Status

Loading

Avalie

Este texto não foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui

Esta história não possui capas prévias (:

Sem curiosidades para essa história no momento!

Inevitável

Centésimo Capítulo – Who are you

  Ela ajeitou as últimas coisas dentro de uma caixa e então segurou a mesma com certa dificuldade.
0
Comente!x

  Por sorte o novo parceiro de trabalho passava por lá e então a ajudou com a caixa. Os dois foram conversando até a nova sala de . Agora ela tinha uma sala, e uma equipe. Uma equipe pequena de 3 auxiliares, mas era uma equipe. havia sonhado com aquele cargo desde que começara a trabalhar no escritório, e batalhou por ele com unhas e dentes.
0
Comente!x

  Ela estava feliz por ter conseguido a promoção, mas ainda sim era como se algo faltasse dentro dela e a felicidade não fosse plena… o novo colega, ou melhor subordinado, colocou a grande caixa sobre a mesa de e então eles sorriram um para o outro.
0
Comente!x

  -Seja bem vinda a sua nova sala ! Bom, se você precisar de mim para qualquer coisa, já sabe onde me encontrar!
0
Comente!x

  O moreno piscou para ela antes de fechar a porta e deixar sozinha. Ela observou a decoração minimalista do lugar pintado de cinza e então passou a mão pela própria mesa. O coração dela palpitava em ansiedade.
0
Comente!x

  Ajeitou suas coisas por lá e então o chefe a chamou até sua sala, lá dentro os dois conversaram bastante sobre a nova função de no escritório, o chefe disse para ela que a achava completamente capaz de assumir o cargo, questionou se a mesma precisaria de um treinamento antes de começar de fato na função e muito segura de si informou ao chefe que não precisaria, que daria conta do recado.
0
Comente!x

  Depois que ela voltou para sua nova sala e então foi conferir os e-mails antigos e novos. Ela ainda precisava repassar algumas coisas que ficaram pendentes de sua antiga função para a pessoa que ficaria em seu lugar, e então assim o fez.
0
Comente!x

  Resolveu recusar a carona dos colegas de trabalho e ir andando até o metrô, no caminho ela passou pela praça do “atropelamento”, onde conheceu V… os olhos marejaram e então ela apertou o passo para não sofrer ainda mais com as memórias indesejadas. Pegou o metrô no sufoco, o mesmo estava lotado como sempre e quando ela chegou em casa, sentiu falta de . Checou o celular e então viu que a amiga havia mandado mensagem informando que dormiria na casa do namorado.
0
Comente!x

   sorriu achando bonitinho demais a amiga e Suga e ficou em paz. A amiga e ela já não moravam mais juntas, mas vivia avisando as coisas para , como se as duas ainda vivessem juntas.
0
Comente!x

  Depois ela resolveu ligar para os pais para contar da promoção e ficou falando com eles até tarde da noite. Tomou um banho e comeu um lanche qualquer e então foi dormir com o coração mais tranquilo depois de conversar com eles.
0
Comente!x

  Acordou um pouco sonolenta e então depois de escovar os dentes ela foi preparar o café: simplesmente não funcionava de manhã sem pelo menos dois copos de café. Depois de comer e tomar seu bendito café ela foi trabalhar um pouco. A empresa não havia pedido, e ela não precisava, apenas queria adiantar algumas coisas da nova função.
0
Comente!x

  Quando estava se aproximando do almoço, ligou para ela para a parabenizar de forma mais calorosa e então as duas conversaram um pouco sobre a promoção antes de fazer o convite:
0
Comente!x

  “Amiga, o Suga vai organizar um jantar lá na casa dele para a gente comemorar sua promoção! E ele mandou te falar que não aceita um não como resposta tá bom?”
0
Comente!x

   sorriu com o gesto dos amigos, sorriu de forma genuína. Ela não vinha saindo muito de casa desde que voltaram do acampamento, estava tentando ajeitar as coisas dentro de si mesma, estava tentando se reconectar e encontrar um novo caminho então estava mais caseira e mais focada na carreira. Mas aceitaria o convite dos amigos.
0
Comente!x

  Enquanto isso, Suga convidava Taehyung para o jantar, a desculpa que ele deu para o convite? Que o jantar era para eles aprofundarem a amizade, que Suga gostava muito dele e estava aprendendo a demonstrar seus sentimentos agora com , que apreciava a companhia dele e então porque não jantarem juntos para estreitar os laços? V ficou extremamente honrado e feliz com o convite de Suga, já que ele sabia que o homem era um tanto quanto fechado e tinha certa dificuldade de se abrir para o novo. Ele confirmou a presença e ainda saiu para comprar uma garrafa de vinho para levar ao jantar.
0
Comente!x

  Perto do horário ele mandou uma mensagem para a irmã que estava em um plantão avisando que iria jantar na casa de Suga e pediu que ela desse notícias, já que faria uma dobra e não voltaria para casa. Pegou o vinho na geladeira, fechou toda a casa e então saiu.
0
Comente!x

  Quando Taehyung chegou no condomínio do amigo, ligou para ele para avisar que já estava lá. também havia acabado de chegar dentro do apartamento quando V ligou.
0
Comente!x

  - Meu outro convidado da noite chegou também! Vou descer lá para buscar ele, fiquem a vontade ai meninas! Eu já venho!
0
Comente!x

  Suga selou demoradamente os lábios de e então saiu do apartamento deixando as duas amigas sozinhas. O coração de , ansioso, acelerou dentro do peito com medo da reação dos amigos: tanto de quanto a de Taehyung. E se o moreno se recusasse a permanecer no jantar? Aquilo certamente despedaçaria ainda mais o coração já machucado da melhor amiga.
0
Comente!x

  Suga e V se cumprimentaram com um aperto de mãos e V tinha um sorriso brilhante nos lábios. Suga esperava que aquele sorriso continuasse nos lábios do amigo quando ele subisse para o apartamento dele e encontrasse lá. O que Suga infelizmente no fundo, sabia que não aconteceria. Mas esperava que V entendesse que ele e estavam tentando ajudar os dois a se resolverem.
0
Comente!x

  - Obrigada pelo convite! – V disse enquanto os dois entravam no elevador –
0
Comente!x

  - Imagina! Eu só espero que você não se importe de termos outros convidados conosco!
0
Comente!x

  Será que Suga havia convidado mais algum dos meninos? Ou ele falava de ? Coçou a cabeça, sentindo-se ansioso de repente.
0
Comente!x

  - Claro que não! Estamos falando da ?
0
Comente!x

  - Também! – o elevador se abriu e então Suga deixou que V saísse do mesmo primeiro –
0
Comente!x

  Os dois caminharam lado a lado até chegar à porta de madeira escura do apartamento de Suga.
0
Comente!x

  - Por favor, não fique com raiva da ! – ele colocou a mão na maçaneta gelada  – A ideia foi totalmente minha, ela só concordou! Então se tiver que ficar com raiva de alguém, que seja de mim! Mas espero que você não fique…
0
Comente!x

  V franziu o cenho e não conseguiu entender direito o que o amigo falava ou aonde queria chegar. Porque ele ficaria com raiva de ou dele? Suga abriu a porta do apartamento e uma música bem baixa tocava pelo mesmo e então Suga entrou na frente, dando espaço para que V entrasse logo depois.
0
Comente!x

  Assim que ele adentrou a casa, o coração de acelerou com força dentro do peito e então ela sentiu a boca secar e a garganta fechar. Ela entendeu que provavelmente os dois amigos haviam usado a promoção dela como desculpa para armar aquele jantar, quando na verdade era uma tentativa de acertar as coisas entre ela e V. Assim como ela, o moreno não deveria saber da presença dela no apartamento de Suga. Quando os olhos de V pousaram nela, temeu a reação dele.
0
Comente!x

  V passou a língua pelos lábios, umedecendo bastante os mesmos com sua saliva. Ele deveria ter imaginado que era de que Suga falava. Era uma armação parecida com a que havia feito para Jin e no acampamento. Ele não ficou com raiva de Suga e , ele sabia que os dois haviam agido com a melhor das intenções. E estava radiante, vestida com uma blusa de alcinha azul turquesa de cetim e a calça flare preta, deixando-a ainda mais alta do que ela era.
0
Comente!x

  - Boa noite senhoritas! – ele balançou a cabeça na direção de e
0
Comente!x

   acabou abaixando a cabeça e encarando o chão, um pouco incapaz de conseguir cumprimentá-lo de volta. Definitivamente ela não esperava ver Taehyung ali. A última vez que eles se viram havia sido tão seca que ela preferiu dizer a si mesma que não o veria mais, que seria praticamente impossível vê-lo outra vez depois da última. Então o coração anestesiou um pouco, e vê-lo ali parado no meio da sala do apartamento de Suga, trajado todo de preto com os cabelos grandinhos fez ela querer gritar.
0
Comente!x

  - Bom, vocês dois já são velhos conhecidos então não precisamos dessa cerimônia toda! Vamos jantar! Eu mesmo preparei a comida com a ajuda da ! V, acho que minha comida não é tão gostosa como dizem que a sua é, espero não decepcionar você com o menu!
0
Comente!x

  Taehyung gargalhou enquanto caminhava em direção a mesa junto a Suga, que pegou o vinho das mãos dele e guardou na geladeira. Ele cumprimentou com um beijo rápido na bochecha e então encarou que sorriu sem mostrar os dentes na direção do moreno, que retribuiu. Suga tinha razão: os dois eram velhos conhecidos e não precisavam de qualquer cerimônia.
0
Comente!x

  - Fiquem à vontade! Podem se servir, vocês são visita! – sorriu enquanto entregava um prato para
0
Comente!x

  Os dois se serviram e Taehyung não pode deixar de dizer que o cheiro da comida estava incrível. Com os quatro sentados à mesa, o jantar começou.
0
Comente!x

  - Mas conta aí , tá feliz com a promoção?
0
Comente!x

  Então ela havia conseguido? Pensou Taehyung. Ele sabia!
0
Comente!x

  - Tô muito! – ela bebericou um pouco do vinho que já estava sobre a mesa – Eu achei que não fosse conseguir.
0
Comente!x

  - Ah amiga! Não seja modesta! Você se dedica àquele trabalho com sangue, suor e lágrimas!
0
Comente!x

  V balançou a cabeça concordando em silêncio com . Ele sabia que dava a vida pela profissão e pelo escritório, e principalmente: ele sabia que ela amava o que fazia!
0
Comente!x

  - Sim! Mas só isso não era suficiente!
0
Comente!x

  - Então o que? Você tinha que vender sua alma também?
0
Comente!x

  Os amigos riram, inclusive Taehyung.
  - O Suga tem um certo ódio pelo capitalismo!
0
Comente!x

  Eles voltaram a rir e foi a vez de V bebericar do vinho.
  - Eu precisava mostrar que além de dar o sangue pela empresa, era capaz de assumir o cargo, precisava mostrar que eu entendia do assunto estando tanto tempo como assistente e que eu estava madura e preparada o suficiente!
0
Comente!x

  - E foi através daquele projeto? – Taehyung se atreveu a perguntar enquanto subia os olhos diretamente para
0
Comente!x

  - Sim! Mais uma vez obrigada por ter ido consertar meu notebook, se não fosse por isso eu provavelmente não teria entregado o projeto e a promoção poderia ter ido para outra pessoa.
0
Comente!x

  Taehyung balançou a cabeça para de forma positiva enquanto comia mais um pouco do jantar preparado por Suga. Ficou feliz de ter feito parte de algo tão importante para ela, mesmo que indiretamente. Não deveria… mas não conseguia não sentir o peito ficar quente com o sucesso dela.
0
Comente!x

  - Então antes você era assistente, certo? – assentiu para Suga – Agora você é o que?
0
Comente!x

  Todos voltaram a rir, e Suga sentiu as bochechas esquentarem.
0
Comente!x

  - Isso! Eu era assistente de projetista quando entrei e fiquei dois anos e pouco nessa função. Como assistente eu ficava responsável por auxiliar no desenvolvimento dos projetos, mas eu não atuava de forma muito direta, então ficava responsável só por verificar com os clientes quais eram as necessidades dele, detalhava os materiais para o projetista, viabilidade, custo e beneficio, enfim, eu levantava as informações cruciais, o que claro, precisa ser muito bem feito e é um trabalho super importante! Mas eu sempre gostei dos desenhos, de fazer os desenhos do projeto, sempre gostei dessa parte… Eu me formei para trabalhar com isso!
0
Comente!x

  Taehyung mexia na comida involuntariamente enquanto ouvia falar sobre a profissão, ele reparou em como ela falava com propriedade sobre o assunto a achou a mulher mais sexy do mundo enquanto ela o fazia. O olhar dele passeou pelos lábios dela enquanto ela agora contava sobre a função que assumiria.
0
Comente!x

  - Agora eu sou uma projetista de fato! Vou ficar responsável pelos desenhos dos projetos, aliás, não só dos projetos né? Fico responsável por desenhos de itens em geral, como ferramentas, equipamentos e uma série de outros materiais que são necessários para o desenvolvimento de produtos específicos e etc. Eu já amava o que eu fazia, mas agora é diferente! Agora eu estou realmente onde eu sempre quis! Trabalhando com o que eu mais amo de verdade! Com o que eu me apaixonei!
0
Comente!x

  Os olhos de brilharam de excitação e Taehyung sorriu abertamente enquanto ela também sorria e tinha uma das mãos apertadas por . O coração dele batia rápido dentro do peito, era como se a conquista dela preenchesse algum vazio no peito dele também. Estava genuinamente feliz de vê-la chegar exatamente aonde queria. Ele se lembra de nunca ter duvidado que ela conseguiria! era uma profissional incrível e ele se sentiu orgulhoso dela, mesmo que os dois já não fizessem parte da vida um do outro diretamente. Quando a taça dela ficou vazia e foi encher, ela disse para a amiga que não precisa, que já estava satisfeita com duas taças.
0
Comente!x

  - Tô te desconhecendo! – Suga e ela riram –
0
Comente!x

  - Ainda estou meio traumatizada! Minha última experiência com bebida não foi muito agradável! – os olhares dela e de V cruzaram – To maneirando na bebida alcoólica. Bom to maneirando em muita coisa!
0
Comente!x

  - Uma nova mulher? – de novo ela e Suga gargalharam – Você faz bem! Mudanças sempre são necessárias, sejam elas externas ou internas.
0
Comente!x

  - Os erros existem para que nós possamos aprender com eles, não é?
0
Comente!x

  Voltou a trocar olhares com Taehyung, que rapidamente abaixou a cabeça.
0
Comente!x

  O jantar seguiu com eles conversando sobre vários assuntos aleatórios e aí quando todos acabaram, Suga informou que ele e não tiveram tempo de preparar a sobremesa, mas que os ingredientes estavam todos na geladeira. deu a ideia de então as duas – ela e – prepararem um brigadeiro mesmo só para todos matarem a vontade do doce.
0
Comente!x

  Assim que as duas partiram para a cozinha, Suga e V se sentaram no sofá da sala e V cantarolava a música que tocava na TV. Suga voltou com mais uma taça de vinho bem cheia e entregou para o amigo, que agradeceu com um grande sorriso.
0
Comente!x

   e riam exageradamente de algo na cozinha, e hora ou outra também cantava e até mexia o corpo no ritmo da música. Taehyung não conseguia tirar os olhos dela.
0
Comente!x

  - Você ainda gosta dela? – Suga e ele se olharam – Na verdade eu tenho certeza que gosta! Dá para ver pela forma que você olhou para ela durante o jantar enquanto ela falava sobre a profissão, além do sentimento amoroso, você a admira!
0
Comente!x

  Taehyung abaixou a cabeça, constrangido. Era tão perceptível daquela forma? Ou Suga era um bom observador? De qualquer forma, ele tinha razão nos apontamentos.
0
Comente!x

  - Posso te dar um conselho?
0
Comente!x

  Taehyung fez que sim com a cabeça para o mais velho enquanto tomava um longo gole do líquido vermelho.
0
Comente!x

  - Porque não tenta de novo? Porque vocês simplesmente não recomeçam?
0
Comente!x

  - Porque eu tenho medo!
0
Comente!x

  - Do que exatamente?
0
Comente!x

  - De me machucar de novo! De deixar ela entrar e me quebrar de novo! E se ela ainda amar o ex? Ela sabe essa história de cabeça para baixo, com os mesmos personagens, cenários e aquele amor não correspondido. Mas porque diabos ela continua lendo esse livro?
0
Comente!x

  - Mas ela já não deixou claro que estava apaixonada por você? Ou que estava se apaixonando pelo menos… Acho que ela já virou essa página V!
0
Comente!x

  - Preciso de uma certeza, e no momento ainda não tenho! Estou recolhendo os pedaços ainda hyung! – Taehyung levou uma das mãos ao próprio peito –
0
Comente!x

  Suga entendeu que ele fazia uma alusão ao coração partido. Balançou a cabeça para V, entendendo o receio do amigo.
0
Comente!x

  - Acho que você está certo em ter receio! Eu entendo… coração partido dói muito! Mas aposto que ficar longe dela dói também!
0
Comente!x

  Taehyung balançou a taça e o líquido dentro dela, dando um longo gole em seguida. Suga não deixava de ter razão, ficar sem ela doía também. E muito…
0
Comente!x

  Depois que eles comeram a sobremesa caminhou até a sacada do apartamento, não sem antes ter insistido com o casal de amigos que ela lavava as louças já que eles haviam cozinhado, Taehyung agora voltava do banheiro e encontrou e Suga na cozinha, os dois dançavam com os corpos colados enquanto brincavam e selavam os lábios. Ele riu achando os dois fofos e então vislumbrou na sacada, de costas para ele com os cabelos ao vento. Umedeceu os lábios e então foi até onde a garota estava.
0
Comente!x

  Em silêncio ele encostou o ombro no dela, sem querer. olhou para ele rapidamente, depois voltou a olhar a bela vista da cidade que os dois tinham por lá.
0
Comente!x

  - Parabéns pela promoção! Eu sabia que você conseguiria !
0
Comente!x

  - Obrigada! – sorriu para o vento –
0
Comente!x

  - Você também não sabia?
0
Comente!x

  - Que você viria?
0
Comente!x

  - É! – V colocou as mãos sobre o parapeito da sacada –
0
Comente!x

  - Não sabia! Eu juro!
0
Comente!x

  - Eu acredito!
0
Comente!x

  - Se você soubesse que eu viria, teria dito não?
0
Comente!x

  Taehyung ficou em silêncio.
  - Eu fui uma mentirosa, eu cedi ao fogo. Eu deveria ter enfrentado… Pelo menos estou sendo honesta! – deu de ombros – Me sinto um fracasso pois eu sei que falhei com você! Eu deveria ter te tratado melhor, você não quer uma mentirosa!
0
Comente!x

  Taehyung respirou fundo e então encarou o perfil de e ficou frente a ela, com as mãos nos bolsos da calça. sentia muita saudade dele!
0
Comente!x

  - Não te desejo mal algum. Só espero que você não destrua os sentimentos de mais ninguém. Ainda estou juntando os cacos do estrago que você causou dentro de mim.
0
Comente!x

  - E eu sei, eu sei, e eu sei que você poderia ter arrumado outra garota que te desse tudo, mas, V, naquela época eu não poderia te dar. E eu sei que você tem tudo… Mas eu não tenho nada sem você aqui!
0
Comente!x

  Se virou de frente ao moreno e observou o cabelo volumoso dele voar com o vento soprando o rosto dos dois e quis muito tocá-lo.
0
Comente!x

  - Você estava em mim, mas, não comigo, !
0
Comente!x

  V retirou uma das mãos do bolso e levou até o rosto dela, segurando o mesmo com firmeza. Não deveria fazê-lo, mas queria muito.
0
Comente!x

  - Você não pode me perdoar? Pelo menos temporariamente…Eu sei que isso é minha culpa, deveria ter sido mais cuidadosa.
0
Comente!x

  V encarou os olhos brilhantes de , ainda segurando o rosto dela em uma das mãos.
0
Comente!x

  - Estou segurando uma ponta da corda sem saber se você está do outro lado segurando a outra ponta. Não sei se ela está perdida entre as dimensões do espaço. Eu sei que preciso soltar a corda, . Eu sei que eu preciso te deixar ir. Mas eu nunca consigo. É que eu nunca sei se você pode me ouvir do outro lado.
0
Comente!x

  Soltou a mão e o rosto dela, deixando a mesma cair sobre o parapeito e então marejou os olhos pesadamente. Precisava ir embora, ou cairia em tentação e acabaria fazendo alguma besteira, tamanha saudade sentia dela.
0
Comente!x

  - Eu não mereço, sei que não mereço V… Mas fique comigo por um minuto, juro que farei valer a pena!
0
Comente!x

  Ela segurou o braço dele, fazendo com que V ficasse parado e depois voltasse a encostar o corpo no parapeito da grande sacada do apartamento de Suga. se colocou frente a ele enquanto descia a mão pelo braço coberto pelo tecido da blusa preta de mangas longas que ele usava. A mão de tocou a mão de Taehyung e então os dois entrelaçaram os dedos.
0
Comente!x

  - Então, uma última vez eu preciso ser aquela que você leva para casa… Mais uma vez! Prometo que depois dessa, vou te deixar partir! Eu só me importo em acordar com você em meus braços, uma última vez! Me deixe ser aquela que você leva para casa…
0
Comente!x

  E ele caiu em tentação, a besteira que ele tinha tanto medo de fazer, estava sendo feita e era tarde demais para Taehyung voltar atrás: juntou os lábios nos de com urgência e saudade, como se aquele fosse o primeiro beijo dos dois. As mãos permaneciam entrelaçadas, mas a mão que estava desocupada Taehyung levou até a cintura de , grudando o corpo magro dela ao seu. O coração de V batia apressadamente dentro do peito e os lábios dele formigavam de desejo mesmo já estando em contato com os dela. A língua de pediu passagem enquanto ela embrenhou uma das mãos nos cabelos de V, como quis fazer mais cedo. V cedeu passagem para que a língua dos dois se encontrasse uma com a outra, e o beijo acabou ficando mais intenso e molhado. A saudade que um sentia do outro era quase palpável e V continuava colando o corpo dos dois um no outro, até que gemeu baixo entre o beijo, sôfrega e V sentiu o corpo reagir e acender com força.
0
Comente!x

   se atreveu a puxar os cabelos de V com certa força, demonstrando que realmente sentia falta dele, e que o desejava de verdade. Quando os lábios se separaram, ainda de olhos fechados e um pouco ofegante ele perguntou:
0
Comente!x

  - Uma última vez e você me deixa ir?
0
Comente!x

  , ainda um pouco fora de si, com o corpo queimando de saudades e de desejo, assentiu firmemente para ele com a cabeça enquanto entrelaçava os braços em volta do pescoço do mais alto. O pino da granada já havia sido retirado, ele deixaria que ela explodisse. Os lábios de Taehyung roçaram levemente nos de enquanto ele apertava os olhos fechados e encostava a testa na dele.
0
Comente!x

  - Vou levar você para casa!
0
Comente!x

  Quando os dois saíram da sacada e Suga ainda dançavam juntinhos na cozinha enquanto riam, com as testas encostadas uma na outra, imersos num momento só deles. sorriu ao ver a amiga toda feliz com Suga, torceu muito para que aquilo acontecesse.
0
Comente!x

  - Amigos! – ela chamou enquanto olhava rapidamente para Taehyung –
0
Comente!x

  As mãos de Taehyung já estavam nos bolsos da calça social preta outra vez, e ele mordeu o lábio. e Suga viraram o rosto na direção dos dois.
0
Comente!x

  - Vocês querem jogar UNO?
0
Comente!x

  De mãos dadas os dois saíram da cozinha e caminharam na direção de e V, que voltaram a se olhar rapidamente.
0
Comente!x

  - Na verdade, nós já estamos indo! Eu vou deixar a em casa, ainda tenho algumas coisas para fazer… se não se importam!
0
Comente!x

  - Imagina! Inclusive eu espero que possamos repetir mais noites assim, foi muito agradável ter vocês dois aqui!
0
Comente!x

  Suga sorriu sem mostrar os dentes, e então ele e Taehyung trocaram um aperto firme de mãos, depois ele abraçou delicadamente e então foi a vez de as amigas se abraçarem e trocar alguns tapinhas nas costas com Suga.
0
Comente!x

  Dentro do elevador, os dois levaram as mãos juntos até o botão do térreo e então se olharam rapidamente. Haviam voltado a ficar estranhos um com o outro e soube que V desistiria, ela mesma estava quase desistindo com medo de aquilo tudo ser um erro e acabar de afastar ainda mais os dois. Ainda dentro do elevador ela tirou o celular da bolsa, pronta para chamar um carro de aplicativo. O vento gelado do final de ano tocou a bochecha dos dois, fazendo encolher os ombros de frio.
0
Comente!x

  - Eu tenho uma blusa de frio no carro! Te entrego, vem!
0
Comente!x

  - Não! Eu to pedindo um carro de aplicativo aqui!
0
Comente!x

  - Porque? – ele segurou o cotovelo dela –
0
Comente!x

  - É melhor para nós dois! Eu não quero ser um erro para você outra vez!
0
Comente!x

  Taehyung concordou com ela e então umedeceu os lábios.
0
Comente!x

  - Eu levo você ! Não precisa ser assim! Pelo menos deixar você em casa uma última vez eu posso!
0
Comente!x

  - Você tem certeza? – ela colocou uma mecha de cabelo atrás da orelha –
0
Comente!x

  - Tenho! Cancela essa corrida aí! – ele balançou a cabeça para
0
Comente!x

  Já dentro do carro, ele esticou o braço alcançando a blusa bege de frio que estava no banco de trás e então entregou para ela, que vestiu sentindo o cheiro bom do perfume de Taehyung ao fazê-lo. Taehyung ligou o ar quente do carro e então deu partida.
0
Comente!x

   fechou os olhos enquanto sentia o carro começar a esquentar, o coração dela não havia desacelerado desde o beijo trocado entre os dois. Involuntariamente ela levou uma das mãos aos lábios.
0
Comente!x

  - Eu não me arrependi do beijo. Mas concordo que é melhor a gente… – ela o interrompeu –
0
Comente!x

  - Sim! Eu sei! Não precisa afirmar, ainda dói!
0
Comente!x

  - Sim! Dói… – V apertou o volante nas mãos –
0
Comente!x

  - Dizem que eu ando bem melhor depois do que aconteceu no acampamento. Todo mundo consegue enxergar o quanto eu melhorei… Engraçado ver eles pensando que eu te superei.
0
Comente!x

  Ele continuou dirigindo em silêncio, as mãos continuavam firmes no volante. Nenhuma mudança na expressão de Taehyung fez suspirar.
0
Comente!x

  - Mesmo entendendo que o problema nunca foi você… Se não tivesse ido, eu não ia me resolver, estava confortável, né? – ela deu de ombros enquanto voltava a colocar uma mecha de cabelo atrás da orelha – E ninguém aprende assim.
0
Comente!x

  Os dois pararam em um semáforo e então V olhou para ela. O semblante de estava sério e ela não olhou de volta para ele, continuou:
0
Comente!x

  - Aprendi! Mas cadê você pra me aplaudir? – ai sim ela encarou os olhos brilhantes de V – Se todo mundo viu, por que você não tá vendo? Todo esse esforço que eu tô fazendo? Pra fazer você se sentir orgulhoso, pra fazer você se apaixonar de novo… Pra fazer você se apaixonar por mim de novo! Todo mundo vê, todo mundo, menos você!
0
Comente!x

  Taehyung respirou fundo e os olhos dele marejaram, não tanto quanto os de , mas marejaram! E então antes que ele pudesse dizer qualquer coisa, o semáforo abriu e voltou a interrompê-lo.
0
Comente!x

  - Tá tudo bem! Não precisa me falar nada! Eu já falei demais e vou acabar piorando as coisas como sempre faço! Eu já entendi, e to me trabalhando cada dia mais para seguir a vida sem você! Vai dar certo, para nós dois!
0
Comente!x

  - Sabe de uma coisa? – ele respirou pesadamente – Eu preciso de um tempo ! Digo, preciso colocar minha cabeça no lugar, para pensar no que fazer com a gente! No que fazer com toda essa mistura de sentimentos que eu tenho em relação a você, só isso! Eu fiz o impossível para manter você inteira. Eu só não esperava, que nesse processo, você me deixaria completamente devastado. Talvez algum dia eu consiga olhar para você com amor, e só com amor, sem mágoa! Acho que isso pode acontecer, mas preciso trabalhar a minha mente e meu coração.
0
Comente!x

   assentiu para Taehyung enquanto desviava o olhar do rosto dele.
0
Comente!x

  - Eu já estou te dando um tempo. Desculpe se hoje eu forcei alguma coisa.
0
Comente!x

  - Não forçou nada! Como eu disse, eu quis aquele beijo! Mas você também sumiu de mim depois que consertei seu computador, então… Sei lá!
0
Comente!x

  Taehyung bagunçou rapidamente os cabelos antes de voltar com as mãos para o volante.
0
Comente!x

  - Eu não sumi e nem me afastei, só parei de correr atrás de você já que você não queria mais estar ao meu lado, não queria mais segurar a minha mão, meu amor, minha amizade. Só estou respeitando o espaço que você mesmo colocou entre nós, Taehyung.
0
Comente!x

  Ele fechou os olhos rapidamente, ela tinha razão! Então quando eles chegaram ao prédio dela, não fez o convite para Taehyung subir e ele não falou nada sobre isso também. Eles sabiam que era o melhor. Precisam de mais um tempo… mesmo que a decisão de Taehyung um dia fosse se afastar para sempre, o deixaria decidir o que era melhor. Ela sabia que em algum momento ficaria bem também.
0
Comente!x

