Ray Dias
Visite o Perfil

Status

Loading

Avalie

Este texto não foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui

Esta história não possui capas prévias (:

01: Esta fanfic nasceu de um jogo de RPG entre eu e algumas amigas fãs do BTS. Nós jogamos por um ano desenvolvendo o enredo de cada um dos nossos personagens/pares. Inspirada em tudo o que desenvolvi com ela durante o jogo, decidi escrever “Be”.
 
02: O nome da fanfic é o nome do álbum que o grupo desenvolveu na pandemia: “Be”. A palavra remete ao significado dela mesma: “ser” e em 2020, os rapazes criaram este álbum repleto de músicas que falavam dos vários sentimentos humanos que os atravessaram, em um período tão sombrio e tristonho mundialmente. Assim como as músicas que resgatam nossas esperanças, os desejos de viver, os medos e inseguranças, sendo o foco o “ser humano”; esta fanfic me inspirou a buscar no álbum a realidade dos personagens. Afinal, os “idols” que conhecemos nas fanfics tem uma vida real que desconhecemos e só podemos imaginar. Por isso, “Be” me impulsionou a escrever um enredo de pessoas persistindo por seus sonhos, vivendo sua juventude cheios de coragem e medo, mas também, a narrativa tem como ápice algo extremamente comum e que antes da pandemia havíamos nos afastado: a formação dos elos humanos entre o amor dos amigos e família. 
 
03: Para tentar ilustrar o máximo que posso, sobre a construção dessa história na minha cabecinha, eu criei um AESTHETIC no Pinterest para vocês. Não só estão ali as minhas referências, como estão alguns spoilers. Aproveitem o conteúdo extra! Link aqui: Pinterest .
 
04: Entre no meu grupo de leitoras no whatsapp.
 
 

DREAMCAST

 

Be

13.

  Jimin não parava de cantar “You Were Beautiful” do Day 6 junto com Jungkook e Jin, a plenos pulmões, às 13 horas da tarde. A cabeça de Taehyung latejava um pouco menos do que na hora em que ele acordou, mas o rapaz ainda estava muito silencioso repassando o que aconteceu na noite anterior.
0
Comente!x

  — Tae… O que houve ontem?
0
Comente!x

  Jin perguntou depois de trocar olhares com Jungkook e Jimin sobre a postura do amigo que apenas existia perto deles, sem ajudar em nada na cozinha e nem falar.
0
Comente!x

  — Bebemos muito, hyung.
0
Comente!x

  — Que horas vocês chegou? — Jungkook perguntou.
0
Comente!x

  — Acho que… Umas duas e pouca da madrugada?
0
Comente!x

  — Então você veio sozinho? Por quê?
0
Comente!x

  Todos olharam Jungkook surpresos, e Tae esperava que ele explicasse a sua teoria para saber como fugir da questão.
0
Comente!x

  — Eu estava fazendo o meu lanche da madrugada quando Yoongi e Namjoon chegaram trocando as pernas falando sobre piranhas que comem passarinhos no ninho, ou coisa do tipo.
1
Comente!x

  — Que?! — Jimin exclamou rindo.
0
Comente!x

  — Que horas era isso? — Jin perguntou.
0
Comente!x

  — Cinco e meia. Eu sou pontual.
0
Comente!x

  — Isso nem é lanche da madrugada Jungkook, já é café da manhã! — Jimin exclamou mais uma vez e ainda rindo.
0
Comente!x

  Os outros voltaram sua atenção para Tae após concordarem com Jimin.
0
Comente!x

  — Eu… Só estava a fim de voltar antes.
0
Comente!x

  — Hm… — Jin murmurou olhando para os mais novos — Que pena. Achávamos que você e a iriam se acertar.
0
Comente!x

  — E o quê o meu horário de volta tem a ver com isso?
0
Comente!x

  — Ela também foi embora às duas da manhã? — perguntou o mais velho e experiente, de modo óbvio.
0
Comente!x

  — N-não… Eu… Deixei ela com eles.
0
Comente!x

  Jungkook bufou e comentou, desacreditado:
0
Comente!x

  — ‘Tá bom! Então não reclama: ela gosta de caras, mais novos, e eu vou tentar Taehyung!
0
Comente!x

  — Entra na fila… — murmurou o amigo, um tanto infeliz.
0
Comente!x

  Os outros perceberam que alguma coisa havia acontecido, e por mais que não estivesse brincando, Jungkook decidiu não manifestar o seu interesse pela amiga mais velha, que era tão linda legal e carinhosa, até entender o que estava havendo.
0
Comente!x

  De repente um urro se ouviu, e som de passos trôpegos e pesados se aproximando.
0
Comente!x

  — Tem um urso na casa? — Kook zombou.
0
Comente!x

  Namjoon apareceu com a cabeça entre suas mãos, uma expressão de dor e pedindo por água.
0
Comente!x

  — O líder de vocês foi atropelado por uma escavadeira chamada Don Cuervo! Me ajudem…
0
Comente!x

  — Quem é Don Cuervo? — Jimin perguntou confuso.
0
Comente!x

  — A tequila nunca é o melhor caminho, Nam! Você deveria saber… — Jin falou tornando a mexer na panela.
0
Comente!x

  — ! Aquela mulher é um perigo! Alguém precisa colocar um aviso de “explosivo” nela!
0
Comente!x

  — Nossa, que interessante… — Jungkook murmurou um risinho com cara de malícia zombando e os outros riram. Menos Taehyung que ainda encarava o próprio celular, rolando um feed, indiferente.
0
Comente!x

  — Não assim, Kook… A culpa da tequila é dela. Bebi três doses com a , fiquei bem e achando que não faria mal, acabei abusando depois…
0
Comente!x

  — Mas sabe… Até que poderíamos dizer que ela parece mesmo ser bem quente como um explosivo, com todo respeito Tae… — Jimin falou tão malicioso e baixinho quanto Jungkook fizera antes.
0
Comente!x

  — Essa aí só quem pode responder é o…
0
Comente!x

  — Taehyung! — apostou Jin, ainda esperançoso de que alguma coisa ao menos tivesse ocorrido entre eles.
0
Comente!x

  — Yoongi! — provocou Jungkook levando de Jimin, uma encarada reprovável similar a que Hobi deu a ele no episódio das bananas, e Kook deu de ombros.
0
Comente!x

  — Poderia ser, mas esses dois são muito burros… — Nam confessou: — Só quem pode responder é o…
0
Comente!x

  O telefone de Yoongi tocou na sala, caído no chão. Como uma deixa para evitar o assunto, Taehyung foi até ele, pegou e viu a ligação de . Levou até o quarto de Yoongi, e Namjoon terminava de contar aos outros na cozinha:
0
Comente!x

  — Jay Park.
0
Comente!x

  — Uwa!!! Não brinca!
0
Comente!x

  Jin exclamou, Jungkook e Jimin se olhavam com as mãos na boca, surpresos.
0
Comente!x

  — Não contaremos pro Tae né? — Jimin perguntou.
0
Comente!x

  — Ele vai acabar sabendo. E depois, é bom para ele acordar pra vida! O mole que ele deu ontem… Juro a vocês: eu queria bater no Taehyung!
0
Comente!x

  — Como líder você podia e deveria! Eu sabia que tinha acontecido alguma coisa para ele voltar mais cedo!
0
Comente!x

  — Não… — Namjoon explicou fofoqueiro, olhando pelo corredor se Tae não voltava: — Não foi Jay Park que fez o Taehyung vir embora. Se eu não estiver criando memórias bêbadas na minha cabeça, foi o Yoongi.
0
Comente!x

  — De novo?! — os três perguntaram revoltados.
0
Comente!x

  — Alguém tem que amarrar o Hyung! — Jimin falou com as mãos na cintura.
0
Comente!x

  — Hobi vai saber disso e falar até o ouvido do Yoongi cair… — Jungkook riu — E eu vou acabar entrando nesse reality, só para agitar mais as coisas.
0
Comente!x

  — Você ama colocar uma lenha não é, maknae?! — Namjoon repreendeu e Jungkook sorria com sua expressão de coelho travesso, ouvindo a ordem do mais velho: — Mas, ninguém mais vai se meter.
0
Comente!x

  — Yoongi tem que se decidir. — Jin afirmou e os três pararam de falar ao ouvirem alguém se aproximar.
0
Comente!x

  Taehyung retornou à cozinha dos futriqueiros e o silêncio imperava. Voltou a se sentar no lugar em que antes ele mexia em seu próprio telefone. Queria muito perguntar ao Namjoon quem havia sido a pessoa que dormiu com , já que Yoongi estava em casa. Mas, não teve coragem e nem sabia se queria ouvir a resposta. Então Jungkook, o ateador das fogueiras, provocou:
0
Comente!x

  — Quem é, hyung?! Fala pra gente, o Tae já voltou pra ouvir a fofoca.
0
Comente!x

  Eles olharam pra o citado, receosos, e o amigo encarou Namjoon como se dissesse que também queria saber.
0
Comente!x

  — Tem certeza? — Namjoon perguntou a ele.
0
Comente!x

  — Eu jurava que seria o Yoongi, se não foi o Jungkook não importa.
0
Comente!x

  — Ei! Como assim Taehyung? Você desaprova que eu flerte com ela, mas o Jay Park não?! — soltou revoltado Jungkook, e Jimin murmurou alguma coisa, bravo, para ele, sentia-se preocupado com o melhor amigo.
0
Comente!x

  — Foi o Jay Park, Nam? — Tae quis confirmar, estava mesmo surpreso.
0
Comente!x

  Namjoon acenou afirmativo e Taehyung suspirou. Em seguida saiu da cozinha, puto, tentando não pisar tão fundo quanto gostaria. O ciúme estava o corroendo e a culpa era toda dele, que a jogou nos braços de outro. Não que ele achava que conseguisse sustentá-la em seus braços muito tempo, afinal, era perfeita demais mesmo para ele. Taehyung acreditava naquilo.
1
Comente!x

[xxx]

  Os lençóis finos e gelados de seda preta brilhante pendiam sobre o corpo dela de forma sensual sem deixar passar nenhuma curva. Os raios solares foram se revelando aos poucos à medida que, as persianas programadas para abrirem ao meio dia, subiam pela janela enorme.
0
Comente!x

   acordou estranhando o ambiente amplo, que certamente não era de sua cama. Abriu os olhos lentamente, agradecendo por ser sábado e não trabalhar. Sua cabeça latejava mais do que esperava que acontecesse. Talvez, uma mistura de estresse provocado por machos e bebida alcoólica, intensificados na noite anterior. E então, como um flash, ela se recordou do gemido que ouviu horas antes em seu ouvido. E só de recordar sentiu as pernas se apertarem uma contra a outra. Jay fucking Park. Ela zerou a vida. Era fato!
0
Comente!x

  Olhou ao redor se sentando e puxando o lençol para cobrir os seus seios ainda nus. Na mesinha ao lado da cama, havia um copo de água tampado, comprimidos e um bilhete.
0
Comente!x

  “Sei que eu disse isso várias vezes no seu ouvido, mas você é maravilhosa. Bom repetir. A frase e o que fizemos, então por favor, deixe o seu telefone. Bom dia, beba os remédios. Desculpe não estar aí, eu precisei sair.” – JP.
0
Comente!x

  Apesar da frieza dele, ela sorriu. Jay era do tipo safado que ela gostava, mas para se divertir. Não esperava que o homem acordasse ao lado dela, fizesse café e esfregasse as suas costas num banho tântrico. Aquele nem fora o combinado da noite anterior! Mas, também não imaginou que ele sairia para não dar de cara com ela. Se ele deixou o bilhete ali, como uma tentativa de ser menos distante, ou se pediu seu telefone por apenas uma gentileza velada, ou ainda, se aquelas eram pílulas para evitar a ressaca ou uma gravidez, não se importou. Yoongi viera todo o caminho de carro, até pegarem Tae e Nam na noite anterior, falando o quão ouvia coisas péssimas sobre o Park ser um cafajeste, metido e outras coisas que não a surpreendiam na indústria dos idols. Então, ela realmente não esperava qualquer romantismo, delicadeza ou cumplicidade. Foi uma transa. Só isso. Noite casual. E, portanto, não fazia sentido deixar seu telefone.
0
Comente!x

  Pegou os remédios. Constatou serem para ressaca, e recordou-se de que haviam usado camisinha e acreditava ser só por aquilo que, as pílulas do dia seguinte não estavam ali. Em nenhum momento quis acreditar que Park estava sendo realmente gentil e não pudera mesmo ficar até ela acordar. E não acharia ruim repetir realmente o ocorrido da última noite com ele, mas não queria deixar o número de contato e facilitar demais as coisas. Ele teria que se esforçar um pouco mais que se a quisesse de novo. Já vinha facilitando bastante com Taehyung, e provou mais uma vez, que havia quebrado a própria cara. E só de pensar nele, sua cabeça deu mais uma pontada.
0
Comente!x

   levantou-se, viu suas roupas recém-lavadas e secas, dobradas sobre a cama, inclusive a sua calcinha. Sentiu-se tão constrangida por aquilo, que nem pensou em quem teria recolhido as roupas do dia anterior no quarto e deixado limpas ali. A porta anunciou dois toques na mesma, e ela murmurou rouca e baixo: “entre”. Ao se abrir, uma doméstica que parecia simpática se aproximou explicando as recentes curiosidades da escritora sobre aquilo. Ela era a governanta da casa de Park, recebeu instruções do patrão para cuidar de um despertar tranquilo da garota, lavar, secar e passar as roupas dela para que ela as vestisse quando acordasse, assim como oferecesse comida e o que mais a mulher quisesse.
0
Comente!x

   agradeceu-a, mas negou qualquer complicação. Afirmou que iria se arrumar e partir, e a mulher deixou-a só. Tomou banho e se arrumou, depois comeu um pouco e logo providenciou um carro que a levou de volta, agradecendo a atenção, se desculpando pelo trabalho e dispensando a companhia de um motorista particular do rapper, até sua casa.
0
Comente!x

  As exatas uma hora da tarde, já estava chegando a seu cantinho, como ela gostava de se referir ao apartamentinho pequeno e bem na vibe de um dorama , em que ela morava. Pediu para o táxi deixá-la no começo da rua de sua casa, e caminhou até a cafeteria antiga do seu bairro. Observou a barraquinha de bolinho de peixe que ela amava fechada, e se recordou de quando esteve ali com Suga. De repente não sabia por que aquela memória lhe invadiu, mas se pegou pensativa sobre o seguinte fato: se fosse Taehyung a tê-la procurado no lugar de Yoongi, ela estaria saindo da casa de Jay Park aquela manhã?
0
Comente!x

  Suspirou, sentindo-se frustrada. Por que estava pensando em Tae e no quanto os olhares e sorrisos dele a atraíam? Por que estava pensando nele sendo levado por ela até aquela barraca ao invés de Yoongi? Por que estava pensando no momento em que quase seria beijada por ele? Aliás… De onde tirou aquela esperança de que seria beijada?! Por que o garoto fazia aquilo de mostrar-se afetado por ela, sempre que estavam juntos, mas parecer lembrar-se de alguma coisa e a afastar logo depois?
0
Comente!x

   entrou na cafeteria, vazia pelo horário, tentando dispersar qualquer coisa que a lembrasse de Tae. O vestido da noite anterior parecia inapropriado para alguém que entrava numa cafeteria depois do meio dia. Os olhares de poucos atendentes e clientes queimaram em sua pele. Ela apenas escorou-se no balcão, falando com uma senhora.
0
Comente!x

  — Ajhumma… — murmurou fazendo reverência a mais velha, num aceno de cabeça e a outra correspondeu a analisando.
0
Comente!x

  — Annyeong ! Diga-me que se divertiu.
0
Comente!x

   riu por notar ela mencionando seu estado de “ontem” apenas pelo vestido.
0
Comente!x

  — Sim, ajhumma. Chegando agora, como a senhora pode ver.
0
Comente!x

  — E por que essa expressão de quem perdeu algo valioso, se você se divertiu?
0
Comente!x

  — Talvez porque eu possa ter perdido… — murmurou e desconversou: — Ajhumma, e a Nini?
0
Comente!x

  — Hoje é a folga dela, se não estiver em casa, ela deve ter saído com o Minyuk. Estava igual a uma criança feliz por ganhar um doce dizendo que o rapaz a chamou para sair, finalmente! Nini… Aquela menina tem a cabeça mais nas nuvens do que qualquer coisa…
0
Comente!x

   apoiou a mão no balcão e sua cabeça na outra, sorrindo. A amiga vizinha trabalhava na cafeteria dos Lee, e por isso já era também próxima a eles.
0
Comente!x

  — Mas e então querida, o que vai pedir?
0
Comente!x

  — Um americano gelado, pra viagem, por favor.
0
Comente!x

  — Claro!
0
Comente!x

  A senhora agilizou o pedido da escritora, que ao sair da cafeteria sentiu o Sol queimar seus olhos. Levantou a mão como se cobrisse o astro, olhou para o céu, sentindo seus cabelos longos baterem quase em sua bunda com aquele seu gesto de virar o pescoço para enxergar o alto. Tornou a olhar a barraquinha fechada e suspirou. amava aquele bairro, era como Suga lhe dissera quando foi ali: tudo parecia cenário de dorama, e se não fossem os doramas, nunca teria perseguido o sonho de estar ali.
0
Comente!x

  Pôs-se a caminhar tranquila pela rua, sentindo as pessoas da região ir e virem, olhando-a como se não vissem nada demais, a maioria estava acostumada a ela. Cumprimentou alguns vizinhos e então, sentindo o Sol queimando sua pele, a sensação a fez se lembrar de Jay Park. Os toques precisos, a pele quente dele na sua, os movimentos de seu corpo sobre o dela… Sacudiu a cabeça de um lado para o outro, a fim de esquecer as deliciosas memórias impróprias para uma mulher no meio da rua. Sacou o celular na bolsa e discou para aquele que ela não fazia ideia se estava bem depois da noite passada.
0
Comente!x

[xxx]

  Taehyung entrou sem bater, encontrando Yoongi todo coberto da cabeça aos pés e o cheiro de álcool forte exalava. Sorte que Hobi não estava ali, pois, reclamaria até a morte no ouvido de Suga, abrindo as janelas bem cedo. O toque do celular dele estava diferente, Yoongi ouviu, e de repente foi ficando cada vez mais alto e irritante. Sentia também alguém o sacudindo.
0
Comente!x

  — Acorda Yoongi! A está te ligando.
0
Comente!x

  — Aish… Atende você… Ela deve estar em apuros, e eu avisei! — resmungou ainda sonolento.
0
Comente!x

  Taehyung olhou para o celular dele, o visor com o nome da escritora e o toque específico dela. Por que “Bad Boy” do Red Velvet era o toque de quando ela ligava para ele? Nem Tae e nem o dono do celular desmaiado de sono ao seu lado, saberiam dizer, já que ela configurou aquilo apenas para irritar Yoongi.
0
Comente!x

  — Ela não telefonou pra mim. Tome. Atenda, estou saindo! — Taehyung disse impaciente jogando o celular sobre as cobertas e saiu batendo a porta.
0
Comente!x

  Yoongi resmungou e ficou xingando baixo enquanto se descobria tentando achar o aparelho. Atendeu impaciente:
0
Comente!x

  — Pede pro Jay Park! — foi a primeira coisa que disse ao atender e a risada gostosa de se fez ouvir do outro lado.
0
Comente!x

  A escritora ouviu a voz do amigo, abafada provavelmente pelas cobertas, e rouca de sono. Havia irritação clara no tom dele, e ela gargalhou sem saber se seria pela zoeira que ela aprontou com o toque de seu celular, ou se era por ela o acordar.
0
Comente!x

  — Já pedi muita coisa para ele essa noite, quer saber como foi?
0
Comente!x

  Yoongi levou o braço até os olhos se segurando para não mandar ir à merda. Como ela geralmente fazia com ele, nas suas expressões tão brasileiras que a mesma o explicava os significados e algumas ele aderia.
0
Comente!x

  — O que você quer mulher?! Não era para você estar dormindo, exausta de tanto sentar naquele babaca?
0
Comente!x

  — Eu sou resistente. — Pronunciou ainda gargalhando e foi perguntando zombando dele, enquanto se aproximava de casa: — Me diz, a piranha caiu no aquário?
0
Comente!x

   ainda ria vendo Nini ao longe, saindo de casa e entrando num carro do outro lado da rua. Yoongi abriu os olhos, numa expressão mortal de quem poderia assassinar a amiga, e ao mesmo tempo franziu o cenho ao lembrar-se de um assunto ininteligível na noite anterior sobre passarinhos, piranhas, ninhos e aquários.
0
Comente!x

  — Que piranha!? Aliás… A gente precisa melhorar o aquele código. Eu ‘tô até agora confuso.
0
Comente!x

  — Precisamos mesmo. Você nem respondeu a minha mensagem quando te mandei, então se tivesse dado algo errado não seria você a me defender.
0
Comente!x

  — Ah, ! Me poupe vai, o que você quer?! É sábado, eu estou exausto…
0
Comente!x

  — Bem, só liguei pra saber se você e o Namjoon chegaram bem. E também, estou curiosa sobre o saldo de vocês.
0
Comente!x

  — Quer saber meu saldo, telefona ao meu gerente. Tchau, traidora!
0
Comente!x

  — Traidora!? — A escritora se alarmou falando alto, e logo ouviu o sinal de ocupado da chamada.
0
Comente!x

   encarou o próprio telefone, inconformada:
0
Comente!x

  — Ridículo! Desligou na minha cara! — E começou a rir do ciúme que notou Yoongi sentir por Jay Park.
0
Comente!x

  Ela subiu as escadas de seu sobrado, e quando estava abrindo a porta de casa, escutou uma buzina. Olhou para trás, e Chang sorria com óculos escuros, e seu rosto alegre pela janela de motorista do próprio carro. Ela sorriu de volta para o agente e melhor amigo.
0
Comente!x

  — Sobe! Eu ‘tô chegando agora! — gritou apoiada na grade de proteção do seu andar em frente à porta de casa.
0
Comente!x

  Um pouco depois os dois amigos estavam conversando animados, sobre o que ela havia feito na noite anterior. Chany sentiu-se descontente por saber que ela dormiu com Jay Park, mas valeu saber que ela não havia ficado com Tae.
0
Comente!x

  O agente era apaixonado em , e ela sabia. Quando a jovem roteirista chegou apenas com um sonho e pouco vocabulário, em terras coreanas, Sang Chang Chanyeol, foi seu sunbae na empresa em que ela conseguiu o estágio de intercâmbio. De chefe se tornou amigo, e depois de Chany ler o primeiro manuscrito do mangá que seria o sucesso dela, de amigo se tornou o primeiro romance de com um coreano. Porém, quando a mulher notou que a amizade colorida estava ficando mais complicada, e que a coisa estava séria, ela foi franca com ele.
0
Comente!x

  Apesar das suas famílias terem se conhecido e eles terem gostado de ficar um com o outro, não achou justo que eles permanecessem se envolvendo quando o amigo, sunbae, agora sócio e agente, se mostrou apaixonado. Então, ela sempre soube dos sentimentos dele e ele dos sentimentos de amizade dela que desde o término do seu caso, vinha se tornando cada vez mais fraternal ao Chang.
0
Comente!x

  Entretanto, o que não sabia é que o amigo ainda nutria uma esperança. Por isso, quando Chany a ouviu desapontada por Taehyung, o rapaz que verdadeiramente ele notava, fazia com que os olhos dela brilhasse diferentes, o agente ficou feliz. No fundo não deveria, porque ela estava decepcionada e vê-la mal era algo que ele não gostava, mas seu ego o fazia ficar feliz. Já não bastava aquela amizade colossal que desenvolvia com Yoongi!
1
Comente!x

  Chang não tinha nada contra Suga, mas o ciúme que ele tinha da relação dele com era absurdo. Além de é claro, saber que entre aqueles dois existia uma química perigosa e invejável, que ambos negavam veemente. E talvez, apenas por essa negativa, Chany não se sentia ameaçado por Suga no que se referia ao coração da mulher. Sentia-se ameaçado pela amizade dos dois sim, mas outras coisas não. Ele conhecia o suficiente para saber que ela não se apaixonaria em Yoongi, embora duvidasse do contrário.
0
Comente!x

  Não bastando Mário Maurer meses antes, e o Taehyung, agora tinha aquele Jay Park… Por experiência própria, Chang sabia que provar a boca de era um caminho sem volta.
0
Comente!x

  — Eu não concordo com o Yoongi em muitas coisas, mas vou dar o braço a torcer: Jay Park é inaceitável, ! — confessou o amigo enquanto ela revirava os olhos calçando seus tênis.
0
Comente!x

  — Aí gente, vocês dois parecem até que são meus irmãos! Nem o meu pai era assim tão possessivo!
0
Comente!x

  — Não é questão de ser ou não possessivo, a gente se preocupa pelo fato de que Jay tem uma fama de galinha.
0
Comente!x

  — E daí? Eu não vou namorar com ele! Foi só um casual, e se isso se repetir vai ser pela cachorrada, Chany.
1
Comente!x

  Ele riu sacudindo a cabeça de um lado a outro em negativa. Descruzou os braços e desencostou do batente do corredor, se ajeitando para sair logo depois que ela pegou a bolsa.
0
Comente!x

  — Onde vai me levar para almoçar?
0
Comente!x

  — Onde você quiser, desde que tenha pratos para ressaca.
0
Comente!x

  — ‘Tô bem Chany! — ela informou rindo ao descer as escadas com ele. — Sabe que eu tenho boa resistência.
0
Comente!x

  — Desde que não seja cerveja. — Ele riu e a amiga também, dando de ombros.
0
Comente!x

14.

