Status

Loading

Avalie

Este texto foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui

Esta história não possui capas prévias (:

Sem curiosidades para essa história no momento!

Campus Crush – The Photography Club

Capítulo 1 — o clube de fotografia

  O clube de fotografia estava extremamente agitado. Todos os anos durante o mesmo período, o clube recebia novos integrantes, além das diversas propostas para fotografarem os times da faculdade tanto nos jogos universitários quanto nos projetos que faziam pelo campus. Para um grupo de quinze pessoas, não seria difícil se dividirem para atender a demanda, se não fosse pelo fato de que apenas quatro eram fixos.
0
Comente!x

  Com a chegada de um novo semestre, os novos membros davam a desculpa que estariam muito atarefados com os estudos, abandonando a atividade como se fosse nada. A maioria dos que entravam, julgavam que o grupo era para tirar fotos, que não precisava de um planejamento ou estudo sobre iluminação, cores, cenários, posições, edições e muito mais. Então, pela mesma porta que entravam, eles saíam com a desculpa de sempre.
0
Comente!x

  — É melhor assim — o presidente do clube, , falou após ver mais um membro ir embora. — Não adianta termos quantidade se não tivermos qualidade.
0
Comente!x

  — E é com esse pensamento que só temos quatro membros desde o ano passado. — rolou os olhos, mas logo suspirou fundo ao encarar o amigo. Ele adorava o seu cargo como vice-presidente, por mais que questionasse se aturar valia a pena.
0
Comente!x

  — Na verdade, cinco. — Thales desgrudou a atenção de sua câmera, olhando para os amigos com desinteresse. — Eu, vocês dois, a sua namorada, — apontou para — e a namorada do .
0
Comente!x

  — Eu não sabia que o tinha uma namorada e também não me lembro de ter dado intimidade o suficiente para o meu querido hoobae.
0
Comente!x

  — Essa você pediu, Thales. — Choi riu, fazendo questão de dar uns tapinhas de leve no ombro do colega. — Menos integrantes dessa vez?
0
Comente!x

  — Sim — respondeu e foi ao encontro da namorada, beijando a sua bochecha.
0
Comente!x

  — Se eles não entendem o real sentido do clube, não há motivos para continuarem. Do que adianta números sem resultados?
0
Comente!x

  O silêncio que se fez na sala logo foi preenchido por risinhos abafados após perceberem que a fala de e eram iguais. deu um sorriso sugestivo para a amiga, que apenas o olhou sem entender e caminhou para o quadro destinado a fotografias tiradas pelo celular. Ela colocou algumas ali e sorriu pequeno, feliz com o resultado do seu trabalho, retornando à mesa para se juntar aos companheiros de grupo.
0
Comente!x

   sempre foi apaixonada por fotografia desde pequena, ganhando a sua primeira câmera ao completar dez anos. Quando decidiu cursar artes, optou por uma faculdade que tivesse um clube de fotografia, já que além de hobby e um de seus amores, ela tornou as câmeras a sua profissão.
0
Comente!x

  O seu primeiro dia de aula se resumiu à sua busca pelo clube, dando de cara com um alheio de tudo ao seu redor, focado somente na sua tão amada câmera. A única coisa que fez foi entregar ao rapaz a sua inscrição e se apresentar, estendendo a sua mão para cumprimentá-lo; a olhou levemente confuso, mas apertou a sua mão e lhe deu as boas-vindas, falando como o clube funcionaria.
0
Comente!x

  Além da garota, já fazia parte e a sua namorada posava como modelo quando eles precisavam, contudo, era estudante de outra faculdade, mas como ela fazia cursos que a universidade do seu namorado oferecia além do estágio no local, era como se Choi fosse aluna integral do lugar. Thales foi o último membro a entrar, o único calouro que permaneceu após o período de inscrição.
0
Comente!x

  Todos sabiam que o clube de fotografia não era tão popular como os atléticos e de torcida, mas na hora que precisavam, sempre vinham atrás com os seus pedidos exuberantes e achando que eles possuíam a obrigação de tirar as suas fotos. Quando isso acontecia, Thales não dava nem tempo do presidente reagir, pois já respondia em alto e bom tom que não fariam caridade. e os outros nunca se incomodaram com o comportamento do rapaz, inclusive achavam incrível a sua capacidade de dar respostas tão rápidas e eloquentes – não era à toa que ele vencia as várias sessões de debate no seu curso de direito.
0
Comente!x

  O clube composto por cinco pessoas funcionava bem, e conforme iam recrutando mais gente, algumas realmente ficaram, transformando eles em quinze. Mas, como nem tudo são flores, os dez restantes não eram tão ativos, então a organização de tudo ficava nas mãos dos primeiros membros, por mais que os demais participantes até compensassem nos eventos que a universidade proporcionava.
0
Comente!x

  É claro que todos ali queriam integrantes ativos e fixos para darem conta das demandas, porém, se as pessoas não entendiam o significado da fotografia, não tinha muito o que fazer.
0
Comente!x

  — Como estão os preparativos para o festival? — perguntou enquanto balançava uma polaroid.
0
Comente!x

  — Praticamente prontas — respondeu sem olhá-la, focando somente na tela de seu notebook conforme terminava de editar uma foto.
0
Comente!x

  — Os outros membros ficaram encarregados de montar a nossa sala de exibição, então é menos uma preocupação. — O presidente descansou as costas na cadeira, brincando com a alça da câmera pendurada em seu pescoço. O seu cansaço era visível, todavia, sua obrigação como o líder do clube não lhe daria uma folga.
0
Comente!x

  — Falta menos de uma semana e não temos as fotos, né? — citou um ponto importante, recebendo suspiros pesados como resposta.
0
Comente!x

  “The most beautiful thing” era o tema que o clube escolheu para a sua exibição, sendo uma sugestão de duas pessoas que fazem parte dos dez participantes fantasmas e que os cinco acharam interessante a ideia, decidindo acatá-la. O que eles não esperavam era que essa única frase poderia ser tão singular que faria com que todos ficassem sem saber o que levariam para expor na sexta-feira.
0
Comente!x

