Status

Loading

Avalie

Este texto foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui

Esta história não possui capas prévias (:

Sem informações no momento.

Lost In Japan

“Você tem planos hoje à noite?”

  Se não fosse pela segunda xícara de café e alguns copos de água, diria que estava delirando ao ler a mensagem que acabara de fazer o seu celular vibrar, minutos após despertar de seu sono de ressaca. O dia anterior havia sido intenso e a saída com suas amigas a fizeram esquecer de todos os problemas, afinal, uma das coisas que mais amava era cantarolar no karaokê e quando juntava com os seus drinques favoritos, o combo se tornava perfeito – digno de um “chef’s kiss”. Ela arrastou seu corpo preguiçoso para o banheiro, lavando os resquícios de maquiagem de seu rosto e escovando os dentes, ainda encarando a tela um tanto surpresa. “Quanta coincidência!”, pensou. Lembrou de ter sido indagada pelas amigas sobre o tal misterioso que conheceu há quase cinco meses, entretanto, se for sincera, provavelmente ela inventou qualquer desculpa. Não por ter vergonha ou algo do tipo, nem mesmo sabia o que dizer ou como reagir quando o assunto se tratava de . A única certeza era de que o seu coração acelerava ao escutar o seu nome.
0
Comente!x

  “– Ok, por que você está usando uma peruca rosa mesmo? Não que não tenha ficado boa, na verdade, você está linda. – Ele coçou a nuca, dando um riso fraco ao receber o olhar de desconfiança da outra.
0
Comente!x

  – Para combinar com o seu cabelo, óbvio! – rolou os olhos e se pôs na frente do homem, fazendo-o parar. – E, claro, porque é uma cor que combina muito comigo, não acha? Talvez eu até corte meu cabelo acima do ombro e tinja.
0
Comente!x

   de cabelo curto? Isso é um plano futuro ou temos alguém delirando? – segurou seus ombros e se abaixou para ficar próximo do rosto da amiga, a analisando de forma engraçada, como se a mesma estivesse passando mal.
0
Comente!x

  – Vamos, já está quase na hora do live show e eu quero cantar com o meu cantor favorito! –  o puxou pela mão, correndo em direção ao pub.
0
Comente!x

  Em todas as conversas que tiveram sobre cabelos, 95% era expressando o seu descontentamento com a sua infância e a forma que sua avó a obrigava ter as madeixas acima do ombro, já que, para a mais velha, era mais fácil de cuidar. Depois que obteve sua autonomia, o máximo que fazia era picotar as pontas para dar um movimento no cabelo e nunca mais soube o que era ter uma franjinha. No pouco tempo que se conheciam, perdera as contas de quantas vezes havia visto uma cor diferente na mulher, e se impressionava com a resistência de seus fios por receberem tanta química e se manterem fortes – ou, quase isso. Por esse motivo estranhou quando ela insinuou que, doze anos passados, a ideia de ter cabelo curto novamente havia surgido.
0
Comente!x

  Talvez fosse a peruca que a remeteu à pequena .
0
Comente!x

  Mas, de qualquer forma, a acharia linda.”
0
Comente!x

  Não tinha como se enganar ao tentar expulsar esses pensamentos de sua mente, mesmo estando há boas milhas do Japão e com uma agenda ocupada, sempre o rosto sorridente de surgia e o fazia sorrir como um bobo. Não ter tido notícias dela por dois meses e meio o preencheu de saudades, saudade do tipo que não acharia que sentiria por alguém que estava em outro fuso horário prestes a acordar. Quando se deu conta de que precisava vê-la, se viu em um dilema que tomou longos minutos do final de sua tarde, e ao cair da noite, lá estava ele, sentado na beirada da sua cama digitando uma pergunta para , com esperança de que ela o respondesse. Não a culparia caso não o respondesse, mal conseguia ficar em seu celular por causa da alta demanda de seu trabalho, então a comunicação apenas parou. Mas, ao reparar na cabeceira e nos papéis organizados em cima, seu coração aumentava as batidas conforme sua cabeça martelava a tal ideia que o perseguia durante as últimas semanas.
0
Comente!x