  Taehyung estava sem vê-la há vinte dias. Ele contou, desesperadamente, cada dia e hora desde o dia da boate. E contou todas as outras vezes em que Yoongi saiu ou se encontrou com ela também. Desde aquela noite, não foram muitas. Os rapazes estavam mesmo imersos em trabalho e ela também.
0
Comente!x

  Nunca achou que se arrependeria tanto por ter saído daquele jeito. Ele deveria lutar por ela? Mas… Lutar por ela? O que ele era dela ou que direito tinha em falar de lutar por , quando claramente abriu mão de todos os convites possíveis pra um encontro, ou melhor: abriu mão de qualquer aproximação maior. Até mesmo Jungkook e Jimin estavam vendo a escritora mais do que ele.
1
Comente!x

  Jogado no chão da sala de prática, Tae ouvia as risadas dos amigos, enquanto encarava o teto brilhante. Ele deveria recomeçar. Ele precisava! Não poderia mais se contentar apenas com as fotos dela no instagram, ou com o contato e a interação fria do grupo no Kakao Talk que os amigos criaram para incluí-la. se tornou amiga de todos eles, e mesmo fazendo parte do todo, Taehyung sentia como se entre os sete, ele fosse o mais distante dela. Que idiota! Por que não convidou a mulher para fazer qualquer coisa?! O grito de Yoongi ecoou mostrando o mais velho com Jimin e Hobi em cima de si, e Tae girou o rosto para encará-lo. Ah, é… Estava ocupado achando que seu hyung se apaixonou por , e por isso se afastava da mulher como se a mesma fosse a tentação de Adão.
0
Comente!x

  Falaria com Yoongi sobre tudo. Deveria?
0
Comente!x

  — O que houve Tae? — Namjoon perguntou sentando ao seu lado, observando a inércia do mais novo que não provinha só do cansaço.
0
Comente!x

  — Eu sou um idiota.
0
Comente!x

  — Que isso Taehyung?! São só alguns passos difíceis, você pega rápido!
0
Comente!x

  — Estou falando dela.
0
Comente!x

  Namjoon parou o trajeto da garrafa de água na metade e notou o olhar profundamente arrependido dele.
0
Comente!x

  — Tae… Por que você afastou a ? Ninguém entende a sua cisma com o Yoongi, se os dois declararam já que não tem nada e se ela já lhe deu sinal verde tantas vezes…
0
Comente!x

  — É mentira que todo mundo ache que eles vão ficar juntos uma hora? — o mais novo perguntou, sem a menor incerteza sobre aquilo encarando seu líder.
0
Comente!x

  — Não é bem assim… A gente implica, mas sabe que ela gosta de você. Ao menos, se não gosta tem algum interesse a mais do que amizade…
0
Comente!x

  — E ele?
1
Comente!x

  Namjoon suspirou. Entendia exatamente o quê Taehyung queria dizer e por mais que soubesse que o assunto não era de sua conta, achou prudente comentar a respeito para acalmar o mais novo.
0
Comente!x

  — Olha, não acho que o Yoongi não tenha algum interesse desse tipo na também, mas não acredito que seja premeditado. Na verdade, ele já teria ficado com ela se fosse o caso, e ela também se o correspondesse… Talvez até tenha acontecido e eles não contem, mas o que importa é o que eles falam sobre eles. E não o que os outros tendem a pensar.
0
Comente!x

  — Você acha que ele é apaixonado por ela também?
0
Comente!x

  — Apaixonado? Não… Acho que ele só sente atração física, mas até mesmo ele nega aceitar isso. Ela é um mulherão, completa em todos os sentidos da palavra, e o Suga sabe disso. Mas, o Yoongi está alocando a num outro lugar de seus sentimentos e vida… — suspirou Nam, adentrando no assunto que não era de sua conta, mas achava que Tae deveria saber: — Até porque, você não sabe e ninguém sabe direito, mas o Jin me falou que existe outra pessoa com ele…
0
Comente!x

  Taehyung sentou-se de imediato. Aquela informação era muito nova e importante.
0
Comente!x

  — Será que é tarde demais pra mim? — Como se uma bigorna caísse em sua cabeça, Tae foi impulsionado pela razão.
1
Comente!x

  — Eu queria te dar um soco, Taehyung. — A voz de Namjoon soou rígida e o olhar dele modificou em sua expressão, mas logo, Nam soltou uma lufada pesarosa e bebeu outro gole de água, amenizando sua linguagem corporal para o amigo: — Mas, vou só colocar terror mesmo: então sim, pode ser que seja. Só que você não vai saber se não tentar.
1
Comente!x

  Namjoon se levantou e deu a mão para impulsionar que Tae também se levantasse, e Taehyung olhou para Yoongi. Pensou em ir até ele o perguntar sobre , mas todos foram interrompidos por Bang e Sejin na porta da sala.
0
Comente!x

  — Yoongi, venha à minha sala, por favor. — Bang informou cumprimentando o restante dos rapazes.
0
Comente!x

  Obviamente a surpresa e a tensão estavam estampadas nos rostos de todo mundo.
0
Comente!x

  — O que você fez? — Hobi perguntou para Yoongi, com uma face de quem daria uma bronca no amigo.
0
Comente!x

  — Não sei sobre o que pode ser.
0
Comente!x

  — Saiu sem permissão de novo?
0
Comente!x

  — Só para encontrar a , não foi? — Namjoon perguntou com os demais prestando atenção em Suga.
0
Comente!x

  Yoongi e Seokjin trocaram olhares cúmplices.
0
Comente!x

  — Não… A gente tem se visto pouco desde a balada, mas as poucas vezes em que a encontrei nestes dias foram em minhas folgas.
0
Comente!x

  Jin suspirou entendendo que Yoongi negou, mas não esclareceu que pediu por exceções a fim de encontrar-se com a Maya. Ninguém mais além dele, e talvez, a própria , sabiam do casinho que ele tinha com a melhor amiga de Jin.
0
Comente!x

  — Eu vou lá… — Suga informou e saiu deixando os demais curiosos.
0
Comente!x

  Quando entrou na sala, os managers da carreira do grupo estavam juntos dialogando alguma coisa e pararam quando o mesmo entrou. Yoongi sentou-se diante dos dois, na poltrona ao lado de Sejin.
0
Comente!x

  — Pois não, sunbaes?
0
Comente!x

  — Suga… — Sejin falou antes de Bang: — Sabe que existe uma cláusula de restrição de namoro, e mesmo que saibamos que teremos que lidar de forma diferenciada, em relação aos membros mais velhos do grupo em breve… Nada nos exclui de mediá-los em certos assuntos.
0
Comente!x

  Yoongi desconfiava que Sejin houvesse descoberto de suas escapadas para encontrar-se com Maya, ou pior: que algum rumor tivesse saído entre a mídia ou fanbase.
0
Comente!x

  — Do que exatamente querem tratar? Eu sei disso tudo, sunbae. — respondeu escondendo um pouco a aflição.
0
Comente!x

  — Sabemos que está saindo bastante com a , a roteirista. Isso é um namoro? Se for, precisamos saber qual o grau desse envolvimento para mediarmos quaisquer situações. — Bang, o chefe principal da Big Hit e dos contratos com os meninos, perguntou.
0
Comente!x

  Yoongi piscou lentamente. Achavam que e ele estavam em um romance? Eles também?! Algumas coisas passaram em sua mente naquele instante, mas não tivera tempo de se concentrar nelas. Precisava esclarecer o ocorrido.
0
Comente!x

  — Não! Não é namoro! Somos amigos, apenas. Por que tiraram essa conclusão?
0
Comente!x

  Era o que ele não conseguia compreender e queria refletir depois: o quê em sua relação com ficava acusando aquele rumor o tempo todo diante de todo mundo!?
0
Comente!x

  — Yoongi, a sua mãe nos telefonou perguntando quando o seu contrato mudou em relação a isso. Queria informações sobre as implicações do assunto, e quando nós perguntamos a ela se havia algo a preocupando, a ajhumma nos disse que já estava planejando seu relacionamento com .
0
Comente!x

  A revelação de Bang fez o queixo dele se abrir e sua expressão tornar-se chocada e burra. O que afinal de contas, a sua mãe pretendia?!
0
Comente!x

  — Como acompanho os seus assuntos de perto, o Bang me chamou. Mas fazendo uma retrospectiva percebi que desde aquela entrevista meses atrás, você vem saindo com a escritora em suas folgas, e me pediu até mesmo algumas permissões extras. Suponho que fosse para vê-la, certo?
0
Comente!x

  Yoongi não poderia citar o nome de Maya ali, não naquele momento! Eles não eram nada um do outro, além de dois casuais oportunos. Então, ele concordou com Sejin, mas logo se apressou em explicá-los:
0
Comente!x

  — Tudo um mal entendido, sunbae! A minha mãe conheceu a numa ocasião como minha amiga, mas digamos que… Ela empolgou-se por ser fã da escritora, e desde então tem falado essas coisas sem o menor cabimento!
0
Comente!x

  — Então é só uma projeção de preferência da sua família? — Sejin reforçou: — Você e ela não estão mesmo juntos romanticamente?
0
Comente!x

  — Não! Não mesmo! Diga isso para ela e a própria vai gargalhar em nossa frente!
0
Comente!x

  — Que bom então! — Bang exclamou, porém, tranquilo. A única preocupação deles era esclarecer a história — Mas saiba Yoongi, qualquer situação que mude seu status de relacionamento você precisa nos informar. E bem… Convide a escritora para conhecer a BH! Minha esposa é uma fã dela, e talvez eu possa surpreendê-la!
0
Comente!x

  A fala de Bang deixou Yoongi ainda mais confuso.
0
Comente!x

  — Ela… Ela pode vir nos visitar?
0
Comente!x

  — Claro. Nós não os impedimos de conviverem com seus amigos, não é? — Sejin sorriu e revirou os olhos constatando: — Quer dizer… Desde que tudo seja agendado e livre de problemas… Nós deixaremos credenciais de visitante na entrada com a permissão quando ela vier, é só você pedir com antecedência de um dia. Mas ela não pode acessar tudo na empresa, você sabe.
0
Comente!x

  Suga ouviu Sejin, ainda com uma expressão catatônica de surpresa. Não é como se ele e os colegas recebessem muitas visitas de outros amigos ali, até porque, a maioria de seus amigos eram do meio de trabalho, e as agendas complicadas demais para passarem “tempo a toa” nas empresas concorrentes.
0
Comente!x

  Diante daquilo, ele aproveitou para já solicitar a visita dela no dia seguinte, estava ansioso para mostrar o Genius Lab à amiga há algum tempo. E mesmo compreendendo o que seus sunbaes diziam, ou a razão por agirem daquela forma, Yoongi não conseguia acreditar no que havia sido obrigado a ouvir.
0
Comente!x

  Sua mãe estava maluca? Depois suspirou, deu-se conta de novo: era o mood controlador da ommoni. Ele soube que aquela história contada para ela em Daegu não havia acabado.
0
Comente!x

  Saiu da sala de Bang enviando mensagens para . Avisou a ela que iria vê-la no fim do expediente daquele dia, na empresa, antes de voltar para o dormitório e logo que reuniu-se de novo aos amigos, explicou o ocorrido.
0
Comente!x

  — Aigoo!! A ajhumma Min já escolheu a nora! — Jungkook falou rindo, e os demais o acompanharam, mas entre Jin, Suga e Tae havia um sorriso assustado sobre aquilo.
0
Comente!x

[xxx]

  — Yoongi, você não pode demorar. Estou quebrando um galho! — o motorista dos rapazes o informou dentro da van: — Sabe que eu deveria levá-los diretamente!
0
Comente!x

  — Não tem problema, ajhussi! Eu informei ao Sejin, ele sabe o que eu vim fazer aqui! — Era uma meia-verdade, Yoongi pediu na saída do treino para o seu manager autorizar que o motorista os levasse a outro lugar, só que ao invés de dizer que veria a amiga, ele informou que fariam um lanche.
0
Comente!x

  — Suga você vai demorar? — Hobi perguntou preocupado com o amigo saindo para entrar naquela empresa, com receio de que fosse visto: — Ela não pode descer?
0
Comente!x

  — Eu não demoro! E se ela descer, vocês começarão a falar demais e aí sim, a não vai embora nunca!
0
Comente!x

  — Vocês não podem simplesmente tratar o que quer que seja por telefone? — Seokjin perguntou também desconfiado do propósito de terem parado ali.
0
Comente!x

  — Eu não posso contar o que a minha mãe está fazendo por telefone! É algo delicado demais para eu jogar uma bomba no colo dela por ligação ou mensagem.
0
Comente!x

  — Mais uma vez, não é… — Taehyung ironizou, sem a menor preocupação de soar descontente.
0
Comente!x

  — Quer vir comigo? — Suga perguntou ao amigo, embora não achasse que fosse o melhor momento.
0
Comente!x

  — Não. Ela está trabalhando e eu não vou rever ela assim, no meio de assuntos de vocês.
0
Comente!x

  O clima pareceu tenso, mas Suga rolou os olhos e saiu. Com seu boné, máscara e o casaco de gola alta, o coreano adentrou na empresa direcionando-se rápido à recepção.
0
Comente!x

  O movimento estava baixo no andar criativo onde a equipe 77 trabalhava. estava em sua sala concentrada em textos, as persianas baixas a fim de não a desconcentrar com o movimento externo da equipe, e tudo reinava no mais absoluto silêncio. No fim do expediente, ela bem sabia que seriam todos tomados de uma algazarra feliz por um dia bastante produtivo.
0
Comente!x

  O telefone de sua sala tocou indicando a secretária da equipe informando-a que um homem de nome “Agust” solicitava vê-la. Ela autorizou que Agust subisse e aproveitou para finalizar a parte que editava de seu trabalho, e fazer uma merecida e forçada pausa.
0
Comente!x

  Yoongi subiu ao elevador, um tanto tenso. A última vez que estivera ali foi quando a abordou pela primeira vez e já fazia meses. Estava preocupado em ser reconhecido, lembrava-se de ter entrado ao setor dela e todos os olhares voltarem-se a ele, revelando a animação da equipe e curiosidade. Dessa vez, não o acompanhava, então, torcia para que as pessoas não o notassem. E foi exatamente o que ocorreu quando ele saiu pelo elevador, e não escutou vozes. Achou que estava no lugar errado, mas a secretária da antessala era a mesma daquele dia, ela o cumprimentou baixinho e indicou com os braços o caminho, abrindo a imensa porta de vidro do escritório.
0
Comente!x

  Suga agradeceu silencioso, observou que todas as pessoas estavam absolutamente concentradas em seus trabalhos, e nem perceberam que alguém invadia o lugar, coçou a nuca e respirou fundo pronto a atravessar todo aquele salão até a porta que indicava a sala da amiga.
0
Comente!x

  — É aquela porta amarela, de frente a nós. — sussurrou a secretária ao seu lado notando-o parado e mantendo o mínimo barulho para não atrapalhar ninguém.
0
Comente!x

  Ele concordou sem sorrir, afinal a mulher não veria, e percebeu como ela esmiuçava seu rosto na tentativa de descobrir quem era o misterioso “Agust”. Caminhou diretivo até a sala de , e deu dois toques baixos antes de entrar. Abriu a porta quase desesperado, entrando como um fugitivo e escorando suas costas à mesma após fechá-la. Checou o ambiente, todo coberto pelas persianas, sem qualquer brecha de que os vissem ali dentro e abaixou a máscara, aliviado.
0
Comente!x

   estava de costas para ele, numa bancada onde ficava sua máquina de café, Yoongi suspirou a observando em silêncio. Olhou a figura da mulher de cima a baixo tentando entender por que a sua mãe havia cismado com ela, buscando os sinais das razões pelas quais a senhora Min teria se apegado à ideia da estrangeira ser sua nora. Seria o modo como se vestia?
0
Comente!x

  A escritora estava naquele momento, em uma calça de tecido nobre, linho creme, e tinha um quimono preto estampado de forma sutil, igualmente fino em mangas ¾. Seu cabelo estava preso sem qualquer alinhamento, o que o indicava que ela estava com as madeixas soltas, e por isso, prendeu com a caneta para trabalhar. Nos pés, ela tinha um salto confortável. De costas, era uma mulher elegante, sem extravagâncias.
0
Comente!x

  — O gato comeu a sua língua? — Ela perguntou com um risinho no final depois daquele tempo em que ele havia entrado, mas sem dizer nada, e então, a mulher se virou para ele.
0
Comente!x

  Yoongi não a respondeu. Quando ela se virou ele continuou a analisando. A maquiagem em seu rosto era sutil, exceto pelo batom vermelho que chamava a atenção para sua boca bem desenhada. Seus óculos discretos em armação dourada fininha davam a ela um ar intelectual. Os brincos eram pequenos, já o colar, não. Descendo a visão pelo tronco, notou que a amiga vestia um daqueles seus bodies colados que enalteciam o colo dela, branco, e com um discreto decote em “V”. Não tão discreto para alguns costumes coreanos, já que se via que o pingente do colar perdia-se na curva dos seios dela. Mas, a parecia não se importar muito com aquilo, e a empresa em que estava há anos, claramente não se importava também. A mangaká Entertainament parecia mesmo uma empresa à frente do seu tempo.
0
Comente!x

  Descendo os olhos um pouco mais, a calça de cintura alta demarcava a cintura fina e o restante, era o mesmo das costas. tinha muitas curvas, uma pele bronzeada, uma sensualidade e inteligência que exalavam da postura de todo o corpo até à força de seus olhos, e era uma mulher de opinião bem esclarecida. O quê naquele conjunto, não faria o menor sentido na cabeça de Yoongi que a sua mãe quisesse-a como nora. era tudo o que uma coreana não era, porque lógico, era uma ocidental. E a sua mãe passou a vida inteira dele, dizendo-o que deveria encontrar uma boa esposa coreana.
0
Comente!x

  — Você está me assustando! Por que está me comendo com os olhos, Yoongi? — ela falou depois de chamá-lo três vezes e o mesmo não responder.
0
Comente!x

   caminhou deixando sua xícara de café na mesa, e se aproximou dele, de braços cruzados, preocupada por aparentemente o amigo ter entrado num estado hipnótico.
0
Comente!x

  — Eu devo reconsiderar agora aquela desconfiança do primeiro dia, de que você é um psicopata, e que vai me atacar agora?
0
Comente!x

  — Oi. — Ele disse finalmente, sacudindo a cabeça afastando sua investigação silenciosa de sua mente, e deixando um beijo no rosto da amiga, coisa, aliás, que ela estranhou. Yoongi não era de contatos.
0
Comente!x

  — O que aconteceu?
0
Comente!x

  Viu o amigo caminhar até o sofá do escritório e se jogar com a cabeça para trás e os olhos fechados. ainda estava achando-o muito esquisito, o que por si já deveria considerar normal, mas não naquele momento. Ela retornou até a sua mesa, pegou novamente a própria xícara de café e sentou-se sobre o tampo dela, com uma perna apoiada no chão.
0
Comente!x

  — Eu não posso demorar. Estou na van, e eles estão me esperando lá embaixo.
0
Comente!x

  — Tá… Estão todos aí?
0
Comente!x

  — Sim e antes que me culpe o Tae não quis subir.
0
Comente!x

  — Não vou te culpar, eu não esperava isso dele. Mas, o que houve?
0
Comente!x

  — … Primeiro, eu quero te perguntar uma coisa. — Yoongi pausou a fala a encarando, um pouco receoso de como ela encararia aquilo, e então ela fez um sinal com a mão, para que ele continuasse — As pessoas ficam te perguntando sobre a gente?
0
Comente!x

  A escritora franziu o cenho. Do que ele estava falando?
0
Comente!x

  — Que pessoas?
0
Comente!x

  — Sei lá, o pessoal do seu trabalho… As pessoas que você fala sobre mim ou que nos veem juntos.
0
Comente!x

   sentiu um sorrisinho sacana surgir no canto de sua boca, e Yoongi também notou o gesto, ele soube que ela não diria algo que ele gostaria de ouvir.
0
Comente!x

  — Olha estranho… Isso pode doer mais em você do que o imaginado, mas… — ela suspirou e Yoongi arregalou os olhos para que ela terminasse logo de falar — Eu não falo sobre você. Na minha vida, absolutamente ninguém faz ideia de que eu te conheça.
0
Comente!x

  Yoongi fechou a cara e ouviu começar a rir.
0
Comente!x

  — Desculpa Yoongi, mas não é como se eu pudesse ficar falando por aí que eu sou sua amiga… E depois, quando saímos um com o outro, é sempre no seu ambiente, então… Ninguém me perturba com isso! Mas, por que esse questionamento agora?
0
Comente!x

  — Eu fui chamado pelo Sejin e Bang hoje para falar de você. E esse é um ponto: todo mundo acha que a gente tem alguma coisa! Os meninos, por conta daquele mal entendido, ok… Mas… Meus managers? Só porque nós saímos juntos?
0
Comente!x

  — Convenhamos Yoongi, vocês não ficam saindo com garotas por aí! E eu tenho certeza que o Sejin sabe que eu ando aparecendo no dormitório às vezes. É ingenuidade demais vocês acharem que eles não sabem de detalhes importantes como esse.
0
Comente!x

  Yoongi concordou. Foi mesmo ingênuo de achar que tudo estava ocultado, pelo simples fato de não terem levado nenhuma chamada desde a primeira vez, mas… Os seguranças eram subordinados ao Sejin. É óbvio que eles sabem, então, aquela conversa dos managers não só demorou como foi tranquila demais…
0
Comente!x

  — Eu queria saber se acontece com você também.
0
Comente!x

  — Suga a gente não aparece tanto assim publicamente, então, não acho que sejamos uma atração. Mas, quando estamos nas boates acontece muito de me perguntarem no banheiro se nós somos namorados, só que, isso é normal. Não é algo que aconteça por sermos nós dois, apenas acontece quando um homem e uma mulher saem juntos. Isso te incomoda?
0
Comente!x

  — Não, não é que incomode. Só me preocupa. Eu não quero criar rumores pra você ou pra mim, e nem dificultar o que já é difícil… Bem, eu só fiquei curioso se por acaso eu dei a entender em algum momento qualquer coisa diferente do que nós realmente somos.
0
Comente!x

  — Não para mim. — respondeu dando de ombros e bebendo um gole de seu café esclarecendo: — Sempre tive muito claro que não há interesse da sua parte, a gente já começou nossa amizade com esse questionamento, lembra? Você invadindo aqui sem qualquer razão clara, eu te perguntei que intenção você tinha. E você se lembra do que respondeu?
0
Comente!x

  — Que eu queria ser seu amigo e te caçar para o Taehyung. Ou algo do tipo.
0
Comente!x

  — E falhou miseravelmente, diga-se de passagem. Se tornou o meu karma e me afastou de sentar no Tae!
0
Comente!x

  Yoongi resmungou qualquer coisa. Contestaria afirmando que deu a ela a chance de sentar no Park, mas os créditos eram do Namjoon que havia convidado para aquele evento.
0
Comente!x

  — Bem, o outro ponto, é uma informação muito chata, mas eu senti que precisava falar sobre isso com você pessoalmente. É a minha mãe! Ela quem ligou pro meus managers pedindo informações do contrato sobre o namoro, por que… Nas palavras de Bang, ela está “planejando o nosso relacionamento”. E eu te juro que não entendo! Mas, eu precisava te dizer para você não ser pega desprevenida se ela vier…
0
Comente!x

  — Você às vezes é mais lerdo do que o Taehyung. — interrompeu sorrindo e logo explicou, quando Suga fez cara de desentendido: — Sua mãe já está me rodeando com isso.
0
Comente!x

  — Como assim?
0
Comente!x

  — Eu já sabia das intenções dela há algum tempo. Ela fica me mandando mensagens com perguntas sobre a minha vida pessoal. No começo, quando ela me contava, as mensagens eram sobre as curiosidades dela com os meus escritos… Ela já leu até o que eu publiquei no início da minha carreira aqui, tá? Ela é mesmo fã do meu trabalho!
0
Comente!x

  A medida que contava, a expressão de Yoongi se tornava mais e mais surpresa, em choque mesmo.
0
Comente!x

  — Depois, ela passou a me telefonar, porque nós fomos aproximando e ela é sempre muito gentil e atenciosa, me tratando como uma filha. Mantendo aquele tom que ela mantém com você e Geumjae, “já comeu?”, “precisa de alguma coisa?”, “venha me ver!”… Essas coisas. Então, eu desconfiei quando ela disse que gostaria de conhecer os meus pais. Foi um estalo: por que a senhora Min quer conhecer minha família? E então… Geumjae confirmou as minhas dúvidas quando…
0
Comente!x

  — Geumjae? Você tem contato com o meu irmão?
0
Comente!x

  — Qual o problema? Eu já falei que ele é bem mais legal que você. — Ela disse risonha e o amigo ainda pasmado, não retrucou então continuou: — Enfim, Geumjae me contou que a sua mãe tinha intenções de ver nós dois juntos. Foi aí que eu passei a responder as questões que ela tinha, ciente das ações dela. Sua mãe sempre fala de você comigo, e eu sempre faço questão de mostrar que não convivo o tempo todo contigo… — franziu o cenho, desconfiada, para ele: — Yoongi, ela não fala de mim para você?
0
Comente!x

  — Ela…
0
Comente!x

  Yoongi deu-se conta de que sempre que a mãe lhe mandava mensagem, perguntava por , e ele a contava com frequência o que faziam na maior inocência: “saímos ontem, ela está bem”, “acabei de mandar mensagem para ela, ela esta bem, mãe”, “não sei quando vou vê-la, mas ok eu mando seu abraço”… Sem que percebesse ele fazia parecer o contrário do que dizia.
0
Comente!x

  — Acho que eu alimentei a ilusão na cabeça dela.
0
Comente!x

  — Ótimo, então a culpa é sua. E se prepare, a coisa vai piorar. Semanas atrás ela me ligou em chamada de vídeo perguntando como eu estava, e eu tinha acabado de voltar da casa do Park, a pele… Você sabe… Ela reconheceu que eu estava muito bem e quando deu a entender que eu estava com cara de quem havia tido uma noite maravilhosa… — riu confessando a Yoongi: — Aliás, sua mãe adora falar de sexo, viu? Ela não é assim tão puritana não!
0
Comente!x

  — ! Pelo amor de Deus! — Yoongi abaixou a cabeça levando a mão aos olhos, numa expressão inconfundível de asco.
0
Comente!x

  — Pergunte à Jinah! Elas falam sobre Geumjae o tempo todo!
0
Comente!x

  — Você também conversa com a minha cunhada?!
0
Comente!x

  — Ué, a gente se aproximou e trocou contatos desde Daegu! Eu já saí com Jinah e Geumjae para almoçar, inclusive.
0
Comente!x

  — Como assim, ?! Desde quando você se infiltrou na minha família? — Yoongi perguntou ainda mais alarmado.
0
Comente!x

  — Ah não! Eu não sou obrigada, né? Quem me arrastou para o programa da família foi você, Min Yoongi! — esbravejou, de forma contida para que não os escutassem, com as mãos na cintura e continuou explicando: — E eu não devo o passo a passo da minha vida, com quem saio ou não, a você, mesmo que seja o seu irmão e cunhada!
0
Comente!x

  — Tá, tá! Termina a história da minha mãe! Por que eu devo me preparar?
0
Comente!x

  — Contei que estava namorando. Mas não com você é claro, e não falei que era o Jay Park, porque né… Privacidades e segredos, mas… Agora que você veio me dizer isso… Bom, é bem possível que a sua mãe esteja escrevendo uma fanfic ou um webtoon.
0
Comente!x

  Yoongi piscou pausadamente. Sua mente processava todas aquelas informações e fatos. Estava um tanto quando confuso por vários pontos.
0
Comente!x

  — Espera… Você está namorando o Park?
0
Comente!x

  — Não. Só fodendo.
0
Comente!x

  Yoongi revirou os olhos, enjoado, e com novamente, a expressão de nojo em seu rosto. Responderia uma provocação, mas a porta da sala de se abriu e Chang entrou de repente. Eles não escutaram as batidinhas baixas que ele deu. arregalou os olhos sussurrando para ele entrar logo e fechar a porta, e Yoongi, com o rosto à mostra manteve o susto ao perceber que tinha sido descoberto.
0
Comente!x

  — Ah… Oi Yoongi. — Chang falou rápido, natural por saber que não era surpresa vê-lo ali, e caminhou até com um bloco de papéis na mão: — Desculpe, eu bati, mas você não falou nada. Atrapalho?
0
Comente!x

  — Contou para ele? — Yoongi perguntou antes que a amiga abrisse a boca para responder ao empresário.
0
Comente!x

  — Que Agust é você? Claro! — A expressão de Yoongi foi de confusão a ultraje — Chang é meu melhor amigo, Yoongi. Não há nada sobre mim que ele não saiba.
0
Comente!x

  — Ah é? Ele sabe até com quem você dorme?
0
Comente!x

  Chang sentiu o rosto enrubescer e abriu a boca em choque.
0
Comente!x

  — Yoongi, você ficou doido?
0
Comente!x

  — Ué, não é ele o seu melhor amigo? Então ele deve saber com quem você anda trocando saliva também, não é?
0
Comente!x

  — Ér… — Chany murmurou deixando os papéis na mesa dela e dizendo-a: — Verifique depois… Eu… Vou deixar vocês conversando.
0
Comente!x

  E assim que saiu, Suga ainda o encarava com uma expressão de ultraje. igualmente nervosa saiu da mesa e foi até o sofá. Sentou-se ao lado dele e deu-lhe uma bofetada no braço.
0
Comente!x

  — Você é alucinado, seu garoto esquisitinho?!
0
Comente!x

  — Ele é o seu melhor amigo?
0
Comente!x

  — Yoongi! Eu o conheço muito antes de você, não vem querer sentar na janelinha! Que isso?! Você está com ciúme do Chany?
0
Comente!x

  — Eu não estou com ciúme de ninguém, mas como você pode dizer que ele é seu melhor amigo? Você sabia que eu te considero a minha melhor amiga? Não deveria existir uma reciprocidade?
0
Comente!x

   começou a rir achando fofo que ele tenha confessado o quanto sentia afeto por ela. E melhor ainda: Yoongi deu o rótulo à , antes dela entregar a ele o dele.
0
Comente!x

  — Se você rir mais, eu vou espalhar por aí que está sentando no Jay Park.
0
Comente!x

  — Eu serei aclamada, você sabe… — zombou e o amigo bufou descontente.
0
Comente!x

  — Você não vai parar de sair com esse cara?
0
Comente!x

  — Ah! Está com ciúme do Park também, agora? Você sabe que eu não sou um souvenir que você comprou com o seus milhões de wons não é idol ?
0
Comente!x

  — , você é mulher demais para ele!
0
Comente!x

  Yoongi soltou a verdade que até mesmo sabia, não pelo físico, mas por seus sentimentos. O que Yoongi não sabia é que ela tinha completa noção de que o lance com Park era apenas físico.
0
Comente!x

  — Esse seu grande amigo Chang, sabe disso?
0
Comente!x

  — Sabe! Ele soube desde o começo e assim como você não curte muito a ideia… Mas é por que… — segurou a língua e falou apenas o necessário: — Porque vocês dois não conhecem o Park, só a fama dele.
0
Comente!x

  Suga se levantou se preparando para ir embora.
0
Comente!x

  — Aliás, eu achei que você daria mais trabalho a ele.
0
Comente!x

  — Eu dei. Acha que foi fácil ele chegar até o Namjoon para pedir o meu telefone? O Park teve que investigar a maknae line do Jungkook inteira, até chegar ao Jungkook, e dele no Namjoon.
0
Comente!x

  — Eles não me falaram nada! — revoltou-se.
0
Comente!x

  — Suga você precisa entender que as pessoas não te devem satisfações de nada, tá?
0
Comente!x

  — E você pode parar de me chamar de Suga? Já te falei sobre isso!
0
Comente!x

   revirou os olhos se levantando também. Yoongi dissera-a tempo atrás que não gostava quando as pessoas mais próximas o chamavam de Suga, porque Suga era o alter ego do BTS, e não o Yoongi. E ainda, feliz porque eles tinham seu próprio apelido, sentia-se muito mais confortável quando o chamava de “estranho” ou “Agust”.
0
Comente!x

  — Olha, Yoongi, eu tenho que voltar ao trabalho! Você disse que não poderia demorar, e teve diálogo aqui para eu escrever um capítulo de novela!
0
Comente!x

  — Eu sei, já estou indo mesmo. Ah! Seu acesso na Big Hit… Meio que tem credencial de vistante para você por lá quando quiser ir, mas é preciso que diga com um dia de antecedência. Então, apareça por lá amanhã! Vamos estar te esperando! E isso é uma ordem do Bang, e um pedido meu… Eu quero te mostar um lugar… E também… Conversar sobre uma coisa.
0
Comente!x