  - Boa noite! – ela abriu a porta do carro mas Taehyung a segurou –
0
Comente!x

  - Você vai ficar bem essa noite?
0
Comente!x

  - Porque a pergunta?
0
Comente!x

  - Porque não gosto de te ver sofrendo! Droga! – ele bateu a mão livre no volante do carro – Vou entrar!
0
Comente!x

  - Taehyung! Não precisa!
0
Comente!x

  - Precisa! Vou esperar pelo menos você pegar no sono! – ele se desfez do cinto e então saiu do carro –
0
Comente!x

   respirou fundo antes de sair também. Os dois subiram as escadas com ela na frente e ele atrás. Entraram no apartamento de e então ela acendeu as luzes da sala, tirou a blusa dele que vestia e então a dobrou, depositando-a sobre o sofá logo em seguida.
0
Comente!x

  - Eu vou tomar um banho e aí arrumo a cama para a gente dormir!
0
Comente!x

  Durante o banho ela se permitiu derramar algumas lágrimas e a cabeça dela não desligava. se perguntava, se era certo deixar que ele ficasse… apesar de querer com todas as forças.
0
Comente!x

  Quando ela saiu do banheiro, já estava vestida com seu pijama. A cama já estava arrumada e Taehyung esperava por ela de pé, ele esfregava as mãos umas nas outras, de frio.
0
Comente!x

  - Acho que podemos pegar mais um edredom, não é? Tá muito frio!
0
Comente!x

   sorriu achando-o a coisa mais doce e fofa do mundo. Taehyung sorriu de volta para ela e então caminhou até o grande guarda roupas embutido do quarto, abriu o móvel e na ponta dos pés ela retirou mais um cobertor de lá.
0
Comente!x

  - Edredom não tem mais! Só no quarto que era da ! Mas tem esse cobertor aqui, serve?
0
Comente!x

  - Sim! Me dá! – ele esticou os braços e entregou o cobertor pra ele, que estendeu sobre o edredom já posto na cama –
0
Comente!x

  Ele se deitou primeiro e então o observou enquanto ele fechava os olhos. Ela fechou os dela também e sentiu o estômago vibrar. Aquilo seria bom para os dois? Apagou as luzes e então se deitou ao lado dele na cama de casal do quarto. Respirou fundo, deixando o pulmão se esvaziar de todo o ar, como se aquilo de alguma forma fosse deixá-la mais tranquila.
0
Comente!x

  Quando ela sentiu uma das mãos de Taehyung lhe apertarem a cintura, pressionou os lábios um no outro. Os músculos enrijeceram, havia ficado tensa.
0
Comente!x

  - Não quer que eu toque você? – a espinha e o restante do corpo de se arrepiaram com a voz grave de Taehyung ecoando em seu ouvido –
0
Comente!x

  Perto demais… aquilo era tortura!
0
Comente!x

  - Só não quero acordar com você dizendo que foi um erro me tocar!
0
Comente!x

  - Não vou! Preciso disso essa noite! Por favor…Não fuja de mim!
0
Comente!x

   relaxou os músculos, se permitindo relaxar nos braços dele. V se aninhou na mais velha enquanto inalava o cheiro dos cabelos pretos de .
0
Comente!x

  - V! – ela chamou, tremendo que ele já tivesse dormido – Não vou correr atrás de você, e muito menos correr de você. Tô aqui, no mesmo lugar, você sabe o caminho. E que você sinta vontade de precisar de mim!
0
Comente!x

  Em resposta, ele agarrou-se ainda mais ao corpo magro de .
0
Comente!x

Centésimo Primeiro Capítulo – Little bit more

  Assim que desceu do carro, Seokjin botou os olhos na casa de e viu o então chefe dela, aquele que havia conhecido no restaurante e também que havia levado ela no bar no dia em que ela havia quebrado o pé parado lá porta.
0
Comente!x

  Ele botou as mãos na cintura e encarou o homem – que não o havia visto – e pensou no que ele estaria fazendo ali. Seokjin sabia que hoje estaria trabalhando de casa, então que diabos o chefe dela estaria fazendo lá? Assim que a porta da casa fora aberta, Seokjin resolveu entrar na casa dos pais.
0
Comente!x

  Foi recebido pela mãe que lhe beijou rapidamente a bochecha. Ele tomou café da manhã com os pais e então quando eles acabaram e voltaram para a sala, Eun e ele trocaram um olhar.
0
Comente!x

  - Vou subir para pegar as minhas coisas! – Jin piscou para ela –
0
Comente!x

  - Quês coisas? – a mãe gritou mas Eun já havia subido –
0
Comente!x

  - Bom! Hoje é a inauguração da minha galeria! A noite… e os meus amigos também organizaram uma festa de comemoração!
0
Comente!x

  Os olhos de Jin brilharam ao mencionar os amigos recém feitos.
0
Comente!x

  - Eu vim deixar o convite para vocês dois! Sei que isso não é importante para nenhum de vocês, que na verdade isso é completamente insignificante… – ele marejou levemente os olhos – Mas é importante para mim! É a minha maior realização até o momento, e eu ficaria contente se vocês dois pudessem me prestigiar, mesmo que por cinco minutos!
0
Comente!x

  Os pais olharam um para o outro e então Si-Woo pigarreou. A mãe reparou na mão do filho, estendida na direção deles com o convite e então ela o pegou. Mas não abriu, não leu nem o que estava escrito no envelope. Jin fechou os olhos com força sentindo o peito arder de dor, por mais que ele já soubesse do descaso dos pais, por mais que já imaginasse que eles não fossem, tudo isso já acontecia há tanto tempo, ele já deveria estar acostumado e aquilo não deveria machucar mais. O problema é que machucava, todas as vezes quebrava o coração dele.
0
Comente!x

  - E o que a Eun tem haver com isso?
0
Comente!x

  - Ela quer ir comigo pai! Me pediu para ir, porque quer estar comigo, quer conhecer a galeria! Eu gostaria muito que vocês dois permitissem que ela fosse comigo!
0
Comente!x

  - Mas e a tal festa? Os seus amigos são todos adultos e eu tenho certeza que essa festa não é um ambiente adequado para a sua irmã.
0
Comente!x

  O pai continuava em silêncio e encarava o relógio no pulso. Seokjin bagunçou os próprios cabelos.
0
Comente!x

  - Eu a trago para casa assim que a inauguração acabar, vocês podem ficar tranquilos quanto a isso!
0
Comente!x

  Eun descia as escadas e então quando alcançou o primeiro andar da casa ela se pôs ao lado do irmão com a mochila nas costas e encarou aos pais.
0
Comente!x

  - Porque você não nos pediu para acompanhar seu irmão com antecedência Eun! – a mãe repreendeu –
0
Comente!x

  Seokjin voltou a fechar os olhos com força. Quanto estresse num dia que deveria ser apenas de alegria.
0
Comente!x

  - Justamente porque ele é meu irmão! Eu não deveria pedir permissão a vocês para fazer nada com ele! – Eun revirou os olhos, também impaciente –
0
Comente!x

  Si-Woo se levantou do sofá e então pegou sua pasta sobre o sofá, ao lado de Eui.
0
Comente!x

  - Eu estou indo para o trabalho, um trabalho de verdade! – ele olhou para Seokjin que apenas abaixou a cabeça – Traga a sua irmã para casa assim que acabar lá!
0
Comente!x

  - Sim senhor! – Seokjin bateu continência para o pai, mesmo sabendo que ele detestava quando ele o fazia –
0
Comente!x

  Se despediu da esposa e de Eun, passou reto por Seokjin, fazendo os olhos do mesmo marejarem outra vez.
0
Comente!x

  - Vamos Eun? Daqui ainda tenho que passar no pessoal responsável pelo buffet da inauguração! Preciso acertar uns últimos detalhes.
0
Comente!x

  A irmã assentiu para ele e então acenou para mãe antes de começar a caminhar em direção à porta. Seokjin e Eui se encararam por alguns segundos, e ele esperou ouvir alguma palavra de apoio da mãe, mas ela apenas lhe beijou a bochecha.
0
Comente!x

  - Não traga a Eun muito tarde, querido!
0
Comente!x

  - Tá bom mãe! – umedeceu os lábios e depositou um beijo na testa da mãe –
0
Comente!x

  Eun já esperava pelo irmão dentro da camionete dele.
  - Obrigada criança! – ele sorriu para ela assim que entrou no carro –
0
Comente!x

  - Você é minha família e eu sou sua família, loser!
0
Comente!x

  Os dois fizeram um high-five antes de gargalharem.
0
Comente!x

  Os olhos de reviraram assim que puseram os olhos no chefe. Ele tinha o mesmo sorriso sacana nos lábios de sempre e embrulhou o estômago quando ele lhe tocou o rosto e lhe beijou a bochecha, como se fosse um amigo íntimo.
0
Comente!x

  Os olhos dele passearam pelos cômodos visíveis da casa de e ela e a mãe trocaram um olhar carregado de incômodo. se apoiava na bengala e no outro pé. Já estava conseguindo andar sem muita dificuldade graças a bengala e já conseguia apoiar o pé no chão, não por muito tempo, mas conseguia. Estava sendo cada dia mais fácil.   Havia surgido um mega problema, um dia antes da estréia de um dos games desenvolvidos por , e ela infelizmente não estava conseguindo resolver sozinha, então o chefe resolveu que iria ajudá-la, pessoalmente.
0
Comente!x

  E agora lá estava ele andando pela casa como se a mesma estivesse à venda e ele fosse um potencial comprador. pigarrou chamando a atenção dele.
0
Comente!x

  - Vamos lá para fora? O meu material de trabalho está todo lá para que a gente tenha mais espaço para trabalhar. Pode me acompanhar Bruno!
0
Comente!x

   sentia os olhos dele passeando por seu corpo enquanto as costas queimavam. Odiava Bruno com todas as forças…
0
Comente!x

  - Você já está bem melhor do pé, né? Já pode voltar para a empresa, sinto falta do seu rostinho bonito por lá!
0
Comente!x

   respirou fundo, aquele era o assédio de número mil que ela sofria, provavelmente. Se sentaram em suas cadeiras e ele colou a cadeira na dela. fechou os olhos, incomodada. Ele não se tocava!
0
Comente!x

  - Eu vou voltar quando o meu médico me liberar para voltar Bruno! Já conversei isso inclusive com o diretor!
0
Comente!x

  - Eu bem acho mesmo que você trabalha por um mero hobbie, não porque gosta ou precisa! Olha só para a sua casa! É uma baita mansão! Incrível! Seus pais fazem o que mesmo?
0
Comente!x

   revirou os olhos com força e soltou um suspiro, quem sabe ele percebesse.
0
Comente!x

  - Você faz alguma ideia do que pode ser o problema? – ela cortou o assunto –
0
Comente!x

  - Lembro que você uma vez comentou lá que eles eram empresários, né? Não quis trabalhar com o seu pai?
0
Comente!x

  - Não! Não me identifiquei com o ramo de negócios que ele atua e nunca quis ser dependente dos meus pais, então resolvi escolher meu próprio caminho.
0
Comente!x

  - Você é diferente mesmo das mulheres com as quais já convivi…
0
Comente!x

   voltou a revirar os olhos.
  Bruno passeou os olhos pelo rosto de e então voltou a olhar para a casa. Ele pensou que de fato os pais de deveriam ser muito ricos. O quão vantajoso seria tê-la por perto? Ou até quem sabe como namorada? O quão incrível seria exibir uma mulher como ela a tiracolo? Bonita, ainda jovem, rica e de personalidade forte… claro que a personalidade dela teria que ser moldada por ele, já que a única parte desinteressante para Bruno era essa: a personalidade forte e o gênio dela. Os amigos poderiam interpretar mal… E Bruno preferia as mulheres mais submissas, mas de acordo com o mesmo isso era fácil de resolver. Precisava primeiro conquistar ! Ele sorriu de canto enquanto voltava a falar sobre o trabalho.
0
Comente!x

  - Pode prestar atenção no que eu estou falando por favor? – pediu, impaciente –
0
Comente!x

  O chefe então se recompôs da maneira que pode e então colou ainda mais a cadeira na dela e então olhou para a tela do computador. não sabia o que fazer para conseguir consertar aquele erro, e esperava que o chefe a ajudasse a encontrar a solução o mais rápido o possível.
0
Comente!x

  Eun prestava atenção no irmão que conversava com uma senhora e um homem de meia idade, acertando o horário exato em que os mesmos estariam presentes para arrumar todo o buffet e eles conferiram o cardápio. Depois os dois foram enfim para o prédio onde a galeria de Jin ficaria. Quando chegaram ao andar, Eun abriu levemente a boca ao perceber que a galeria do irmão ocupava o terceiro andar inteiro.
0
Comente!x

  - Loser! – ela franziu a testa – Uau!
0
Comente!x

  Jin sorriu para a irmã enquanto a abraçava pelos ombros.
  - Que foi criança?
0
Comente!x

  - Eu não acredito que sua galeria é desse tamanho! Uau! Que incrível!
0
Comente!x

  Os dois se desviavam dos trabalhadores que passavam pelo local, carregando as grandes obras, cobertas por panos brancos e os olhos da mais nova brilhavam. As obras que já estavam dispostas pelo lugar ainda estavam cobertas com os tais panos brancos, e mesmo assim Eun olhava admirada para elas.
0
Comente!x

  - É sim criança! Trabalhei muito duro para conseguir!
0
Comente!x

  Jin voltou a sorrir e a irmã sorriu de volta para ele. Os dois se encontraram com Serena e com V, que já estavam lá para ajudar Seokjin com o que ainda fosse preciso.
0
Comente!x

  Seokjin cumprimentou Serena com um rápido beijo na testa e então abraçou desajeitadamente o amigo. Os dois riram.
0
Comente!x

  - Isso aqui tá monstruoso de tão bonito amigo! De verdade!
0
Comente!x

  Seokjin viu o sorriso quadrado do amigo se abrir e então ele marejou os olhos. V era como um irmão para ele, tinha tanto carinho pelo amigo! E vê-lo ali, o apoiando e ajudando com tudo só fazia esse carinho aumentar.
0
Comente!x

  - Verdade amigo! To muito ansioso… tenho medo de sair alguma coisa errada!
0
Comente!x

  - Não vai dar nada errado! – disse V depois de bagunçar os cabelos de Eun e ter os seus cabelos bagunçados por ela – Seu irmão é doido!
0
Comente!x

  Eun concordou com V enquanto balançava a cabeça.
  - É justamente para isso que eu e o V estamos aqui Seokjin! Para te ajudar a garantir que nada vai dar errado! Precisa confiar mais em si mesmo, querido! Suas exposições sempre ficam lotadas, tudo sempre dá certo, porque agora seria diferente?
0
Comente!x

  - Relaxa homem! Temos trabalhado tão duro! Confie nisso! Deixe as coisas fluírem, agora a gente só precisa terminar de organizar umas coisinhas, tá tudo pronto, só se divertir, você merece!
0
Comente!x

  Taehyung apoiou uma das mãos no ombro largo de Seokjin, que respirou fundo tentando relaxar um pouco.
0
Comente!x

  Os quatro se dividiram em duplas, Serena e Seokjin e V e Eun. Em duplas e com o direcionamento de Jin e Serena os três passaram o restante do dia e da tarde ajeitando os últimos detalhes, até que finalmente anoiteceu e eles receberam os responsáveis pelo buffet e a recepcionista que Jin contratara exclusivamente para a galeria chegara com eles, já devidamente uniformizada e pronta. Então os quatro se despediram, prontos para se arrumarem e voltar já para o evento.
0
Comente!x

  Quando a irmã apareceu na sala com a saia lápis preta e a camisa de seda branca, os dois se encararam e então riram da coincidência. Jin também trajava preto e branco: a calça era social e preta, mas não muito larga no corpo magro dele e então na parte de cima ele usava um blazer preto com alguns pingentes de cor prata em um dos bolsos, antes da camisa branca, por baixo do blazer e sobre a mesma ele usava uma faixa da mesma cor, longa fazendo-o parecer ainda mais alto do que ele já era. A irmã encostou no tecido da faixa, curiosa.
0
Comente!x

  - É cetim? – a irmã acariciava a faixa –
0
Comente!x

  - Cetim! Foi a eomma que me deu, quando eu me formei! Escondido do appa! Segunda vez que uso essa faixa…
0
Comente!x

  - Para momentos especiais? – Eun subiu o olhar para ele –
0
Comente!x

  - Sim! Só uso em momentos muito significativos! Queria que ela me visse usando…
0
Comente!x

  Eun viu os olhos do irmão se encherem de água.
  - Não chora Jin! – ela subiu as mãos para o rosto do irmão – Hoje é dia de felicidade, você tem que ter bons pensamentos! Eu tenho certeza que a eomma vai estar lá de coração! E eu vou fazer questão de contar para ela que você estava usando a faixa que ela deu, e que estava lindo!
0
Comente!x

  Seokjin beijou a testa da irmã com carinho depois que ela limpou as lágrimas teimosas dele. Agradeceu a ela mais uma vez por estar com ele.
0
Comente!x

  - Você era só uma criança até esses dias Eun! – ele comentou quando os dois chegaram ao estacionamento –
0
Comente!x

  - O tempo passa rápido não é? – Eun gargalhou –
0
Comente!x

  - Estou mesmo velho! – Jin balançou a cabeça – E você e o Samuel? Você passou meu convite a ele?
0
Comente!x

  Eun fez que sim para ele enquanto virava a cabeça na direção de Seokjin.
0
Comente!x

  - Sim! É a última chance de ele aparecer para enfrentar nossos pais! Porque eu ainda acho que eles podem aparecer, não é? Eu conheço a eomma, ela está morrendo por dentro para ver sua galeria! Tenho esperanças de ela conseguir convencer o appa, nem que seja alguns minutinhos!
0
Comente!x

  Seokjin também tinha essa esperança, bem no fundinho do peito, ele e a irmã esperavam pelos pais.
0
Comente!x

  - E se ele não for?
0
Comente!x

  - Vou terminar o namoro!
0
Comente!x

  - Que radical Eun!
0
Comente!x

  - Claro que não! Jin, ele precisa criar coragem para enfrentar as coisas comigo! Não me deixar sozinha enfrentando tudo e lutando sozinha!
0
Comente!x

  Seokjin riu e balançou a cabeça em negativa. A irmã tinha a personalidade parecida com a de , ele pensou. Será que ela já estava se arrumando para ir? Ele se culpou um pouco por não ter tido muito tempo para ela hoje… estava ansioso para vê-la.
0
Comente!x

  Estacionou a caminhonete no estacionamento restrito para quem tinha alguma sala do prédio e então ele e Eun subiram para o andar da galeria. Serena já esperava por ele junto à recepcionista.
0
Comente!x

  - Eu não me atrasei não é? – ele e Serena beijaram a bochecha um do outro – Já chegou alguém?
0
Comente!x

  Serena riu do nervosismo do jovem, e Eun revirou os olhos.
  - Você está adiantado Seokjin! Só estamos nós quatro aqui! Eu e a Yanna já nos desfizemos dos panos que cobriam as obras, está tudo pronto! Fique calmo! Daqui a pouco a imprensa deve chegar!
0
Comente!x

  - E a música? – ele adentrou a grande galeria e Serena o seguiu, rindo –
0
Comente!x

  - Está programada para começar já já! – Serena tocou o ombro dele – Aprecie a sua galeria Jin! Aprecie sua nova exposição! Olha como tudo está lindo!
0
Comente!x

  Seokjin deu um giro em volta do próprio corpo, finalmente pousando os olhos por suas próprias peças. Primeiro as fotografias, incluindo algumas que ele havia tirado no acampamento: da bela vista que a propriedade de proporcionava, intercaladas com as fotografias da paisagem estavam algumas fotos individuais dos amigos que ele havia tirado enquanto eles estavam distraídos. Tinha pelo menos uma foto de cada um dos amigos e amigas, haviam fotos de todos eles reunidos para brincarem, jogarem e etc. Jin sorriu abertamente enquanto caminhava pelas fotos expostas em molduras douradas. Ele havia pedido permissão aos amigos, é claro! E nenhuma daquelas peças estava à venda, elas eram a parte da exposição que ficaria a mostra por tempo indeterminado até que ele programasse a próxima exposição, que pelas negociações não seria dele. Ele achou que seria incrível ter as fotos daqueles momentos tão especiais para todos eles bem na primeira ala da galeria, para que aquelas lembranças fossem a primeira coisa que todos vissem quando entrassem.
0
Comente!x

  Depois ele passou pela parte onde os quadros com suas pinturas estavam, e chegou até o salão onde as esculturas estavam expostas. Tudo estava exatamente da forma que ele havia pensado e planejado durante anos. Quando ele chegou ao salão principal, Eun o abraçou com força.
0
Comente!x

  - É tudo tão lindo irmão! Estou orgulhosa de você! Appa e eomma também estariam se vissem de perto o quanto o seu trabalho é incrível!
0
Comente!x

  Antes que Seokjin pudesse responder, Serena apareceu perguntando se ele já estava preparado para receber os primeiros representantes da imprensa que haviam chegado e ele disse que sim, enquanto raspava a garganta. Eun piscou para ele e então o deixou sozinho.
0
Comente!x

  Seokjin, mesmo acostumado com aquele protocolo todo, por já ter feito tantas exposições, se sentia especialmente nervoso naquela noite. Afinal de contas, era a realização de um sonho, aquele espaço era dele! Aquela exposição falava tanto sobre ele! Sobre as dores dele, sobre suas realizações, sobre suas dificuldades, sobre suas glórias… e foi exatamente o que ele disse para a imprensa, que chegava uma atrás da outra.
0
Comente!x

  Quando ele finalizou uma das entrevistas, Serena avisou a ele que por enquanto não haviam mais representantes da imprensa, e sim convidados pessoais e profissionais de Seokjin. Ele fazia questão de cumprimentar os convidados um por um e saber o que estavam achando. Foi aí que os olhos dele bateram e Suga e de mãos dadas, observando as esculturas enquanto , um pouco mais afastada deles, tirava foto de uma delas. Ele sorriu, sentiu o coração ficar quente. Foi até eles.
0
Comente!x

  - Que bom ver vocês aqui! – ele passou as mãos delicadamente pelas costas de
0
Comente!x

  A mais nova sorriu para ele, virando-se para encará-lo, e o namorado fez o mesmo.
0
Comente!x

  - Ah! Obrigada pelo convite Jin! Tá incrível! Eu não fazia ideia do quão talentoso você é!
0
Comente!x

  - Faço das palavras da as minhas Jin! – ele e Suga trocaram um aperto de mãos – Sou particularmente apaixonado por esculturas! Estão todas à venda?
0
Comente!x

  - Sim amigo! Mas, escolha uma! Um presente!
0
Comente!x

  - Não! – Suga balançou a cabeça em negativa para Seokjin – Não vamos misturar as coisas! É seu trabalho, vou pagar pela peça que eu escolher!
0
Comente!x

  Seokjin estreitou os olhos na direção dele e antes que pudesse argumentar com o amigo ele sentiu alguém lhe acariciar as costas e então ele e sorriam um para o outro.
0
Comente!x

  - Fiquei feliz pelo convite! E uau!
0
Comente!x

  Os dois riram e então Seokjin devolveu a carícia que ela havia feito em suas costas.
0
Comente!x

  - Que bom que veio! Vocês gostaram da exposição das fotos do acampamento? To louco para saber o que a vai achar!
0
Comente!x

  - Particularmente para mim é a melhor parte da exposição! – comentou –
0
Comente!x

  - Fiquei super emotiva vendo as fotos!
0
Comente!x

  - Você é muito bom hyung!
0
Comente!x

  Seokjin, emocionado, sorriu para os amigos.
  - Fiquem à vontade, eu preciso receber mais gente! Mas por favor, sintam-se em casa! Daqui a pouco eles começam a servir as bebidas e comidas, e eu volto para falar com vocês!
0
Comente!x

  - Fica tranquilo! A gente sabe que você precisa dar atenção a outras pessoas! – o tranquilizou –
0
Comente!x

  Seokjin recebia agora outros artistas, e então passeava com eles pela enorme galeria, que estava repleta de suas artes. Os colegas, é claro, o elogiavam e elogiavam a grande aquisição, depois recebeu alguns amigos da família, que obviamente perguntaram por Si-Woo e Eui, e Seokjin dizia apenas que os dois já haviam o parabenizado e que não gostavam desses eventos, mas no fundo, a cada vez que ele pensava nos pais, o peito dele doía.
0
Comente!x

   e V cumprimentaram alguns conhecidos assim que chegaram ao local e bateu os olhos na primeira ala da galeria e então sorriu. Cutucou o irmão, discretamente, já que o mesmo era uma borboletinha social e adorava conversar com todo mundo! Ele olhou para a irmã.
0
Comente!x

  - O que foi?  – ele sussurrou –
0
Comente!x

  - Olha aquilo ali! – ela apontou para a direção das fotos com a cabeça –
0
Comente!x

  Os olhos de V pousaram no mesmo lugar que os olhos da irmã e então o coração dele aqueceu dentro da camisa social branca. caminhou em direção a ala e então V se despediu dos conhecidos e seguiu a irmã com as mãos nos bolsos da calça marrom.
0
Comente!x

  Os dois passearam pela ala da galeria onde as fotos do acampamento estavam expostas e parou na frente de um dos quadros com uma foto de Jungkook rindo e distraído. Ela deu um sorriso de canto e então levou a mão até a mesma, fazendo uma rápida carícia no rosto dele. V encarava uma foto dele ao lado de Jimin e então, seus olhos passearam por todas as telas, ele deteve os olhos um pouco mais em uma das fotos: a de . Ela estaria lá?
0
Comente!x

  Depois e V deram os braços e então encontraram-se com Seokjin. Taehyung e ele se abraçaram demoradamente.
0
Comente!x

  -Tá incrível hyung! Parabéns! Eu estou muito orgulhoso de você Jin!
0
Comente!x

  Seokjin sorriu enquanto os dois se soltavam.
  -Você me ajudou tanto Taehyung! Obrigada!
0
Comente!x

  Taehyung sorriu abaixando a cabeça e Jin riu. Depois ele e se abraçaram também e claro: ela fez questão de parabenizar o amigo e expressar sua felicidade também.
0
Comente!x

  Depois de conversarem mais um pouco, o amigo precisou receber mais convidados, mas antes ele avisou para os dois amigos que , Suga e já haviam chegado.  O coração de V deu uma pirueta dentro do peito e notou que o irmão ficou levemente vermelho.
0
Comente!x

  Os dois caminharam mais um pouco pela galeria, apreciando o trabalho do amigo, cumprimentando mais alguns conhecidos e então viu os amigos. Acenou para eles, que acenaram de volta para ela.
0
Comente!x

  , que tinha os lábios secos agora, levou a taça de champanhe aos lábios, tomando um pouco do líquido para tentar abater o nervosismo. Foi aí que os olhos dos dois se encontraram. cochichou algo no ouvido do irmão e ele concordou com ela com a cabeça. Em segundos, os dois caminhavam em direção à , e Suga.
0
Comente!x

  Os amigos se cumprimentaram e V se pôs ao lado de , enquanto e conversavam e Suga atendia uma ligação.
0
Comente!x

  O coração dos dois batia rápido dentro do peito, mas nenhum deles se atreveu a conversar ou a olhar muito um para o outro.
0
Comente!x

  Seokjin agora estava na porta da galeria falando com alguns representantes da imprensa que já estavam indo embora quando e chegaram. Ele sorriu para as duas garotas, que claro, sorriram de volta para ele. Foi automático: ele viu as duas e pensou em . Certamente ela viria com os pais…
0
Comente!x

  Assim que ele se despediu da imprensa, foi em direção às duas. Eles trocaram rápidos beijos nas bochechas e então foi a primeira a se pronunciar:
0
Comente!x

  - Uau, aqui é enorme Seokjin!
0
Comente!x

  - Verdade! – Ludmila passeou os olhos pelo local e sorriu com as fotos do acampamento expostas –
0
Comente!x

  - Sim! O andar inteiro é meu! E eu já tenho mais uma exposição agendada assim que a minha acabar! Inclusive, … – ele pausou enquanto dava passagem para que as meninas terminassem de entrar na galeria – Eu to ansioso para você ver a parte da exposição sobre o acampamento!
0
Comente!x

   sorriu para ele e então Seokjin levou as duas até a primeira ala da galeria onde as fotos estavam. A loira marejou os olhos instantaneamente assim que pousou os olhos pelas fotos da casa, pelas fotos da paisagem, e dos amigos. também ficou levemente emocionada com as fotos, e então os olhos dela passearam pela foto de Jimin exposta lá, ao lado da de J-Hope. Ela caminhou até a mesma, involuntariamente e quase acariciou o rosto dele sobre a tela, tamanha saudades ela sentia da pele dele… e ela trocaram um olhar e então a abraçou pela cintura.
0
Comente!x

  - Quem sabe ele não vem!
0
Comente!x

  - Do que adianta ele vir? Ele não fala comigo !
0
Comente!x

   suspirou e a amiga fechou os olhos rapidamente para engolir o choro. Passearam pelo restante da ala, impressionadas com o talento do amigo para a fotografia. Seokjin acompanhou as duas e então quando elas saíram da ala, entraram na parte onde ficavam os quadros. Seokjin perguntou:
0
Comente!x

  - Gostou das fotos ? Eu tentei ser o mais sútil possível com as fotos que selecionei! Quis muito passar os sentimentos que tive na casa, com vocês… quis muito que as pessoas que nunca estiveram lá, pudessem sentir o que eu senti lá!
0
Comente!x

  - Tenho certeza que conseguiu! Meus pais certamente achariam as fotos incríveis Seokjin, obrigada!
0
Comente!x

