Status

Loading

Avalie

Este texto foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui

Esta história não possui capas prévias (:

Sem curiosidades para essa história no momento!

3D

  — Um brinde à nossa amizade!
0
Comente!x

  O som dos copos batendo e as bebidas quase transbordando faziam com que as memórias do passado viessem à tona, quando éramos somente três adolescentes que compravam álcool com identidades falsas na cidade grande. Encarei os meus dois melhores amigos com um sorriso largo, feliz de estar reunida com eles após três anos e perceber que continuávamos os mesmos. Desde que me mudei por causa do trabalho, conseguirmos nos encontrar era quase impossível, ainda mais quando os dois seguiram carreiras no mundo da música e eram bem famosos. Sair com ambos era sinônimo de aparecer em alguma fofoca da mídia ou ser odiada por uma parcela de seus fãs, mas para a sorte deles – e a minha –, eu conhecia diversos lugares mais discretos, que quase nenhum paparazzi descobriria – o bônus de se trabalhar em uma agência de turismo.
0
Comente!x

  — O que faríamos sem você, ?
0
Comente!x

  — Nada, provavelmente — Dei de ombros, vendo as suas feições de ofendidos — Vocês têm sorte de me ter como amiga, sabia?
0
Comente!x

  — Sabemos — Responderam em uníssono, quase que de forma ensaiada, me fazendo rir.
0
Comente!x

  — Mas, nos conte as novidades! — perguntou enquanto pegava mais dois pedaços de carne, visivelmente feliz com a sua refeição. A churrascaria que estávamos foi um achado da época em que eu ainda trabalhava em Seul, então decidimos vir para cá por ser frequentada somente pelos seus moradores. — Por mais que troquemos mensagens, não é a mesma coisa do que conversar pessoalmente.
0
Comente!x

  — tem razão. Como está o trabalho, amizades, romances? — perguntou.
1
Comente!x

  — Bom, o trabalho é ótimo, minhas amizades continuam as mesmas e vocês deveriam saber que estou solteira há um ano — pedi ao garçom mais uma rodada de cerveja — Que péssimos amigos vocês são. Não leem as minhas mensagens, não?
2
Comente!x

  — Não nos culpe por pensar o contrário, . Você é muito bonita para não ter pelo menos alguém atrás de si — sorri brevemente com a fala de , o achando uma graça.
1
Comente!x

  — É assim que você ganha os corações alheios, né? — o olhei com os olhos semicerrados, suspeitando das suas palavras. Que o meu amigo era um conquistador eu já sabia, mas não imaginava que usaria o seu “charme” para cima de mim.
0
Comente!x

  — Eu juro que as minhas frases românticas só pertencem a você, meu bem — revirei os olhos com a sua fala, não acreditando nem um pouco.
1
Comente!x

  — Claro, e eu juro que acredito em você, . — se acabava de rir ao lado de , quase se engasgando com a comida. — E vocês? Algum romance?
0
Comente!x

  Sorri maliciosa ao observar suas feições, reparando que eles sempre agiam igual ao passado. O fato de ficarem quietos e oferecerem somente sorrisos tímidos fazia com que eu os provocasse mais, contudo, só por hoje eu daria uma folga aos meus amigos. Eles acham que me enganam, porém, eu sei que esses dois devem ter passado o rodo em metade das pessoas de Seul, e esse pensamento fez com que outros surgissem na minha mente, causando um arrepio em todo o meu corpo. Tomei mais um gole da cerveja, voltando a atenção para que comentava sobre o seu mais novo lançamento.
0
Comente!x

  — Eu realmente admiro vocês, sabia? Não é qualquer um que consegue manter o ritmo da vida que vocês levam, e sem contar os lançamentos atrás de lançamentos. E para ficar claro, eu dou stream para os dois todos os dias.
0
Comente!x

  — Assim fico emocionado, — Em forma de agradecimento, me deu uma de suas carnes.
0
Comente!x

  — Se vocês estão realmente agradecidos… — passei o meu indicador na beirada do copo, evitando os seus olhares — Por que não me apresentam a algum de seus amigos?
0
Comente!x

  Assisti os dois quase engasgarem com suas bebidas, incrédulos com o meu pedido. Tudo não passava de uma provocação barata, mas vê-los caírem como dois patinhos era extremamente engraçado.
0
Comente!x

  — Vocês sempre caem nessa, né? — Não contive a risada — Até parece que gostam de mim e não querem compartilhar.
1
Comente!x