  E mais do que nunca, não conseguia tirar de sua mente.
0
Comente!x

  - Não seria uma má ideia viajar até o Japão, não é? – murmurou e jogou seu corpo na cama, soltando o ar sem saber muito o que fazer.
0
Comente!x

*

  As férias caíram bem na semana que um festival temático sobre animes estaria pela cidade, e mais do que nunca, se hospedou em um hotel para que pudesse ficar o mais próximo das atrações… E por amar agendar estadias em diversos hotéis espalhados por Tóquio. A razão específica por trás desse seu gosto meio inusitado veio da vontade de viajar pelo mundo, mas como sua profissão a impedia de sair do país quando bem entendesse, se conformava em pesquisar horas e horas a fio locais para passar um final de semana, como se fosse uma turista. Ah, e o café da manhã era a cereja no topo do bolo, com toda a certeza. O relógio marcava meio-dia quando resolveu descer para a rua e procurar algo para comer, havia marcado de se encontrar com seus amigos e sabia que, assim como ela, explorariam cada canto do lugar e mal teriam tempo para respirarem. Enquanto saboreava seu breve almoço, decidiu checar o seu celular e abriu a conversa com , vendo que o rapaz não tinha visualizado a sua resposta.
0
Comente!x

“Oi para você também! E… Não, é mais provável que eu vá dormir a noite inteira após o festival, me hospedei naquele hotel que você me recomendou! Espero que esteja bem, .”

  Quase enviou que estava cheia de saudade daquele sorriso, todavia, apagou as letras e bloqueou a tela, observando os amigos se aproximarem e a cumprimentarem. Não que fosse mentira, lá no fundo a falta que ele fazia a perseguia toda vez que olhava o seu plano de fundo que tanto amava: os dois sendo eles mesmos, rindo de alguma bobeira, abraçados, e quando percebeu, teve a fotografia capturada por um de seus colegas. Nas últimas horas o nó que se formou em sua cabeça não lhe dava folga, e a curiosidade de saber o que outro estava fazendo falava mais alto. Dando por vencida essa confusão, tentou focar o máximo na festividade a sua frente do que em indagações sem soluções.
0
Comente!x

*

  - Vamos, se juntem! – Hero gritou, tentando ser ouvido. – O temporizador só possui dez segundos… Isso, finalmente!
0
Comente!x

  - Pare de falar como se fosse muito difícil…
0
Comente!x

  - Digam Shingeki No Kyojin!
0
Comente!x

  - Sorte sua que o timer finalizou, caso contrário teríamos que entrar em uma discussão, de novo. – Eve suspirou e balançou a cabeça negativamente, perdera as contas de quantas saídas eram terminadas em argumentações sobre os animes favoritos de cada amigo, que claramente não concordavam entre si. – , fala para o meu queridíssimo namorado que nem todo mundo tem os mesmos gostos que o dele.
0
Comente!x

  - Prefiro não me meter, pombinhos. – Sorriu divertidamente. – E, como sabem, preciso voltar para a estadia, então…
0
Comente!x

  - Tudo bem, tudo bem! Você sempre escapa das nossas conversas amigáveis sobre animes! – Gio surgiu com dois algodões-doces na mão, entregando um para .
0
Comente!x

  - Obrigada, amiga! A questão é que Fullmetal Alchemist Brotherhood é o melhor, mas vocês não estão preparados nem um pouco para essa conversa.
0
Comente!x

