você é um tipo de “estranho” diferente, porque você não é tão estranho assim, sabe?
0
Comente!x

   a encarou com uma feição surpresa, ainda raciocinando o que acabou de escutar. Quais eram as chances de isso ser real e não um sonho? Será que ele poderia se sentir realmente feliz em saber que a sua pessoa certa também o considerava assim? A sua vontade era de envolvê-la em um abraço tão apertado por tempo indeterminado, porém, a sua única reação foi soltar um longo suspiro seguido de uma risada leve, fazendo a garota ficar confusa.
0
Comente!x

  — Eu sou estranha, né? — Mordeu o lábio inferior, se sentindo um tanto boba.
0
Comente!x

  — Não — virou o rosto na sua direção novamente, sorrindo —, eu só estou aliviado.
0
Comente!x

  — Por quê? — Inclinou a cabeça para o lado sem entender.
0
Comente!x

  — Eu me sinto da mesma forma em relação a você, .
0
Comente!x

  Agora foi a vez da mulher raciocinar o que havia escutado, e ela apenas sorriu de orelha a orelha, feliz em ver que não era a única com essa sensação.
0
Comente!x

  — Sério, quais são as chances? — escondeu o rosto com as mãos, se sentindo como uma adolescente apaixonada. — Eu te esperei por tanto tempo que achei que nunca te encontraria.
0
Comente!x

  — O sentimento é mútuo. — Ele olhou para o outro lado, um pouco sem graça. — De todos os lugares, nunca pensei que seria na faculdade e que você seria melhor amiga de uma das minhas amigas próximas. O mundo é realmente pequeno, né?
0
Comente!x

  — Sim, mas, mesmo assim, demoramos para nos encontrarmos… — suspirou.
0
Comente!x

  — O importante é que nos encontramos, certo? — aproximou mais o seu rosto do dela, a fazendo retribuir o olhar. — Agora, podemos recompensar o tempo perdido.
0
Comente!x

  — Por favor! — A garota deu um risinho.
0
Comente!x

  — Vamos começar trocando os números. — Eles trocaram o celular, entregando os aparelhos respectivos na mão um do outro. — Quer que eu salve com algum nome específico?
0
Comente!x

  — Nope. — Negou com a cabeça. — E você?
0
Comente!x

  — Também não, pode pôr o que preferir. — Sorriu.
0
Comente!x

  — Acho melhor voltarmos para a biblioteca, as bebidas já esquentaram… — sabia que as suas bochechas estavam coradas, e nenhum dos dois se afastou, o que não a ajudava muito.
0
Comente!x

  — Eu não quero… — falou baixinho, a olhando com uma feição tristonha.
0
Comente!x

  — Se voltarmos agora, eu te ligo a noite. Acho que é uma boa maneira de começarmos a recuperar o tempo perdido.
0
Comente!x

  — Você venceu, senhorita. — se levantou. — Saiba que ficarei esperando a sua ligação!
0
Comente!x

  Os dois retornaram para a biblioteca em silêncio, todavia, estavam em festa por dentro.
0
Comente!x

🌻🌞

  O grupo conseguiu adiantar boa parte do trabalho, faltando apenas a conclusão do slide e a formatação do texto que terminariam na próxima semana. precisou sair mais cedo, a sua mudança precisava ser finalizada e hoje era o único dia que teria a ajuda dos pais de , já que o casal voltaria para o outro lado do mundo na manhã seguinte.
0
Comente!x

  Após algumas horas, o seu apartamento – pequeno, mas aconchegante – estava com tudo em seus devidos lugares, organizado da maneira que sempre quis; desde que saiu da casa dos seus parentes e decidiu se mudar para viver perto da melhor amiga a fim de ter uma mudança em sua vida, sempre sonhou com um cantinho só seu, onde poderia ser ela mesma e ter a sua privacidade, e conquistar isso parecia irreal. Felizmente, com a ajuda de e sua família, a mudança ocorreu sem problemas e a garota sempre seria grata aos três, que a acolheram como se fosse da família.
0
Comente!x

  Depois te tomar um longo banho, se jogou na cama e checou o celular, pensando em pedir algo para comer. Carregar várias caixas e ainda arrumar o conteúdo delas em um único dia havia consumido toda a sua energia, e por mais que adorasse cozinhar, o cansaço venceu essa batalha. Antes que pudesse dar uma olhada no aplicativo, lhe mandou uma mensagem avisando que seus pais deixaram algumas marmitas para o final de semana em sua geladeira, pois imaginavam que estaria exausta. Quando abriu a geladeira, quase chorou e logo mandou um áudio para o casal, agradecendo pela comida e mais uma vez pela ajuda. As marmitas lhe pouparam um tempinho durante o final de semana, que provavelmente será usado para pôr algumas coisas em dia, como as anotações das aulas e o projeto de marketing. Assim que terminou de jantar, o seu celular começou a vibrar, e ao ver o nome no visor, a sua animação retornou ao seu corpo como em um passe de mágica.
0
Comente!x

  — Oi! — exclamou sem se importar de demonstrar o seu lado animado. — Eu ia te ligar daqui a pouco.
0
Comente!x

  — Oi! respondeu na mesma intensidade, sorrindo do outro lado da linha. — Eu imaginei, mas não consegui me conter. Desculpa.
0
Comente!x

  — Não precisa pedir desculpas… pode me ligar sempre que quiser.
0
Comente!x

  — Até de madrugada?
0
Comente!x

  — Se precisar de mim ou quiser escutar minha voz, sinta-se à vontade. — A garota riu, sendo acompanhada por ele.
0
Comente!x

  — Tudo bem, me lembrarei disso. Como você está?
0
Comente!x

  — Bem, só cansada por causa da mudança. E você?
0
Comente!x

  — Do mesmo jeito. E a mudança, precisa de ajuda com algo? comentou brevemente quando precisou sair mais cedo sobre o seu apartamento com o grupo, e e falaram que tinha avisado eles sobre.
0
Comente!x

  — e seus pais vieram me ajudar, sem os três eu ficaria amanhã e domingo presa na minha casa. — Suspirou pesadamente, odiando a ideia de passar o seu primeiro final de semana trancafiada arrumando o apê. — Falta só comprar algumas coisas pequenas.
0
Comente!x

  — Que bom que já finalizou uma parte, se precisar de ajuda, pode me pedir! — disse o rapaz prontamente, fazendo achá-lo uma graça.
0
Comente!x

  — Quer ir comigo no domingo? Não pretendo demorar e… — Mordeu o lábio após fazer o convite.
0
Comente!x

  — Eu adoraria, e eu te liguei na intenção de te chamar para sair no domingo… riu baixinho. — É impressionante como você está a dois passos à frente de mim.
0
Comente!x

  — Não é bem assim… — Fez um biquinho mesmo que soubesse que ele não veria.
0
Comente!x

  — Dez horas está bom para você? Podemos almoçar juntos depois de comprarmos o que precisa e a tarde saímos, que tal? falou rápido demais, quase se atropelando por causa da animação.
0
Comente!x

  — Está ótimo, . Quer se encontrar em algum lugar?
0
Comente!x

  — Não, eu prefiro ir te buscar se estiver de acordo.
0
Comente!x

  — Como desejar. — não conseguia conter o sorriso, se sentindo como as protagonistas dos mangás que lia.
0
Comente!x

  — Tem algo que quero te falar no domingo, mas pode ficar tranquila! Não é nada de ruim!
0
Comente!x

  — Obrigada pelo aviso, minha ansiedade agradece. — Os dois compartilharam uma risada.
0
Comente!x

  — Infelizmente, preciso desligar. Combinei com o que jogaríamos um pouco, e ele já está me enchendo de mensagens…
0
Comente!x

  — Sem problemas, manda um oi por mim! Bom jogo e boa noite, .
0
Comente!x

  — Tenha uma ótima noite, . Amanhã te mando uma mensagem!
0
Comente!x

  Eles enrolaram mais um pouquinho para desligar a ligação, e nos segundos seguintes, mandou uma mensagem, alegando que o amanhã demoraria a chegar. e continuaram a conversar até tarde, sendo vencidos pelo cansaço, no entanto, ambos estavam verdadeiramente felizes e mal podiam esperar para o domingo chegar.
0
Comente!x