  — Mas nós gostamos, respondeu prontamente.
1
Comente!x

  — Eu sei, e eu também gosto de vocês.
0
Comente!x

  Sorri para mascarar o meu desapontamento, mudando de assunto em seguida. Engatamos em uma conversa sobre a época do ensino médio e fofocamos sobre as vidas alheias, aproveitando para colocar tudo em dia.
0
Comente!x

*

  As horas passaram tão rápido que nem percebemos que o relógio marcava meia noite, e, para completar, caía meio mundo lá fora. Pensamos em algumas possibilidades para irmos embora, mas todas pareciam inviáveis por conta da chuva, e como última alternativa, sugeri o lugar que eu estava ficando:
0
Comente!x

  — A casa que eu aluguei não é muito longe daqui…. — Ponderei — Acho que se formos correndo, chegamos em menos de cinco minutos.
0
Comente!x

  — É melhor do que ficarmos ilhados, certo? — e me entregaram os seus celulares e carteiras para eu guardar na minha bolsa — Daqui a pouco o dono do lugar expulsará nós três.
0
Comente!x

  — Concordo — deu uma última olhada na rua antes de nos chamar — Creio que ninguém vá nos reconhecer com esse temporal, e pelo menos teremos um abrigo até amanhecer.
0
Comente!x

  — Sigam-me os bons!
0
Comente!x

  Comecei a correr assim que coloquei os pés na calçada, sendo seguida pelos rapazes. O trajeto foi cheio de risadas e gritos de incentivo, e por ser em uma ladeira, demoramos mais do que o normal, já que não conseguíamos manter a seriedade por um segundo sequer.
0
Comente!x

  — Estamos salvos! — Anunciei ao abrir a porta, dando espaço para os dois.
0
Comente!x

  — E ensopados! — complementou.
0
Comente!x

  — Sejam bem-vindos ao meu humilde temporário lar. Infelizmente, só temos um banheiro, mas tenho uma secadora próxima a cozinha e roupões. Deixarei as peças para vocês na bancada do banheiro, assim que saírem do banho, podem pôr suas roupas para secar. Um de vocês quer ir primeiro ou preferem compartilhar o momento a três?
0
Comente!x

  — Pode ir primeiro, meu bem — e riram da minha inocente proposta, logo se encaminhando para a parte da secadora.
1
Comente!x

  — Agradeço o cavalheirismo, meus caros amigos — Corri para o banheiro, tentando molhar o menos possível da casa — Tem toalha no armário de cima da máquina!
0
Comente!x

  Apesar da chuva, o clima estava muito abafado, só me restando tomar uma ducha gelada. Fiquei um tempinho debaixo d’água tentando não deixar alguns pensamentos intrusivos tomarem conta de mim, e decidi ignorar o diabinho no meu ombro, que só me dava as piores ideias.
0
Comente!x

*

  — Às vezes eu esqueço o quão luxuosa você é quando se trata de conforto.
0
Comente!x

   apareceu no quarto, sentando na cama; assim que terminei o banho, avisei para eles e vim para o local, a fim de já deixar o aquecedor ligado e arrumar as coisas para ambos dormirem. De fato, a casa era espaçosa e moderna, e talvez fosse um pouco demais para apenas uma pessoa. Contudo, eu sempre prezei pelo conforto, então se isso significasse gastar a mais para ter um ambiente excelente para a minha estadia, eu gastaria sem problemas.
0
Comente!x

  — Essa é uma das menos luxuosas que já aluguei — Dei de ombros, me juntando a ele na cama — E você fala como se a sua casa não fosse o triplo dessa daqui, né?
0
Comente!x

  — Quer conhecê-la? — Perguntou tranquilamente.
0
Comente!x

  — Quem sabe? Talvez eu acabe morando nela e te expulse de lá — Lhe dei a língua.
0
Comente!x

  — Se for você, tudo bem. Não me importo de dormir na calçada— sorriu pequeno ao perceber que minhas bochechas ficaram coradas.
1
Comente!x

  — Já estão se divertindo sem mim? — apareceu na porta, logo se jogando no meu lado.
0
Comente!x

  — Nunca, — Ele deitou a cabeça no meu ombro — Somos conhecidos como os três mosqueteiros pelo simples fato de não fazermos nada separados quando estamos juntos pessoalmente.
1
Comente!x