  - Depois preciso do seu endereço, eu emoldurei algumas para você, de presente! Não estão na exposição, eu fiz para você!
0
Comente!x

  Os olhos de marejaram ainda mais e ela segurou a mão dele, com força. Agradeceu a ele mais uma vez.
0
Comente!x

  - Você já vendeu a casa? – ele umedeceu os lábios, tinha uma proposta para fazer á ela –
0
Comente!x

  - Ainda não consegui vender!
0
Comente!x

  - Eu gostaria de comprá-la! – arregalou levemente os olhos – Podemos conversar melhor sobre isso em um outro momento? Namjoon está te ajudando com isso, não está?
0
Comente!x

  Seokjin havia se apegado à casa e aos momentos incríveis que vivera lá com os novos amigos, e afinal de contas a casa e o acampamento haviam sido decisivos para que hoje, ele e estivessem bem. Então queria sim comprar a propriedade.
0
Comente!x

  - Claro! Podemos combinar a conversa para quando você quiser! Vou ficar muito feliz de vendê-la para você Seokjin! – os dois sorriam um para o outro –
0
Comente!x

  - Os outros já estão aqui? – interrompeu sutilmente a conversa –
0
Comente!x

  Na verdade ela queria descobrir se Jimin já havia chegado… claro que queria ver os amigos, mas o coração dela precisava saber de Jimin.
0
Comente!x

  - , Suga, , e V já estão aqui! Vocês tem notícias da ? – Seokjin coçou a nuca enquanto ficava vermelho –
0
Comente!x

  As amigas se entreolharam e então sorriam, achando bonitinho ele ficar sem jeito.
0
Comente!x

  - Ela só nos mandou uma mensagem alegando que estava com problemas no jogo que estreia amanhã, depois disso ela sumiu! Mas você chamou os pais dela também, não foi?
0
Comente!x

  Seokjin assentiu para as meninas, e então tranquilizou o amigo, dizendo que já ela e os pais estariam lá. Depois as duas se juntaram ao restante dos amigos.
0
Comente!x

  Seokjin apresentou a irmã para eles, e logo ela já estava lá conversando com e V, já que tinha mais intimidade com os dois, e então foi receber mais convidados. O buffet já havia sido liberado e ele sentia o coração bater forte dentro do peito, ainda sentindo a ansiedade tomar conta do corpo apesar de estar tudo saindo conforme ele havia planejado. A galeria começava a ficar lotada, então ele sorriu depois de respirar fundo e receber mais gente.
0
Comente!x

  Hoseok sorriu para a recepcionista enquanto entregava o convite para a mesma que sorriu de volta e então deu sinal para que ele pudesse entrar. Os olhos nervosos de Hoseok procuravam por algum conforto, algum rosto conhecido, então ele encontrou Seokjin e voltou a sorrir quando o moreno veio em sua direção com os braços abertos.
0
Comente!x

  - J-Hope! – ele abraçou o mais novo que soltou uma de suas gargalhadas enquanto retribuía o abraço – Que bom que você veio! Cadê o Jimin? Vocês estão sempre juntos, achei que fossem chegar juntos hoje também!
0
Comente!x

  Hoseok engoliu seco, havia dias que não falava com o amigo. Ele não respondia, não atendia as ligações, nunca estava em casa quando Hoseok ia até lá e o moreno temia que os dois se afastassem de novo, além de estar preocupado com o amigo. Ele já não falava mais com e … e elas também não sabiam explicar o que estava acontecendo.
0
Comente!x

  - Acho que ele não vem Seokjin! Faz dias que não nos falamos, e nem com as meninas ele tem falado! Acho que aconteceu alguma coisa com ele, mas não sei o que!
0
Comente!x

  - E você está preocupado e triste não é? Você é um homem muito transparente J-Hope! Suas emoções sempre aparecem no seu semblante! Sabia disso?
0
Comente!x

  Hoseok arregalou os olhos enquanto franzia a testa e depois, soltou mais uma de suas risadas escandalosas.
0
Comente!x

  - Eu gostaria que ele viesse… mas se algo estiver acontecendo com ele, eu entendo! E se vocês precisarem de ajuda com ele, só me falar!
0
Comente!x

  Hoseok achava incrível como Seokjin era um homem gentil e sempre prestativo. Provavelmente por isso ele era artista. Hoseok balançou a cabeça para ele.
0
Comente!x

  - Vem ver a galeria! Vem ver a parte do acampamento! Tem uma foto incrível sua!
0
Comente!x

  - Minha? – ele apontou para si mesmo enquanto sentia o coração acelerar –
0
Comente!x

  A foto de Hoseok era uma das maiores na exposição, pois de acordo com Seokjin, era a mais bonita, por justamente Hoseok ser tão expressivo. A foto dele para Seokjin expressava intensamente o que aqueles dias haviam representado: alegria.
0
Comente!x

  Ele sabia que Hoseok era tímido e extremamente reservado, então havia dito para Hoseok que ele estava nas fotos em grupo, mas não havia detalhado que haviam fotos individuais de cada um dos amigos, pois sabia que Hoseok corria o risco de se sentir incomodado e talvez nem aparecer na inauguração ou não querer a foto exposta lá e Seokjin fazia questão que a foto de Hoseok fosse um dos carros chefes da ala.
0
Comente!x

  - Sim! Tenho fotos individuais de cada um de vocês expostas!
0
Comente!x

  - E quando você tirou isso? – Hoseok umedeceu os lábios enquanto caminhava entre as pessoas com Seokjin que cumprimentava todos –
0
Comente!x

  - Em momentos de distração de vocês! A sua foto é o meu carro chefe da parte de fotos da exposição.
0
Comente!x

  Hoseok voltou a arregalar os olhos e então quando eles chegaram até a ala, Hoseok passeou os olhos por todo o lugar primeiro e então Seokjin assentiu positivamente para ele. Começou a caminhar pela exposição, o sorriso de Hoseok ia brotando no rosto enquanto ele caminhava pela exposição, os dedos dele tocavam levemente as telas e a cada foto ele ia buscando o momento na memória e o sorriso aumentava.
0
Comente!x

  A ala estava cheia de gente e Hoseok então chegou as fotos individuais dos amigos, o sorriso ainda no rosto. Até que ele passeou um pouco mais e encontrou a foto de Namjoon… Hoseok engoliu seco, mas acabou parando na frente dela, como havia feito com a dos outros amigos. Passeou os olhos pelo rosto de Namjoon e depois encarou os olhos de dragão dele… umedeceu os lábios que ficaram levemente secos e então passeou os olhos pela foto de . O sorriso dele aumentou…
0
Comente!x

  E então a próxima foto era a dele… ele sorria para algo, ou para alguém e os olhos dele brilhavam. Algumas pessoas observavam a foto e olhavam para ele, sorrindo. Hoseok sentiu as bochechas esquentarem com força. As pessoas então elogiavam a foto diretamente para ele e depois para Seokjin que agora estava ao lado dele.
0
Comente!x

  - Viu só? – Seokjin o cutucou com o cotovelo –
0
Comente!x

  Hoseok voltou a olhar para sua própria foto. Ficou feliz com o resultado da mesma e então olhou para Seokjin.
0
Comente!x

  - Você é talentoso, eu consegui ficar bonito!
0
Comente!x

  - Ah J-Hope! – Seokjin riu, fazendo Hoseok rir também – Não seja tão modesto!
0
Comente!x

  - Não seja modesto você Seokjin! É lindo! – ele passou a mão pela foto de
0
Comente!x

  Seokjin olhou para ele com os olhos semicerrados e então os dois riram alto outra vez. Mais alguns convidados haviam chegado e Seokjin deixou que Hoseok percorresse a galeria sozinho para receber mais gente. Ele assim o fez, fotografando algumas peças no caminho e aí ouviu vozes bem conhecidas chamarem por ele, deu um giro em volta do próprio corpo e encontrou os amigos acenando e chamando por ele. sentiu o coração acelerar dentro do peito, será que Jimin estava com ele? Ela entreabriu a boca em antecipação e então viu Hoseok caminhar sozinho em direção a eles. Ela ainda tinha esperanças que ele apareceria por lá.
0
Comente!x

  Cumprimentou os amigos e depois abraçou com força depois de olhá-la dos pés à cabeça, ela estava linda. O coração dele ainda batia rápido dentro do peito.
0
Comente!x

  - O que achou das fotos?
0
Comente!x

  - Do acampamento? – ele pegou uma taça de champanhe –
0
Comente!x

   assentiu para ele, segurando a taça que ele havia pego e levando até os próprios lábios, dando um gole do líquido fazendo Hoseok rir.
0
Comente!x

  - Ficaram lindas! A sua especialmente!
0
Comente!x

  - A sua! – ela sorriu para Hoseok – Quando você vai se ver da forma que eu vejo?
0
Comente!x

  Hoseok ficou vermelho e levou a taça aos lábios.
  - Vocês tem notícias do Jimin? – ele perguntou e atraiu a atenção de
0
Comente!x

  As duas amigas se olharam e então abaixou a cabeça.
  - Nós achamos que ele viria com você!
0
Comente!x

  - Ele ainda está ignorando vocês duas? – fez que sim – Ele também não falou mais comigo! Só aquele dia que me disse que precisava de um tempo sozinho… eu estou preocupado!
0
Comente!x

  - Eu também, Hobi! Ele parece outra pessoa!
0
Comente!x

   sentiu o coração apertar dentro do peito e os olhos marejaram, ela pediu licença aos amigos para procurar o banheiro do lugar e se retirou ou acabaria chorando ali mesmo.
0
Comente!x

  Os amigos conversavam sobre diversos assuntos e Seokjin agora estava junto a eles, com uma taça de champanhe na mão, até que eles todos avistaram Jungkook sorrindo e acenando para eles. observou ele com o sorriso de coelho no rosto, acenando loucamente para os amigos e o coração tranquilizou ao saber que ele estava lá. Havia recebido uma ligação do stalker um pouco antes de ficar pronta para a inauguração e então estava tensa desde que saíra de casa com o irmão. Ver Jungkook ali, sorrindo, tão ternamente e tão feliz fez ela ficar mais calma.
0
Comente!x

  Caminhava ainda acenando e sorrindo para os amigos e então acabou esbarrando-se em que voltava do banheiro. Ele a segurou pela cintura impedindo que ela caísse e então arregalou os olhos. Os dois se encararam e ela pediu desculpas.
0
Comente!x

  - Desculpa menino coelho! Eu não vi você!
0
Comente!x

  A voz dela soou baixa e Jungkook reparou que os olhos dela pareciam um pouco vermelhos.
0
Comente!x

  - Mas a culpa foi minha ! – ele soltou um riso nasalado – Tá tudo bem?
0
Comente!x

   fez que sim com a cabeça para ele.
  - Tem certeza? Você parece ter chorado…
0
Comente!x

   engoliu seco.
  - É uma alergia! Meu olho tá que coça, acredita? – ela passou levemente o dedo por um dos olhos coçando-o –
0
Comente!x

  - Ah! – Jungkook a soltou – Entendi!
0
Comente!x

  Os dois caminharam juntos até os amigos e Seokjin abraçou Jungkook enquanto eles se cumprimentavam. Depois, Jungkook olhou para outra vez enquanto ela observava alguns quadros. Ela parecia terrivelmente triste… Cumprimentou Suga e , depois abraçou . Foi apresentado à irmã de Jin e então ele e se olharam. Profundamente e achou a coisa mais graciosa do mundo, ele todo despojado no evento. Os dois trocaram beijos nas bochechas e ele e V se cumprimentaram logo em seguida. Depois ele cumprimentou e Hoseok.
0
Comente!x

  - Eu não sabia que precisava vir tão chique assim! Porque não me falou? – ele cochichou no ouvido de
0
Comente!x

  Ela sentiu os pelos do braço eriçarem, mas acabou rindo da pergunta.
0
Comente!x

  - Ué! É um evento de arte Jungkook! – beliscou a cintura dele –
0
Comente!x

  - Você está linda! – eles se encararam novamente –
0
Comente!x

  - Você também! Mesmo de bermuda! – eles gargalharam juntos – Tá lindo!
0
Comente!x

  Seokjin agora andava pela galeria com mais alguns representantes da imprensa, todo orgulhoso. Foi quando Namjoon adentrou o espaço, arregaçando um pouco as mangas da camisa azul escura que usava, ele viu Seokjin de longe com a imprensa e observou o quão grande o lugar era e estava bem cheio. Andou com as mãos nos bolsos e sorriu largamente encarando as fotos do acampamento. Seokjin havia comentado com ele sobre querer deixar uma ala da exposição só para as fotos que ele havia tirado. Ele até havia compartilhado com Namjoon algumas das escolhas. Mas vê-las ali, expostas em molduras e em tamanhos variados fez Namjoon sorrir genuinamente com o trabalho.
0
Comente!x

  Se espremeu entre as pessoas e então bateu os olhos nas últimas fotos: a dele, a de no meio e para fechar a exposição ao lado da de , a foto de Hoseok. Ele quase pode ouvir a gargalhada escandalosa do mais velho ecoando em seus ouvidos ao ver a foto e então sorriu, depois balançou a cabeça. Aquilo precisava acabar, não precisava? sempre no meio dos dois…
0
Comente!x

  Terminou de caminhar pela exposição decidido a levar um quadro para decorar sua casa e então avistou e Suga, que estavam abraçados e com as testas coladas, os dois conversavam. Depois ele viu , e uma menina que parecia mais nova do que todos eles, conversando. Jungkook conversava com V e com . Ele sorriu ao ver a amiga, ficou feliz de vê-la lá, já que mais cedo quando os dois haviam se visto, ela havia dito não ter certeza se conseguiria ir. E claro, e Hoseok gargalhavam juntos. Aquilo precisava acabar, não precisava?
0
Comente!x

  Ele caminhou vagarosamente até eles e então cumprimentou e Suga, depois as garotas – descobrira que a menina mais nova era irmã de Jin – , se deteve um tempo mais com , abraçando a menor com força. Depois encarou e Hoseok.
0
Comente!x

  Namjoon colocou uma das mãos na cintura de , o coração dele palpitou dentro do peito, como nunca antes quando ela virou o rosto para ele e sorriu. Ele beijou demoradamente o rosto dela e então os dois se encararam por alguns instantes. Depois ele ergueu uma das mãos na direção de Hoseok, que apertou a mão de Namjoon firmemente. Os dois se encararam também, nos olhos. Ele parecia estar ficando cada vez mais confiante, enquanto Namjoon ficava cada vez mais inseguro. Aquilo precisava acabar, não precisava?
0
Comente!x

  Logo e Hoseok já estavam emendando um assunto no outro, e Namjoon não conseguia tirar os olhos dos dois. O maxilar travou. Os dois eram tão conectados… Namjoon queria aquilo também. encarou o amigo e se lembrou da conversa que haviam tido de manhã.
0
Comente!x

  Se aproximou de Namjoon e então segurou o braço do amigo, e o afastou um pouco de onde os amigos estavam.
0
Comente!x

  - Você tá bem? – ela perguntou ajeitando o coque na cabeça –
0
Comente!x

  - Tô bem sim pequena! Só pensativo! E você? O Jimin não chegou?
0
Comente!x

   suspirou profundamente, balançou a cabeça em negativa.
  - Eu acho que ele nem vem! Não sei o que eu faço Joonie!
0
Comente!x

  - Calma! Hum? Se ele precisa de um tempo, dê a ele! Querendo ou não ainda está recente… eu tenho certeza que ele vai colocar a cabeça no lugar! E você continua na terapia?
0
Comente!x

   fez que sim com a cabeça para ele. Namjoon fez um leve carinho nas costas dela.
0
Comente!x

  - As coisas vão se ajustar, ! Confie no tempo!
0
Comente!x

  Seokjin cumprimentou Namjoon que elogiou o amigo pelas obras e então, assim como Suga, ele disse a Jin que gostaria de comprar um quadro, e os dois caminharam até a ala onde os mesmos ficavam. Quando Namjoo escolheu a peça, Seokjin chamou Serena para que ela pudesse colocar a etiqueta de vendido, foi aí então que os amigos repararam que a maioria dos quadros estavam vendidos.
0
Comente!x

   sentiu os olhos marejarem ao olhar no relógio e ver que a inauguração já havia começado há um bom tempo, os pais inclusive não haviam ido porque estavam esperando por ela. Mas o problema ainda não havia sido resolvido, e eles precisavam esperar. Se sentiu mal por não conseguir comparecer a um momento tão importante para Seokjin. Ela havia esperado aquele momento junto com ele, estava ansiosa pelo momento, queria muito ver as obras, o espaço, queria poder abraçá-lo com força e dizer o quão orgulhosa dele estava. Mas não conseguiria… fechou os olhos com força enquanto o chefe puxava um assunto qualquer.
0
Comente!x

  A mãe e o pai apareceram, já prontos para irem. Chamaram pela filha, que virou o rosto na direção deles. Os olhos dela marejaram com mais intensidade.
0
Comente!x

  - Filha, nós já vamos…
0
Comente!x

  - Você não consegue ir mesmo?
0
Comente!x

   balançou a cabeça em negativa enquanto engolia o choro.
0
Comente!x

  - Agora não consigo! Vocês podem por favor explicar para ele o que aconteceu? E podem pedir desculpas e dizer que ainda hoje eu vou ligar para ele?
0
Comente!x

  - Ele quem? – o chefe se intrometeu –
0
Comente!x

  O pai de revirou os olhos. Que homem inconveniente!
0
Comente!x

  - Um amigo da família! Claro querida! Nós vamos explicar para ele, ele vai entender!
0
Comente!x

   não tinha tanta certeza assim…
  Quando Willian e Eliana entraram na galeria Seokjin sorriu, mas logo o sorriso se desfez quando ele não viu . Se encontrou com os dois e então os abraçou rapidamente.
0
Comente!x

  - Que alegria ter vocês dois aqui! – ele tentou sorrir, mas estava nervoso –
0
Comente!x

  Willian e Eliana olharam um para o outro, sem jeito. Eles sabiam que Seokjin estava de fato feliz com a presença deles, mas imaginavam que ele provavelmente estava se perguntando onde estava…
0
Comente!x

  - Nós estávamos ansiosos, querido! O lugar é enorme, e está lotado! Seus pais deveriam ter orgulho de você!
0
Comente!x

  Seokjin abaixou rapidamente a cabeça sentindo os olhos marejarem com as pelotas de Eliana.
0
Comente!x

  - Você deve estar se perguntando sobre a … bom, não sei se você sabe meu filho, mas amanhã estreia um jogo que ela estava desenvolvendo.
0
Comente!x

  - Sim! Ela havia comentado comigo por alto! – ele diminuiu a história –
0
Comente!x

  Ele sabia sim, e com muitos detalhes. Mas era melhor que os pais não tivessem muitas esperanças então ele preferiu dizer que sabia “por alto”.
0
Comente!x

  - O jogo deu um problema hoje de manhã, e ela não estava conseguindo resolver, até que o chefe dela teve que ir lá para casa para eles tentarem! E infelizmente, os dia estão esperando a resposta do servidor para ver se conseguiram corrigir o erro! Então ela está lá, presa! Ela pediu desculpas para você! Ela queria muito vir! Estava empolgada…
0
Comente!x

  - E disse que vai te ligar depois! – Eliana complementou –
0
Comente!x

  Seokjin balançou a cabeça. Ele sabia que de fato estava empolgada, quase tanto quanto ele. O coração dele doeu, mas ele entendia que ela não estava lá por motivos de força maior. Claro que ele queria ao seu lado naquele momento, um momento importante como aquele… mas ele entendia. Teriam muito tempo para que ela visitasse a galeria.
0
Comente!x

  - Eu entendo! Quando ela me ligar vou tranquiliza-lá! Foi um imprevisto e essas coisas infelizmente acontecem! Mas fico imensamente feliz de ter vocês dois aqui! Venham, faço questão de mostrar a galeria para vocês!
0
Comente!x

  Os pais de se juntaram a e , o logo que foi dando a hora de o evento acabar, eles levaram a Eun com eles, a pedido de Jin, já que haveria uma after party, ele não perderia muito tempo em organizar o restante das coisas para fechar a galeria e organizar as peças que seriam entregues na segunda feira no endereço dos compradores, daí ainda teria que levar Eun em casa e depois ir para a festa, e os pais de concordaram!
0
Comente!x

  Logo os amigos se despediram de Jin, já prontos para ir para o after. iria com Namjoon, Hoseok estava de moto, e Suga levariam , resolveu ir com Jungkook e V iria sozinho mesmo. O after party seria no segundo andar de um bar famoso do Rio, os amigos havia reservado lá para que eles pudessem comemorar.
0
Comente!x

   bufou alto e então massageou as têmporas, não aguentava mais. Bruno conversava sem parar e quando ela perguntava sobre a resposta a respeito do servidor ele pedia para aguardar que ainda não havia chegado. Até que finalmente ele pediu para ir ao banheiro, dos fundos, e agradeceu pelo silêncio. O celular dele vibrou sobre a mesa com uma mensagem do pessoal de T.I. acabou por ler a mensagem que dizia que ele precisava de uma resposta tendo em vista que o servidor já havia voltado há mais de uma hora. sentiu o pescoço esquentar de ódio. Então quer dizer que o servidor já havia voltado e ele estava mentindo para ela? Assim que ele saiu do banheiro se pôs de pé.
0
Comente!x

  - O pessoal do T.I mandou mensagem! – esperou que ele lesse –
0
Comente!x

  Bruno coçou a nuca e então começou a gargalhar. O ódio de subiu por suas veias e ela ficou ainda mais vermelha com as risadas de Bruno ecoando por seus ouvidos.
0
Comente!x

  - Eu esqueci de avisar, acredita? É que sua companhia é muito boa e eu acabei me distraindo! – ele coçou a cabeça –
0
Comente!x

  - Pois você deveria ter me avisado, ou me colocado em cópia dos e-mails! Afinal de contas eu também sou responsável pelo projeto! – a cabeça de latejou – Podemos por favor fazer o teste? Eu ainda tenho um compromisso com uma pessoa muito importante e vou tentar ir!
0
Comente!x

  Bruno, enciumado, assentiu para ela e então os dois se sentaram outra vez, e ele respondeu a mensagem do T.I informando que faria os testes e aí avisaria à ele.
0
Comente!x

   balançava uma das pernas, nervosa. Queria resolver logo aquilo e correr para a exposição para ver se ainda conseguia encontrar Jin lá e prestigiá-lo, mesmo que por cinco minutos. Os dois se olharam quando finalmente o jogo começou a rodar, e então torceu para que o jogo rodasse do começo ao fim sem nenhum erro. Precisava ver Seokjin antes que a exposição acabasse.
0
Comente!x

  E como se o Universo ouvisse suas preces, assim foi feito. O problema foi finalmente resolvido e eles rodaram o jogo por duas vezes para se certificarem que de fato, tudo estava resolvido.
0
Comente!x

  - Você precisa de uma carona até o seu compromisso? – Bruno perguntou enquanto caminhava devagar com até a porta da casa –
0
Comente!x

  - Não preciso, eu pego um carro de aplicativo! Obrigada e boa noite Bruno! – ela abriu a porta para o chefe –
0
Comente!x

  - Me desculpe por ter te atrasado! Eu posso saber quem é  a tal pessoa importante?
0
Comente!x

  - Tchau Bruno! – o chefe atravessou a porta e então a fechou, não dando mais tempo para ele –
0
Comente!x

  Ela subiu as escadas se apoiando no corrimão e então tomou um banho e se arrumou, o mais rápido que pode, já que o pé ainda não estava cem por cento. Engoliu seco quando o entrou dentro do carro, olhou no celular e percebeu que faltavam cerca de vinte minutos pro evento encerrar oficialmente. Fechou os olhos com força tentando acalmar o coração e tranquilizar a mente: daria tempo, ela profetizou.
0
Comente!x

  Seokjin estava sozinho encarando os quadros que estavam expostos, logo ele e Serena teriam que empacotar e separar os vendidos, ele suspirou pesaroso. Pensou em
0
Comente!x

  Serena estava dispensando a recepcionista quando a porta do elevador se abriu revelando . Ela parecia um tanto quanto desesperada, ajeitou a muleta em um dos braços e então da forma mais apressada que pôde ela caminhou até as duas mulheres e entregou o convite.
0
Comente!x

  - Sinto muito, mas a exposição encerrou faz alguns minutos, moça!
0
Comente!x

   mordeu o lábio e Serena observou o rosto dela, buscando na memória de onde se lembrava dela. Click: o quadro com o rosto dela pintado na última exposição de Seokjin… ela tirando uma foto da mulher com o quadro e depois ela fugindo… se lembrou da reação de Seokjin quando soube que ela havia aparecido na exposição e ele correndo atrás dela.
0
Comente!x

  - Não! Entra moça! Pode entrar! – a recepcionista olhou confusa para Serena – Eu vou falar com o Seokjin para te receber! Pode ir querida, eu mesma fecho aqui, obrigada!
0
Comente!x

  Ainda meio sem entender a recepcionista pegou o convite de , e o guardou junto aos outros e então foi embora. Serena pediu que aguardasse, e então saiu. passeou rapidamente os olhos pelo lugar, e se deu finalmente conta do tamanho da galeria. O peito dela queimou de orgulho.
0
Comente!x

  - Jin! Jin! – ele ouviu a voz de Serena então se virou – Você precisa ver quem está aqui! Vem comigo!
0
Comente!x

  Serena ergueu a mão na direção do mais novo que automaticamente a segurou. Ele confiava tanto em Serena que não a questionou, não teve curiosidade, medo, nada… só foi com ela. Caminharam de mãos dadas e então ele vislumbrou lá, parada, segurando sua muleta e vestida de azul. Ele sorriu, sentindo o peito aliviar de uma forma inexplicável. estava lá… ele não estava imaginando, muito menos sonhando, era ela lá, de carne e osso!
0
Comente!x

  Soltou a mão de Serena e então caminhou até que esperou a chegada dele. Seokjin segurou o rosto dela entre as mãos e então encostou a testa na dela. fechou os olhos e então sorriu.
0
Comente!x

  - Me desculpa! O idiota do meu chefe precisou me ajudar com um bug que apareceu do nada no jogo que eu tava desenvolvendo, e eu não consegui sozinha! Ele me enrolou tanto que eu não consegui sair com os meus pais para vir… – ele riu fazendo ela parar de falar –
0
Comente!x

  - Eu entendo! Não precisa me explicar, você tá aqui agora e é isso que importa! É isso que importa!
0
Comente!x

  Ainda sorrindo ela sentiu os lábios de Seokjin pressionarem os seus com delicadeza, e então eles se beijaram. Os lábios sentindo falta um do outro, se mexiam lentamente como se quisessem aproveitar o tempo que tinham. Logo as línguas já dançavam uma com a outra, e o beijo foi tomando intensidade. afundou uma das mãos nos cabelos de Seokjin e ele aproveitou para colar o corpo de ao seu enquanto aproveitava o gosto bom de menta que vinha da língua quente dela. Era engraçado como a cada vez que se beijavam o corpo dos dois descobria uma sensação diferente. Jin sentia os pelos da nuca se arrepiarem toda vez que a língua dos dois enroscava uma na outra, e sentia a mesma coisa.
0
Comente!x

  Quando os dois – relutantes – afastaram os lábios um do outro, Seokjin soltou o rosto dela. Os dois se olham e pode ver os olhos de Jin brilhando.
0
Comente!x

  - Você consegue andar? Para eu te mostrar tudo?
0
Comente!x

  - Consigo! Devagar, mas consigo! E eu quero ver tudo Jin!
0
Comente!x

  Ele sorriu para ela e então passou o braço no dele. Devagar, os dois começaram a caminhar. sentiu os olhos marejarem com as fotos do acampamento, e então Jin explicou para ela o que quis passar com cada uma das fotos, depois eles passaram pelos quadros, ficou ainda mais orgulhosa dele! E por fim passearam pelas esculturas. Serena estava bem lá, e sorriu para os dois. Ela não havia entendido muito bem a relação dos dois, e se retirou assim que o beijo dera início, mas ela sentia que a garota fazia bem ao artista.
0
Comente!x

  - Você vai para a festa? Eu preciso ajeitar aqui as peças que foram vendidas, e aí, eu vou! Posso pedir um carro para você, se não quiser me esperar!
0
Comente!x

  - Deixa que eu cuido das coisas aqui Jin!
0
Comente!x

  - Não! – ele segurou os ombros de Serena – Não é justo!
0
Comente!x

  - A noite é sua querido! Seus amigos estão te esperando para comemorar, e você merece comemorar, só nós dois sabemos o quanto você trabalhou por isso aqui! Deixa que eu me viro, vai comemorar com a sua namorada e seus amigos!
0
Comente!x

  Seokjin a abraçou, com força. Gostava tanto de Serena. quis abraçá-la também. Serena estava sendo como uma mãe, e na verdade era assim que Seokjin se sentia com ela também. Aquilo fez ficar ainda mais raivosa com relação aos pais de Seokjin. Eles deveriam estar ali…
0
Comente!x

  Os dois chegaram devagar ao elevador e então Seokjin a abraçou pela cintura. Como ele quis fazer aquilo! Agora, eles se encontrariam com os amigos e Seokjin se sentia finalmente completo. deitou a cabeça no ombro dele e fechou os olhos quando o elevador começou a descer. Aquilo podia durar para sempre. Seokjin deitou a cabeça sobre a dela e pensou: toda vez que ele achava que havia perdido seu caminho, ele se apaixonava por ela um pouco mais.
0
Comente!x