  — Uma coisa? — desconfiou ela, sentindo que ele a deixaria na curiosidade até o outro dia: — Tem a ver com aquela calcinha no bolso do seu blazer de outro dia, não é?
0
Comente!x

  — A gente conversa amanhã, sua esquisita! — beijou de novo o rosto dela puxando-o para fazer a amiga parar de falar, e de novo estranhou.
0
Comente!x

  — Esquisito é você! Agora deu pra demonstrar afeto!
0
Comente!x

  — É que diferente de você, eu te dei o título de melhor amiga! — reclamou e deu as costas saindo até a porta, e antes que a abrisse avisou:
0
Comente!x

  — A máscara! — apontou ao rosto dele, e Yoongi se recordou pegando-a no bolso da calça, vestindo-a enquanto ouvia as últimas palavras da amiga: — E dê um jeito na sua mãe! Se ela continuar achando que eu vou te desencalhar eu vou contar a ela que você é gay.
0
Comente!x

  Yoongi gargalhou antes de sair e despediu-se num aceno. sorria abertamente. Suga era sempre motivo para ela sorrir, fosse por irritá-lo ou por achar graça na maneira como ele também estava conquistando o posto de melhor amigo no coração dela. Por mais que ela fosse negar aquilo o quanto desse. Na verdade, ela não queria confessar antes dele, e deveria ter feito uma aposta com alguém sobre aquilo, porque claramente, ela teria ganhado.
0
Comente!x

  Voltando para a van, Yoongi abriu a porta e ouviu o clamor de reclamações dos amigos.
0
Comente!x

  — Até que enfim, hyung! Eu estou faminto! — Jungkook reclamou.
0
Comente!x

  — Eu já estava pensando em ligar para a e mandar ela te deixar em casa, Yoongi! Isso não é demorar para você? — JHope reclamou em nome dos demais.
0
Comente!x

  — Foi mal pessoal, era assunto sério.
0
Comente!x

  — Suga se esquece da vida quando está com ela… — Jimin reclamou — Igual quando começam a conversar na hora do almoço! Atrasa todo mundo…
0
Comente!x

  — A fala demais também! — Namjoon riu e Seokjin constatou:
0
Comente!x

  — A mulher é escritora gente, deem um desconto a ela. Estranho é o Yoongi falar demais quando está com ela.
0
Comente!x

  Taehyung suspirou e afundou-se ainda mais em seu banco na van, escorado à janela da mesma de olhos fechados, tentando concentrar-se em seus fones de ouvido e não na conversa deles. A comichão do ciúme incomodava a ele, cada dia mais, por mais que Yoongi sempre tentasse incluí-lo nos planos com . Pelo menos, desde a última tentativa: a fatídica noite da boate.
0
Comente!x

  — Tá, tá! — reclamou Yoongi e o carro já estava voltando para o dormitório — Amanha vocês reclamem com ela…
0
Comente!x

  — Falou da sua mãe para ela? — Namjoon perguntou curioso.
0
Comente!x

  — A minha mãe vai me enlouquecer, Nam. Ela aprontou bem mais do que eu imaginava, e eu nem notei… A me contou que a ommoni andou insinuando coisas para ela também… Por que a minha mãe é tão controladora?
0
Comente!x

  — Por que vamos ver a amanha? — Hobi indagou de repente, interrompendo o raciocínio de Yoongi.
0
Comente!x

  — Ela vai à BH. Pedido do Bang, concessão da empresa. A gente nunca percebeu que podíamos levar amigos lá, nas áreas comuns…
0
Comente!x

  E então, os meninos comemoraram a novidade, e Jimin cutucou Taehyung o fazendo abrir os olhos e tirar um dos fones do ouvido.
0
Comente!x

  — Ouviu Tae? A vai à BH amanhã.
0
Comente!x

  Jimin apenas soltou a informação e focou em algo que conversava com Kook, Taehyung havia escutado pelo fone, e não deixou de sorrir pequeno. Aquela seria a sua chance de consertar tudo.
0
Comente!x

15.

   entrou na Big Hit com a sua credencial, maravilhada. Às vezes esquecia-se de que era fã daqueles garotos. Sejin a aguardava no primeiro andar, assim que o elevador abriu a porta.
0
Comente!x

  — ?
0
Comente!x

  — Eu mesma. — A mulher abaixou-se fazendo reverência — Annyeongseo, ajhussi.
0
Comente!x

  — Annyeongseo! É um prazer receber a senhorita. Nós nos conhecemos no dia da entrevista, mas foi tudo tão rápido, não é? — Sejin reverenciou de volta e entrou de novo no elevador antes que as portas se fechassem, apenas o seguiu conforme as instruções da recepção lhe disseram para fazer ao encontrar o manager — Meu nome é Sejin. Nós iremos até a presidência.
0
Comente!x

  — Ah… A Presidência da Big Hit? — perguntou confusa.
0
Comente!x

  — Bang quer conhecer você.
0
Comente!x

  — Eu devo me sentir uma pessoa muito importante então, se até o senhor Bang quer me encontrar… — mostrou-se bem humorada apesar de estar nervosa.
0
Comente!x

  — Ah, sim! Pode se sentir importante com certeza, já que a razão para ele querer conhecê-la é por sua esposa ser uma grande fã do seu trabalho!
0
Comente!x

  — Isto é uma feliz surpresa! — afirmou e o elevador se abriu.
0
Comente!x

   e Sejin saíram do elevador caminhando lado a lado, silenciosos, mas com uma aura cortês em torno de si. A secretária da presidência sorriu simpática para os dois e os anunciou, e pouco menos de um minuto após, ela estava abrindo a porta para que eles entrassem. assentiu humildemente e logo que Sejin fez as honras de cavalheiro, ela entrou observando atenciosa à sala da presidência da BH.
0
Comente!x

  Bang já estava de pé os aguardando em frente a um conjunto de poltronas e mesa de centro. Rapidamente ele cumprimentou Sejin dizendo-o para se sentar e a escritora se aproximou sorridente e extrovertida, com toda a sua empolgação brasileira contida numa educação elegante, quase coreana. Bang estendeu a mão para ela, logo depois ela reverenciou-o num cumprimento típico coreano, sem tocá-lo. Queria demonstrar respeito, mas sentiu-se bem recebida e mais confortável quando viu a mão dele ainda estendida compreendendo a gentileza no gesto.
0
Comente!x

  — Seja muito bem vinda à Big Hit, senhorita !
0
Comente!x

  — É um prazer estar aqui e uma honra conhecê-lo, ajhussi! — respondeu tocando de forma firme a mão de Bang.
0
Comente!x

  — Uwa… — Ele murmurou risonho encarando suas mãos unidas e falou ao Sejin: — Um aperto forte!
0
Comente!x

  — Para chegar aonde ela chegou não esperaria menos. Dizem no ocidente, que uma mulher de aperto firme de mãos é poderosa.
0
Comente!x

  Sejin respondeu fazendo referência do adjetivo à , — que já estava se constrangendo sentindo-se tímida pelos aparentes elogios, pois, ela encarou como elogio o espanto dos homens — e indicou para que ela se sentasse ao seu lado. Bang sentou na poltrona da ponta e no sofá lateral a ele, ficaram e Sejin lado a lado.
0
Comente!x

  — Eu gostaria muito de conhecê-la, senhorita ! Minha esposa é fã de seu trabalho, e bem… Confesso que nunca vimos o Yoongi sair tanto como tem feito ultimamente!
0
Comente!x

  Sejin sorriu sugestivo para Bang ao ouvi-lo e, acompanhou aos movimentos dos olhares dos dois.
0
Comente!x

  — Ah… Eu agradeço imensamente o carinho de sua esposa por meu trabalho. Se eu puder fazer algo a retribuir, por favor, me fale. — informou decidida a ignorar o comentário sobre Yoongi.
0
Comente!x

  — Já que a senhorita se dispõe, eu gostaria de convidá-la para jantar na minha casa! Minha Eiri ficará absurdamente feliz comigo por isso! Desde que a senhorita chegou a solo coreano e foi descoberta como autora dos mangás mais vendidos, as minhas sobrinhas leem suas obras. Quando me dei conta, Eiri, minha esposa também estava viciada nos seus mangakás e procurando pela novela tailandesa para assistir! Estrelou recentemente, não é? Ela não perde um capítulo!
0
Comente!x

  — Nossa, mas eu fico radiante e muito surpresa por saber dessas coisas, ajhussi Bang! Por favor, será uma honra conhecê-las. O convite está aceito!
0
Comente!x

  — Ah, isso é muito bom! Eu fico muito feliz também, obrigado! Sejin já mostrou à senhorita a nossa empresa?
0
Comente!x

  — Não senhor Bang, eu a trouxe imediatamente para cá.
0
Comente!x

  — Os meninos não a viram então? — perguntou retoricamente o chefe olhando alternadamente para o manager dos garotos e para . Ambos assentiram negativamente, e Bang continuou: — Então prometo não me prolongar aqui, a senhorita deve ser ocupada e estar ansiosa para vê-los.
0
Comente!x

  — Ah, estou com a manhã livre para a Big Hit. Assim que o Yoongi me informou que eu poderia vir, eu desocupei a agenda no horário da manhã, afinal, não é todo dia que podemos entrar aqui e vê-los trabalhando, não é? Não posso negar também que sou fã do trabalho deles.
0
Comente!x

  Bang sorriu simpático assim como Sejin que apenas observava a dinâmica entre o chefe e a convidada. O gerente de carreira dos garotos percebeu como era polida, e mesmo assim, de presença marcante. Ela tinha trejeitos próprios que a diferenciavam das mulheres sempre contidas de sua cultura, mas não a tornava uma pessoa desrespeitosa com os hábitos de seu país. E Sejin sempre ouvira que os brasileiros eram efusivos demais. Foi uma surpresa notar que não o era, mesmo que ela morasse há cinco anos, ou algo em torno, na Coreia.
0
Comente!x

  — Senhorita, como foi que a sua aproximação aconteceu com os meninos? Fique à vontade para me contar, não é como se fosse um problema. — Bang fez questão de dizer pegando o chá que sua secretária trouxera para eles naquele momento.
0
Comente!x

  Sejin não tivera intenção de responder ao Bang a pergunta destinada à escritora, pois, enquanto seu chefe e conversavam, o manager estava a analisando de cima a baixo. Buscando evidências em suas falas e seus modos, capazes de justificar se Yoongi estaria apaixonado por ela e por quais razões aquilo aconteceu.
0
Comente!x

  — Bem, nos conhecemos no programa de TV, mas não é como se eu não soubesse quem eles eram não é… — Ela riu.
0
Comente!x

  — presenteou os meninos com uma edição deluxe de seu mangaká. Uma edição limitada, não foi? — Sejin interrompeu.
0
Comente!x

  — Não me diga?!
0
Comente!x

  Bang fingiu não saber, e na verdade, apenas soubera por causa de suas sobrinhas que também pediram um box daquele após terem visto a entrevista. E claro, ele comprou para cada uma e para sua esposa.
0
Comente!x

  — Foi, mas na verdade, o Chang, meu agente havia preparado tudo. Eu não sabia que o BTS estaria lá, então o máximo que fiz foi autografar e dá-los com prazer o presente, é claro.
0
Comente!x

  — Hm… Uma versão Golden? — perguntou Bang, assentiu sorrindo — Ah sim! Claro! Eu tive que comprar para minhas sobrinhas e amada Eiri.
0
Comente!x

  — Faço questão de autografar para elas quando for ao jantar.
0
Comente!x

  — Uwa… A senhorita é sagaz! Eu já estava pensando em uma forma menos invasiva e constrangedora de lhe pedir isso! — Eles riram.
0
Comente!x

  — Senhorita … Mas, eu não me recordo de outros encontros entre os rapazes e a senhorita. — Sejin perguntou.
0
Comente!x

  Não estavam tentando descobrir nada oculto, ou pegar alguma mentira de Yoongi, apenas estavam curiosos para saber como a situação de amizade entre eles surgira.
0
Comente!x

   teve medo de dizer a verdade, poderia ser negativo ao Taehyung contar que ele pediu o número de telefone dela, assim como, com certeza seria negativo dizer que Yoongi a perseguia. Lembrou-se até mesmo de Suga dizer a ela que não poderia ter saído do trabalho naquele dia em que apareceu pela primeira vez diante dela. Então, tentou uma informação um pouco perigosa, mas julgou que seria menos arriscado a eles. Embora, no fim, desse no mesmo.
0
Comente!x

  — Bem, eu sou fã… E… — sorriu sem graça bebendo um pouco do seu chá — Eu conversei com Suga no weverse, e ele me reconheceu. A partir dali, nós começamos a sair juntos.
0
Comente!x

  Bang e Sejin acenaram com a cabeça e se encararam duvidosos, pela versão da história e pelas palavras colocadas por ela ao final:
0
Comente!x

  — Saíram juntos? Então é mesmo um namoro? — Bang perguntou.
0
Comente!x

  — Namoro?! — alarmou-se ela quase se engasgando com o chá — Não! Não foi desse jeito. Foram encontros entre amigos, só!
0
Comente!x

  — A senhora Min nos garantiu que você e Yoongi namoram senhorita. — Sejin falou calmo e sutil.
0
Comente!x

  — Ah, claro… A senhora Min… Bem, foi um mal entendido. Ela não compreendeu o que Suga disse, e por ser uma fã minha, acredito que ela gostou da ideia e a assumiu como verdade. Enfim, eu não namoro o Yoongi, e nenhum dos meninos do seu grupo.
0
Comente!x

  — Claro… Se a senhorita diz e Yoongi também, nós iremos acreditar que foi um equívoco da ajhumma. Mas, , saiba que podem se sentir à vontade para nos contar, não queremos dificultar as coisas para o Yoongi. Apenas, precisamos ter cautela e cuidado com as cláusulas.
0
Comente!x

  — E controlar o fandom. — reiterou Sejin à fala de Bang, e de repente estava muito perdida em, que intenção havia se posto naquele encontro — Porque a senhorita sabe… Tumultos se criam fácil, mas custam a ser desfeitos.
0
Comente!x

  — Claro sunbae Sejin. Não se preocupem! Têm a minha palavra que não esconderei se acaso eu vier a me envolver com um deles.
0
Comente!x

  — Obrigado. Agradecemos a franqueza. Confiar em você é tanto um desejo nosso quanto o seu de confiar em nós. Posso considerar isso? — Sejin perguntou.
0
Comente!x

  — Com certeza. Confiança é uma via dupla… — assentiu baixinho, risonha e agora mais sem graça para Sejin.
0
Comente!x

  — Sabe, até faço gosto que a senhorita e o Yoongi deem certo! Uma namorada que é mais interna… Digo, apesar da sua fama, são nichos diferentes e a senhorita quase não aparece em mídia… Além disso, — estava atônita com o que ouvia; aquilo tudo era tão improvável! — uma namorada em que nós podemos confiar e saber que tem o mesmo interesse em ser discreta como nossos assuntos pedem, é um presente! O fato de eles não namorarem, tem a ver com a dificuldade que esse tipo de coisa gera para nós em termos de fandom, mas também de responsabilidade com os afazeres e agendas dos meninos, fora a maturidade necessária por parte deles.
0
Comente!x

  — E não é como se fosse simples que eles namorem garotas comuns ou garotas famosas… A maturidade também é necessária por parte de quem entrar numa relação com eles. Realmente, a senhorita tem uma medida equilibrada entre essas coisas. — Sejin comentou em tom de análise e concordância às exposições postas por Bang.
0
Comente!x

   ainda não sabia o que dizer ou pensar. O último comentário dos homens tornou a coisa toda mais assustadora. Por que estava na sala da diretoria discutindo a vida íntima do grupo? Aliás, a sua vida íntima também, uma vez que ela estava sendo apontada como candidata àquilo! Lembrou-se de Yoongi na sua sala na tarde anterior a indagando se mais alguém ficava anunciando um flerte entre eles no trabalho, e pôde sentir o que ele estava sentindo: era horrível que as pessoas superiores em sua empresa lhe controlasse a vida daquela forma! Fora que, ela se pegou buscando entender em que ponto ela e Yoongi agiam como um casal para todos pensarem aquilo! Embora Chang tivesse comentado que Yoongi poderia ter interesse, quando ela contou-o bem no comecinho da amizade sobre a aproximação dele, aquilo foi algo que naturalmente ela também pensara na ocasião. Depois disso, Chang não ficava apontando nada do tipo! E olha que além de melhor amigo e agente dela, ele era um ex-ficante; quase ex-namorado, que já foi por ela, apaixonado.
0
Comente!x

  As vozes dos dois sunbaenins dialogando ecoavam em sua mente tanto quanto suas dúvidas e pensamentos.
0
Comente!x

  — Maturidade essa que à hyung line do grupo logo deverá nos sobrepor, pois não poderemos impedir o namoro por muito mais tempo. Até porque, eles já estão bastante adultos. — Sejin continuava explanando sem notar, tal como Bang, a expressão confusa e suspeitada da escritora.
0
Comente!x

  — Por isso, estamos tranquilos caso você e Yoongi venham a se envolver! Ele já tem idade o suficiente e é responsável, e a senhorita também! Por favor, não tenham medo de confiar em nós, sim? — Bang reafirmou ao que Sejin havia dito.
0
Comente!x

  Por Deus! sabia que alguma coisa estava lhe escapando do controle, e ao ouvir Bang, ela bebia seu chá e precisou respondê-lo de vez:
0
Comente!x

  — Não acho que… — bebeu mais um gole, como se aquilo fosse lhe dar calma e sabedoria para contornar a situação e, engasgou ela com o líquido evitando tossir na frente deles, mas finalizou certeira: — Nós não somos mesmo um casal, senhores.
0
Comente!x

  Assentiram novamente com a cabeça, continuaram a conversar sobre várias coisas, todas em torno do BTS ou de sua carreira e então, Bang agradeceu a visita a ela um pouco depois. Cerca de quinze minutos depois, estava sendo direcionada por Sejin a conhecer o restante da BH.
0
Comente!x

  Ele pediu que anunciassem no alto-falante da sala de treino, aos rapazes, que a visita havia chegado. Em seguida, Sejin precisou se distanciar para a sua sala e levou a moça consigo, ainda conversando coisas pequenas e triviais sobre o ambiente da empresa. Em seguida, ele pôde deixá-la nos cuidados de Jin que chegou à sala do manager para receber a amiga. Seokjin fechou a porta do manager, e encarou a palidez de , preocupado:
0
Comente!x

  — Aconteceu alguma coisa? Não me lembro de seu rosto ser assim tão branco… Errou a mão na maquiagem hoje? — brincou, disfarçando o tom de preocupação.
0
Comente!x

  — Você pode, por Deus, me dizer quando foi que eu e Yoongi deixamos claro para o mundo que somos um casal? Eu nunca me preocupei tanto com isso, mas… Ele tem razão em ficar surtado!
0
Comente!x

  — Vo-vocês são um casal? — Jin perguntou confuso com a fala dela, enquanto eles caminhavam pelo corredor rumo ao elevador.
0
Comente!x

  — Claro que não Seokjin! Por que é tão difícil para as pessoas entenderem uma amizade entre um homem e uma mulher?
0
Comente!x

  — O que houve na sala do sunbae?
0
Comente!x

  — Eu conheci o Bang! — Ela falou e Jin arqueou as sobrancelhas. — Fui levada a diretoria logo que cheguei, pelo Sejin. Eles me fizeram a mesma pergunta umas trezentas vezes e disseram que estavam muito satisfeitos se o Yoongi e eu nos assumíssemos para eles e blábláblá… A senhora Min também está sendo uma maluca!
0
Comente!x

  Jin começou a rir contido, do modo desesperado de uma falante.
0
Comente!x

  — Não conte ao Yoongi que eu disse isso, mas a mãe dele tem algum problema! Por que ela está empurrando o filho pra mim? Eu sei que eu sou maravilhosa e coisa e tal, mas… Que desespero é esse de casar o Yoongi? Eu sei que ele é estranho, caladão, um pouco rabugento, dorminhoco e tem uma aura de velho, mas… Ele é bonito! É inteligente, divertido, bonito, talentoso, tem lá o seu charme, às vezes é até sexy! Não há razão para ela achar que ele não vai conseguir uma mulher! Com certeza tem fila atrás dele! Afinal, o que são aqueles “Yoongi Marry Me” infinitos das suas fãs?
0
Comente!x

   parecia uma metralhadora ambulante que falava sem respirar. Jin achou que em certo momento ela até começaria a falar em português, mas ela não falou. Ele estava rindo das reações da escritora, escorado na parede do elevador em que os dois mantinham o diálogo a sós.
0
Comente!x

  — Você disse que ele é bonito. Duas vezes. E sexy. Quanto vale essa informação?
0
Comente!x

  — Eu vou negar isso até a minha morte, será a minha palavra contra a sua, e o Yoongi não merece meus elogios! Foi ele que me colocou nessa confusão!
0
Comente!x

  — É… — Jin parou de rir e se manteve sério sobre aquilo, dando sua opinião: — Se ele não tivesse ido atrás de você como foi, talvez nada disso tivesse acontecido. E talvez nós não fôssemos amigos seus, já que o Tae não se moveu muito, não é?
0
Comente!x

  — Argh! — resmungou ela — Nem me fale em Taehyung! Eu não sou de ficar dando condição para homem novo, mas o Taehyung… Eu queria tanto ele!
1
Comente!x

  A confissão de saiu sem o menor problema, sem o menor constrangimento e Jin achou aquilo foda. Foda porque ela não tinha medo de encarar o que sentia e verbalizar aquilo, e fofo. Achou fofo o fato de que ela era verdadeira sobre o que sentia.
0
Comente!x

  — Eu nunca entendi porque ele fugiu de mim… Não é só pela confusão com o Yoongi! Nós dois esclarecemos as coisas! Se o Taehyung achou melhor acreditar no que os outros dizem ao invés de crer no amigo, e no que eu; a pessoa mais interessada, dizíamos, então… Talvez o Taehyung não seja mesmo alguém que valesse a pena eu compartilhar toda a minha experiência.
0
Comente!x

  — Tsc… Não fale assim… — Jin murmurou após estalar a língua e pôs-se a defender o mais novo: — O Tae é sentimental. Meio temperamental também… Ele chora com facilidade, sente com intensidade, mas acima de tudo, guarda com frequência as coisas. Ele viu algo que o impedia de ir até você, mas eu não acredito que o problema seja você, nem que esteja na história confusa dessa amizade entre você e o Yoongi. O que o Taehyung enxergou pode tanto ser algo dentro dele como fora, mas só ele poderia dizer.
1
Comente!x

  — Agora eu não quero saber. Tô bem! E não me envolvo mesmo com garotos novos. — fez um bico e cruzou os braços quando a porta do elevador abriu e Jin indicou que saíssem, dando passagem primeiramente para ela.
0
Comente!x

  Ele ria da expressão emburrada de , dos braços ainda cruzados demonstrando que aquele assunto a deixava contrariada, e zombou-a com uma verdade que não era segredo para ninguém entre os sete amigos:
0
Comente!x

  — Que pena, por culpa do Taehyung, o Jungkook vai quebrar a cara.
0
Comente!x

  — Jungkook? — Ela perguntou surpresa com uma expressão mais leve.
0
Comente!x

  — Na-na-ni-na! A senhorita acabou de dizer que não se envolve mais com garotos novos, então, pode esquecer. Eu já vou avisar ao Jungkook para ele não sofrer também! — E entrando na sala de treino, Jin puxava para dentro já gritando: — Hey, Kook! Eu preciso te contar uma coisa!
0
Comente!x

   deu um puxão no braço de Jin que sorriu travesso para ela, sussurrando: “O que?”.
0
Comente!x

  — Cale a boca Seokjin, o Jungkook é gostoso! Não me atrapalha se eu estou ganhando essa! — Ela sussurrou de volta fazendo-o gargalhar.
0
Comente!x

  Os meninos todos se aproximaram do centro da sala, indo de encontro à para abraçá-la, felizes por que a amiga estava ali. Taehyung, no entanto, estava estirado no chão descansando ofegante, quando ouviu a voz de Jin e girou a cabeça para a porta. A visão em 180º da mulher que entrava ao lado de Jin fizera seu coração dar um salto. Ela estava tão linda! Vestia-se casualmente, com um vestido de tecido solto e estampado em micro flores, contrastando com a meia-calça preta e a botinha também preta. O casaco, um sobretudo bege, dava ao look a visão de que, enfim, estava chegando o final do ano e as temperaturas começavam a cair. E ela sorria largamente para todos, que animados se aproximavam. Tae ergueu o corpo numa rapidez que os outros não notaram, exceto Yoongi que estava logo atrás dele e se aproximava já com a mochila nas costas.
0
Comente!x

  — Não vai cumprimentar ela? — Ele perguntou parado ao lado de Taehyung que apenas engolia sua saliva com dificuldade, pela boca seca de nervosismo.
0
Comente!x

  Não a via e nem falava com ela desde aquela noite na boate, e nem sabia se ela ainda estava livre ou se já havia encontrado algum cara para ser o seu fim de noite, toda noite. Assim como também sentia as mãos tremendo, por que… “E se ela não quisesse mais saber dele?”. Era o que assombrava seu pensamento, quando sentiu a garrafa de água bater na sua cabeça.
0
Comente!x

  — Ai! — levou a mão até lá e viu Yoongi com a expressão habitual de tédio, segurando o objeto, no qual, o mesmo acabava de tê-lo agredido. — Me bateu com a garrafa?
0
Comente!x

  — Quem sabe chacoalhando, o seu cérebro volte a funcionar? Vai falar com ela!
0
Comente!x

  Tae continuou encarando Yoongi com insatisfação, mas respirou fundo e foi. Os meninos estavam a mostrando algo da coreografia e ela ainda em pé sorria largamente ao lado de Jin, zombando os amigos por qualquer coisa.
0
Comente!x

  — . — A voz de Tae ao seu lado saiu baixa e rouca, e ela imediatamente o encarou.
0
Comente!x

  Viu urgência em seu olhar, e certo… Medo? Arrependimento? O que seria aquilo? A escritora sorriu virando-se para ele de frente, e o encarando de cima a baixo naquela roupa folgada de treino, com os cabelos desgrenhados, descalço, e sentiu uma vontade absurda de levar aquele moleque medroso para casa.
0
Comente!x

  — Oi Tae. — respondeu sorrindo, e ele sorriu de volta.
0
Comente!x

  — Posso te abraçar?
0
Comente!x

  Ela entendia que, desde a noite da boate ele não mais falou com ela e naquele momento, Taehyung temia que não estivesse mais no mesmo nível de intimidade que antes; ou até mesmo que os seus demais amigos. Então risonha, fazendo uma expressão de “é óbvio que você pode me abraçar”, ela se aproximou sendo a pessoa a ter atitude, primeiro.
0
Comente!x

  Taehyung não segurou a cintura dela de forma discreta como geralmente fazia. Ela enlaçou-a com os dois braços num gesto urgente de quem queria estar perto e apoiou o queixo no ombro dela fechando os olhos. Ninguém percebeu que se instaurou o silêncio e estavam todos encarando a cena. Yoongi tinha um sorriso de canto, discreto, e já preparava as piadas para zombar a amiga em seguida. Jin também sorria satisfeito: finalmente Taehyung demonstrou algum sentimento por ela, mesmo que fosse o desespero! não esperava aquele abraço forte de quem não vê alguém querido há anos, e começou a ruborizar porque Tae não a soltava, pelo contrário, afundava ainda mais o rosto no pescoço dela como se quisesse se esconder ali.
0
Comente!x

  — Aigo… — Jungkook murmurou risonho cortando o silêncio: — Agora ele deu um passo e travou, é isso? Taehyung, você precisa de ajuda para soltá-la?
0
Comente!x

  Os demais começaram a rir e Jimin comentou também:
0
Comente!x

  — Parece uma criança medrosa no colo da mãe. Tetê, você precisa tanto assim de um abraço?
0
Comente!x

  — Ele está chorando? Alguém pode conferir? — Yoongi falou zombando também: — Se estiver vamos tirar uma foto.
0
Comente!x

   começou a rir e Taehyung bufou ainda colado ao pescoço dela, o que a fez arrepiar-se. Então, ele soltou-se da escritora e sorrindo tocou a ponta do nariz dela, dizendo:
0
Comente!x

  — Por todos os abraços que eu ainda não dei.
0
Comente!x

   sorriu largo e sentiu-se ruborizada encarando o chão. Como ele foi de “garoto desgrenhadamente inseguro” a “material boyfriend sexy” em poucos segundos?
0
Comente!x

  — Parece que os garotos novos também têm boas táticas. — Jin murmurou como um sábio chinês e a , o encarou sorrindo ladina entendendo a mensagem.
0
Comente!x

  — Vocês todos são muito desagradáveis. — Tae respondeu apontando aos colegas.
0
Comente!x

  — E então, vocês já acabaram por aqui? — perguntou.
0
Comente!x

  — Só às três! Mas podíamos almoçar agora, que tal? — Namjoon falou com todo mundo.
0
Comente!x

