Esta história pertence ao Projeto Quiz



Status

Loading

Avalie

Este texto foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui
Quiz #002
// O Tema
Qual atividade você fará após a pandemia?
// O Resultado
Criar uma fanfic FINALIZADA com o resultado do quiz.


https://www.tryinteract.com/share/quiz/6082485ff2d09d0017a18105

Esta história não possui capas prévias (:

Sem informações no momento.

Behind The Scenes – Best Friend

  Ele olhava para ela. Era o que vinha fazendo, mesmo sem perceber, fazia algum tempo. Ele dirigia o SUV pela estrada calma, estava no banco do carona, já que era o melhor como copiloto, embora o caminho fosse reto e mais nada. estava sentada no meio, entre e , e os três gargalhavam no banco de trás. não conseguia disfarçar o sorriso vendo toda aquela alegria.
0
Comente!x

  — Presta atenção na estrada… — murmurou em seu tom calmo, encarando o amigo de sobrancelha erguida.
0
Comente!x

  — Yah, ! — exclamou, projetando o corpo um pouco pra frente, dando tapinhas leves no braço do motorista. — Eu sou muito jovem pra morrer. Olhos na estrada! — Exclamou, fingindo um tom autoritário.
0
Comente!x

   até retrucaria, mas a atenção da moça já havia ido parar em e novamente, os dois falando em tons completamente empolgados. não tinha a menor chance de ser ouvido no meio daquilo tudo.
0
Comente!x

  Ele bem tentou manter os olhos na estrada como havia dito. Mas vez ou outra ele se via novamente encarando o retrovisor, mais precisamente para a moça miúda, que apesar de parecer à vontade, fazia um esforço quase imperceptível para não invadir o espaço dos companheiros ao seu lado, tentando se fazer menor do que era. . Era sempre ao encontro dela que seus olhos corriam. Ao menos nos últimos meses.
0
Comente!x

  — Beep, beep! Carro 1 chamando carro 2! — Uma voz pôde ser ouvida do walkie-talkie que estava sobre o console do carro, chamando a atenção de todos.
0
Comente!x

  — Bip, carro 1. — respondeu ao chamado.
0
Comente!x

  — disse que temos um bom ponto de parada a dois quilômetros. Vamos acampar! — A voz de Nari pôde ser ouvida em tom empolgado.
0
Comente!x

   não conseguiu refrear o impulso de olhar mais uma vez pelo retrovisor para ver a reação de . Ela fazia uma careta engraçada e um bico se formava em seus lábios enquanto comemorava animado e a cutucava tentando animá-la. soltou um risinho. não gostava muito da ideia de dormir ao ar livre, tinha pavor de certos insetos e geralmente era ela que os mosquitos escolhiam para perseguir.
0
Comente!x

  — Hoje a noite vai ser fresca, amiga, não vamos ter muitos problemas com pernilongos. — tentou confortar a amiga, que ainda tinha uma expressão desolada no rosto.
0
Comente!x

  — Vai ser divertido, ! Se anima! — exclamou dando cutucadas na amiga que reclamou ainda mais, o fazendo rir.
0
Comente!x

  O restante da viagem aconteceu com o grupo tentando argumentar com e convencê-la de que o acampamento seria uma experiência legal. Em poucos minutos o grupo chegou ao ponto que havia dito, era um local particular especialmente liberado para pessoas que gostariam da experiência de um acampamento.
0
Comente!x

  Depois de terem escolhido um bom ponto para se estabelecerem, a montagem das barracas começou com o grupo de homens e mulheres se dividindo entre esse trabalho e o de arrumarem as coisas necessárias para uma boa fogueira.
0
Comente!x

  Quando a noite caiu, o fogo já estava aceso e as barracas montadas.
0
Comente!x

  — Alguém se lembrou dos marshmallows? — Yumi perguntou aleatoriamente quando todos já tinham jantado e estavam ao redor da fogueira conversando.
0
Comente!x

  — Eu! — exclamou, o que foi uma surpresa para a maioria, já que a moça era muito mais de se lembrar dos salgados do que dos doces. — Temos uma fogueira, não podia faltar marshmallow. — Comentou, como se fosse óbvio.
0
Comente!x

  Após o pacote do doce ser passado de mão em mão entre os amigos, uma rodada de conversas aleatórias se iniciou.
0
Comente!x