Centésimo Segundo Capítulo – That way

  Na manhã do dia da inauguração da galeria de Jin:

   se sentou ao lado do amigo no banco enquanto eles observavam Dona Yuna se exercitando ao sol. Aos sábados ela tinha uma rotina de exercícios ao ar livre para ajudar com a musculatura. Dona Yuna não andava muito bem, o coração dela andava um pouco fraco, e com isso ela começava a apresentar uma leve falta de ar e um pouco de água nos pulmões. Namjoon andava com medo e preocupado, e não só com a mãe.
0
Comente!x

  Ele e se encararam.
0
Comente!x

  - Falaram mais alguma coisa?
0
Comente!x

  Namjoon fez que não para ela.
  - Mas devem conversar comigo depois, antes de eu ir embora.
0
Comente!x

  - Ela já viu você? – olhou para Yuna se exercitando –
0
Comente!x

  - Ainda não! – Namjoon suspirou fazendo o peito subir e descer – Tanta coisa na cabeça desde que voltei de São Paulo com a !
0
Comente!x

  - Muito trabalho?
0
Comente!x

  - Não só isso! Mas me fala… você disse que queria conversar comigo! O que aconteceu?
0
Comente!x

   respirou fundo. Ela mexia nos próprios dedos e Namjoon olhou para as mãos dela, acompanhando os movimentos. A amiga parecia extremamente triste e abatida e ele se preocupou.
0
Comente!x

  - Eu não deveria mais ter dificuldades para falar sobre isso, mas não sei de fato como começar… porque somos amigos e eu deveria ter feito tudo diferente, deveria ter te contado! Na verdade, deveria ter contado para todo mundo!
0
Comente!x

  - O que? Se você ainda não se sente confortável o suficiente, respeite a si mesma, !
0
Comente!x

  Ela voltou a respirar fundo e então Namjoon tocou a mão pequena dela.
0
Comente!x

  - Eu estou fazendo terapia, acredita? – Namjoon riu da forma que a amiga havia falado – É sério!
0
Comente!x

  Ele cessou a risada.
  - Eu ri da forma que você falou! E também porque você é durona demais, é difícil acreditar de fato. Você sempre se achou muito auto suficiente, que nem eu! Já reparou no quanto nós somos parecidos ?
0
Comente!x

  Foi a vez da amiga gargalhar e concordar com ele.
  - Eu me apaixonei, Joonie! E eu nunca quis, o amor não é para mim, eu não sei lidar com tudo que esse sentimento ridículo trás!
0
Comente!x

  - Você sempre se achou superior a esse sentimento, e tudo que ele representa, e todo o combo de sentimentos que vem junto com ele… eu sei como é porque é exatamente o que eu sinto. É uma fraqueza! – eles disseram juntos –
0
Comente!x

  - Sim! Mas acabou acontecendo, e eu não quis assumir esse sentimento, nem para mim, nem para ele, nem para os outros… e aí acabei perdendo o grande amor da minha vida e não sei o que fazer, totalmente perdida, vazia e cheia ao mesmo tempo. E é uma dor que eu nunca senti antes! Uma dor que eu tanto evitei…
0
Comente!x

  Namjoon suspirou alto e apertou a mão delicada de na sua.
0
Comente!x

  - Mas com a terapia eu percebi que eu não deveria ter evitado, que isso só piora as coisas. Eu acumulei tanta coisa dentro de mim, com medo de me sentir vulnerável, com medo de ser fraca, com medo de sentimentos que são normais para qualquer ser humano, e eu não sou “especial” – ela fez aspas com os dedos – “escolhida pelos Deuses”, eu sou um ser humano como outro qualquer, então sim, vou sentir todos esses sentimentos, querendo ou não. E bom, agora eu perdi um homem incrível, porque eu simplesmente fugi de sentimentos banais e normais para todo e qualquer ser humano… e bom, todos os meus gatilhos precisam ser superados agora para que eu possa sentir tudo isso sem me sentir fraca.
0
Comente!x

  Os dois se olharam em silêncio. Namjoon encheu os olhos de água, e também.
0
Comente!x

  - E esse cara é o Jimin? – olhou para baixo e apertou a mão de Namjoon na sua –
0
Comente!x

  Todo mundo percebia? Ou por Namjoon ser advogado ele tinha um lado analitico mais aguçado? Ah, isso não importava mais! Mesmo que não estivessem mais juntos, ela agora o assumiria.
0
Comente!x

  - É! É o Jimin! Como você soube?
0
Comente!x

  - Eu tenho feeling de advogado! – Namjoon deu de ombros – Sou advogado investigativo , esqueceu? É quase automático que eu investigue as coisas, que eu junte as peças, que eu procure evidências, eu nem vejo que estou fazendo.
0
Comente!x

  - Vocês não estão mais juntos?
0
Comente!x

  - Não! Eu não quis assumir nosso relacionamento depois que transamos, e aí ele explodiu, porque bom… já fazia meses que estávamos escondidos e ele queria muito assumir. Enfim… – os olhos de marejaram pesadamente –
0
Comente!x

  - Entendi… e você acha que não tem volta? Ele parou de falar com você?
0
Comente!x

  - Sim! Nós só conversamos sobre o trabalho e no escritório, nem com a e o Hoseok ele conversa mais.
0
Comente!x

  - Nem com o Hoseok? – Namjoon franziu o cenho – Caramba!
0
Comente!x

  - É! Eu entendo todo o mal que fiz para ele… entendo em partes toda essa super reação que ele está tendo.
0
Comente!x

  - Tempo ao tempo, ! As pessoas são mais lembrança do que presença…
0
Comente!x

  - Posso te perguntar uma coisa Joonie? – ela olhou para o advogado –
0
Comente!x

  - Pode! – ele soltou a mão dela e então passou o braço em volta dos ombros dela –
0
Comente!x

   se ajeitou por lá, encaixando a cabeça no peito dele.
0
Comente!x

  - O que você sente pela ? É realmente só tesão? Porque no acampamento não foi isso que pareceu Joonie…
0
Comente!x

  Namjoon engoliu seco com a pergunta e então ele repassou toda a viagem para São Paulo em sua cabeça…
0
Comente!x

  - Sinceramente? – fez que sim para ele – Ela tem a alma fresca, tudo com ela é fácil e leve e inusitado, não preciso usar a frase “desculpa, é que eu sou muito imaturo” a cada cinco bobagens que digo, pelo contrário, ela ri dos meus gracejos ao invés de me censurar… Eu estou completamente apaixonado por ela! Mas não sei lidar com isso… e não sei se quero aprender, não quero sentir isso!
0
Comente!x

  - Foi assim que eu perdi o Jimin! E no seu caso, ela tem outra opção… ela tem o Hoseok que é exatamente o oposto de você e já deixou muito claro para ela que está apaixonado… Se você não quiser perder a , precisava fazer alguma coisa, ou vai acabar como eu!
0
Comente!x

  Yuna se sentou na cadeira de rodas e Namjoon assistiu a enfermeira caminhar com a mãe até onde eles estavam. tinha razão, ele precisava fazer alguma coisa, não gostava de perder, e perder estava fora de cogitação.
0
Comente!x

  - A senhora tá bonita hoje! – sorriu para ela –
0
Comente!x

  Yuna sorriu de volta para e então pousou os olhos em Namjoon, que também sorria.
0
Comente!x

  - Obrigada querida! Esse moço que sempre me visita, – ela balançou a cabeça na direção de Namjoon – ele é seu namorado?
0
Comente!x

  Namjoon abaixou a cabeça, fechou os olhos e sentiu o peito doer pelo amigo.
0
Comente!x

  - Porque dona Yuna?
0
Comente!x

  - Porque se eu fosse mãe dele, eu ficaria muito feliz de saber que tenho um filho tão presente! Mas meu filho morreu… nasceu e morreu! E eu não tive a oportunidade de segurar ele nos meus braços, de ouvir o chorinho dele, de amamentar… ele foi tirado de mim! E aí me prenderam aqui… eu só queria meu filho!
0
Comente!x

  As lágrimas começaram a descer pelas bochechas de Yuna e se ajoelhou perto dela, segurando as mãos dela.
0
Comente!x

  Namjoon, ainda de cabeça baixa, deixou que as lágrimas escorressem por seu rosto também. Mais uma vez ele sairia de lá com o peito dilacerado.
0
Comente!x

  Namjoon adentrou o espaço, arregaçando um pouco as mangas da camisa azul escura que usava, ele viu Seokjin de longe com a imprensa e observou o quão grande o lugar era e estava bem cheio. Andou com as mãos nos bolsos e sorriu largamente encarando as fotos do acampamento. Seokjin havia comentado com ele sobre querer deixar uma ala da exposição só para as fotos que ele havia tirado. Ele até havia compartilhado com Namjoon algumas das escolhas. Mas vê-las ali, expostas em molduras e em tamanhos variados fez Namjoon sorrir genuinamente com o trabalho.
0
Comente!x

  Se espremeu entre as pessoas e então bateu os olhos nas últimas fotos: a dele, a de no meio e para fechar a exposição ao lado da de , a foto de Hoseok. Ele quase pode ouvir a gargalhada escandalosa do mais velho ecoando em seus ouvidos ao ver a foto e então sorriu, depois balançou a cabeça. Aquilo precisava acabar, não precisava? sempre no meio dos dois…
0
Comente!x

  Terminou de caminhar pela exposição decidido a levar um quadro para decorar sua casa e então avistou e Suga, que estavam abraçados e com as testas coladas, os dois conversavam. Depois ele viu , e uma menina que parecia mais nova do que todos eles, conversando. Jungkook conversava com V e com . Ele sorriu ao ver a amiga, ficou feliz de vê-la lá, já que mais cedo quando os dois haviam se visto, ela havia dito não ter certeza se conseguiria ir. E claro, e Hoseok gargalhavam juntos. Aquilo precisava acabar, não precisava?
0
Comente!x

  Ele caminhou vagarosamente até eles e então cumprimentou e Suga, depois as garotas – descobrira que a menina mais nova era irmã de Jin – , se deteve um tempo mais com , abraçando a menor com força. Depois encarou e Hoseok.
0
Comente!x

  Namjoon colocou uma das mãos na cintura de , o coração dele palpitou dentro do peito, como nunca antes quando ela virou o rosto para ele e sorriu. Ele beijou demoradamente o rosto dela e então os dois se encararam por alguns instantes. Depois ele ergueu uma das mãos na direção de Hoseok, que apertou a mão de Namjoon firmemente. Os dois se encararam também, nos olhos. Ele parecia estar ficando cada vez mais confiante, enquanto Namjoon ficava cada vez mais inseguro. Aquilo precisava acabar, não precisava?
0
Comente!x

  Logo e Hoseok já estavam emendando um assunto no outro, e Namjoon não conseguia tirar os olhos dos dois. O maxilar travou. Os dois eram tão conectados… Namjoon queria aquilo também. encarou o amigo e se lembrou da conversa que haviam tido de manhã.
0
Comente!x

  Se aproximou de Namjoon e então segurou o braço do amigo, e o afastou um pouco de onde os amigos estavam.
0
Comente!x

  - Você tá bem? – ela perguntou ajeitando o coque na cabeça –
0
Comente!x

  - Tô bem sim pequena! Só pensativo! E você? O Jimin não chegou?
0
Comente!x

   suspirou profundamente, balançou a cabeça em negativa.
  - Eu acho que ele nem vem! Não sei o que eu faço Joonie!
0
Comente!x

  - Calma! Hum? Se ele precisa de um tempo, dê a ele! Querendo ou não ainda está recente… eu tenho certeza que ele vai colocar a cabeça no lugar! E você continua na terapia?
0
Comente!x

   fez que sim com a cabeça para ele. Namjoon fez um leve carinho nas costas dela.
0
Comente!x

  - As coisas vão se ajustar, ! Confie no tempo!
0
Comente!x

  Seokjin cumprimentou Namjoon que elogiou o amigo pelas obras e então, assim como Suga, ele disse a Jin que gostaria de comprar um quadro, e os dois caminharam até a ala onde os mesmos ficavam. Quando Namjoo escolheu a peça, Seokjin chamou Serena para que ela pudesse colocar a etiqueta de vendido, foi aí então que os amigos repararam que a maioria dos quadros estavam vendidos.
0
Comente!x

  Assim que eles chegaram até o segundo andar do bar, que estava reservado para os amigos, ele se juntou à Suga, V, Jungkook e Hoseok que estavam escorados no parapeito do local. Ele observou o céu e depois olhou para Hoseok, que conversava animadamente com Suga. E então os olhos dele pularam para , sentada à mesa com as garotas e já bebendo algo. Ela estava radiante de tão bonita aquele vestido… O coração de Namjoon batia rápido dentro do peito, e ele quis beijá-la, com força e ali na frente de todos, inclusive de Hoseok.
0
Comente!x

  Os minutos iam se passando e os garotos agora também bebiam enquanto conversavam sobre a galeria do amigo, Suga comentou que estava ansioso para que sua escultura chegasse logo e que até já sabia onde a colocaria dentro do apartamento e Namjoon compartilhou da ansiedade de Suga pelo recebimento de seu quadro.
0
Comente!x

  - Vocês também repararam no quanto o Jin hyung ficou borocoxô porque a não foi? Aliás, o que será que aconteceu para ela não ter ido? Os dois não estavam bem lá no acampamento depois do jantar armado pela ?
0
Comente!x

  - Ela certamente teve algum imprevisto! – Hoseok respondeu –
0
Comente!x

  - Também acho! Eu falei com ela ontem e ela disse que tava tudo certo, que viria! – V balançou a cabeça e depois bebeu de sua cerveja –
0
Comente!x

  - Também acho que ela não tinha motivos para não ir, os dois parece que estão se acertando! – Suga também balançou a cabeça para os amigos –
0
Comente!x

  Foi aí que o amigo surgiu, terminando de subir as escadas e guiado pela recepcionista, porém ele parou no último degrau e ergueu uma das mãos. segurou a mão dele e então ele a ajudou a terminar de subir as escadas. Os amigos, boquiabertos não conseguiram ter outra reação a não ser comemorar aos gritos. V fora o primeiro a correr até os dois já que estava mais perto da escada, e os abraçou, fazendo os dois começaram a rir e o abraçarem de volta. Logo todos os amigos estavam reunidos perto dos dois, comemorando a chegada dele e a ida de .
0
Comente!x

  - Amiga! Como assim? Porque você não foi a inauguração? – segurou pelos ombros delicadamente enquanto perguntava –
0
Comente!x

  - Quem disse que eu não fui? Eu só cheguei atrasada e vocês não estavam mais lá!
0
Comente!x

  Seokjin concordou com enquanto sorria para ela. Namjoon e observaram o sorriso do amigo.
0
Comente!x

  - Tomara que eles terminem de se acertar logo! – Namjoon cochichou para a mais baixa –
0
Comente!x

  - Eles vão! – sorriu sem mostrar os dentes – E você precisa pegar mais leve na bebida, está dirigindo!
0
Comente!x

  Namjoon fez uma careta para ela, e os dois riram.
  - Beber me ajuda a pensar!
0
Comente!x

  - E no que está pensando? Ou melhor, no que você precisa de ajuda?
0
Comente!x

  - Não quero perder a
0
Comente!x

  - Só não meta os pés pelas mãos! Cuidado com a  bebida. – beijou a bochecha dele –
0
Comente!x

  Namjoon retribuiu o beijo na bochecha dela antes de a mesma sair em direção a e . Voltou a observar conversando com Seokjin e . Até que ela o chamou pelo dedo, ele sorriu, por finalmente se lembrar que ele estava lá. Caminhou até os amigos e então envolveu uma das mãos – a que estava livre – na cintura de , e aproximou o corpo dos dois.
0
Comente!x

  - O Seokjin tá querendo comprar a casa do acampamento!
0
Comente!x

  - Mesmo hyung? Quer comprar a casa ou as memórias que vem com ela? – ele brincou –
0
Comente!x

  Os amigos e ele riram, e sentiu as bochechas esquentarem quando Seokjin olhou para ela.
0
Comente!x

  - Como está sua agenda na semana que vem? comentou que você está ajudando nas negociações e cuidando da papelada… certo?
0
Comente!x

  Ah então, havia o chamado ali apenas para que eles pudessem marcar uma reunião sobre a venda da casa? Ele engoliu seco brevemente e tomou mais um gole de seu drink escuro.
0
Comente!x

  - Eu estarei disponível na quinta pela manhã, das nove ao meio dia! Tudo bem para vocês?
0
Comente!x

  - Ótimo para mim! – Seokjin respondeu e olhou para
0
Comente!x

  - Ao meio dia eu posso, de manhã eu trabalho! Mas vocês podem se reunir pela manhã para acertarem os detalhes e ao meio dia nós terminamos a negociação e eu assino os papéis! Pode ser?
0
Comente!x

  - Claro! Namjoon?
0
Comente!x

  - Claro! Claro! – Namjoon fez que sim com a cabeça – Ótimo!
0
Comente!x

   observava conversando com e , mas a amiga parecia inquieta e infeliz. Balançou a cabeça em negativa e então caminhou até a mesa e pegou o celular dentro da bolsa. Procurou pelo contato de Jimin no Whatsapp e então digitou:
0
Comente!x

  “Aonde você está? Porque não veio para a inauguração da galeria do Jin? Você não pode vir pelo menos para a festa, já que a inauguração acabou”
0
Comente!x

  Havia perdido a paciência com o mais novo. Ele precisava voltar a si. Ela tinha esperanças que ele a respondesse, já que havia sido um pouco mais agressiva. E funcionou. Ele respondeu com algumas fotos e um vídeo: a primeira era dele sozinho, uma selfie, num lugar à meia luz e com a língua para fora. Claramente bêbado. revirou os olhos, e então abriu a segunda foto, que estava desfocada como se ele estivesse gargalhando no momento em que a mesma fora tirada, as outras fotos eram do local. Uma boate. E o vídeo era dele e de Chloe nessa boate. Jimin tinha uma garrafa de vodka em uma das mãos e abraçava Chloe pelo pescoço enquanto depositava alguns beijos desajeitados na bochecha dela que ria. sentiu raiva do amigo. Ele estava sendo ridículo e infantil, aquilo já havia passado dos limites, ele não magoava só com aquilo tudo! Seokjin não tinha nada a ver com aquilo, ele podia simplesmente ter ido à inauguração e depois ido a tal boate com a Chloe.
0
Comente!x

  “Eu estou num lugar bem mais interessante!”
0
Comente!x

   voltou a revirar os olhos com força e então bloqueou o telefone. Ela quis xingá-lo e dizer que ele estava sendo um babaca, mas não adiantaria. Respirou fundo e então caminhou para onde a amiga estava.
0
Comente!x

  Eles se juntaram depois para tirar algumas fotos e então voltaram a conversar. A noite passava agradavelmente, apesar de alguns chuviscos. Os amigos se divertiam juntos e a festa só serviu para comprovar a sintonia que eles tinham.
0
Comente!x

   perdeu as contas de quantos drinks Namjoon havia tomado, ele já estava com as bochechas vermelhas e começava a ter dificuldades para falar e a ficar mais soltinho. Ele estava sentado em um dos bancos disponíveis pelo local, agora sozinho. E observava sem tirar os olhos dela. Hoseok se aproximou dela, com um drink em mãos, e eles começaram a conversar. Namjoon também queria atenção.
0
Comente!x

  Se levantou dando um gole na bebida e depois de colocar o copo vazio sobre uma das mesas, Namjoon pegou uma das cervejas que havia dentro de um dos baldes com gelo sobre outra mesa. Cambaleou um pouco e foi amparado por V, agradeceu o mais novo. Assim que chegou perto dos dois ele ouviu:
0
Comente!x

  -Quer terminar a noite comigo? -Hoseok sorriu pra ela –
0
Comente!x

  Aquilo precisava acabar, não precisava? Eles já estavam transando? Pronto, ele perderia
0
Comente!x

  Os olhos dele marejaram levemente e ele sentiu o peito arder como se estivesse em chamas. Ele não perdia! Namjoon não aceitava as derrotas de forma fácil, tinha aversão a derrota. Ele não perderia , especialmente para Hoseok. Não podia.
0
Comente!x

  Namjoon raspou a garganta e chamou a atenção de todos para si. Os amigos pararam o que estavam fazendo e então olharam para ele:
0
Comente!x

  -Que tal se todo mundo se juntasse aqui? Eu queria propor um brinde para o Seokjin! Afinal de contas ele merece! – ele começou a chamar todos com a mão enquanto dava um longo gole da cerveja –
0
Comente!x

  Rapidamente os amigos se juntaram numa espécie de roda e então eles brindaram enquanto soltavam alguns gritos e falavam sobre o Jin. Quando todos os amigos terminaram de beber, Namjoon inflou.
0
Comente!x

  - Eu sei que essa noite é para o Seokjin, e que estamos aqui para celebrar por ele! Mas eu preciso fazer isso! E acho que não existe momento melhor para isso, do que nós todos aqui reunidos, pois estamos desenvolvendo laços de amizade cada vez mais fortes não é?
0
Comente!x

  Os amigos concordaram, alguns estavam levemente alterados e outros ainda não, mas eles entraram na onda de Namjoon então gritaram para ele. Namjoon sorriu. Ergueu a mão na direção de , ficando na frente da loira e sentiu que o coração poderia explodir. Ele não podia perder , e bom, aquilo precisava acabar, não precisava?
0
Comente!x

  -, você aceita namorar comigo?
0
Comente!x

  Hoseok sentiu os batimentos cardíacos desacelerarem e ele achou que fosse desmaiar. O sorriso que ele antes tinha no rosto, foi sumindo devagar e ele ficou pálido. O semblante dele agora era um misto de surpresa, frustração, tristeza…
0
Comente!x

   fechou os olhos com força, o que o amigo estava fazendo? olhou para e balbuciou para ela: “o que tá acontecendo?” Todos os amigos pareceram muito surpresos com o pedido repentino e o silêncio reinava no segundo andar do restaurante.
0
Comente!x

  O coração de parecia querer rasgar a pele. O que Namjoon achava que estava fazendo? sabia que aquilo tudo era apenas ego ferido, ele só queria atenção, ele só estava querendo aparecer provavelmente. Ou ele falava sério? A cabeça dela girou, e ela olhou a mão de Namjoon erguida para ela. Não, aquilo não podia e não iria ser resolvido ali.
0
Comente!x

  - Vamos descer? Eu não me sinto confortável te dando uma resposta aqui! Levanta Joonie!
0
Comente!x

  A loira segurou a mão dele e apoiou a outra mão no ombro dele. Namjoon franziu o cenho e travou o maxilar. Ela não queria? E porque queria descer? Se sentiu humilhado, mas desceu com ela.
0
Comente!x

  Hoseok estava escorado no parapeito do segundo andar. Os olhos ardiam de vontade de chorar, ele olhava a vista linda do Rio de Janeiro, mas a cabeça dele não estava lá. Ele balançou a cabeça em negativa algumas vezes, precisava fazer alguma coisa! Vislumbrou a silhueta de alguém se aproximando, mas não se moveu um centímetro.
0
Comente!x

  - Ei! – a voz de invadiu seus ouvidos – Tá tudo bem? Ah!
0
Comente!x

  Ela pausou por alguns segundos.
  - Eu sei! Essa pergunta foi ridícula! Você não está bem! E eu sei disso… Sinto muito!
0
Comente!x

   passeou uma das mãos pelas costas dele numa tentativa falha de amenizar o que quer que fosse que ele estava sentindo.
0
Comente!x

  - Eu não vou deixar o seu amigo tirar a de mim! Não vou ficar aqui parado lamentando! Vou lutar por ela!
0
Comente!x

  Ele olhou para que apenas assentiu para ele.
  - Faça o que seu coração pede!
0
Comente!x

  Na porta do restaurante, finalmente soltou todo o ar preso em seus pulmões e massageou as têmporas.
0
Comente!x

  - Pode me explicar?
0
Comente!x

  - Eu acabei de pedir você em namoro e você quer que eu explique? – Namjoon se escorou na parede fechando os olhos –
0
Comente!x

  Ele estava muito tonto, e um tanto quanto bêbado.
  - Do nada? No meio da noite do Seokjin? Você disse que achava que era o melhor momento? Quer mesmo tentar me convencer que isso foi planejado e pensado por semanas? Quer que eu acredite que não foi porque você está com seu ego ferido por sei lá o que? Eu não entendo você, porra!
0
Comente!x

   também fechou os olhos.
  - Gosto do modo como emana alegria por onde passa, gosto do seu jeitinho faceiro de menina solta sempre sorridente, gosto do modo como me olha quando nos encontramos… Talvez você não tenha se dado conta , mas eu não consigo controlar o riso quando o assunto é você, não consigo controlar a ansiedade quando você está por perto, minhas mãos suam e tremem, meu coração acelera tanto, mas tanto que tenho medo que uma hora ele decida pular pela boca, e minhas pernas parecem que são feitas de mingau. Talvez você não tenha se dado conta, mas eu gosto mesmo de você. Talvez você não tenha se dado conta, mas eu gosto muito de você, porra!
0
Comente!x

  Ele devolveu, ainda de olhos fechados e escorado na parede.
0
Comente!x

  - Você está bêbado! Só fez isso porque queria a minha atenção! De novo Namjoon?
0
Comente!x

  - ! – a cabeça dele latejou – O que você vê no Hoseok? Por Deus!
0
Comente!x

  - Eu preciso mesmo te responder isso? E o que será que eu vejo em você? Já se perguntou isso, ao invés de ficar se perguntando o que eu vejo no Hoseok?
0
Comente!x

  Ele abriu os olhos. Encarou .
  - Eu sei que tenho defeitos! Defeitos tremendos… mas você deve sentir alguma coisa por mim além de tesao! Porque pelo que ouvi, você e o Hoseok devem ter transado! Ele estava chamando você para passar a noite com ele, e ele não faria isso se vocês dois não tivessem conseguido transar! Menti?
0
Comente!x

   abriu os olhos também.
  - Certo! É claro que sinto algo por você! E sinto pelo Hoseok também, e é isso a droga do problema!
0
Comente!x

  Eles não viram quando Hoseok saiu do restaurante e se aproximou. estava de costas e Namjoon estava bêbado o suficiente para não perceber. Então Namjoon se mexeu, ficando frente a frente com . O suficiente para encostar na cintura dela com uma das mãos.
0
Comente!x

  - Ele não vai te tocar como eu tocaria, ele não vai te amar como eu amaria! Ele não conhece seu corpo ! Ele não faz direito, tenho certeza! Ele não vai te amar como eu amaria,caramba! Então para de me fazer perder tempo, pare de mexer com minha cabeça!
0
Comente!x

  O sangue de Hoseok ferveu nas veias e então ele se aproximou mais, se aproximou o suficiente para conseguir empurrar Namjoon com toda a força que tinha.
0
Comente!x

  - Ele sabe sobre você em todos os sentidos? Ele memorizou cada parte do seu rosto? Por dentro e por fora, , da cabeça aos pés? Hum? Ele sabe tudo que tem para saber? Sua tatuagem secreta? A forma como você muda de humor? As músicas que você canta quando está sozinha? Sua banda favorita? A forma que você dança? Ele sabe a forma que você se moveu quando estava por cima de mim? Ele sabe que eu te quero tanto ele? E que hoje à noite você é minha, ? Ele sabe?
0
Comente!x

  - Hoseok! – segurou os ombros dele –
0
Comente!x

  - Ele nunca saberá a maneira como você mente quando olha para mim, então continue tentando, mas você sabe que eu vejo todas as pequenas coisas que fazem você ser quem você é! Então me diga, !
0
Comente!x

  - Porque você está se metendo? – Namjoon ficou frente a frente com Hoseok –
0
Comente!x

  Ele devolveu o empurrão e então voltou a ficar colado em Hoseok. O nariz dos dois já se encostava. As respirações se misturavam.
0
Comente!x

   separou os dois, ficando no meio dos homens e então os afastando com os próprios braços. O coração dela saltava apressado dentro do peito e ela começou a tremer.
0
Comente!x

  - E porque você não acabou com isso? Porque está sendo corajoso só agora? Se você é tão bom assim Hoseok, porque não pediu a em namoro primeiro? Porque você tem medo! Você é medroso!
0
Comente!x

  - Namjoon por favor! – gritou –
0
Comente!x

  - Ele pode ser um pecador, ou um cavalheiro… Ele pode ser o pregador, quando sua alma está condenada, ele pode ser o advogado em um banco das testemunhas. Ele pode ser um estranho, a quem você deu uma segunda olhada, ele pode ser um troféu de um caso de uma noite só… Mas eu não entendo! Porque ele nunca vai te amar do jeito que eu consigo, !  – ele pausou rapidamente para umedecer os lábios, a voz já estava falhando mas Hoseok prosseguiu – Talvez ele seja o mantra, que mantém sua mente em transe, ou sei lá, ele pode ser o silêncio nesse caos, mas, novamente: ele nunca vai te amar do jeito que eu consigo!
0
Comente!x

  - , só eu tive coragem! Você precisa levar isso em consideração! Nunca confessei abertamente o meu amor, mas, se é verdade que os olhos falam, até um idiota teria consegue perceber que eu estou perdidamente apaixonado.
0
Comente!x

  - CHEGA! – ela gritou ainda mais alto enquanto sentia os olhos marejarem pesadamente –
0
Comente!x

  - Exatamente! Chega! – Hoseok bateu as mãos na lateral das coxas – O que você respondeu ao Namjoon?
0
Comente!x

  - Eu não respondi! Eu não posso responder! Eu gosto de vocês dois caramba!
0
Comente!x

  - Você está sendo egoísta! Desde o começo dessa porra toda! Você quer manter nós dois ligados a você independentemente do que aconteça, e isso destruiu nós dois! Olha até onde tudo isso chegou, ! Chega! Chega! Você não pode manter nós dois numa coleira como se nós fossemos seus cachorrinhos de estimação! Decida!
0
Comente!x

   deixou que duas lágrimas teimosas descessem por seu rosto. Aquilo havia magoado, não era verdade! Ela sabia que precisava se decidir, ela só não conseguia! E infelizmente os homens não entendiam!
0
Comente!x

