Esta história pertence ao Projeto Adote Uma Ideia
Ray Dias
Visite o Perfil

Status

Loading

Avalie

Este texto não foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui
Ideia #009

doada por Hellen Hayashida

// A Ideia
Ele é dez anos mais velho que ela, ela tem um filho e é mãe solteira. Os dois têm gênio forte e ele não gosta da ideia do filho da principal ter uma mãe, mas não um pai, o que acarreta ainda mais conflitos entre os dois. O fato é que ele acaba se apaixonando por ela, e então ela lança o desafio: “Faça com que me apaixone.”

// Sugestões
De preferência que a fic não envolva banda ou fama. Sugiro que a idade seja entre 23 a 27 anos para a principal, e lembrando que o favorito é 10 anos mais velho. O filho tem de ser menino, e haver interação entre ele o fave.
// Notas
--

Esta história não possui capas prévias (:

  1. Esta fanfic tem como trilha musical do nosso casal central, a música “Shine Your Star” do 03ohn . (Ouça aqui
  2. A história cruzará com fatos da Era Joseon a partir dos anos 1400.

Shine Your Star

Esta fanfic tem como trilha musical do nosso casal central, a música “Shine Your Star” do 03ohn . (Ouça aqui)

Prólogo

“No coração de quem nunca viu as trevas, os desvalidos são como pedras”. –

≈≈ ♠ ≈≈

  Nenhum rei tem o poder absoluto em suas mãos. Às vezes, tudo o que um rei tem é o poder, e às vezes, é também o que ele menos tem.
0
Comente!x

  Há de se diferenciar o poder, de controle. Entre estas duas palavras, uma tênue separação prática as sustenta. Um monarca poderoso não só se revela naquele em que a sua última ordem, ou a sua irrefutável vontade é cumprida. Ele também se revela no amor que seu povo tem por ele, nas posses, terras e riquezas de seu reinado, e principalmente: no quanto de controle sobre tudo o que se ouve, pensa e diz, ele o tem.
0
Comente!x

  Eis a linha tênue: nem sempre um monarca poderoso obtém o controle do seu reino. Alguns, podem ser apenas personagens de interesses maiores e sua vontade ser, portanto, submissa a um conselho maior, cujo verdadeiro poder está em mãos se for este conselho, o detentor do controle.
0
Comente!x

  Em Hanyang, há alguns muitos e longos anos, a disputa entre poder, controle e perpetuidade de ambos por meio dos reinos era a comprovação de tudo o que aqui lhes digo. Se a vida apresentasse um narrador externo, que pudesse sussurrar nos ouvidos das pessoas — tal como um narrador onisciente de um livro contando as aventuras dos personagens —, aquilo que virá a acontecer… Talvez, este narrador que lhes conta esta história, pudesse confessar a , ou melhor, a , tudo o que estava prestes a acontecer em sua trágica história.
0
Comente!x

  Eu irei lhes contar essa história. A história de um homem que tinha todo o poder, mas nenhum controle, e que de morto renasceu por uma vingança. E foi a vingança, a motivação deste que no meio de caminhos espinhosos, encontrou também o amor.
0
Comente!x

≈≈ ♠ ≈≈

1392 A.C.

  Antes da dinastia Joseon iniciar-se, a dinastia Goryeo comandava os três reinos unificados de Silla e Balhae. Não nos interessa saber aqui, a longa trajetória dos antepassados e reinados de nossos personagens. O que vocês devem saber é que esta dinastia decai quando o general Yi-Seong vence as batalhas de Silla contra os inimigos de Wako. Yi-Seong, deveria portanto tornar-se o primeiro rei da nova dinastia Joseon, no entanto, ele não estava disposto a tamanha responsabilidade.
0
Comente!x

  — Mantenho-me como general e líder Hwarang, pois, assim, meu destino cumpre-se a invocar nos jovens corações de nosso reino, a árdua tarefa de manter a ordem e a liberdade.
0
Comente!x

  Disse ele aos homens que, diante da deposição de um reinado, preocupados buscavam instaurar um novo conselho, uma nova ordem, um novo império.
0
Comente!x

  — Então, a quem destinaremos a primeira linhagem monárquica desta nova Era? — um deles perguntou.
0
Comente!x

  — Ao meu irmão, Yi-Jong.
0
Comente!x

  — Com perdão, general Yi-Seong, mas Yi-Jong é apenas um professor. A ele não incute a bravura de um líder, tal como o general. E além disso, instaurar uma linhagem a alguém que não foi o responsável direto pela nova independência deste povo, é ferir os feitos de nossos antepassados. O poder é passado pela pureza do sangue, ou da alma.
0
Comente!x