  A concordância foi geral, e Yoongi sendo o último a se aproximar, apareceu do lado dela passando o braço pelo ombro da amiga e beijando seu rosto. O que novamente a pegou de surpresa e ela o encarou como se ele a tivesse ofendido.
0
Comente!x

  — O que foi?
0
Comente!x

  — Você está apaixonado. — constatou sem nem mesmo perguntar.
0
Comente!x

  — Uma hora dessas e você já bebeu, ? — Ele perguntou a encarando ainda abaixo de seu braço.
0
Comente!x

  — Por que está me beijando tanto desde ontem? Você está apaixonado! Por Deus, que não seja por mim!
0
Comente!x

  — Aish! Você é tão irritante! Eu desarmo minhas defesas e demonstro afeto para você e olha como você age! Tirando o Hobi, eu não faço isso com mais ninguém!
0
Comente!x

  — Não pode me culpar por estranhar isso. Você sempre deixou muito claro que não era fã de toques!
0
Comente!x

  — Tudo bem, eu não te abraço mais.
0
Comente!x

  — Não falei que era para parar! — ela sorriu implicante, impedindo que ele retirasse o braço ao segurar a mão dele: — Eu gosto! É como se eu estivesse em casa, com um amigo, digo… No Brasil. Mas a gente pode fazer isso longe dos olhares das pessoas?
0
Comente!x

  Yoongi e estavam esperando os meninos reunirem suas coisas, ele já estava com sua mochila nas costas, e conversavam num canto do salão perto da porta. Quando ouviu o que ela disse, Yoongi não entendeu.
0
Comente!x

  — O que você quer dizer com isso?
0
Comente!x

  — A gente precisa conversar sobre essa coisa de todo mundo achando que somos um casal. Eu passei por uma nesta manhã que me deixou paranoica. E se as pessoas começarem a ver o seu lado realmente afetivo comigo, eu não sei não…
0
Comente!x

  Yoongi franziu o cenho sem entender direito, mas confirmou que eles conversariam logo após o almoço, em seu Genius Lab.
0
Comente!x

  O grupo de amigos decidiu almoçar no restaurante da própria empresa, e não só sentiu-se feliz por estar almoçando com seus amigos e ídolos no ambiente de trabalho deles, sem precisar esconder-se, quanto ficou feliz por conhecer outros idols da empresa ali presentes. Yoongi causou uma bagunça na vida dela quando chegou, mas era inegável: ele trouxera muitas coisas boas também! E ela jamais admitiria aquilo diante dele, a menos que estivesse muito bêbada!
0
Comente!x

  Enquanto estavam sentados à mesa aguardando um tempo de digestão, o grupo conversava animadamente, e o mais feliz de todos sem dúvidas, era Taehyung que durante todo o almoço conseguiu conversar com ela. Estava sentado ao lado da escritora e quase suspirou diversas vezes, quando a comida chegava e ela notava a expressão de criança ansiosa para comer que Tae fazia. Taehyung era a perfeita bipolaridade entre o mistério e a inocência, aliás, todos ali manipulavam personalidades contrárias quando queriam capazes de tornar qualquer um, marionetes de seus próprios desejos.
0
Comente!x

  — Aish! Você nem comeu direito! — Hobi falou preocupado ao notar que ela havia pegado o menor pote de comida. E ainda havia arroz em sua tigela.
0
Comente!x

  — Ela é péssima para comer, mas para beber… — Yoongi resmungou e com seus cheot-garak* pegou seu último pedaço de carne e colocou sobre a tigela de arroz dela ordenando: — Come.
0
Comente!x

  Iria negar e reclamar que ele não mandava nela, até porque ambos tinham a mesma idade, mas o olhar de Yoongi não estava disponível a implicâncias e também, todos insistiam para que ela comesse mais um pouco, então obedeceu:
0
Comente!x

  — Aigo, vocês comem muito! — Ela pegou o pedaço de carne ainda quente em sua tigela e enfiou na boca soprando para não queimar a língua e murmurando em explicação a eles: — As porções de comida na Coreia são muito maiores do que eu estou acostumada! Não é que eu coma pouco, eu como o suficiente.
0
Comente!x

  Taehyung serviu um copinho de chá para ela, e colocou à sua frente dizendo com cuidado:
0
Comente!x

  — Sendo assim, beba. Vai te ajudar na digestão.
0
Comente!x

  Sorrindo, agradeceu e bebeu enquanto os amigos observavam a cara de bobo com um sorriso singelo em Taehyung. Como ele ficou tanto tempo sem se aproximar se estava de quatro por ela daquele jeito?
0
Comente!x

  — Você gosta de cozinhar? — Tae a perguntou.
0
Comente!x

  — Gosto! Modéstia à parte, eu cozinho bem.
0
Comente!x

  — Só posso afirmar depois que você preparar algo para nós, noona! — Jungkook sorria ao dizer com a indireta.
0
Comente!x

  — Claro! Qualquer dia!
0
Comente!x

  — Ela gosta de cozinhar, mas faz isso muito pouco. — observou Yoongi a encarando com implicância: — Toda vez que eu estou na sua casa, você diz que não vai cozinhar!
0
Comente!x

  — É porque eu não sou a sua empregada, estranho! E eu gosto de cozinhar sim, mas gosto mais quando fazem para mim. A menos que tenha um motivo especial, ou alguém especial para quem eu vá preparar algo… Então eu faço com muita dedicação!
0
Comente!x

  Os amigos assentiram concordando, e Hobi compartilhou que sabia exatamente como era aquele sentimento de que ela falava.
0
Comente!x

  — Cozinhar também é um ato de amor e cuidado. — Hobi respondeu e juntou as mãos em sinal de quem faria um pedido ou uma benção, para , esfregando-as: — Por favor, , nós adoraríamos que um dia você pudesse cuidar do nosso alimento.
0
Comente!x

  Ela riu e todos outros também pelo modo dramático e divertido como Hobi implorava, quando o Tae, sorrindo e contemplativo em seus próprios pensamentos, quase como se não estivesse ali, virou-se para ela de repente dizendo:
0
Comente!x

  — Eu vou cozinhar para você.
0
Comente!x

   ouviu aquilo e as bochechas ruborizaram. O que ele quis dizer? Hobi havia acabado de dizer que a culinária dedicada a alguém era um ato de amor e cuidado e Taehyung falava aquilo logo em seguida… Jin riu escandaloso, levando a mão à boca, surpreso, e abanou o rosto como se estivesse quente:
0
Comente!x

  — Aigoo… Taehyung! Até eu fiquei nervoso agora!
0
Comente!x

  — Taehyung cozinhando para … Coitada. — murmurou Jungkook rindo e fazendo Jimin rir também.
0
Comente!x

  — Ei! Minha comida não é ruim!
0
Comente!x

  — Só não é muito um ato de cuidado. — Yoongi zombou também apenas para provocar o amigo: — Acho na verdade, que ele está te ameaçando .
0
Comente!x

  Todos caíram na gargalhada e Taehyung não só, não entendia as referências, pois não prestava atenção ao assunto anterior — perdido nos seus pensamentos que tentavam processar um plano de perdão diante à informação da mulher de que gostava que cozinhassem para ela —; quanto ficou emburrado. O bico que ele fez e a expressão de quem reclamava contrariado, olhando o próprio copo eram genuinamente fofos. sorriu mordendo os lábios e aliviou aquela zombaria dos amigos, respondendo ao garoto:
0
Comente!x

  — Pois independente de como for, eu vou adorar provar o que você sabe fazer Taehyung.
0
Comente!x

  O cantor sorriu de volta, e o clima fofo não se sustentou, porque Jimin e Jungkook caíram na gargalhada com o duplo sentido daquela resposta. E só então os demais perceberam e Jin mais uma vez se abanava, escandaloso e fingindo rubor:
0
Comente!x

  — Aigoo! Você dois! Nós acabamos de almoçar! Como é possível ficar na mesa diante de todo esse flerte?!
0
Comente!x

  — Vai com calma , você vai assustar de novo o pequeno Kim. Sua pervertida! — Yoongi zombou.
0
Comente!x

  — Vocês não tem nada de inocente! Tae e eu não dissemos nada demais, e eu não sou uma pervertida Yoongi! Eu tenho como provar que o pervertido é você!
0
Comente!x

  — Qrrr… — raspou a garganta reclamando: — Tem certeza? O passarinho entrou no ninho!
0
Comente!x

   começou a rir não conseguindo sustentar a pose séria, e Namjoon, num lapso de memória turva e borrada por álcool ouviu aquilo e perguntou confuso:
0
Comente!x

  — Ya! Que história é essa? Aquele dia o Yoongi ficava repetindo alguma coisa sobre piranhas que entram nos ninhos e pássaros afogados!
0
Comente!x

  — É verdade! Eu estava acordado quando vocês dois hyungs chegaram com esse tipo de assunto… — Jungkook afirmou.
0
Comente!x

  — É um código que a senhorita puritana criou para dizer que…
0
Comente!x

  — Para dizer que cheguei bem em casa! — cortou Yoongi que escondeu um sorriso sacana.
0
Comente!x

  — Ah… Faz sentido, o passarinho entrar no ninho… — constatou Jungkook.
0
Comente!x

  — E porque você falava em piranhas? — Namjoon apontou para Yoongi e completou:
0
Comente!x

  — É o código do Yoongi. Quando diz que a piranha entrou no aquário, significa que ele pegou alguém.
0
Comente!x

  Yoongi a encarou aborrecido. Aquilo era totalmente comprometedor e Jin o observou atento, afinal, Yoongi estava saindo com sua melhor amiga.
0
Comente!x

  — Tem pescado muita piranha, Yoongi? — Jin perguntou.
0
Comente!x

  — Pela quantidade de saídas que ele nos esconde, e tendo a , dito que eles não se viram desde aquela noite, podemos dizer que Yoongi virou marinheiro… — JHope entregou o amigo, e todos na mesa riram.
0
Comente!x

  Ele fez sinal negativo com a cabeça para Jin, mantendo uma expressão de “não é nada disso, relaxa”, e Jin ainda o encarava desconfiado. Sabia que ele e Maya não tinham nada fixo ou rotulado, mas não queria ver nenhum dos dois amigos magoados. notou que houve uma prestação de contas entre Yoongi e Jin, e tentou amenizar seja lá o que fosse:
0
Comente!x

  — Não se preocupem! Yoongi não tem todo esse manejo para lançar redes! Não esqueçam que ele é quase um idoso! Ele está pescando um peixe só.
0
Comente!x

  Os amigos sorriram assentindo e logo se iniciou uma discussão de quão injusto era que e Hobi soubessem da vida dele e os demais não. Mas antes que pudessem estender tudo aquilo, Yoongi se levantou da mesa pegando a mochila na cadeira e pegou a mão de a levantando.
0
Comente!x

  — Bem, eu tenho trabalho no laboratório agora! Diga tchau para os meninos, estranha.
0
Comente!x

  — Por que ela tem que ir com você, hyung? — Jungkook perguntou contrariado.
0
Comente!x

  — Porque eu a chamei aqui e eu preciso dela para uma coisa.
0
Comente!x

  — Ah lá! Mais segredinhos! Hey , eu estou ficando com ciúme de você! — Hobi reclamou.
0
Comente!x

  — Você é o último que pode reclamar aqui, Hobi. Eu, como líder sou sempre o último, a saber, e isso é inadmissível.
0
Comente!x

  Taehyung ficou observando os dois de pé, e pensando como poderia fazer ficar ali, no entanto, Yoongi já a puxava para fora da cadeira e Tae apenas suspirou.
0
Comente!x

  — Eu passo onde vocês estiverem antes de ir embora! — Ela sorriu avisando.
0
Comente!x

  — Jungkook não se atrase também! — Yoongi pediu mencionando o fato de que faria uma gravação do maknae ainda naquela tarde, e olhou para Tae dizendo para ele checar o celular.
0
Comente!x

  Tae pegou o celular e viu a mensagem de Yoongi:
0
Comente!x

  “Ela ainda está chateada com o que aconteceu na boate, mas ela não te ignoraria diante de ninguém, então se tiver alguma coisa a dizer para ela a sós que não tenha conseguido dizer até agora, apareça no GL…”.
0
Comente!x

  Taehyung assentiu agradecido pelo toque que seu hyung havia lhe dado, e Yoongi saiu puxando pela empresa, enquanto as pessoas os olhavam e ela reclamou ao notar:
0
Comente!x

  — Me solta estranho, eu não vou fugir!
0
Comente!x

  Ele soltou-a mal se dando conta de que ainda puxava a manga do casaco dela. Apesar dos momentos descontraídos, estava de novo, um pouco sério. Entrou no elevador e ela veio em seguida.
0
Comente!x

  — O que houve? Que cara é essa de quem lembrou que vai pagar a fatura do cartão de crédito?
0
Comente!x

  — Isso não é nenhum problema para mim, você sabe né? Fatura o que é isso? — Ele descontraiu arrancando um revirar de olhos e um sorriso contrariado da amiga. — Aliás, eu devo tecer comentários sobre aquele abraço?
0
Comente!x

  — Não vamos falar sobre ele. A mudança repentina de humor não exclui o fato de que eu fui ignorada antes. Além disso, eu sei que ele sabe do Park. — olhou séria para Yoongi, manifestando uma desconfiança: — Agora é fácil reagir quando tem outra pessoa na jogada? Quando eu estava com o Maurer, ele não reagiu. Isso não me soa muito positivo, na verdade.
0
Comente!x

  Yoongi suspirou e ia falar algo em defesa do Taehyung, mas virou-se de supetão em sua direção, de braços cruzados mudando o foco do assunto:
0
Comente!x

  — Você está pegando alguém que é envolvida com o Jin, não é? É por ela que está apaixonado? É sobre essa “coisa” que queria falar comigo?
0
Comente!x

   disparou a falar e Yoongi ficou observando de cenho franzido a carreata de palavras rápidas dela, olhou para os botões do painel do elevador demonstrando que alguém entraria, e desfez os braços cruzados da amiga ao pegar em sua mão para dizer que no GL eles conversariam sobre tudo aquilo, mas, aquela atitude foi a pior coisa que ele poderia ter feito.
0
Comente!x

  Segurando a mão dela, com a atmosfera de um casal que discutia, lançou a próxima pergunta sem atentar-se que a porta do elevador abria e alguém muito importante entrava.
0
Comente!x

  — E você já conversou com a sua mãe sobre nós dois?
0
Comente!x

  Bang escutou aquilo e observou aos dois presentes no elevador. Yoongi só não ficou transparente, porque era impossível. E , observando a presença de uma terceira pessoa recém-chegada, olhou para trás dando um passo para o lado de Yoongi e arregalou os olhos ao ver quem era.
0
Comente!x

  — Ajhussi Bang!
0
Comente!x

  A escritora deu um solavanco na mão de Yoongi, mas devido ao nervoso pela situação, os dedos dele pareciam garras petrificadas em um galho que lhe salvaria de cair de um penhasco.
0
Comente!x

  — Olá de novo, ! Estão indo ou voltando?
0
Comente!x

  — Ah… Acabamos de almoçar com os meninos… — Ela tentava se desvencilhar de Yoongi, àquela altura, suas mãos dadas já haviam sido alvo dos olhos de Bang, e o rapaz tentava pensar numa desculpa, mas ficou mudo. continuou percebendo a inércia do amigo: — Eles têm atividades separadas agora.
0
Comente!x

  — Claro… — Bang sorriu e franziu o cenho ao ver Yoongi tão calado, direcionando o olhar a ele: — Yoongi… Não se sente bem?
0
Comente!x

   sorria amena e os dois viram Suga abrir a boca e fechar, então Bang preocupado com a reação dele perguntou novamente:
0
Comente!x

  — Comeu algo que lhe fez mal? — reparando nos dois, Bang julgou pensar que a mão dada poderia ser um amparo da escritora para um mal súbito do rapaz que obviamente estava passando mal. — Para onde vocês vão?
0
Comente!x

  — Ele comeu muito rápido e…
0
Comente!x

  — Ela vai para o Genius Lab comigo! — disse Yoongi de uma só vez, em tom de quem confessava um crime.
0
Comente!x

  — O Genius Lab? — Bang perguntou retoricamente e olhou a mão dos dois de novo e assentiu sorrindo.
0
Comente!x

  — Foi o único lugar que eu ainda não conheci. Tem algum problema ajhussi? — perguntou de forma calma.
0
Comente!x

  Bang sorriu ladino e respondeu gentil para ela, antes da porta abrir no andar em que ele sairia.
0
Comente!x

  — De forma alguma. O GL é o reduto pessoal do Yoongi, não é como se qualquer pessoa pudesse entrar lá sem ele. — falou e encarou novamente a mão dos dois, dessa vez notou ansiosa para soltar-se do aperto de Yoongi.
0
Comente!x

  Bang direcionou um olhar suspeito e direto para Suga e sorriu como um pai flagrando um filho adolescente com a namoradinha.
0
Comente!x

  — Eu vou almoçar agora, foi um prazer te reencontrar ! Mandarei o convite do jantar pelo Yoongi, tudo bem?
0
Comente!x

  — Ah, cla-claro ajhussi
0
Comente!x

  — Acho mais fácil do que por seu agente, vocês dois são realmente bem próximos. — comentou Bang apontando as mãos dos amigos e acenou saindo do elevador, mas do lado de fora segurou um pouco a porta e disse para Yoongi de modo imperativo: — Só não distraia-se demais, você tem muitas produções para terminar esta semana, não é Suga?
0
Comente!x

  Yoongi assentiu e logo os dois viram a porta se fechar.
0
Comente!x

16.

  A partir deste capítulo, entra a participação de uma personagem chamada Maya Lee-Cafrey. Essa é uma personagem criada pela M-Hobi. Como muitas das inspirações para essa fanfic surgiram de ideias que a M-Hobi me ajudou a construir, a presença da personagem dela é também uma forma de carinho. E como não é uma criação minha, deixo os créditos de criação da personagem à autora correspondente, como também, agradeço a ela, por tudo. May, muitas vezes a sua companhia e ideias, me ajudaram a me sentir leve. Espero que sinta meu carinho, através desse crossover. Obrigada amiga.
0
Comente!x

[xxx]

   suspirou soltando o ar que nem sabia segurar e com uma expressão de raiva murmurou:
0
Comente!x

  — Aish! Arrrrgh! Você… Você… — Não conseguia formular acusações ao amigo atônico, até que sentiu a mão dele soltando a sua e aquilo a deixou mais irritada.
0
Comente!x

  O aperto dele havia marcado sua pele e suas articulações doíam, encarou a própria mão massageando-a, e em seguida começou a bater nos braços de Yoongi brigando:
0
Comente!x

  — Você tem que tipo de problema garoto?! Não sabe raciocinar direito? Por que se agarrou a mim como se eu fosse água no deserto? Não me ouviu dizendo para não demonstrar afeto assim e… Aish! O Bang… Você entendeu o tom irônico dele, não é?
0
Comente!x

  — Eu estou ferrado. — Yoongi finalmente soltou e reagiu aos tapas da amiga segurando o punho dela. Encarou-a nervoso reclamando em voz alta: — Você tem que tomar cuidado também no que diz por aí! Não é a toa que eu quero te levar no GL para conversar! Sua doida!
0
Comente!x

  Os dois discutiam de certo modo, expansivos, e reparou a câmera do elevador se lamentando ainda mais:
0
Comente!x

  — Aish… Que droga! Me esqueci da câmera e eu estava espancando ninguém menos do que um BTS!
0
Comente!x

  — Eu não vou abrir um processo por isso… — Yoongi respondeu a encarando também frustrado e disse: — Eu vou resolver esse mal entendido… Relaxe.
0
Comente!x

  — Ah vai?! — ironizou irritada ainda: — Vai sim! Do mesmo jeito como logo, logo, nós estaremos ouvindo falarem do nosso casamento!
0
Comente!x

  O botão do elevador brilhou indicando que mais alguém entraria.
0
Comente!x

  Yoongi e se calaram, e quando uma executiva da empresa entrou e sorriu os cumprimentando, eles responderam e seguiram calados até o andar em que Yoongi precisava estar.
0
Comente!x

  Saíram silenciosos, discretos, e apesar de sentir os olhares da executiva sobre si, ela seguiu Yoongi sem estar cabisbaixa como ele, mas sim, segura o suficiente para não parecer que estivesse fora de seu lugar. Os dois passaram por uma porta que mostrava uma placa de “somente pessoal autorizado” e deram com um corredor longo cheio de salas, entre elas, duas de práticas. Em uma daquelas salas, os garotos estavam treinando quando chegou.
0
Comente!x

  Foram caminhando mais até o final do corredor, onde Yoongi abriu uma porta pesada de proteção acústica revelando uma antessala de espera. Outra porta escrita: “Genius Lab”, abaixo, também descrito seu nome: “Produtor Suga”. O sorriso do rosto dela surgiu orgulhoso e iminente, bem no instante em que Yoongi virou-se para falar algo. Ele notou o brilho nos olhos dela encarando a placa de sua sala, e o sorriso largo igualmente afetivo e, ambos pareciam ter se dissipado de toda a pequena irritação de minutos antes.
0
Comente!x

  — Às vezes esqueço que você é fã. — Ele disse soando baixo enquanto avaliava o rosto ainda maravilhado dela: — Este é um olhar que eu gostaria de ver mais vezes.
0
Comente!x

  — Eu sinto muito orgulho de vocês todos, ok? — Ela respondeu, suspirou ajeitando a bolsa em seu ombro e sorrindo mais travessa, lhe perguntou como a melhor amiga zombeteira que era: — Então eu vou conhecer a Bat Caverna?
0
Comente!x

  — Sinta-se especial. Eu nunca trago ninguém aqui.
0
Comente!x

  — Ah para!
0
Comente!x

  — É sério. Eu nunca trouxe ninguém que não fosse por motivos de trabalho, e os garotos não contam…
0
Comente!x

  — Nem seu irmão…? Sua família?
0
Comente!x

  — Ninguém. Você é a primeira pessoa aleatória a vir. E é a primeira a ter a senha também, fora o Hobi. Ele é o único no grupo que sabe a senha.
0
Comente!x

  — Por quê? — perguntou com o cenho franzido em confusão.
0
Comente!x

  — Não gosto que me interrompam, ou que fiquem entrando aqui toda hora… Os meninos quando querem vir, me mandam mensagem ou pedem ao Hobi para liberar o acesso…
0
Comente!x

  — Entendi! São questões de favoritismo ou manias estranhas do psicopata do grupo. — zombou cruzando os braços.
0
Comente!x

  Yoongi olhou para os próprios pés rindo e com as mãos na cintura jogou o cabelo para trás dizendo em tom habitual:
0
Comente!x

  — Não me faça me arrepender de te trazer aqui!
0
Comente!x

  — Por que me trouxe aqui? A gente se conhece há poucos meses e você já quer me dar a senha?!
0
Comente!x

  — É bom ter outra pessoa sabendo, já que se acontecer alguma coisa comigo e o JHope estiver ocupado será preciso mais alguém de confiança para recorrer. Repreendo se o Hobi espalhar minha senha pra salvar minha vida!
0
Comente!x

  — Isso não faz sentido, é uma balela que você quer enfiar em minha goela abaixo. Mas, se não quer contar a razão de verdade, tudo bem… Porém, já vou avisando que se você estiver em risco eu vou passar esta senha adiante! Não acha mesmo que eu vou me responsabilizar pela sua vida, né?
0
Comente!x

  — Bom ter gente de confiança ao redor… — ironizou revirando os olhos — Enfim, vem cá. — Yoongi puxou a manga do sobretudo de de novo, a fazendo parar diante do visor da porta e digitou a senha; a porta se abriu e ele a perguntou: — Decorou?
0
Comente!x

  — O quê? É isso? Eu tenho que anotar! — Ela pegou o celular para anotar a senha no bloco de notas, mas Yoongi tirou o aparelho de suas mãos.
0
Comente!x

  — ‘Tá maluca? É confidencial! É por isso que eu não passo a senha, as pessoas anotam senhas! É para você decorar os números, Estranha!
0
Comente!x

  Yoongi fechou a porta de novo, enquanto encarava-o, boquiaberta. Ele disse a ela de modo mais incisivo para que a amiga prestasse atenção. se concentrou nos dedos dele, e quando a porta abriu novamente, o encarou como se ele fosse estúpido:
0
Comente!x

  — Esta senha é ridícula!
0
Comente!x

  — Gravou ou não?
0
Comente!x

  — Gravei! Agora devolve o meu celular.
0
Comente!x

  Assim que o fez, eles entraram e ela rapidamente digitou no bloco de notas a senha. Em seguida ocultou o arquivo no celular.
0
Comente!x

  Yoongi esperou que ela guardasse o aparelho para ver a reação dela com o ambiente. sorriu ao entrar e checar o estúdio. Avistou primeiro a uma mesa muito grande com inúmeros aparatos de som tecnológicos, uma cadeira giratória de última geração que lhe parecia bem confortável. Atrás da cadeira, recostada a uma parede, com uma enorme paisagem de algum lugar em preto e branco, um sofá largo o suficiente para servir de cama e aparentemente confortável. Um frigobar ali ao lado, lixeira, outra mesa pequena. E uma portinha que provavelmente levaria até a cabine de gravação, possível de vê-la pelo vidro à frente daqueles aparatos tecnológicos.
0
Comente!x

  — É… Bem a sua cara… Minimalista até demais, também. Não acha que precisa de uma cor?
0
Comente!x

  — Não. Está ótimo! Guarde as cores para aquele seu escritório colorido.
0
Comente!x

  — Você adora a vibe dele que eu sei.
0
Comente!x

  — É, não é ruim. — Yoongi caminhou até o sofá atrás de se sentando — Mas o meu é melhor.
0
Comente!x

  A escritora foi até a mesa de som observando tudo aquilo e pensando o quanto deveria ser difícil mexer naquelas coisas. Puxou a cadeira dele, perguntando:
0
Comente!x

  — Eu posso me sentar?
0
Comente!x

  — Pode. — Ele riu achando engraçado ela querer se sentar ali.
0
Comente!x

   sentiu-se uma personagem hi-tech de uma história e não tocou em nada, mas de repente, pelo vidro em sua frente uma cena inteira surgiu-lhe em inspiração, e ela exclamou:
0
Comente!x

  — Oh! Acabei de ter um insight! — girou a cadeira para Yoongi, e sorrindo: — Se for um sucesso em minha nova criação eu te dou um presente de agradecimento, afinal, o cenário é seu.
0
Comente!x

  — Vou pensar com calma no que pedir! Mas, e então… Senta aqui. — Suga bateu no sofá ao seu lado — A gente tem que conversar antes de dar a hora do Jungkook chegar. Ouviu o Bang, né? Não é pra você me distrair!
0
Comente!x

   desfez o sorriso e soltou uma lufada de ar forçada. Levantou-se e tirou seu casaco o deixando na cadeira de Suga. Foi até o sofá sentando-se, e abriu o frigobar tirando uma lata de café gelado dali.
0
Comente!x

  — Depois eu devolvo! — afirmou sacudindo a lata diante do dono do lugar.
0
Comente!x

  — Você deveria diminuir esta cafeína toda que consome!
0
Comente!x

  — Vamos começar falando sobre nós! Isso é algo que me afetou muito nesta manhã: a conversa com seus sunbaenins!
0
Comente!x

  — Estou curioso e preocupado. O que aconteceu?
0
Comente!x

   contou tudo ao Yoongi. Ele se sentiu ainda mais incomodado quando ouviu da amiga as coisas que Sejin e Bang disseram, mas também se sentiu aliviado.
0
Comente!x

  — Bem, pelo menos eles sabem que essa coisa de relacionamento precisa ser rediscutida…
0
Comente!x

  — O que nos leva àquela calcinha no seu blazer! Mas, antes de você me contar sobre isso, eu preciso dizer que talvez nós devêssemos mesmo ter cuidado Suga…
0
Comente!x

  — Não me chame de Suga.
0
Comente!x

   revirou os olhos e continuou:
0
Comente!x

  — Eu sei que você está mais confortável comigo, e deduzo que demonstrar afeto por meio de toques é meio que um jeito de você mostrar a sua lealdade e confiança em alguém; e que não é muito comum a você fazer isso… Me sinto lisonjeada em saber que você está me tornando o tipo de pessoa que vê além do Suga, que vê o Yoongi. Essa dualidade, eu a compreendo… O que também me mostra que você tem mesmo a personalidade de um gato…
0
Comente!x

  — E você a de um cachorro que fica lambendo e abraçando todo mundo… — zombou ele.
0
Comente!x

   lhe bateu com uma almofada pequena que havia no sofá.
0
Comente!x

  — Você não pode nem dizer isso! Eu mal toco em você! Mas, o que eu quero dizer é que apesar de estranhar eu entendo; você está me dando um lugar importante na sua vida Yoongi… O afeto, o posto de BFF, a senha do GL… São os seus sinais de que gosta do que a gente tem, e quer que eu fique na sua vida… E eu agradeço muito por isso! Você também está ganhando este mesmo espaço na minha vida aos poucos.
0
Comente!x

  — Mas é o Chang quem é o seu melhor amigo. — reclamou enciumado.
0
Comente!x

  — Você sabe que não tem como comparar! O que eu e ele temos… Tivemos… Enfim!
0
Comente!x