  - Tudo bem! Eu decidi! Talvez eu escolha ficar só, mas sã e salva comigo! É isso! Eu não sou egoísta? Então, eu me escolho! Me esqueçam! É melhor que cada um de nós siga seu caminho… por favor! Não me procurem mais! E eu prometo não machucar ou destruir mais vocês dois!
0
Comente!x

  Ela deu as costas para os homens e ajeitou a bolsa nos ombros. As lágrimas desciam livremente por suas bochechas rosadas.
0
Comente!x

  - espera! – Namjoon gritou – Você tem certeza do que está falando?
0
Comente!x

  Ela se virou, mas já estava um tanto quanto longe.
  - Pode apostar, a próxima vez que a gente se encontrar, se é que isso ainda vai acontecer, será um sinal de que você resolveu tudo e decidiu ficar só comigo pra valer. Então, se você e eu nunca mais nos vermos, é porque… você sabe.
0
Comente!x

  - Não quero me afastar para sempre, mas sei que preciso dar um tempo pras emoções aquietarem. Por favor, me deixem!
0
Comente!x

  Quando ela se virou outra vez, dando as costas para os homens. Hoseok se virou, socando a parede com força, e acabou por machucar a mão, mas não se importou, a dor física não era nada comparada com a dor interna que ele sentia.
0
Comente!x

  - Você pegou pesado Hoseok! – Namjoon e ele se encararam – Não precisava ter chamado a de egoísta! Sei lá! Eu compreendo que você simplesmente cuspiu tudo que estava entalado dentro de você, mas agora…
0
Comente!x

  - A gente perdeu a ! Entendeu? Foi isso que aconteceu aqui, agora, Namjoon! E a culpa é sua! – ele voltou a empurrar Namjoon –
0
Comente!x

  O advogado segurou a cintura de Hoseok para se segurar já que estava tonto.
0
Comente!x

  - Minha? Você que veio igual uma galinha choca lá de cima e disparou a falar como se fosse uma metralhadora! A culpa é sua! Ah Hoseok, quer saber? Ficar jogando a culpa um no outro não adianta!
0
Comente!x

  Hoseok se soltou de Namjoon e então bagunçou os cabelos, até então arrumados.
0
Comente!x

  - Se acalma Hoseok! – Namjoon voltou a se escorar na parede e fechar os olhos –
0
Comente!x

  A cabeça dele rodava, e ele gargalhou, bêbado.
  - A precisa desse tempo sozinha! Para acalmar as coisas dentro dela, deve estar uma tempestade dentro dela! Isso tudo, aqui, foi uma bagunça! Eu errei, você errou, ela errou! E é isso! Vamos dar tempo ao tempo, cara! Não se desespere à toa! Você já colocou tudo o que sentia para fora, e eu também! Deixa a … ela vai nos procurar! Isso é temporário, e ela vai nos comunicar a decisão dela. Se acalma!
0
Comente!x

  Hoseok olhou para ele, e Namjoon abriu os olhos, encarando Hoseok de volta.
0
Comente!x

  - Respira! Solta o ar preso dentro desses pulmões! Hum? – ele mesmo inspirou e expirou –
0
Comente!x

  Hoseok fez o mesmo por alguns segundos. Namjoon podia ter razão.
0
Comente!x

  - Eu vou embora! – ele procurou pelas chaves do carro dentro do bolso –
0
Comente!x

  - Assim?
  - Assim como? – ele voltou a se apoiar nos dois pés, sem as costas na parede, acabou se desequilibrando, e riu – Eu to normal!
0
Comente!x

  - Você está bêbado como um gambá! – Hoseok constatou – Não pode voltar sozinho! Não pode dirigir assim! Você é advogado, achei que seria um homem mais prudente.
0
Comente!x

  Por mais irritado com Namjoon que ele estivesse, era melhor se certificar que ele chegaria bem em casa. Namjoon voltou a gargalhar.
0
Comente!x

  - Você é muito certinho né? Caramba!
0
Comente!x

  - Vou subir e chamar alguém para levar você, não saia daqui, não seja irresponsável!
0
Comente!x

  Ele não deu tempo para que Namjoon respondesse ou argumentasse, e voltou para o restaurante.
0
Comente!x

  - Alguém indo embora por agora? – ele questionou quando voltou para o segundo andar –
0
Comente!x

  Os amigos, se aproximaram dele, fazendo ele se sentir sufocado e dar alguns passos para trás.
0
Comente!x

  - É que o Namjoon está completamente bêbado e está querendo ir embora, mas sem condições! Alguém pode levá-lo?
0
Comente!x

  Os amigos se entreolharam, sem entender nada! E ?
0
Comente!x

  - Tá, mas cadê a ? Tá lá embaixo com ele? – perguntou –
0
Comente!x

  - Ela já foi embora!
0
Comente!x

  - Ei! E isso aí na sua mão? – perguntou, já preocupada –
0
Comente!x

  - Não é nada demais! Tá tudo bem! Eu só ralei… só preciso de alguém para levar o Namjoon porque eu também estou indo embora! Me desculpe Jin! De verdade…
0
Comente!x

  Seokjin assentiu positivamente para ele, já que entendia que certamente os três haviam se desentendido e feio! Aliás, os amigos todos perceberam…
0
Comente!x

  - Eu levo! – V se prontificou enquanto procurava as chaves do carro dele e da irmã nos bolsos – Você volta sozinha?
0
Comente!x

  - Claro! E levo a , já que ela tinha vindo com a ! – as duas trocaram olhares e sorrisos –
0
Comente!x

  Hoseok e V desceram as escadas em silêncio, mas quando eles pisaram no térreo do restaurante V preocupado, perguntou:
0
Comente!x

  - Não é melhor dar uma olhada nisso aí? e eu temos kit de primeiros socorros dentro do carro, ela pode dar uma olhada!
0
Comente!x

  - Não precisa V! Eu só quero ir embora! Obrigada…
0
Comente!x

  Taehyung apertou um dos ombros dele, tentando confortar o mais velho.
0
Comente!x

  Namjoon estava sentado na calçada, rodando o chaveiro das chaves do carro nos dedos.
0
Comente!x

  - Vamos embora doutor? – Namjoon virou o rosto na direção da voz de V –
0
Comente!x

  - Vamos! Eu estou em perfeitas condições de ir embora! Mas o Hoseok acredita que não! – ele deu de ombros –
0
Comente!x

  Namjoon tentou se levantar sozinho, mas falhou. Hoseok e V o ajudaram e então V passou um dos braços do advogado em volta de seu pescoço.
0
Comente!x

  - Pode ir Hoseok! Eu cuido dele agora!
0
Comente!x

  - Ei, Hoseok! – Namjoon chamou –
0
Comente!x

  Hoseok olhou para ele.
  - Cuida da sua mão, e fica tranquilo… a resposta dela vai ser você! Não eu!
0
Comente!x

  Hoseok engoliu seco e então se despediu de V com a cabeça. Caminhou rapidamente em direção à sua moto. Os olhos marejaram, e o peito num misto de sentimentos.
0
Comente!x

  V e Namjoon ficaram em silêncio. V sabia que não era o momento de perguntar nada. Namjoon olhava para Taehyung com as mãos nos bolsos.
0
Comente!x

  - Precisa de ajuda para abrir a casa?
0
Comente!x

  - Não! – Namjoon sentiu a cabeça doer – Me desculpe pelo inconveniente V! Eu agradeço por ter me trago e até colocado o carro na garagem! Vou esperar seu carro de aplicativo chegar!
0
Comente!x

  - Não precisa, hyung! Você deve estar cansado, parece que não foi uma noite fácil! Vai dormir um pouco!
0
Comente!x

  Namjoon bateu levemente nas costas de Taehyung e voltou a agradecer o mais novo.
0
Comente!x

  Ele fechou os olhos quando a água quente atingiu suas costas e então entrou com o corpo todo embaixo do chuveiro. Ele havia metido os pés pelas mãos, outra vez! Não sabia lidar com aquele sentimento! Os pais nunca o ensinaram sobre o amor… ele evitou passar por aquele sentimento durante a vida toda. E agora lá estava ele, com o peito machucado e sem saber o que fazer. Agiu sem pensar, mas por medo de perder a única mulher que havia se apaixonado, e corria o risco de exatamente o que ele mais temia, acontecer.
0
Comente!x

  Jogou os cabelos para trás, permitindo que eles se molhassem. Se fizesse uma escolha definitiva, o que seria dele? Como ele cuidaria de um coração partido?
0
Comente!x

  O telefone de tocava sem parar, quando não era ligando, era . Mas ela não tinha condições de atender, não conseguia falar. Ela só sabia chorar, abraçada aos bichinhos, que apenas lambiam suas lágrimas ou se aconchegaram à ela como se entendessem. Ela sabia que aquele momento chegaria, e mesmo assim não havia se preparado para ele. sentia o coração partido em dois, exatamente em dois. Já estava decidida: queria ficar sozinha para não machucar ninguém. Mas precisava reorganizar as ideias, e se acostumar a voltar a ser sozinha. Porque diabos tinha que ter se apaixonado pelos dois?
0
Comente!x

  Hoseok abriu silenciosamente a porta da casa e para piorar as coisas, o pai ainda estava acordado e vendo TV. Os dois se encararam, e depois os olhos do pai foram direto para a mão machucada dele.
0
Comente!x

  - Que isso na sua mão?
0
Comente!x

  - Nada não pai! Tá tudo bem! To cansado, vou dormir tá bom? Boa noite, te amo.
0
Comente!x

  Subiu as escadas de dois em dois degraus para se livrar de mais questionamentos do pai. Depois bateu com força a porta do próprio quarto e encarou a mão machucada. Aquela noite seria longa.
0
Comente!x

Centésimo Terceiro Capítulo – Midnight Sun

  Se jogou no sofá do apartamento e desfez o coque deixando os cabelos caírem pelos ombros. Pegou o celular e então abriu o Instagram dando de cara com um stories recém postado de Jimin. O coração de acelerou. Ela deveria ignorar, sabia que corria um grande risco de sofrer se visualizasse aquela postagem, mas quando se deu conta já havia clicado no círculo vermelho.
0
Comente!x

  Era uma foto dele recém saído do banho, com a toalha enrolada na cintura e os cabelos molhados. fechou os olhos com força enquanto pressionava a tela com um dos dedos para que o stories ficasse pausado. A mente dela vagou para o dia em que eles se beijaram no quarto dele, com ele recém saído do banho… abriu os olhos e encarou a foto mais uma vez. O corpo dela reagiu com saudades dele.
0
Comente!x

  Deixou que o stories sumisse e saiu do aplicativo. Correu para o Whatsapp e procurou pela conversa dele, abriu a mesma e respirou fundo algumas vezes e então clicou no ícone do telefone, ligando para ele. Ela sabia que ele não atenderia, mas precisava tentar.
0
Comente!x

  Quando ela estava quase desligando, ouviu a voz dele do outro lado. Os olhos dela se encheram de água e então ela fechou os olhos deixando que as lágrimas descessem.
0
Comente!x

  - Eu bebi bastante com o pessoal essa noite… Desculpe! – ela não sabia direito o que falar –
0
Comente!x

  Esperava que ele respondesse algo do outro lado. Jimin suspirou pesadamente.
0
Comente!x

  - Já está tarde! Se apresse, e vá para casa…
0
Comente!x

  - Você está em casa? – abriu os olhos –
0
Comente!x

  As lágrimas ainda desciam pelas bochechas dela.
0
Comente!x

  - Estou… – ele respondeu simplesmente –
0
Comente!x

  - Você não bebeu hoje? – ela passou uma das mãos pelos nariz –
0
Comente!x

  - Eu bebi… – Jimin umedeceu os lábios –
0
Comente!x

  - Então nenhum de nós dois vai se lembrar dessa conversa! Eu sinto sua falta! – ela voltou a fechar os olhos enquanto as lágrimas caíam – Posso ir para ai?
0
Comente!x

  Jimin voltou a suspirar pesadamente do outro lado.
0
Comente!x

  - Não! – ai as lágrimas de se intensificaram, ela pressionou um lábio sobre o outro –
0
Comente!x

  - Eu posso comprar o seu vinho preferido no meio do caminho! Espere por mim! Vou pedir um carro!
0
Comente!x

  Jimin bagunçou os cabelos e fechou os olhos. Ele ficou alguns segundos em silêncio, apenas sentindo o próprio coração bater.
0
Comente!x

  - Mas nós terminamos ! Nós… – ele pausou – Terminamos!
0
Comente!x

   sentiu o coração partir em mil pedacinhos outra vez e então apertou os olhos, chorando com força.
0
Comente!x

  - Então… você não precisa mais me ligar quando chegar em casa.
0
Comente!x

  Ela colocou a ligação no viva voz e então tapou os olhos com as mãos, se entregando ainda mais ao choro, e em silêncio.
0
Comente!x

  - Eu hoje não quero mais nada, só você, pra me abraçar, Jimin!
0
Comente!x

   limpou as lágrimas com as palmas das mãos e então olhou o celular sobre a própria perna. Jimin suspirou alto, mais uma vez.
0
Comente!x

  - Tô te esperando!
0
Comente!x

  E então ele desligou o telefone, fechando os olhos com força.
0
Comente!x

   sentia as mãos tremerem, de ansiedade. Na verdade o corpo todo dela tremia, ela respirou fundo enquanto apertava a garrafa de vinho na mão. Com a outra mão, ela tocou a campainha do apartamento de Jimin. Aquilo era estranho, ela estava acostumada a entrar lá com ele abrindo a porta para os dois… e ela já esteve lá tantas vezes! Balançou a cabeça afastando os pensamentos, não queria chorar.
0
Comente!x

  Jimin fechou a geladeira e ouviu a campainha soar pelo apartamento. Jimin umedeceu os lábios e passou os cabelos para trás. O coração dele parecia querer sair para fora do peito, a sensação que ele tinha era a de que a pele seria rasgada pelo órgão, de tão rápido e forte ele batia.
0
Comente!x

  Abriu a porta e então os dois se encararam nos olhos. abriu a boca, mas não conseguiu formular nenhuma frase, e também nem se quisesse ela conseguiria, Jimin não deu tempo para ela raciocinar, colou as duas mãos em sua cintura fina a trazendo para si, e então colou os lábios nos dela com urgência.
0
Comente!x

   cedeu rapidamente deixando que a língua quente de Jimin invadisse sua boca, e então envolveu os braços em volta de seu pescoço. O corpo dela se moldou ao dele, como sempre acontecia, e então eles entraram no apartamento, com os corpos ainda colados e os lábios grudados.
0
Comente!x

   depositou desajeitadamente a garrafa de vinho sobre a mesa e então, ainda grudados, eles caminharam até o quarto de Jimin. O beijo ganhou intensidade e passou as unhas por toda a extensão das costas desnudas de Jimin, ela sabia que ele gostava da sensação…
0
Comente!x

  O corpo de sentia falta dele absurdamente, então ela se deixou levar pela saudade e por todas as sensações que o toque das mãos e boca dele causavam. Conforme as unhas dela subiam e desciam pelas costas de Jimin ele sentia o corpo arrepiar, uma das mãos dele subiu, desfazendo o coque que ela havia refeito para encontrá-lo e então ele a embrenhou por seus cabelos castanhos. Como ele sentiu falta de fazer aquilo, de sentir o macio dos cabelos dela entre seus dedos… suspirou entre o beijo, começando a sentir o ar faltar já que eles não haviam desgrudado os lábios desde que se viram.
0
Comente!x

  Jimin aproveitou para puxar os fios que estavam envolvidos em seus dedos com força, e aí os lábios se separaram, já que ela acabou sendo forçada a jogar a cabeça para trás com a pressão da mão dele. mordeu o lábio inferior para não gemer, e Jimin desceu os lábios para o pescoço exposto dela, ele depositou algumas mordidas por lá e depois passou a língua molhada pelo lugar antes de começar a depositar beijos também molhados por toda extensão.
0
Comente!x

   voltou a apertar os dentes sobre o lábio inferior, e então intensificou os arranhões pelas costas dele, que começavam a levantar alguns vergões vermelhos. A língua dele passeou pelo maxilar bem feito de e então ele alcançou a orelha dela, mordeu o lóbulo e encostou a testa na dela. Os dois se encararam profundamente e então voltaram a se beijar com urgência, como se dependessem daquele beijo para viver.
0
Comente!x

  Foi a vez de embrenhar as mãos nos cabelos de Jimin e então os puxar com força, enquanto ele apertava a cintura fina dela. Em segundos ele já estava com as mãos nos botões da blusa que ela usava, na parte de trás. Um a um os botões foram se abrindo e então a blusa dela escorregou entre os dois, caindo ao chão.
0
Comente!x

  Ela não usava nada cobrindo os seios além da blusa, voltou a puxar os cabelos de Jimin quando sentiu o hálito quente dele em seu mamilo esquerdo. Apertou os olhos com força quando a língua dele passou por lá, o corpo dela inteiro arrepiou com a sensação gostosa da língua dele se movimentando sobre seu mamilo, um gemido fraco escapou dos lábios de quando a boca dele engoliu seu seio esquerdo inteiro.
0
Comente!x

  A língua dele brincava em volta de seu mamilo e pressionou o rosto dele ainda mais em seu seio, com ânsia de aumentar o contato da boca dele por lá. Jimin sugou com força o local e então passou os lábios para o seio direito da mais baixa, e repetiu os movimentos com a boca e língua, com ainda mais intensidade. Um gemido mais alto saiu dos lábios de . Jimin voltou a depositar beijos molhados no pescoço dela e então eles voltaram a se beijar, dessa vez com mais calma e paixão. Uma das mãos de Jimin segurava o pescoço de , mas ele não aumentava a pressão com muita força, apenas apertava uma hora ou outra e sentia a intimidade pulsar com força a cada vez que ele apertava levemente seu pescoço. As mãos dela desceram pelas costas de Jimin e chegaram até o cós de sua calça de moletom, mas ela ficou insegura, sem saber se abaixava o tecido ou não… Jimin percebeu.
0
Comente!x

  Ele levou as duas mãos até as mão dela, e juntos eles abaixaram a calça cinza dele e rapidamente Jimin se livrou da peça, jogando-a com os pés para o canto. cravou as unhas na cintura fina de Jimin enquanto mordiscava o lábio superior dele com força. Jimin fechou os olhos sentindo o lábio e a cintura arderem. Ele segurou a cintura dela também e a empurrou para a cama, caiu na mesma, sentada e então encarou os olhos de Jimin que pareciam queimar, tão brilhantes.
0
Comente!x

  Ficou entre as pernas dela e continuou encarando-o. Jimin segurou o queixo dela elevando ainda mais seu olhar até ele. Ela levou uma das mãos até o membro já duro de Jimin e pressionou o mesmo ainda coberto pela boxer preta que ele usava. Jimin apertou os olhos sentindo o membro endurecer ainda mais com o toque dela.
0
Comente!x

   levou as duas mãos até o cós da mesma, e já corajosa o suficiente ela desceu o tecido pelas pernas de Jimin que manteve os olhos fechados até se livrar por completo do tecido. Ela lhe acariciou os testículos – se lembrava muito bem que ele quase havia enlouquecido da outra vez- e observou as reações que apareciam pelo rosto dele conforme ela ia intensificando as carícias.
0
Comente!x

  Os olhos se apertaram com mais força e ele mordeu o próprio lábio para não gemer enquanto ela lhe tocava. levou a outra mão até o membro ereto dele e então lentamente ela começou a masturba-lo. Mesmo sem saber se estava fazendo direito, ela só queria que ele sentisse prazer…
0
Comente!x

  Jimin tombou a cabeça para trás enquanto ela mexia a mão para cima e para baixo e lhe acariciava nos testículos com a outra, o corpo inteiro dele arrepiava conforme ela mexia as mãos nele.
0
Comente!x

  - Se você não gostar, pode me parar! Ou me ajudar…
0
Comente!x

  Ela levou a língua até a cabeça do penis de Jimin e deixou uma lambida lenta por lá, fazendo com que ele abrisse os olhos e levasse os mesmos até ela. Antes que ele pudesse respirar, ela engoliu a cabeça do membro dele e passou a língua outra vez por lá. Jimin deixou os gemidos presos escaparem da garganta e incentivou a continuar com o que estava fazendo, os lábios dela vagarosamente desceram mais e mais e ela prendeu a respiração. Jimin gemeu outra vez enquanto enrolava os cabelos castanhos de em suas mãos, e então ele ditou os movimentos da cabeça dela em seu membro, enquanto ela apertava os olhos com força. O gosto dele era adocicado e sentia a intimidade vibrar de desejo enquanto ela passava a língua pelas veias do membro dele.
0
Comente!x

  Jimin sentia o membro pulsar a cada investida dos lábios de e aos poucos ele deixou que ela sozinha, guiasse os próprios movimentos com a boca e língua. O corpo dele havia ficado tenso, mas foi relaxando conforme ele sentia o prazer invadir seus poros, especialmente quando ela usava a língua. Com a boca sobre a cabeça do membro de Jimin ela abriu os olhos e olhou para ele: a cabeça tombada para trás, os olhos fechados, o pescoço exposto para ela…
0
Comente!x

  As mãos dele ainda estavam sem seus cabelos e quando voltou a engolir o membro dele quase todo de uma vez, Jimin segurou com força os cabelos dela em suas mãos e gemeu, alto. Mais algumas investidas da boca dela e Jimin sentiu o estômago contrair de prazer, os gemidos cessaram enquanto ele subia o rosto dela devagar, ou gozaria. Os lábios dos dois se uniram mais uma vez, dando início a um beijo apressado. O corpo de Jimin ficou sobre o dela – não sem antes ele se livrar da saia de cintura alta que ela usava, levando a calcinha que ela usava junto – os dois ainda se beijavam quando sentiu o membro de Jimin lhe pressionar a entrada, numa clara provocação, fazendo-a soltar um gemido fraco entre o beijo.
0
Comente!x

  Jimin cortou o beijo e antes de se levantar para pegar um preservativo na mesa de cabeceira ele passou o polegar pelo clitóris inchado de , pressionando o mesmo e arrancando um gemido gostoso dos lábios rosados da mais velha que apertou os olhos quando ele movimentou o mesmo dedo na intimidade inchada dela, invadindo-a sem aviso prévio. Jimin soltou um gemido quando a invadiu e sentiu o quão encharcada ela estava.
0
Comente!x

  - Eu senti tanto sua falta! – ela voltou a gemer quando o dedo dele começou a entrar e sair de dentro dela –
0
Comente!x

  Ele ficou em silêncio, apenas escutando os gemidos baixos que saiam dos lábios de . Ela não merecia saber mais dos sentimentos dele! Depois de torturá-la um pouco, quando ela mordeu o lábio com força o suficiente para fazê-los ficarem ainda mais rosados, Jimin parou. Buscou o preservativo sob o olhar atento de e vestiu o membro olhando dentro dos olhos de , que tinha a respiração descompassada, tamanha ansiedade de sentir Jimin outra vez.
0
Comente!x

   fechou os olhos com força quando o membro de Jimin começou a invadi-la devagar, não controlou o gemido, deixaria que ele soubesse que ela estava sentindo prazer, e que ele era o responsável por cada gemido que sairia da boca dela dali em diante. Jimin gemeu junto com ela quando sentiu o membro afundar todo dentro dela e então mordeu seu queixo antes de começar a se movimentar bem devagar, continuando a torturar .
0
Comente!x

  - Jimin! – ela gemeu quando o quadril dele investiu pesado no dela – Ah!
0
Comente!x

   envolveu as pernas na cintura dele, aumentando o contato entre os corpos que começavam a suar e Jimin sentiu as paredes de o apertarem com intensidade, ele gemeu alto aumentado o ritmo das investidas e a visão de começou a ficar turva tamanho prazer ela sentia com Jimin saindo e entrando dela num ritmo único que ela tinha certeza, era só dele.
0
Comente!x

  Jimin encostou a testa na dela e voltou a diminuir o ritmo das estocadas, abriu os olhos e então encarou Jimin. Ela roçou o nariz no dele levemente e então deslizou as unhas pelas costas suadas dele, que apertou os olhos com o ardor das unhas dela. voltou a apertá-lo com força dentro dela e Jimin sentiu que não aguentaria por muito tempo. Enterrou o rosto na curva do pescoço cheiroso de , e lá estava ele: o perfume preferido de Jimin.
0
Comente!x

  Como fogo em gasolina, o cheiro fez o corpo inteiro de Jimin reagir com força e ele voltou a movimentar-se com força e rapidez dentro dela, que gemia e arranhava com força e intensidade as costas dele. Quando ele aspirou o cheiro de com força para dentro das próprias narinas, gemeu, extasiado sentindo o orgasmo lhe atingir com intensidade.
0
Comente!x

  As pernas dele tremiam conforme ele chegava ao aṕice, ainda dentro de e ela admirava os gemidos e palavras incompreensíveis que saiam dos lábios dele, colados agora em seu ouvido. Jimin inverteu a posição e agora era o corpo de que estava sobre o dele, com certa dificuldade ela ergueu o corpo,se sentando sobre Jimin. Com as mãos sobre a barriga do moreno, movimentou os quadris vagarosamente enquanto cravava as unhas na pele dele, enquanto gemia ela podia sentir os olhos de Jimin sobre ela. As mãos dele lhe ajudaram com o ritmo dos movimentos e então foi a vez da mais baixa ter seu orgasmo. A cabeça tombada para trás, as unhas arranhavam a pele da barriga de Jimin e ela ainda gemia. Jimin admirava o quão bonita ela ficava sentindo prazer…
0
Comente!x

   passou a mão pela parede cinza do corredor que ligava os quartos ao banheiro e então colocou a mão sobre a maçaneta do mesmo e tentou abrir a porta. Franziu o cenho ao perceber que a mesma estava trancada, enquanto ouvia o barulho do chuveiro lá dentro. O peito dela ardia: ele não a queria lá com ele. Os olhos marejaram e ela não sabe por quanto tempo ficou lá com a mão sobre a maçaneta, sentindo o peito arder, até que a porta se abriu, fazendo com que ela desse um passo para trás e cobrisse o corpo com os braços. Jimin e ela se olharam.
0
Comente!x

  - Achei que fosse me esperar para o banho! – a voz dela quase não saiu –
0
Comente!x

  Ele caminhou para o quarto, sem dizer nada. foi atrás dele, o coração começou a rachar de novo… Os olhos ainda cheios de água.
0
Comente!x

  - Nós dois já matamos o que estava nos matando, você já fez tudo o que tinha para fazer aqui!
0
Comente!x

  Jimin se abaixou recolhendo peça por peça das roupas de e então ergueu o bolo todo com as roupas na direção do rosto dela. Os olhos marejaram com ainda mais intensidade. Então era só aquilo que ele queria dela agora? Tudo bem, ela quis demais tudo aquilo, havia sido incrível! E ela até pensou que depois que os dois transassem de novo, Jimin voltaria para ela!
0
Comente!x

  - Jimin… – ela sibilou pegando as roupas –
0
Comente!x

  - Pode ir embora ! Vou pedir um carro para você! Espera na sala que já te falo…
0
Comente!x

   fechou os olhos, engolindo o choro.
0
Comente!x

  - Ninguém acredita na gente: nenhum cartomante, nenhum pai-de-santo, nenhuma terapeuta, nenhum parente, nenhum amigo, nenhum e-mail, nenhuma mensagem de texto, nenhum rastro, nenhuma reza, nenhuma fofoca e, principalmente, ou infelizmente, nem você Jimin!
0
Comente!x

  - Tudo bem! Vou chamar daqui mesmo! Pode se vestir por favor?
0
Comente!x

  Jimin deu as costas para ela, pegou o celular sobre a cama e quis gritar de dor.
0
Comente!x

  - A chegada e a partida são tão parecidas. Em qual direção estamos indo agora, Jimin?
0
Comente!x

  Ele nada respondeu, continuou mexendo no celular. deixou duas lágrimas teimosas descerem por sua bochecha e então fez o que ele pediu: se vestiu.
0
Comente!x

  Os dois ficaram em silêncio enquanto ele também se vestia e , cruzou os braços abaixo dos seios enquanto sentia as lágrimas voltarem a arder nos olhos. Os dois se encararam, e ela quis acariciar o rosto dele e implorar que ele esquecesse tudo e voltasse para ela. Mas não o fez, ela sabia a resposta dele. E o pior, ela temia a reação que Jimin poderia ter. Porque ela havia deixado a história dos dois chegar naquele ponto? Era como se ele escorresse entre os dedos dela…
0
Comente!x

  - Já tá chegando! Pode descer. Precisa de dinheiro?
0
Comente!x

   fechou os olhos com força, um tapa teria doído menos. Dinheiro? O que ela havia feito com ele? No que Jimin havia se transformado? Se sentiu culpada por ter machucado tanto o mais novo! Ela balançou a cabeça em negativa para ele.
0
Comente!x

  - Antes que eu vá… o que tá rolando entre você e a Chloe?
0
Comente!x

   perguntou já fora do quarto. Ela sabia que provavelmente a resposta doeria, mas precisava e queria saber.
0
Comente!x

  - Não é da sua conta ! Você não me deve satisfações da sua vida e muito menos eu da minha! Boa noite!
0
Comente!x

   assentiu mais uma vez.
0
Comente!x

  Já dentro do carro, a caminho de casa ela se permitiu desabar. Estava aprendendo na terapia, que engolir o choro só faria mal. Precisava aprender a externar suas dores e fraquezas, e Jimin estava a ajudando. Doía, doía como se alguém estivesse lhe cravando um punhal… E ela precisava fazer alguma coisa com aquela dor. No momento ela não sabia exatamente o que faria além de sentir e deixar que ela lhe inundasse no peito. Havia perdido Jimin para sempre? Ele nunca mais seria o mesmo? As perguntas rodam e rodam dentro dela e ela se deixava levar pela dor. O amava, e tinha certeza disso. Mas era tarde demais, não era?
0
Comente!x