  — Tema meio difícil… — Thales suspirou e olhou de relance para , pensando se ela não seria a sua inspiração para as fotos. O seu crush por sua sunbae não passou despercebido por ninguém, a não ser, talvez, pela própria , que não se importava com esse tipo de coisa.
0
Comente!x

  — Podemos nos dividir em duplas.
0
Comente!x

  — Somos cinco, falou como se fosse o fato mais óbvio do mundo.
0
Comente!x

  — Tecnicamente, eu não faço parte desse grupo — comentou — e tem uma garota na porta que parece como uma de suas integrantes, presidente.
0
Comente!x

  Olharam para a garota em questão, a reconhecendo rapidamente: Satou Yona, a única dos dez que demonstrava estar muito interessada nas atividades do clube, apesar de não ter tanto tempo por conta de seu trabalho. Ela é um pouco tímida, por isso se “escondeu” atrás de , entregando um envelope com várias fotos. Logo escutaram mais uma batida na porta, mostrando ser Min-ho e Sun, o namorado de Yona, também membros inativos.
0
Comente!x

  — É por isso que está ameaçando a chover? — Thales perguntou em um tom irônico, abrindo as cortinas.
0
Comente!x

  — No que podemos ajudar?
0
Comente!x

  — Queríamos participar da exibição — Min-ho deu um passo à frente. — Sei que não somos ativos e que…
0
Comente!x

  — Precisamos das fotos reveladas até as quinze horas de quinta para dar tempo de arrumá-las na sala. — o cortou, procurando as câmeras no armário atrás de si. — Não temos o suficiente para os três, creio que não há problema do casal compartilhar uma.
0
Comente!x

  — Eu tenho uma em casa, unnie — Satou disse e sorriu para a amiga, recebendo um sorriso pequeno de volta.
0
Comente!x

  — Ótimo.
0
Comente!x

  — Sobre as duplas — interrompeu antes que a amiga decidisse por todos esse fator —, podemos montá-las assim: Sun e Yona, eu e , Thales e Min-ho, e !
0
Comente!x

  — Isso não parece muito justo — Thales resmungou, recebendo o apoio de Min-ho. Era de conhecimento geral que ambos não se davam tão bem, mas parecia ter outras intenções com esses arranjos.
0
Comente!x

  — Você vai mesmo separar os casais, hoobae? — percebeu a intenção da namorada, só que Thales não entendeu o significado verdadeiro da sua fala, se limitando a dar de ombros e murmurar um “que seja”.
0
Comente!x

  — Se ninguém tem objeções, está decidido! Temos amanhã e quarta para capturarmos a coisa mais linda que já vimos, agora, vamos beber!
0
Comente!x

  Nenhum dos presentes achou a ideia de ruim, concordando com a mulher prontamente. Todos foram na frente, deixando o presidente e sozinhos na sala, com a companhia do confortável silêncio. Ambos guardaram suas câmeras com o maior cuidado do mundo, sem se importar com a presença um do outro; quando tudo estava no seu devido lugar, eles trancaram a sala e seguiram para o bar sem trocar uma palavra, apenas aproveitando o vento gostoso do anoitecer.
0
Comente!x


  N/A: e veio aí mais uma long nem tão long assim hihihi
  Então, na ideia original não teria o Woo nem a Myla, mas eu tô tão na vibe de escrever fics com o meu chamego (e da Lelen <3) que pensei “e se?” hihihi
  Ah, no caso, a ideia original vai ser uma long com o Gyu e o baby Vernon, que se chamará Campus Crush (um nome meio fanfic mesmo kkkkkkkkk) e que só devo começar a postar ano que vem. Vai ter o DK delas (meu rs) e a Minny, e talvez de mais um dos meninos 😚
  Espero que tenham gostado desse capítulo, por mais que tenha sido mais a apresentação das personagens. As atualizações virão bem rapidinhas, a fic já tá praticamente finalizada <3
  No próximo capítulo teremos um avanço hehe
  Até a próxima <3

Capítulo 2 – amigos, vizinhos e sorvete

   tomava a sua segunda garrafa de soju sem demonstrar qualquer sinal de que estava bêbada. Ela não sabia se a sua resistência vinha da sua família por parte de mãe, mas sempre teve a certeza que na maioria das vezes, o álcool não a afetaria. , Thales e Min-ho se encontravam em outra realidade, alegres demais para simplesmente ficarem sentados; os dois rapazes até se davam bem quando esqueciam a rixa – que ninguém conhecia o motivo – e percebeu o olhar que um dava pro outro, não deixando de sorrir por achá-los extremamente fofos.
0
Comente!x

  Por mais que pensassem o contrário, ela tem total ciência de que Thales tinha uma quedinha por si, contudo, não é a mesma coisa que o rapaz sentia por Min-ho, mesmo que ele mesmo nunca vá assumir. Às vezes gostaria de ser como Thales e ter mais de um crush, mas a garota simplesmente só tinha olhos para a fotografia. realmente não se importava em buscar um amor ou sofrer por um, ela só achava os seus pretendentes desinteressantes demais para tentar se esforçar para que desse certo, então a mulher só deixava para lá.
0
Comente!x

  Enquanto olhava os seus amigos cantando a plenos pulmões no karaokê, nem percebeu quando o seu olhar caiu em , o presidente do clube e a sua dupla. O semblante do rapaz estava sério, logo mudando a expressão ao ouvir o que tinha a dizer; continuou o observando, começando a reparar em cada mínimo detalhe do seu rosto ao bebericar a sua bebida, sem se incomodar com o fato de que lançava alguns olhares sugestivos em sua direção. O que conheceu há três anos é o mesmo de agora, com os seus óculos de sempre e o cabelo jogado pra frente. Havia momentos em que ela o pegava distraído ou com um semblante tranquilo e facilmente a garota se perdia nessa vista, a achando muito bonita.
0
Comente!x

