Li Santos
Visite o Perfil

Status

Loading

Avalie

Este texto não foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui

Esta história não possui capas prévias (:

Sem curiosidades para essa história no momento!

MICROCOSM

Capítulo 31 – Planets Align

  Janeiro de 2019

  Cinco anos se passaram, a família segue feliz, fortalecida e unida.
0
Comente!x

  Bem, nem tão unida assim. Mas, vamos explicar brevemente o que ocorreu para que possam entender. Algumas semanas após a reconciliação de e , a mulher descobriu a gravidez de seu terceiro filho, no qual nomeou Akira em homenagem ao seu pai – que aliás ficou bastante lisonjeado com a homenagem da filha. Hoje, o garotinho está com 5 anos, tem cabelos pretos iguais aos do pai quando mais novo, os fios caindo em seus olhos em uma vasta franja. Sayuri, a filha do meio, completou 7 anos, continua uma criança alegre e sonhadora com seus longos cabelos e uma franja arrumadinha em cima de seus olhos. Meiga e gentil com todos, Sayuri não consegue ver os defeitos das pessoas, pelo menos não costuma falar para elas sobre. A garotinha gosta de coisas que combinam com a personalidade dela. Por isso que seu quarto é inteiramente rosa, cheio de pelúcias de unicórnios e outros bichinhos adoráveis aos olhos da pequena . Sua grande paixão – e orgulho – é ter ganho do padrinho um conjunto de cama cheio de nuvens estampadas nas cores azul e rosa. Além, claro, de uma almofada em formato de nuvem sorridente. A cara da Sayuri. Já o filho mais velho do casal, Fuyuki, completou 8 anos, cortou os cabelos recentemente e os usa para cima com um topete na frente. O garoto, ao contrário do que era aos 4 anos, tornou-se mais frio, calado e às vezes inexpressivo. Fissurado por astronomia, Fuyuki decorou seu quarto com tudo do tema. Miniaturas de planetas, luminárias que simulam a Lua, roupa de cama da galáxia, mini telescópios e lunetas para observar as estrelas à noite. Ele ainda frequenta o ensino fundamental, uma série à frente de sua irmã, mas já se interessa por matérias da área da Física e Astronomia e até algumas biológicas.
0
Comente!x

  Bom, a parte onde a família não está unida em sua totalidade se dá pelos irmãos Fuyuki e Sayuri. Ambos vivem em pé de guerra, discutindo por qualquer coisa e, por vezes, brigando fisicamente. Isso reflete nos pais dos dois. , 38 anos e mais duas tatuagens de tulipa, tenta se manter passiva e não tomar nenhum lado, ninguém está certo ou errado no momento da briga. Os dois filhos recebem o castigo adequado. O mesmo não ocorre com . O homem, que completou 40 anos, em quase todas as brigas entre os filhos, toma o lado de Sayuri como o certo pelo fato dela ser mais nova.
0
Comente!x

  Na cabeça do guitarrista, ele tem uma dívida com a filha.
0
Comente!x

  Quando Sayuri nasceu, não acompanhou seu nascimento, com isso ele tenta compensar essa “falta” mimando-a de todas as formas. O problema é que ele acaba negligenciando, ainda que sem consciência, o filho mais velho. Quando Fuyuki era pequeno não percebia essa diferença de tratamento do pai, mas hoje ele percebe. E isso o magoa. Consequentemente, essa diferença de tratamento o afasta do pai, não porque faça propositalmente, mas porque Fuyuki não quer mais. Mais novo, ele adorava o pai e tudo que lhe lembrava o mais velho. Hoje, já não faz diferença pro maduro Fuyuki.
0
Comente!x

OFF
Ainda ocorrem cenas eventuais onde Fuyuki deixa sua armadura, criada por ele mesmo, cair brevemente para ser fofo com o pai, o chamando de papai. Mas, dura poucos minutos e logo ele volta a chamar apenas de pai.