  N/A: como podem ser tão fofinhos?
  Não é novidade para ninguém que os meus personagens são super emocionados e eu sou fã de fast burn, então HEHEHEHEHE SeokLila/Lik talvez seja o casal mais emocionado junto com Fumi e Kyo (Satou-san to Ayasaki-kun) UAHAJISNASNAHI
  Mas, e aí, o que acharam?
  Lila foi atacante e já colocou as cartas na mesa, a gata não quis perder tempo. Se bem que o Dokyeom faria o mesmo se ela não tivesse feito hihi
  E o que será que o DK vai falar pra ela no domingo? Deixem nos coments hehehehe
  O próximo capítulo será o datezinho, alguma ideia do lugar que eles vão?
  Até a próxima <3

Capítulo 4 — good to me

   deu uma última checada no espelho, satisfeita com o seu reflexo; estar acima do seu peso é algo que a incomodava, mas com o passar dos dias, a sua trajetória no caminho de “amar a si mesma” ia avançando, e nada a deixava mais feliz em usar roupas confortáveis e que também valorizassem o seu corpo. Ela retocou o gloss e decidiu dar uma mudada na sua armação de sempre, colocando os óculos com a armação quadrada, gostando do resultado final.
0
Comente!x

  Por mais que tentasse se distrair, seus pensamentos estavam todos voltados para o encontro com e não tinha como negar a excitação nem se tentasse muito. Quando contou para que havia encontrado o seu “príncipe encantado”, a amiga quase caiu para trás, já que nunca passou pela sua cabeça que além de estar certa sobre a intuição, ela e o seu melhor amigo eram as pessoas certas um do outro. não tinha reclamação alguma a fazer, conhecia há muito tempo e sabia da índole do rapaz, só ficava com um pequeno receio por ser tão boazinha que às vezes as pessoas se aproveitavam dela. Não que seria o caso com , mas o último relacionamento tanto da garota quanto o dele não foram o dos melhores, e se preocupava com ambos e uma possível desilusão amorosa, ainda mais por estarem sendo rápidos até demais. Talvez seja por conhecer tão bem os dois que a preocupação aumentava, no entanto, os amigos são adultos e sabem o melhor para si, então não seria ela a ser a chata que encheria o saco do possível novo casal, principalmente quando a sua vida amorosa estava uma bagunça e precisava de atenção.
0
Comente!x

   não sabia como, mas recebeu uma mensagem de , lhe desejando um ótimo encontro e que torcia pela mulher, o que a fez sorrir; provavelmente ou tinham passado o seu número para os demais, visto que logo depois dessa mensagem, foi adicionada no grupo do projeto.
0
Comente!x

   estava contente, apesar de toda a mudança para um país que ficava a longas horas do seu, sua adaptação era melhor do que imaginava e a ideia de ter novos amigos a deixava animada, sem contar que ainda havia nesse meio, o que adicionava uma dose extra de felicidade nisso tudo.
0
Comente!x

  O relógio marcava dez em ponto quando a garota recebeu uma mensagem de , a avisando que chegara no seu apartamento. deu mais uma olhadinha no espelho e pegou o elevador, descendo no térreo em menos de dois minutos e logo cumprimentou o porteiro, um senhorzinho simpático que a ajudou a pôr as caixas no elevador no dia que se mudou.
0
Comente!x

   apoiou o quadril no carro e estava com os braços cruzados enquanto esperava , ansioso para vê-la desde sexta; ele não conseguia conter a animação e o nervosismo que sentia com esse encontro, e se fosse por si, teria a chamado para fazer algo no dia anterior, mas não podia ignorar o cansaço de por conta da arrumação, e o rapaz aproveitou para adiantar a sua parte do trabalho, querendo ficar com o domingo totalmente livre para a mulher.
0
Comente!x

  Quando contou para os seus amigos, eles não ficaram tão surpresos, afinal, haviam presenciado a cena de filme na biblioteca, embora tenham reagido um pouco como . Assim como a amiga, a preocupação era mais por tudo estar acontecendo rápido demais e por saberem que é como um raio de sol, então as pessoas tinham a tendência em se aproveitarem dele. Contudo, por mais que não fossem dizer nada que nem , falou para e que não acreditava que seria que nem a ex de , e por mais que não a conhecesse muito bem, a sua intuição dizia que ela é diferente. No fim, recebeu o apoio de todos e uma figurinha de , que se limitou a escrever “se você fizer a minha amiga chorar, eu vou te bater”.
0
Comente!x

  — Bom dia, ! — o cumprimentou sorridente.
0
Comente!x

  — Minha nossa… — sussurrou impressionado, ganhando um olhar confuso. — Você está linda, .
0
Comente!x

   assistiu as bochechas da mulher corarem ao mesmo tempo que o seu próprio rosto aqueceu, porém, nada podia fazê-lo parar de admirá-la, muito menos a pequena vergonha que sentiu ao “cumprimentar” a sua companhia com um elogio ao invés de desejar primeiramente um bom dia.
0
Comente!x

  — Obrigada, digo o mesmo! — Ela deu a volta no carro, logo abrindo a porta um tanto apressada.
0
Comente!x

  — Como você está? — perguntou assim que colocou o cinto, segurando a bolsa de para que ela se acomodasse melhor.
0
Comente!x

  — Bem e descansada. Acredita que ontem eu dormi até depois do almoço? Acordei com a tocando a campainha incessantemente. — A garota riu. — E você?
0
Comente!x

  — Isso é ótimo, fico feliz que esteja bem — falou sincero, sorrindo em seguida. — E eu estou melhor agora que estou na sua presença.
0
Comente!x

  — Já começamos o dia com um elogio e uma cantada? — arqueou uma sobrancelha, virando o rosto na direção do rapaz. — Mal posso esperar para ver como vamos terminar o dia.
0
Comente!x

  — Aonde quer ir primeiro? — mudou de assunto, mas tinha plena noção de que as expectativas dele eram as mesmas que as dela.
0
Comente!x

  — Pensei em dar uma olhada nas lojas do centro, estou precisando de potes e alguns vasos de plantas.
0
Comente!x

  — Você gosta de plantas?
0
Comente!x

  — Sim, principalmente cactos — comentou enquanto mudava a música no rádio —, e como eles já estão bem grandinhos, tenho que colocá-los em um espaço maior. Nunca pensei que fossem crescer tanto, estou orgulhosa. — Limpou uma lágrima falsa, arrancando uma risada do rapaz.
0
Comente!x

  — Eu também gosto de flores, a minha favorita é girassol. — Sorriu pequeno, a olhando quando o sinal fechou.
0
Comente!x

  — Sério? — assentiu. — É a minha também!
0
Comente!x

  — Mentira! — a encarou surpreso, sem imaginar que eles tivessem mais coisas em comum além da intuição. — É, mal posso esperar para ver como terminaremos o dia…
0
Comente!x

🌻🌞

  A ida ao centro foi divertida e proveitosa.
0
Comente!x

   conseguiu tudo o que queria para a sua casa, e foi a melhor companhia que poderia ter, sempre a auxiliando nas suas escolhas e fazendo questão de carregar as bolsas por mais que a garota não quisesse incomodá-lo. Em vários momentos eles foram confundidos e chamados de casal, no entanto, nenhum dos dois negava, e a verdade é que ambos gostavam de como esse “título” soava.
0
Comente!x

  Após guardarem as sacolas no carro, e partiram para a próxima parada escolhida por , que alegou ser surpresa; ficara curiosa com o destino, e cada vez que anunciava que estavam se aproximando, mais o seu coração acelerava, de modo que não conseguia esconder nem um pouquinho a animação para o restante do dia e achava esse fato extremamente adorável. Assim que estacionaram, o rapaz ia perguntar a ela se gostou da surpresa, mas ao ver a sua expressão e o brilho no olhar, teve a sua resposta: ela havia adorado.
0
Comente!x

   sempre foi apaixonada por parques de diversões, ainda mais quando eles eram tão grandes e completos como esse; ela simplesmente queria pular nos braços do homem e agradecer por tê-la trazido a um dos seus lugares favoritos, contudo, se conteve, não querendo assustá-lo logo de cara. Embora compartilhassem da mesma intuição, a mulher não queria agir apressadamente e os dois estavam até que bem avançados em relação aos demais, visto que se conheceram há dois dias e já estavam tendo o primeiro encontro. Só de pensar que esse provavelmente seria o primeiro de muitos era o suficiente para fazer o seu coração aquecer, e ao perceber que a observava com um sorriso bobo nos lábios, parecia que nada mais ao seu redor importava além deles.
0
Comente!x