  De repente voltou a si, com um par de olhos castanhos a observando e sentiu o rosto aquecer, por mais que tenha mantido a mesma feição.
0
Comente!x

   era realmente uma vista muito bonita, concluiu.
0
Comente!x

  — Não é de cantar? — O rapaz iniciou uma conversa, lhe oferecendo uma dose do soju que pertencia a .
0
Comente!x

  — Definitivamente não. — Aceitou a bebida, virando em uma só golada. — E você?
0
Comente!x

  — Eu gosto, mas não me sobra tanto tempo assim. — Deu de ombros. — Faculdade, trabalho, vida… isso tudo toma bastante da minha rotina, então meio que deixo para cantar nos horários vagos.
0
Comente!x

  — Oh, entendo. — Voltou a olhar os amigos que cantavam desafinados. O único que salvava ali era . — Meu shampoo e condicionador adoram os meus shows durante o banho.
0
Comente!x

  — Como? — O presidente ficou confuso.
0
Comente!x

  — Sério, são a melhor audiência que eu poderia ter. Até cantando mal eles me aplaudem!
0
Comente!x

   não segurou a risada com o comentário dela, gargalhando como não fazia há um bom tempo. Ele e possuem uma amizade de baixa manutenção, além do clube, ambos não conversavam muito, a menos que tivessem que fazer algum trabalho das matérias que tinham em conjunto. Por isso ambos esqueciam o quão bobos eles eram na presença um do outro quando não tinham a faculdade no meio.
0
Comente!x

  — Ei, estamos de saída — anunciou assim que voltou para a mesa, com pendurada em seu pescoço. O presidente e não haviam percebido que os minutos passaram voando, e logo se organizaram para também irem embora.
0
Comente!x

  — Nós levaremos eles, unnie. — Yona sorriu, dando um tchauzinho para os demais. Min-ho e Thales continuavam com o espírito amigável ao adentrarem o carro de Sun, e os três sóbrios que sobraram agradeceram por isso, caso contrário, provavelmente Sun desistiria do clube no dia seguinte.
0
Comente!x

  — Vá com cuidado! — Desejou não só para os quatro, mas como para e que entraram no táxi, prontos para partirem.
0
Comente!x

  — Para que lado você vai? — perguntou ao serem deixados sozinhos na frente do bar, se aproximando de .
0
Comente!x

  — Para lá — apontou para a esquerda —, pretendo parar na lojinha de conveniência para comprar um sorvete. E você, presidente?
0
Comente!x

  — Também.
0
Comente!x

  — Vamos, então? — assentiu.
0
Comente!x

  O caminho até a loja não foi desconfortável, o silêncio que mais uma vez caiu sobre eles era bem confortável, e secretamente os dois gostavam de passar um tempinho assim, quietos e aproveitando a companhia um do outro. Logo sumiu do campo de visão de , que decidiu esperá-la em uma das mesas externas do estabelecimento enquanto mexia no celular. Ele lembrou das vezes que ambos iam para a biblioteca e apenas sentavam nas cadeiras mais afastadas, editando as suas fotos e trocando alguns comentários e ajudas relacionados à fotografia; nesses dias, e passavam horas a fio juntos e, por mais que o bate-papo fosse pouco, isso era o suficiente para o presidente ter um sorrisinho bobo em sua face e sentir o seu coração se aquecer.
0
Comente!x

  Definitivamente, passar o seu tempo com era uma das coisas favoritas do rapaz.
0
Comente!x

  — Desculpa a demora — a mulher apareceu com uma bolsinha cheia de potinhos e dois em suas mãos, oferecendo um para —, eles tinham tantos sabores que precisei comprar um de cada. Esse é seu, espero que tenho escolhido certo.
0
Comente!x

  — Obrigado — agradeceu contido, mas por dentro ficou todo feliz por ter ganhado um de chocolate.
0
Comente!x

  — A noite está tão fresquinha, quase esqueço que só temos dois dias para tirarmos as fotos… — Fez um biquinho, voltando a se deliciar com o seu sorvete no segundo seguinte. — Não sei por qual razão empurramos tanto a questão do festival.
0
Comente!x

  — Ninguém prestou muita atenção nisso, ainda mais com as diversas demandas que nosso clube tem. — suspirou pesadamente, cansado. Às vezes ele só queria dormir por dois dias seguidos sem ter que se preocupar com o mundo ao seu redor. — Mas temos mais três membros para participarem e os outros estão arrumando tudo, então é menos uma coisa para nos preocuparmos.
0
Comente!x

  — Felizmente eles servem para algo. Não me entenda mal, eu consigo compreender perfeitamente os motivos do trio maravilha e não os julgo, contudo, os sete restantes nem dão uma satisfação e meio que precisamos deles para manter o clube ativo, então…
0
Comente!x

  — Não precisa se explicar, . — riu, concordando com a sua fala. A universidade tinha uma regra que para um grupo/clube funcionar, precisavam de no mínimo dez integrantes, e se contar com Yona, Sun e Min-ho, ainda faltariam três, já que a faculdade não considerava como membro oficial. — Infelizmente a nossa faculdade tem essa condição, no entanto, os outros geralmente não são tão inúteis assim… geralmente.
0
Comente!x

  — Geralmente, é… — Caíram na risada. — E por falar no festival, quer se encontrar que horas amanhã? Acho que não chegamos a decidir nada sobre e eu não queria postergar até quarta.
0
Comente!x

  — Nove e meia fica bom para você? — Assentiu. — Ótimo. Quer ir em alguma exposição ou museu? De lá podemos partir para um parque.
0
Comente!x

  — Podemos ir à uma exposição que fica em um museu, que tal? — perguntou toda animada, percebendo que também estava, a fazendo ficar mais animada ainda. — Muito bom ter alguém que eu possa compartilhar as coisas que eu gosto… Vamos indo? Já é quase uma da manhã e temos que acordar cedo.
0
Comente!x