  — Nós nunca te trairíamos, se virou para poder encarar o amigo.
0
Comente!x

  — Assim fico emocionado…. — O rapaz também se ajeitou para poder olhar eu e — Tem dias que eu sinto saudade da simplicidade que era a nossa vida na adolescência. Nós vivíamos grudados pra cima e pra baixo, correndo pelos parques e nos metendo em encrenca.
0
Comente!x

  — Não se esqueça que eu quase apanhei por acharem que eu namorava vocês enquanto vocês tinham namoradas, viu?
0
Comente!x

  — Por que está falando como se você não tivesse caído na porrada com aquelas meninas? — arqueou uma sobrancelha e eu suspirei pesadamente. Ele tinha um ponto.
0
Comente!x

  — Talvez seja pra vocês sentirem pena de mim? — Sorri travessa — Sério, quantas vezes não acharam que a gente namorava? Por esse motivo eu quase apanhei, mas elas mereceram os tapas, me chamaram de vagabunda de graça. Não é culpa minha que vocês não desmentiam os rumores enquanto estavam com elas.
1
Comente!x

  — Se você não lembra, nós também apanhamos — passou a mão na bochecha, relembrando o tapa — Meu rosto dói até hoje.
1
Comente!x

  — Nem fala — grunhiu baixinho —, a minha ex era lutadora de judô. Acho que fiquei com dor nas costelas por dois meses.
0
Comente!x

  — No entanto, foi bem-feito pra ambos. Eu era a única que desmentia os boatos, era óbvio que as garotas ficariam putas com os comentários alheios. Afinal, por que vocês não desmentiam?
1
Comente!x

  Naquela época eu não me importei de saber o motivo, ainda mais quando estava sendo “perseguida” por um grupo de garotas que agiam como um fã clube dos meus melhores amigos. Era nítido que essas mesmas meninas espalharam as mentiras para as namoradas deles virem pra cima de mim, contudo, depois da briga – que saí vitoriosa –, nunca mais escutamos algo sobre eu namorar com os dois ao mesmo tempo. Inclusive, eu e suas ex até viramos amigas após um tempo.
0
Comente!x

  — Nós nunca ligamos, na verdade — e se entreolharam, sorrindo.
0
Comente!x

  — Como assim?
0
Comente!x

  — O importante para a gente sempre foi você, então pouco nos importava se achavam que você era a nossa namorada. Até gostávamos disso…. — Não tive oportunidade de responder, já que foi mais rápido e prosseguiu com a explicação — Mas, quando rolou a briga, percebemos que você estava sendo afetada e assumimos a responsabilidade que tínhamos que ter tido antes. Por isso ninguém não falou mais nada posteriormente.
1
Comente!x

  — Vocês eram uns idiotas — Revirei os olhos — Sorte de vocês que para mim a única coisa que importava era a nossa amizade, contudo, isso não anula o fato de eu quase ter apanhado por causa dos dois. Pelo menos as meninas ensinaram uma lição a ambos… — Desviei de seus olhares, prosseguindo: — Mas não é como se eu pudesse culpá-los completamente. Se lembram do meu namoradinho do terceiro ano?
0
Comente!x

  — Um dos mais cobiçados e que se apaixonou por você?
0
Comente!x

  — Sendo sincera, ele só queria me comer — Comentei — Enfim, esse mesmo. Sabe a razão de não termos dado certo? — Negaram, visivelmente curiosos — De acordo com ele, eu era “apaixonada” por vocês dois, e ele não queria fazer parte disso.
1
Comente!x

  — Isso não faz sentido — estava prestes a xingar o nosso ex-colega de classe quando o interrompi com o meu dedo indicador na sua boca.
0
Comente!x

  — Bom, Yejun não estava totalmente errado. Teve um dia que fomos a uma festa de um de seus amigos e ficamos bêbados. Decidimos nos juntar ao grupinho que brincava do jogo da garrafa, e com todos ali com álcool na mente, as perguntas eram as mais viajadas possíveis. E de acordo com Yejun, todas as minhas respostas eram relacionadas a vocês.
0
Comente!x

  — Faz sentindo, já que crescemos juntos e….
0
Comente!x

  — Perguntaram de quem eu gostava romanticamente, e eu simplesmente respondi o nome de vocês. Essa é a única coisa que eu me lembro desse jogo, por isso não pude contestar Yejun quando ele quis terminar. Foi aí que eu percebi que gostava de vocês dois.
0
Comente!x