Centésimo Quarto Capítulo – I WON’T LET YOU GO

  Nada. Nenhuma mensagem dela! Pelo horário, já deveria ter saído do médico e provavelmente estaria a caminho do trabalho ou até já havia chegado. Hoje ela teria um retorno para ver como o pé estava e para ter a autorização do médico para se livrar das muletas, já que estava conseguindo apoiar o pé no chão basicamente e conseguia se locomover até bem sem o apoio das mesmas.
0
Comente!x

  Depois da exposição os dois haviam se aproximado ainda mais, haviam inclusive saído para jantar só os dois, sem a intromissão ou presença dos pais e conversavam todos os dias. era sempre rápida nas respostas, por isso ele estava estranhando a demora. Especialmente porque ela havia prometido contar a ele como havia sido com o médico.
0
Comente!x

  Digitou rapidamente antes de entrar na casa dos pais: “Bom dia! Tá tudo bem? Como foi no médico… fiquei esperando você falar alguma coisa, por isso to mandando essa mensagem!”
0
Comente!x

  E então entrou na casa dos pais já que hoje ele levaria Eun para a escola, haveria uma reunião para a entrega dos boletins e os pais não poderiam comparecer. A mãe tiraria o dia para curtir com as amigas num SPA já que era aniversário de uma delas e o pai nunca comparecia. Depois ele passaria na galeria, precisava organizar com o próximo expositor os detalhes e aí correria na praia com Taehyung antes de buscar a irmã na volta da escola.
0
Comente!x

   fechou os olhos com força quando ouviu a risada forçada do chefe ecoar pela cozinha do escritório e então ela se deteve de entrar no cômodo. Estava evitando o chefe a todo custo, já que ele estava cada dia mais sem noção e evasivo.
0
Comente!x

  - O que vocês sabem sobre a ? Ela tem um namorado ou algo assim? Pelas redes sociais dela não dá para ter certeza!
0
Comente!x

  Os colegas de trabalho olharam uns para os outros, todos sabiam o quanto era discreta e reservada, dava pouca abertura e apenas fazia seu trabalho e pronto. Os colegas sabiam apenas o básico e tudo bem. franziu a testa com a pergunta feita pelo chefe. Mas que diabos era aquilo?
0
Comente!x

  - A gente não sabe muita coisa da vida pessoal dela! Só que ela perdeu um irmão, e que isso acabou com ela! – uma das colegas respondeu e então encarou Bruno –
0
Comente!x

  - Alguém aqui da empresa já saiu ou flertou com ela?
0
Comente!x

  Os únicos dois homens presentes na cozinha olharam um para o outro.
0
Comente!x

  - Que eu saiba não! Ela nunca deu abertura para esse tipo de coisa Bruno!
0
Comente!x

   sentiu o coração palpitar e então levou a mão até o peito, tentando se acalmar.
0
Comente!x

  - Eu descobri de quem ela é filha, pelos dados dela aqui na empresa, e vocês tem noção de quem ela é filha? – a risada forçada dele ecoou outra vez fazendo o corpo de arrepiar desde o começo até o fim da espinha – O homem que se envolver com ela, se envolver não, que se casar com ela está feito na vida! Feito! A família dela tem dinheiro para sustentar até a décima quinta geração que vier! Eu to até agora embasbacado com essa informação! Incrível caras! – ele ignorou totalmente as mulheres presentes na mesa –
0
Comente!x

   apertou os olhos com força, que pesadelo era aquele? Aquilo podia ser considerado assédio, não podia?
0
Comente!x

  - Você sabe que a empresa não permite nenhum tipo de relacionamento entre chefe e subordinado, não é?
0
Comente!x

  Um dos colegas de franziu a testa antes de comer seu pão francês. viu Bruno sorrir e ajeitar os cabelos, para depois segurar na alça de sua xícara branca.
0
Comente!x

  - Relaxa que eu tenho um plano!
0
Comente!x

  Nesse momento engoliu seco e fechou os olhos com força. Os colegas, como se pressentissem, mudaram de assunto. Ela caminhou até a cozinha, e sorriu sem mostrar os dentes para eles, sentindo as pernas vacilarem um pouco.
0
Comente!x

  - Ah, você está sem as muletas! Que coisa boa! – ela sorriu para a colega –
0
Comente!x

  - Foi ao médico ? – o chefe fingiu se importar – Já está liberada para ficar sem as muletas mesmo?
0
Comente!x

   ficou com o semblante sério. Ela sabia que ele não se importava, afinal de contas, ele tinha um plano, não tinha?
0
Comente!x

  O trabalho na empresa tinha duplicado e ela andava trabalhando tanto quanto respirava, mal tendo tempo para sair com os amigos ou para ficar com os pais. Hora ou outra ela conseguia encaixar uma das amigas ou Jin na agenda! Na hora do almoço ela leu a mensagem que ele havia mandado com um sorrisinho no rosto. Nem dava para acreditar que os dois estavam indo tão bem daquele jeito… Bruno observava ela digitar rapidamente no celular enquanto sorria.
0
Comente!x

  -Tá falando com o namorado?
0
Comente!x

  -Hã? – fingiu de desentendida e continuou digitando –
0
Comente!x

  “Desculpe não ter dado notícias até agora! Eu acabei me esquecendo e hoje tá um pouco puxado aqui no trabalho! Tá tudo bem com o meu pé, eu já consigo andar sem o apoio das muletas e o exame não apontou nada! Não sinto mais dores também!”
0
Comente!x

  O chefe tentou bisbilhotar o celular de na cara dura, e ela bloqueou o mesmo, o fuzilando com o olhar logo em seguida.
0
Comente!x

  Durante o almoço ela teve que aturar as investidas e as piadas de mau gosto do homem que não percebia o quanto incomodava, não só ela, como a todos da equipe. Alguém precisava pará-lo… mordeu o lábio, enquanto pensava se denunciava o chefe para a diretoria da empresa ou não!
0
Comente!x

  Seokjin abria a porta do carro para Eun, quando ouviu seu nome ser chamado. Ele olhou na direção de onde vinha o chamado e encontrou Willian sorrindo e chamando-o com uma das mãos.
0
Comente!x

  - Vai entrando que vou ali falar com o pai da !
0
Comente!x

  - Vulgo seu sogro né? – Eun gargalhou enquanto ajeitava a mochila nas costas –
0
Comente!x

  Seokjin sorriu enquanto balançava a cabeça para a irmã.
  - Criança! Para com isso! Avisa o pai e a mãe que já entro!
0
Comente!x

  Ele caminhou em direção ao mais velho e os dois apertaram as mãos.
  - Como tem passado?
0
Comente!x

  - Bem! E o senhor?
0
Comente!x

  - Você, por favor! Não precisa dessa formalidade! – o homem lhe apertou o ombro –
0
Comente!x

  - Certo! – Jin riu – E você?
0
Comente!x

  - Tudo bem meu filho! Eu não quero ser abusado, mas posso pedir um favor?
0
Comente!x

  Seokjin assentiu para ele que sim. O que será que o mais velho queria?
0
Comente!x

  - Eu não vou conseguir buscar a no trabalho hoje! E ela está sem carro, será que seria muito pedir que você a buscasse para mim?
0
Comente!x

  Não era nenhuma armação, bom, não totalmente! Willian realmente não conseguiria buscar a filha antes da oito da noite, já que ele precisaria voltar para a própria empresa para resolver um problema. Mas é claro que seria interessante se Jin pudesse buscar a filha em seu lugar, assim eles se aproximariam ainda mais, não? Claro que Seokjin não se importaria em buscar , aliás, ele adoraria…
0
Comente!x

  - Não! Não tem problema! Eu a busco! Pode ficar tranquilo! Ela sai que horas mesmo? – Jin fingiu que não sabia –
0
Comente!x

  - Ela já deve estar saindo. No máximo às dezoito e trinta!
0
Comente!x

   já tinha os braços cruzados abaixo dos seios e balançava o corpo para frente e para trás, impaciente. O pai não era de se atrasar, e muito menos de não avisar que se atrasaria.
0
Comente!x

  - Vamos! Eu te levo para casa docinho! Aliás a gente bem que podia tomar uma cerveja ou comer alguma coisa, o que acha?
0
Comente!x

   fechou os olhos com força quando ouviu a voz do chefe ecoar e especialmente quando sentiu uma das mãos dele em sua cintura. Ela deu um passo à frente, ele deu também, sem tirar a mão dela.
0
Comente!x

  - Obrigada mas eu já estou esperando virem me buscar!
0
Comente!x

  - E quem vai vir? Parece que tá atrasado né?
0
Comente!x

   abriu os olhos e se preparou para responder o chefe da maneira mais direta o possível, mas resolveu se calar. Estava cansada, e esperaria pelo pai lá fora, a fim de se livrar do chefe. Mas ele a acompanhou.
0
Comente!x

  - Ah, qual é ! É só você ligar para essa pessoa e dizer que já arrumou uma carona! Eu!
0
Comente!x

  Bruno segurou o braço de com certa força, fazendo com que ela se desequilibrasse um pouco e Jin assistiu a cena, sentindo o sangue começar a ferver nas veias.
0
Comente!x

  - Vai me recusar um convite desses? Do seu chefe? Eu sei que você está cansada, vamos relaxar um pouquinho! – ele tentou colar o corpo no de
0
Comente!x

  - Não precisa Bruno! Obrigada! Eu vou esperar pela minha carona! Pode ir, inclusive!
0
Comente!x

   voltou a andar, se livrando dos braços do chefe, mas parou subitamente quando bateu os olhos em Seokjin do outro lado da rua, saindo de sua camionete. O chefe acabou por esbarrar nela, mas não se deu conta. O que Jin estava fazendo ali? Ele sabia que era o prédio que ela trabalhava? Tentou buscar na memória se já havia comentado onde a empresa ficava e não se lembrou… seria uma coincidência? Quando os olhares se encontraram ele já estava quase chegando.
0
Comente!x

  - Jin? – ele sorriu e sorriu de volta –
0
Comente!x

  - Oi amor! – ele puxou para um abraço apertado –
0
Comente!x

  , mesmo confusa, enfiou a cabeça no peito dele e o abraçou de volta, com força também. Não entendeu, mas se sentiu tão segura com ele lá. E Jin sabia que provavelmente ela não estava entendendo muito bem. Sussurrou contra o ouvido dela:
0
Comente!x

  - Confia em mim, ok? fez que sim para ele com a cabeça – Vim te buscar como sempre, ué!
0
Comente!x

  Bruno analisou a cena com cuidado e pigarrou.
  - Você nunca comentou que tinha namorado…
0
Comente!x

  O tom de voz dele agora era áspero.
  - Bom, é porque isso é a minha vida pessoal! Não diz respeito ao meu trabalho! Não interessa muito não é?
0
Comente!x

  Ela agora tinha a cabeça escorada no peito de Seokjin que a abraçava pela cintura, encarando Bruno. Ele estendeu a mão na direção do chefe de .
0
Comente!x

  - Mas não seja por isso! Prazer, Seokjin, namorado da !
0
Comente!x

   quis sorrir ao imaginar o quão incrível seria quando aquela frase fosse dita de verdade, com aquele significado realmente. Mas ela não apressaria as coisas… não queria perder Jin outra vez. Não meteria os pés pelas mãos outra vez.
0
Comente!x

  - E você?
0
Comente!x

  Bruno apertou a mão de Seokjin com certo desdém e nada satisfeito e quis rir.
0
Comente!x

  - Bruno! Chefe da !
0
Comente!x

  - Ah! Chefe…- Seokjin devolveu o desdém com a fala e com o olhar – Vamos amor? Você deve estar cansada!
0
Comente!x

   assentiu para ele enquanto segurava o riso.
  - Boa noite Bruno!
0
Comente!x

  - Boa noite Bruno! – Seokjin repetiu enquanto entrelaçava a mão de a sua –
0
Comente!x

  Os dois caminharam assim, sobre o olhar desdenhoso e raivoso de Bruno, até entrarem no carro. Aquilo de andar de mãos dadas pareceu tão certo para
0
Comente!x

  Quando Jin deu partida no carro, a morena gargalhou alto. Mas Jin permaneceu sério.
0
Comente!x

  - Eu não estava esperando!
0
Comente!x

  - Seu pai não pode vir e me pediu para vir no lugar dele! E eu quis fazer uma surpresa, mas não esperava encontrar o babaca do seu chefe te assediando mais uma vez! alguém precisa fazer alguma coisa! Ele precisa parar!
0
Comente!x

  - Eu não quero me indispor com ninguém dentro da empresa Jin! Nem com ele! Ele é irrelevante para mim, e eu sei me defender desses ataques dele! Não precisa se preocupar com isso, hum? Eu já estou acostumada, eu trabalho em um ambiente totalmente machista e sexista! Não tem nem vinte e cinco por cento de mulheres dentro da empresa… sempre foi assim no mercado de games! Então eu meio que já me habituei a isso! E aprendi na marra a me defender desse tipo de abuso!
0
Comente!x

  - Mas não deveria ser assim! – ele bateu levemente as mãos no volante –
0
Comente!x

   sorriu achando Jin gracioso por estar bravo.
  - Você fica fofo assim, bravo com o patriarcado, sabia?
0
Comente!x

  Os dois acabaram gargalhando e fechou os olhos enquanto escorava a cabeça no banco. O céu que já estava escuro, deixou a chuva cair. Os dois se olharam quando os primeiros pingos bateram no para brisa da camionete de Seokjin.
0
Comente!x

  - Achei que nunca mais isso fosse acontecer…
0
Comente!x

  - O que? – ela perguntou –
0
Comente!x

  - Chover quando estivéssemos juntos… tinha um tempo que não acontecia!
0
Comente!x

  - Desde o acampamento!
0
Comente!x

  - Me dá um pouco de medo – ele suspirou – Porque só costuma chover, quando nossos encontros são turbulentos.
0
Comente!x

  - No acampamento as coisas começaram a mudar… não foi turbulento!
0
Comente!x

  Os dois voltaram a se olhar. Seokjin sempre via galáxias nos olhos de , desde que ela ainda era Olívia. Na verdade, desde que ele a via somente em seus sonhos. Mas ela não sabia. Aliás ele ainda sonhava com ela, e ela também não sabia.
0
Comente!x

  - Acho que passamos dessa fase de turbulência, podemos estar perto de aterrissar!
0
Comente!x

  Seokjin sorriu com a metáfora. Talvez ela tivesse razão.
  Quando os dois chegaram na porta da casa dela, já dentro do condomínio ele perguntou se podia deixar o carro lá por alguns minutos até falar com os pais, disse que não demoraria e ela, claro, deixou. Antes agradeceu a ele pela surpresa, pelo favor e por ter chegado justo na hora.
0
Comente!x

  - Obrigada pela carona! Fiquei feliz! – as bochechas dela enrubesceram – Obrigada por ter me ajudado também! Com o Bruno!
0
Comente!x

  Seokjin sorriu sem mostrar os dentes enquanto colocava as mãos nos bolsos, meio sem saber como se despedir dela. Antes que ele pudesse agir, a irmã ligou. Jin atendeu.
0
Comente!x

  - Eu acabei de chegar aqui no condomínio criança! – ele pausou – Sim! Ainda tô com a ! Ela está aqui na minha frente, porque?
0
Comente!x

  Seokjin franziu o cenho. riu. Ele tapou o telefone com uma das mãos retirando o mesmo do ouvido.
0
Comente!x

  - Meus pais estão fazendo um jantar típico e estão convidando você e seus pais!
0
Comente!x

   arregalou levemente os olhos. Os pais não desistiam de juntar os dois e ela quis rir outra vez.
0
Comente!x

  - Vou entrar e falar com eles, respondo por mensagem pode ser?
0
Comente!x

  - Claro! Não se sinta na obrigação de ir! Sei que está cansada!
0
Comente!x

  Ela acariciou rapidamente a bochecha dele com o polegar antes de entrar em casa.
0
Comente!x

  Assim que adentrou a casa o pai ainda não havia chegado e ela encontrou a mãe deitada no sofá, mexendo no aparelho celular. Sorriu.
0
Comente!x

  - Ei, mãe! – ela se jogou no sofá ao lado da mais velha que olhou para ela –
0
Comente!x

  - Ei bebê! – a mãe lhe beijou os cabelos – Veio com o Seokjin? Seu pai acabou de me mandar mensagem perguntando se você já tinha chegado! Ele teve um imprevisto na empresa e teve que voltar para lá, disse que daqui quinze ou vinte minutos é que chega aqui ainda! Vou pedir o jantar, hoje fiquei com preguiça de cozinhar!
0
Comente!x

   fechou os olhos enquanto a mãe, agora, lhe acariciava os fios de cabelo.
0
Comente!x

  - Eu vim com ele! – sentiu as bochechas voltarem a ficar vermelhas – E os pais dele nos convidaram para um jantar coreano na casa deles…
0
Comente!x

  - Ui! – gargalhou com a reação da mãe que deu um pulo do sofá, ficando de pé – Então vamos nos arrumar! Confirme ao meu futuro genro que vamos! Vou avisar seu pai que ele pode ir direto para lá!
0
Comente!x

  - Mas você nem sabe se eu quero ir! E outra e se vocês não gostarem da comida coreana?
0
Comente!x

  - Ah ! Que não quer ir o que? Você quer enganar quem? Eu vi você e o Seokjin se beijando no carro dele aquela vez do acampamento da ! Pronto!
0
Comente!x

   arregalou os olhos com força e então cruzou os braços abaixo do peito. Havia tanta coisa que a mãe sequer sabia sobre aquele beijo e antes daquilo!
0
Comente!x

  - Mãe! Foi só um beijo e nós dois só estamos nos conhecendo, não começa a fantasiar as coisas!
0
Comente!x

  - Então vamos! Anda mocinha! – ela puxou do sofá que voltou a rir –
0
Comente!x

  Antes de tomar seu banho, ela avisou a Seokjin que iriam ao jantar.
0
Comente!x

  Eui recebeu e Eliana com um abraço em cada, demorando um pouco mais no de que fechou os olhos enquanto sorria. Eui nem disfarçava. Depois ela abraçou Eun que veio correndo para fazê-lo e então cumprimentou Seokjin outra vez, com um aceno de cabeça. Si-Woo cumprimentou com um aperto de mãos e perguntou por Willian, ao que Eliana respondeu que ele havia ficado preso na empresa, mas que já estava a caminho do jantar.
0
Comente!x

  Os seis se sentaram à mesa e e Jin se sentaram lado a lado dessa vez. Enquanto eles esperavam por Willian, as mães conversavam sobre um assunto aleatório qualquer que e Jin não se atentaram muito, enquanto Eun mexia no celular. sentiu delicadamente a mão de Jin sobre a sua embaixo da mesa, e então deixou que as mesmas se entrelaçassem. O coração de batia rápido, nada daquilo parecia real quando ela olhava para trás e se lembrava do quão rancoroso e raivoso ele estivera quando se reencontraram. E ela estava feliz, feliz por aquilo tudo parecer estar passando…
0
Comente!x

  Logo o pai de chegou e se juntou à eles na mesa. Os pais de Seokjin perguntaram o que eles sabiam sobre a culinária da Coreia, e os pais de foram honestos, dizendo que não sabiam basicamente nada sobre a culinária do país asiático, quando eles olharam para , esperando a resposta ela  contou sobre o acampamento:
0
Comente!x

  - Na viagem para o acampamento, o Seokjin e os outros meninos cozinharam para a gente! Então eu já comi alguns pratos! Eu não me lembro de todos eles – ela riu – Mas me lembro de ter gostado da maioria!
0
Comente!x

  Eui e Si-Woo trocaram olhares, felizes por saber que a possível futura nora – no que dependesse deles – já estava começando a se familiarizar com a cultura e culinária deles.
0
Comente!x

  - Então o Seokjin já apresentou um pouco da cultura para você?
0
Comente!x

  - Sim! Ele cozinhou parte dos pratos e eu até já ouvi ele falando em coreano, com os outros garotos! – e ele trocaram um olhar – E ele me ajudou com os palitinhos, como é mesmo o nome?
0
Comente!x

  - Os hashis! – Seokjin mexeu nos mesmos dispostos pela mesa –
0
Comente!x

  - Inclusive eu acho que vou precisar de ajuda outra vez! – ela sorriu, sem graça –
0
Comente!x

  - Aqui! Deixa eu te ajudar!
0
Comente!x

  Si-Woo observou enquanto o filho ensinava e ajudava com os hashis, e então ele sentiu orgulho do filho, ali, ajudando com toda a paciência a entender a dinâmica e toda a cultura do país de origem.
0
Comente!x

  Os pais de Seokjin explicaram os pratos para os pais de enquanto Seokjin e Eun relembravam os pratos para e explicavam sobre os pratos que ela ainda não conheciam. Os pais de Jin haviam preparado um verdadeiro banquete, com muitos pratos e muita variedade, era quase como se fosse um rodízio coreano. Enquanto eles comiam, dividiram suas opiniões sobre o sabor e aparência da comida. Os pais – tanto os de , quanto os de Seokjin – toda hoara paravam as conversas para observar Seokjin e interagindo um com o outro, e os olhos de Si-Woo até brilhavam quando os dois gargalhavam juntos de algo ou quando ela tinha dificuldade com os hashis e o filho a ajudava ou acabava por levar a comida até a boca de .
0
Comente!x

  Os dois se voluntariaram para lavar um pouco das louças antes de colocá-las na máquina que as lavaria e então Eun se despediu de , já que ela tinha um trabalho para fazer e os pais foram para sala, jogar conversa fora e beber algumas bebidas tipicamente coreanas. Jin e estavam juntos à pia, enquanto ele lavava as louças para tirar o excesso ela as colocava na máquina para serem de fato lavadas.
0
Comente!x

  O silêncio entre os dois já não era mais tão incomodo, os dois já conseguiam se sentir confortáveis com o silêncio um do outro. sentia as costas e o pé doerem um pouco, então ela escorou-se próxima a Jin na pia e fechou um pouco os olhos.
0
Comente!x

  - O que foi? Tá passando mal?
0
Comente!x

  - Não! Só estou com dor no pé e um pouco nas costas!
0
Comente!x

  - Então senta! Deixa que eu termino aqui !
0
Comente!x

  - Não! Já tá passando, tenho que tomar o remédio quando eu voltar para casa, não se preocupe! – eles se encararam –
0
Comente!x

  Seokjin se atreveu a selar demoradamente os lábios dela, que mesmo surpresa, fechou outra vez os olhos e cedeu aos lábios dele.
0
Comente!x

  - Preciso falar uma coisa! Acho que vou me sufocar se não falar sobre isso com você!
0
Comente!x

  - O que? – umedeceu os lábios, sentiu medo –
0
Comente!x

  Seokjin passeou os olhos pelo rosto dela, e então voltou a olhar dentro dos olhos de . Ele não sabia se era o momento ideal, ou se era o melhor momento para falar aquilo, mas estava sentindo que deveria fazê-lo, e com era assim: ele não gostava de guardar as coisas para si, porque justamente de tanto os dois guardarem os sentimentos e os esconderem um do outro, tudo havia explodido.
0
Comente!x

  - É que eu acho que estou finalmente me apaixonando por você! Por você de verdade, pela
0
Comente!x

   voltou a umedecer os lábios, de repente eles haviam voltado a ficar secos. O coração dela saltitava, como uma adolescente. E então, os dois se beijaram. Os lábios se mexiam no ritmo um do outro e segurou o rosto dele entre as mãos, como se ele fosse a coisa mais preciosa do mundo, e de fato, ele era! Pelo menos para ela.
0
Comente!x

Centésimo Quinto Capítulo – I got you

   vislumbrou o celular vibrando pela milésima vez só naquele dia. Era Hoseok. Provavelmente assim que ela desligasse, Namjoon ligaria. Parecia até que eles combinavam…
0
Comente!x

  Quase uma semana ou mais desde que tudo havia desabado sobre a cabeça de . O pedido de namoro de Namjoon e toda a sequência daquela noite ficavam indo e voltando na mente conturbada dela. Assim como as palavras de Hoseok: egoísta, principalmente essa.
0
Comente!x

  E era exatamente assim que ela se sentia: egoísta, mesquinha e pequena. Pequena não, minúscula. O coração dela já não batia rápido fazia uma semana ou mais, e ela sentia as mãos formigarem com frequência. Trabalhava apenas com o corpo, executava as tarefas no piloto automático e mal conversava com os colegas de trabalho, com , com , com os amigos no geral. Era do trabalho para casa e ela chorava basicamente todas as noites antes de pegar no sono com força.
0
Comente!x

  Ouvir a confissão bêbeda de Namjoon havia pego completamente de surpresa, ela não achava que ele estivesse se apaixonando por ela… e Hoseok…
0
Comente!x

  Fechou os olhos com força ao pensar no moreno. Sabia que ele estava totalmente inseguro e insatisfeito, mas não pensou que o estrago feito no íntimo de Hoseok fosse tão grande. Mas e ela? Alguém havia sequer pensado em como o peito dela estava? No quanto uma escolha daquelas a destruía? No quanto ela realmente gostava dos dois igualmente? Será que eles haviam parado para pensar que se ela gostasse 1% a mais de qualquer um dos dois ela teria decidido que ficaria em definitivo com um dos dois e só?
0
Comente!x

  Sim! Ela havia sido egoísta e sabia disso! Ouvir em voz alta e de Hoseok só fez a cratera dentro do peito dela dilacerar e sangrar. Ainda mais por saber que fazia Hoseok sangrar junto com ela, e por causa dela. E Namjoon? Ele havia sido vulnerável com ela de novo, que nem quando eles haviam se beijado pela primeira vez… e ele tinha medo, ele tinha medo da vulnerabilidade, e havia reagido com tanto desdém! Balançou a cabeça enquanto marejava os olhos e via o nome dele iluminar a tela.
0
Comente!x

   olhou da tela para a amiga.
  - Não vai mesmo atender nenhum dos dois?
0
Comente!x

   fez que não para ela enquanto deixava o prato de comida de lado.
0
Comente!x

  - Eu não me sinto preparada para falar nada para nenhum dos dois ainda! E não coloquei as coisas em ordem dentro de mim e isso pode lambuzar as coisas ainda mais!
0
Comente!x

   fez que sim para a amiga com a cabeça. As duas vislumbram Jimin voltando para a empresa com Chloe a tiracolo. balançou a cabeça, Jimin também precisava organizar as coisas e parar de fazer lambança com a amiga e com ele mesmo.
0
Comente!x

  - Quer esperar dar tempo de ele chegar na sala de vocês? Ou podemos ir?
0
Comente!x

  - Mas você mal comeu!
0
Comente!x

  - Não sinto fome nessas situações, você sabe! – tentou sorrir –
0
Comente!x

  - O que a terapeuta fala para você sobre isso?
0
Comente!x

  - Que é melhor eu tirar o tempo que eu precisar para colocar as coisas em ordem, mas que preciso estar ciente que posso perder os dois para sempre nesse período, e que eu posso perder um dos dois para sempre, se tomar uma decisão! E que vou sofrer uma perda independente da decisão que eu tomar! E isso só piora as coisas dentro de mim! – deu um riso forçado –
0
Comente!x

   segurou a mão da amiga sobre a mesa.
  - Eu não devia ter armado aquele encontro entre vocês dois!
0
Comente!x

  - Ah para! Você não tem culpa de nada! A única culpada aqui sou eu! – pausou por alguns segundos – Você tem falado com ele?
0
Comente!x

  - Namjoon? – assentiu – Ele me pergunta de você todos os dias…
0
Comente!x

  - E você? Fala o que?
0
Comente!x

  - Que você tá bem, que ele não precisa se preocupar, mas que ele precisa respeitar seu tempo! E ele de fato só pergunta como você está, como estão as coisas…
0
Comente!x

   suspirou pesadamente. Tempo: o curandeiro e também o assassino.
0
Comente!x

  Ele se sentou no bar e depois retirou o paletó colocando-o sobre a cadeira ao seu lado. Bagunçou levemente os cabelos e então pegou o cardápio do lugar em vão. Ele só queria uma cerveja, sentir o gosto dela bem gelada descendo por sua garganta, para tirar o gosto amargo que os dias sem estavam deixando em sua boca. Nos três primeiros dias, Namjoon se arrependeu amargamente de ter a pedido em namoro, de ter colocado tanta pressão em , sabendo que ainda não era o momento. Nem para ele, nem para ela. Mas pela primeira vez em anos, ele teve medo de perder. Ele não perdia! Nenhum caso…
0
Comente!x

  Mas já havia dito: ela não era um caso! Aquilo não era uma competição! Bom, na verdade até era: entre ele e a insegurança de anos fugindo do amor, de anos fugindo de ser vulnerável, de anos sem saber o que era de fato o amor… não entre ele e Hoseok! Claro que ele não queria perder para o químico. Mas hoje, olhando para trás, ele se perguntava se o problema realmente era Hoseok… e não ele. E não a insegurança que bradava em seu peito e um ego inflado demais para entender que perder para outro, só doía tanto porque ele estava apaixonado. O garçom interrompeu os pensamentos conturbados de Namjoon para perguntar se ele já havia escolhido. Namjoon pediu sua cerveja e dois copos.
0
Comente!x

  Retirou o telefone da pasta e os óculos também. Abriu o grupo que havia criado, que bombava todos os dias de assuntos variados… clicou na descrição do grupo e desceu até os membros. Achou o nome e o número de Hoseok lá. Como será que ele se sentia? Como ele estava lidando com aquele afastamento? Namjoon estava louco para saber… Quando viu, o número de Hoseok já chamava.
0
Comente!x