  Os dois, por coincidência, moravam bem perto um do outro, então seguiram para suas casas conversando sobre a programação de amanhã, alegres por fazerem algo que ambos gostavam. A primeira residência era a do rapaz e a da frente era a de , o que tornava os amigos em vizinhos há mais ou menos cinco meses, que foi quando a garota se mudou. Eles pararam no portão de enquanto finalizavam os seus sorvetes e, por um impulso, quase levou seus dedos ao rosto da amiga para limpar o sorvete no canto da sua boca, mas parou na metade do caminho, voltando a si. o encarou confusa, porém, o achava uma graça de qualquer maneira, o deixando um pouco envergonhado.
0
Comente!x

  — Você pode continuar o que estava fazendo, . — Sorriu ao dar um passo em sua direção.
0
Comente!x

  — Ah, só um momento… — Ele procurou um lencinho em sua bolsa, logo limpando a sujeirinha. — Pronto.
0
Comente!x

  — Obrigada, presidente. Não sei o que faria se minha avó me visse toda suja de sorvete.
0
Comente!x

  — Aposto que ela falaria o quão desajeitada você é, né?
0
Comente!x

  — Pois é, mas cá entre nós, ela não está errada. — sempre foi muito posturada e com uma expressão mais fechada, mas aqueles que tinham intimidade com a mulher sabiam que ela era bem desajeitada e vivia quebrando as coisas, menos a sua câmera, obviamente. — Você também está sujo.
0
Comente!x

  — Aqui? — Passou o lencinho pela bochecha, sem achar o local certo.
0
Comente!x

  — Deixa que eu faço isso, sabe, retribuir o favor.
0
Comente!x

   deslizou o seu polegar pela bochecha do rapaz, limpando o restante do sorvete que estava, na verdade, também no canto da sua boca; ela levou o dedo a sua boca, saboreando o sabor do sorvete de e falou, com um sorrisinho satisfeito:
0
Comente!x

  — Você é realmente uma graça, presidente. — Abriu o portão, adentrando o seu quintal. — A propósito, eu comprei esse sorvete por conta dos pedaços de chocolate que vem e sei que adora chocolate. Mais cedo eu só estava sendo “modesta”, provavelmente por querer ver a sua reação. De qualquer maneira… boa noite, .
0
Comente!x

  O presidente ficou imóvel por um minuto até raciocinar o que havia acabado de ouvir, sem acreditar no que de fato havia escutado. Ele se deu por vencido e foi para a sua casa, mas sem antes dar uma espiadinha na casa de , a encontrando parada na porta o olhando. Ambos riram e deram um tchauzinho, fechando suas portas com sorrisos largos e seus corações quentinhos.
0
Comente!x


  N/A: eu amo soju de maçã verde 😩😩😩
  ele bem geladinho fica com o gostinho da bala lilith hihi
  esse casal tá bem docinho, do jeitinho que a autora gosta e a tendência é ficar ainda mais HAHAHAHAH eu amo romance, sabe. é bom demais <3
  Não se esqueçam de comentar!
  Até a próxima <3

Capítulo 3 – VERY NICE

  O relógio marcava nove e quinze quando finalmente se permitiu sair de casa. Ele estava pronto desde oito e meia por culpa da ansiedade, mas havia acordado uma hora antes, sem despertador e extremamente disposto. Não havia traços de que dormiu apenas por cinco horas e o seu cansaço se tornou inexistente, de modo que até ele mesmo estranhou, visto que a sua rotina era um tanto puxada. Por mais que não quisesse admitir, o motivo de toda a sua animação possuía nome e sobrenome, além de morar na casa à sua frente.
0
Comente!x

  Após se deitar pensando nas palavras de , demorou a pegar no sono por conta do seu coração que estava um tanto acelerado, e só de relembrar o sorriso que a garota havia dado a si, desmontava completamente. Ele não sabia quando, mas tinha plena noção de que o seu crush na sua amiga vinha de muito tempo, independente de perceber esse pequeno fato só agora.
0
Comente!x

  Ao chegar no portão da vizinha, não se assustou com ela saindo pelo mesmo, também devidamente arrumada para o encontro deles. suspirou fundo, repetindo para si que aquilo não era um encontro, e sim parte do projeto para o festival. Por mais que tenha falado o que falou, o presidente é do tipo de pessoa que precisava ter certeza absoluta de algo para poder acreditar 100%, então preferia se manter neutro em relação aos seus sentimentos, mesmo que falhasse.
0
Comente!x

  — Bom dia, . — sorriu, se juntando a ele na calçada. Assim como , ela também acordou bem cedo, ansiosa para o dia com o seu vizinho.
0
Comente!x

  — Muito bom dia, . — A mulher quase engasgou com a sua água ao ouvi-lo chamar o seu apelido, visto que, tirando , ninguém a chamava assim. Ainda mais tão… empolgado. — Vamos? Consegui os ingressos para o horário das dez.
0
Comente!x

   concordou com um murmúrio, se pondo a andar com a sua dupla. Diferente das outras vezes, os dois engataram uma conversa animada, compartilhando os seus achismos e pesquisas sobre a exposição.
0
Comente!x

📸🎥

  A exposição já chegava ao fim, mas tanto quanto aproveitavam cada minuto dela, fotografando várias partes para guardar de recordação. O tema era relacionado a natureza, e só de estar observando e analisando os quadros e fotografias trazia uma sensação de calmaria e tranquilidade para ambos. Eles gostavam bastante dessa temática, não é à toa que iriam a um parque depois do museu, e achavam o fato de terem não só isso, mas, muitas outras coisas em comum, incrível.
0
Comente!x

   saía em algumas fotos tiradas por , que faria questão de enviá-la após fazer a edição e vice-versa; os vizinhos se divertiram bastante e haviam separado umas fotografias para incluir no festival, julgando ser pertinente à temática que precisavam seguir. Já na próxima parada, optaram por comer em uma das barraquinhas por conta do horário, ansiosos para começarem a fotografar mais daquele cenário tão lindo e que esperaram desde a noite anterior. e só se afastavam quando queriam capturar momentos que eram em lados opostos, se reunindo rapidamente para mostrarem um ao outro as fotos tiradas, visivelmente contentes com o resultado.
0
Comente!x