  O silêncio foi a única resposta para o momento. Os três estavam completamente sóbrios, talvez seja por isso que optamos em não falar nada enquanto o outro digeria as informações. Eu, e éramos inseparáveis, os melhores amigos que alguém podia ter. Mas, mais do que isso, nada importava mais para nós do que o nosso grupo, e eles sempre estiveram comigo em todas as situações dos meus vinte e cinco anos. Mesmo que eu nunca tenha assumido isso antes, eu sempre gostei deles. Provavelmente desde que entramos na adolescência, contudo, eu não arriscaria a nossa amizade e os nossos futuros planos com isso. Entretanto, três anos longe dos dois pareceu uma eternidade, e essa conversa que tivemos reviveu tudo aquilo que eu senti com dezessete anos. Por mais que não vá dar em nada, poder assumir essa questão era de certa forma, libertador.
1
Comente!x

  — Se você tivesse dito antes nos pouparia tanta dor de cabeça, — Encarei honestamente confusa, sem entender o que queria dizer.
0
Comente!x

  — Nós passamos anos tentando descobrir de quem você gostava, e no final, era de nós dois — falou — Isso é um alívio.
0
Comente!x

  — Falem a minha língua, por favor — pedi ao tentar desfazer o nó que suas palavras deram na minha cabeça, todavia, sem sucesso.
0
Comente!x

  — Basicamente, pensávamos que se você gostasse somente de um de nós, isso meio que abalaria a nossa amizade, já que nós dois sempre gostamos de você também. Por isso é um alívio, não queríamos ter que competir por você, e não é como se fôssemos realmente, pois nossa amizade é mais importante, de qualquer maneira.
0
Comente!x

  — Vocês gostavam de mim? — Questionei ao compreender a sua fala, me sentindo surpresa com essa descoberta.
0
Comente!x

  — Nós gostamos. — corrigiu.
1
Comente!x

  — Mas que porra… — Joguei a cabeça pra trás sem acreditar no que acabei de ouvir. Definitivamente eu deveria estar sonhando.
0
Comente!x

  — Agora, queremos saber se você gosta da gente também, .
0
Comente!x

  Voltei a minha atenção a ambos, percebendo o quão perigosamente perto estavam do meu rosto. Escutar que os meus melhores amigos gostam de mim por todo esse tempo está no topo da lista de coisas mais improváveis que se pode acontecer, e o fato deles estarem aguardando a minha resposta tão ansiosos fazia parecer mais irreal ainda.
0
Comente!x

  — As minhas “brincadeiras” de mais cedo não responde isso não? — Sorri para ambos, passando os meus dedos pelo braço de cada um, até chegar em suas bocas, as quais contornei devagar.
0
Comente!x

  — Será? — segurou a minha mão e beijou a ponta dos meus dedos, olhando diretamente para mim. — Por que não nos mostra?
0
Comente!x

  Mordi o meu lábio inferior ao escutar a sua pergunta, sentindo o meu corpo todo se arrepiar quando colocou a sua mão no meu pescoço e sorriu antes de selar nossos lábios, logo aprofundando o beijo. Sua língua explorava a minha como se estivesse em abstinência, como se fosse a coisa mais gostosa que já teve o prazer de experimentar, e não precisou de muito para que eu fosse parar em seu colo sem quebrar o beijo, a fim de diminuirmos ainda mais a distância de nossos corpos. não me dava trégua alguma, se deliciando ao chupar e morder o meu lábio até que decidiu descer a sua boca para o meu pescoço, brincando com toda a área. Provavelmente as marcas ficariam evidentes, e com toda a certeza ele fazia isso porque sabia que eu gostava, apesar de não falar abertamente. A minha blusa voou para alguma parte do quarto, e assim que me viu livre da peça, o homem sorriu satisfeito e me afastou o suficiente para que pudesse passar a sua língua lentamente no meu mamilo, me fazendo soltar um gemido baixo. À medida que lambia um, os seus dedos apertavam o outro, provocando uma sensação extremamente gostosa em mim, me deixando com mais tesão. Com uma das minhas mãos, enrolei o seus cabelos e pressionei a sua boca contra o meu seio, sentindo a forte mordida na região; puxei as suas mechas o fazendo olhar para mim, visivelmente satisfeito com os meus gemidos para si, e ao tentar beijá-lo, ele não permitiu, voltando a sua atenção para o meu outro seio, se deliciando da mesma forma de antes. Olhei de relance para , percebendo que observava tudo, mas, principalmente, o seu olhar estava o tempo todo em mim, o que me fez sorrir maliciosa.
0
Comente!x