  — Você quer comer ou tomar algo antes de irmos nos brinquedos?
0
Comente!x

  — Hum… — ponderou — acho que prefiro ir nas atrações e no final comer, já que comemos lá no centro.
0
Comente!x

  — Justo. — Sorriu. — Quer ir em qual primeiro?
0
Comente!x

  — A sua opinião também importa, sabia? — Rolou os olhos. — Daqui a pouco eu vou escolher tudo e você só concordará.
0
Comente!x

  — E está tudo bem por mim — falou com um sorriso maroto estampado em seu belo rosto.
0
Comente!x

  — Pois não deveria, . — A garota cruzou os braços, o encarando. — Eu quero que você também se divirta, então, poderia dar a sua opinião?
0
Comente!x

  — Aish… — Tentou desviar o olhar, mas se viu preso no dela. — Isso é golpe baixo.
0
Comente!x

  — Como assim? — Se fez de desentendida.
0
Comente!x

  — Esse seu olhar… — se aproximou e pôs a sua mão na bochecha de , sem quebrar o contato visual. — Eu não consigo prestar atenção em mais nada a não ser em você e nos seus olhos tão bonitos.
0
Comente!x

  — É a primeira vez que escuto isso… — respondeu no mesmo tom, sorrindo pequeno.
0
Comente!x

   chegou mais perto até quase não ter nenhuma distância entre seus rostos, porém, no momento em que estava prestes a encostar os seus lábios nos da mulher, um dos carros buzinou, assustando os dois. Eles começaram a rir, decidindo ir logo para o parque a fim de aproveitarem cada segundo do encontro.
0
Comente!x

🌻🌞

  — Ainda pensando em como conseguimos sair daquele trem fantasma…
0
Comente!x

   e haviam ido em todas as atrações que conseguiram, aproveitando ao máximo cada um dos brinquedos. Como concordaram em deixar o trem fantasma por último, quando chegaram nele, já estavam cansados o suficiente para lidarem com fantasmas que apareciam do nada, o que não quer dizer que não se assustaram em vários momentos.
0
Comente!x

  — Como dois medrosos tiveram a brilhante ideia de se aventurarem em uma atração dessas? — riu, bebericando o seu milkshake.
0
Comente!x

  — Também me pergunto isso, se bem que eu não sabia que você era medrosa.
0
Comente!x

  — Digo o mesmo, mas como não falamos nada e fingimos que não éramos, deu no que deu.
0
Comente!x

  — Pelo menos saímos ilesos. — ofereceu a ela as suas batatas, pegando um dos nuggets do prato de .
0
Comente!x

  — E amanhã estaremos sem voz, provavelmente… — Suspirou, o olhando. — Esse está sendo um primeiro encontro memorável! Você é extremamente fofo quando fica assustado, !
0
Comente!x

  — Ei! — Tentou contestar, entretanto, logo se deu por vencido. — E se eu tivesse fingido estar assustado para segurar a sua mão?
0
Comente!x

  — Tudo bem por mim — sorriu —, pode segurar a minha mão quando quiser.
0
Comente!x

  Houve um silêncio após a fala de , o qual os dois não ousaram quebrar; continuou a observá-la com uma feição mais séria, se questionando como eles só foram se encontrar agora. Por mais doido que seja, o rapaz tinha certeza de que não haveria ninguém no mundo capaz de substituir a presença de em sua vida, e apesar de não externar esses pensamentos, queria segurar a sua mão não só hoje, mas em todos os dias do seu futuro, mesmo naqueles que fossem incertos.
0
Comente!x

  — Quer dar uma volta? — estendeu a sua mão na direção dele ao se levantar. — Você não teve muita oportunidade de usar a sua câmera, certo?
0
Comente!x

  — Como você sabe? — perguntou ao aceitar a mão estendida, entrelaçando os seus dedos ao se juntar a ela.
0
Comente!x

  — me contou que você anda com ela pra cima e pra baixo, então imaginei que gostaria de fotografar o dia de hoje. — Sorriu.
0
Comente!x

  — Você está realmente a vários passos na minha frente, né? — negou, mas não elaborou uma resposta e começou a andar pelo parque com , apontando para alguns lugares que possuíam cenários bonitos.
0
Comente!x

  — Posso tirar uma foto sua? — já havia fotografado o céu, os brinquedos e o que mais quisesse.
0
Comente!x

  — Uhum, só não quero que me mostre.
0
Comente!x

  — Por quê? — O rapaz ficou bastante confuso.
0
Comente!x

  — Não gosto de me ver nelas — deu de ombros —, por isso que só tiro selfies e grande parte delas são com os efeitos do insta.
0
Comente!x

   abaixou a câmera, sem saber exatamente o que dizer. Ele queria deixar claro o quão linda a mulher era, contudo, tinha plena noção de que se ela não se sentisse assim, suas palavras não fariam tanta diferença, e não gostaria de deixá-la desconfortável.
0
Comente!x

  — Você está pensando muito, né? — apertou as bochechas dele. — Não quero que sinta pena ou algo assim, é só como eu sempre me senti ao longo da minha vida, não é nada demais…
0
Comente!x

  O homem colocou a câmera pendurada no pescoço e segurou o rosto de , a olhando fixamente por longos segundos até começar a distribuir beijinhos por toda a sua face, sentindo as mãos da mulher envolverem a sua cintura; fechou os olhos, aproveitando cada milésimo desse momento apesar de ter sido pega de surpresa. Quando encostou as suas testas, a garota o encarou de volta com as bochechas coradas e suspirou, desejando que ele continuasse.
0
Comente!x

  — Desculpa — pediu prontamente. — Você estava com um olhar tão distante que eu fiquei preocupado e…
0
Comente!x

   ficou na ponta dos pés e puxou gentilmente o rosto de , selando os seus lábios de maneira calma; não imaginava que ele perceberia um detalhe que passava batido por todos os outros, e a sua única reação foi trazê-lo para si, desejando que ele soubesse que ela gostou de ser confortada e essa era a sua forma de agradecer.
0
Comente!x

  Os dois se separaram brevemente, logo iniciando mais um beijo aprofundado, levando todo o tempo necessário para saborearem a sensação tão gostosa que sentiam no momento. “Ele/ela é tão bom para mim que parece um sonho”, foi o que pensaram ao se entreolharem ao recuperarem o fôlego, percebendo que já tinha se passado tanto tempo que nem sabiam mais que horas eram. Com muito custo, decidiram finalizar o encontro, voltando para o carro de mãos dadas e coladinhos um no outro.
0
Comente!x


  N/A: me sentindo adorável com esse date perfeitinho deles, ainda mais com o Dokyeom sendo todo fofinho DSHJKAHSDKAHDKA
  Sério, queria eu um date desses com o meu amor, que depressão (e sim, eu adoro trem fantasma e gostaria que tivesse nos parques daqui BDHJBSJAHSA)
  ENFIM, o que acharam do encontro? Eles são emocionados? Sim, e eu amo HEHEHEHEH no próximo capítulo teremos a conclusão do encontro e faculdade.
  Mais pra frente saberemos mais de Woni e MelHao, mas será que a vida amorosa da Mel já esbarrou com a do Hao nessa altura da fic? Deixem nos coments hehehehe
  Até a próxima <3

Capítulo 5 — dandelions

🌻🌞

  A volta para casa parecia rápida até demais para , que encarava a paisagem com uma feição emburrada e suspirava a cada cinco minutos. Ela gostaria de ignorar todos os afazeres da vida adulta e agir como uma adolescente, mas, infelizmente a mulher tinha que pagar as contas e para isso, precisava trabalhar no dia seguinte. queria confortá-la, só que se sentia do mesmo jeito, ainda mais por saber que as aulas que eles faziam juntos era somente na sexta-feira, e nem sempre conseguiriam se esbarrar pelo campus por conta dos horários diferentes. o espiou, reparando que ele também estava com a mesma expressão que a sua e a fim de animá-lo, a garota se inclinou o suficiente para depositar um beijo na sua bochecha, o pegando totalmente desprevenido.
0
Comente!x

  — Apesar de não termos tanto tempo livre — pôs a sua mão sobre a de , entrelaçando os seus dedos —, temos os finais de semana.
0
Comente!x

  — E as noites em que não precisamos trabalhar — a mulher sorriu —, porém, não quer dizer que eu quero que esse dia termine.
0
Comente!x

  — Nem eu… — O rapaz beijou as costas da mão de , mudando de assunto em seguida. — Está animada para o primeiro dia de trabalho?
0
Comente!x