  — Se a pureza da minha alma resguarda a um poder ancestral dos impérios, acaso meu irmão não a tem, por ser ele, linhagem minha?
0
Comente!x

  — A pureza da alma que justifica o repasse de um poder só é obtida por aqueles que a conquistam por seus feitos heróicos. Não é o seu sangue de poder real, é a sua alma e os seus feitos. — O líder ancião do antigo conselho explicou e decretou: — A Yi-Jong é dado o cargo de general e a Yi-Seong, a coroa.
0
Comente!x

  Todos os presentes, anciãos e homens de respeito e sabedoria ergueram a mão em conformidade. E assim, Yi-Seong tornou-se o novo rei, de uma nova dinastia denominada Joseon. Enterrou-se a tristeza deixada pelas tragédias ocorridas na dinastia Goryeo.
0
Comente!x

  — Eis o nosso novo rei: Taejo! — O ancião evocou, e os demais saudaram em reverência ao general Yi-Seong. — A que nome chamaremos esta dinastia, majestade?
0
Comente!x

  — Joseon. Em homenagem ao primeiro reino deste povo, o reino Gojoseon, pois em significado de “Go Joseon”, iremos retornar às nossas origens e restaurar a dignidade de nossos ancestrais.
0
Comente!x

  — Viva a dinastia Joseon! Vida longa ao rei Taejo! — gritaram.
0
Comente!x

≈≈ ♠ ≈≈

  Desde o reinado de Taejo, a capital, cujo ele denominou Hanseong tornava-se cada vez mais próspera e tanto o primeiro rei, quanto seus antecessores buscavam manter um império de justiça. Depois de Taejo, que governou de 1392 a 1398 o império tinha não só a nova capital Hanseong (antes, Hanyang) como um novo pálacio que ele mandou construir. O palácio Gyeongbok da dinastia Joseon. A cultura de seu povo não apenas difundiu-se entre os reinos, como entre continentes e uma nova história estava sendo escrita.
0
Comente!x

  O sucessor de Taejo, seu segundo filho Yi-Bang foi denominado rei Jeongjong e tal como seu pai trabalhou com afinco para tornar a dinastia economicamente forte e autônoma. A partir dele, um gabinete de contabilidade foi criado no palácio para que as finanças do reino fossem mantidas em ordem e controle. Foi também a partir deste rei, que a cultura literária foi difundida e as lendas e histórias desse povo passaram a ser estudadas entre os letrados, e também, passadas em conhecimento oralizado.
0
Comente!x

  Jeongjong reinou de 1398 a 1400, ele modificou a capital do império para o antigo território onde ela ficava, na dinastia Goryeo, e foi no reinado de seu quinto filho que novamente as disputas entre os monarcas começaram. Yi-Won, seu filho a quem recebeu o nome de coroa em homenagem ao avô, Rei Taejeong, governou de 1400 a 1418, tendo abdicado do trono por vontade própria, uma vez que muitos confrontos entre seus irmãos a fim de tomarem o trono era cada vez mais frequente. No entanto, Taejong iniciou um reinado de muitas transformações, e apesar do curto tempo como imperador, ele deixou como legado: uma grande reforma dos princípios confucionistas, um sistema de exames civis pra escolha dos funcionários públicos do reino, assim fazendo que a escolha se desse por seus méritos e não por suas origens. Com isso, a burocracia tornou-se mais justa no reino, uma vez que as nomeações não eram dadas por afinidades ou jogos de poder e controle. Entretanto, tais jogos não deixaram de existir, é claro.
0
Comente!x

  Taejeong, foi um rei de punhos de ferro, onde seu compromisso com melhorar a vida do seu povo e garantir a segurança e soberania do reino eram seu norte. Isso não parece muito próprio de um líder que abdica ao trono, mas, não cabe a este narrador julgá-lo. De fato, quanto maior o poder e o controle, mais inimigos à vista, e Taejeong soube disso a duras realidades. Por isso, em 1418 ele entregou a coroa para seu filho e foi dele, um grande conselheiro.
0
Comente!x

  Então, o rei Sejong foi o mais popular e respeitado de toda a era dinástica. Reinou de 1418 a 1450, foi o primeiro filho na linha de sucessão de Taejong. Sejong, em seu reinado popularizou a língua de seu povo, pois foi ele quem criou um alfabeto próprio: o Hangul. O rei acreditava que as classes mais pobres também deveriam receber educação e assim, sua nação seria cada vez mais próspera, ao invés do conhecimento estar detento apenas ao alcance de alguns. Assim, a Coreia abandonou o complexo sistema de escrita chinês, e passou a ter idioma e escritas próprias de sua língua.
0
Comente!x

