Status

Loading

Avalie

Este texto não foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui

Esta história não possui capas prévias (:

Sem curiosidades para essa história no momento!

7 Heavens

Capítulo 11

  - Onde é o lugar que vocês vão mesmo? – Taehyung apareceu na sala enquanto ela se sentava no sofá
0
Comente!x

  Os olhos de passearam por ele, que vestia uma calça de couro preto, uma camiseta branca simples e um lenço xadrez que estava amarrado em seu pescoço, dando um charme especial à produção. piscou os olhos algumas vezes quando percebeu que Taehyung ainda aguardava sua resposta.
0
Comente!x

  - Ao Bulldog! A canta lá pelo menos uma vez por semana!
0
Comente!x

  - Engraçado… é o mesmo lugar que o Jimin marcou com a gente!
0
Comente!x

  Os olhos de se arregalaram com a informação e ela engoliu seco. Ela sabia que Yugyeom e Jungkook se davam super mal e quando eles estavam no mesmo ambiente as coisas poderiam ser meio caóticas, e Jimin e também não estavam num clima bom… Taehyung, parecendo pressentir a mesma coisa que , coçou a nuca. Mas era aniversário de Jimin, e não havia como eles irem para outro lugar agora, assim como não tinha como cancelar sua apresentação de última hora assim. se viu num dilema: avisar no grupo das amigas que os amigos do chefe estariam lá também, ou fingir que era uma coincidência?
0
Comente!x

  - Acho melhor você avisar suas amigas e eu os meus! Para evitar que o clima fique ainda mais pesado!
0
Comente!x

   havia acabado de enviar uma mensagem no grupo avisando que já havia chegado ao pub, e que a mesa reservada era, claro, perto do palco. Ela respirou fundo e ouviu Taehyung sair da sala e adentrar o corredor outra vez, e então começou a digitar uma mensagem para as amigas, explicando quem estaria lá e porque. Bloqueou o celular e fechou os olhos.
0
Comente!x

  Taehyung apareceu de novo na sala agora vestido com uma jaqueta jeans também. Os dois se olharam:
0
Comente!x

  - Bom, já que vamos para o mesmo lugar… quer uma carona? – ele deixou o sorriso quadrado aparecer
0
Comente!x

   se levantou, pegando a bolsa preta que estava depositada a seu lado no sofá e Taehyung pode finalmente correr seus olhos por ela. Ela estava absolutamente incrível no vestidinho preto e colado que usava! As alças finas cheias de strass destacavam os ombros e o colo dela, com o decote generoso que havia por lá. As pedrinhas de strass estavam presentes também na parte do decote e na barra do vestido. As pernas dela estavam cobertas por uma meia calça não tão grossa, da mesma cor do vestido. A maquiagem que ela usava era bem leve, e destacava ainda mais os olhos azuis da loira… o cabelo estava preso impecavelmente num coque meio bagunçado no topo de sua cabeça, mas haviam alguns fios de cabelo soltos desse coque, caindo cada um de um lado do rosto bonito dela.
0
Comente!x

  - Eu aceito! Não faz sentido eu pegar um carro já que vamos para o mesmo lugar, não é?
0
Comente!x

  O sorriso quadrado que parecia querer destruir apareceu outra vez. Os dois se certificaram de que o apartamento estava com as portas e janelas fechadas e então saíram.
0
Comente!x

***

   estreitou os olhos e franziu o cenho logo em seguida ao ver Jimin e Jungkook adentrando o Bulldog e sendo encaminhados por Freddy até uma das mesas reservadas perto do palco. Os dois pareceram não reconhecer a taróloga, já que haviam se visto apenas na inauguração do tal restaurante que obrigou as amigas e Yugyeom a irem. O coração dela palpitou dentro do peito e os arrepios logo começaram. Ela fechou os olhos e se fez de surda para a voz. Aquilo podia não acabar bem.
0
Comente!x