  — Sinceramente? Sim! — respondeu com certa animação. — Os pais de foram uns anjos ao me indicarem no restaurante dos amigos deles, e o horário é bem flexível, o que vai me ajudar muito com a faculdade.
0
Comente!x

  — Que bom, né? — A olhou rapidinho, voltando a atenção para a estrada.
0
Comente!x

  — E você?
0
Comente!x

  — Em relação ao trabalho? — Assentiu. — Eu cuido das redes sociais de algumas lojas, mas faço estágio em uma escola de música. Quer dizer, eu trabalho lá há dois anos, mas eles fazem questão de manterem o meu horário como de estagiário para não me sobrecarregarem.
0
Comente!x

  — O pessoal deve gostar bastante de você, . — encostou a cabeça no banco e sorriu, apesar de estar com um olhar distante. — É bom estar rodeado de pessoas que gostem de você e que façam de tudo para te deixar confortável.
0
Comente!x

  Houve um certo silêncio no carro, e sentiu o seu coração apertar um pouquinho com a fala da garota, sem saber exatamente o que responder. Ele tinha noção de que a sua fala não era sobre si, e sim sobre , só que por não conhecê-la tão bem não queria dizer algo que soasse como inconveniência ou um mero conforto barato.
0
Comente!x

  — Chegamos — anunciou ao estacionar, se apoiando no volante. A feição da garota havia voltado ao normal, o que o aliviou um pouco.
0
Comente!x

  — Obrigada pelo dia, . Foi um dos melhores que já tive. — Ela desceu do carro e abriu a porta de trás, pegando as sacolas de compras.
0
Comente!x

  — Não quer ajuda? — ficou meio atônito com a ação repentina da garota, dando a volta no automóvel para encontrá-la.
0
Comente!x

  — Não precisa, sério. — se afastou até perdê-la de vista, retornando alguns segundos depois. — Agora que estou sem o empecilho das bolsas, posso me despedir direito.
0
Comente!x

  — Ah… — Soltou um suspiro aliviado. Por um momento, achou que simplesmente iria embora e o deixaria plantado na frente do seu prédio.
0
Comente!x

  — Achou mesmo que eu ia subir para o meu apartamento e te largar aqui? — Arqueou uma sobrancelha, vendo que havia acertado na suposição. — Pelo amor, eu tenho educação!
0
Comente!x

  — Não disse o contrário! — exclamou prontamente, a assistindo cair na risada.
0
Comente!x

  — Você é realmente adorável, . — apertou as bochechas dele até sua boca formar um biquinho, a fazendo morrer de vontade de beijá-lo. — Eu só levei as bolsas para a recepção para evitar que você subisse para me ajudar, se você fosse até a porta do meu apartamento, eu não ia conseguir te deixar ir para casa.
0
Comente!x

  A mulher abaixou o olhar, meio envergonhada por ter confessado tão fácil o motivo, mas achou melhor fazê-lo. parecia ser como ela, e se as coisas não fossem explicadas de maneira clara, provavelmente ele tomaria como verdade o seu próprio achismo, podendo causar um desentendimento no futuro.
0
Comente!x

  — Talvez esse fosse o meu plano desde o início… — sussurrou no pé do ouvido dela e logo beijou demoradamente o seu pescoço, percebendo que o corpo todo de reagiu ao seu toque. — O que fará a respeito?
0
Comente!x

  — Infelizmente, teremos que deixar essa proposta encantadora para o próximo sábado. — A garota puxou o rosto dele para si, quase encostando os seus lábios. — Quer almoçar comigo e conhecer a minha casa?
0
Comente!x

  — Seria uma honra, .
0
Comente!x

  Os dois compartilharam um sorriso antes de engatarem em mais um beijo, perdendo um pouco a noção do tempo. Ao se despedirem de fato, assistiu a mulher se distanciar, até que ela parou e se virou para ele com um olhar doce.
0
Comente!x

  — Quando eu disse que esse havia sido um dos melhores dias da minha vida, eu estava falando sério. E quando eu disse que é bom estar rodeado de pessoas que gostem de você, eu fiquei genuinamente feliz em saber que você tem esse tipo de pessoa em sua vida. Sei que nos conhecemos na sexta e isso tudo é muito rápido, mas eu cheguei à conclusão que não tem como não gostar de você, . Então, se estivermos na mesma página, espero que você continue me fazendo me apaixonar por você dia após dia, meu bem.
0
Comente!x

   não deu tempo para responder, e talvez nem quisesse uma resposta imediata, só queria expor o que sentia honestamente, já que havia prometido a si mesma que não limitaria as suas demonstrações de afeto por um receio que o seu relacionamento passado deixou nela. , por outro lado, continuou parado no mesmo lugar por cinco minutos, ainda sem entender em como alguém como poderia existir nesse vasto mundo. Por mais que não tenha conseguido falar o que desejava a ela como a informou na ligação, ele sabia que teria inúmeras oportunidades para dizer, e se não tivesse, arranjaria uma.
0
Comente!x

🌻🌞

  — Como foi o encontro, ?
0
Comente!x

  Metade da semana havia passado em um piscar de olhos, e como já imaginavam, os dois pombinhos não conseguiram se ver, restando apenas aguardar até sexta-feira. Eles conversavam diariamente e mandavam fotos e áudios, aproveitando para se conhecerem mais e matarem a saudade, o que fazia tanto quanto ficarem com os corações quentinhos. Agora, acompanhava a turma de biologia em uma visita de campo, aparentemente eles estavam estudando algumas plantas e flores, dentro delas, dentes de leão.
0
Comente!x

  — Vocês não deveriam estar focadas em pesquisar sobre essa belezinha aqui? — Apontou para a planta, a assoprando em seguida.
0
Comente!x

  — E estamos, só que não te vemos desde semana passada e você se recusou a contar algo sem ser pessoalmente. — rolou os olhos.
0
Comente!x

  — Nós saímos para comprar algumas coisas que faltavam lá pra casa, depois fomos ao parque de diversões e ele me deixou em casa.
0
Comente!x

  — Simples assim? — parou na frente da amiga com as mãos na cintura, arrancando uma risada tanto de quanto de por estar vestida com roupa de apiário, visto que o seu grupo ficou encarregado das abelhas. — Cadê aquela minha amiga emocionada que me contava os mínimos detalhes, até os que eu não queria saber?
0
Comente!x

  — Não adianta forçá-la a falar, interveio, sorrindo —, se quiser contar mais, ela irá.
0
Comente!x

  — Obrigada, . — sorriu.
0
Comente!x

  — Mas… não rolou nada a mais? — encarou a mais velha sem acreditar, a vendo gargalhar. — Não subiram para o seu apartamento com a desculpa de ver o seu gato não?
0
Comente!x

  — Pelos céus, não! — se rendeu, rindo da situação. — Primeiro: infelizmente não tenho um gatinho e é alérgico; segundo: se ele subisse para o meu apê, eu não teria autocontrole para deixá-lo ir embora.
0
Comente!x

  — É disso que gostamos! Detalhes! — bateu palminhas animadas, passando um braço pelo ombro de .
0
Comente!x

  — Finalmente a minha amiga emocionada está dando o ar da graça! — A futura bióloga recebeu um dedo do meio, ignorando a demonstração de amor da futura chefe de cozinha. Por mais que brincasse, ficava verdadeiramente preocupada ao ver a mulher se fechando para certas coisas, e independente de saber que o tempo cura praticamente tudo, não podia permitir que se afundasse por conta de coisas pequenas.
0
Comente!x

  — Ei… — se abaixou, colhendo alguns dentes-de-leão que já estavam soltos do solo. — Vocês acreditam em amor à primeira vista?
0
Comente!x

  — Sim, apesar de nunca ter acontecido comigo — foi a primeira a responder.
0
Comente!x