  — Você não vai participar, ?
1
Comente!x

  Ele umedeceu os lábios de uma forma que eu achei muito sexy, e a minha vontade de beijá-lo só aumentava conforme o homem se aproximava, e assim que a sua boca roçou na minha, eu tive a certeza de que perdi a minha sanidade. fez questão de passar a sua língua pelo meu lábio inferior, sorrindo ao reparar em como eu reagi com o seu toque. Satisfeito, ele me beijou com tanta vontade que eu precisei usar a minha mão livre para segurar em seu ombro, já que usava as suas para outras coisas. O seu beijo tinha gosto de cereja, tão gostoso quanto a sua língua se entrelaçando com a minha, e quando percebi, o meu corpo estava inclinado para si, dando abertura o suficiente para se livrar do short do meu pijama. Aproveitei a oportunidade para abraçar , me acomodando perfeitamente entre as suas pernas e o vi arfar quando mordi a sua boca. O olhei enquanto recuperávamos o fôlego, selando os nossos lábios rapidamente antes de descer os beijos molhados pelo seu pescoço, indo em direção a sua barriga; desamarrei o nó do roupão, ganhando uma visão privilegiada de todo o seu corpo e sorri, chegando à conclusão de que o meu melhor amigo é um dos homens mais gostosos desse mundo. Desci a boca para suas coxas, traçando um caminho até chegar no seu membro, lambendo toda a extensão antes de tocar a cabeça do seu pau com a ponta da minha língua, o vendo estremecer com a minha ação. Ao mesmo tempo que eu o chupava, se acomodou atrás de mim, aproveitando a minha posição para afastar a minha calcinha e poder se deliciar com o meu clitóris que pulsava por atenção.
0
Comente!x

  — Você deve estar adorando cada minuto disso, . Só de vê-la tão molhada me faz querer prolongar o seu sofrimento por mais tempo… O que acha, ?
0
Comente!x

  — Por que não? Portanto que a nossa esteja se divertindo… — Ele segurou o meu cabelo e eu levei o meu olhar para si — Você está gostando, meu bem?
0
Comente!x

  Eu poderia mandar os dois pro inferno, mas eu e o meu corpo estávamos amando cada segundo daquilo. Parei de chupar somente para olhar tanto pra si quanto para , assentindo prontamente.
0
Comente!x

  — Porra apertou forte minhas coxas, as afastando —, essa é a visão do paraíso.
0
Comente!x

  Ouvi-lo falar assim de mim causava uma certa excitação que eu nem sabia que existia, e não demorou para eu sentir a sua língua entrar em contato com a minha buceta, a movimentando tão devagar que era difícil me concentrar em qualquer outra coisa. Voltei a minha atenção para o pau de , seguindo o ritmo dos movimentos de para não perder o foco, e logo começamos a aumentar a velocidade, e mais uma vez eu tive a certeza de que não havia sanidade restante em mim.
0
Comente!x

  Nem tinha como ter, sinceramente.
0
Comente!x

  Aos poucos eu sentia o meu corpo ser preenchido com uma sensação excepcional e as minhas pernas já se encontravam fracas ao chegar no orgasmo. Aparentemente, me assistir receber tanto prazer causou o mesmo em , que atingiu o seu clímax junto comigo, e no momento que terminei de engolir a sua porra, ele me puxou para um beijo, onde me perdi completamente. Eu poderia passar horas e horas beijando os meus melhores amigos que não me cansaria nem um pouco.
0
Comente!x

   me virou para ele, tendo a sua vez de selar os nossos lábios profundamente e sorriu, mordiscando a carne; seus dedos passeavam pelo meu corpo, e eu decidi descer os meus até o seu pau, o envolvendo com a minha mão sem quebrar o beijo. me segurou pela cintura, me posicionando em cima do seu membro que voltava a ficar ereto conforme eu rebolava em cima dele, e sem perder o contato com os dois homens, continuei com os movimentos quase sincronizados até que senti deslizar para dentro da minha buceta, o que me fez gemer tão alto contra a boca de que pude vê-lo sorrir mais uma vez antes de voltar a me beijar. A cada estocada eu sentia como se os portões do céu tivessem sido abertos para mim, e definitivamente esse sexo era a prova de que sim, o paraíso existia.
1
Comente!x