  Respirando fundo, nervosa pela presença dos dois e pela apresentação, começou a andar de um lado para o outro. e Taehyung adentraram o bar e Jimin lançou um sorriso malicioso na direção do amigo, o que não passou despercebido pela investigadora, que era muito observadora. Ela não gostou nenhum pouco daquilo então agradeceu Taehyung pela carona e tratou de sair em disparada na frente dele. Jimin e Jungkook se levantaram, achando que ela estava indo cumprimentá-los e que sentaria com eles, pois achavam que ela estava com Taehyung.
0
Comente!x

  Com um rápido aceno de cabeça na direção de Jimin e Jungkook ela se aproximou de , colocando uma das mãos nas costas desnudas da amiga e acariciando o lugar, fazendo a amiga se assustar rapidamente. Logo que viu , ela se acalmou um pouco e então as duas se abraçaram. Quando abriu os olhos ela encarou Taehyung, que ria com os outros dois amigos.
0
Comente!x

  - Eu juro que foi só uma infeliz coincidência! É aniversário do Jimin e ele escolheu logo o Bulldog para comemorar!
0
Comente!x

  - Eu acredito em você! E as meninas certamente também! Eu enviei uma mensagem para a , no privado e disse a ela que se ela não quisesse vir, não tinha problema! Mas ela é teimosa e certamente vai querer vir para provocar o tal Jimin! Isso não vai prestar, hein? Já fui avisada!
0
Comente!x

  , começando a ficar apreensiva, mordeu o lábio receosa. Taehyung caminhou em direção às duas loiras e sorriu sem mostrar os dentes para , que retribuiu. Era incrível como ele passava uma energia super boa para a taróloga…
0
Comente!x

  - Fiquei sabendo que além de todas as suas outras mil funções, você também canta… é isso mesmo?
0
Comente!x

   e ele trocaram um beijo na bochecha e riu.
0
Comente!x

  - Isso mesmo! Espero que goste do show! Vou cantar só um pouquinho, eu não sou a atração principal da casa!
0
Comente!x

  - Tenho certeza que será incrível! – ele pausou, passando a língua pelos lábios – Olha, foi tudo uma grande coincidência! Gostaria de deixar isso claro, especialmente quando a chegar…
0
Comente!x

  - Fica tranquilo! Nós cuidamos da … se você puder cuidar do Jimin e do Jungkook, afinal de contas ele, a e o Yugyeom também não se dão nada bem e o seu amigo gosta de uma confusão!
0
Comente!x

  - Pode deixar! Vocês duas tem a minha palavra!
0
Comente!x

  Jimin colocou uma das mãos sobre o ombro de Taehyung, encarando .
0
Comente!x

  - Então você é a cantora de hoje? – a loira encarou Jimin de volta, sorrindo sem mostrar os dentes para ele – não é?
0
Comente!x

  Um arrepio percorreu toda sua espinha quando ela encarou os olhos negros dele quase a engolindo de tão intensos eles eram. respirou fundo e então assentiu para ele.
0
Comente!x

  - Seu aniversário hoje não é? – Jimin, com um sorriso largo, assentiu para ela – Meus parabéns!
0
Comente!x

   também o parabenizou e Jimin agradeceu genuinamente as duas mulheres.
0
Comente!x

  - A , também vai aparecer por aqui? – viu o modelo engolir seco
0
Comente!x

  - Provavelmente sim, porque a pergunta? – quem respondeu, fazendo Jimin olhar para ela
0
Comente!x

  - Porque preciso conversar com ela! Não quero que fique um clima chato entre nós hoje… bom, eu realmente preciso esclarecer algumas coisas com ela!
0
Comente!x

  - Olha… – e olharam uma para a outra – Será que realmente é uma boa ideia? A é um pouco…
0
Comente!x

   ficou em silêncio procurando a palavra certa para descrever a personalidade forte da amiga, que não levava desaforo para casa de jeito nenhum. Especialmente de homens…
0
Comente!x