  Mal escutou as reclamações de suas companhias, pois assim que começaram a retrucá-la, ela correu para o outro lado da calçada, dando um tchauzinho entre gargalhadas para os demais. Adorava dias como esse, sair sem ter os minutos contados e poder desfrutar da presença das pessoas que tanto gostava. Quando se mudou, não imaginava que faria amizades tão rápido, e em menos de um mês já tinha seu celular lotado de memes e chamadas de vídeo aleatórias, o que acarretavam inúmeras risadas durante a madrugada. E um mês depois, apareceu no bar em que o grupo estava reunido, e não precisou de muito para que uma certa um tanto bêbada o desafiasse para um duelo no karaokê. No final do passeio, os dois trocaram os números de telefone e desde o dia 05 de junho não se desgrudaram mais.
0
Comente!x

  , assim como , sabia que tinha algo mais do que uma simples amizade, por mais que tentasse fingir que não. A questão é que preferiam passar o tempo que conseguiam se reunir vivendo o momento do que pensando no futuro, pois teriam que se despedir na manhã seguinte e sempre era uma despedida meio triste. Se acostumaram com o vem e vai, então nada mais entrava no meio deles, sejam imprevistos ou cogitações de uma relação amorosa, de modo que ignoravam a hipótese, porém, para falar a verdade, ambos só pensavam um no outro imaginando um relacionamento quando estavam longe o bastante para se declararem.
0
Comente!x

  - O que ele deve estar fazendo? – checou suas mensagens sem respostas e continuou comendo o seu algodão-doce.
0
Comente!x

  Ficar na frente de várias pessoas não deixava tão nervoso quanto se sentia ao estar dentro do carro com as suas mãos suadas e inquietas, como se fosse a primeira vez que estivesse viajando sozinho para um local desconhecido. Mas, era totalmente ao contrário: conhecia as ruas de Tóquio como a palma de sua mão. Reparando nas pessoas andando tranquilamente, se lembrava de todas as vezes que passou pela mesma calçada de braços dados com , rindo de alguma piada sem graça que a outra contava e sempre, sempre parando para comer algum doce durante as caminhadas. Talvez diriam que era loucura ele ter entrado em um avião assim, do nada, e agora estar a poucos minutos de reencontrar a sua amiga que nem sabia se iria querer vê-lo. Essa é a razão pela qual seu coração batia rapidamente, estava consciente de que não podia simplesmente aparecer depois de ter sumido, todavia, se fosse pôr no papel, também havia parado de ligar.
0
Comente!x

  De qualquer forma, voltar atrás não era uma escolha.
0
Comente!x

  Então, a primeira coisa que fez após agradecer o motorista pela viagem foi digitar os números que martelavam em sua mente e começou a andar de um lado para o outro, enquanto aguardava ela ficar online.
0
Comente!x

  “Ei, ainda está acordada?
  .”

“Sim, estou quase chegando na hospedagem para finalmente descansar um pouco. Por quê?
.”

  “É que eu tenho uma ideia, mas talvez possa parecer loucura…
  .”

  No momento seguinte, decidiu apertar o pequeno ícone de telefone e escutou ansiosamente a ligação ser encaminhada. Três toques para que ouvisse a voz que sentia tanta falta o atendendo com animação e uma certa desconfiança:
0
Comente!x

  - Para eu receber uma ligação no meio da noite, é porque com toda a certeza do mundo está prestes a fazer uma loucura!
0
Comente!x

  - Às vezes eu esqueço que você me conhece tão bem! – riu. – Posso te fazer uma pergunta?
0
Comente!x

  - Claro.
0
Comente!x

  - Se eu te convencer a não ir dormir, você gostaria de sair comigo? – ele coçou a nuca, sorrindo com a reação de .
0
Comente!x

  - Óbvio! Quando que eu negaria ver você, hein? Mas você está um tanto longe. – Pôde imaginar a feição um tanto triste dela.
0
Comente!x

  - E se eu dissesse que estava pensando em visitar o seu hotel hoje?
0
Comente!x

  - Aí confirmaria a ideia de que você realmente fará uma loucura. Espera, você não… , não me diga que…
0
Comente!x

  - Que por algum acaso eu estou na frente do seu hotel te vendo com um algodão-doce na mão e com o cabelo curto e tingido de rosa? – ele riu ao vê-la surpresa o procurando. – Atrás de você, .
0
Comente!x