  — Por que não deixa ver o quanto você está gostando de ser comida por ele, ? Estou sendo bonzinho o bastante para compartilhar essa cena com o nosso amigo, você deveria fazer o mesmo…. Mas antes, o que acha de usarmos isso aqui?
0
Comente!x

  Não fiquei surpresa em ver um dos meus vibradores em sua mão, e muito menos ao vê-lo surgir com outro em seguida. Provavelmente ele viu a caixa que eu tinha recebido mais cedo na bancada da cozinha, e não posso culpá-lo por ter dado uma espiada, se fosse o contrário eu também daria. diminuiu o ritmo ao perceber que eu olhava para si, ficando completamente perdido do meu olhar; não sei se era por eu estar de quatro, porém, os dois tinham a mesma feição que demonstrava o quão sedentos estavam por mim, e eu não pude deixar de morder o meu lábio inferior, imaginando a bela cena que seria quando eu usasse os vibradores neles.
0
Comente!x

  — , por favor…. Mais forte.
0
Comente!x

  O homem atendeu o meu pedido sem delongas, voltando a meter com mais força e fazendo com que eu gemesse o seu nome diversas vezes. assistia tudo de perto, adorando o fato de poder usar um dos vibradores em mim, e mais do que nunca, eu sentia como se o meu corpo fosse explodir em êxtase, não importava o quanto eu tentasse prolongar a chegada de mais um orgasmo.
0
Comente!x

  — Nossa, , foi incrível como sempre — me puxou para si, beijando a minha maçã do rosto.
1
Comente!x

  — Não acha que está roubando ela de mim, não? — me afastou do outro, me abraçando por trás.
0
Comente!x

  — Sério que vocês vão ficar desse jeito? — Revirei os olhos, me desvencilhando dos braços do rapaz antes que falasse mais alguma coisa. — Boa sorte com a discussão de vocês.
0
Comente!x

  Saí do quarto em meio aos resmungos, sem me importar com o que tinham a dizer. Alonguei o meu corpo brevemente, tendo noção de que quando acordasse, eu estaria toda dolorida, mas não é como se eu não quisesse mais um round. Eu queria, no entanto, esse seria um tanto diferente, e eu podia sentir a excitação voltar só em imaginar a cena, quase salivando de tesão. Coloquei um dos roupões por cima da lingerie de duas peças que vesti, a qual era tão fina e rendada que seria um pecado ser rasgada, porém, esse era o seu propósito, e peguei a caixa do balcão, retornando para o quarto. Encarei os meus melhores amigos com toalhas em cima de suas pernas e conversando alguma aleatoriedade, parando somente ao perceberem minha presença no ambiente. Eles me olharam curiosos e logo reparou na caixa, a reconhecendo:
0
Comente!x

  — Essa é a caixa que peguei os vibradores — Apontou para o papelão, me observando colocá-lo na mesinha ao lado da cama.
0
Comente!x

  — Acredito que não tenha visto tudo que veio? — o vi concordar.
0
Comente!x

  — É bastante coisa — mexeu em alguns brinquedos, os analisando —, você comprou?
0
Comente!x

  — Nope, uma das clientes VIPs da agência é dona de um sexy shop e quando soube que eu viria para Seul, quis me presentear pelo “meu trabalho duro” — respondi simplesmente — Pensei que podíamos experimentar, tem brinquedos aqui que nunca usei.
0
Comente!x

  — Por mim, tudo bem — disse.
0
Comente!x

  — Idem — me mostrou um vibrador — Pra que serve esse?
0
Comente!x

  — Esse, na verdade, é uma capa peniana com pequenos vibradores e que funciona com controle sem fio. Querem testar?
0
Comente!x

  Ambos assentiram e eu sorri, extremamente satisfeita com as suas escolhas, já que casava totalmente com a minha ideia inicial. Higienizei as capas antes de introduzir o pênis de cada um dentro delas, e assim que terminei, peguei os controles, vendo que não era difícil de utilizar.
0
Comente!x

  — Tudo bem se acrescentarmos mais… detalhes? — A minha cliente havia me enviado muitos produtos, tantos que levaria um bom tempo para experimentar todos.
0
Comente!x

  — Sem problemas, meu bem — e concordaram mais uma vez.
0
Comente!x

  Procurei os vibradores menores, passando uma fita neles para prender nos mamilos dos rapazes e prendi os seus pulsos com as algemas, o que certamente os deixou excitados.
0
Comente!x