  - Esquentada… eu sei! – Jimin sorriu se lembrando da cubana – Mas acho que nós dois precisamos de uma conversa cara a cara… eu fui um pouco imaturo.
0
Comente!x

  - Babaca eu diria! – corrigiu, suspirando – É! E imaturo também…
0
Comente!x

  Taehyung arregalou os olhos com a sinceridade da cantora e umedeceu os lábios. Jimin deixou um sorriso escapar dos lábios, seguido de uma risada, ele adorava a sinceridade nas pessoas, apreciava aquilo.
0
Comente!x

  - Você tem razão! Fui um babaca e pretendo me desculpar com ela hoje se possível!
0
Comente!x

  , preocupada com a energia pesada que sentia no ar e com as preocupações de , sentiu que era hora de intervir. não podia revelar que era uma médium, nem nada do gênero, não se faz isso do nada e com qualquer pessoa e ela melhor do ninguém sabia daquilo, mas precisava encontrar uma maneira de transmitir um aviso espiritual a Jimin, algo que o fizesse refletir sobre suas ações e decisões. Com um tom sério, ela olhou nos olhos de Jimin e disse, antes que a impedisse:
0
Comente!x

  - Jimin… sabe, às vezes, a vida nos reserva surpresas que não entendemos completamente. Às vezes, nossas escolhas podem afetar não apenas a nós mesmos, mas também aqueles ao nosso redor. Quando nos encontramos em situações difíceis, é importante lembrar que o amor e o perdão são as chaves para curar as feridas do coração.
0
Comente!x

  Ela pausou por um momento, escolhendo suas palavras com cuidado.
0
Comente!x

  - Às vezes, as pessoas que mais amamos podem ser as mais difíceis de lidar… Mas lembre-se de que a empatia e o entendimento podem abrir caminhos para a reconciliação e a paz. Hoje é seu aniversário, uma oportunidade para recomeçar, para fazer as pazes e construir relacionamentos mais fortes.
0
Comente!x

   olhou para e Taehyung, buscando apoio em seus olhares. Ela esperava que suas palavras, carregadas de um aviso espiritual, tocassem Jimin profundamente e o ajudassem a refletir sobre suas ações e escolhas em relação a .
0
Comente!x

  Jimin olhou para com uma expressão surpresa e um tanto intrigada. As palavras dela tinham um tom de profundidade que o fez refletir sobre suas ações recentes em relação a . Aquilo o pegou de surpresa… Após uma breve pausa, Jimin respondeu com um tom mais sério do que antes:
0
Comente!x

  - Você está certa, … Às vezes, agimos impulsivamente e esquecemos o poder das palavras… Agradeço seu conselho. Talvez seja hora de eu repensar algumas coisas e encontrar uma maneira de conversar com a . Afinal, o aniversário deveria ser um momento de alegria e reconciliação, não é? Eu estou disposto, mas ela também precisa estar…
0
Comente!x

  Ele deu um sorriso grato a , demonstrando que as palavras dela tinham tido um impacto real sobre ele. e Taehyung olharam para Jimin com alívio, esperando que esse momento de reflexão fosse o começo de uma reconciliação entre ele e e que a energia tensa no ambiente pudesse ser dissipada, e que quem sabe agora eles pudessem pelo menos não se tratarem com ressentimento.
0
Comente!x

   assentiu com um sorriso tranquilizador, sentindo que seu papel naquele momento estava cumprido. Ela esperava que Jimin levasse a sério a mensagem espiritual e que isso pudesse realmente contribuir para um ambiente mais harmonioso na comemoração de seu aniversário.
0
Comente!x

***

  Quando Jimin voltou para a mesa com Taehyung, Hoseok já estava lá, olhando espantado para onde os amigos estavam antes.
0
Comente!x