  — Acredito, mas não acho que tenha sido à primeira vista, né?
0
Comente!x

   sorriu pequeno, analisando as plantas por mais que não soubesse muito sobre suas anatomias e curiosidades. De fato, não havia sido à primeira vista, a mulher já gostava de antes mesmo de conhecê-lo, só faltava vê-lo pessoalmente para ter um rosto ao dono do seu coração. Era tão estranho como parecia ser tão certo, como se eles fossem destinados para ficarem juntos não só nessa, mas como em todas as outras vidas ou universos que existissem por aí. O seu sorriso, o seu toque e o seu olhar apaixonado pareciam pertencer somente a si, de modo que odiava cogitar a ideia de perder para outra pessoa, e mais do que isso, não gostava de perceber que já havia se tornado um tanto gananciosa, algo que pegou trauma do seu último relacionamento. Apesar de não guardar mais a maioria dos seus sentimentos, tinha alguns a mulher acreditava que não deveria expor mesmo se fosse algum que a incomodasse, já que não achava que merecia ser prioridade de alguém embora desejasse ser. estava nas nuvens com , no entanto, tinha medo de tudo não passar de um doce sonho, e quando acordasse, retornaria à realidade que tanto roubou o seu brilho.
0
Comente!x

  — Como pode uma pessoa desse tamanho pensar tanto? — puxou a amiga, a envolvendo em um abraço apertado junto com . — Não acha melhor conversar com ele antes de se perder nessa cabecinha e nos seus achismos?
0
Comente!x

  — Será que mereço essa felicidade? — Suspirou. — Eu sei que estou sendo emocionada e tudo mais, mas…
0
Comente!x

  — Vocês esperaram por isso a vida toda, . — segurou o seu rosto carinhosamente. — Dá medo? Sim, até demais, só que do que adianta escutar os seus medos e perder a chance de viver algo incrível? E daí se não durar tanto quanto você queria, pelo menos você conheceu uma pessoa que terá feito os seus dias serem maravilhosos. Se eu fosse dar ouvidos aos outros e aos meus receios, eu não teria me declarado para recentemente. Sei que nos conhecemos bem pouco, contudo, assim como eu sinto que somos amigas há anos, te corresponde na mesma intensidade. Então, para de pensar muito e só viva um dia de cada vez.
0
Comente!x

  — Qualquer coisa, eu e batemos nele, fique tranquila. — As três riram.
0
Comente!x

  — É cedo demais para dizer que ele é o amor da minha vida? — Ela desviou do olhar das amigas, se encolhendo.
0
Comente!x

  — Nope — negou. — Você não tem noção do quanto eu escutei ao longo dos anos, e principalmente nesses últimos meses falando sobre o amor da vida dele que nunca sabíamos se um dia chegaria.
0
Comente!x

  — Vocês são farinhas do mesmo saco, . — concluiu. — São perfeitos um pro outro e eu não estou zoando.
0
Comente!x

  — Obrigada, vocês realmente me ajudaram. — A garota entregou um pirulito para cada uma em forma de agradecimento. — Só queria pensar menos nas coisas.
0
Comente!x

  — Aí você não seria a . Bom, não adianta me olhar desse jeito, sabe que tenho razão. — se afastou um pouco, sendo acompanhada por . — Nós temos que terminar o relatório sobre o apiário, mas você pode continuar aqui e depois nos encontrar na recepção.
0
Comente!x

  — Tudo bem!
0
Comente!x

   se agachou de novo, colhendo mais dentes-de-leão e os fotografando; ela havia mandado foto do campo para assim que chegou, e quando decidiu checar o seu celular, se deparou com a resposta dele, não contendo o seu sorrisinho alegre.
0
Comente!x

“Espero que se divirta bastante com e !
Depois quero saber como foi, não me esconda nenhum
detalhe hehehehe
Ps: você é a flor mais linda desse campo :3”

   o enviou uma foto sua com as plantas e guardou o celular, voltando a encarar o pequeno buquê nas suas mãos. Por fim, depois de observá-los por um longo tempo, os assoprou com os olhos fechados, fazendo dois pedidos.
0
Comente!x

  O primeiro: que fosse seu e soubesse o quanto ela gostava dele;
0
Comente!x

  O segundo: que, dessa vez, ela pudesse ser extremamente feliz.
0
Comente!x


  N/A: mais um capítulo!
  A conclusão desse encontro sendo totalmente fofinha e emocionada, eu amo <3
  Queria ter um amor assim? Queria, mas parece que é só coisa de fanfic mesmo lol
  O que acharam? Eu adoro a amizade das três bonitas, são fofas demaisssss. INCLUSIVE, em um dos próximos capítulos teremos a história de Woni hehehehehe spoiler (que não é tão spoiler assim se você já leu the promise we made e rain): os bichinhos demoraram pra ficarem juntos IBHAJSHJBSHAJ
  E sobre MelHao: nos próximos capítulos também hehehehe
  Até a próxima <3

Capítulo 6 — friends

🌻🌞

   tinha sete anos quando conheceu , um garoto tímido e que adorava o seu videogame, a chamando várias vezes para jogar depois de se tornarem amigos. Como seus pais eram vizinhos e as crianças possuíam pouca diferença de idade, eles passavam bastante tempo na casa da garota, e não é preciso de muito para imaginar o quão inseparáveis os dois se tornaram ao longo dos anos.
0
Comente!x

  Por mais que tenham demorado a perceber, e eram apaixonados um pelo outro, mas, como o destino gostava de brincar com o coração de dois adolescentes na flor da idade, suas vidas românticas se desencontraram algumas vezes, fazendo com que eles se afastassem na época da formatura do ensino médio. O afastamento foi perceptível por seus amigos, que se questionavam o que de fato havia acontecido, no entanto, e Solar fingiam que nada aconteceu, se esquivando das perguntas.
0
Comente!x

  Para a surpresa dos melhores amigos, eles foram aceitos na mesma faculdade, o que não era tanta surpresa assim, já que combinaram de prestar para o mesmo vestibular; no dia da matrícula, saiu mais cedo de casa para não dar de cara com , só não esperava vê-lo na universidade, como se aguardasse alguém. não sabia como agir, então optou por ser o mais natural possível e cumprimentou , que pareceu surpreso ao escutar a sua voz. Mais tarde, a garota descobriu que ele a havia aguardado por cerca de uma hora, visto que quando eram crianças, prometeram que fariam tudo juntos, até mesmo a matrícula da universidade e entrarem para a mesma empresa – o que talvez não fosse possível devido aos seus respectivos cursos. Após esse dia, eles voltaram a ser a dupla inseparável de sempre até o segundo ano da faculdade.
0
Comente!x

  Só tinha um porém: tanto quanto engataram em relacionamentos com outras pessoas.
0
Comente!x

  Os namoros não eram tão sérios, contudo, os melhores amigos começaram a ficar estranhos um com o outro ao perceberem que ainda se gostavam, e antes que se afastassem novamente, , e intervieram, dando um banho de água fria e de realidade em ambos. Se fosse para abrir mão de algo, que os dois pensassem muito bem para que não acontecesse como na época da escola, só que eles não podiam esquecer que havia duas pessoas envolvidas na história que não tinham nada a ver com seus sentimentos confusos.
0
Comente!x

  Levou um pouco mais de dois meses para se resolverem com seus respectivos parceiros e mais três meses para reunir a coragem e finalmente se declarar, afinal, já esperaram até demais para finalmente ficarem juntos. Então, decidida a se confessar, o convidou para irem ao parque próximo de suas casas, sendo direta ao ponto:
0
Comente!x

  — Eu gosto de você, . E não quero ter que esperar mais dez anos para te dizer isso.
0
Comente!x

   piscou algumas vezes ao assimilar o que havia acabado de escutar, ficando em silêncio por um momento até que seus lábios formaram um pequeno sorriso, e logo ele puxou para os seus braços, a envolvendo em um abraço caloroso apesar do frio que fazia. Escutar as palavras que tanto desejou ao longo da sua vida parecia um sonho, e quando a garota ficou a poucos centímetros do seu rosto e rapidamente diminuiu essa distância com um beijo, ele percebeu que a realidade poderia ser muito mais doce do que os seus sonhos.
0
Comente!x

  Por fim, ele também se declarou, fazendo questão de manter em seu abraço, com a desculpa de que estava muito frio e Solar apenas riu, gostando de como estava agindo. Por mais que a temperatura estivesse baixa, o vento frio não a incomodava, afinal, o seu coração estava quentinho após a tarde que tiveram, e mal via a hora de encontrar o seu melhor amigo no dia seguinte.
0
Comente!x

*

  — Essa é a história minha e do .
0
Comente!x

  , e haviam ido ao shopping fazer compras depois que comentou que almoçaria na sua casa no final de semana. É claro que as meninas lhe dariam algo, e a mais velha lhe deu de presente um conjunto de lingerie, alegando que era bom sempre estar prevenida; já pagou pelo vestido que a amiga estava babando desde que chegaram no lugar, dizendo que era um presente de boas-vindas. Em troca, prometeu fazer uma cestinha para as duas com vários doces, visto que quando se ofereceu para pagar algo para as amigas, elas recusaram. As três estavam sentadas em uma cafeteria conversando sobre várias coisas, e, por conta da curiosidade, perguntou sobre como e haviam se conhecido, pois tinha comentado vagamente sobre eles.
0
Comente!x