  — Vocês nem escondem, né? — Sentei na poltrona em frente a cama, cruzando as pernas — Nem liguei os vibradores e os seus amigos já estão pulsando… Se vocês se comportarem direitinho, quem sabe eu não dou um prêmio para vocês?
0
Comente!x

  Apertei os botões em sincronia, iniciando as vibrações na frequência mais fraca; de primeira, os dois estavam se acostumando com as sensações, então decidi aumentar a velocidade aos poucos caso quisessem parar. Mas, para a minha surpresa, os seus gemidos iam surgindo gradativamente, como se tivessem perdido a vergonha e se entregassem para o prazer que sentiam. Assistir os dois prestes a gozarem e chamando o meu nome no meio de seus gemidos era, definitivamente, uma das cenas mais gostosas que eu já tive o prazer de presenciar, e receber os seus olhares sedentos para que eu os ajudasse fazia com que a minha buceta ficasse mais molhada do que já se encontrava.
0
Comente!x

  — Por que não compartilham comigo como estão se sentindo? — Sorri despretensiosa.
0
Comente!x

  — Você é má, falou com dificuldade enquanto seu membro ficava ereto novamente por culpa do vibrador.
0
Comente!x

  — E vai me dizer que não gosta? — Segurei o seu queixo e passei a língua pelo seu lábio inferior, o vendo arfar mais ainda.
0
Comente!x

  — Meu bem? — me chamou.
0
Comente!x

  — Sim? — Fiz questão de colar meus lábios na sua orelha, mordiscando a pele.
0
Comente!x

  — Por favor, eu quero parar de gozar tanto… — O seu olhar sedento quase fez o meu coração errar uma batida.
0
Comente!x

  — Vocês querem parar? — Apesar da sua fala, negou, prestes a atingir mais um orgasmo. não ficou para trás, e por mais que eu quisesse continuar, o meu clitóris pulsava tanto que provavelmente eu chegaria ao clímax só de observá-los. — Para a primeira vez, vocês foram ótimos. Mas… olhem a bagunça que fizeram. Parece que se divertiram bastante.
0
Comente!x

  As capas ficaram cheias de porra, e assim que as tirei, o líquido escorreu para o lençol, contudo, não é como se a cama não estivesse molhada anteriormente. Após beberem água, os meus amigos se viraram para mim, prontos para mais um round. Tirei o roupão sem delongas, mostrando o “prêmio” que havia comentado e logo me vi entre os dois, sentindo os seus membros contra o meu corpo. Sorri travessa com as suas ações, e enquanto eu me sentava no colo de , me acomodando no seu pau, puxei para os meus braços, beijando sua boca com urgência. Seus dedos escorregaram para o meu clitóris e começaram a se movimentar sem problemas, apesar de ter que se adequar ao ritmo das estocadas de . Me apoiei em , gemendo tão alto que nem percebi que os homens gemiam comigo, e depois de algumas trocas de posições e parceiro, chegamos a mais um orgasmo.
0
Comente!x

  Eu já havia perdido a noção da hora, só sabia que estava amanhecendo quando decidimos tomar um banho e limpar o lençol e as camisinhas do chão. Joguei o meu corpo na cama, completamente sem forças para fazer qualquer outra coisa e fui acompanhada pelos meus melhores amigos, que deitaram um em cada lado da cama e me abraçaram, preparados para dormir.
0
Comente!x

  Compartilhamos um sorriso que se transformou em uma gostosa gargalhada, ainda sem acreditar no que fizemos durante toda a madrugada.
0
Comente!x

  Definitivamente seria algo a ser relembrado, e quem sabe, não faríamos novamente no próximo reencontro.
1
Comente!x

Fim

  N/A: confesso que a fic não foi baseada na música inicialmente, mas depois até achei que combinou um pouco JSNDNZJSNSND eu quis usar esse título por serem 3 amigos e estarem juntos pessoalmente etc
  Tive essa ideia meio que do nada, e como o JK e o Gyu são amigos, pensei “e se eu fizer uma fic com os dois” e tcharam, aqui está 🤭
  Eu não sou de escrever restritas, e como essa é a segunda em um intervalo de uma semana, acho que agora só ano que vem kkkkkkkkkkkkk
  Caso queiram ler a outra, ela se chama fantasize {K-Pop, Seventeen, Restrita, Finalizada} ☺️
  Espero que gostem desse presente 😚 o aniversário é meu, mas quem ganha são vocês hihi
  Até a próxima <3

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
25 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — tem razão. Como está o trabalho, amizades, romances? — perguntou." Read more »

Vou fingir que não senti que a pergunta veio com segunda intenção, pq é dessa forma que eu quero que seja (com 2ª intenção)

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Bom, o trabalho é ótimo, minhas amizades continuam as mesmas e vocês deveriam saber que estou solteira há um…" Read more »

PÉSSIMOS amigos. Como me deixaram na mão por 1 ano?