  — O que isso significa? — Yoongi perguntou com uma expressão curiosa de seu lado fofoqueiro.
0
Comente!x

  — Chang foi o meu primeiro amigo aqui no seu país e eu só cheguei aonde estou, porque ele também acreditou em mim tanto quanto eu e me apoiou, então… Não tente ocupar o posto dele ou me exigir que faça comparações ou medidas, ok? Eu posso ter quantos melhores amigos eu quiser.
0
Comente!x

  — Você é doida? Claro que não! “Melhor amigo” é uma coisa séria demais! Você só pode ter um! E eu já entendi que não sou o seu.
0
Comente!x

  — Você é uma pessoa perturbada, Min Yoongi! Olha só… Você está se tornado até mais do que um melhor amigo, tá? Faltam gestos para eu te mostrar isso, talvez, mas eu ‘tô sempre te atendendo sem pensar duas vezes. Não ignore isso, já é uma prova do que eu digo… Aos poucos acho que posso te encarar como um irmão gêmeo chato e insuportável!
0
Comente!x

  Yoongi sorriu de um jeito fofo e fez uma cara de constrangimento. não admitiria para ele, mas adorava os raros momentos em que ele agia fofo, porque suavizava muito aquele olhar sempre predatório e que às vezes causava medo nela. Ainda tinha uma luz de alerta em sua mente que achava Yoongi um pouco psicopata.
0
Comente!x

  — Tá, tá bom! Pare de sorrir, Estranho! O fato é que, as pessoas não estão prontas para uma amizade como a nossa… Livre de interesses sexuais. Então, eu acho que a gente deve sim, ter cuidado.
0
Comente!x

  “Livre de interesses sexuais”. A frase bateu em sua mente o deixando confuso. Ela não sentia nenhuma atração física por ele? Ele era tão patético assim aos olhos dela? Yoongi se lembrou de como algumas vezes, principalmente motivado por álcool, achava a amiga uma tremenda gostosa e aquilo feriu seu ego.
0
Comente!x

  — Como assim? — perguntou ultrajado: — Livre de interesses sexuais? Olha só para mim! Como você poderia não se sentir minimamente atraída?
0
Comente!x

  — Você não está falando sério, não é? — Ela o encarou como se ele estivesse bêbado.
0
Comente!x

  — Enfim… — Suga afastou aquele sentimento de ultraje de sua mente: — Eu concordo que a gente tem que convencer as pessoas de que somos só amigos. Mas, não acho que tenhamos feito nada diferente disso! É como você disse… Acho que as pessoas não estão prontas para uma amizade aberta entre homem e mulher, como a nossa. Principalmente na Coreia. Qualquer dedinho entrelaçado aqui, já é coisa de casal…
0
Comente!x

  — Pois é. Até os seus amigos pensaram algo. Mesmo com a gente esclarecendo tudo, acho que ainda desconfiam. Então, segure os seus ímpetos afetivos como você sabe fazer bem! Eu deixo você me tocar quando estivermos a sós.
0
Comente!x

   falou em tom sugestivo, em clara intenção de fazer piada e Yoongi não evitou gargalhar junto a ela quando o som da risada dela ecoou.
0
Comente!x

  — Certo, certo… Ah, e sobre a minha mãe… Eu vou conversar com ela de novo. — afirmou — E agora, próximo ponto… Você ainda está saindo com o Park? O Taehyung já era mesmo?
0
Comente!x

  — Minha vida amorosa não é o próximo ponto. A sua sim!
0
Comente!x

  — Qual é ?!
0
Comente!x

  Yoongi murmurou com um tom de quem estava fazendo uma pergunta realmente interessada, e a amiga suspirou desgostosa antes de respondê-lo:
0
Comente!x

  — Não sei se o Taehyung já era. Não quero criar expectativas sobre ele de novo, eu estou me divertindo com o Jay. Ele é uma ótima companhia, apesar de… Você sabe, ele e eu somos só, um bom casual um do outro desde aquela semana…
0
Comente!x

  — Com que frequência vocês se veem?
0
Comente!x

  — Uma vez por semana? Duas? Sei lá… Não contando. Mas, por que estamos falando disso?
0
Comente!x

  — , eu não gosto do Park. Não gosto mesmo da ideia de ver você com ele. Não me peça para explicar, é como uma… Prudência de irmão! Eu não quero que você se apaixone por ele, porque o Park não é alguém que assume este tipo de coisa. Mas, eu sei que a sua vida não tem nada a ver comigo então… Só toma cuidado, tá? E se você ainda tem algum interesse no Tae… Pega leve, ele meio que caiu em si e está sofrendo pela mancada. O Taehyung achava que eu estava apaixonado em você e naquela noite, eu acho que posso ter dado a impressão errada de novo.
0
Comente!x

  — Como é que é? — se ajeitou no sofá empertigando a coluna e deixando a lata de café na mesinha ao lado.
0
Comente!x

  Yoongi começou a mexer em seus dedos da mão, de forma a evitar encarar a amiga ao seu lado, enquanto explicava:
0
Comente!x

  — Ele insinuou umas coisas no começo da noite, e claro que eu tentei deixar esclarecido que eram viagens dele… Acho que o ciúme do Taehyung provocou algumas interpretações erradas. Mas… Depois, quando eu vi o Jay Park te olhando e notei que o Tae deu aquele mole de não beijar você, eu imaginei que o Park tivesse sacado que você e ele não estavam juntos. E aí… Eu só interpretei errado quando ele se levantou para ir ao palco.
0
Comente!x

  — Espera… — esboçou um falso riso um tanto incrédula, espalmando o ar tentando acompanhar o raciocínio de Yoongi: — Aquela hora que você me puxou para dançar, era a sua forma de tentar afastar o Jay?
0
Comente!x

  — Exato, mas… Ele não estava indo até você, só estava indo para o palco, e quando a minha ficha caiu, o Taehyung tinha ido embora e você já estava chateada com ele… — Yoongi suspirou constatando: — Não deve ter sido simples para ele aceitar minha negativa de que não sou apaixonado por você, quando eu simplesmente marquei aquele território para cima do Park, não é?
0
Comente!x

   sentiu seu sangue efervescer. Tudo foi um maldito mal entendido causado de novo pelo Yoongi? Ela se ergueu do sofá de uma vez, sacudindo o cabelo e com uma mão na cintura de costas para o amigo. Yoongi a encarou de costas para ele e a chamou, com voz de quem tentava amenizar a situação:
0
Comente!x

  — Não me odeie, vai… No fim você acabou indo para aquele cara… Eu só…
0
Comente!x

  — Qual o teu lance com o Park? Ele já pegou alguma garota sua, ou coisa do tipo?! — Ela perguntou virando-se de frente para o amigo, incrédula.
0
Comente!x

  — Não tem nada disso. Eu só… Não vou com a cara dele.
0
Comente!x

  — Não é possível! Você… Argh! — reclamou e se jogou de novo no sofá ao lado de Suga que a observou ladino: — Quer saber? Não importa! O modo como o Taehyung agiu foi ruim de qualquer forma… Que homem interessado, simplesmente abre mão assim? Se até você que não tem este interesse ficou ladrando no pé da cerca!
0
Comente!x

  — Mas não é “abrir mão” assim do nada… Ele estava olhando para mim e não para o Park. Tanto que, agora que ele entendeu que nós dois realmente não temos chance, ele está reagindo… — Suga tentou mais uma vez defender a visão de Taehyung.
0
Comente!x

  — Um tanto tarde demais, não é?
0
Comente!x

  — Será mesmo? — Yoongi desafiou — Você ficou balançada com aquele abraço, com o que ele disse depois e com as reações dele no almoço, não foi?
0
Comente!x

  — Próximo tópico! — desconversou abrindo novamente o frigobar e pegando desta vez, uma garrafa de água.
0
Comente!x

  — Bem, ok. Eu só quero declarar que ainda estou do lado do Taehyung.
0
Comente!x

  — E contra o Park.
0
Comente!x

  — Jay Park não é uma opção para você. Essa coisa vai durar menos do que esta garrafa de água. — falou convicto arrancando de um revirar de olhos enquanto ela virava um gole da bebida e então, Yoongi pigarreou se concentrando no que queria mesmo falar com ela: — Eu… Queria uma opinião feminina sobre uma coisa.
0
Comente!x

  — Comece contando do início, quando e onde você a conheceu, o nome dela, que relação ela tem com o Jin e finalmente… Se já disse que está apaixonado. Ah, e suponho que seja uma só, não é? A dona da calcinha no seu blazer é a mesma que está te fazendo falar disso comigo, não é?
0
Comente!x

  O disparo de teorias que lançou deixou ao Yoongi um pouco zonzo, e então, ele decidiu contar mesmo do começo.
0
Comente!x

  — O nome dela é Maya Lee-Cafrey, é melhor amiga do Jin há muito tempo. Nós nos conhecemos em um evento da empresa de família dela, o Jin me pediu para acompanhar ele e eu fui. Meio contra a minha vontade, mas fui. Então… Fomos apresentados, começamos a conversar, telefones trocados…
0
Comente!x

  — Você também perseguiu a garota como fez comigo, ou só age assim para os seus amigos? — gargalhou ao zombar, apoiando a cabeça na mão e o braço no encosto de costas, do sofá.
0
Comente!x

  — Não… Entre nós começou sutilmente, conversando por chamadas, às vezes sendo intermediados pelo Jin… Só que o interesse um no outro foi imediato desde o primeiro dia. Diferente do Taehyung eu não enrolo, sabe? — zombou de volta sorrindo de modo quase cafajeste e riu batendo em seu ombro, e ele continuou: — Mas, a Maya e eu somos… Como você e o Park, me parecem.
0
Comente!x

  — Como assim? Quer dizer que vocês não têm previsão de falar sobre relacionamento?
0
Comente!x

  — É isso que você e ele têm?
0
Comente!x

  — Ah… É por aí. É algo sem apego emocional, meio que… Deixamos ir… Não é como se ele e eu estivéssemos saindo desde o início, à procura de um namoro. Eu sei bem que ele só quer curtir, e eu também.
0
Comente!x

  — Então acho que sim. É isso. Mas… Eu não sei se estou bem com essa situação agora. Tem dois meses só, mas…
0
Comente!x

  — Você já está apaixonado.
0
Comente!x

  — Não . Não estou! Para de repetir isso, é só que… É intenso. Mas a Maya… Ela delimita muito nitidamente este nosso lance, sabe? A gente não pode nem dormir juntos. Frequento o apartamento dela só para… — Ele deixou subtendido e suspirou, virando-se de frente para a amiga e falando mais confortavelmente: — Ela não vacila. Ela não dá espaço para vacilar, entende?
0
Comente!x

  — Não. Não entendo. Me explique melhor… — franziu o cenho tentando compreendê-lo, e Yoongi coçou a nuca um pouco ansioso.
0
Comente!x

  — Você disse que você e o Park deixam a coisa fluir. Não se cobram, não planejam, mas não deixam de se curtir por medo de nada, não é? — assentiu para o amigo que continuou a explanação: — Ela não. Ela fica na defensiva às vezes… Essa coisa de dormir juntos, por exemplo, é algo que eu quero, mas… A May deixa as regras bem estabelecidas e eu… Eu só queria me sentir mais único para ela, sabe? São apenas dois meses, mas eu gosto do jeito como a gente se diverte juntos. Sinto que poderia ser melhor se não fosse tão… Regrado?
1
Comente!x

  — Hm… Entendi. Bem, parece que ela quer evitar que vocês se confundam nos sentimentos, não é? Ela sai só com você ou é um lance aberto?
0
Comente!x

  — Não sei. É um lance aberto, eu acho. A gente não deve esse tipo de explicações um ao outro, mas eu não estou saindo com mais ninguém desde que comecei a sair com ela. E eu não tenho direito e nem quero, de cobrar o mesmo, porque o que temos não é… Assim, entende?
0
Comente!x

  — E você não sai com outras mulheres por que você não quer ou não consegue?
0
Comente!x

  — Não quero, só por isso. Não tem alguém que eu queira, disponível no momento, também…
0
Comente!x

   suspirou e enrolou a ponta dos cabelos nos próprios dedos, pensativa; queria saber em que ponto Yoongi esperava que ela ajudasse.
0
Comente!x

  — Suga… — viu o olhar repreensivo dele, e consertou antes de terminar: — Yoongi. Olha… Eu ainda não entendi exatamente o que você espera de “uma opinião feminina” da minha parte.
0
Comente!x

  — Aish! Você não acha esquisito que ela me mantenha afastado assim? Será que ela só está me usando? Quero dizer… Como mulher, o que você acha que pode estar rolando na cabeça dela?
0
Comente!x

  — Você é mesmo doido. — revelou achando um despropósito o que Yoongi dizia, e manifestou a sua opinião já que ele a pediu: — Eu acho que vocês estabeleceram regras no começo, ou ao menos deveriam falar sobre tudo isso, e agora você está descontente com a forma como é essa “não relação” dos dois. Então você precisa ter esta conversa que está tendo comigo, com ela. Se ela tem outro cara, te contará. E… Bem, Yoongi eu não posso falar pela Maya. Às vezes, ela só não quer se apegar a ninguém, às vezes, não quer criar vínculos para não sofrer, ou sei lá… Que coisa! Ela é quem tem que te dizer…
0
Comente!x

Yoongi bufou.
  — Eu estou pensando nessa mulher mais do que eu acho que deveria, Estranha.
0
Comente!x

  — Ainda acho que você está se apaixonando! Por que não a procura e conversam? Na pior das hipóteses, você começa a sair com outra pessoa para esquecê-la ou só não se apegar tanto se não quiser isso…
0
Comente!x

  — É por isso que está saindo com o Park há tanto tempo? Para não se apegar mais ou esquecer o Tae?
0
Comente!x

  — Que droga garoto! Que fixação com o Jay! — novamente jogou a almofada do sofá nele, e seu celular tocou.
0
Comente!x

  Os dois riram dando uma trégua no assunto e Yoongi ficou observando a amiga pegar o celular e soltar um sorrisinho malicioso de canto.
0
Comente!x

  — É o demônio, não é? — Ele perguntou com expressão enjoada e ela deu um empurrão nele pedindo para se calar.
0
Comente!x

  — Oi Jay… Tudo sim, e você?… Hmm… — A garota conversava sem encarar Yoongi, mas o amigo observou atentamente as reações dela e não sabia se Taehyung gostaria de ver o jeito como ela sorria falando no telefone com Park — Ahn, sério? Tem certeza? Não vai ser estranho?… Sim, eu tenho falado com o Seong-Hwa sim, mas é que… Ah… Ok, se você diz… Eu devo te encontrar onde?… arregalou os olhos, surpresa — Ah, ok, Jay! Claro, não vejo problema nenhum não…
0
Comente!x

  Yoongi tentava pescar o teor daquele assunto, mas sabia que mesmo que não entendesse iria fazê-la o contar.
0
Comente!x

  — Eu estou com o Yoongi agora… É, ele mesmo… — Ela sorriu e Suga se ergueu um pouco no sofá se aproximando tentando ouvir o que Jay falava dele, e segurava o riso o empurrando — Sim, nós somos próximos!… Na minha casa? Ah, melhor não… Já falamos sobre isso, se quiser pode ser naquele lugar ou na sua… Ok baby, até mais tarde.
0
Comente!x

  Yoongi cruzou os braços e estreitou os olhos na direção dela. Assim que ela desligou, ele começou o seu lamuriar:
0
Comente!x

  — Vai contar tudo! O que este cara falou sobre mim? E que história é esta de você e Gray estarem se falando? E não me diga que vai ver o Park hoje!
0
Comente!x

  — Nossa! — riu guardando o celular de volta na bolsa fazendo uma expressão dramática: — Eu não sabia que havia mudado de pai!
0
Comente!x

  — !
0
Comente!x

  — Ok, ok… Ele quer que eu vá com ele numa festa do Seong-Hwa e quer me encontrar hoje sim.
0
Comente!x

  — Espera… Vocês irem juntos numa festa do Gray? Como casal?
0
Comente!x

  — Não acho que seja exatamente assim como casal, mas alguns dos amigos dele sabem de nós… Quero dizer, o Seong ao menos sabe! Ele é o melhor amigo do Jay e… Que foi? — parou de falar vendo a expressão desesperada e até brava de Yoongi — Que cara é essa agora?
0
Comente!x

  — ! Ele quer te apresentar aos amigos dele! Você não disse que era só… Como assim ele quer te levar em uma festa com ele? E o que ele falou sobre a sua casa? E o que ele falou de mim?
0
Comente!x

  — Nada, ele só estranhou eu estar contigo. Jay não sabe o tamanho da nossa amizade… E é que ele propôs ficar na minha casa, ele faz isso sempre também, mas… — Ela parou de falar suspirando e finalizando o assunto: — Yoongi! Eu não te devo explicações!
0
Comente!x

   caiu em si e começou a rir, mas Yoongi estava começando a causar tempestade em copo d’água:
0
Comente!x

  — Você não falou de mim para ele? Não disse que somos amigos antes? Que… Que…
0
Comente!x

  — Ué, eu deveria? Você já falou de mim para a Maya?
0
Comente!x

  Yoongi bufou e levantou-se com as mãos na cintura reclamando:
0
Comente!x

  — Ela não me deixa nem passar a noite com ela, como eu vou falar de você, garota?!
0
Comente!x

  — E nem deve ? Pelo amor de Deus, não fale de outra garota com ela enquanto ainda estão no início disso! Eu não vou me responsabilizar, Min Yoongi!
0
Comente!x

  — Bem, e quando é essa festa? Você vai mesmo?
0
Comente!x

  — Não vou te dizer. Se concentre nos seus problemas! Vá encontrar a sua garota e diga logo que quer dormir de conchinha com ela!
0
Comente!x

  — Eu não tenho como ir atrás dela, porque é ela que me liga ou diz quando a gente vai se ver… Ela viaja muito e…
0
Comente!x

   pigarreou entendendo as coisas e se levantou tocando o ombro do amigo, antes de pegar seu casaco na cadeira dele.
0
Comente!x

  — Olha Yoongi, dê um jeito de se abrir para ela. Tentar entender as intenções um do outro nisso tudo aí, para vocês não criarem expectativas erradas, tá?
0
Comente!x

  — O que você quer dizer com isso?
0
Comente!x

  — O que a Maya sente ou quer, só ela pode dizer. E continuo achando que você tem grandes chances de estar se apaixonando por ela, então… Seja, acima de tudo, sincero consigo sobre seus sentimentos.
0
Comente!x

  — Está levantando por quê?
0
Comente!x

  — Tenho que ir, eu marquei um encontro com o Park essa noite, você viu!
0
Comente!x

  — Vou descobrir sobre essa festa! — Yoongi informou apontando um dedo mandão na direção dela que recolhia suas coisas e se preparava para sair, quando a porta fez barulho.
0
Comente!x

  — Jungkook… — Yoongi olhou ao relógio constatando e abriu a porta do GL.
0
Comente!x

  O amigo entrou com seus grandes olhos de jabuticaba brilhando para os demais, e sorrindo largo para . Já estava acostumado a ela, diferente de outras garotas, não lhe deixava tão nervoso como antes. Embora, Jungkook ainda se sentisse abafado perto dela.
0
Comente!x

  — , já vai? — perguntou para a escritora.
0
Comente!x

  — Tenho um compromisso mais tarde, Kook! Mas, a gente tem que se ver mais vezes, hein?
0
Comente!x

  A mulher se aproximou dele, o abraçando e deixando um beijo estalado em sua bochecha sorrindo. Jungkook travou e ruborizou; o que ela achava muito fofo. Yoongi segurava a porta esperando ela se aproximar e então sorriu quando a amiga parou à sua frente, se despedindo em palavras sem abraçá-lo como fez com o Jungkook.
0
Comente!x

  — JK não vai espalhar boatos, sabe?
0
Comente!x

  — Quer tanto assim um abraço meu? — zombou ela, que deu um peteleco na testa dele, e enquanto ele reclamava zangado, ela beijou sua bochecha de forma rápida dizendo antes de sair: — Vá trabalhar encosto!
0
Comente!x

  — Eu te ligo mais tarde! — gritou ele.
0
Comente!x

  — Obrigada por avisar, vou desligar o celular!
0
Comente!x

  A garota saiu pela antessala acenando para os dois que ficaram dentro do Genius Lab, e sorrindo passou pela porta de acesso ao corredor, tomando um enorme susto ao ver Kim Taehyung parado ali.
0
Comente!x

  Escorado à parede de braços e pés cruzados, ele encarava o teto, até que ouviu a porta se abrir e seus olhos deram de frente com os dela. notou um calafrio subir por sua espinha de modo surpreendente e, sem razão aparente, seu estômago revirava. Que efeito era aquele que os olhos dele tinham sobre ela?
0
Comente!x

  — Oi de novo, .
0
Comente!x

  — Ah… Oi Tae… — Ela coçou a nuca, e ajeitou o casaco sobre seu braço — O Yoongi e o Kook estão começando, você vai…
0
Comente!x

  — Eu vim por sua causa. — disse diretivo a interrompendo.
1
Comente!x

  A forma como a voz dele soou firme era algo novo. E sexy. Tão sexy que quase prendeu a respiração quando ele disse aquilo se desprendendo da parede e dando dois passos de encontro a ela.
0
Comente!x

17.

  Taehyung se aproximou levando as mãos aos bolsos da frente de sua calça de moletom; passou a língua pelos lábios inspirando sério e lançando à um olhar de quem iria implorar algo.
0
Comente!x

   acompanhava cada gesto dele com seus olhos de águia, capturando tudo em movimentos lentos, maximizando-os em sua ótica… Taehyung parecia cada dia mais um tópico sensível. Ela nunca se sentira tão atraída por um homem quanto vinha sendo por ele. Era algo que ultrapassava o físico. Aquela aura ora ingênua, ora de garoto que tem tanto a aprender, ora de bom ator e de homem que sabe o poder que tem nas mãos… Taehyung estava alugando um andar inteiro na mente de há meses!
0
Comente!x

  Mesmo que ainda não tivessem trocado tantas mensagens ou palavras, mesmo que os dois só estivessem juntos por intermédio da presença dos outros… Mesmo que aquela noite da boate tenha sido o maior fiasco que se lembrava em sua história de paqueras, ela ainda sentia o estômago estremecer com a presença do rapaz. O cheiro dele. O olhar dele. A voz… A maldita voz que ela imaginava como soaria sussurrada em seu ouvido, em ocasiões indecorosas…
0
Comente!x

  — ? — Ele se aproximou um pouco mais a chamando pela terceira vez.
0
Comente!x

  — Desculpe! O que disse Tae?
0
Comente!x

  Sacudiu a cabeça se concentrando no presente, e não nos pensamentos de um futuro incerto com o garoto a tocando de modo impróprio. E para conseguir não se perder neles novamente, se afastou de Taehyung direcionando-se a caminhar pelo corredor; ele a seguiu.
0
Comente!x

  — Eu queria saber se você tem um minuto para conversar… — parou à frente dela tocando a mão da mulher — Por favor, . É importante.
0
Comente!x

  A mulher sentiu de novo o corpo arrepiar e as borboletas revolverem em seu interior e apenas assentiu. Taehyung sorriu ladino, olhou ao redor e buscando um ambiente em que pudesse ficar só com ela, ele apontou uma das portas daquele corredor. não sabia o que todos aqueles cômodos eram, mas percebeu que Tae abriu a porta de uma sala de convivência. Parecia algo como uma sala criativa ou para gravações dos Runs do grupo.
0
Comente!x

  — Pode se sentar. Ninguém vai nos incomodar aqui agora. Eu chequei.
0
Comente!x

  — Tudo bem, sobre o que quer falar?
0
Comente!x

  Ela sentou-se numa cadeira diante de uma mesa e Tae sentou-se escorado ao tampo da mesa, ladeado, mas de frente para ela e ficando um pouco mais alto. notou a proximidade do corpo dele e o quadril do garoto a certa altura de seu rosto, e ficou imaginando se Tae fazia aquilo de propósito. Céus… Por que ele estava tão perto?!
0
Comente!x

  — Eu quero implorar mais uma vez, por desculpas pelo o que aconteceu na boate! Eu não sou tão burro ou idiota quanto pareceu! Dar um fora em você nunca foi uma opção minha!
0
Comente!x

  — E por qual razão você fugiu daquela forma? — Ela fez questão de acusar Tae de uma “fuga”.
0
Comente!x

  — Achei que o Yoongi estava apaixonado por você. Talvez ainda ache… Mas, eu estava em um dilema entre o que eu quer e o que eu deveria fazer.
0
Comente!x

  — E o que mudou?
0
Comente!x

  — Namjoon me contou que Suga hyung tem alguém. Isso não prova que ele não sinta por você o mesmo que eu, mas… Eu já perdi tempo demais achando que deveria evitar uma situação chata. Essa situação está entre nós desde o começo do mal entendido e…
0
Comente!x

  Taehyung mordeu o lábio inferior suspirando e pensando, se deveria dizer tão abertamente o que sentia para ela, daquele jeito.
0
Comente!x

  — E? — o encorajava a terminar sua explicação sem deixar de encarar o rapaz intensamente.
0
Comente!x

  — E seja o Yoongi ou quem for eu não vou abrir mão de ser quem termina toda a noite com você e em cada dança.
0
Comente!x

  Aquilo mexeu com de um jeito forte, ela sentiu o calor entre suas pernas e notou o fulgor nos olhos de Taehyung. Pensou em se levantar e beijá-lo de uma vez, mas foi surpreendida pelo garoto tocando em sua mão, e segurando-a delicadamente entre as dele.
0
Comente!x

  — Me deixa tentar consertar tudo? Aceita sair comigo? Só nós dois?
1
Comente!x

   abriu e fechou a boca como se estivesse buscando o ar que havia sido tirado de si quando Taehyung disparou aquelas informações. E mais uma vez, a ansiedade dele, não a deu tempo de falar.
0
Comente!x

  — Eu sei que você pode estar saindo com alguém, mas… Por favor, me dá uma chance de tentar te mostrar o Taehyung que você merecia conhecer! Aquele que teve coragem o suficiente para pedir o seu telefone naquele programa de televisão. E não o garoto assustado…
0
Comente!x

   mordeu os próprios lábios; sorrindo um pouco desconcertada olhou para os próprios pés. Ergueu-se rapidamente notando que seu corpo estava ainda mais perto do dele, ainda escorado à mesa da sala e, encarando o olhar de Taehyung ela disse ofegante:
0
Comente!x

  — Me mostre o que você tem para mostrar. Eu quero ver.
1
Comente!x

  Taehyung sorriu largo e a pegou de surpresa puxando sua cintura e a abraçando. quase deixou as pernas amolecerem fora de seu controle, e então seu celular tocou. Ela se afastou do abraço dele e tateou à própria bolsa. Jay Park era o nome do visor da tela do smartphone. Um lapso de realidade cruzou a mente dela, e então se afastando rapidamente, disse para Tae:
0
Comente!x

  — Tem meu telefone. Prepare tudo e me ligue para a gente combinar aonde você vai me levar…
0
Comente!x

  O rapaz percebeu que ela havia recebido mensagem de alguém que não era sobre trabalho, ou não era uma pessoa aleatória.
0
Comente!x

  Ela ainda estava saindo mesmo com o Park, ou foi só daquela vez?
0
Comente!x

  Sorriu largo e feliz porque o passo necessário para consertar as coisas havia sido dado e ele não recebeu uma negativa. Poderia ter um encontro com ela, e aquilo já valia por muita coisa!
0
Comente!x

  — Você parece ter algum lugar para ir, então, não vou te atrapalhar mais. Eu te ligo ainda essa semana! — levantou ficando mais perto dela, e segurou a mão da mulher enquanto beijava o rosto da escritora em despedida rápida, molhada e macia, sussurrando no ouvido dela em seguida: — Seja como for, eu não fujo mais de você.
0
Comente!x

   sorriu e se virou, tentando manter o autocontrole para sair daquela salinha, com Tae logo atrás. Ela sentia o rosto ruborizando; quando tocou na maçaneta, ele tocou por cima da mão dela, e com a outra virou o corpo dela para si, provocando que seus olhos se encontrassem de novo.
0
Comente!x

  — Você tem outra pessoa? — Taehyung perguntou de repente, ansioso e com voz baixa, os olhos dele vasculhando o rosto a mulher e parando com firmeza nas íris dela, notando as pupilas de dilatadas. — Eu sei que não estou no direito de perguntar isso, mas, se não tiver problema eu quero muito saber se…
0
Comente!x

  — Se deu espaço demais para a concorrência? — Ela perguntou de volta, num tom um pouco ultrajado porque aquele tipo de atitude demorou tanto a acontecer — Você não pode agir como um garotinho assustado tempo demais com uma mulher , quando há homens dispostos a agirem como homens com ela Taehyung.
1
Comente!x

  Ele engoliu a saliva e suspirou fugindo o olhar do dela, quase intimidado pela força do que ouviu, mas, tocou em seu rosto de modo carinhoso e sensual dizendo de uma vez:
0
Comente!x