  Eles só repararam que passou das cinco da tarde quando foram surpreendidos por uma forte chuva, os forçando a parar de fotografar e correr para procurar um abrigo. Como o parque era meio afastado da civilização, os dois encontraram apenas um casebre abandonado e adentraram o espaço sem pensar duas vezes, felizes por conseguirem escapar – mais ou menos – da chuva. Os amigos estavam ensopados, mas isso não pareceu incomodá-los, afinal, suas câmeras foram salvas e isso era o que importava.
0
Comente!x

  — Não sei se vai passar tão cedo — deu uma última olhada pela janela —, pelo menos podemos ficar aqui.
0
Comente!x

  — Não é como se esse lugar tivesse um dono — afirmou, analisando o ambiente —, e até que está bem cuidado, considerando que é abandonado.
0
Comente!x

  — Provavelmente alguém o mantém ou as pessoas que param aqui que nem nós tentam mantê-lo limpo durante suas estadias. — Deu de ombros e colocou a mochila em cima de um dos caixotes, pegando duas toalhas de rosto de dentro dela. — Quer uma?
0
Comente!x

  — Você trouxe toalhas? — perguntou com a sobrancelha arqueada, rindo em seguida. Ninguém mais pensaria em levar toalhas para um encontro que não era um encontro a não ser .
0
Comente!x

  — É sempre bom estar preparada para as eventualidades, presidente. — Rolou os olhos, soltando um risinho abafado.
0
Comente!x

  — Não posso julgá-la por isso, . — Concordou e se secou da melhor forma que dava, arrancando uma gostosa gargalhada da amiga. — O que?
0
Comente!x

  — Nada, só que é meio engraçado ver alguém de um e oitenta se secar com uma toalhinha desse tamanho. — Apontou para a própria.
0
Comente!x

  — Como sabe a minha altura? — questionou em um tom brincalhão, mas com uma pitadinha de curiosidade.
0
Comente!x

  — Você não sabe? — se aproximou, ficando a poucos centímetros do corpo do rapaz. — Eu faço parte do seu secreto fã-clube, . É assim que tenho todas as informações sobre você durante esses três anos.
0
Comente!x

  — Pfft. — O rapaz não se aguentou e começou a rir descontroladamente, tendo que apoiar uma de suas mãos no ombro da garota para manter o equilíbrio. Definitivamente não existia alguém que nem no mundo. — Devo me preocupar?
0
Comente!x

  — Nah, sou inofensiva. — Ela lhe deu uma piscadinha. — Mudando de assunto, conseguiu fotos para a exposição?
0
Comente!x

  — Sim, mas sinto que nenhuma delas é A foto… — Suspirou. O tema que escolheram realmente não era fácil, mas não sabia que seria tão difícil se sentir satisfeito com alguma de suas fotos. — Talvez eu consiga uma quando a chuva passar, já que acabei de lembrar que amanhã teremos que finalizar as organizações.
0
Comente!x

  — Merda… — jogou a cabeça para trás, esquecendo completamente de que o clube teria que passar o dia na faculdade para resolver as pendências e na quinta-feira revelariam as fotos para colocá-las na sala. — Não iremos para casa até termos A foto, presidente!
0
Comente!x

  — Você conseguiu a sua? Cadê? — achou a sua curiosidade uma graça, mas não lhe mostraria antes do evento, nem se implorasse.
0
Comente!x

  — Talvez? — respondeu vagamente, assobiando. — Por que não faço um book seu enquanto a chuva passa? Eu seria promovida a presidente do seu fã-clube!
0
Comente!x

  — É mais fácil eu fazer um seu, . — Deixou que ela mudasse o rumo da conversa, já que a mulher revelaria a sua foto quando quisesse.
0
Comente!x

  — Já que você insiste… — se afastou, fazendo uma pose engraçada e tampou a maior parte do seu rosto. — Pode soar estranho, mas eu gosto que tirem fotos minhas, mas não gosto de eu mesma fazer uma selfie ou de ser pega desprevenida… Acho que a questão toda é o meu rosto mesmo.
0
Comente!x

   tentou sorrir, mas simplesmente desistiu ao encarar , que tinha aquele olhar sereno de que a entendia muito bem. Ele continuava com a sua câmera preparada, pronto para quando a amiga estivesse se sentindo pronta; mais uma vez, o silêncio que surgiu entre eles era confortável o suficiente para que nenhuma outra palavra precisasse ser dita.
0
Comente!x

   caminhou na sua direção, parando novamente a poucos centímetros de distância e levou seus dedos para a testa do rapaz, logo penteando o seu cabelo para trás. permaneceu imóvel, dando total liberdade para continuar com sua ação enquanto a observava de perto, admirando cada mínimo detalhe seu. A mulher encontrou os olhos castanhos de e sorriu pequeno, pondo as suas mãos nas bochechas dele e segurou o seu rosto, o olhando de todos os ângulos. Ela sempre quis ter a visão de um sem óculos e com o cabelo penteado para trás, e agora que teve, chegou a mesma conclusão da noite anterior:
0
Comente!x

  — Você é realmente uma vista muito bonita, presidente.
0
Comente!x


  N/A: esse capítulo saiu do planejado conforme eu fui escrevendo, mas gostei de onde tá indo hehe
  queria ter colocado mais coisinhas da música, porém, como falei, o capítulo foi tomando o seu próprio rumo HAHAHAHAHA
  eu falei que a tendência desse casal seria ficar mais docinho ainda, e estamos caminhando para que cheguem a 100% de doçura e fofura \o/
  perdoem (ou não hehe) por ter terminado o capítulo assim, mas prometo que no próximo (ou no último… ou nos dois?) teremos refrescos hihi
  Até a próxima <3