  Hoseok retirou o celular do bolso rapidamente quando ele começou a vibrar, por uma fração de segundos ele achou que fosse … mas era um número desconhecido. Ele sempre atendia, tinha medo de ser alguma coisa com o pai.
0
Comente!x

  - Alô! – ele colocou o capacete sobre o banco da moto –
0
Comente!x

  Namjoon pigarreou, de onde tiraria coragem para fazer aquilo?
0
Comente!x

  - Alô? Pois não? – Hoseok chamou –
0
Comente!x

  - Hum! – Namjoon umedeceu os lábios – Oi Hoseok! É o Namjoon! Peguei seu número no grupo!
0
Comente!x

  A garganta de Hoseok fechou. Ele também umedeceu os lábios. O que ele queria? E porque a voz dele no telefone ficava tão bonita? Hoseok apertou os olhos.
0
Comente!x

  - E o que você quer?
0
Comente!x

  - Que você abaixe a guarda, primeiramente!
0
Comente!x

  - Abaixar a guarda com você?
0
Comente!x

  - Estranho eu sei! E muito irônico! Mas sim! Pode abaixar a guarda! Eu vim em paz!
0
Comente!x

  - Sei! E o que você quer me ligando? Além de querer que eu abaixe a guarda?
0
Comente!x

  - Que horas você sai do trabalho? Pensei de nos encontrarmos…
0
Comente!x

  - Pensou de o que? – Hoseok gargalhou, de nervoso –
0
Comente!x

  Namjoon suspirou pesadamente, começando a se irritar.
  - Acho que talvez nós dois, sei lá! Pudéssemos conversar sobre tudo isso! Como dois homens maduros! Talvez até, não sei, possamos nos resolver!
0
Comente!x

  - Nos resolver? – a pergunta havia sido mas para ele mesmo do que para Namjoon –
0
Comente!x

  - Você pode vir ou não? – Namjoon suspirou outra vez, impaciente –
0
Comente!x

  Hoseok mordeu o lábio, pensativo. Ele precisava mesmo conversar sobre tudo aquilo com alguém. Hoseok só tinha o Jimin, mas não podia contar mais com ele e nem sabia o porquê…
0
Comente!x

  - Me manda o lugar!
0
Comente!x

  E ele desligou, fazendo o coração de Namjoon pular dentro do peito.
0
Comente!x

  A cerveja já havia chegado e Namjoon serviu a si mesmo com o líquido enquanto esperava por Hoseok. A perna direita dele balançava incessantemente debaixo da mesa enquanto a ansiedade permeia seu tronco, fazendo o coração bater rápido. O que exatamente ele conversaria com Hoseok? Quer dizer, ele até sabia o que falar… mas como aquilo podia ajudar os dois? Deu um longo gole da cerveja gelada que ele tanto ansiava e sentiu o coração acalmar um pouco conforme a cerveja ia descendo. Hoseok avistou ele sentado sozinho no bar, tomando alguma coisa que ele julgou ser cerveja. Hoseok guardou o paletó junto com a pasta, no compartimento da moto, conferiu se a carteira e o celular estavam no bolso e então se aproximou do advogado.
0
Comente!x

  Namjoon se levantou rapidamente com a presença de Hoseok e então os dois, assustados, se encararam. Os olhos de Namjoon examinaram o rosto de Hoseok, que tinha os olhos levemente arregalados e os lábios dele pareciam formar um coração conforme a boca dele formava uma espécie de vogal “o”, provavelmente surpreso com a forma que Namjoon se levantou abruptamente.
0
Comente!x

  - Achei que você fosse desistir!
0
Comente!x

  - E eu deveria ter desistido?
0
Comente!x

  - Não! Não deveria! Senta! – Namjoon apontou para a cadeira em frente a sua com a mão –
0
Comente!x

  Hoseok assim o fez, sendo seguido de Namjoon. O advogado serviu cerveja para ele, no copo que havia pedido mais cedo, e então arrastou o mesmo na direção de Hoseok sobre a mesa. Ele levou a mão até o copo que Namjoon serviu para ele e então deu um longo gole da cerveja, tomando quase todo o líquido de lá. Namjoon acompanhou o copo sendo depositado outra vez sobre a mesa. Os dois ficaram em silêncio, por alguns segundos.
0
Comente!x

  - Você falou com a essa semana?
0
Comente!x

  Hoseok balançou a cabeça negativamente.
  - Não! Ela não responde as minhas mensagens e não atende as minhas ligações! Desde que tudo explodiu!
0
Comente!x

  Namjoon balançou a cabeça e então bebeu o restante de sua cerveja, depois ele serviu o copo dos dois de novo. A garrafa já estava vazia. Ele chamou o garçom, e pediu mais uma.
0
Comente!x

  - E você? Tem falado com ela? – Hoseok perguntou antes de levar o copo aos lábios –
0
Comente!x

  - Não! Ela também não me atende! – Namjoon balançou a cabeça em negativo outra vez – A me diz todos os dias que ela tá bem, na medida do possível! Que ela só precisa de um tempo!
0
Comente!x

  - Mas e nós dois? Não merecíamos sei lá, uma explicação?
0
Comente!x

  - Sobre o que exatamente?
0
Comente!x

  - Sobre esse tempo…
0
Comente!x

  - Mas no dia que tudo explodiu, eu me lembro de ela ter falado algo sobre precisar de um tempo! Ou eu estava tão fora de mim?
0
Comente!x

  - Ela disse algo do gênero, mas ainda assim eu acho que… – ele pausou – Na verdade eu acho que não sei mais de nada!
0
Comente!x

  Mais um gole, mais cerveja no copo e Namjoon a mesma coisa.
  - Como você está com isso tudo? – Namjoon coçou a nuca –
0
Comente!x

  - Isso importa mesmo para você?
0
Comente!x

  - Não sou um monstro Hoseok! Eu sei que você me acha horrível, me acha arrogante, antipático, antiético, e sei lá mais quais outros adjetivos ruins! E entendo, entendendo de verdade você ter essa imagem de mim… mas eu não sou isso! Eu sou humano, e erro como todos vocês. Eu agi no impulso! Eu estava inseguro, com medo, não sei lidar com esses sentimentos todos! Nunca precisei lidar com eles tão diretamente assim!
0
Comente!x

  Namjoon engoliu seco depois de despejar suas vulnerabilidades em Hoseok. Outra vez o bico de surpresa e os olhos arregalados estavam presentes nas feições de Hoseok. Ele não esperava.
0
Comente!x

  -Você nunca sentiu essas coisas antes? Medo, tristeza, frustração, inferioridade?
0
Comente!x

  -Já! Medo, eu senti quando minha mãe deu a primeira crise esquizofrênica na minha frente! Achei que ela fosse morrer e tive muito medo ali! Eu tinha oito anos… – os olhos de Namjoon se encheram de água – Tristeza eu senti muitas vezes na vida! Quando minha mãe não me reconheceu pela primeira vez, quando ela foi internada, e eu sinto esse maldito sentimento todas as vezes que ela não se lembra de mim… juntinho com a tristeza vem a frustração, pelo mesmo motivo! Inferioridade eu sempre senti quando estive junto ao meu pai, foram poucas vezes inclusive! E eu jurei para mim mesmo que não queria mais sentir todas essas coisas!
0
Comente!x

  Eram muitas informações e Hoseok não estava entendendo muito bem. Ele tomou mais alguns goles da cerveja, e massageou as têmporas após isso.
0
Comente!x

  -Sua mãe? Ela tem esquizofrenia?
0
Comente!x

  Namjoon assentiu para ele com a cabeça enquanto encarava o copo de cerveja já quase vazio. Poucas pessoas sabiam de tudo aquilo… Nem para ele havia revelado seus sentimentos sobre aquilo tudo de forma tão profunda.
0
Comente!x

  -Eu tinha um irmão! Na verdade, ele morreu! No parto! E a minha mãe queria muito aquele bebê! Eu fui o filho que não foi planejado, meus pais não eram casados e meu pai só se casou com ela por causa da gravidez! Os dois nunca se amaram! E meu pai só se casou com ela porque os meus avós o obrigaram e a minha mãe só não teve coragem de abortar por causa da família! Mas com o meu irmão não! Ele foi esperado, planejado, querido… Sonhado! Ele era a esperança da minha mãe e do meu pai, de que eles pudessem construir o amor juntos. Sei lá! Nunca entendi muito bem o que era o amor! Amor entre homens e mulheres, no sentido de relacionamentos! O amor fraterno eu entendi cedo, porque eu sempre senti pela minha mãe! Mas aí o bebê morreu, e ela enlouqueceu!
0
Comente!x

  Os olhos do advogado marejaram pesadamente. Hoseok se ajeitou na cadeira e encarou Namjoon.
0
Comente!x

  - Aí ela começou a esquecer as coisas! As pessoas… só lembrava do bebê e da morte dele! Até que ela começou a achar que alguém tinha roubado ele dela! Aí ela fugia, saia procurando ele pelas ruas, nos hospitais! Não aceitava que ele tinha morrido. E consequentemente, eu morri para ela também!
0
Comente!x

  - Ela parou de cuidar de você?
0
Comente!x

  - Não só isso! Ela se esqueceu de mim! Ela literalmente não se lembrava mais quem eu era! Ela não se lembra até hoje.
0
Comente!x

  Hoseok voltou a arregalar os olhos enquanto Namjoon voltava a se servir da cerveja. Aquilo era realmente uma coisa que jamais havia passado pelos pensamentos de Hoseok. Ele achava que Namjoon era perfeito, que ele tinha uma vida perfeita, uma família perfeita. Sem traumas, sem dor…
0
Comente!x

  - Eu sinto muito! – Namjoon olhou para ele –
0
Comente!x

  - Eu acredito que você sente! Você é um cara bom…
0
Comente!x

  Ele chamou o garçom para pedir mais uma garrafa. Hoseok juntou as mãos uma na outra, entrelaçando as mesmas sobre o próprio colo. Aquilo realmente havia pego o químico de surpresa.
0
Comente!x

  - E o seu pai?
0
Comente!x

  Namjoon deu de ombros, bebeu sua cerveja.
  - Faz pelo menos uns oito anos que eu não falo direito com ele! Ele sumiu, depois que eu assumi todas as responsabilidades com os gastos da internação da minha mãe. Ele nunca se importou! Nem comigo, nem com ela! Ele vivia jogando a culpa de tudo o que aconteceu nela!
0
Comente!x

  Silêncio. Hoseok sentiu a cabeça querer latejar. A outra garrafa de cerveja foi deixada pelo garçom sobre a mesa e Namjoon agradeceu. Aquilo nem parecia real.
0
Comente!x

  - Eu sinto muito mesmo! Não deve ter sido nada fácil! Você ainda vê a sua mãe?
0
Comente!x

  - Vejo! Foi lá na clínica que ela fica que eu conheci a ! Ela presta uma espécie de trabalho voluntário lá! Porque tem uma parte do hospital que é para crianças e idosos que não tem condições de pagar, o hospital arrecada algumas doações e também recebe alguns voluntários para ajudar! Além de visitar minha mãe lá, eu também sou voluntário e ajudo como posso com algumas doações!
0
Comente!x

  Mais uma surpresa. Nem parecia o mesmo Namjoon que ele havia conhecido.
  - Porque não deixa as pessoas verem seu lado bom? – Hoseok fechou os olhos se arrependendo de ter pensado tão alto –
0
Comente!x

  - Porque quando se vê o bem, se espera o bem… e eu não quero ter que atender a expectativa de ninguém!
0
Comente!x

  Hoseok voltou a beber do líquido amarelo em seu copo, enquanto Namjoon já se servia outra vez.
  - E você?
0
Comente!x

  - Eu o que? – Hoseok desconversou –
0
Comente!x

  - Não vai me falar nada sobre você? Não vai me contar alguma coisa que te rasgou o peito?
0
Comente!x

  Hoseok engoliu seco. Tanta coisa lhe rasgava o peito…
  - Eu também fui rejeitado pela minha mãe… não que você tenha sido rejeitado pela sua! – ele tentou se corrigir enquanto balançava a cabeça desajeitadamente-
0
Comente!x

  - Mas eu fui! Inconscientemente talvez, mas fui! Aliás sou! Todos os dias!
0
Comente!x

  Hoseok engoliu seco de novo. Bebericou mais um pouco da cerveja. Namjoon também.
  - Ela e seu pai são separados?
0
Comente!x

  - Ela nos abandonou! Quando eu tinha cerca de um ano de idade! Ela fugiu! Deixou uma carta dizendo que aquela vida não era para ela! Que ela havia nascido para ser livre, que até havia tentado, mas que não queria viver daquele jeito!
0
Comente!x

  Foi a vez dos olhos de Hoseok se encherem de água. Aquilo tudo ainda doía tanto.
  - E ela nunca voltou?
0
Comente!x

  - Nunca! Ela sumiu… até hoje! E isso destruiu o meu pai! De todas as formas possíveis! Meu pai procurou por ela por uns três anos, mas desistiu. Só que sabe? Acho que no fundo, bem no fundo até hoje ele tem esperanças que ela volte!
0
Comente!x

  - E você? Tem essas mesmas esperanças?
0
Comente!x

  - Não! Nunca tive! Todo mundo na escola dizia que ela jamais ia voltar, e que provavelmente ela tinha vergonha de mim ou do meu pai! E a minha vida na escola nunca foi fácil! Todo mundo zombava de mim, porque eu era o menino que nem a mãe queria! E aí eu nunca tive amigos, as pessoas que se aproximavam só me apunhalaram pelas costas, então eu cresci sozinho e cheio de inseguranças e de receio! Sem deixar ninguém se aproximar, eu vivia com medo do que os outros podiam me causar e do abandono!
0
Comente!x

  Agora Namjoon entendia com mais clareza os motivos de tanta insegurança e timidez, e o porque ele tinha tanto medo de perder
0
Comente!x

  - O Jimin e a foram as duas únicas pessoas que eu confiei de verdade! Que eu confio… que eu deixei entrarem! E bom, hoje estou sem os dois! E a , sei lá! O que eu sinto por ela vai muito além! Ela me curava! Por isso eu tinha tanto medo de perdê-la! Por isso eu nunca pedi que ela escolhesse, mesmo que matasse por dentro! Porque eu sabia que se ela tivesse que escolher entre um de nós, eu a perderia. E o meu corpo não estava preparado para mais um abandono, para mais uma perda! É como se tudo voltasse!
0
Comente!x

  Hoseok bagunçou os cabelos e bebeu outra vez. Namjoon também bebia e agora ele servia os dois outra vez. A cabeça de Namjoon começa a ficar tonta, ele andava muito fraco para o álcool, e não estava entendendo. Seria o emocional? Se sentiu mal por ter feito se afastar de Hoseok, já que aquilo tudo só havia acontecido por culpa dele!
0
Comente!x

  - Eu também sinto muito! Pela sua mãe, pela , pelo Jimin!
0
Comente!x

  Namjoon balançou a cabeça.
  Depois os dois ficaram em silêncio por mais alguns segundos enquanto Hoseok mexia no telefone. Depois ele levou o mesmo até o bolso e bufou.
0
Comente!x

  - Eu não sei muito bem o que tá rolando com o Jimin também e isso me machuca! Porque ele é o meu melhor amigo, e tô precisando dele! E ele sei lá! Se fechou, se isolou sem explicar nada, e se ele também estiver precisando de ajuda? Eu não consigo falar com ele, nem mesmo agora! Eu pergunto o que tá acontecendo e ele evita falar, me evita…
0
Comente!x

  Namjoon bufou baixinho antes de beber mais.
  - Eu sei mais ou menos o que tá rolando Hoseok! Mas o certo é você ouvir da boca dele, quando ele quiser contar! Faz assim, chama ele para vir para cá! Numa boa, fala que tá comigo, fala até que sou eu chamando! Que não vamos pressionar ele para falar nada, que é só uma noite para beber e falar besteira! Tenho certeza que ele vai ficar no mínimo surpreso de você estar comigo e vai querer vir ver isso de perto…
0
Comente!x

  Até que fazia sentido. Provavelmente por isso ele era um bom advogado. Hoseok sorriu com o próprio pensamento, e então fez o que Namjoon sugeriu, e até tirou uma foto do advogado distraído para mandar na conversa, para provar que estava falando a verdade.
0
Comente!x

  Jimin releu a mensagem de Hoseok pelo menos umas três vezes, e era real. Ele é Namjoon, juntos, bebendo num bar. O que tinha acontecido para aquilo acontecer? Há quanto tempo ele não falava com os amigos, especialmente com Hoseok? Ele não sabia mais o que se passava na vida do melhor amigo e nem o melhor amigo na dele…
0
Comente!x

  Digitou um: “me mandem a localização de vocês, só vou me trocar!”
0
Comente!x

  Hoseok e Namjoon voltaram a conversar sobre o passado. Até que Jimin chegou e se sentou na ponta da mesa do bar, para ficar perto dos dois homens. Ele olhava de um para o outro sem parar.
0
Comente!x

  - Quer entender o que está acontecendo? Ou vai continuar fingindo que não liga para o seu melhor amigo?
0
Comente!x

  Jimin umedeceu os lábios. Aquilo não era verdade! Ele ligava sim… só não estava muito bem da cabeça!
0
Comente!x

  - Exato! O que vocês dois estão fazendo aqui? São amigos agora? E cadê a minha cerveja?
0
Comente!x

  Hoseok serviu o amigo, já que eles haviam pedido um copo para ele.
  - Como você não foi na inauguração da galeria do Jin, e nem na festa você perdeu o que aconteceu! Entre a , o Namjoon e eu!
0
Comente!x

  - E o que aconteceu?
0
Comente!x

  - Primeiro você conta o que tá acontecendo com você! Porque eu sei que aconteceu alguma coisa! Você mudou completamente, e não só comigo!
0
Comente!x

  Jimin suspirou pesadamente e então bagunçou os cabelos pretos.
  - Não tem nada acontecendo Hoseok! Eu só quero tomar um ar, conhecer gente nova, variar um pouco! – deu de ombros enquanto bebia sua cerveja –
0
Comente!x

  Namjoon travou o maxilar e então suspirou enquanto cruzava os braços abaixo do peito. Encarou Jimin enquanto ele bebia.
0
Comente!x

  - Ah Jimin! Por favor! Para! – Hoseok arregalou os olhos, olhando para Namjoon – Eu sei o que tá rolando! A me contou! Então, não tem porque você não contar para o Hoseok, ele é seu melhor amigo cara!
0
Comente!x

  Jimin encarou Namjoon de volta, surpreso com as palavras do advogado. Então tinha tido coragem de assumi-lo depois de perdê-lo? Do que adiantava agora? Mas Namjoon tinha razão, estava na hora do amigo saber. Ele olhou para Hoseok que esperava por alguma reação ou resposta sem entender nada.
0
Comente!x

  - A sabe o que aconteceu? E ela contou para o Namjoon? Eu não entendi!
0
Comente!x

  Hoseok levou o copo americano de cerveja à boca, Namjoon já pedia mais uma garrafa para o garçom. Hoseok estava confuso e Jimin procurava as palavras certas sem saber como começar.
0
Comente!x

  - A sabe o que aconteceu porque foi tudo culpa dela! – ele olhou para Namjoon – Sei que vocês são muito amigos, Namjoon! Não sei o que ela te contou, nem como ela te contou. É bom que agora você ouve o meu lado da história também, antes de tomar birra da minha cara por completo.
0
Comente!x

  - Eu não tomei birra da sua cara! Eu até entendo o seu lado da situação, eu só tenho um apreço maior pela , porque a conheço a mais tempo e porque somos muito parecidos. Eu sou advogado e sei analisar os dois lados de todas as situações, pode ficar tranquilo!
0
Comente!x

  - Tá! Agora, você pode por favor, me contar? Eu estou preocupado com você porra!
0
Comente!x

  Namjoon deixou um sorrisinho apontar no canto dos lábios ao ouvir Hoseok xingar, ele achou gracioso já que ele quase nunca perdia a linha.
0
Comente!x

  - Eu me apaixonei pela ! E nós dois tínhamos uma espécie de relacionamento não assumido! Era tudo escondido de todo mundo, só nós dois sabíamos! E essa ideia, de não assumir, partiu dela!
0
Comente!x

  - E porque? – Hoseok levou a mão ao peito, surpreso – Porque ela quis esconder?
0
Comente!x

  - Porque ela é covarde! – ele bebeu um longo gole da cerveja –
0
Comente!x

  - Calma aí! – Namjoon colocou a mão sobre um dos ombros dele – Calma Jimin!
0
Comente!x

  - Bom! Eu só estou falando a verdade, Namjoon! – ele voltou a suspirar alto – Eu sei, muito bem, acho que mais do que ninguém de todos os traumas que ela viveu! Eu sei que algumas das atitudes que ela teve comigo, inclusive uma das razões para ela querer manter tudo em segredo, foram esses traumas. Mas foram meses, muitos meses e ela…
0
Comente!x

  Jimin pausou e passou as mãos pelo rosto. Ele nem sabia o que falar!
0
Comente!x

  - E eu sei que não fiz mais do que a minha obrigação respeitando esses traumas! Mas poxa, ela nunca demonstrou se quer que estava analisando a hipótese de trabalhar tudo isso para me assumir, ela não pensou em cuidar de nós, ela não pensou no que estávamos construindo, no que eu estava sentindo! Ela nunca sentou e conversou comigo e disse: “olha Jimin, eu não estou preparada para assumir nada com você porque preciso lidar com os meus fantasmas, porque não sei amar, porque nunca senti isso antes e etc.” Ela só ficava dizendo que não tínhamos porque assumir, ela só ficava dizendo que tinha uma reputação a zelar já que desde sempre eu e ela vivíamos em pé de guerra, e que afinal de contas como ela assumiria um relacionamento com alguém do qual ela sempre demonstrou odiar! Do jeito que ela falava, parecia que eu era só um passatempo…Ela foi imatura e covarde sim, e me machucou! Como ninguém me machucou!
0
Comente!x

  Os olhos de Jimin marejaram rapidamente, mas em seguida os olhos dele assumiram um tom sombrio… Hoseok umedeceu os lábios conforme o cérebro dele ia processando as informações. Jimin e haviam se relacionado por meses, escondido e ela havia quebrado o coração de Jimin de tal maneira que ele havia virado outra pessoa?
0
Comente!x

  - E agora eu não consigo mais! Eu não consigo mais conviver com tudo que me lembra dela! Por isso eu me afastei! De todo mundo! Eu não estou bem da cabeça e do coração, e preciso desse tempo! Preciso de gente nova, preciso manter minha mente ocupada o tempo todo para não me entregar para essa dor e para essa raiva que eu to sentindo! Só isso!
0
Comente!x

  Hoseok encarava a mesa, em silêncio ainda tentando processar os acontecimentos. O amigo estava machucado e ele não sabia como ajudar…
0
Comente!x

  - Nós agora não temos mais nada! Só a relação profissional!
0
Comente!x

  - E quem decidiu isso? Você ou ela?
0
Comente!x

  - Eu! Depois que transamos! Bom, ela tem alguns traumas relacionados ao padrasto, coisas pesadas! E por isso nós demoramos um tempo até que ela conseguisse! E depois disso, achei que ela fosse finalmente assumir o que nós tínhamos porque eu disse que a amava, e ela disse que não, que não estava pronta, e que ainda não queria eu explodi! E daí para frente vocês já sabem!
0
Comente!x

  - Você podia tanto ter falado comigo! – Hoseok olhou para Jimin, e agora o químico tinha os olhos marejados –
0
Comente!x

  - Eu não consegui! Eu não consegui Hoseok! Eu só queria sumir e foi isso que eu fiz! Eu espero que você me perdoe em algum momento, mas é o que eu precisei fazer e ainda é o que eu preciso no momento!
0
Comente!x

  - Tudo bem! Tudo bem… – Hoseok engoliu seco – Eu respeito!
0
Comente!x

  - Tem mais uma coisa que aconteceu! No dia da inauguração da galeria do Jin, de madrugada ela acabou indo para minha casa! E nós dois transamos de novo… e literalmente só transamos e eu mandei ela embora!
0
Comente!x

  - Porra Jimin! – Hoseok fechou os olhos – Eu entendo que ela te causou muita dor e tudo mais, mas caramba!
0
Comente!x

  - Isso foi pesado! Não que eu tenha muita moral, mas eu sempre deixei claro minhas intenções com as pessoas que eu me envolvi! Era só sexo, mas eu deixava claro e nunca usei isso como moeda de troca para vingança!
0
Comente!x

  Hoseok e Namjoon se encararam, concordando um com o outro com a cabeça. Jimin reparou e então abaixou a cabeça querendo sorrir. Se lembrou de como ele havia reparado desde o acampamento que os dois na verdade, eram o complemento um do outro… e equilibrava. Será que se dariam conta disso?
0
Comente!x

  - Você precisa de um tempo! Ok! Mas não seja babaca com a gente! E nem com ela! Já deu!
0
Comente!x

  - Ela já está sendo punida Jimin! E eu sei o quanto ela tem se esforçado para se tratar e voltar inteira! Tenho acompanhado de perto.
0
Comente!x

  - Deixa que o tempo se encarregue!
0
Comente!x

  Jimin assentiu para os amigos, sem acreditar muito no que Namjoon falava e reparou mais uma vez na sinergia que os dois aparentavam ter, e que talvez esse tempo longe da , fizesse os dois perceberem que eles não precisavam disputar nada…
0
Comente!x

  - Agora, o que foi que aconteceu com vocês dois?
0
Comente!x

  - A culpa foi do Namjoon! – antes de beber mais de sua cerveja Hoseok soltou uma de suas gargalhadas altas –
0
Comente!x

  Namjoon acabou se rendendo mais uma vez à risada gostosa de Hoseok e acabou sorrindo enquanto abaixava a cabeça.
0
Comente!x

  - E ele não mentiu! Aliás, desde o começo dessa bagunça toda entre nós três, quando é que a culpa não foi minha?
0
Comente!x

  Os três riram juntos, como se de repente as coisas fizessem sentido. Como se nunca houvesse nenhuma briga ali, nem entre Jimin e , nem entre Namjoon e Hoseok, e muito menos entre eles e .
0
Comente!x

  - No dia da inauguração, que aliás foi incrível! – Namjoon alfinetou – Bom, na festa na verdade! Eu bebi um pouco!
0
Comente!x

  Ele ergueu o copo de cerveja e encarou o mesmo antes de beber. Jimin e Hoseok riram.
  - Ele bebeu muito! – Hoseok corrigiu –
0
Comente!x

  - E aí, eu fiz uma besteira! – balançou a cabeça desgostoso – Eu estava com o ego ferido, há um tempo já. E não só isso, eu estava completamente apaixonado pela ! Ainda estou… e como sou muito parecido com a , eu não soube lidar com isso de forma muito madura e meti os pés pelas mãos achando que essa bendita ideia seria ótima e faria a magicamente querer ficar só comigo…
0
Comente!x

  - Você fala demais! – Hoseok falou depois de beber – Faz muitos rodeios! Por isso é advogado! Ele resolveu pedir a em namoro, do nada, na frente de todo mundo!
0
Comente!x

  - Você o que? – Jimin encarou Namjoon antes de explodir em risadas –
0
Comente!x

  - Não ri cara! Isso acabou com a nossas vidas! – Namjoon pediu enquanto bebia mais e mais –
0
Comente!x

  - Eu estou rindo de nervoso! O Hoseok nunca fez isso, porque tinha medo que ela escolhesse você e ele a perdesse para sempre!
0
Comente!x

  - É eu acabei descobrindo isso agora a pouco! – Namjoon balançou a cabeça desgostoso mais uma vez – Eu só, sei lá! Só pensei que assim, ela veria que eu gosto dela de verdade!
0
Comente!x

  - Não é assim que se demonstra essas coisas Namjoon!
0
Comente!x

  Silêncio.
  - Ela aceitou? – Jimin olhou de Namjoon para Hoseok –
0
Comente!x

  - Não! E ela acabou brigando comigo, e ai eu falei um monte de coisas do Hoseok e o Hoseok apareceu e falou um monte de coisas para mim, depois para a
0
Comente!x

  - Eu disse que ela era egoísta!
0
Comente!x

  - Egoísta?
  - Exatamente essa palavra! – Namjoon encarou Hoseok –
0
Comente!x

  - Sim! Com todas as letras! Disse que ela estava brincando e machucando nós dois! Ou algo assim, eu explodi também! E ela disse que se nós dois queríamos que ela se decidisse, ela o faria e que talvez escolhesse ficar sã e salva, consigo mesma.
0
Comente!x

  - E que precisava de um tempo! Ou algo do gênero, porque eu estava muito bêbado e não me lembro.
0
Comente!x

  - E está ficando bêbado de novo! Acho que já chega!
0
Comente!x

  - Não! Agora que o Jimin chegou!
0
Comente!x

  - É cara! – Jimin se serviu de mais cerveja – E aí?
0
Comente!x

  - E aí que tem uma semana ou um pouco mais que isso, que ela não responde, nem atende a mim ou ao Namjoon. E eu estou desesperado!
0
Comente!x

  - Pode não parecer, mas eu também!
0
Comente!x

  -Tá mas qual a razão verdadeira de vocês dois estarem aqui sozinhos?
0
Comente!x

  Jimin ergueu uma das sobrancelhas. Hoseok começou a ficar vermelho, não só pelo álcool, mas pela pergunta de Jimin. Ele poderia estar entendendo alguma coisa de forma errônea, então ele quis explicar, mas se embolou. Namjoon, tranquilamente resumiu:
0
Comente!x

  - Estamos aqui, os dois, sozinhos, pra falar da ! E para falar sobre tudo o que pode ter causado essa bola de neve que nós dois estamos! Simples assim! – ele se enrolou um pouco na dicção porque a bebida já havia subido –
0
Comente!x

  Namjoon deu de ombros e pediu mais uma garrafa.
  - Chega Namjoon! Já tem tempo que estamos bebendo e eu tô de moto e você de carro!
0
Comente!x

  - Eu vim de carro de aplicativo! Se você quiser posso levar sua moto para a porta da sua casa e você volta de aplicativo!
0
Comente!x

  Namjoon bocejou, e decidiu cancelar o pedido e trocar por uma garrafa de água que chegou rapidamente. Ele precisava de água, para conseguir voltar para casa! Hoseok observou o advogado, bêbado, sem condições de voltar para casa sozinho outra vez… como no dia em que tudo explodiu.
0
Comente!x

  - Leva minha moto para casa Jimin? Eu vou levar o Namjoon! Não vou deixar ele dirigir assim!
0
Comente!x

  Jimin ergueu a sobrancelha mais uma vez.
  - Levo! Desde que vocês dois me deem notícias!
0
Comente!x

  - Sim! Pode deixar!
  - Não precisa! Não sou um bebê! – Namjoon cruzou os braços abaixo do peito e fez um bico, ofendido –
0
Comente!x

  - Realmente! Mas você bebe muito senhor advogado! Levanta! Vamos embora! Consegue?
0
Comente!x

  - Podemos esperar só beber um pouco de água? – ele deu um longo gole da garrafa de água –
0
Comente!x

  Os três riram e então Jimin e Hoseok levantaram o advogado, que ficou vermelho.
  - Consegue levar ele sozinho até o carro dele, ou precisa de ajuda?
0
Comente!x

  - Vou tentar! Pega aqui no meu bolso as chaves da moto!
0
Comente!x

  Jimin soltou lentamente e levemente o corpo de Namjoon e ele tentou firmar o corpo para não machucar Hoseok. Jimin pegou as chaves no bolso da frente das calças de Hoseok.
0
Comente!x

  - Me deem notícias! Na verdade, você J-Hope! O Namjoon provavelmente vai apagar! – Jimin riu, tampando a boca e Hoseok acompanhou –
0
Comente!x

  - Ei! – Namjoon protestou –
0
Comente!x

  Os dois caminharam com certa dificuldade até o carro de Namjoon. Hoseok encostou o corpo de Namjoon no carro, com certa firmeza e Namjoon sorriu. Mas Hoseok não viu.
0
Comente!x

  - Consegue me entregar as chaves do carro? E ficar de pé sozinho?
0
Comente!x

  Namjoon fez que sim.
  - As chaves estão aqui na minha pasta!
0
Comente!x

  Namjoon abriu a pasta e começou a procurar pelas chaves lá dentro, se desequilibrando hora ou outra e sendo amparado com firmeza pelas mãos de Hoseok. O problema, é que Namjoon parecia estar gostando daquela firmeza toda do toque dele…
0
Comente!x

  O advogado conseguiu achar as chaves e então Hoseok destravou o carro e colocou o corpo pesado de Namjoon no banco do carona. Alguns segundos depois ele estava no banco do motorista, ajeitando o cinto. Namjoon observou, e depois fez o mesmo. Hoseok era bonito, e ele quase externou o pensamento em voz alta!
0
Comente!x

  - Posso ligar o rádio?
0
Comente!x

  Hoseok perguntou, ele não queria que o clima ficasse pesado entre eles.
0
Comente!x

  - Eu ligo! Acho que isso eu consigo fazer! – Namjoon riu –
0
Comente!x

  Hoseok sorriu enquanto dava partida no carro.
0
Comente!x

“I see the Moon, I see the Moon, I see the Moon, oh when you’re looking at the Sun! I’m not a fool, I’m not a fool, not a fool, no you’re not fooling anyone…”

  Namjoon fechou os olhos enquanto balançava o corpo levemente no ritmo da música que começava a tocar.
0
Comente!x

“Oh, but when you’re gone, when you’re gone, when you’re gone, oh baby, all the lights go out! Thinking, oh that, baby, I was wrong, I was wrong, I was wrong, come back to me, baby, we can work this out!”