  — Mas eu estou te dando o espaço que você precisa para não vacilar, e vir com tudo o que tem. Não me decepcione de novo, eu realmente gosto do tipo garoto assustado, mas na hora e lugar certo. Gosto de tratar homens como homens, ok?
0
Comente!x

  E sem esperar resposta dele, ela girou a maçaneta e saiu daquela sala apressada, sacudindo a gola do seu vestido. Não era possível que em pleno começo do inverno, Taehyung tivesse a deixado tão quente daquele jeito por miséria.
0
Comente!x

  Caminhou um tanto desnorteada por aquele corredor e passando pela sala de prática viu os outros rapazes reunidos ali, entrou se despedindo rapidamente. Quando seu corpo saiu de novo pelo corredor, ela estava mais calma. Taehyung estava parado a poucos metros da porta de onde ela saía, observando-a ir; Jimin que havia a acompanhado até a soleira notou o olhar analítico do amigo com um vinco de preocupação na testa.
0
Comente!x

  — Ai não, o que foi agora? Ela te deu um pé na bunda definitivo?
0
Comente!x

  Taehyung sacudiu a cabeça de um lado para outro em negativa, retornando ao ambiente aonde deveria estar junto aos demais.
0
Comente!x

  — Eu a chamei para sair. Ela aceitou.
0
Comente!x

  Jimin sorriu largo abraçando Taehyung pelos ombros, e os dois viram JHope sério se aproximar indagando:
0
Comente!x

  — As fofoqueiras deveriam estar em posição na coreografia agora!
0
Comente!x

  — Ele chamou a para sair! — Jimin disse como se aquilo justificasse a situação e os livrasse da bronca de Hobi — E ela aceitou hyung!
0
Comente!x

  — Uwa! — Hobi sorriu largo animado, batendo no peito de Tae: — Finalmente! A gente vai te ajudar com isso, Tae! — E ficando novamente sério de súbito, o mais velho encarou mortalmente os dois: — Agora voltem para acertar seus passos!
0
Comente!x

  — Aish… Ele se transforma mesmo… — Jimin murmurou.
0
Comente!x

  Apesar da felicitação dos amigos, Taehyung não estava tão tranquilo assim. Ele sabia que o sarrafo havia ficado mais alto depois do mole que deu, e pior: parece que ela ainda estava saindo com o Park. Aquilo o incomodava de um modo muito inexplicável, mais do que quando ela saía com o ator. Aliás, dançando ali absolutamente concentrado, Tae notou que estava com raiva por Namjoon a convidar para aquele evento! Se não tivesse ido, ela não teria conhecido o Jay. Entretanto, ninguém tinha mais culpa de ter acabado sua noite com o outro, senão, o próprio Taehyung que como ela bem disse; fugiu.
0
Comente!x

  Entre um passo e outro da coreografia, Taehyung rememorava aquela noite e sentia-se ainda pior. Namjoon e Hobi notaram o quanto Taehyung estava dedicado ao treino, e Jin cruzou os braços no meio do salão olhando para aquilo também assustado como Jimin.
0
Comente!x

  — O que houve com ele? — Namjoon perguntou ao Hobi.
0
Comente!x

  — aceitou sair com ele, e a mente dele provavelmente está fervilhando a responsabilidade que vai ser. Afinal…
0
Comente!x

  — Afinal ele só tornou as expectativas maiores para ela.
0
Comente!x

  — Não acho que para ela. — Jin se intrometeu ao se aproximar fuxicando a conversa dos amigos, enquanto Jimin e Tae dançavam concentrados e os outros dois lhe encararam em dúvida: — Na verdade, ela zerou qualquer expectativa vinda dele… O peso está na mente do Tae e, talvez, no fato de que ela não está mais tão disponível não é?
0
Comente!x

  — Jay Park? Ela ainda está saindo com ele? — após ouvir a explanação de Jin, JHope perguntou ao Namjoon que deu de ombros explicando:
0
Comente!x

  — Não tenho certeza, ninguém que eu conheço comentou sobre os dois… Sei que não foi só uma noite… Ou não estão juntos ou não tornaram isso público.
0
Comente!x

  — Se ela aceitou sair com o Tae é porque está disponível, Jin! — Hobi constatou.
0
Comente!x

  — Mas isso não significa que ela não tenha o Jaebeom ainda como uma opção… Bem, esta fofoca quem pode nos contar é o Yoongi. Agora vamos! Essas horas não passam e eu estou louco para ir para casa!
0
Comente!x

[…]

   caminhava em seu pequeno apartamento enquanto falava ao telefone com Chang.
0
Comente!x

  — Eu acho que seria muito bom sim, Chany… Mas não quero destoar do foco de trabalho.
0
Comente!x

  — Campanhas publicitárias são boas para sua imagem … Você sabe que já faz um bom tempo desde a última e, logo, o seu novo trabalho autoral será lançado. Queremos que este formato de manhwa* do seu trabalho também estoure… E eu tenho uma proposta ousada a fazer…
0
Comente!x

  — A animação? Acha mesmo possível? — Ela perguntou abrindo o guarda-roupa e buscando um vestido para aquela noite.
0
Comente!x

  — A KBS e a JTBC estão competindo pela versão coreana de “Garota Ocidental”, acha mesmo que a animação tem como não dar certo? Imagina o “boom” no cenário do entretenimento, se nós conseguirmos fazer isso antes de alguma dessas propostas da novela serem fechadas?
0
Comente!x

  — É… Talvez você esteja certo… Mas, qual a publicidade?
0
Comente!x

  — É simples, uma marca de café interessada em um patrocínio em longo prazo. Encaminho amanhã para seu e-mail, o conceito e a proposta.
0
Comente!x

  — Ok, mas o que você achou?
0
Comente!x

  — Acho que tem tudo a ver com você! Para ser mais a sua cara só se fosse uma bebida alcóolica. — Chang riu e então desconversou: — Analise com calma depois, mas… Você disse que vai fazer algo hoje, o que é?
0
Comente!x

  — Eu vou sair com o Jay.
0
Comente!x

  — Sair? Publicamente, se expondo? — O agente e melhor amigo se alarmou com a notícia.
0
Comente!x

  — Uma festa na casa do Seong-Hwa. Não acho que é exatamente público, se não, ele me diria…
0
Comente!x

  — Espera… Ele realmente vai junto com você? Ou vocês só vão estar no mesmo lugar? Sabe o que isso significa, não é?
0
Comente!x

  A voz de Chanyeol era um tanto contida, mas entendia em entrelinhas que ele estava descontente com a ideia de que ela e Jay saíssem publicamente por aí.
0
Comente!x

  — Não Chany… — sorriu contida revirando os olhos e colocando o vestido escolhido e os sapatos, sobre e ao lado da cama — O que significa, pode me dizer?
0
Comente!x

  — Que essa historiazinha de apenas curtição está indo pelo ralo… Ele está provavelmente brincando com você, ! Tentando te incluir no círculo de amigos para exibi-la.
0
Comente!x

  — Por quê? Por que não posso ser eu quem esteja brincando com ele? Só porque ele faz o tipo mulherengo que vocês tanto dizem? E desde quando eu sou alguma mulher troféu, Chang? Você sabe muito bem que eu tenho qualidades suficientes para um cara querer estar comigo…
0
Comente!x

  — Eu sei que você é uma mulher apaixonante de fazer qualquer um perder a linha, , mas… Que razões ele teria de te levar ao círculo dele se não pretende te manter lá?
0
Comente!x

  — Exato! Quem disse que ele não pretende?
0
Comente!x

  Ela perguntou obviamente indo ao banheiro começar o seu banho, deixando o celular na bancada da pia em chamada de viva-voz, e ouviu a respiração pesada de um Chang que provavelmente estava surpreso com o que ouvira. Então decretou:
0
Comente!x

  — Você e o Yoongi ficam com este papinho de que o Jaebeom não vale nada, que gosta de exibir e colecionar mulheres, mas faça novamente esta pergunta a si e pense que, talvez, pode ser que ele realmente esteja curtindo de um jeito desprendido e maduro o suficiente, para me querer em seu círculo social, sem quaisquer medos. E se quer saber, Chany, eu gosto da companhia do Jay. Nós nos divertimos juntos, sem promessas e sem cobranças.
0
Comente!x

  — Ok, não está mais aqui quem falou, mas eu vou estar presente para quando ele pisar na bola e você precisar do seu melhor amigo, ok?
0
Comente!x

  — E se for eu quem pisar na bola com ele? Você me santifica demais, tenho medo de um dia ser a sua maior decepção. — Ela ironizou rindo.
0
Comente!x

  — Você se esquece de que já me decepcionou antes, e mesmo assim eu estou aqui, não estou? — o amigo disse direto revolvendo o passado — Sei bem até onde você é santa, .
0
Comente!x

  — Nossa… Não precisa jogar na cara… — murmurou sem graça.
0
Comente!x

  — Bem, boa noite minha gigante. Não vou te alugar mais, me liga quando analisar a proposta! Beijo.
0
Comente!x

  Depois de se despedir de Chany, terminou o seu banho, se aprontou e pegou o telefone para mandar mensagem ao Jay dizendo que estaria a caminho da casa dele. No entanto, a mensagem dele já constava ali e a pegou de surpresa:
0
Comente!x

  J.P. 🔥: “Estou na porta da sua casa, ou do seu prédio… Não sei exatamente, já que você esconde a informação. Vem bem gostosa, tá?”
0
Comente!x

   se aproximou rápida à janela de sua sala, onde poderia ver a rua em frente, e a BMW parada só poderia ser a dele. Aliás, que merda! Naquele bairro de classe média, qualquer um estranharia um carro desses estacionado. Nini… Meu Deus, Nini a veria sair e entrar no carro e provavelmente o bairro inteiro saberia!
0
Comente!x

  Abriu a porta do seu “cafofo”, e já estava ansiosa de novo, sentindo as pernas tremerem pela simples ideia de que Park poderia cometer a loucura de descer do carro para abrir a porta para ela. Olhou para o lance de escadas abaixo, vendo porta e janela da casa de Nini apagadas. Ufa! Provavelmente a amiga saiu com Minsuk, de novo.
0
Comente!x

   desceu as escadas do sobrado, e como previu, um Jaebeom puramente gostoso descia do carro, com a porra de um enorme buquê de flores, e um sorriso pervertido nos lábios. O sorriso não era pior do que os olhos que a devoravam enquanto ela se aproximava dele. sorriu largo, porque não conseguia não sorrir com ele e suas expressões safadas ou brincadeirinhas.
0
Comente!x

  — Você tem que me contar como conseguiu… — murmurou ela baixinho mencionando o endereço — Mas antes, pode me explicar como eu justifico se essa situação vazar? Ou como explico aos vizinhos uma BMW na minha porta?
0
Comente!x

  Jay riu com vontade, puxando com a mão livre, o corpo dela colando-a no seu e beijou o pescoço da mulher num selinho rápido, e de sorriso ainda maior, arqueando a sobrancelha como quem diz “o que achou?”, ele a estendeu as flores.
0
Comente!x

  — Flores?
0
Comente!x

  — Primeira vez vindo à sua casa. Ou melhor, ao outro lado da rua da sua casa…
0
Comente!x

  — Quebrou a maioria dos protocolos até agora Park! — Ela reclamou um pouco séria.
0
Comente!x

  — Temos que rever esses protocolos, afinal, vamos aparecer juntos hoje.
0
Comente!x

  — Espera! Não é uma festa íntima?
0
Comente!x

  — É, mas, quantos dos meus amigos você acha que sabem que eu escorrego nessa pista, aí? — deu de ombros numa pose meio cafajeste e então a soltou, abriu o laço do sobretudo dela a fim de ver o interior, já ria por imaginar o quão pervertido ele ainda poderia ser — Muito bom. Veio bem gostosinha, como eu pedi!
0
Comente!x

  — Não tem nada “inha” aqui! — reclamou ela, dando a volta para o lado do carona, com Park a acompanhando para abrir a porta.
0
Comente!x

   entrou, deixou o buquê surpresa no banco de trás, fechou novamente o sobretudo, colocou o cinto e quando Jay entrou no carro rindo para ela, apertou a coxa dela dizendo:
0
Comente!x

  — Ainda bem que fechou, ou eu teria que parar no caminho.
0
Comente!x

  — Se quiser começar aqui e agora, só me falar… — disse de modo safado sussurrando no ouvido dele.
0
Comente!x

  — Não brinca não hein , acho que já deu para você ver que eu sou maluco, né? Faço a sua vizinhança te expulsar daí.
0
Comente!x

  — Terá que se responsabilizar por isso… — brincou de volta.
0
Comente!x

  — Você pode morar na minha cama, baby. — Ele piscou olhando para ela e voltando a atenção ao percurso.
0
Comente!x

  A mão dele que ora estava no câmbio ora nas pernas dela, sentindo a maciez de sua tez latina, eram um hábito próprio do Park que notou constante desde a primeira vez que andou no carro dele.
0
Comente!x

  A escritora insistiu em saber como ele descobriu seu endereço, e de fato, Jay era um tanto inconsequente às vezes. Havia contratado algum entregador pra deixar uma encomenda na casa dela, que foi até a empresa, mas disse ter dado o endereço errado; o do trabalho e único que ele poderia passar. O entregador, na recepção da empresa solicitava vê-la ou conseguir o endereço com alguém.
0
Comente!x

  Naquele dia, Jay sabia que ela não estava na mangaká, então quando Chany desceu à recepção fazendo a atualização do endereço para o rapaz, ele conseguiu. O que era a encomenda? O lingerie que ela estava usando, e que havia sido entregue em nome de Jay. havia recebido, realmente, uma informação de Chang de que uma encomenda dela foi enviada por engano na empresa e que ele direcionou para a residência dela. Mas, jamais desconfiou que Jay tivesse a sagacidade de pegar a informação com o entregador… Deveria ter previsto, afinal, foi o mesmo Jay que perseguiu uma lista de idols de 1997, atrás do telefone de Jungkook para chegar ao Namjoon e assim, ao telefone dela.
0
Comente!x

   observou a figura de Park sorridente, dirigindo e cantarolando “Turn Off Your Phone”, música própria dele e que ela também adorava.
0
Comente!x

  — Essa pode ser a nossa música, .
0
Comente!x

  — Musiquinhas de casal também não estão no protocolo, Park. — Ela riu trocando um olhar com ele cheio de humor, mordeu o lábio e voltou a olhar para a janela do lado de fora cantarolando com ele a canção.
0
Comente!x

  — Este nosso protocolo tem falhas. — Jay sussurrou sem saber que ela escutaria.
0
Comente!x

  — Quais?
0
Comente!x

  — Para começar, não teve alerta de que você era uma garota tão incrível.
0
Comente!x

  — Isso é um problema? Preferia que eu fosse alguém sem noção? Por quê? Seria mais fácil me dispensar? — ria tranquila e nem notou que Jay parecia mesmo preocupado.
0
Comente!x

  — É um grande problema, porque quando as pessoas são incríveis, no fim nos vemos desejando passar mais tempo perto delas. E isto pode se tornar um abismo, .
0
Comente!x

  — Relaxa, Jay… Eu não vou te deixar cair nele.
0
Comente!x

  Park riu negando descrente com um aceno de cabeça. Gostava cada dia mais da companhia de . Ela era mesmo uma garota sensacional em vários aspectos, mas o maior deles: a sua maturidade e confiança. Aquilo tinha tudo para dar certo, se os dois continuassem querendo a mesma coisa, e era sobre este aspecto, que precisariam ficar atentos.
0
Comente!x

18.

  Seong-Hwa, melhor amigo de Jay e que também atendia ao nome artístico de Gray, surgiu à porta de sua casa quando a funcionária anunciou a chegada de Park. Logo, as poucas pessoas presentes retomaram atenção ao convidado e amigo que chegava, mas, o coro de vozes diminuiu quando notaram que logo atrás do rapper entrava também, uma mulher desconhecida.
0
Comente!x

  — Hey, você a trouxe! — Gray sussurrou ao ouvido de Park com um sorriso ladino ao abraçá-lo e voltou-se para : — Oi, oi, escritora! Que legal que você veio! Obrigado!
0
Comente!x

  — Olá Seong. Eu quem agradeço. — respondeu simples, mas simpática. — Bela casa!
0
Comente!x

   olhou a casa em sua volta enquanto a elogiava, e notou que apesar de não estarem encarando-os, as pessoas estavam curiosas sobre os dois.
0
Comente!x

  — Vem! Eu vou te apresentar a todo mundo.
0
Comente!x

  Jay guiou-a com a mão em sua coluna e Gray observava curioso, em como ele denominaria ; os três se aproximaram do círculo da sala em que as pessoas poucas que chegaram estavam, e Park a anunciou:
0
Comente!x

  — Hey guys! — Uma sequência de cumprimentos para Park entre as mulheres e homens ali, foi escutada — Deixe-me apresentar a vocês a minha amiga, . Ela é uma escritora e roteirista, famosinha, até… — Ironizou ele zombando com ela, e apenas soltou um riso de escárnio vendo o sorriso de Jay se alargar ao explicar aos amigos: — Nós nos conhecemos na última batalha de rappers em Itaewon.
0
Comente!x

  — Olá a todos, boa noite! — reverenciou em cumprimento.
0
Comente!x

  — Bem vinda ! Antes de qualquer coisa, qual o seu artista preferido da AOMG? — Okasian perguntou de forma bem humorada, como uma espécie de teste, e os demais riam.
0
Comente!x

   arqueou uma sobrancelha e trocou olhares com Gray e Jay.
0
Comente!x

  — Quem você acha que seria Oka! — Jay ironizou de novo, coçando a nuca de modo pretensioso.
0
Comente!x

  — Não a pressione, Park! Deixe que a responda! — Heize brincou, piscando para a outra garota.
0
Comente!x

  — Bem, eu adoro as músicas de todos vocês, mas… Meu spotify não me deixaria mentir, que o mais escutado da AOMG é o Park.
0
Comente!x

  Jay abriu os braços como se dissesse “eu avisei”.
0
Comente!x

  — Achei tendencioso. — Loco zombou. — Mas, seja bem vinda, !
0
Comente!x

  Depois dessa pequena apresentação, a conversa entre eles fluiu. O grupo de amigos do Jay eram pessoas animadas, livres, alegres e muito festeiras. Em sua maioria, eram todos artistas da empresa do próprio. conseguiu sentir-se muito à vontade com todos eles, Gray e ela não paravam de conversar; estavam super entrosados no próprio assunto sobre as dificuldades que passou ao chegar na Coreia, quando Jay, um pouco mais solto e bêbado sentou-se ao lado dela e levou a mão em sua perna de modo mais explícito apertando e sorriu para ela.
0
Comente!x

  Gray percebeu e riu enviesado, assim como Loco e Zico que estavam sentados de frente para eles. Uma das músicas favoritas de começou a tocar, e também um tanto bêbada, ela se levantou de repente ficando de frente para Jay, segurando a mão dele e fazendo graça. O rapper riu abertamente e todo mundo ficou sem entender, até o Loco reconhecer os acordes da própria música e cantar:
0
Comente!x

[Veja aqui a tradução e ponha a música para tocar: DON’T – Loco ft. Hwasa (TRADUÇÃO)]

  — Wiheomhae aseuraseulhae gansinhi kkeuneul …
0
Comente!x

   cantava na voz de Hwasa, olhando para Park e todo mundo começou a rir, ovacionar e soltar gritinhos bobos. Loco achando um máximo ela conhecer e saber tão bem cantar a música, ficou orgulhoso de seu própio trabalho.
0
Comente!x

  E no meio dos risos, todos vendo performar para Jay e Loco entrar cantando na parte dele da música; a mulher do nada começar a cantar com ele, como se fosse a própria Hwasa, Gray ouviu a campainha.
0
Comente!x

  Caminhou gargalhando e, animado pelos amigos divertidos e cantantes na sala; nem percebeu a supresa que era ter o recém chegado ali.
0
Comente!x

  — Você realmente veio?!
0
Comente!x

  — Eu disse que viria…
0
Comente!x

  Gray sorriu desconfiado e perguntou como se tentasse captar as intenções de seu conhecido e distante colega.
0
Comente!x

  — Para me mandar mensagem depois de sei lá… Três anos? É, você deve ter uma razão para vir mesmo… — Gray olhou de volta para onde o homem encarava e viu-o completamente hipnotizado na cena de e Loco cantando animados e todos os outros fazendo coro de “yay-yo”.
0
Comente!x

  — O que está rolando ali?
0
Comente!x

  — A garota do Jay dando um show à parte, ela é sensacional! Mas, acho que você sabe disso… Pelo jeito que a olha… Já conhece a , Yoongi?
0
Comente!x

  — Ela é a minha melhor amiga.
0
Comente!x

  Yoongi estufou o peito e encarou Gray de forma tediosa, e o outro não esboçou nada, apenas sorriu zombando:
0
Comente!x

  — Muito maneira a garota do Jay, e bem relacionada já que é a sua melhor amiga, pelo visto…
0
Comente!x

  — O que você está insinuando, Seong? Ela é só minha amiga mesmo…
0
Comente!x

  Gray deu de ombros como se não dissesse nada demais, afinal, ele já havia ficado ciente da amizade dos dois antes mesmo de Yoongi mencionar. Porém quando ele fez contato consigo perguntando se eles poderiam se ver de novo, Gray não imaginou que teria algo a ver com e apenas, inocente, convidou Yoongi para vir na social em sua casa. Mas ali, vendo como o outro ficou chocado com a interatividae de e os outros, Gray pensou que talvez Yoongi já soubesse que a encontraria. Contudo, não tão entrosada à cúpula da AOMG.
0
Comente!x

  Jessica Oh e mais algumas garotas chegaram também, e encerrou-se a lista de convidados da noite. Yoongi nem percebeu-as, até ouvir Jess perguntando quem era a bonitona no meio da sala cantando com o Jay quase se esfregando nela. E só então Yoongi notou os recém-chegados, os cumprimentando enquanto Seong-Hwa olhava a cena ainda mais surpreso. Será que o Jay percebia o quanto estava realmente curtindo aquela garota?
0
Comente!x

  Depois que e Loco cantaram Don’t, ela ouviu a galera parabenizá-la e pôde rir com o Loco super animado porque ela sabia a música toda. Zico ia perguntá-la qual outra canção de alguém do grupo ela poderia cantar, recitar em um rap ou performar numa dança, mas foi interrompido por Jay Park pegando a mão de e se levantando. Colando-se de frente para ela numa postura de dança a dois, e cantando uma música própria. E dessa vez, para ela. Já que havia dedicado Don’t para ele, Jay dedicava Stay With Me para ela, e a garota inevitavelmente ficou nervosa com aquilo. Até porque, era o fucking Jay Park de quem ela era fã pra caralho das músicas, cantando para ela: “Nunca quero deixá-la ir, não, não. Meu corpo estremece quando abraço você; o tempo para…”.
0
Comente!x

   estava perplexa com o que ouvia. Jay apertou ainda mais sua cintura, roçando o rosto no dela e dançando lentos, mesmo que o som da capela fosse apenas as palmas e melismas dos amigos. Jess e os demais se aproximaram daquele cenário, sorrindo e cumprimentando os amigos com acenos, tão maravilhados com o momento do casal que não queriam atrapalhar e se sentaram em torno do ambiente. Yoongi foi direto à uma mesa de bebidas e depois de pegar seu copo ficou assistindo a cena também da declaração de Park para a melhor amiga dele. Depois que terminou de cantar, Jay sorriu, e beijou o rosto dela, piscando travesso como se tivesse feito uma pegadinha, e , calada observava com um sorriso besta no rosto; os lábios dele se aproximarem do seu, e os dois deram um beijo leve e calmo.
0
Comente!x

  Todo mundo começou a gritar, zombar e aplaudir ainda mais, os dois. Gray que estava ao lado de Yoongi escorado na mesa observando riu e bateu nas costas dele, antes de ir pegar copos e uísque para servir Jessica e as outras amigas.
0
Comente!x

  — Vamos lá, Suga!
0
Comente!x

  — Vamos… — disse acompanhando Seong ao centro da sala onde todos estavam em torno do sofá e da mesinha de centro.
0
Comente!x

   e Jay sentaram-se um do lado do outro, Park ainda tinha a mão na coxa dela, e deu um selinho no pescoço da mulher antes de voltar a cumprimentar os amigos que recém chegavam.
0
Comente!x

  — Não sei quem você é, mas já gostei de você! — Jessica falou pra depois de a cumprimentar.
0
Comente!x

  — conseguindo o inédito! Jess ir de cara com uma garota do Park tão facilmente e o Park estar de quatro por uma mulher desse jeito escancarado! — Seong brincou.
0
Comente!x

  — Quem disse que ele está de quatro? Vocês não conhecem Jay Park, seu amigo e chefe? Isso tudo foi cena para ofuscar o sucesso que o Loco e eu fizemos na música anterior! — mencionou fazendo o pessoal rir.
0
Comente!x

  Ninguém ousaria insistir na brincadeira do Gray que era o único a ter aquele tipo de abertura com o amigo.
0
Comente!x

  — Eu ainda não estou mesmo… Até por quê, alguém prometeu não me deixar cair no abismo… — Jay respondeu encarando e os dois sustentaram um risinho cúmplice, e então ele constatou perante aos amigos: — Mas não seria difícil ficar de quatro pela ! Ela não é sagaz? Já me conhece melhor do que vocês que estão comigo há anos!
0
Comente!x

  — Ah, mas isso com certeza, irmãozinho! Te conhece de uma forma que alguns de nós, não conheceu, infelizmente. — Jessica respondeu brincando com a duplicidade de sentidos da frase.
0
Comente!x

   viu alguém estender uma garrafa do seu lado no sofá, e ela olhou para o lado tomando um susto.
0
Comente!x

  — Yoongi? — mencionou com a boca aberta deixando o queixo cair, os olhos espantados encarando o risinho ladino dele.
0
Comente!x

  — E aí, estranha está de uísque ou soju?
0
Comente!x

  — Porra garoto, o que está fazendo aqui?
0
Comente!x

  — Que boca suja, literalmente. Eu disse que viria, não disse? — falou mais baixo apenas para ela.
0
Comente!x

  — Então… — Gray mencionou atrás do sofá com a cabeça entre eles, sussurrando por ter escutado os dois: — Eu estava certo e você não queria me ver, não é?
0
Comente!x

  — Na verdade, eu quero sim trocar uma ideia contigo. — Yoongi mencionou e Gray arqueou a sobrancelha o chamando para ir na cozinha buscar gelo.
0
Comente!x

   arregalou os olhos para Yoongi fazendo careta como se dissesse para ele ficar na dele. E os dois saíram dali, deixando a escritora um tanto surpresa, ainda por, de fato, o maluco do seu amigo ter dado um jeito de estar na festa.
0
Comente!x

  — Tudo bem? — Park indagou ao vê-la segurando a garrafa de soju que Yoongi deixou na mão dela, um pouco perdida — Você não está bebendo uísque?
0
Comente!x

  — É, pois é! Eu estava pensando aqui porque eu peguei isto da mão do Yoongi…
0
Comente!x

  — Se não te fizer mal, fique à vontade para beber o que quiser, eu vou te levar comigo mesmo… — E Jay se aproximou do ouvido dela sussurrando e a beijando de leve, o lóbulo da orelha: — Eu vou cuidar de você.
0
Comente!x

   sentiu os arrepios correrem por seu pescoço quando a língua gelada dele tocou sua orelha, e sorriu travessa. Pegou o copo da mão dele, largando a garrafa de soju. Jessica Oh, Heize, Hoody, Sogumm a chamaram para conversar só entre as mulheres, e lógico que ela já imaginou que seria sabatinada pelas amigas do grupo. Assim como, é claro, pela Jessica que era tipo a irmã do Jay tamanha a amizade dos dois. Quase como ela imaginou que Yoongi faria se tivesse coragem e oportunidade de sabatinar o Park.
0
Comente!x

  Na cozinha da casa, Yoongi entrou logo após Seong-Hwa; coçando a nuca e pensando em como ainda estava surpreso com a cena antes presenciada. e Park pareciam tão na vibe um do outro… Tão conectados… E o que foi aquela música dele? Uma declaração mesmo?
0
Comente!x

  — Manda aí Suga, o que você quer de mim?
0
Comente!x

  Seong observava o outro, um tanto curioso e preocupado em qual tipo de relação ele e realmente tinham.
0
Comente!x

  — Eu quero saber, já que você é o melhor amigo do Park… O que você pensa sobre ele e ?
0
Comente!x

  — Espera… Você me telefona depois de anos, para dar um jeito de vir aqui vigiar a sua “amiga”, — Gray fez aspas com as mãos — e me sondar sobre a relação dela com o meu amigo?
0
Comente!x

  — Tire estas aspas aí, que ela e eu nunca tivemos nada. Mas ela é uma mulher sensacional e eu não confio no seu amigo. Sabe que eu não vou com a cara dele há muito tempo. E bom, eu não vou deixar ele brincar com a , ela não é qualquer uma.
0
Comente!x

  — E ela sabe se cuidar pelo pouco que sei dela, Yoongi!
0
Comente!x

  — Sabe até mais do que eu e você. Mas, eu não posso evitar me preocupar com ela.
0
Comente!x