  - O que rolou?
0
Comente!x

  - É! Porque vocês demoraram tanto?
0
Comente!x

  Taehyung suspirou antes de se jogar na cadeira ao lado de Hoseok que havia sentado na cadeira que ele estava antes.
0
Comente!x

  - Eu fui cumprimentar a cantora! E aí, acabei perguntando se a viria…
0
Comente!x

  - Não minta! – Taehyung ergueu o dedo indicador na direção dele – Você foi lá só para perguntar sobre a ! E poderia muito bem ter perguntado para mim se eu sabia que ela viria! Até porque eu disse no grupo que a e as amigas dela viriam…
0
Comente!x

  - Eu não li a sua mensagem no grupo! Tanto que fiquei surpreso quando você chegou acompanhado da , até achei que vocês tinham se acertado…
0
Comente!x

  - Eu li! – Jungkook olhou para os amigos – Deveria ter te avisado para ler ou te falado sobre! Foi mal!
0
Comente!x

  Ele colocou uma das mãos sobre o ombro do aniversariante, tentando se redimir, não só com ele mas com o restante dos amigos.
0
Comente!x

  - Você ia precisar ser homem e se desculpar com ela uma hora ou outra, nem que fosse por mensagem de texto! O que você fez foi ridículo e você sabe disso!
0
Comente!x

  Yoongi havia pego a conversa pela metade, mas já sabia do que se tratava o assunto, e concordou com Hoseok.
0
Comente!x

  - Eu deveria dar um soco na sua cara e quebrar o seu nariz! Só não o farei porque é seu aniversário! Você foi um babaca, eu acho que nem o Jungkook teria agido assim!
0
Comente!x

  Os cinco ficaram em silêncio, mas Taehyung foi o primeiro a quebrá-lo:
0
Comente!x

  - Eu acho que teria sim! – eles riram, desgostosos, inclusive Jungkook
0
Comente!x

  Os dois – Yoongi e Jimin – se abraçaram e o chef logo cumprimentou os outros amigos. Alguns minutos se passaram e então foi a próxima amiga a adentrar o local, e antes que seus olhos batessem nas amigas, bateram em Hoseok. Ele tinha a cabeça jogada para trás, ria de algo que era falado na mesa junto com os amigos. Por mais que ela já esperasse a presença dele no bar já que havia avisado, vê-lo de fato lá havia mexido com ela. Era assim todas as vezes que ela o via, e estava odiando aquilo!
0
Comente!x

  Respirou fundo, acalmando as batidas do próprio coração e então procurou pelas amigas, vendo acenando para ela, sorrindo. sorriu de volta para ela, sinalizando que havia a visto.
0
Comente!x

  Passou pela mesa dos amigos de Hoseok, como se não os tivesse visto, e Hoseok a viu passar com seu macacão vermelho de veludo, não tendo certeza se era ela mesmo. Então ele estreitou os olhos tentando enxergar melhor.
0
Comente!x

  - Você vai continuar fingindo que não quer dar uns beijos na bailarina até quando?
0
Comente!x

  - Cala a boca Jungkook! Eu só estava tentando ter certeza que era ela, afinal de contas, como eu disse, ela me ajudou esses dias com o Jihoon, e achei legal da parte dela, só isso!
0
Comente!x

  - Aham! – Jimin comentou, irônico, levando o copo de cerveja até os lábios – Você está finalmente esquecendo a GaHee?
0
Comente!x

  Hoseok bufou alto e revirou os olhos, evitando responder às provocações dos amigos, até que Seokjin chegou atraindo a atenção deles.
0
Comente!x

   se sentou ao lado de e então despretensiosamente ela olhou para a mesa ao lado e encontrou os olhos de Hoseok já grudados nela. Engoliu seco, e sorriu sem mostrar os dentes: ela não era mau educada com ninguém! A não ser com Doyoon! Com ele não tinha como ser educada.
0
Comente!x

