Status

Loading

Avalie

Este texto foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui

Esta história não possui capas prévias (:

Sem curiosidades para essa história no momento!

don’t wanna cry

   andava pelas ruas sem rumo, meio perdido naqueles caminhos que mais pareciam labirintos sem fim. Ele tentava correr, se forçava a continuar com os passos rápidos em busca da pessoa que acreditava amar profundamente.
0
Comente!x

  Que é a mesma pessoa que o abandonou.
0
Comente!x

  Seu coração engolia o seu lado racional de maneira que o rapaz não conseguia enxergar nada além do sentimento incondicional que nutria por ela, o obrigando a prosseguir na busca de quem um dia lhe prometeu o mundo. Um término como aquele doía, mas nada se comparava a dor de descobrir ter sido traído por tanto tempo e largado como se fosse um nada, talvez seja por isso que tentava, com todas as suas forças, encontrá-la. Na sua cabeça, deveria ter uma explicação plausível que justificasse esses atos, não era possível que a sua amada simplesmente faria o que fez sem considerar os seus sentimentos.
0
Comente!x

   queria chorar.
0
Comente!x

  Chorar como nunca antes, pôr para fora a dor que dilacerava o seu peito. Mas, apesar de querer chorar, sabia que se fizesse, não conseguiria encontrá-la. Então, respirando fundo, retornou ao ciclo sem fim, em busca de alguém que, bem lá no fundo, tinha plena noção de que não voltaria.
0
Comente!x

  Ele não fazia ideia de que horas eram e se o amanhecer chegaria, contudo, suas pernas começavam a falhar e por mais que não quisesse, precisava parar nem que fosse por cinco minutos. O homem encarava as ruas tão conhecidas que se tornaram irreconhecíveis em um piscar de olhos, ainda sem compreender como que elas viraram um labirinto; ele caiu de joelhos na calçada, completamente exausto e com as lágrimas prestes a rolarem por seu rosto quando sentiu uma mão segurar o seu queixo e erguer a sua cabeça. A silhueta o analisou com calma e com um certo desinteresse, e apesar dos seus olhos avermelhados, apenas se deixou ser observado, sem ter forças para entender a situação. O seu toque quente não o incomodou, tampouco o fez mover o seu corpo por um milímetro que fosse, provocando na mulher um sorrisinho de canto, que logo soltou o queixo do rapaz, se agachando para ficar na sua altura:
0
Comente!x

  — Para alguém que não quer chorar, você tem bastante lágrimas. — Só então percebeu que chorava copiosamente enquanto a estranha voltou a segurar o seu rosto. — Seus olhos não mostram que querem ser levados, mas como ignorar um rostinho tão bonito?
0
Comente!x

  — Quem é você? — perguntou ainda imóvel.
0
Comente!x

  — Você não enxerga nada além do que quer, né? — A mulher suspirou, apontando para a própria cabeça. — Dois chifres, olhos vermelhos… isso o faz pensar em alguma coisa? — Esperou ele responder, mas continuou quieto. — Não se fazem mais humanos medrosos como antigamente. Demônio, diabo, Lúcifer, , rainha do submundo, pode me chamar como quiser. Bom, meu nome de fato é Morningstar e eu sou a governante do inferno, mas você que sabe a melhor forma para me chamar.
0
Comente!x

  — E o que a rainha do inferno está fazendo…
0
Comente!x

  — No meio da rua com um humano como você? — assentiu. — Você literalmente me deu uma dor de cabeça, sabe? Como alguém em sã consciência fica vagando a essa hora sozinho por essas ruas?
0
Comente!x

  — Que horas são? — suspirou pesadamente, começando a se estressar pelo rapaz ser tão alheio a tudo ao seu redor.
0
Comente!x

  — Hora de você estar em casa. — Esticou a mão em sua direção para ajudá-lo a levantar. — Nunca escutou a lenda de que essas ruas se tornam um labirinto para que os seres sobrenaturais possam colher suas presas? Ninguém nessa pacata cidade anda sozinho por aqui.
0
Comente!x