  — Parece até história de livro, né? — sorriu. — Na minha adolescência, eu gostava de um garoto, mas também demorou uns anos para sairmos. Só que no quarto encontro eu enjoei dele.
0
Comente!x

  — Pode não parecer, mas adorava quebrar uns corações quando mais nova — falou para , que gargalhava.
0
Comente!x

  — Não é culpa minha que eu sou extremamente adorável! Contudo, o foco agora é o namoro da com o , só contei esse caso para dizer que graças aos céus o destino dos dois foi diferente do meu e do boyzinho.
0
Comente!x

  — Namoro? — inclinou a cabeça, recebendo o olhar confuso de .
0
Comente!x

  — Ué, vocês não estão namorando?
0
Comente!x

  — Não? — Solar encostou as costas na cadeira. — Nós nunca falamos sobre o nosso status, acho que está nas entrelinhas?
0
Comente!x

  — Vocês estão juntos e fazendo tudo o que casais fazem sem considerarem que estão, de fato, namorando? — Foi a vez da ficar surpresa. A mulher sempre pensou que eles tinham conversado sobre isso, principalmente depois da “intervenção” que os amigos fizeram antes de eles começarem a sair. — Simples “amigos” não agem como vocês dois, .
0
Comente!x

  — Sei que status é relativo — sorriu pequeno enquanto mexia no seu canudo —, e está tudo bem não ter um, só que a forma que você fala do é tão doce que eu sinto como se estivesse escutando a história de um casal que está junto há muito tempo, como se fosse um romance de outras vidas. A sensação que passa é que vocês são casados, e não ficantes. Ou amigos com benefícios… por isso fiquei surpresa.
0
Comente!x

   ficou em silêncio, digerindo as palavras da mais nova amiga conforme bebia o seu café. O que mais a impressionava era que captou os seus sentimentos em uma única conversa, e a garota estava correta: o amor dos dois deveria ser de outras vidas ou universos.
0
Comente!x

  Desde o primeiro contato que teve com , tinha a certeza de que ele seria o amor da sua vida, apesar de toda a demora para ficarem juntos. Talvez seja por ter essa certeza que ambos acabaram não tocando no assunto “namoro”, no entanto, ao pensar em ser chamada de “namorada”, “noiva” e até “esposa”, algo se remexia inquietamente no interior de Solar, a fazendo querer – mais do que nunca – ter esse tipo de “rótulo” com o seu .
0
Comente!x

  Definitivamente, a palavra “amigos” não englobava tudo aquilo que ambos sentiam. E agora, queria bem mais.
0
Comente!x


  N/A: pausa na história principal pra conhecermos mais dos outros casais hihihi
  Não importa o universo, esses dois vão demorar pra ficarem juntos kkkkkkkkkkk e assim, eles estão juntos, mas ainda não decidiram o status. Será que vamos pular o namoro e ir direto pro noivado? Deixem nos coments HAHAHAHAHA
  Eu adoro esses dois <3 e obviamente teremos mais deles na fic principal hehehehe
  Não sei em qual capítulo será, mas os próximos a serem abordados será MelHao, por mais que saberemos do rolo desses dois muito em breve HAHAHAHAHA
  Até a próxima <3

Capítulo 7 — out of my league

🌻🌞

Esse capítulo contém assuntos como depressão, ansiedade, etc. Caso seja sensível a esses assuntos, evite a leitura.

  — Bem-vindo à minha humilde residência!
0
Comente!x

  O restante da semana passou tranquilamente e, contrariando o achismo dos pombinhos, nem na sexta-feira eles conseguiram se encontrar, já que a aula foi cancelada e não fazia muito sentido o grupo ir à faculdade apenas para se reunir. Como combinaram de finalizarem o trabalho no domingo em um café que indicou, o sábado estava livre, e com ele, chegou o momento de finalmente conhecer o cantinho de , que estava bem animada com a ideia de ter um date mais caseiro. A primeira coisa que o rapaz reparou foi na plaquinha da porta, que tinha um gatinho desejando boas-vindas e assim que adentrou o apartamento, teve a certeza de que o lugar era a cara de , mesmo sem ter tido um tour completo.
0
Comente!x

  Ela pegou a sua mão e o guiou pelo local e por mais que fosse pequeno, se sentia extremamente confortável, percebendo que assim como a mulher, a sua casa era aconchegante. Quando chegaram no quarto, se prontificou em pendurar a bolsa dele no cabideiro, um tanto sem jeito ao reparar que estava ligeiramente sem graça, provavelmente com os mesmos pensamentos que os seus. Decidindo mudar o clima, ela o chamou para irem à cozinha, a fim de finalizar o almoço.
0
Comente!x

  — A sua casa transparece você por completo, comentou ao ajudá-la com os pratos e talheres.
0
Comente!x

  — Ela é linda, né? — Sorriu travessa, cutucando ele com o cotovelo.
0
Comente!x

  — E adorável. — beijou a bochecha da moça rapidamente, escutando o risinho dela.
0
Comente!x

  — Agradeço os elogios, meu bem. — retornou para o forno, tirando dele uma travessa enquanto o rapaz servia o suco para eles. — O menu de hoje será fricassê de frango e salada, e para a sobremesa, fiz duas opções de cheesecake: de goiabada e chocolate. Na verdade, tem uma terceira também.
0
Comente!x

  — Tudo parece ótimo! — sentia a sua boca aguar só de olhar para a refeição, achando tudo muito saboroso antes mesmo de comer. — E qual seria a terceira opção?
0
Comente!x

  — Eu. — O homem se engasgou com o suco, tossindo repetidamente até lhe dar um copo d’água e passar a mão nas suas costas.
0
Comente!x

  — Definitivamente não estava esperando essa resposta, mas — após se recuperar, ele se aproximou o suficiente para sentir a respiração dela contra o seu rosto — eu adoraria provar a terceira, se possível.
0
Comente!x

  — Se você se comportar direitinho — ela passou os braços pelo pescoço dele, o beijando brevemente —, poderá provar sempre que quiser. Agora, vamos comer?
0
Comente!x

   concordou depois de dar alguns selinhos em , podendo se deliciar com o almoço que ela havia preparado com tanto entusiasmo.
0
Comente!x

🌻🌞

  — Por que se mudou?
0
Comente!x

  O almoço havia sido uma maravilha, e não cansava de elogiar a culinária da mulher assim como ela própria, além de conversarem sobre assuntos como faculdade e os amigos. já havia lavado a louça e guardou o que sobrou, e agora ambos comiam as sobremesas enquanto se sentavam no sofá, a fim de ficarem mais confortáveis.
0
Comente!x

  — Não sei se é o melhor assunto para se falar em um segundo encontro, sinceramente. — riu.
0
Comente!x

  — Não precisa dizer se não quiser.
0
Comente!x

  — Eu sei, você sempre deixa isso bem claro, contudo, não há problemas. É só que fico meio receosa de contar sobre o meu passado, sabe… é tipo aquilo que dizem, que não é para falar sobre seu ex em um primeiro encontro? — soltou um risinho, achando fofa. Ele compreendia perfeitamente isso, no entanto, não ligava para esse tipo de coisa.
0
Comente!x

  — Sinta-se à vontade para compartilhar o que quiser, . Eu não tenho problemas quanto a isso, mas não quero que se sinta pressionada a falar só por eu ter perguntado. Se quiser, pode inventar uma desculpa que está tudo certo!
0
Comente!x

  — Eu nunca mentiria para você, ! — Ela sorriu. — É só que a história envolve certas camadas que realmente não sei se é legal para se comentar em um segundo encontro, mas, vamos lá. A minha relação com a minha família sempre foi… complicada. — A sua feição ficou séria ao mudar de assunto. — E não digo complicada por termos uma briguinha ou discussão esporádica, era literalmente sufocante só de ter o pensamento em voltar para casa. Minha mãe sempre trabalhou fora, então eu ficava com meu irmão em casa, e digamos que a nossa relação era a pior. As pessoas sempre minimizam e falam “ah, mas é briga de irmãos”, sendo que nunca vi uma simples “briguinha” acabar em agressões físicas sérias e em quase uma denúncia.
0
Comente!x