  — Cara… Você está sendo ridículo… Sabe disso não é? O que o Jay poderia fazer contra ela?
0
Comente!x

  — Não estou falando de fazer algo contra ela, mas a está emergindo na carreira, e você sabe o que uma aproximação com caras como nós pode causar. Principalmente para caras como o Park. O Jay nunca ligou muito para a imagem dele ou, o que quer que disessem. Se ele só estiver se divertindo com ela, então eu quero estar pronto para ajudar a como for preciso.
0
Comente!x

  Gray suspirou. A parada entre Yoongi e Jay havia começado nos exatos 03 anos em que Suga parou de falar com Gray. Na verdade, ele e Seong nunca brigaram, mas o fato de Seong-Hwa ser muito próximo de Jay fez com que Suga se afastasse um pouco depois que Park deu declarações indelicadas sobre os rappers dos grupos idols, entre eles, sobre o BTS.
0
Comente!x

  Nada que fosse realmente uma mentira na opinião de Gray, mas que havia ofendido e muito ao Yoongi que ainda por cima, era produtor e dos bons.
0
Comente!x

  — Eu não tenho nada a dizer, conheci ela há pouco tempo na casa dele. Mas pra mim os dois estão bem, e são ótimos juntos! Acho que se você quer sondar as intenções do Jay, pergunte a ele.
0
Comente!x

  — Estou evitando. A não vai gostar, vai dizer que estou sendo paranoico ou superprotetor. E tem a questão de que seu amigo e eu, não vamos muito um com o outro.
0
Comente!x

  — Já está na hora de vocês dois também pararem com isso. Yoongi! Você já sabe que, o que ele disse não era mentira, tampouco foi uma ofensa direcionada a você ou algum dos seus amigos! Foi uma crítica à indústria e o Jay tem as razões dele. Boas razões, aliás. Se até o Namjoon fala com ele e entende isso, porque você não pode? Ou essa birra antiga é só uma desculpa atual?
0
Comente!x

  — Não é birra tampouco desculpa. Jay e eu nunca fomos muito próximos, apenas nos conhecemos por conveniência, da forma como você fala parece até que éramos do mesmo círculo!
0
Comente!x

  — Eu não vou insistir… Quem sabe a não faça o que eu não consigo e os motive a superar esse ruído.
0
Comente!x

  Seong tocou no ombro de Yoongi e o mesmo ficou uns minutos sozinho na cozinha enquanto refletia se, deveria ou não falar com Park diretamente daquele jeito. Decidiu que não era o melhor lugar e nem momento, deu para notar que ele e já haviam bebido muito. E quando retornou para a área social do apartamento de Seong, ainda conversava com as mulheres, e os caras entre eles. Logo, Suga se entrosou no assunto dos rapazes e começou a beber, e se divertir também, apesar de não falar muito com Jay.
0
Comente!x

   o observava ainda suspeita, mas em determinado momento, ela voltou ao sofá e ficou ao lado dele trocando ideias, que os outros não sabiam o que era porque não prestavam atenção. E Park notou de novo, que Yoongi e eram muito próximos, assim como lhe pareceu na noite que a conheceu e depois quando soube da amizade dos dois pela rotina da escritora.
0
Comente!x

  — E aí, vai me dizer como você veio parar aqui? — o perguntou, mas Yoongi pegou o celular que vibrava na sua calça e leu uma mensagem e sorriu — É a tal Maya, não é?
0
Comente!x

  — Sim, eu tenho que ir, ela viaja amanhã. Mas, depois te explico a minha relação com Seong. E você? Está tudo bem? Quer que eu te deixe em casa?
0
Comente!x

  — Relaxa Suga, ela volta comigo. — Jay anunciou em tom ameno, intrometendo-se no assunto.
0
Comente!x

  Yoongi acenou a cabeça afirmativo, e olhou para que sorriu confirmando a ele. O amigo assentiu silencioso, pegando o queixo de e beijando o rosto dela de forma rápida. E guardou o celular depois de responder a mensagem, se levantou despedindo-se de todos. Seong levou Yoongi até a porta e perguntou a ele quem era a garota que estava o tirando da festa. “Eu ainda não posso dizer nomes”, Suga respondeu e Gray sorriu. No fundo, aliviado por ele não ter negado, porque se havia mesmo uma garota então Yoongi não estava mesmo interessado na . Quando já eram da três da manhã, Park e decidiram ir pra casa dele e despediram-se de todos.
0
Comente!x

   não estava sempre na casa de Park, mas já se sentia suficientemente à vontade para entrar deixando os sapatos em algum canto, e tirando as roupas para tomar banho.
0
Comente!x

  — Dispensou a sua governanta, não é?
0
Comente!x

  — Lógico! A casa é toda sua… — Ele murmurou se aproximando dela e a puxando forte de encontro a si.
0
Comente!x

  As costas de bateram no peitoral dele, e a língua de Jay Park deslizou por seu pescoço.
0
Comente!x

  — Eu já não via a hora de vir embora! Quase te levei pro quarto do Seong!
0
Comente!x

  — Notei bem isso com aquelas mãos me apertando nem um pouco discretas! — riu e girou seu corpo abraçando-o de frente.
0
Comente!x

  Jay sorria deixando os olhos ainda menores, que ela achava tão charmoso, e os dois ficaram em silêncio se contemplando e sentindo a tez um do outro naquele abraço intenso.
0
Comente!x

  — Vamos tomar banho… — falou cortando o clima que parecia ter ficado palpável, como se alguém estivesse prestes a constranger o outro.
0
Comente!x

  — , espera. — Jay segurou em seu punho e mordeu o lábio ao perguntar: — Eu sei que a gente tem as nossas “cláusulas” e tudo mais… — riu mordendo os lábios e a encarando firme — Mas, você está saindo com mais alguém?
0
Comente!x

  A escritora suspirou mordendo os lábios de volta e sentindo um dejá-vu da cena com Taehyung na salinha.
0
Comente!x

  — Estou. — respondeu firme, e os olhos de Jay se arregalaram, ainda que discretos — Mas, isso não é algo que a gente se importe. Não é?
0
Comente!x

  — Claro que não! — Park sorriu fingindo desprendimento — Eu só quis saber por… Ter certeza, sabe?
0
Comente!x

  — E por que esta cara de espantado?
0
Comente!x

  — Eu realmente não esperava. — Ele deu de ombros risonho.
0
Comente!x

   mudou sua expressão para uma mais sacana.
0
Comente!x

  — Qual é Park? Seu ego é mesmo assim tão grande?
0
Comente!x

  — Como todo o resto… — Ele zombou puxando-a e beijando o pescoço dela, agilmente desfazendo o fecho do sutiã da mulher — Mas, eu só achei que você estivesse sem ninguém além de mim.
0
Comente!x

  — Ei cara, esse é meu momento! — gargalhou massageando os ombros dele — Lógico que eu tenho que pegar o máximo de pessoas enquanto posso! Inclusive, Jessica me deu conselhos ótimos e uma agenda renovada!
0
Comente!x

  — A Jess é doida, cara! Cuidado com ela! — Jay zombou, empurrando ainda em seus braços para o quarto a fim de que fossem à suíte — Você vai me dizer quem são?
0
Comente!x

  — Você vai me dizer quem são as garotas com quem sai além de mim?
0
Comente!x

  — Não estou saindo com outras, eu não tenho tempo, você sabe! O pouco de tempo que eu tenho já completo contigo.
0
Comente!x

  — Aaaah Park! — ria entrando no chuveiro já nua, enquanto ele ainda retirava as roupas, a observando um tanto receoso — Não brinca comigo! Como se você fosse homem de ficar sozinho… Com tudo isso aí…
0
Comente!x

  — Fico lisonjeado pelo reconhecimento… — Ele sorriu ladino se aproximando dela esfregando os corpos — Mas, eu realmente não estou conseguindo administrar uma agenda cheia de mulheres.
0
Comente!x

   então o afastou um pouco, de cenho franzido, preocupada, observando séria às expressões dele.
0
Comente!x

  — Jay… Eu realmente não me importo que saia com outras mulheres, e se não quiser me dizer quem são, está tudo bem também, ok?
0
Comente!x

  — Não está acreditando em mim por que acha que eu estou mentindo, ou não quer acreditar em mim com medo dessa informação verdadeira de estar saindo só com você?
0
Comente!x

  — Os dois. Mas, é… Não curto a ideia de imaginar que aquela música cantada na sala do Seong tinha algum sentido.
0
Comente!x

  — Não estou apaixonado por você, relaxe.
0
Comente!x

  — Isso também seria quebrar os protocolos! — Ela riu voltando a se aninhar a ele: — E decidimos que curtir um ao outro seria bem mais divertido…
0
Comente!x

  — Eu sei, e se em algum momento eu achar que exista a probabilidade de cair naquele abismo, eu te aviso. — Jay falou sincero, mas ainda com uma dúvida incomodando-o bastante: — Quem é a pessoa com quem você está saindo?
0
Comente!x

   deixou de beijar o pescoço dele, e percorreu os olhos pela parede do banheiro. O que diria? Não queria relacionar Park a nenhum caso, mesmo que não tivesse outro caso atual ainda… Até porque não havia saído com Tae realmente. Ergueu o rosto e sorrindo passou os dedos na bochecha dele.
0
Comente!x

  — Eu acho melhor não misturar as coisas. Prefiro não dizer, pelo menos por enquanto. Mas… Ele é alguém que eu já estava envolvida antes de você.
0
Comente!x

  Jay concordou silencioso e sorriu. Suspirou e logo puxou o corpo dela para o alto, fazendo-a dar um gritinho e se enlaçar na sua cintura. Pressionou o corpo dela contra a parede e beijou-a com muita vontade. Vontade inclusive, de esquecer a desconfiança de que o outro fosse o Yoongi.
0
Comente!x

19.

  — Tem certeza que, não quer que eu te deixe em casa?
0
Comente!x

  — Não precisa, sério! Aliás, vamos evitar que você apareça no meu bairro de novo, ok? — pediu pegando a bolsa e a pendurando no ombro, com seu próprio celular em mãos, enquanto Jay a observava pronta a sair de sua mansão.
0
Comente!x

  — Se eu for de táxi, tudo bem?
0
Comente!x

  — É… Com um bom disfarce, tudo bem, mas só para você não achar que eu estou sendo injusta indo e vindo pra sua casa e não te deixando aparecer pela minha.
0
Comente!x

   sorriu e aproximou-se para dar um selinho em Jay, mas ele transformou o beijo em um ato mais intenso e quando girou o corpo dela em seus braços para que entrasse de novo em sua casa, o celular de tocou pela décima vez.
0
Comente!x

  — Aish…! — Jay murmurou resmungando — Que incêndio é esse que o Chang não consegue apagar sozinho na M.E.?
0
Comente!x

   riu se afastando, olhando a tela do aparelho em sua mão, e atendendo a chamada finalmente.
0
Comente!x

  — Caramba, hein! Você não pode esperar?
0
Comente!x

  — Você não me atende! Eu estou te ligando desde cedo!
0
Comente!x

  — Eu sei! Você praticamente nos acordou, seu empata! — Ela reclamou e Jay observava o modo como ela respondia.
0
Comente!x

  Aquele não poderia ser Chang no telefone. Ela não falava com ele daquele jeito. Então piscou sorridente para Jay e selou seus lábios em uma despedida rápida saindo pela escada da frente da mansão e entrando na parte de trás do carro, pelo qual o motorista de Jay guiaria.
0
Comente!x

  — Leve ela em segurança, ajhussi. — Park pediu, com as mãos no bolso da calça de moletom e observava o carro sair.
0
Comente!x

  Quando entrou, sua governanta já estava a postos. Ele sentou-se no sofá da gigantesca sala e ficou pensativo um tempo.
0
Comente!x

  — Senhor Park, bom dia. — falou a funcionária mais velha chamando a atenção dele e Jay correspondeu o cumprimento com um sorriso doce e um “bom dia” baixinho. — Pretende ficar na mansão hoje?
0
Comente!x

  — Hmm… — Ele observou em sua volta a vastidão do cômodo — Não ajhumma. Não precisa se preocupar, eu retornarei à cobertura. Isso aqui é grande demais para mim.
0
Comente!x

  A senhora, intrigada, sorriu como uma mulher sábia e se aproximou dele respeitosa. Pigarreou e falou mais baixinho:
0
Comente!x

  — Me permite uma pergunta?
0
Comente!x
  — Claro, o que a senhora quer saber?
0
Comente!x

  — Por que passou a trazer esta senhorita para a mansão e não ao seu apartamento?
0
Comente!x

  — Ela é diferente. — Jay falou e sorriu ladino — Mas, talvez eu não devesse ter feito isso… Ver ela caminhando por aqui, me causa certas sensações que eu ainda não sei definir.
0
Comente!x

  — Ela é a sua namorada, Jaebeom? — perguntou esperançosa com curiosidade, o Jay sorriu brincalhão e negou silencioso — Ah… Entendo. Mas, ela é diferente.
0
Comente!x

  Jay assentiu.
0
Comente!x

  — A senhora também acha isso? — Ele perguntou apesar de não precisar da opinião dela.
0
Comente!x

  A ajhumma deu de ombros com uma expressão ingênua.
0
Comente!x

  — Acho. E é uma constatação, certo? Quantas mulheres o patrão trouxe para cá? — A pergunta dela era retórica, e Jay abaixou a cabeça refletindo aquilo — Sabe jovem Park… É mesmo uma mansão grande demais só para o senhor. Eu avisarei às cozinheiras que não precisam preparar seu almoço.
0
Comente!x

  Jay assentiu e em seguida a funcionária o deixou a sós. Seu telefone tocou e era Seong-Hwa. O amigo queria vê-lo, então depois de se arrumar e tomar café, Jay combinou de se encontrarem na cobertura de Park. Seus carros chegaram quase ao mesmo tempo, sendo Gray o mais adiantado a esperar pelo amigo por alguns minutos.
0
Comente!x

  — Hey, men! — Jay lançou a ele o cumprimento enquanto subiam no elevador.
0
Comente!x

  — Você dormiu na casa dela? — Gray perguntou extremamente curioso por ele não ter estado em casa.
0
Comente!x

  Jay não era de dormir na casa das suas garotas.
0
Comente!x

  — Não. E aí, o que te traz tão cedo aqui?
0
Comente!x

  — Espera… — Gray arqueou a sobrancelha surpreso, inclinando um pouco a cabeça para o lado — Vocês foram para onde?
0
Comente!x

  — Para onde acha que eu iria com ela? Para um hotel?
0
Comente!x

  — Jay… Ela conheceu a mansão?!
0
Comente!x

  — Sim.
0
Comente!x

  Seong-Hwa levou uma mão à boca, tampando a sua expressão de choque.
0
Comente!x

  — Há quanto tempo? É a primeira vez que leva ela para lá?
0
Comente!x

  — Algumas vezes, mas o que é? É algum absurdo por acaso? — Jay perguntou incomodado.
0
Comente!x

  — Você já percebeu, não é? — Gray o perguntou voltando à sua postura comum, e o elevador se abriu, sendo Jay o primeiro a sair seguido do amigo curioso.
0
Comente!x

  — Perceber o quê Seong-Hwa?
0
Comente!x

  — Que está se metendo em uma cilada! — Gray falou óbvio ao passarem pela porta do hall da cobertura: — Não falando que a é uma cilada, porque na verdade ela é mesmo uma garota e tanto! Todo mundo gostou dela, até a Jessie que geralmente faz cena no começo, foi extremamente receptiva com ela e tal, mas… A cilada é essa! Jay, você está indo muito rápido nisso…
0
Comente!x

  — Eu não acho que estou. e eu estamos muito bem com o que temos feito juntos, e não sei por quê o espanto apenas por eu levá-la para a mansão. — Porque seu abatedouro é aqui! E não na sua casa de família! Não era você que dizia que aquela mansão era…
0
Comente!x

  — Hey, Seong-Hwa! — Jay reclamou o interrompendo de continuar, e foi enfático: — Não fale assim! Você viu bem que ela é diferente! Não é um casinho que só quer usurpar a minha imagem e se aproveitar do status… Ela não é este tipo de pessoa, então não fale desse jeito dela!
0
Comente!x

  — Tudo bem! Eu concordo! A garota é maneira, independente, bem relacionada! Mas, Jay… Você entende o que está rolando entre vocês de verdade?
0
Comente!x

  — O que está rolando, Seong-Hwa? — perguntou com certo tom entediado e se jogou no sofá com o amigo sentando na poltrona próxima.
0
Comente!x

  — Você está correndo um sério risco de se apaixonar! Na verdade, eu acho que você já está encantado por ela e canalizando aquelas inseguranças recentes nessa parada. Apesar de já ter algum tempo desde que você saiu com a pela primeira vez, não é o tempo habitual pra você a apresentar à galera como fez ontem.
0
Comente!x

  — Não sabia que havia um “tempo habitual” para a apresentar para a galera… E se eu me apaixonar por ela, por que isso é um problema? Por que está agindo como se fosse algo tão errado?
0
Comente!x

  Gray suspirou e mordeu os lábios dando de ombros ao perguntar de volta:
0
Comente!x

  — Ao menos ela também poderia se apaixonar por você? Ou estou errado em achar que ela já tem as opções dela?
0
Comente!x

  Jay arqueou a sobrancelha para ele estranhando a conversa.
0
Comente!x

  — Você não veio aqui tão cedo para falar disso, não é?
0
Comente!x

  — Eu vim cedo porque temos que trabalhar. Ou você se esqueceu mesmo da reunião no estúdio daqui uma hora? — Seong observou a expressão de Jay e abriu a boca em choque de novo, porque sim, ele havia esquecido — E diz que não devo me preocupar…
0
Comente!x

  — Que seja! Mas se é daqui a uma hora por que veio agora?
0
Comente!x

  — Justamente para saber disso, Jay! Até onde você pretende ir com ela?
0
Comente!x

  — Por que isso te interessa tanto? ‘Tá interessado na ?
0
Comente!x

  — Não vou entrar em uma fila. — Gray disse óbvio, relaxando a postura e recostando-se na poltrona — Você não percebeu quem apareceu ontem?
0
Comente!x

  — Sim, e eu queria mesmo te perguntar desde quando você e ele voltaram a se falar!
0
Comente!x

  Jay perguntou mordendo os lábios e encarando, tranquilo, ao Seong. Deitado no sofá e com um semblante de quem não via a menor preocupação em ter visto Yoongi na casa de Gray ontem.
0
Comente!x

  — Ele estava lá por causa dela. — Gray falou óbvio encarando Jay como se estivesse dizendo um segredo de mafioso: — Ele só fez contato comigo porque soube que ela estaria lá com você, e ele não quer vocês dois juntos. E a menos que ela fosse a irmã dele, que outra situação faria um cara se meter no relacionamento de uma mulher, Jay?
0
Comente!x

  — Se o cara estiver interessado nessa mulher.
0
Comente!x

  — Entendeu agora? Até onde sei, Suga diz que é melhor amigo dela, mas ele foi se juntar à nossa galera depois de três anos sem dar as caras. E a razão para mim é óbvia: o Yoongi pretendia tirar ela de lá, se não fosse o choque no rosto dele ao ver vocês dois tão entrosados, e a dando um show com o Loco.
0
Comente!x

  — Ela me disse que eles são apenas amigos.
0
Comente!x

  — E desde quando isso é algum impedimento pra eles se envolverem? Jay… Eu não estou falando para você competir com o Suga e nada do tipo. Na verdade, eu disse a ele que vocês deveriam se acertar e parar de implicância por uma birra tão idiota. Mas, se você está se apaixonando por ela como eu acho que está, precisa primeiro saber se seria correspondido ou não. Ela gosta de você como você gosta dela?
0
Comente!x

  Jay suspirou e se levantou do sofá, caminhando para direção da sua suíte após dizê-lo:
0
Comente!x

  — Relaxa Gray, a e eu estamos na mesma sintonia. Não se preocupe, aproveite que o emburradinho do Suga voltou a falar contigo. Vou trocar de roupa pra gente sair.
0
Comente!x

  E deixou Seong sozinho o esperando na sala. O amigo suspirou preocupado com aquela situação. Será que Yoongi e eram caso um do outro ou apenas amigos?
0
Comente!x

[ xxx ]

   saiu da casa de Jay direto para a própria, onde se arrumou para ir ao trabalho. Houve um evento importante na mangaká Enterteinament (M.E) relacionado à sua carreira pessoal, e que a deixou muito feliz. ficou extremamente satisfeita com o contrato publicitário que Chang e ela fecharam para ser a nova garota propaganda de uma marca de cafés. Estava saindo da sua última reunião de equipe do dia, quando seu celular tocou e ela já se preparava para xingar Yoongi caso ele fosse o motivo da ligação de novo. Mas ele não era.
0
Comente!x

  — Olá , tudo bem?
0
Comente!x

  — Oi Tae! Tudo sim e com você? — falou mais amena entrando em sua própria sala.
0
Comente!x

  — Bem melhor depois que eu soube que você irá clandestina para nosso dormitório hoje.
0
Comente!x

  — Isso foi ideia do maluco do seu amigo! Sinceramente, como se tira folga do Yoongi, hein? — resmungou ela com certo drama se jogando na cadeira giratória feliz por falar com Taehyung.
0
Comente!x

  — Bem, dessa vez eu tenho que dizer que a ideia foi minha, mas, parece que o hyung gosta de passar na minha frente.
0
Comente!x

  — Como assim? — se empertigou na cadeira estranhando a notícia.
0
Comente!x

  — Comentei com o pessoal se eles se importavam, que eu te chamasse para comer conosco, você sabe… Eu estou me preparando para o nosso encontro, e o Jin hyung vai me ensinar uma receita de Dakgangjeong, mas fiquei ansioso para que você estivesse comigo… Então, eu dei a ideia e como eles não se importaram eu ia te chamar, mas aí…
0
Comente!x

  — O Yoongi se adiantou me convocando… Entendi. — Ela riu e Tae acompanhou do outro lado. — Dakgangjeong? É um prato típico da Província do Jin, não é?
0
Comente!x

  — É sim! Receita da omma dele. O Suga hyung, dessa vez me perguntou se eu me importaria se fosse ele a te convidar, parece que ele quer chorar contigo alguma coisa sobre uma garota… Enfim, talvez o Jungkook me ajude a amarrar o hyung no quarto quando você chegar. Esse tipo de folga é possível, o que acha?
0
Comente!x

  — Certo! Não deixem de amordaçá-lo bem, o Yoongi é irritante quando ele fica gritando, estressado! — Os dois riram juntos de modo que escutar a risada um do outro causava uma ansiedade gostosa nos dois — Eu vou sair do trabalho e ir para lá correndo! Quero ver se as suas mãos vão mesmo me preparar algo bem gostoso.
0
Comente!x

   falou sem qualquer tom malicioso, embora não pudesse dizer se Taehyung entenderia a situação de outra forma que não fosse sexual.
0
Comente!x

  — Eu prometo caprichar em tudo para você. — E do jeito como ele a respondeu, era visível que o garoto estava se referindo a outra coisa.
0
Comente!x

  Quando encerrou a chamada, alguns minutos após conversar com ele, estava sorrindo radiante, e então, Chang entrou na sala a surpreendendo com os olhos fechados e um sorriso vasto no rosto com um semblante de quem teria falado com alguém especial.
0
Comente!x

  — Desde quando o Jay Park te arranca esse tipo de sorriso? Eu tenho certeza que isso não é efeito do Yoongi. — O empresário e amigo falou se aproximando e escorando-se na mesa dela com as duas mãos sobre o tampão e o tronco aproximado a ela.
0
Comente!x

  — Errou, não era nenhum deles.
0
Comente!x

  — Não? — Chang perguntou surpreso e espantado — Maurer? Algum outro ex que eu não saiba?
0
Comente!x

  — Sabe que eu te amo e compartilho muita coisa com você, Chany, mas dessa vez eu prefiro guardar segredo. Já está bem difícil desse lance andar mesmo em segredo.
0
Comente!x

  — Uow! Alguém está mais namoradeira do que nunca esteve! — O amigo empresário exclamou rindo e ergueu o tronco mudando o assunto: — Eu vim perguntar se quer dividir a corrida de táxi hoje. Tenho uma pessoa para visitar perto do seu bairro e estou sem carro.
0
Comente!x

  — O que aconteceu?
0
Comente!x

  — Bateram nele ontem à noite.
0
Comente!x

  — E você só me diz isso agora!? — se alarmou se levantando da cadeira e se aproximando para analisar melhor o corpo do amigo.
0
Comente!x

  — Estou bem! Não estaria aqui se não estivesse, não é? Eu não estava no carro. — Ele explicou-lhe com um semblante tranquilizador para ela.
0
Comente!x

  — Engraçado… Você fora de casa durante a noite, e em algum lugar que não poderia estacionar o seu carro? — cruzou os braços surpresa — Também tem seus segredinhos agora, é?
0
Comente!x

  — Isso nos deixaria quites? — Ele zombou a acompanhando para fora do prédio da empresa.
0
Comente!x

  — Tsc… — estalou a língua rindo, em seguida, um pouco mais séria encarou o amigo o perguntando: — Por que não me telefonou? Eu poderia ter ajudado ontem.
0
Comente!x

  — E atrapalhar a sua festinha com o Park? — Chanyeol a encarou sugestivo e começou a rir — Eu tenho noção, sabe?
0
Comente!x

  — É um bom ponto. Mas vamos, quanto mais demorarmos, pior para encontrar um carro vazio. Se quiser a gente vem na mesma corrida até seu carro ficar pronto, também. Não me importo de pedir ao motorista pra passar na sua casa. — Quando vai parar de economizar, ? Você já pode se mudar da sua casa, encontrar um ambiente maior e até mesmo comprar um carro simples. Já faz algum tempo que você não precisa ficar andando de ônibus ou aplicativo. — Chang falou com o tom cuidadoso e preocupado que ele sempre tinha.
0
Comente!x

  — A vida na Coreia é muito cara, você sabe o que eu passei, não vou adquirir bens até eu ter certeza que é o momento certo. E depois… Eu também tenho minhas ambições, o que eu tenho investido não é suficiente ainda para comprar o que eu quero.
0
Comente!x

  Chang assentiu suspirando e passou o braço em torno dos ombros da amiga. Já estavam um pouco afastados do prédio da empresa e dava sinal para um táxi que passava. Os dois entraram e seguiram seus caminhos.
0
Comente!x

Horas antes daquele mesmo dia…

  Yoongi chegou no dormitório com uma expressão péssima. Jungkook estava como sempre comendo, enquanto Jin preparava o café dos outros, com Jimin tentando o ajudar. Os três nem notariam a presença de Suga por muito tempo se não fosse ele se aproximando de Jin, sério e coçando entre os olhos.
0
Comente!x

  — Jin. Será que podemos conversar no meu quarto ou no seu, por um minuto?
0
Comente!x

  — Namjoon e Hoseok ainda estão dormindo, o que houve? — Seokjin perguntou sério.
0
Comente!x

  — Podem conversar no nosso quarto, hyungs! O Taehyung parece uma pedra. — Jimin falou tentando impedir Jungkook de pegar mais comida.
0
Comente!x

  — Ya! Vocês dois! Terminem bem este omelete como eu ensinei! E Jungkook, se comer tudo eu vou entregar seu almoço para quem ficar sem o café! Tenha educação! — Seokjin bronqueou com os mais novos e olhando sério para Yoongi sinalizou com o olhar pra ele ir.
0
Comente!x

  Suga se arrastava cansado, mas muito mais do que isso, arrasado. Entraram no quarto da maknae line e fecharam a porta. Taehyung parecia um urso embolado em edredons e mais edredons que faziam uma montanha na cama.
0
Comente!x

  — Pronto Yoongi, o que aconteceu? Você saiu escondido e disse que dormiria em casa, mas está chegando agora. O sunbae te pegou?
0
Comente!x

  Yoongi fez que “não” com um aceno de cabeça suspirando frustrado.
0
Comente!x

  — Eu fui em uma festa ontem, mas depois… A Maya me ligou avisando que iria viajar hoje, e sem saber quando retorna ainda. Então eu fui atrás dela, lógico.
0
Comente!x

  Seokjin arqueou a sobrancelha porque já imaginava que a ausência de Yoongi teria algo a ver com ela.
0
Comente!x

  — E vocês dois passaram a noite inteira na rua? Onde você dormiu?
0
Comente!x

  — Aí começa o problema. Dormi na casa dela.
1
Comente!x

  Seokjin fez uma expressão analítica de surpresa e certa preocupação, não exatamente com Yoongi, mas com Maya. Ele sabia que a amiga tinha traumas quanto a deixar “ficantes” dormirem com ela. O único a ter aquela “permissão” era ele mesmo.
0
Comente!x

  — E pelo modo como está falando e, parecendo que foi atropelado por um furacão de nome Maya, ela deve ter dispensado você, não é? — Yoongi assentiu silencioso e Seokjin suspirou — Tá, o que você espera que eu faça? Você traiu a confiança dela em não ir embora depois de… Enfim, eu não achei que ia precisar te dar um cursinho de Maya, ela geralmente é bem direta sobre tudo.
0
Comente!x