  — Oppa! — ouviu a voz de exclamar, e reagir olhando em sua direção foi praticamente automático. — Aqui, experimenta esse chocolate quente que a fez! — A moça estendeu um copo descartável para o rapaz enquanto bebericava do seu próprio.
0
Comente!x

  — Hm, , isso tá muito bom! — exclamou do outro lado da fogueira, a expressão alegre de satisfação.
0
Comente!x

  — O que um pouco de álcool não faz… — murmurou, dando de ombros enquanto tomava seu chocolate também.
0
Comente!x

  A noite foi passando com certa rapidez e logo já estavam todos se dirigindo para suas barracas e sacos de dormir. ficou para trás, perto da fogueira, absorta em pensamentos. Ela tinha o olhar longe quando sentou-se ao seu lado, chamando sua atenção.
0
Comente!x

  — Me lembre de nunca mais reclamar de um acampamento. — Ela murmurou sem olhar para ele. — Essa paz toda e esse céu lindo valem a pena. — Concluiu, voltando os olhos para as estrelas. Apesar do frio, o céu estava limpo e estrelado.
0
Comente!x

  O sorriso que se formou nos lábios de fizeram se lembrar da expressão de uma criança encantada com alguma novidade, o que o fez rir baixinho.
0
Comente!x

  — Tá rindo de mim, oppa? — A moça desviou o olhar do céu para poder encarar o companheiro.
0
Comente!x

  — Você está parecendo uma criança que nunca viu o céu antes. — O rapaz murmurou com um sorriso de lado.
0
Comente!x

  — Oppa… Eu sou uma criança. — chegou mais perto e pegou uma coberta que estava jogada sobre o tronco que fazia as vezes de banco a frente da fogueira. — Nós dois sabemos muito bem disso. — Ela riu enquanto jogava a coberta sobre eles dois e entrelaçava seu braço com o dele.
0
Comente!x

  Os dois ficaram em silêncio daquele jeito enquanto encaravam a fogueira. Enquanto parecia perdida em seu próprio mundo, se pegou pensando em quando ele acabou percebendo que os sentimentos que tinha por ela haviam mudado.
0
Comente!x

  Eles tinham passado por um dia cheio e o havia chamado para fazerem uma sessão pipoca em seu apartamento. Os dois estavam perfeitamente aconchegados no sofá retrátil que para praticamente servia de cama dada sua baixa estatura.
0
Comente!x

  Estavam no meio de um filme de terror um pouco fraco quando percebeu que a amiga havia pegado no sono. Ele soltou um risinho vendo a tranquilidade na expressão de . Só ela seria capaz de dormir daquele jeito depois de assistir cenas perturbadoras de filmes de terror. E com um sorriso no rosto.
0
Comente!x

   desligou a televisão e só a luz da rua iluminava o interior do apartamento. Ele voltou a se deitar no sofá ao lado de e ficou encarando-a por um bom tempo. Ela havia dormido voltada para ele e ele agradeceu mentalmente por aquilo. não sabia por quanto tempo ficou daquele jeito até a moça soltar um resmungo qualquer e se virar para o outro lado, dando as costas para ele, se afastando um pouco.
0
Comente!x

  E foi naquele instante que ele realmente percebeu. Quando se aproximou mais daquela adormecida e passou os braços por sua cintura, a puxando para um abraço… Foi naquele instante que ele soube. Ele estava apaixonado.
0
Comente!x

   se lembrou do dia seguinte àquilo, de ter ficado extremamente embaraçado quando despertou com o encarando de forma divertida, os braços dele ainda estavam a certa proximidade do corpo dela.
0
Comente!x

  Ele pensou que ela questionaria o que havia acontecido. Mas apenas sorriu e agiu como se acordar daquela forma com ele fosse a coisa mais normal do mundo. Então ele não tentou se explicar.
0
Comente!x

  E também não tentou dizer o que achava que estava sentindo nenhuma outra vez.
0
Comente!x

  — Você está mais silencioso e pensativo do que de costume, oppa. — murmurou, os olhos grandes o encarando com curiosidade.
0
Comente!x