  — Meu Deus… — sentiu o coração apertar e antes que pudesse fazer algo, segurou a sua mão, entrelaçando os seus mindinhos.
0
Comente!x

  — Pois é. — Ela voltou a olhá-lo enquanto apertava o seu dedo levemente. — Depois que fiquei mais velha, eu sabia que a situação só melhoraria quando eu saísse de casa, e era o que eu mais queria. Bom, acredito que após eu falar para minha mãe que queria morrer, ela tentou ao máximo me ajudar, apesar de não apagar o fato de ser obrigada a viver a minha adolescência como adulta e a filha mais velha quando era para eu ser a caçula da família, além do medo constante. Felizmente eu sempre tive o apoio dos meus amigos e uma ótima psicóloga, então encarar os dias mais difíceis se tornava algo mais leve com a ajuda de todos, no entanto, eu sentia que precisava sair daquele núcleo, e para isso, eu queria uma mudança completa.
0
Comente!x

   pausou, com o olhar vazio e indiferente ao relembrar de tudo o que passou. segurou a sua mão firmemente, fazendo um carinho gentil com o seu polegar e lhe dando o tempo que precisava para continuar com a história, caso quisesse.
0
Comente!x

  — disse que se eu realmente queria uma mudança completa, eu deveria vir para cá. Eu nem pensei duas vezes ao aceitar a sugestão, e os pais dela se prontificaram a me ajudar em tudo o que eu precisasse, fosse a transferência de faculdade ou um lugar para morar. Eles viajaram por quase doze horas em um voo direto só para terem certeza de que a minha mudança fosse perfeita. Eles sempre me trataram como filha deles, e é por causa dos dois que eu aprendi coreano ainda nova. Acho que se eles pudessem, me adotariam oficialmente. — A mulher sorriu com a última frase, sabendo que independente de qualquer coisa, os pais da amiga eram a sua família e sempre seriam, assim como a própria .
0
Comente!x

  Quando olhou para , seus olhos estavam marejados e o homem simplesmente a puxou para um abraço, a envolvendo por completo; afundou o seu rosto no pescoço dele, sentindo a sua pele quente confortá-la como nunca antes, e ambos ficaram nessa posição por um tempinho, apenas aproveitando o momento.
0
Comente!x

  Se pudessem, nunca sairiam desse abraço.
0
Comente!x

  — Ah, ainda tem a cereja do bolo que é o meu ex, mas já tivemos emoções o suficiente por hoje. — soltou um risinho, se afastando um pouco do rapaz.
0
Comente!x

  — Também temos isso em comum, então. — riu. — Você tá bem?
0
Comente!x

  — Uhum. — Sorriu pequeno. — Falar sobre isso não é tão difícil quanto no passado, e eu finalmente estou livre disso. A minha relação com eles melhorou, mas não é como se eu fosse esquecer tudo o que passei. Apenas decidi viver a minha vida por mim.
0
Comente!x

  — Eu sinto muito por tudo isso, . De verdade. — segurou o rosto da moça, a olhando carinhosamente. — Como alguém tem coragem de machucar um serzinho tão adorável?
0
Comente!x

  — Também não sei. — A garota fez um biquinho, recebendo um selinho.
0
Comente!x

  — Enquanto eu estiver aqui, ninguém vai te machucar falou sério após alguns segundos em silêncio, deixando um tanto surpresa. — E se depender de mim, estarei aqui por muito tempo.
0
Comente!x

   continuou imóvel, apenas mantendo o contato visual com o rapaz.
0
Comente!x

  A sua fala lhe deu a sensação de que já havia escutado as mesmas palavras anteriormente, o que seria impossível, considerando que ela e se conheceram recentemente. No entanto, a relação dos dois parecia que existia há muito mais tempo do que somente alguns dias e, mais do que nunca, tinha a certeza de que é o amor da sua vida. Por isso, ela inclinou o corpo na direção dele, jogando os braços em volta do pescoço do homem e o beijou delicadamente, se acomodando perfeitamente no colo de , que a segurou pela cintura.
0
Comente!x

  Não demorou muito para os beijos escalarem para algo a mais, e logo a mulher se viu deitada em sua cama, com suas roupas perdidas pelo quarto e sentindo a língua do rapaz percorrer caminhos que a levavam ao paraíso. não conseguia tirar os olhos da mulher, de modo que se via hipnotizado pela sua voz rouca que chamava o seu nome de uma maneira tão sedutora, além de ter a sensação de que não havia nenhum outro lugar no mundo que pertencesse mais do que estar nos braços de , que assim como ela, chegou à conclusão de que é o amor de sua vida.
0
Comente!x

  — . Minha — a chamou baixinho, com os rostos quase colados. — Você é muito mais do que um sonho. Obrigado por ter me encontrado e por existir, era isso que eu queria ter dito antes.
0
Comente!x

   sorriu e o puxou para si, afundando o rosto na curva do pescoço dele; não havia um momento sequer desde que conheceu que não se sentisse da mesma forma que o rapaz, e escutar essas palavras a fazia ficar em êxtase. Não havia ninguém no mundo que a faria se sentir assim, independente deles ficarem juntos ou não no futuro.
0
Comente!x

  Eles eram únicos um para o outro, e isso era um fato que não poderia ser mudado.
0
Comente!x


  N/A: quando eu disse que não teria drama não disse que não teria tristeza JDNJDKSNDKJASNDKJAS
  E a fala do Dokyeom? Alguém percebeu que é basicamente a mesma de “everything i wanted”? Quis fazer uma menção ao outro universo deles dois hihihi
  Eu trouxe a tristeza, mas terminamos esse capítulo com a felicidade \o/
  Espero que tenham gostado <3
  Até a próxima <3

Capítulo 8 — easily

🌻🌞

  O finzinho da tarde chegou com uma brisa gostosa e não poderia deixar de aproveitar esse clima com o seu saboroso sorvete na pracinha. Como seus pais não moravam com ela, a moça ficou com a casa que um dia foi o lar dos três, então era menos uma preocupação na sua vida adulta, já que lidava apenas com as contas e de quebra tinha o seu lugar favorito para relaxar bem pertinho de si. O fato de ter esse pequeno espaço perto de onde morava a fazia feliz, já que nos dias em que se sentia esgotada tanto do trabalho quanto da faculdade, a mulher se sentava em um dos bancos com o seu sorvete e observava a movimentação, cumprimentando os vizinhos que passavam por ela.
0
Comente!x

  Hoje a sua única companhia eram os pensamentos que não lhe davam uma folga, e a qualquer momento a garota sentia que poderia explodir, até que percebeu que alguém se sentou ao seu lado e lhe ofereceu uma garrafinha d’água. encarou brevemente, logo desviando o olhar para suas mãos e aceitou a oferta dele silenciosamente, encostando as suas costas no banco de novo.
0
Comente!x

  — Já falou da viagem para o pessoal? — perguntou após o longo silêncio, ainda sem olhar para a amiga.
0
Comente!x

  — Só amanhã, hoje os quatro estão… ocupados. — O rapaz não conteve o risinho, já que sabia perfeitamente o que os demais estavam fazendo.
0
Comente!x

  — E só nós dois que estamos de bobeira?
0
Comente!x

   se aproximou consideravelmente, fazendo questão de olhar fixamente para , e suspirou tendo a certeza que não havia um dia sequer que a sua melhor amiga não mexesse com o seu coração. Mas, assim como a garota, esses sentimentos eram postos de escanteio todas as vezes que estavam em público, vindo à tona somente quando ficavam sozinhos.
0
Comente!x

   decidiu retribuir o olhar, se perdendo completamente no segundo que encontrou o dele, e também suspirou, mordendo o lábio inferior antes de mudar o foco de sua visão. Ela não podia se deixar levar por um momento, ainda mais quando foi ela própria que terminou tudo com a desculpa de que eles não poderiam ficar juntos, tudo por conta de uma história mal contada e uma declaração na hora errada. Por mais que os dois tenham concordado com o término, ninguém tentou lutar pelo relacionamento ou para desfazer o mal-entendido que aconteceu naquele fatídico inverno, então tomaram seus achismos como verdadeiros e seguiram suas vidas, mantendo apenas a amizade.
0
Comente!x

  Contudo, eles não esperavam que quanto mais omitissem os seus reais sentimentos, mais eles cresceriam ao ponto de quase não caberem em seus peitos.
0
Comente!x