  Os dois cantaram juntos, baixinho. E então Namjoon abriu os olhos.
0
Comente!x

  - Eu nem sei onde você mora! Qual o endereço para eu saber se vou saber chegar sem GPS e sem a sua ajuda! Já que você está bêbado!
0
Comente!x

  Hoseok riu.

“Oh baby, come on, let me get to know you, just another chance so that I can show that I won’t let you down and run! No, I won’t let you down and run, ‘cause I could be the one. I could be the one, I could be the one, I could be the one!”

  Antes de Namjoon responder a Hoseok, ele observou as veias saltadas nos braços e mãos dele e então umedeceu os lábios. Ele ficava incrivelmente mais bonito ao volante…Aqueles pensamentos deveriam perturbar Namjoon, ou no mínimo causar um estranhamento ou surpresa, mas não causavam.
0
Comente!x

“I see in blue, I see in blue, I see in blue, oh, when you see everything in red. There is nothing that I wouldn’t do for you, do for you, do for you… Oh, ’cause you got inside my head!”

  - Se lembra onde mora Namjoon? – Hoseok parou o carro antes de encarar Namjoon –
0
Comente!x

  - Rua José Linhares, 220! Leblon! – eles disseram juntos o nome do bairro –
0
Comente!x

  Claro que Namjoon moraria num bairro de classe alta! Hoseok balançou a cabeça e riu alto com os próprios pensamentos.
0
Comente!x

“Oh, but when you’re gone, when you’re gone, when you’re gone, oh baby, all the lights go out! Thinking, oh that, baby, I was wrong, I was wrong, I was wrong, come back to me, baby, we can work this out!”

  - O que foi? Porque essa risada?
0
Comente!x

  - Você mora num bairro de gente rica! E o quão óbvio isso é!
0
Comente!x

  Namjoon escorou a cabeça no encosto do banco e então sorriu. Hoseok engoliu seco quando ele o fez. Virou o rosto rapidamente, não queria reparar no advogado demais.
0
Comente!x

  - Sei chegar lá! Vamos embora!
0
Comente!x

  Namjoon olhou para o perfil quase perfeito de Hoseok quando o carro voltou a andar.
0
Comente!x

“Oh baby, come on, let me get to know you, just another chance so that I can show that I won’t let you down and run! No, I won’t let you down and run, ‘cause I could be the one. I could be the one, I could be the one, I could be the one!”

  Agora Namjoon observava ele cantar a música baixinho enquanto dirigia com uma mão só segurando o volante… O que era aquilo que Namjoon estava sentindo? E porque estava sentindo? Reparou mais uma vez na mão dele segurando o volante e mexendo-o. Engoliu seco.
0
Comente!x

“Will you be mine?”

  Quando eles pararam no sinaleiro Hoseok escorou o braço livre na janela e então mexeu nos cabelos negros enquanto esperava o mesmo abrir. Namjoon mordeu o lábio inferior inconscientemente se questionando que textura os cabelos dele poderiam ter. Balançou a cabeça pesadamente para afastar os pensamentos e acabou ficando ainda mais tonto.
0
Comente!x

  Com um dos braços passados em volta do pescoço de Hoseok, os dois caminharam para o quarto de Namjoon. Hoseok havia ajudado ele com a porta da sala, já que ele mal se aguentava em pé de sono e pela bebida no cérebro. E agora os dois caminhavam pelo corredor que levaria até o quarto do advogado.
0
Comente!x

  Ao chegarem no cômodo, Hoseok acendeu as luzes de lá e Namjoon fechou os olhos, incomodado. Já perto da cama do advogado, Hoseok observou o advogado com os olhos fechados. Depois de engolir seco, ele começou a ajudar Namjoon a se livrar do blazer para se deitar de forma mais confortável, o que ele não esperava era que o advogado fosse se desequilibrar no processo, levando ele junto.
0
Comente!x

  As mãos de Namjoon seguravam com firmeza a cintura fina de Hoseok, que agora se encontrava deitado sobre o advogado em sua cama. As mãos de Hoseok seguravam de forma involuntária os ombros de Namjoon, e o rosto dos dois estava agora colado um no outro, com as pontas dos narizes se tocando. A respiração de Hoseok ficou descompassada rapidamente e a de Namjoon começava a ficar. Quando as mãos de Namjoon lhe apertaram a cintura com certa força, Hoseok fechou os olhos e engoliu seco, lentamente. Ele precisava reagir, mas era como se o corpo dele simplesmente não quisesse sair dali… era como se ele estivesse gostando! E Namjoon pensou em como a cintura dele parecia se encaixar em suas grandes mãos e então ele passeou os olhos pelo rosto delicado e bem feito de Hoseok: os olhos fechados, a respiração forte e descompassada dele batendo nos lábios de Namjoon, o nariz fino e pontudo de Hoseok só não era mais bonito que o de , mas era tão bonito quanto… depois ele passeou os olhos pelos lábios finos e rosados de Hoseok… ficou curioso!
0
Comente!x

  Hoseok abriu os olhos e então encarou os olhos pequenos de Namjoon, o fitando de volta. Hoseok num impulso, se livrou dos braços de Namjoon e se pôs de pé, ajeitando a camisa social no corpo. O coração dele batia tão rápido que ele sentiu que poderia desmaiar.
0
Comente!x

  - Me desculpe! – Namjoon pediu enquanto se sentava na cama –
0
Comente!x

  - Tudo bem! – Hoseok umedeceu os lábios – Agora que você já está deitado e em casa eu vou pedir meu carro!
0
Comente!x

  - Não quer dormir aí? No quarto de hóspedes e ir embora amanhã cedo? – foi a vez de Namjoon umedecer os lábios enquanto se livrava da gravata –
0
Comente!x

  - Não! Não! Não! Eu tenho que colocar a minha moto na garagem! – ele balançou a cabeça em negativa com veemência e várias vezes – Boa noite Namjoon!
0
Comente!x

  Quando ele estava para sair do quarto, apagou a luz e ouviu Namjoon dizer:
  - Obrigada por hoje!
0
Comente!x

  Hoseok fechou os olhos com força. O coração ainda batia rápido, muito rápido. Ele saiu da casa de Namjoon e então se sentou no meio fio, com o portão da casa de Namjoon em suas costas. O coração dele não diminuiria o ritmo das batidas? E porque ele havia deixado que aquele contato se prolongasse por tanto tempo? Ele não podia sentir aquelas coisas… não de novo! Não por Namjoon…
0
Comente!x

  Fechou os olhos e então apoiou o rosto entre as mãos enquanto tentava acalmar o coração dentro do peito. Mas a única coisa que a mente dele reproduzia era a sensação das mãos grandes de Namjoon lhe apertando a cintura… engoliu seco e então olhou para o céu.
0
Comente!x

  - Eu não posso! Não posso misturar as coisas! O Namjoon é só um cara legal, e eu ele podemos ser amigos daqui para frente, só isso! Só isso!
0
Comente!x

  Fechou os olhos e então voltou a sentir as mãos de Namjoon lhe apertarem a cintura… repetiu para si mesmo:
0
Comente!x

  – O Namjoon é só um cara legal, e eu ele podemos ser amigos daqui para frente, só isso! Só isso! Só isso!
0
Comente!x

Centésimo Sexto Capítulo – Love her

  Olhou as horas no celular e então apressou a mãe no supermercado, elas precisavam ir logo para casa para que conseguisse preparar o prato. Ela já havia assistido pelo menos três vídeos de como preparar o kimbap e ainda estava insegura. Na verdade, havia pesquisado vários pratos coreanos diferentes, mas o kimbap ainda parecia o mais simples e fácil para ela, que não era coreana, preparar! E ela também não era tão boa na cozinha quanto o namorado…
0
Comente!x

  Mas estava confiante que conseguiria preparar o prato e fazer a surpresa que havia planejado a semana inteira para Suga. Já em casa ela arregaçou as mangas da blusa de frio de lã que usava, pois a sexta-feira estava nublada e fria no Rio de Janeiro, colocou todos os ingredientes que necessitava sobre o balcão da cozinha, fez um coque no alto da cabeça e colocou o celular por perto para poder assistir o vídeo com a receita.
0
Comente!x

  Enquanto ela lavava os ingredientes, a mãe apareceu na cozinha e observou a filha, curiosa. Quando ela começou a picar os legumes, se esqueceu que era melhor colocar o arroz para ir cozinhando, então ficou na ponta dos pés para pegar a panela dentro do armário.
0
Comente!x

  - Você tá fazendo o que ?
0
Comente!x

  - Ai que susto! – ela segurou a panela com força depois de quase deixar a mesma cair – Nossa mãe!
0
Comente!x

  A mãe gargalhou fechando os olhos. Depois voltou a observar a filha.
0
Comente!x

  - Você sabe que não precisa cozinhar! Nós temos quem faça isso!
0
Comente!x

  - Não é para mim que estou cozinhando! É para o Suga! Quero fazer um prato típico do país dele e levar de almoço para ele comer no consultório! – ficou vermelha –
0
Comente!x

  A mãe sorriu enquanto se aproximava dela perto do fogão da casa. Achou a filha muito preciosa, querendo agradar o namorado.
0
Comente!x

  - Vocês dois tem pensado em ter outro bebê filha? – a mãe lhe acariciou as costas enquanto ela ligava o fogão –
0
Comente!x

   engoliu seco e umedeceu os lábios. Aquele assunto ainda era tão delicado…
0
Comente!x

  - A gente nunca mais falou sobre isso! A perda do Hyuk foi um trauma muito grande, para nós dois! A dor da perda ainda lateja aqui dentro de mim!
0
Comente!x

   levou inconscientemente uma das mãos até a própria barriga e acariciou o lugar. A mãe fez o mesmo.
0
Comente!x

  - Para mim e para o seu pai também! Mas vocês dois ainda são tão novos, filha! Deveriam tentar de novo! E um casamento?
0
Comente!x

   pegou o pacote de arroz sobre a bancada, para começar a prepará-lo. Aquele assunto era cedo para ser tratado, não era?
0
Comente!x

  - Também não falamos sobre isso! Ele quer que eu volte a morar com ele, mas eu tô bem assim! O relacionamento tem fluído muito bem e eu não quero atropelar as coisas entre nós dois mãe! Você e o pai não me querem mais aqui? É isso?
0
Comente!x

   gargalhou enquanto despejava o arroz na panela com água para cozinhá-lo. A mãe pegou as verduras, tirando-as do saco plástico.
0
Comente!x

  - Claro que não! Estamos adorando você aqui, não tem nada a ver com isso! É porque eu e seu pai sonhamos com isso! Em ver você se casando…
0
Comente!x

  - Quem sabe um dia, não é? – ela encarou a mãe –
0
Comente!x

  - Posso te ajudar a cortar essas verduras aqui? Como é para cortar?
0
Comente!x

  Ela mostrou o vídeo para a mãe, que prestou bastante atenção, e então enquanto o arroz cozinhava as duas começaram a cortar as verduras. terminaria bem mais rápido com a ajuda da mãe, então ficou feliz por ter a companhia dela.
0
Comente!x

  As duas conversaram até que as verduras estivessem todas picadas e então o arroz já estava quase pronto, e a mãe seguiu ajudando com a preparação do kimbap. Com as marmitinhas já prontas ela foi tomar um banho.
0
Comente!x

  Olhou para a recepcionista da clínica e os lábios ficaram secos, então os umedeceu e ajeitou a bolsa no ombro. Respirou fundo. E se Suga não gostasse nada daquilo? Ele era tão reservado com a vida pessoal no trabalho, ela teve medo.
0
Comente!x

  - Boa tarde! – ela tentou sorrir sem parecer forçada – Eu vim trazer o almoço do Yoongi!
0
Comente!x

  - Ah! Certo! Me acompanhe por favor para você fazer a entrega para ele!
0
Comente!x

   assentiu enquanto a recepcionista saia detrás da grande bancada, ela foi atrás enquanto observava as paredes claras da clínica. A mulher bateu em uma das portas e o coração dela saltou no peito. E se Suga não gostasse? Fechou os olhos com força e então prendeu a respiração quando ouviu o namorado gritar “entra”.
0
Comente!x

  - Seu almoço chegou, Yoongi!
0
Comente!x

  O moreno franziu a testa, parecendo confuso e então se levantou.
  - Mas eu ainda não pedi! -a recepcionista abre espaço, mostrando
0
Comente!x

  O sorriso gengival de Yoongi apareceu, fazendo o coração de se acalmar e derreter ao mirá-lo. Ela sorriu de volta e então acenou para ele, ainda sem jeito.
0
Comente!x

  - Obrigada! – ele agradeceu à recepcionista e então entrou na sala –
0
Comente!x

  Suga abraçou a namorada com força enquanto depositava um beijo demorado em sua cabeça. gargalhou com a reação exagerada do namorado.
0
Comente!x

  - Você é o meu almoço? – ele ergueu uma sobrancelha e então os dois explodiram em gargalhadas –
0
Comente!x

   lhe acertou um tapa de leve nos ombros e então observou como o namorado ficava bonito com o jaleco, o bordado escrito Min Yoongi em dourado era lindo! Os dois se encararam. Yoongi depositou um selinho nos lábios da namorada, e logo em seguida os dois estavam se beijando. Já com as bocas livres, ela estendeu a vasilha na direção dele, que olhou para a mesma, ainda sorrindo.
0
Comente!x

  - Eu mesma que fiz! Com a ajuda da minha mãe! Não sei se está bom, já que é a primeira vez que eu fiz! Mas eu comprei tudo fresquinho, hoje de manhã…
0
Comente!x

  - Vamos para o refeitório aqui da clínica! Eu costumo comer lá!
0
Comente!x

  - Não! Eu vou deixar você almoçar, só vim trazer mesmo, não quero te atrapalhar!
0
Comente!x

  - E desde quando você me atrapalha ? – ele balançou a cabeça em negativa –
0
Comente!x

  Entrelaçou uma das mãos dela na sua e então saiu a puxando para fora da sala, e gargalhou. Suga saiu mostrando a clínica para a namorada, que sorria com os olhos brilhando. O lugar era lindo! Já dentro do refeitório os dois se sentaram lado a lado e então Suga desembrulhou a vasilha do pano que cobria a mesma, e então abriu a vasilha. O sorriso gengival voltou a brotar nos lábios de Suga assim que ele bateu os olhos no kimbap feito pela namorada e pela sogra.
0
Comente!x

  - Você e sua mãe fizeram? – os olhos dele brilharam –
0
Comente!x

  - Sim! Olha, eu não sei se ficou gostoso! Provei um só! Mas minha mãe adorou!
0
Comente!x

  - Eu tenho certeza que ficou bom! Você é muito preciosa, sabia?
0
Comente!x

  Ele voltou a depositar um beijo casto na cabeça de , e depois pegou os hashis.
0
Comente!x

  - Ah! Eu trouxe um caldo também e molho shoyo, tá aqui dentro da bolsa!
0
Comente!x

   colocou a mesma sobre a mesa do refeitório da clínica e então retirou cuidadosamente as sacolas com os molhos. Suga alargou o sorriso pensando no quão dedicada ela era! E no quanto aquilo tudo era significativo, tanto para ele, quanto para ela! Ele era de uma cultura totalmente diferente da de , e fazer um prato coreano não era tão simples! Por mais fácil que parecesse o kimbap, era uma comida de outro país e precisou de muito esforço para conseguir, e só o fato de ela querer agradá-lo, preparando uma comida coreana para ele já fazia tudo aquilo muito especial.
0
Comente!x

  Suga encaixou os hashis nos dedos e então se preparou para provar do kimbap feito pela namorada e pela sogra. Assim que ele deu a primeira mordida, fechou os olhos, ansiosa com a reação dele. O gosto estava delicioso e havia surpreendido Suga!
0
Comente!x

  - E aí Suga? – ela apertou o braço dele, assim que o moreno levou mais um kimbap a boca –
0
Comente!x

  - Tá uma delícia amor! – ele fechou os olhos enquanto ria – Você me surpreendeu!
0
Comente!x

  - Tá falando sério? – ergueu as sobrancelhas –
0
Comente!x

  - Claro que tô! Você sabe que eu sou sincero, se tivesse ficado ruim eu falaria! Tá uma delicia! Experimenta!
0
Comente!x

  Suga levou uma das peças até os lábios de , que acabou aceitando. Ela também se surpreendeu com o sabor da comida e ficou com as bochechas vermelhas.
0
Comente!x

  - Viu? – ele mergulhou um kimbap no molho shoyu – Tá gostoso, um pouco temperado demais, mas uma delícia! Você já almoçou meu bem?
0
Comente!x

   fez que não com a cabeça para ele.
  - Vou almoçar no trabalho, assim que sair daqui eu vou para lá!
0
Comente!x

   acariciou os cabelos longos de Suga, que comia sem parar.
0
Comente!x

  - Posso buscar você para dormir comigo hoje?
0
Comente!x

  Os dois se encararam e então um colega de Suga entrou no refeitório, cumprimentando os dois.
0
Comente!x

  - Pode! – ela sussurrou próximo ao ouvido dele –
0
Comente!x

  Depois Suga esperou que o carro de aplicativo pedido por ele chegasse para levar ao trabalho e ele ficou acompanhando o carro até que o mesmo sumisse de suas vistas. Voltou para o escritório com um sorriso de orelha a orelha e a recepcionista sorriu de volta para ele.
0
Comente!x

  - Minha namorada, sabia?
0
Comente!x

  - Ah, você está namorando de novo? – a recepcionista gargalhou – Ela pareceu bem mais agradável que a antiga!
0
Comente!x

  Foi a vez de Suga gargalhar e então ele balançou a cabeça. Há quanto tempo ele não ouvia falar de Charlotte? Ela havia literalmente sumido e na verdade, Suga esperava que ela continuasse assim, já que estava tudo indo muito bem entre ele e . Se ela de repente ressurgisse das cinzas tal qual uma fênix, poderia estragar tudo e nada podia estragar a magia que os dois estavam vivendo.
0
Comente!x

  - Próximo paciente é que horas mesmo? – ele caminhou rumo ao corredor que dava para os consultórios –
0
Comente!x

  - Daqui vinte minutos Yoongi!
0
Comente!x

  - Já vou voltar lá para o meu consultório então! Obrigada!
0
Comente!x

   amarrava a jaqueta na cintura enquanto ria das piadas dos colegas de trabalho que caminhavam para o ponto de ônibus e então alguns minutos depois Suga parava o carro do outro lado da rua.
0
Comente!x

  - Fico tão feliz de ver vocês dois juntos! Eu gosto muito dele! – senhor Yang abraçava pela cintura rapidamente –
0
Comente!x

  Ela sorriu, sentindo as bochechas queimarem. Ficava feliz de saber que as pessoas gostavam dos dois, especialmente de Yoongi!
0
Comente!x

  - Ele também gosta do senhor! – sentiu o mais velho lhe beijando a testa –
0
Comente!x

  Yoongi abaixou os vidros do carro e então, sorrindo, ele acenou freneticamente para o senhor Yang que acenou de volta na mesma intensidade. caminhou até o carro e então Suga abriu a porta para ela, de dentro do carro mesmo. Os dois selaram os lábios.
0
Comente!x

  - Como foi ai hoje?
0
Comente!x

  - Para uma sexta-feira a noite até que foi bem tranquilo! E no consultório? Você tinha comentado que hoje trabalharia até tarde!
0
Comente!x

  - Foi bem corrido! Eu cheguei em casa agorinha! Só tomei um banho e vim te buscar! Quer passar em algum lugar para comer?
0
Comente!x

  - Acho que prefiro passar em algum lugar para comprar comida e a gente come na sua casa mesmo!
0
Comente!x

  - Tá ótimo! – sorriam um para o outro – Sabe quem veio falar comigo hoje?
0
Comente!x

  - Quem? – fez um coque nos cabelos –
0
Comente!x

  - O V!
  - Ah é? E o que ele queria?
0
Comente!x

  - Me chamar para jogar com ele os garotos no domingo, na casa dele!
0
Comente!x

  - Mesmo meu bem? – abriu um sorriso genuíno – E você vai não é?
0
Comente!x

  Ver Suga fazendo amizades, saindo do casulo deixava ela tão feliz!
0
Comente!x

  - Vou! Acho que vai ser divertido! Os outros garotos todos confirmaram presença também!
0
Comente!x

  - Isso! – ela passou uma das mãos pelos cabelos longos dele –
0
Comente!x

  Os dois passaram num restaurante de comida italiana, já que queria massa e depois os dois compraram uma garrafa de vinho numa loja de conveniências e então foram para o apartamento de Yoongi.
0
Comente!x

   retirava os pratos de dentro do armário enquanto Yoongi depositava as sacolas e embalagens sobre a mesa, depois ele vislumbrou colocando os dois pratos sobre a mesa. Depois ela voltou até a cozinha para pegar os talheres e as taças enquanto Suga desembalava tudo. Os dois se sentaram um de frente para o outro e então se serviram enquanto conversavam sobre o trabalho de outra vez.
0
Comente!x

  Depois de lavarem as louças juntos, eles tocaram um pouco de piano enquanto terminaram sozinhos a garrafa de vinho e então Suga preparou a cama para que eles se deitassem juntos para ver alguma coisa. se aconchegou no peito de Yoongi e então fechou os olhos enquanto afundava o nariz na curva do pescoço do namorado.
0
Comente!x

  - Ainda pensando em como eu vou convencer você a voltar para cá…
0
Comente!x

  - Ah Yoongi! – ela começou a rir quando ele fez cócegas na cintura dela – Para!
0
Comente!x

  Os dois começaram a rir e então quando percebeu o corpo de Suga já estava sobre o dela, com os narizes colados. Ela tentava se livrar das grandes mãos do namorado e se contorcia embaixo dele, quando os lábios roçaram um no outro Suga parou com as cócegas e então apertou firmemente a cintura da namorada que tinha os olhos fechados e então ele a beijou. afundou as mãos nos cabelos longos e pretos do namorado aprofundando o beijo logo em seguida, juntando a língua na dele.
0
Comente!x

  As mãos de Suga adentraram a camiseta larga dele que utilizava e quando elas entraram em contato com a pele quente dela, arqueou as costas querendo mais do contato de Suga. Atendendo aos pedidos da namorada, ele subiu as mãos até alcançar os seios de ainda dentro do sutiã, e ela mordeu o lábio inferior de Suga com força, fazendo com que Suga apertasse as mãos nos seios dela com a mesma força. soltou o lábio de Suga que estava preso entre os seus e então respirou profundamente, ainda de olhos fechados. Suga se sentou entremeio as pernas da namorada, abrindo-as o suficiente para que ele pudesse ficar confortável, e então ele se livrou da própria camiseta sentindo as unhas de passearem por seu torso agora descoberto, e então ele fechou os olhos sentindo as unhas dela.
0
Comente!x

   repousou as mãos na cintura delicada de Suga, e então ele levantou lentamente a camiseta preta que ela usava e ergueu o corpo para facilitar que a camiseta saísse por seu corpo. Suga abriu os olhos e encontrou os de ainda fechados, e então ele desceu os mesmos para os seios fartos da namorada cobertos apenas pelo sutiã também preto e ele umedeceu os lábios enquanto sentia o membro ficar ainda mais duro dentro da boxer.
0
Comente!x

  Levou as mãos até lá novamente enquanto apertava sua cintura com força. Depois ele levou as mãos até o rosto delicado da namorada que abriu os olhos e encarou os dele pegando fogo, e então ela se sentou rapidamente enquanto levava as mãos até o fecho do próprio sutiã, abrindo-o. As mãos de Suga foram outra vez com urgência até lá, quando o sutiã caiu sobre a cama e reprimiu um gemido que sairia alto, mordendo os lábios, enquanto arqueava as costas. Suga juntou a testa na dela enquanto aumentava a pressão sobre os seios da namorada que colou os lábios nos dele voltando a beijá-lo. Suga colou o corpo no dela, que agora tinha as pernas envolvidas em seu quadril, friccionando a intimidade sobre o membro duro dele.
0
Comente!x

  - ! – ele gemeu quando ela moveu o quadril para provocá-lo – Não me provoque assim!
0
Comente!x

  - Porque? – ela fez novamente enquanto assistia o namorado apertar os olhos e gemer – Tão gostoso ouvir você gemer!
0
Comente!x

  A boca dele engoliu a de com urgência enquanto uma das mãos dele apertava o seu bumbum com força também. passou as unhas pelas costas dele, com vontade, queria deixar ele marcado para que ele soubesse que era dela, só dela.
0
Comente!x

  - Você é meu! – ela sussurrou contra a boca dele – Só meu Yoongi!
0
Comente!x

  Ele fez que sim para ela com a cabeça enquanto sentia as unhas dela afundarem por toda a extensão de suas costas, o membro dele latejava… passou a língua pelo pescoço dele, fazendo sua pele arrepiar e então os dois voltaram a se beijar.
0
Comente!x

  Os lábios de Yoongi desceram pelo pescoço dela, bem devagar e sorria com os olhos fechados enquanto sentia o corpo arrepiar à medida que os lábios dele lhe tocavam a pele. Até que a ponta da língua de Suga lhe tocou o mamilo que intumesceu na hora. lhe tocou a nuca com delicadeza enquanto ele brincava por lá com a língua e quando ele lhe abocanhou todo o seio afundou a mão nos cabelos do namorado e soltou um gemido baixo, estimulando Yoongi a trabalhar com um pouco mais de intensidade por lá.
0
Comente!x

  Depois ele fez a mesma coisa com o outro seio e então lhe puxou os cabelos, erguendo o rosto de Suga e encostando a testa na dele por alguns segundos antes de colocar os joelhos sobre o colchão. Uma das mãos dela lhe ac