  Sejong foi um rei muito justo, muito sábio e integrador. Graças a eles, diferentes áreas das ciências passaram a interessar a sociedade, como a astronomia, a literatura e artes, a economia, a medicina e a agricultura. Sejong tornou a Coreia uma nação ávida por conhecimento, buscando erradicar o analfabetismo promovido pelas diferenças de classe, e a partir daí, a nação cresceu, desenvolveu-se e se estabilizou. Porém, muito trabalho ainda deveria ser feito para que o país sonhado por ele e seus ancestrais, se tornasse o maior dos impérios asiáticos. Coube então ao seu filho, Yi-Hyang, chamado rei Munjong posteriormente, aprender com o pai. Yi-Hyang foi príncipe regente desde o governo do pai e o ajudava com sua liderança real, mas a partir de 1450 ele recebe a incumbência da coroa, e assim, reverbera o reinado do pai. Educação e justiça permaneceram como pilares de seu reinado, porém, Munjong tragicamente, morre de maneira suspeita e sua liderança é interrompida a partir de 1452.
0
Comente!x

  Logicamente, as razões da morte do rei Munjong mantiveram-se ocultas, porém, há quem diga dentro do palácio real que foi assassinato, ainda cometido por seus primos, os quais os pais disputavam a coroa ainda no reinado de Taejeong e perpetuaram a ganância entre seus filhos, que igualmente mantinham a disputa no reinado de Sejong. Dos feitos que o curto tempo de rei lhe permitiu deixar, Munjong estabeleceu uma escola para o estudo das obras confucionistas, que se tornaria a prestigiada Universidade Sungkyunkwan.
0
Comente!x

  Porém, se você acha que a história de Munjong é trágica e suficientemente injusta, saiba que seu sucessor, o , neto do rei Sejong tivera o fim mais trágico de toda a história da dinastia. , apenas com 12 anos de idade recebeu o título de rei Danjong e governou de 1455 a 1457, casou-se aos 14 anos de idade com a rainha Jeongsun, na época com 15 anos de idade. E não bastando a juventude roubada por seu dever patriótico, Danjong foi vítima de um motim causado por seu tio, que convencendo o conselho imperial de que o jovem era uma ameaça ao reino, por sua “inexperiência”, o depuseram em 1455. Mas, apenas ser deposto do trono não bastou, era necessário que seu tio extirpasse qualquer possibilidade de um novo sucessor direto, e assim, exilado e assassinado, aos 16 anos de idade, Danjong perdeu a coroa e a vida.
0
Comente!x


  Para este capítulo foi utilizada a seguinte referência sobre História Coreana: Coreano Online.

Continua

  Curiosidades:

  1. Esta fanfic tem como trilha musical do nosso casal central, a música “Shine Your Star” do 03ohn . (Ouça aqui
  2. A história cruzará com fatos da Era Joseon a partir dos anos 1400.

  N/A Fixa: Olá leitora, se você gosta das minhas histórias e gostaria de saber mais sobre meu processo criativo e/ou me conhecer, eu tenho um convite para você! Entre no meu grupo de leitoras no whatsapp e me siga no instagram @escritoraraydias! Aguardo você, ansiosa para conhecer as amoras que leem meus pequenos universos! ✨💖

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lelen
Admin
5 meses atrás

Senti uma vibe Ceifador e Sunny de Goblin com esse comecinho HAOSIHASO (Sim, essa é minha referência pra quase tudo kkkk)
Estou ansiosa pra saber como vai ser inserido o enredo da ideia. E o moço não morreu? Gente, babadooo. Apoio revolução, sou dessas mesmo (mentira, não quero ele virando ceifador também kkkkk) bora que tô aguardando att *————–*

Ray Dias
Ray Dias
5 meses atrás
Reply to  Lelen

Então, eu não vi ‘Ceifador’, mas Goblin é meu drama favorito! Eu amei as referências, mas essa história vai ser um pouco diferente de Goblin. hehehehhee O enredo da ideia vai dar certo, confia. Ele não morreu, não tem nem como esconder isso dessa vez hahahaha Espero que goste do que vem por aí Lelen ♥ Obrigada por comentar!


You cannot copy content of this page

2
0
Would love your thoughts, please comment.x