  — A Zaya irá? — tentou retomar o assunto.
0
Comente!x

  — Não, mas acredito que o Hiro vá? — rolou os olhos, no entanto, manteve a expressão tranquila.
0
Comente!x

  — Você sabe que sim.
0
Comente!x

  — Eu ainda tinha esperanças de ele não ir.
0
Comente!x

  — E correr o risco de ter os pais dele enchendo o saco por causa da abertura? Hiro sabe que a reclamação cairia sobre eu e você, e se isso acontecesse, ele teria que aguentar nós dois na volta. — massageou as têmporas, cansada só de imaginar esse possível cenário.
0
Comente!x

  Os pais do ficante dela eram uns amores, todavia, eles e Hiro não tinham a melhor das relações e o único herdeiro da família Evans não poderia se importar menos com os negócios dos progenitores, apesar de estar cursando gastronomia.
0
Comente!x

  — O Evans deve convidar a Zaya, só acho difícil ela aceitar por causa da exposição do clube de artes. Inclusive, não sei o motivo de eles dois não tentarem ter algo…
0
Comente!x

  — Talvez por estarem saindo com a gente? — falou como se fosse óbvio, rolando os olhos em seguida.
0
Comente!x

  — Não satisfeitos em arruinar o nosso próprio relacionamento, ainda impedimos outros de ficarem junto! — falou de forma divertida, ganhando um tapa que fez o seu braço arder.
0
Comente!x

  — Não é como se impedíssemos eles, ou você acha que os dois não ficam com outras pessoas?
0
Comente!x

  — Ah, disso eu sei bem. Mas me conte: ansiosa para ter um passeio romântico com o seu queridinho? — O rapaz a cutucou com o ombro e usou um tom de voz irritante.
0
Comente!x

  — Hoje você tirou o dia para me perturbar, né? — Moonlight se levantou bruscamente e cruzou os braços. — Primeiro nos meus sonhos, agora pessoalmente! E para sua informação, Hiro passará os cinco dias com os seus amigos de infância, já que morou lá antes de vir pra cá. Então será eu e você como sempre, !
0
Comente!x

  — Ainda não entendi se você considera isso algo ruim ou não, mas… — a puxou pela mão e a colocou entre suas pernas, segurando a cintura da moça de maneira carinhosa. — Quer me contar mais sobre o seu sonho?
0
Comente!x

  — Não — respondeu com um biquinho, virando o rosto para não precisar encará-lo. — Do que adianta se toda vez que eu tento evitar de falar sobre nós você surge de algum jeito?
0
Comente!x

  — Então não seria melhor falar sobre nós, Lune?
0
Comente!x

  Moonlight encarou o amigo com incerteza, mas com o coração acelerado ao ouvir o seu apelido saindo dos lábios que tanto tinha saudade. A moça sabia que para ele estar tomando essa iniciativa, também estava pensando tanto quanto ela no assunto, e talvez realmente fosse melhor ambos sentarem e conversarem sobre. Contudo, sempre que chegava na hora do “vamos ver”, parece que as palavras fugiam do ex-casal e nenhum deles conseguia formular exatamente os pensamentos, resultando em mais um dia de espera.
0
Comente!x

  — Já vi que não vamos a lugar nenhum hoje.
0
Comente!x

   se levantou e a puxou para um abraço, se afastando o suficiente para levar suas mãos à face da amiga e diminuir a distância entre seus rostos, quase selando os seus lábios nos dela, disse:
0
Comente!x

  — Só porque não será fácil, não significa que não devemos tentar de novo. Só quero que fique ciente que eu não vou desistir da gente, então não me peça para fazer isso por uma segunda vez.
0
Comente!x

Continua

  N/A: achei que demoraria mais, mas aqui está um pouco da Mel e do Hao \o/
  O motivo do término será explicado mais pra frente, inclusive, a viagem que eles estão falando virá em forma de fic pro próximo projeto do quiz aqui do site. Não acho que vou conseguir escrever a versão de Lik e MelHao a tempo, mas teremos a versão de Woniiiii <3
  Enfim, espero que tenham gostado de saber um pouquinho mais sobre esses dois e juro que não vai demorar pra eles se resolverem hehehehehehe
  Até a próxima <3

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
16 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lelen
Admin
3 meses atrás

Eu esquecendo de ler a nota na tabela e ficando “ué, mas espera” kkkk
Mas DK não importa onde, é sempre um tchutchuquinho, né <3
Quero ver como esses dois vão desenrolar já sei que vai ser doçura porque Dokyeom é doçura OPASNSDPOAND
PÓMANDAR O RESTO PRA MIM, OBRIGADA, DE NADA.

Lelen
Admin
3 meses atrás

Mas são muito preciosos esses dois <3
Os dois já “sonhando” com o encontro foi fofo e eu quero um DK pra mim (pode vir Wonwoo junto, obrigada, de nada HAHAHAH) na vida real 🥺
Agora bora ver os bonitos interagindo <3

Lelen
Admin
3 meses atrás

Ah, mas esses dois são muito preciosos HAHAHAH
DK our little sunshine, preciso de uma preciosidade dessas na minha vida, sorte da Lila ter ele, viu? HAHAAHAH
Agora engatamos o romance, né? Sem dramas, né (pelo menos não drama de casais)? Obrigada.
Eu acho que um passeio em um parque de diversões seria um bom encontro pra esses dois, mas levando em conta que eles vão fazer coisas antes, então acho que vai algo mais light kkkkk
DK, pede a moça em namoro logo, estamos todos esperando. É isso.

Lelen
Admin
3 meses atrás

Ooown, mas esses dois são uns nenéns <3
EU ACERTEI O PASSEIO DOS QUERIDOS super ia amar esse passeio também, inclusive, acho que é meu primeiro encontro perfeito em parque de diversões HAHAHA
Não sou no nível Wonwoo, mas também não tenho tanto medo assim, eu sou curiosa e levo susto com barulho alto, mas acho que até fico de boinha em trem fantasma e casa do terror, só não gosto quando tem perseguição porque aí eu não vou responder por mim se eu agredir alguém. kkkk
LiK são uns 22kos, vontade de por num potinho pra proteger do mundo <3
E eu acho que Mel ainda não se encontrou com o Hao 🤔🤔🤔 mas é só por achar mesmo OAMSPAMSPOAMSP
Esperando os próximos capítulos 🤩🤩🤩

Lelen
Admin
2 meses atrás

Ai, esses dois são tão 22kos <3
Agora tô curiosa com o que o DK ia falar (mas acho que só ia falar o que todo mundo já sabe, no caso: tá apaixonado/amando HAHAHAHHA).
Esperando os próximos capítulos porque curiosa pros outros casais desse universo HAOSAH mesmo que eu já tenha lido de outros universos, sempre bom saber que não importa como ou onde, todo mundo junto e feliz HASPODHABDBAOD

Lelen
Admin
2 meses atrás

Eu acho que Dani e Wonwoo vão pular direto pro noivado e casamento, esses dois já perderam muito tempo HHAHAHAHAH
Coitados, eles não vão ter um universo que vão ser felizes para sempre assim de cara? k Tá sendo osso ser par deles, né kkkkkkkkk
Quero ver a Mel e o Hao, esses dois vão virar a vida um do outro de cabeça pra baixo, vão não? 😂😂

Lelen
Admin
1 mês atrás

Esses dois são muito 22kos, não importa em qual universo, né? <3
E gente, muitas vezes a família caga com o psicológico, né? Por mais que se for pensar, a merda vem rolando há gerações, ao mesmo tempo eu fico “tá, mas e aí, não vai quebrar o ciclo? Tá bom do jeito que tá?” kkkkk (perdão, meu eu revoltado quis falar um pouco kkk)
Grazadeus deu tudo certo com Lila e agora de quebra ela ainda tem um Dokyeom pra chamar de “dela”.
EU QUERO ESSE DOMINGO NO CAFÉ, SINTO QUE É OPORTUNIDADE PRA MUITA COISA ROLAR NESSE GRUPO!

Lelen
Admin
1 mês atrás

Mas oshi.
Agora eu preciso da história toda desses dois, como assim os dois já estiveram juntos e aí ouviram os fantasmas da cabeça e se separaram? oshi, oshi. Pode não 🧐🧐
Tô curiosa pra ver essa viagem aí, bora todo mundo ser feliz, por favor? 😂😂😂


You cannot copy content of this page

16
0
Would love your thoughts, please comment.x