  Antes que pudesse atravessar a rua, viu a silhueta de correr em sua direção, encaixando seus braços em volta de seu pescoço e o apertando de forma que fosse fazer a saudade ir embora. Retribuiu na mesma intensidade, sentindo o cheiro de morango de suas madeixas e percebendo que ela realmente se encontrava na sua frente tão sorridente quanto ele.
0
Comente!x

  - Como consegue ser tão linda? – tocou a ponta do nariz dela.
0
Comente!x

  - Genética, talvez? Ei, nossos cabelos estão combinando! – ficou na ponta dos pés para bagunçar as madeixas do amigo, que concordou com a observação. – Quais são os planos, ?
0
Comente!x

  - Estava pensando em nos perdermos essa noite. – A olhou com expectativa, ansiando por uma resposta.
0
Comente!x

   sorriu e entrelaçou seus dedos com os de , o puxando para perto por culpa do frio. Ou talvez fosse só mais uma desculpa para ficarem mais ainda juntos enquanto se perdiam pelas ruas de Tóquio. O que importava no final é que mesmo que conhecessem tão bem os lugares, os dois davam um jeito de tornar os encontros únicos, assim como a sua amizade era.
0
Comente!x

Fim

  N/A: Oi, xuxus! Tudo bem?
  Espero que gostem dessa short! Pra ser sincera, fazia muito tempo que eu não escrevia alguma fic além das dos projetos, e tô muito feliz com o resultado! Não se esqueçam de comentar <3
  Beijinhos!
  Ps: sim, terá uma continuação! <3

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lelen
Lelen
1 ano atrás

MENINE, tu me pegou muito com essa fic porque ela é bem o tipo de história que eu gosto, o romance fica meio implícito e a gente fica na expectativa e mesmo assim o coração fica quentinho HAHAHAHH

Preciso concordar que FMA é o melhor anime que existe – só porque é o meu favorito, inclusive, tô até lendo o mangá agora kkkkkkkkk -, mas ainda não assisti Shingeki #shame on me

MEU DEUS, EU PRECISO DA CONTINUAÇÃO, EU TAVA SURTANDO AQUI ATÉ CHEGAR NA NOTA DA AUTORA KKKKKKKKK

Tô esperando, faz esse shipp acontecer, por favor HAHAHAHAHH

Comentário postado originalmente em 02 de Junho de 2021

Liv
Liv
1 ano atrás
Reply to  Lelen

Leleeeeen, fico muito feliz que tenha gostado!!!!
FMA é o meu favorito também, mas adoro snk <3 depois assiste, creio que irá gostar! 
A continuação vem logo logo, também tô apaixonada nos dois e sem saber lidar com a amizade deles, af HAHAHAHA

Comentário postado originalmente em 03 de Junho de 2021

rafs
rafs
1 ano atrás

livsneyyyyyy quero a continuação pelo amooooor! eles são fofos demais, quero saber onde esse pequeno date vai dar. você escreve bem demais miga, arrasou mais uma vez

Comentário postado originalmente em 09 de Junho de 2021

Liv
Liv
1 ano atrás
Reply to  rafs

rafsneyyyy, muito obrigadaaaa! fico feliz que tenha gostado <3 a continuação vai vir já já, viu

Comentário postado originalmente em 11 de Junho de 2021

Mel
Mel
1 ano atrás

AAAAA eu simplesmente adorei e olha que nem sou dos fandoms. Mas ficou perfeitíssimooo
Que leitura mais gostosinha, eu amei. LIV SUAS FICS SÃO PERFEITAS

Comentário postado originalmente em 09 de Junho de 2021

Liv
Liv
1 ano atrás
Reply to  Mel

Meeel, muito obrigadaaaa! Tu que é perfeita <3 Fico feliz que tenha gostado!

Comentário postado originalmente em 11 de Junho de 2021


You cannot copy content of this page

6
0
Would love your thoughts, please comment.x