Capítulo 4 – arco-íris & amor

  A última coisa que se lembra é de ter puxado a cintura de para si, selando os seus lábios quando já não havia mais distância que pudesse separá-los, se perdendo completamente na mulher. As suas línguas se moviam em sincronia, fazendo os dois saborearem um beijo tão doce quanto os sentimentos que nutriam um pelo outro, de modo que nem a falta de ar seria capaz de afastá-los por muito tempo. Logo se beijaram de novo e de novo, compartilhando da urgência que o toque um do outro causava e experienciando uma sensação diferente da que estavam acostumados, gostando do resultado. Os dois se afastaram só um pouquinho, sendo obrigados a recuperarem o ar, e se entreolharam, compartilhando apenas um sorriso e o silêncio.
0
Comente!x

  , pela primeira vez, sentiu todas as borboletas e os clichê que lhe contava de quando se apaixonou por . Para ela, os seus relacionamentos passados não valiam a pena por serem desinteressantes, mas no momento que pôde sentir toda a excitação ao mesmo tempo que sentiu uma calmaria, ela soube que estava apaixonada por . Na verdade, o crush a acompanhava por três anos, só que não imaginava que após todo esse tempo, se tornaria algo a mais.
0
Comente!x

  A garota queria que ele se tornasse algo a mais.
0
Comente!x

  — A chuva está passando — comentou ao desviar o olhar do dele, encarando um ponto específico do lado de fora.
0
Comente!x

  — Não sei se é uma coisa boa ou não… — disse baixinho, rindo junto com .
0
Comente!x

  — Aqui, põe os seus óculos. — A mulher lhe entregou rapidamente, apontando para o céu. — Vamos ver o arco-íris lá fora, !
0
Comente!x

  Antes de ser puxado para o lado externo, o presidente conseguiu pegar a sua câmera para poder fotografar o arco-íris, parando ainda na parte coberta do casebre. A chuva fraca continuava caindo, mas não pareceu se importar, já que foi correndo para perto de uma das árvores, querendo ficar o mais próxima possível do arco-íris.
0
Comente!x

   começou a fotografá-lo, e assim como no museu, sua amiga apareceu em várias das fotos, tornando esse momento em uma sessão de fotos de . se sentia sortudo por poder vê-la de inúmeros ângulos e com diferentes expressões que só ela tinha; ele estava tão imerso na beleza da mulher naquele cenário que nem percebeu que chegou mais perto, não se importando de ser fotografada. O rapaz prosseguiu com os cliques até que a garota sorriu para ele, um sorriso que carregava a felicidade e a calmaria que desfrutou ao beijá-la pela primeira vez, fazendo com que uma última captura fosse tirada antes de mover a câmera do seu rosto para observá-la com os seus olhos.
0
Comente!x

  Então era essa a leveza que comentou ao se apaixonar por , pensou. sempre disse ao amigo que o amor é para ser calmo e leve, e só ao experienciá-lo ele compreenderia melhor essa questão.
0
Comente!x

  Definitivamente, agora, entendia perfeitamente essa questão.
0
Comente!x

  — Presidente? — balançou a mão na frente da sua face, chamando sua atenção. — Thales mandou uma mensagem no grupo, aparentemente teremos que imprimir todas as fotos ainda hoje, então teremos que ir para a faculdade. Tudo bem?
0
Comente!x

  — Ah, sim — respondeu depois de longos segundos, voltando a realidade. — Vamos passar em casa?
0
Comente!x

  — Melhor, né? Mas meio que não temos tempo por causa da gráfica.
0
Comente!x

  — Então vamos pegar nossas coisas, aproveitar que a chuva estiou… ?
0
Comente!x

  — Eu não queria ir. — Fez um biquinho, descansando a cabeça no peito do rapaz.
0
Comente!x

  — Eu também não, . — a abraçou, também tristonho por ter que terminar o encontro deles tão cedo.
0
Comente!x

  — E a sua foto?
0
Comente!x

  — Não precisa se preocupar, vamos? — Sorriu pequeno.
0
Comente!x

   não insistiria em saber sobre a fotografia, mas ficou receosa de não conseguir uma única foto que gostasse tanto para o festival. Por fim, concordou com o amigo e retornou ao casebre para pegar suas mochilas e partir para a universidade.
0
Comente!x

📸🎥

  — A chuva pegou vocês?
0
Comente!x

   entregou uma nova toalha para a amiga, perguntando se ela não queria uma blusa emprestada. Ao contrário dos dois, o restante do grupo estava devidamente seco e abrigado, preparando as fotos para serem reveladas em breve. Sun e Min-ho organizavam os arquivos para enviar para a gráfica, já que não eram todas as fotos que eles conseguiam revelar na sala deles, e se sentou junto dos dois. logo separou as suas e enviou para Yona, que juntamente de Sun, correriam contra o tempo para chegarem na gráfica – por mais que o local fosse no próprio campus, por conta do festival, a gráfica estaria lotada.
0
Comente!x

  — Se quiserem ir embora, não tem problema. — direcionou a sua fala aos amigos. — Já estamos de saída também.
0
Comente!x

  — A última coisa que precisamos são dos nossos fotógrafos doentes.
0
Comente!x

  — Pois é, e tratem de se manterem aquecidos! — colocou as mãos na cintura, pronta para continuar com o seu “modo mãe” se não tivesse sido interrompida pela amiga, que colocou o indicador em seus lábios.
0
Comente!x

  — Nós iremos, . — Soltou um suspiro cansado. Quando a outra começava com os sermões, não parava por nada, nem se a chamasse.
0
Comente!x

  — Hum… — resmungou. — Se cuidem… casal.
0
Comente!x

   lhe deu o dedo do meio, mostrando que o seu sussurro não passou despercebido por ela. apenas coçou a nuca, sem saber muito o que fazer e logo ele e se despediram do pessoal, seguindo para suas casas. Em menos de meia hora ambos estavam em seus devidos portões, olhando um para o outro como dois adolescentes que se gostavam; simplesmente largou a mochila no chão e pulou em , que a segurou com firmeza enquanto se equilibrava e logo a garota grudou seus lábios nos dele, matando a saudade de sentir a boca de na sua. O beijo não foi tão demorado, mas o suficiente para que eles soubessem que no dia seguinte, ambos estariam juntos novamente.
0
Comente!x