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Bom, o trabalho é ótimo, minhas amizades continuam as mesmas e vocês deveriam saber que estou solteira há um…" Read more »

A pergunta que não quer calar é: ok, estou solteira, mas estou na seca também?

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Não nos culpe por pensar o contrário, . Você é muito bonita para não ter pelo menos alguém atrás…" Read more »

Não vem com ladainha pra cima de mim não, Kim Mingyu.

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Eu juro que as minhas frases românticas só pertencem a você, meu bem — revirei os olhos com a…" Read more »

Abusado

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Vocês sempre caem nessa, né? — Não contive a risada — Até parece que gostam de mim e não…" Read more »

Como assim “sempre caem”? Pergunta totalmente pertinente. Eles são do 97 line, tem várias opções TOP de amigos disponíveis

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Mas nós gostamos, — respondeu prontamente." Read more »

Mas e o sobre não querer me compartilhar? (o mais importante)

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Pode ir primeiro, meu bem — e riram da minha inocente proposta, logo se encaminhando para a parte da…" Read more »

Bah, seu bobão. A brincadeira foi feita com seriedade, po

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Se for você, tudo bem. Não me importo de dormir na calçada— sorriu pequeno ao perceber que minhas bochechas…" Read more »

Pra quê, se podemos dividir a cama?

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Nunca, — Ele deitou a cabeça no meu ombro — Somos conhecidos como os três mosqueteiros pelo simples fato…" Read more »

Nossa, é isso. Jamais colocaria você depois do JK USAIHSAISAHUI você é a prioridade, grandão

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Talvez seja pra vocês sentirem pena de mim? — Sorri travessa — Sério, quantas vezes não acharam que a…" Read more »

O importante de uma briga não é apanhar. É dar uma surra nos outros

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Se você não lembra, nós também apanhamos — passou a mão na bochecha, relembrando o tapa — Meu rosto…" Read more »

Quem foi que bateu na cara desse precioso? Vou lá dar uns belos tabefes!

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — No entanto, foi bem-feito pra ambos. Eu era a única que desmentia os boatos, era óbvio que as garotas…" Read more »

Dois bundões

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — O importante para a gente sempre foi você, então pouco nos importava se achavam que você era a nossa…" Read more »

AHTA, vocês são gringos por acaso? Não sabem como funciona o sistema k-pop?

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Sendo sincera, ele só queria me comer — Comentei — Enfim, esse mesmo. Sabe a razão de não termos…" Read more »

Ahhh… perdeu uma boa oportunidade de uma suruba com 2 caras gostosos e eu, moço

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Nós gostamos. — corrigiu." Read more »

fiquei sem ar

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Você não vai participar, ?" Read more »

A PERGUNTA DE MILHOES

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
   me virou para ele, tendo a sua vez de selar os nossos lábios profundamente e sorriu, mordiscando a carne;…" Read more »

no meio desses dois, como não pensar em paraíso?

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  — Nossa, , foi incrível como sempre — me puxou para si, beijando a minha maçã do rosto." Read more »

como sempre será, você quer dizer, né. o jogo não acabou aqui não

Natashia Kitamura
Admin
8 meses atrás
  Definitivamente seria algo a ser relembrado, e quem sabe, não faríamos novamente no próximo reencontro." Read more »

Hahahahaha já to com a roupa (lingerie) de ir!

Ray Dias
Ray Dias
8 meses atrás

Alguém chama o Samu? Eu vim ler sem qualquer pretensão de sair de maca, mas minha deusa, o que foi isso? Uma restrita dessas não tem como esquecer. Nossa, sem palavras!

Ray Dias
Ray Dias
8 meses atrás
Reply to  Liv

gostei não. AMEI.

Indy
Indy
6 meses atrás
  O silêncio foi a única resposta para o momento. Os três estavam completamente sóbrios, talvez seja por isso que optamos…" Read more »

admitiu mais rápido do que eu esperava, assim que eu gosto


You cannot copy content of this page

25
0
Would love your thoughts, please comment.x