  — Só estou aproveitando a tranquilidade daqui. — Sorriu simples.
0
Comente!x

  — É por isso que você é meu melhor amigo, oppa. Nós podemos ficar em silêncio sem nos incomodar, você sabe quando eu preciso falar e sabe acompanhar o meu ritmo, seja ele lento ou frenético…
0
Comente!x

   não tinha certeza do resto que havia falado. Seu cérebro parou de processar tudo depois do “melhor amigo”.
0
Comente!x


  — WAAAAH! definitivamente sabe atuar! — exclamou depois de finalmente terem visto o MV alternativo de “Best Friend”.
0
Comente!x

  — Acho que todos nós ficamos muito bem nesse MV. — murmurou pensativa.
0
Comente!x

  — O único que teve que atuar de verdade ali foi o , . Todo o resto só teve que agir como sempre… — Nari comentou casualmente.
0
Comente!x

  — Agir como se nada estivesse acontecendo com dezenas de câmeras apontadas pra nossa cara requer habilidade, Nari. NÃO ESTRAGA MEU MOMENTO! — exclamou, jogando uma dobradura que havia feito na direção da companheira de banda enquanto riam.
0
Comente!x

  Aquele MV havia sido uma brincadeira em resposta às fanfics que o fandom do No Name, banda das meninas, e do BTOB estavam fazendo pela internet. Os dois grupos estavam participando de um programa ao estilo We Got Married, mas no qual o público escolhia de tempos em tempos quem ficaria com quem. O casal mais shippado do momento era e , e por causa daquilo eles decidiram fazer a brincadeira do MV.
0
Comente!x

  Naquele instante, a banda estava reunida em uma das diversas salas de reunião da agência do BTOB. Embora, em teoria, fossem ambos os grupos da mesma agência, a banda era cuidada por uma “ramificação” voltada mais para os lançamentos internacionais além da Coréia. E por aquela razão o No Name tinha uma variedade de nacionalidades e uma base de fãs muito maior em locais mais “ocidentais”.
0
Comente!x

  — Hm, o oppa é tão bom em atuar que engana bem nessa última cena. — Yumi murmurou, voltando um pouco no close que haviam dado na cena em que declara que era seu melhor amigo.
0
Comente!x

  — YAH! — Foi a única coisa que a baixista conseguiu ouvir antes de receber um pequeno empurrão. — Meu oppa. — A mais baixa do grupo reclamou, fazendo todas rirem.
0
Comente!x

  — Ei, que gritaria é essa? — apareceu na sala onde as quatro garotas estavam fazendo o react do novo videoclipe da banda.
0
Comente!x

  — Ah, Best Friend finalmente foi revelado? — apareceu também, observando a cena congelada no monitor de TV da sala.
0
Comente!x

  — Sim, estamos fazendo o react! — informou, apontando as câmeras individuais e geral posicionadas em direção a elas, às quais suas gravações futuramente formariam um único vídeo.
0
Comente!x

  — Vocês fizeram isso sem a gente?! — A voz de pôde ser ouvida de longe, e logo ele e também se juntaram ao grupo.
0
Comente!x

  — Vocês estavam demorando muito. — Nari resmungou. — Mas podemos ver de novo. Isso ficou maravilhoso!
0
Comente!x

  — É claro que ficou, eu que criei o plot! — exclamou, se vangloriando.
0
Comente!x

  — Ei, os atores também ajudam! — disse, puxando uma cadeira para mais perto da mesa e ficando no meio das integrantes do No Name.
0
Comente!x

  Depois de reverem o MV, as exclamações foram ainda maiores com os rapazes do BTOB junto.
0
Comente!x

  — O já tá acostumado a atuar. — murmurou quando a discussão tornou a reviver.
0
Comente!x

  — Eu nem sei como a aceitou o papel dela nesse MV. — Nari murmurou, erguendo a sobrancelha.
0
Comente!x

  — Ah, amiga, era o o principal, cê acha mesmo que ela ia aceitar qualquer uma de nós no lugar dela? — murmurou e a amiga riu, concordando.
0
Comente!x

  — Já disse: meu oppa. — murmurou, enganchando o braço no de que riu e os dois fizeram pose para a câmera individual da moça.
0
Comente!x

  — Hm. — Yumi deu de ombros. — Vocês até que são mesmo bonitinhos juntos. — Comentou pensativa.
0
Comente!x