  N/A: mais uma dose de açúcar, por favor?
  ELES SÃO UNS FOFOS MEU DEUS <3 sério, que casal gostosinho de escrever!
  O próximo capítulo é o último e prometo que será tão fofo quanto esse aqui.
  Não se esqueçam de comentar!
  Até a próxima <3

Capítulo 5 – the most beautiful thing

📸🎥

  Dois dias se passaram desde terça-feira. Para a alegria de uns e a tristeza de outros, o festival havia chegado com tudo, e todos já estavam a postos, preparados para fazer do evento o melhor do ano. Como a faculdade recebia visitantes – tanto familiares como amigos dos estudantes –, o local se encontrava bem cheio e com bastante pedidos de fotos, que eram atendidos pela equipe de fotografia. O clube se dividiu em dois: , , e Yona andavam pelo campus fotografando o evento e as pessoas, enquanto , Thales, Min-ho e Sun cuidavam da sala de exibição, fazendo o controle dos visitantes e os guiando pelas fotos. Os membros menos ativos fizeram um bom trabalho ao arrumarem e decorarem a sala, afinal, alguma coisa eles tinham que fazer, e não permitiria que eles fizessem de qualquer jeito. Os oito trocariam de turno em horários diferentes para que todos pudessem aproveitar o evento e dar um descanso para os fotógrafos de plantão, que por mais que amassem a fotografia, já se cansavam um pouco dos inúmeros pedidos.
0
Comente!x

  Apesar de acharem que conseguiriam, e não tiveram tanto tempo assim para ficarem juntos, mesmo morando a pouquíssimos passos de distância; quando precisava sair para a faculdade, estava resolvendo algo do trabalho e vice-versa, além de que, independentemente de estarem na mesma sala do clube, com os preparativos finais da exposição, mal ficavam no ambiente por mais de cinco minutos. Eles queriam – e muito – passar mais de alguns minutinhos na companhia um do outro, porém, possuíam plena noção de que isso só seria possível no final do evento e talvez nem desse por conta da exaustão. Em alguns momentos, os dois se esbarravam pelo campus, trocando sorrisinhos cúmplices rapidamente, logo voltando aos seus postos. Quando dava, tanto quanto tiravam fotos um do outro para guardar de memória, o que fazia ambos ficarem com os corações quentinhos ao verem a captura de seu amor. Eles queriam ter um tempinho para conversar sobre o relacionamento também, se iriam oficializar ou sairiam mais algumas vezes antes de firmar algo, mas como os dois têm a certeza de que estavam apaixonados, então meio que já tinham a ideia de namorarem em mente.
0
Comente!x

  E assim, alheios em seus próprios pensamentos, o evento foi acontecendo e quando perceberam, já se passava das três.
0
Comente!x

📸🎥

   trocou de turno com Yona, lhe dizendo para ir curtir um pouco do festival com Sun; a mulher só queria sentar um pouco e ter que pedir para os visitantes assinarem seus nomes no caderno não era tão cansativo quanto ficar em pé o dia inteiro. Ela gostava dessa movimentação, mas também precisava de uma folguinha, ainda mais que não tinha conseguido visitar a própria exibição.
0
Comente!x

  Após uns trinta minutos, Min-ho surgiu todo feliz com um Thales sorridente, e não era difícil perceber que estava rolando algo entre os dois, o que fez sorrir. Talvez, para o próximo ano, devessem colocar nos panfletos do clube que se você se tornar um membro, encontrará a pessoa amada em menos de uma semana. Isso a fez rir, pensando em como queria estar com agora, podendo observá-lo de pertinho e poder beijá-lo quantas vezes quisesse. soltou um grunhido baixinho, chamando a atenção de , que havia trocado de lugar com :
0
Comente!x

  — Cansada?
0
Comente!x

  — Muito. — Sorriu fraco.
0
Comente!x

  — Já deu uma olhada na exposição? O trio tirou várias fotos bonitas. — Deu uma olhada de relance nas fotografias. — Acho que você vai gostar.
0
Comente!x

  — Bom, em cinco é a minha folga, então… — Se despediu do amigo, já que para entrar na exposição, tinha que passar por uma cortina que dividia o espaço da sala.
0
Comente!x

   ficou extremamente satisfeita com o trabalho do clube. A garota podia sentir cada emoção que as fotos proporcionavam, e o conceito de “a coisa mais linda” foi capturado perfeitamente.
0
Comente!x

  Ela passou por alguma de suas fotos, chegando na mais especial: a de no museu, distraído enquanto observava os quadros expostos; aquele momento parecia ser até mágico, visto que para , nada mais importava se não fosse relacionado ao presidente que estava ali, na sua frente com a expressão mais serena de todas. Ela já tinha pensado e até falado para o próprio que ele era uma vista muito bonita, mas naquele segundo, a mulher teve a certeza – mais uma vez – de que era a coisa mais bonita que já havia visto. sorriu, porém, o seu sorriso se desfez assim que encontrou as fotos tiradas por .
0
Comente!x

  — Não é possível… — Tentou achar , mas lembrou da cortina e suspirou, sabendo que não conseguiria saber se o amigo sabia disso quando a incentivou a ver a exposição. — É claro que ele sabe, — respondeu a si mesma após pensar melhor, sem saber como reagir ao ver aquelas fotos.
0
Comente!x

  Algumas eram do início do parque, antes da chuva atrapalhá-los; sempre gostou da forma que fotografava, o modo como o rapaz retratava o cenário que encontrava era belo e único, uma das razões que a fez gostar dele logo de cara. Para , a fotografia era como a sua segunda pele, e ter alguém ao seu lado que pensava da mesma forma era simplesmente incrível. As fotos em formato de polaroide possuíam legendas, e por mais que soasse um tanto estranho, tinha certeza de que juntas, elas significavam algo. O seu achismo foi se concretizando ao chegar nas fotos em que ela aparecia, se reconhecendo rapidamente:
0
Comente!x

  — Por que parece que você está se declarando por meio de fotos, presidente? — murmurou baixinho, sentindo o coração acelerar.
0
Comente!x