  “Mas, e a relação entre Fuyuki e seu irmão mais novo, o Akira?”
0
Comente!x

  Vide o relato da raiva incontida do mais velho sobre a irmã, podem achar que o mesmo ocorre com o mais novo. Mas não. Fuyuki não tem raiva de Akira justamente por ele ser apenas uma criança de 5 anos, inocente. Aos olhos de Fuyuki, seu pai foi “roubado” pela Sayuri e isso o enfurece internamente. Intensamente.
0
Comente!x

  A grande novidade na família é que o casal segue com os preparativos para seu casamento. Isso mesmo, eles irão se casar novamente. A ideia é realizar uma nova cerimônia para comemorar os 8 anos de casados com direito a Akira entregar as alianças. O pequeno está bem animado com a função no casamento dos pais e não fala de outra coisa na escolinha com os amiguinhos e professoras.
0
Comente!x

  Hoje é terça-feira, Sayuri está em seu quarto sentada em frente a sua mesa de estudos, haverá uma prova importante amanhã e ela precisa estudar. Sayuri não é uma má aluna, bem comportada, estudiosa, tira boas notas, mas essa matéria é a sua perdição. Definitivamente ela odeia História.
0
Comente!x

  — Não acredito que você falou aquilo pra ele, Sayuri!
0
Comente!x

  Fuyuki invade o quarto da irmã, arreganhando a porta que estava encostada e assustando a garota. Sua expressão irritada a assusta ainda mais.
0
Comente!x

  — De quem está falando? — indaga ela, o lápis parado no ar ainda em sua mão e o olhar arregalado virado para o irmão.
0
Comente!x

  — Kenji Sato! — ele diz, simplesmente, e Sayuri levanta-se rapidamente da cadeira ainda mais assustada.
0
Comente!x

  — Co-Como soube? — a menina larga o lápis no chão e aproxima-se do irmão.
0
Comente!x

  — Aposto que foi o idiota quem espalhou por toda a escola, sua tonta.
0
Comente!x

  — Não fala assim comigo! — briga.
0
Comente!x

  — Não estou mentindo, sua tonta! — rebate o mais velho, dando um passo à frente e ficando mais perto da irmã. — Você sabe que o Kenji é um idiota e como ele se age com garotas como você.
0
Comente!x

  — O que quer dizer? — Sayuri sente o coração acelerar erroneamente.
0
Comente!x

  — Ele não gosta de você, só quer sua ajuda pra passar de ano. Só a baka nika que não enxerga — baka nika refere-se a “estúpida”.
0
Comente!x

  — Cala a boca! Sai do meu quarto!
0
Comente!x

  Sayuri o empurra para fora e sente algumas lágrimas escorrerem pelo seu rosto. Kenji Saito é um garoto da mesma turma que ela, mais um ano mais velho, por quem Sayuri é apaixonada. Claro que é uma paixão de criança. Kenji é o tópico garoto popular entre as garotinhas do colégio e se aproveita de sua singela fama para conseguir coisas delas. De Sayuri, ele pediu um trabalho que vale boa parte da nota do semestre, o professor deu tempo para todos fazerem um bom trabalho, três meses é o suficiente. Mas, Kenji não quer perder esse tempo, por isso pediu para Sayuri, que ele sabe ser gamada nele, para fazer o trabalho dele. Agora, a pequena filha de está presa tendo que construir dois trabalhos de História: a matéria que ela mais odeia.
0
Comente!x

  Fuyuki vê a irmã deixar o quarto, ainda chorando, e vai atrás dela. As portas dos cômodos ficam de frente uma para outra, o que facilita as provocações por parte de ambos. Sayuri chega à cozinha discutindo com o irmão. Lá, encontram o restante da família.
0
Comente!x

  — Hey, hey, mas o que está havendo agora?! — grita para que consiga ser ouvido pelos filhos. Ele está ajudando a esposa a preparar o jantar.
0
Comente!x

  — O Fuyuki, papai! — expõe Sayuri.
0
Comente!x

  — Eu? Não tenho culpa se você é burra, garota tonta! — rebate o garoto, furioso, e arrepende-se de ter xingado a irmã na frente do pai.
0
Comente!x

  — Como disse, Fuyuki? — deixa os legumes sobre a pia, enxuga as mãos no avental que usa e vai até o filho. — Repete.
0
Comente!x

  Poucas vezes na vida Fuyuki sentiu medo, porém toda vez que seu pai falava com aparente calma pra ele, o garoto tremia.
0
Comente!x

  — se aproxima do marido, tentando apaziguar. — Ele não quis dizer isso, não é, filho? — o olhar da mãe também o assustava às vezes.
0
Comente!x

  — Si-Sim — gagueja, engolindo a resposta desaforada que tinha para dar.
0
Comente!x

  — Por que estavam brigando?
0
Comente!x

  — Porque o Fuyuki é um chato! Ele foi ao meu quarto me atrapalhar, eu estava estudando — Sayuri emburra a feição, cruzando os braços.
0
Comente!x

  — Já disse pra não fazer isso, não disse, Fuyuki? — volta sua postura irritada com o filho. Postura essa que reacende a raiva do menor.
0
Comente!x