  — Digamos que o problema não é exatamente eu ter ficado lá. Ela ficou puta, mas entendeu que foi culpa dela. A garota me exauriu, Seokjin! Eu não tinha forças pra chamar um táxi, nem vi quando apaguei! Você sabe como eu fico apagado e letárgico quando bebo e depois de… Enfim… O problema é que eu cobrei algumas coisas e ela simplesmente disse que se eu não estava satisfeito podia avisar que ela riscava meu nome do caderno dela. Porra, Seokjin!?
0
Comente!x

  — Ué, essa é a Maya! Quer que eu faça o que? Interceda pela sua misericórdia?
0
Comente!x

  — Poderia ao menos me explicar como ela funciona?
0
Comente!x

  — Desse jeito: ela não gosta de ser controlada. Se vocês começaram isso provavelmente haviam termos que ela impôs e dormir na cama dela é um deles, não cobrar coisas não acordadas com ela é outro… Enfim, você que é um emocionado.
0
Comente!x

  — Eu só queria que a gente fosse mais… — Yoongi esticou os braços largando a jaqueta no chão e fazendo bico ao tentar explicar, mas morreu o assunto.
0
Comente!x

  — Tá, me explica do começo! Qual é o problema entre vocês e o que você cobrou dela?
0
Comente!x

  — Eu queria que a gente fosse mais livre sabe? Que a gente só se deixasse levar, deixasse a coisa fluir, mas ela veta qualquer chance de uma situação em que…
0
Comente!x

  — Em que ela possa se apegar em alguém que represente insegurança. — interrompeu ele — Ela é assim Yoongi. Para não quebrar a cara ela vai evitar fragilidades. Então você tem que lidar com isso.
0
Comente!x

  — Por quê!? Por quê ela não pode se desarmar perto de mim? Poxa, tudo bem que estamos juntos há poucos meses, mas eu não tenho a menor intenção de magoar ela e deixei isso claro! Eu só saio com ela, enquanto ela sai com quem quiser! Ou seja, se alguém tinha que ficar inseguro de quebrar a cara, sou eu. Mas ela torna tudo mais difícil. Às vezes me sinto como se fosse só um objeto pra ela, e… Mesmo uma relação casual sem apego, tem gente que não leva as coisas desse modo tão frio…
0
Comente!x

  — De quem está falando? Está se espelhando em algum casal que conhece? — Seokjin perguntou confuso: — Que expectativas você tem?
0
Comente!x

  Yoongi mordeu os lábios e olhou para Taehyung suspirando. Não poderia falar o que queria ali, se Tae escutasse ele ficaria chateado.
0
Comente!x

  — Yoongi? O que você falou pra Maya? — Seokjin perguntou ao ver Suga encarando Taehyung dormindo, com uma expressão de pena e, ao mesmo tempo que ficou confuso, ficou com uma pulga atrás da orelha.
0
Comente!x

  — Só falei que ela podia se dedicar um pouco mais em fazer as coisas serem naturais. E não um acordo que um liga quando precisa do outro…
0
Comente!x

  — Aish!!! — Jin descruzou os braços nervoso e falou mais alto e revoltado: — Aiiish! Aigoooo! — deferiu um tapa na cabeça de Suga — Você é idiota?! Quando foi que ela não se dedicou? Sabe como ela se desdobra na rotina super controlada da família dela pra te ver? Sabe o quanto ela gostaria de passar mais tempo com os amigos dela? Uooooow, você é um idiota Yoongi! Um tremendo egoísta! O que você quer é a Maya disponível pra você 100% do tempo, é isso? Não percebeu que, não só ela como você, não têm esse tempo disponível?
0
Comente!x

  — Para de gritar Jin! Vai acordar o Taehyung! — Yoongi pediu enfático segurando as mãos de Jin que gesticulava dramático — E não vem com este papo! Há pessoas tão ocupadas como nós que fazem as coisas serem diferentes!
0
Comente!x

  — Primeiro, acho que antes de acusar a Maya você deveria ter exposto o que te incomoda, o que não acho que foi o que você fez. Segundo, que você deveria parar de espelhar o lance de vocês em qualquer que seja o outro caso em que está se espelhando!
0
Comente!x

  — Não estou fazendo isso!
0
Comente!x

  — Tem certeza? Eu acho que nós dois sabemos do que estamos falando. — Jin olhou para Taehyung indicando o que queria dizer para o amigo e bufou cansado: — Olha só, eu sou o melhor amigo da Maya e sempre vou defendê-la das suas metidas de pés pelas mãos. Sabemos bem que ultimamente você só vem fazendo burrada, então alguém tem que avisar a ela como você funciona, porque pelo visto não adianta esperar que você tenha algum entendimento de relacionamentos…
0
Comente!x

  — Seokjin não estou pedindo pra você escolher um lado e nem nada disso! Só quero saber se ela realmente me deu um chute definitivo ou se devo insistir.
0
Comente!x

  — Não vou dizer o que você deve fazer, mas vou conversar com ela. Porque estou preocupado com ela e não com você! Se ela te chutou mesmo de vez, eu te aviso pra ver se você decide qual a próxima burrada vai fazer.
0
Comente!x

  Seokjin falou e saiu do quarto balançando a cabeça e deixando Yoongi sentado na cama de Jimin.
0
Comente!x

  — Hyung…. — A voz rouca e abafada de Tae se fez audível debaixo das cobertas — Vocês não tinham outro lugar pra discutir?
0
Comente!x

  Tae não havia sequer aberto os olhos, apenas murmurou tirando a cabeça debaixo das cobertas, numa espécie de transe de quem está despertando.
0
Comente!x

  — Não perca a esperança. Não foi você que me disse pra não desistir da ? — Tae falou finalmente esfregando os olhos e bocejando ao olhar pra Yoongi, que parecia amarrotado há três dias: — Credo! O que essa mulher faz? Te mastiga e depois cospe? Você está terrível!
0
Comente!x

  — Taehyung… — Yoongi murmurou cansado encarando o rosto quase ingênuo do amigo — Você é capaz de lutar pela ?
0
Comente!x

  — O quê? — Tae arqueou o cenho, estranhando a pergunta.
0
Comente!x

  — Tsc… — estalou a língua — Ya…Sinto que você não será capaz de vencer este tipo de batalha… Então, me diga: eu deveria te ajudar?
0
Comente!x

  Taehyung sentou-se na cama um tanto atordoado com o assunto.
0
Comente!x

  — Hyung! Do que está falando? Você pretende ir atrás da agora, é isso? — perguntou começando a sentir raiva de Yoongi.
0
Comente!x

  — Não sou eu o seu rival! Abre esses olhos, seu bobo! — reclamou Yoongi e se levantou fazendo careta e abanando a mão como um senhor de idade pedindo para Tae se calar, e saiu arrastando-se para fora do cômodo.
0
Comente!x

  Taehyung ficou pensativo em seu quarto olhando para a parede à sua frente. Precisava reparar a má impressão com ela rápido. Se Yoongi disse aquilo é porque ela tinha outra pessoa, como ele desconfiava.
0
Comente!x

  — Aish…! — reclamou bagunçando o cabelo e apontou para a porta como se o Yoongi ainda estivesse ali — Deveria mesmo se responsabilizar, quem me atrapalhou desde o começo foi você!
0
Comente!x

20.

  Horas mais tarde, estava chegando no local combinado com Namjoon. Ela estava de calça jeans e tênis, e uma camisa masculina branca, larga e comprida. Aguardava na calçada da rua que levava à entrada do condomínio, e enviou mensagem para o Namjoon avisando que chegara.
0
Comente!x

  — Quem tem a altura mais parecida com a dela? — Namjoon perguntou na sala do dormitório.
0
Comente!x

  — O Jimin! — Jin falou risonho, tirando sarro do mais novo que começou a reclamar por estarem zombando da sua altura de novo.
0
Comente!x

  — É Jimin, parece que o Jin tem razão… — Namjoon olhou para ele e em seguida para Jungkook que apareceu sentando no sofá distraído por um joguinho no celular — Ou seria o JK?
0
Comente!x

  — Qual o plano? — Taehyung surgiu da cozinha à sala, perguntando preocupado para o líder.
0
Comente!x

  — Eu vou levar um moletom meu e um boné, além de máscara. Alguém sai comigo também em roupas parecidas, só para o segurança da guarita não desconfiar quando eu voltar com ela, e no retorno, quem for, pula o muro.
0
Comente!x

  — Melhor o Jungkook ir então, ele é mais habilidoso em saltar. O Jimin vai acabar quebrando a perna. — Taehyung falou com a mão sob o queixo e uma expressão reflexiva.
0
Comente!x

  — Eu não me importo, pode ir JK! — Jimin manifestou tirando Jungkook do sofá, e o empurrando na direção do Namjoon.
0
Comente!x

  — Bora JK! Vamos infiltrar a namorada do Tae aqui!
0
Comente!x

  — Ela ainda não é a namorada dele…
0
Comente!x

  Jungkook zombou e Taehyung fez uma cara feia o xingando. Namjoon puxou o mais novo entregando a ele o boné e a máscara, e pedindo que ele vestisse o moletom preto. E os dois saíram do modesto dormitório que ficava num condomínio com guarita.
0
Comente!x

  — Hyung, tem certeza que vai dar certo? Se desconfiarem que a gente trouxe uma garota pra cá… Aish… O Bang vai nos comer vivos!
0
Comente!x

  — Eu soube que ele já tem certo apreço pela . Parece que a esposa dele, ou a filha… É fã dela, além do fato de que, o PD também acha que ela é namorada do Suga.
0
Comente!x

  — Aigoo! — Jungkook falou baixinho e rindo: — Que doidera essa história… Ainda não entendo como o Suga hyung não ficou com ela e o Tae não tomou o controle da situação…
0
Comente!x

  Namjoon sorriu e encarou Jungkook de modo curioso ao perguntar:
0
Comente!x

  — Por que diz isso?
0
Comente!x

  — É só que… Eu acho que o Suga hyungtem algum sentimento por ela, mas quando notou já era um pouco delicada a situação. E o Tae… Eu não acho que ele gosta dela, mas tem “aquele” tipo de interesse, sabe? O Taehyung é na dele, mas… Você não acha que é sangue frio demais para alguém que teve aquela atitude no programa de televisão?
0
Comente!x

  — É, faz sentido. Eu notei que ele e o Yoongi ficaram prestando atenção nela. Talvez você esteja certo e os dois estejam interessados de maneiras diferentes.
0
Comente!x

  — Só que o Suga hyungtem mais chances agora do que o Tae, porque ele já chegou sentando na janela enquanto o Tae… Nesse tempo todo, o primeiro passo dele está sendo hoje. Eu não ficaria surpreso se a noona nem o quisesse mais…
0
Comente!x

  Jungkook chutou uma pedrinha e suspirou ao dizer aquilo e Namjoon assentiu silencioso. Os dois passaram tranquilos pela guarita, notando que o segurança apenas cumprimentou-os de longe.
0
Comente!x

  — Passamos. Agora é torcer pro ajhussi não perguntar nada na volta. — Namjoon falou e os dois apressaram os passos numa corridinha até o ponto do quarteirão em que estaria.
0
Comente!x

   estava escorada ao muro do condomínio, observando a rua de forma tranquila. Nenhum movimento àquela hora, e ela já estava começando a sentir frio. Namjoon disse para ela não ir de casaco, e só poderia estar doida de concordar, e de estar ali naquela situação.
0
Comente!x

  — Aish , eu não acredito que você está se sujeitando a esse papel por causa de um garoto que fugiu de você em todas as oportunidades! — Ela bronqueou a si, sozinha e sussurrando.
0
Comente!x

  — noona!
0
Comente!x

  Ouviu o chamado de Jungkook que acenava com a máscara abaixada e um sorriso enorme no rosto, e ao seu lado caminhava Namjoon, os dois apressados. abriu um sorriso largo e desencostou do muro, também erguendo a mão para acenar animada, e naquele instante Jungkook retesou. Travou. Ele parou de andar e seu rosto empalideceu, o corpo gelou. Como ela poderia ser tão bonita daquele jeito também?
0
Comente!x

  — JK? — Namjoon o chamou ao notar o mais novo parado alguns passos atrás.
0
Comente!x

  — Aquela é a noona? — Namjoon olhou de novo para a mulher que agora os encarava à distância confusa e confirmou para Jungkook em um aceno — Uwaaa… Acho que entendo o Yoongi e Taehyung agora….
0
Comente!x

  Namjoon arqueou a sobrancelha sem compreender porque Jungkook havia ficado surpreso e paralisado daquele jeito, e quando olhou com mais atenção para , entendeu. Ela estava vestida como uma daquelas jovens mulheres de dorama que pegavam a roupa do namorado. O jeans de corte reto e lavagem clara, rasgado nos joelhos, o tênis dando um ar jovial e moleque, sem falar na blusa que escondia o corpo feminino dela. Era por aquele tipo de “garota moleque” que o Jungkook vinha se sentindo atraído ultimamente. Aquele tipo, e claro, a IU. Dois extremos: do arquétipo da delicada feminina ao arquétipo da bad girlfriend.
0
Comente!x

  — Você é engraçado Jungkook! — Namjoon proferiu sorrindo e sacudindo a cabeça veemente — Não vai entrar nessa confusão com o Taehyung não, por favor!
0
Comente!x

  Jungkook, enfim piscou, sacudindo a cabeça e sorriu divertido ao dizer para Namjoon:
0
Comente!x

  — Eu só fiquei surpreso em como ela pode ser linda de tantos jeitos e estilos diferentes. Não vou competir com eles, hyung! Eles perderiam de qualquer modo. — deu de ombros rindo e bateu no braço de RM tomando a dianteira: — Vamos, ela já está confusa.
0
Comente!x

  Quando se aproximaram, Namjoon a abraçou e Jungkook também. perguntou o motivo por eles terem parado um pouco antes e RM mentiu dizendo que Jungkook achou ter esquecido alguma coisa.
0
Comente!x

  — E como faremos? — Ela perguntou.
0
Comente!x

  Jungkook a olhou de cima a baixo e olhou para si.
0
Comente!x

  — A calça é diferente. O ajhussi não vai perceber? — perguntou para Namjoon.
0
Comente!x

  — Droga, esqueci de falar pra você descer com um jeans de lavagem clara… — Namjoon informou analisando o moletom preto de Jungkook e coçando a cabeça, com a outra mão na cintura — , o boné e a máscara do JK, pode colocar, deixa eu pensar…
0
Comente!x

  — E se ela pular o muro? — Jungkook falou tirando o boné e a máscara, entregando para ela e olhando a altura do muro — Eu subo na frente e pego a noona do outro lado, você ajuda ela a subir.
0
Comente!x

  — Tudo bem por você, ?
0
Comente!x

  A escritora olhou para o muro e começou a gargalhar sozinha. Os garotos a encararam sem entender, e apoiando as mãos nos joelhos, ela tomou fôlego. Se ergueu, com as mãos nas cinturas olhando a situação de novo e apontando para os dois amigos em sua frente foi categórica:
0
Comente!x

  — Vocês estão vendo o que eu estou fazendo por ele, não estão? — JK e RM se encararam em dúvida. — São testemunhas! Parece até que eu voltei à adolescência e estou pulando muro de escola pra namorar…
0
Comente!x

  Namjoon riu sem graça, achando ter pedido demais da escritora, mas foi Jungkook quem passou um braço pelo ombro dela e sorriu apontando o muro na frente da escritora, brincando:
0
Comente!x

  — Vamos lá noona! Olha que situação romântica e instigante! Pular o muro como uma garotinha travessa pra dar uns amassos me parece bem legal! — Eles se olharam e Jungkook sorriu com expressão maliciosa e engraçada completando com uma piscadinha: — E sexy! Tenho certeza que ele vai te recompensar bem por isso! Eu ajudo, se precisar!
0
Comente!x

  — Você ajuda em quê? A me recompensar? — Ela riu falando com tom malicioso de volta e Jungkook arregalou os olhos entendendo a brincadeira dela e a soltando.
0
Comente!x

  — Uow noona, não me complica, por favor.
0
Comente!x

  Os dois gargalhavam, soltaram-se um do outro e ela voltou-se ao Namjoon:
0
Comente!x

  — Tudo bem, se você me der uma ajuda para alcançar, eu consigo. E Jungkook… — Ela apontou um dedo advertente para ele: — É bom esses braços fortes darem conta de me segurar do outro lado! Eu quero voltar sem um arranhão pra casa! — E sussurrando de forma que só ela pudesse se ouvir disse: — Ou melhor, que não sejam esses os motivos dos arranhões…
0
Comente!x

  — JK, só uma coisa! Você tem que voltar pro lado de cá pra gente entrar juntos de novo, vou te mostrar qual o ponto cego do muro. Tem que me prometer guardar esse segredo e não aprontar, garoto! — RM advertiu, sério, chegando perto do maknae e estranhou a situação, então Namjoon a explicou: — Eu sei um jeito de pular e fugir sem as câmeras nos pegarem, mas nunca contei a nenhum deles, porque você sabe…
0
Comente!x

  — Aham, o líder, o exemplo do grupo e tals…
0
Comente!x

  — Ah… Quem diria que nosso hyungteria este lado rebelde, não é, noona!?
0
Comente!x

  Eles riram e Namjoon caminhou voltando pelo percurso que havia feito até encontrar . Chegando perto de uma árvore que ficava do lado de dentro do condomínio, e bem perto do muro, ele a apontou para os dois fugitivos novatos: a escritora e o maknae.
0
Comente!x

  — É aqui. Você pula e pode ficar tranquilo que até o ponto da entrada não tem câmera. , quando você vir a estrada da entrada vai precisar passar por trás do prédio de administração do condomínio. A gente te espera um pouco depois dele, na estradinha principal. Não terá mais risco, mesmo que as câmeras te peguem não vai dar pra dizer que você não estava vindo da rua detrás.
0
Comente!x

  — Uwaaaa! Hyung! Você é um mestre espião! — Jungkook zombou e já ia subir quando RM o parou.
0
Comente!x

  — Espera! Tira o moletom e dá pra ela!
0
Comente!x

  Jungkook lembrou-se que estava com duas blusas pretas de frio, e tirando a primeira, entregou para que o vestiu, escondendo a blusa branca larga por dentro da calça. Prendeu o cabelo e tentou ficar o mais disfarçada o possível. Vestiu a máscara de Jungkook e o boné preto. Escondeu a ecobag que estava atravessada ao seu corpo, também por dentro do moletom.
0
Comente!x

  — Minha nossa, que armário veste isso? — Ela perguntou vendo que a roupa escondeu tudo muito bem e Namjoon sorriu — Hm, tinha que ser você, Electrolux.
0
Comente!x

  Namjoon não entendeu e ela apenas disse que o explicaria em outro momento. Jungkook então deu alguns passos para trás e tomou impulso para subir no muro como um atleta de parkour.
0
Comente!x

  — Uau, ele é mesmo bom em tudo, não é? — falou boquiaberta ao Namjoon.
0
Comente!x

  — Não sei… “Tudo” o que já vimos nunca é suficiente para saber se é esse “tudo” para o Jungkook… — deu de ombros olhando o mais novo no topo do muro sorrindo para eles.
0
Comente!x

  — Te pego do outro lado, noona! — disse e saltou de uma vez fazendo um barulho forte.
0
Comente!x

  — Ai meu Deus, será que ele está bem? — falou preocupada pra Namjoon.
0
Comente!x

  — Vem, sobe e me diz.
0
Comente!x

  Namjoon se abaixou um pouco pedindo para que se aproximasse, e quando ela o fez, preparada para escalar, ele a pegou pelas duas pernas e ergueu a mulher sentando-a sobre seu ombro com uma facilidade viril que deixou de boca aberta. notou que Namjoon sequer tinha noção da sua força. A atitude dele fazia-a parecer uma folha de caderno.
0
Comente!x

  — Ei, não vá me deixar cair!
0
Comente!x

  — Jamais!
0
Comente!x

  Ela não teve dificuldades para se erguer do ombro dele e apoiar os pés no muro apenas para dar mais impulso de chegar no topo dele. E com os braços ela conseguiu pendurar-se e transpassar uma perna pro outro lado sentando no muro. Vislumbrou o rosto sorridente de Jungkook que lhe fazia sinais de “jóia” com as mãos e voltou a encarar Namjoon dizendo:
0
Comente!x

  — Ele está ótimo com aquele sorrisão no rosto.
0
Comente!x

  Ela estudou os movimentos e girou-se para tentar descer de costas, e Jungkook já estava posicionado embaixo dela.
0
Comente!x

  — Pode vir de costas ou de frente, noona! Eu te pego direitinho, sem medo!
0
Comente!x

  A concentração dele era de alquém que parecia estar prestes a segurar a última cerâmica legítima da era Joseon.
0
Comente!x

   desceu como se estivesse escalando, mas ao soltar as mãos foi impossível não cair de costas, e conforme Jungkook prometeu, ele a segurou no colo perfeitamente como uma cena de drama. Sorrindo para ela todo orgulhoso.
0
Comente!x

  — Muito bem Jungkook, você me surpreendeu. Espero que ensine isso ao Taehyung.
0
Comente!x

  — A te surpreender ou te pegar, noona? — falou de novo com expressão travessa e a mulher não pôde deixar de gargalhar.
0
Comente!x

  — Os dois! — respondeu e ele a colocou no chão com cuidado — Agora vai, acho que você pode usar a árvore para alcançar o muro agora.
0
Comente!x

  E como ela bem pontuou, sair de dentro do condomínio por ali, era mais fácil. Logo, Jungkook e Namjoon estavam juntos voltando pela entrada.
0
Comente!x

  — Põe a mão nos bolsos, pra fingir que você guardou o boné e a máscara. — recomendou o mais velho.
0
Comente!x

  A sorte estava ao lado de Taehyung, ou de . O segurança que havia os percebido na saída não estava mais no posto, e então, o substituto nem deu importância para os dois retornando, porque viu o rosto de Jungkook e o reconheceu como morador. Enquanto eles caminhavam pela estrada principal conversando tranquilos, estava passando pela parte de trás do prédio de administração, com a cabeça baixa e cautelosa. Em sua mente, nada diferente passava a não ser: “É bom mesmo você valer a pena, Kim Taehyung…”.
0
Comente!x

  Jungkook e Namjoon a viram surgindo e respiraram aliviados, a abraçando e se apressando a alcançarem a casa-dormitório da BigHit.
0
Comente!x

  — Você vai dormir aqui não é, noona? — Jungkook perguntou e Namjoon e se encararam em dúvida — Qual é? Depois desse rolê para entrar? Ela pode ficar aí esta noite não é RM?
0
Comente!x

  — É… A gente resolve isso lá em cima, JK.
0
Comente!x

  — Não precisa gente. Eu só vim jantar, se vocês não tem autorização pra me convidar para jantar, que dirá dormir aí.
0
Comente!x

  Namjoon pensou a respeito dos riscos entre, ela sair ou não ainda naquela noite, e não via motivos para ela ficar. Entretanto, Jungkook falando que era bobeira ela ir embora e que eles poderiam deixar ela ficar, também não parecia uma ideia ruim.
0
Comente!x

  — Relaxa hyung! O Tae não vai fazer nada com ela, não viu que é ela quem está sendo o lado mais interessado? — Jungkook brincou ao sussurrar para o Namjoon.
0
Comente!x

  — Jungkook, você é muito traiçoeiro mesmo…. — zombou dando um cascudo no garoto, e percebendo que guardou o celular em seu bolso de novo, silenciaram o assunto.
0
Comente!x

[ xxx ]

  Os três amigos adentraram na casa dos garotos, risonhos e falantes. Namjoon e Jungkook zombavam de por seu empenho em estar com eles, indagando se a razão era mesmo pelo Taehyung ou se era pela culinária do Seokjin.
0
Comente!x

  — Chegaram! — Jimin avisou se levantando do sofá e com um sorriso de orelha a orelha indo abraçar a escritora.
0
Comente!x

  — Oi Minie!! — sorriu largo e também abriu os braços animada, pois, Jimin adorava abraços latinos tanto quanto ela.
0
Comente!x

  Logo, Jin e Taehyung estavam adentrando a sala onde a escritora estava cumprimentando Hobi recém-chegado. Tae observou a mulher de cima à baixo, totalmente boquiaberto com a maneira como ela realmente era bonita de um jeito tão natural. O rosto dela não estava totalmente limpo de maquiagem, mas era sutil. E as roupas que poderiam ter sido retiradas facilmente do guarda-roupas de um deles, davam um charme a mais, na opinião dele. parecia uma pessoa simples, tanto quanto era, de fato.
0
Comente!x

  Ela colocou a ecobag de algodão, no sofá e abriu o fecho do moletom de Namjoon, que estava enorme nela, e Taehyung viu que as roupas eram todas — com exceção do jeans completamente alinhado ao corpo dela —, bem maiores que a mulher. As memórias de Tae foram ao dia da boate, em que ela estava vestida para matar, ao dia em que ela visitou a BigHit com um vestido floral romântico, e ao momento atual. Foi inevitável pensar como seria vê-la de pijamas ou acordando em uma camisola sexy.
0
Comente!x

  — Taehyung! — Jungkook gritou no ouvido dele o beliscando.
0
Comente!x

  — Aish! O que é?
0
Comente!x

  — Você está aí babando há dois minutos! Nem falou com ela!
0
Comente!x

  — Ah… É que ela está tão linda… — Taehyung disse ainda um tanto admirado e todos soltaram um risinho sem graça, pois a atenção estava toda voltada a ele, que nem se importou, sorriu e se aproximou dela dizendo: — Você é perfeita, não é?
0
Comente!x

   sorriu de volta abraçando o garoto que sorria como uma criança diante do papai Noel, e mais uma vez o pensamento lhe ocorreu: “Fofo e matador, socorro!”.
0
Comente!x

  — Eu não sou perfeita, mas chego perto. — Ela respondeu beijando o rosto dele e Namjoon pigarreou para que todos dispersassem o foco do casal.
0
Comente!x

  — E aí, deu tudo certo? Ninguém notou vocês? — Hobi perguntou.
0
Comente!x

  — A noona pulou o muro! — Jungkook explicou gargalhando — Foi legal!
0
Comente!x

  — Não acredito! — Taehyung a encarou alarmado e segurou os braços dela para checar seu corpo e se estava aparentemente machucada ou não. — Como assim? Você está bem?
0
Comente!x

  — Estou sim! Graças aos dois homens fortes que estavam lá. — Piscou para os amigos. — Quanto eu lucraria com a Dispatch pela informação de que Namjoon tem uma mente talentosa para crimes e que o Jungkook me pegou no colo como se eu fosse uma folha de papel?
0
Comente!x

  — Uwa! Contem tudo! — Seokjin falou sentando-se no braço do sofá, e os meninos todos estavam curiosos.
0
Comente!x

  — ! Que barulheira é essa? — Yoongi falou surgindo ranzinza na sala e os olhos esbugalharam ao ver vestida com as roupas de Namjoon, no meio da sala e um tanto aturdido: — Ué? Por que você está aqui com as roupas do RM?
0
Comente!x

  — Oi Estranho! Boa noite, tudo bem?
0
Comente!x

  Ironizou ela, sorrindo e Yoongi se aproximou confuso, mas satisfeito de vê-la ali, a cumprimentou com um abraço e um beijo no rosto e já vestiu-se em expressão de drama ao dizê-la, um tanto dengoso:
0
Comente!x

  — Ainda bem que está aqui, Estranha! A minha vida amorosa está desmoronando!
0
Comente!x

  — Ele tem uma vida amorosa? — Jimin perguntou baixinho para Hoseok.
0
Comente!x

  — Por que será que não tenho dúvidas disso, Yoongi? — zombou e depois sussurrou: — Mas vê se não leva a minha pra esse buraco contigo, viu?
0
Comente!x

  — Quer mesmo falar disso aqui? — sussurrou de volta.
0
Comente!x

   empurrou Yoongi como se pedisse passagem, e felicitou-se por Taehyung ter ido à cozinha olhar os pratos e não ouvir aquilo. Yoongi caiu sentado no sofá, e Jimin surgiu com outra blusa para ela.
0
Comente!x

  — É que está frio, mas parece que cabem duas de você nesse casaco do hyung… — Ele falou e ela agradeceu.
0
Comente!x

  — Agora contem! Como foi a aventura de entrar no condomínio pulando o muro? — Seokjin pediu e Jungkook começou a contar.
0
Comente!x

  — Eu vou ver se o Tae quer ajuda! — proferiu e saiu entrando, depois de trocar o moletom e soltar os cabelos por baixo do boné que também tirou.
1
Comente!x

  Taehyung estava com uma blusa pólo azul marinho, calça preta de moletom e um avental na cintura, igualmente preto. Tinha luvas nas mãos, e uma máscara de proteção higiênica transparente em seu rosto. Uma faixa segurava seu cabelo para não cair na testa, e ele sacudia uma frigideira com algo que parecia ser repolho misturando o refogado com habilidade.
0
Comente!x

   se aproximou devagar, parando no batente da porta e sorriu admirada, do tanto que ele estava fofo cozinhando. Ela passou as mãos pelo cabelo os enrolando para trás, arregaçou as mangas do moletom, e chegou mais perto dele, sendo então notada.
0
Comente!x

  — Olha só, até que você sabe o que está fazendo