  — Agora faz sentido, mas eu preciso continuar…
0
Comente!x

  — Querido — o tom de voz da mulher era calmo, porém, havia algo que fez um arrepio correr pela espinha do rapaz, que parou automaticamente —, você é idiota ou está se fazendo? Nem a minha presença é capaz de te causar alguma coisa? Você vai mesmo abrir mão da sua vida por uma pessoa que não se importa?
0
Comente!x

  — se importa! — gritou. — Ela não é como…
0
Comente!x

  — Um ser que é conhecido por levar a alma das pessoas e enganá-las para ter o que quer? — Morningstar o prensou contra a parede, com seus dedos em seu pescoço. A diabo não queria machucá-lo, então não usou força. — Vai precisar de mais para me ofender, meu bem. Agora, olhe no fundo dos meus olhos e me responda: você quer abrir mão da sua vida por alguém que nunca voltará e nem faz questão?
0
Comente!x

   ficou em silêncio. Pela primeira vez nos últimos dias, o foco da sua atenção foi para outra pessoa a não ser Williams e o doloroso término que o assombrava, de maneira que ele não conseguia nem cuidar de si próprio. O fato de ter vagado pelas ruas que sabia muito bem que não deveria era só uma das inúmeras provas de que o homem estava completamente sem rumo, perdido no vicioso ciclo que aquela relação havia o colocado. era como a calmaria após a tempestade, a luz no fim do túnel e o amor da vida de , todavia, a forma abrupta que ela saiu de sua vida o machucava ao ponto de ele acreditar que não conseguiria viver sem a mulher. Por isso corria naquele labirinto sem fim no início da noite, segurando as lágrimas que não queria permitir rolarem por suas bochechas, já que odiava que ele chorasse, mesmo que estivesse em dor. Para ela, o choro não passava de uma fraqueza, então odiava ter que lidar com as emoções de seu namorado.
0
Comente!x

  Inconscientemente, levou sua mão até o seu pescoço, a pondo por cima da de , sustentando a troca de olhar. Apesar da coloração vermelha ser intensa, viu a sua figura refletir nos olhos de Morningstar, se perdendo completamente no olhar da rainha do submundo. Aos poucos a sua ficha ia caindo e como se um sino soasse na sua cabeça, ele percebeu que realmente estava na presença do diabo, mas por algum motivo desconhecido, não sentiu medo.
0
Comente!x

  — Por que você não quer me machucar? — questionou ao vê-la desvencilhar a mão da sua, se afastando.
0
Comente!x

  — Não é por eu ser a governante do inferno que eu sou totalmente má — deu de ombros, acendendo um cigarro que não sabia de onde tinha vindo —, apenas lido com pessoas ruins que a galera lá de cima — encarou o céu — não quer lidar para manter a pose de bonzinhos. Como também não estou a fim de uma guerra, não vou provocá-los, senão daqui a pouco teremos presenças… desagradáveis.
0
Comente!x

  — Então isso é real? — inclinou a cabeça, confusa. — Seres sobrenaturais…
0
Comente!x

  — Sim — respondeu prontamente, se encostando na parede ao lado do rapaz —, vampiros, lobisomens, anjos, demônios… Tudo isso é real.
0
Comente!x

  — Por que me ajudou? — A mulher o encarou sem paciência, chegando à conclusão de que ele não pensava nem um pouquinho nas informações que ela lhe deu.
0
Comente!x

  — Quer a verdade ou mentira?
0
Comente!x

  — Verdade?
0
Comente!x

  — Você é bonito demais para virar janta dos outros. — Sorriu maliciosa. — E você é o tipo que o diabo gosta, vulgo eu.
0
Comente!x

  — E a mentira? — Ele demonstrou certa curiosidade, virando o seu corpo para ficar de frente para .
0
Comente!x