  — A Sayuri é uma mimada! — grita o garoto, de repente. — Culpa sua, pai!
0
Comente!x

  — Não fala assim com seu pai, Fuyuki! — se intromete, já farta das brigas entre os filhos e o marido.
0
Comente!x

  — Mas é verdade, mamãe!
0
Comente!x

  — Fale direito comigo, Fuyuki — exige , dando um passo à frente. Sua raiva só está aumentando.
0
Comente!x

  — Você mima tanto a Sayuri que ela virou uma boke! — xinga o garoto, raivoso.
0
Comente!x

  — Você sabe o que acabou de dizer, moleque?! — boke é usado para se referir a alguém, pejorativamente, insinuando que a pessoa tem raciocínio lento.
0
Comente!x

  — Eu falo como quiser! Você não manda em mim! — volta a gritar, peitando o pai, o mais velho se enfurece, pensa em fazer algo que se arrependeria, mas apenas berra com o filho.
0
Comente!x

  — Vai… vai pro seu quarto agora! ordena.
0
Comente!x

  Se arrependimento matasse, certamente teria caído duro sem vida no chão. Ele não queria gritar em seu filho, nunca fez isso com nenhum deles e não seria agora que começaria. Mas, a raiva pelas brigas dos filhos atrelada aos preparativos do casamento com e, ainda mais, a produção do novo CD da Flow estão tirando horas de sono e a paciência dele. O cansaço quase sempre o vence, o apagando em qualquer canto confortável ou não. Porém, por vezes, a raiva explode. Só dessa vez gostaria que ele estivesse apenas com sono.
0
Comente!x

  Fuyuki prende o choro e sobe as escadas até seu quarto, batendo a porta com muita força após entrar. Desde o episódio com Hayato, quando ainda tinha 4 anos, onde o homem o ameaçou, que o garoto não consegue demonstrar mais seus sentimentos, por medo de ser julgado como chorão e fraco. Pelo menos ele evita fazer, preferindo guardar tudo para momentos como esse onde ele está sentado no carpete em frente a cama, abraçando os joelhos e chorando baixinho para não ser ouvido.
0
Comente!x

  Talvez seja por isso que ele brigue tanto com a irmã, por ela ser emotiva demais, acaba chorando por pequenas coisas e é vista como boba e fraca. Fuyuki não quer ser taxado assim e, muito menos, que rotulem sua irmã dessa forma.
0
Comente!x

  De um jeito idiota, Fuyuki quer proteger a irmã.
0
Comente!x

  Duas semanas depois…

  Hoje é o casamento de e .
0
Comente!x

  A cerimônia é para comemorar os cinco anos de casados e os muitos que estão juntos. Todas as dificuldades que passaram, os meses separados que quase os matou de saudade, os momentos felizes e tristes. Tudo isso faz parte da vida deles em família e, para o casal, tudo era importante e merecia uma comemoração. Após a briga com o filho mais velho, o guitarrista da Flow pediu desculpas ao Fuyuki por ter gritado com ele, por ter se exaltado como ele nunca havia feito anteriormente. O menino não disse nada, apenas assentindo para o pai. às vezes queria que o filho não fosse dessa forma. Se lembra quando Fuyuki era pequeno e se aconchegava em seu colo, contando as coisas que tinha feito durante o tempo em que estava longe do pai. Ele se abria mais, confessava suas inquietações. Agora Fuyuki é fechado, sério e mal demonstra carinho pela mãe, com quem ainda fala uma coisa ou outra.
0
Comente!x

  Pra não dizer que ele não fala com ninguém de seu ciclo familiar, Fuyuki e seu padrinho tem uma relação de unha e carne.
0
Comente!x

  Em meio a todo o clima controverso vivido pelo casal , hoje é um dia especial. Ver o pequeno Akira carregar a almofadinha com as novas alianças está sendo um momento único em suas vidas. Até mesmo as risadas dadas por todos ao ver o pequeno correr do meio do caminho até o altar e cair derrubando as alianças no chão. Sorte que o padrinho estava em alerta e correu para acudir o pequeno.
0
Comente!x

  A cerimônia segue seu ritmo normal até o momento do beijo que sela a união entre e .
0
Comente!x