  — É claro que somos, nós somos perfeitos! — exclamou.
0
Comente!x

  — Então por que não são um casal? — alfinetou.
0
Comente!x

   fez uma expressão séria e se virou para , que riu divertido.
0
Comente!x

  — Por que não somos um casal? — Ele ecoou a pergunta feita.
0
Comente!x

  — Por que não somos um casal? — replicou, erguendo a sobrancelha.
0
Comente!x

  — Acho que porque vocês dois são muito estranhos… — Nari murmurou fazendo uma careta engraçada, o que fez todos gargalharem e concordarem.
0
Comente!x

  Após terminarem de gravar o react conjunto, o grupo se subdividiu, já que cada um tinha uma programação a cumprir ainda. A banda ia se apresentar em um programa de entrevistas e estava a caminho da gravação do mesmo; já o BTOB precisava ensaiar para uma apresentação especial para os fãs que aconteceria dali poucos dias.
0
Comente!x

  — Oppa, o que acha de terminarmos de ver aquele filme de terror hoje à noite? — foi saltitando para o lado de , que se encaminhava em direção à porta da sala de reuniões com os outros membros do grupo.
0
Comente!x

  — Chego hoje às oito. — Ele informou, já concordando.
0
Comente!x

  — Ok, chego um pouco antes. Pedimos comida? Ou eu posso tentar cozinhar alguma coisa… — murmurou pensativa.
0
Comente!x

  — Se você estiver mesmo a fim de fazer algo, podemos cuidar da sobremesa. — sugeriu, recebendo uma exclamação animada da companheira.
0
Comente!x

  — Vocês parecem realmente um casal… — murmurou, parecendo um pouco assustado, enquanto fazia seu caminho para o hall do andar para chamar o elevador.
0
Comente!x

  — Não é o intuito do programa? — perguntou de sobrancelha erguida, mais para si mesma do que como resposta ao amigo.
0
Comente!x

  — Mas não estamos gravando agora… — Yumi murmurou, se intrometendo.
0
Comente!x

  — Não queremos perder o personagem! — A mais baixa piscou de forma marota para a amiga, que lançou um olhar de dúvida em resposta, mas deu de ombros e foi seguir o mesmo caminho de .
0
Comente!x

  — Meninas, o carro está esperando lá embaixo. — Um dos staffs informou rapidamente ao passar pela porta da saleta, recebendo exclamações em resposta.
0
Comente!x

  — Será que dá tempo de passar em uma livraria? — murmurou pensativa para si mesma.
0
Comente!x

  — Vamos logo, na volta podemos ver se conseguimos encontrar alguma aberta. — começou a puxar a amiga, que se deixou levar ao ouvir Yumi berrar um “o elevador já chegou!” do corredor.
0
Comente!x

  — Tchau, oppa! Nos vemos de noite! — exclamou já da porta, mandando um beijinho no ar para , que respondeu com uma piscada.
0
Comente!x

  — Vocês têm certeza de que não são realmente um casal? — murmurou um tanto confuso com aquela atuação toda.
0
Comente!x

  — Vocês definitivamente agem como um casal… — soltou, fazendo uma careta engraçada ao fazer a constatação.
0
Comente!x

  — Vamos, gente. Vamos nos atrasar. — ignorou os comentários e caminhou para fora da sala de reuniões.
0
Comente!x

  Quando chegou até a porta do elevador, apertou o botão; no entanto, estava inquieto demais para ficar esperando ali. Foi em direção às portas que davam para as escadas e resolveu ir por elas até as salas de ensaio. Quando fechou a porta atrás de si, suspirou, se desfazendo da pose de homem seguro e divertido. Aquela questão ecoando incessantemente em sua mente. Por que não somos um casal?
0
Comente!x

Fim

  Nota: Essa história foi a fanfic mais fanfic que eu escrevi nos últimos anos HAHAHAH Eu estou viciada em Kingdom – Legendary War e Lee Minhyuk está fazendo parte das fanfics que meu cérebro cria na maioria das vezes, então… É. HAHAH
  Pretendo fazer uma série de shorts pra continuar contando essa história, então me desejem sorte, criatividade e inspiração pra finalizar tudo.
  PS: O programa que os personagens estão participando foi baseado em um programa inventado por dona Natashia Kitamura para uma fanfic antiiiiga de CNBLUE que ia se chamar “Golden Couple”. Créditos à ela <3

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

You cannot copy content of this page

0
Would love your thoughts, please comment.x