  — Que eu queria que você fosse a minha janta.
0
Comente!x

  — Então você não quer me jantar? — Seu tom de voz soou como se estivesse ofendido
0
Comente!x

  — Você quer que eu coma a sua alma? — Ela arqueou a sobrancelha, ainda confusa com o desejo do rapaz.
0
Comente!x

  — Não! — exclamou imediatamente, tentando explicar o seu ponto em seguida: — É que, como vossa realeza disse anteriormente, eu sou bonito demais, então eu daria uma bela janta, mas você não quer me jantar…
0
Comente!x

  — Pela primeira vez você está pensando, impressionante. — não conteve a risada. — Tem um motivo pelo qual eu sou a rainha do submundo, querido. Demônios não consumem as almas sem terem um contrato, e tudo é acordado com ambas as partes, sabe? Há o consentimento para tal, não permito que ajam como bem entender. É assim que mantenho a balança entre os três mundos. Sobre eu não querer que você seja a minha janta apesar de ser o meu tipo, é só que seria um desperdício. Você não quer morrer, só está em um lugar ruim no momento. — Sorriu. — Eu nunca seria capaz de tirar a vida de alguém como você.
0
Comente!x

  Morningstar deu um passo para frente, observando a lua cheia. O silêncio que surgiu entre os dois não a incomodava, ainda mais por saber que era necessário para digerir esse encontro. A mulher se virou para ele com a feição tranquila, mas havia algo em seus olhos que dizia a que aqueles motivos não eram a verdade completa.
0
Comente!x

  — Quem diria que a rainha do submundo é compreensiva com humanos, certo? Quais são os seus planos, querido?
0
Comente!x

  — Como assim?
0
Comente!x

  — Bom, meio que não poderei te perder de vista agora que sabe da existência dos seres sobrenaturais — o homem concordou —, mas também não quero que se sinta preso a isso. Se não tiver nada melhor para fazer, quer conhecer uma mansão diferenciada?
0
Comente!x

  — Seria o submundo? — se aproximou de , aceitando mais uma vez a mão que ela estendeu para si.
0
Comente!x

  — Infelizmente, não. — Ela espiou o rapaz, achando uma graça ele ter ficado decepcionado. — Iremos até a mansão de alguns amigos meus, preciso checar o novo membro da família. E algo me diz que você gostará deles.
0
Comente!x

   apenas se deixou levar para dentro da escuridão, sendo guiado por naquele labirinto que finalmente teria um fim.
0
Comente!x


  N/A: Essa ideia não seria uma série, mas pensei que casaria muito bem com o universo de Dark Blood (https://espacocriativo.net/web/d/darkblood/), e como os queridos do Enhypen lançaram “Orange Blood”, tcharam: surgiu essa nova série HAHAHAHA nem todas as fics serão baseadas nas músicas do álbum, mas a maior parte será hihi
  Dessa vez não é o Wonu que está sofrendo JSNAJHSBJAHBSHA
  Eu já tava com a ideia faz tempo, mas não sabia com quem escrever, aí mandei a foto de todos pra minha amiga e ela escolheu o Coups hehehehe
  Como sempre, a sofrência não dura muito e na continuação teremos um romancezinho (provavelmente) e mais sobre o passado do Cheol e da Lilith.
  Espero que tenham gostado!
  Até a próxima <3

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lelen
Lelen
7 meses atrás

Primeiramente: ARRE QUE A SOFRÊNCIA FOI PRA OUTRO, NÉ? NUNU MERECE UMA PAUSA KKKKKKKKKKK
Quero saber sobre essa ex do Coups e como essa relação foi parar aí. Acho que chorar pode ser considerado coragem por aí então? Enfim, não tem nada mais calmante do que uma sessão chorinho pra depois ir fazer o que se precisa. Bora lá, Seungcheol, você é capaz de qualquer coisa!


You cannot copy content of this page

2
0
Would love your thoughts, please comment.x