  Fevereiro de 2019

  Alguns meses se passaram e tudo parece igual.
0
Comente!x

  Igual por se tratar das mesmas pessoas e também pelas circunstâncias vividas atualmente após o casamento de e . O casal principal ainda tenta lidar com as brigas, cada vez mais frequentes, dos filhos mais velhos. e ainda vivem conflitos com o pai da mulher tentando influenciar na criação de sua neta Asuna. Os únicos que possuem novidades são o casal e . E esse é o assunto da conversa de agora.
0
Comente!x

  — Ainda estou impressionado — solta que está sentado ao lado de sua esposa no sofá do camarim.
0
Comente!x

  — Ih, vai começar… — prevê imaginando o que o irmão falaria.
0
Comente!x

  — O que foi dessa vez ? — indaga .
0
Comente!x

  — Você é tão distraído, cara, ainda não sei como conseguiu engravidar a .
0
Comente!x

  — Baby! Pelo amor de Deus! — diz , espantada e segurando o próprio riso.
0
Comente!x

   está grávida de sete meses, é a primeira filha do casal e se chamará Saki (flor de açúcar). Desde que conheci o amigo que brinca com o fato de ser meio, digamos, distraído. Os outros amigos, que estão reunidos no camarim de um grande festival em Tóquio.
0
Comente!x

  — , por favor — alerta o irmão mais velho, rindo da fala do mais novo.
0
Comente!x

  — Quando ele se concentra, faz coisas incríveis — revela , deixando o marido vermelho de vergonha.
0
Comente!x

  — Wow!!! — exclamam todos.
  — Meu Deus, estou imaginando! — diz com uma expressão de nojo com a imagem que lhe veio à mente. — Amor, me salva, me dá um beijo! — ele puxa para si, dando um beijo nos lábios da esposa. — Ufa, parei de imaginar!
0
Comente!x

  — Seu besta! — dá risada com a bobeira do marido.
0
Comente!x

  — Suas desculpas pra beijar a estão cada dia mais criativas, cara — comenta Iwasaki ainda rindo.
0
Comente!x

  — É meu jeitinho! — com uma piscadela, gargalha após e abraça a esposa.
0
Comente!x

   segue envergonhado com o comentário de , mas não pode negar sua distração e muito menos a parte de que quando se concentra consegue realizar coisas incríveis. Vide a satisfação de com o marido, ela realmente não tem o que reclamar dele.
0
Comente!x

  Talvez a toalha molhada em cima da cama, mas isso é só um detalhe.
0
Comente!x

   volta sua atenção para os filhos, que estão no camarim com os outros, pouco antes de subir ao palco para o início da apresentação da Flow, e os vê conversando. Fuyuki e Sayuri estão lado a lado na poltrona, ambos com a feição de vergonha, tímidos por estarem perto um do outro. O mais velho não consegue ouvir as palavras proferidas pelos filhos, mas imagina que estejam se acertando, se alinhando com dois planetas em seu universo.
0
Comente!x

  Mas, o que não sabe é que as brigas estão apenas começando e que assim como um eclipse o alinhamento é temporário.
0
Comente!x

Continua

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lelen
Admin
2 meses atrás

Primeiramente: TAVA COM SAUDADE DA HISTÓRIA <3
Agora sobre a att: eu aqui imaginando que essas crianças já tavam adolescentes pelo jeito que tavam agindo, mas tão só na “adolescência da infância” kkkk quero nem ver quando estiverem mesmo na “aborrescência” (mas espero que até lá a situação já esteja resolvida k)
E assim, o Fuyuki não tá errado quando diz que o pai mima a irmã 😂😂😂 Take, compense de outras formas, sim? Ah, e o que os olhos não veem, o coração não sente, né? A Sayuri nem iria sentir tanto assim, contanto que você seja um pai presente e amoroso, ela não ia ficar toda complexada se soubesse que o pai não estava presente no momento do parto… Mas essa sou eu e meus achismos kkkk
E EU MORRI DE RIR COM A PARTE DO KEIGO E DA SAORI, SENHOR AMADOOOO KKKKKK ele continua sendo meu favorito <3
Fiquei com medinho dessa última frase do capítulo, tô preocupada kkkkk

Li Santos
Li Santos
2 meses atrás
Reply to  Lelen

EU TB TAVAAA
e sim, as crianças ja tão beeeeem agindo feito adolescente, imagina na idade certa?? Coitado do casal Asakawa haahhaha
Seu achismo ta certo hahah tb acho isso, mas Take-san é meio exagerado e quis compensar essa falta do jeito mais intenso: mimando a filha.
Keigo sendo um fofo since ever 💕🥹
Prevejo brigas…. 🫣🫣


You cannot copy content of this page

2
0
Would love your thoughts, please comment.x