  A sua questão em aparecer em fotos não era um problema, já que não gostava mesmo era de mostrar o seu rosto e em todas ele não aparecia, mas tudo caiu por terra ao reparar na última foto. Um misto de sentimentos cresceu no seu interior, contudo, para a sua surpresa, eram somente sentimentos bons e logo uma sensação gostosa percorreu o seu corpo, a fazendo ficar sem mais reação ainda. se lembra exatamente de ter pensado “que se foda, sair sorrindo em uma foto não vai me matar”, e foi dessa forma que surgiu a sua foto sorrindo com o arco-íris atrás. O que ela não esperava era que essa seria a escolhida por , e pensando bem, os dois se declararam por meio de fotografias.
0
Comente!x

  — “A vista mais bonita que eu já vi”, sério, presidente? O que eu faço com você?
0
Comente!x

   saiu da sala apressada, dando um tchauzinho para que a desejou boa sorte. Ela correu pelos corredores, indo ao exato lugar que sabia que encontraria , o vendo alheio até perceber a sua presença. Ele se levantou rapidamente, mas foi surpreendido por que pulou em seus braços novamente, como na terça-feira; o rapaz não entendeu muito bem, no entanto, a apertou contra o seu corpo, sentindo saudade dessa gostosa sensação que só a sua lhe proporcionava. Eles se entreolharam e reparou que as bochechas da mulher estavam coradas, o que o fez morrer de fofura por um momento, já que no outro, sentiu os lábios de contra os seus, iniciando um beijo ansiado por ambos. Não havia como negar que os dois estavam completamente apaixonados e demonstrariam de todas as formas possíveis, seja por meio de palavras, atos ou, principalmente, por fotografias.
0
Comente!x

  — ? — a chamou baixinho com a voz rouca e sorriu, a vendo com as bochechas coradas.
0
Comente!x

  — Não precisa falar — respondeu no mesmo tom, sorrindo de volta. — Já entendi o recado pelas fotos, .
0
Comente!x

  — Eu gosto muito de você. — Pausou. — E sinceramente, a legenda da foto não é da boca pra fora… Você é a vista mais bonita que eu já vi.
0
Comente!x

  A sua única resposta foi beijá-lo de novo e de novo, de modo que o fizesse entender que ela também gostava muito dele, mas, já sabia disso.
0
Comente!x

  Afinal, as fotos falavam mais alto do que as palavras.
0
Comente!x

Continua

  N/A: e essa belezinha aqui chegou ao fim!
  Acho que levei uns quatro/cinco dias para escrevê-la, sinceramente, eu tava empenhada em finalizá-la para começar a postar (por mais que eu tenha mandado pro site quando já tava com parte do capítulo 4 pronto). Eu tô muito na vibe de escrever fic com o Woo (quando que não tô, né? JSBDHSBJS) e como a long principal deve demorar um pouco ainda, acabei trazendo o meu chamego (e da Lelen) para esse universo de Campus Crush! Como já disse (acho hehehe), eles vão aparecer na outra long, então não precisam ficar com tanta saudade desse casal <3
  Eu amo romances, ainda mais romances assim, sem dramas e coisas para atrapalhar o casal hihihi eu adorei esses dois, mas acho que não trarei mais nada deles a não ser as participações em Campus Crush HSBAJSBAJHSJ
  Espero que tenham gostado do clube de fotografia! Não foi proposital, mas adorei que o clube acabou sendo só de casal (os membros inativos a gente não conta, mas vai que eles são tudo casal também, né hehe)
  Até a próxima <3

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lelen
Admin
7 meses atrás

Vou te perdoar por usar meu homi porque você lembra que ele é meu homi kkkk
E também porque aí é melhor pra mim, vou ter mais fics com Nunu pra ler HEHEHEHE (tenho que pensar assim pra não deixar meu lado killer aflorar HAOPSHAPOSOP)
Nunuzito + fotografia = perfeição <3
Tenho interesse nessa long que está por vir e tô morrendo com a participação do DK aqui kkkk

Ps: Thales, quem é você na fila do pão quando se tem Jeon Wonwoo? Perdão, moço, mas nem a menor chance tu tem u.u

Lelen
Admin
7 meses atrás

Ai, Nunu é muito princepezinho, né? <3
Ao contrário da Myla, eu AMO cantar no karaokê (e acho que não canto tão mal não kkkkk), inclusive, sdd ir brincar de idol em algum karaokê da vida 🥲
Eu puxaria Wonwoo pra fazer um dueto comigo, obviamente. E o DK. E depois os dois porque sou dessas mesmo HAHAHAHAHAH
Que bom que Thales não vai ficar de drama no rolê dos outros :B agora posso ser sua amiga HPOASDBNASOPDNASPODNAPSOD

Lelen
Admin
7 meses atrás

Gente, cês escolheram um tema muito… Subjetivo? Dizem por aí que a beleza está nos olhos de quem vê, né 👀
Definitivamente um Jeon Wonwoo no meio da paisagem faz a vista ficar linda de qualquer jeito.
Amo um romancezinho sem dramas e obstáculos no meio, quero mais ONASPODNASPODASMPD

Lelen
Admin
7 meses atrás

Ooown, novo casal quase oficialmente na área <3
Agora eu quero saber a história do DK e da Minny HEHEHHEHEHE
Bora ver como vai ficar o trabalho final desse clube lindinho *—*

Lelen
Admin
7 meses atrás

Ai, queria ter essa inspiração e vontade pra escrever uma fic rapidinha e com capítulos ;-;
Eu tô meio empacada por aqui kkkkkk
Mas entrando no comentário de fato: NUNU, VOCÊ É O QUE DEIXA ALGUMA COISA BONITA POR CAUSA DA SUA PRESENÇA, AMORZINHO <3
Tô muito curiosa pra ver a longfic e a participação dos dois casais já formados (e também ia gostar de ver o Thales e o Minho HEHEHEHEH), CHEGA LOGO, ANO QUE VEM!


You cannot copy content of this page

10
0
Would love your thoughts, please comment.x