  Hoseok retribuiu o gesto, acenando com a cabeça também.
0
Comente!x

  - Vai lá! Está na cara que você quer ir lá… – Taehyung cochichou
0
Comente!x

  - Não! Tá maluco que nem os meninos? Não começa…
0
Comente!x

  Os olhos de Hoseok pousaram sobre ela de novo… porque ele não conseguia parar de olhar para ela?
0
Comente!x

***

  O bar começava a encher e logo e adentraram o bar, bem quando já se preparava para subir ao palco com a banda. Os olhos dela voaram até Jimin que agora estava de pé conversando com uma roda de amigos modelos. Os olhos dela marejaram rapidamente, mas logo tratou de engolir o choro e endireitar o corpo enquanto apertava a mão de na sua, já que a amiga sempre ficava ansiosa em lugares cheios e barulhentos como aquele.
0
Comente!x

  Jimin não a viu chegando, mas alguns de seus amigos sim. Taehyung era um deles e ele se perguntou se deveria falar com sobre a confusão… respirou fundo e então sentiu uma das mãos de Hoseok lhe apertarem os ombros.
0
Comente!x

  - Não é sua responsabilidade manter as coisas do Jimin sob controle! Deixa que ele resolva Tae! Você não é nosso pai! – Hoseok gargalhou
0
Comente!x

  - Ou será que você só está preocupado com tudo isso por causa da ? Porque não quer que a sua relação com ela seja prejudicada por causa das nossas atitudes?
0
Comente!x

  Seokjin perguntou depois de beber um longo gole de sua cerveja, e aí então os primeiros acordes do violão soaram pelo bar, atraindo a atenção de todos. sorriu, já familiarizada com a maioria dos rostos presentes ali. Ela se apresentou rapidamente e então foi aplaudida depois de desejar a todos um bom show.
0
Comente!x

  Fechou os olhos assim que começou a cantar a primeira estrofe da canção e aí Namjoon adentrou o bar, cumprimentando Jimin e alguns de seus amigos modelos que estavam presentes por lá. Depois os olhos dele pousaram em em cima do palco e ele piscou algumas vezes, como se quisesse ter certeza que era ela mesmo ali em cima. Os olhos dele involuntariamente passearam pelo corpo dela dentro do macacão preto colado, enquanto a voz rouca dela preenchia não só os seus ouvidos como o bar inteiro. E como ela cantava bem! Namjoon engoliu seco e viu Hoseok lhe entregar uma long neck de uma cerveja qualquer enquanto batia em suas costas.
0
Comente!x

  - Perdeu as palavras? Logo você? O que foi? Não viu o V avisando que ela cantaria aqui hoje?
0
Comente!x

  O neuropsiquiatra passou a língua pelos lábios, ainda atordoado com a visão dela ali tão bonita cantando. Levou cerveja aos lábios ouvindo a gargalhada de Hoseok.
0
Comente!x

  - Não vi nenhuma mensagem! Saí do consultório e passei em casa bem rápido, só para trocar de roupa e vim! Não mexi no telefone nem para ver as horas!
0
Comente!x

  - Você não sabia? Ela não é sua paciente, se bem me lembro… ela e uma outra?
0
Comente!x

  Namjoon ainda hipnotizado pela voz de , como se ela fosse uma sereia, apenas assentiu para Hoseok, que observou o amigo quase babando pela loira.
0
Comente!x

  - Há quanto tempo você não beija na boca?
0
Comente!x

  Namjoon continuou olhando para que agora se movia pelo palco, já que cantava uma música mais agitada. E então os olhos dela bateram nele…
0
Comente!x

  Uma sensação estranha a percorreu. Seus olhos, azuis como o oceano, encontraram os dele, e ela sentiu como se uma corrente elétrica tivesse passado por seu corpo. A música que estava cantando continuava a fluir de seus lábios, mas sua concentração estava dividida.
0
Comente!x

  Ela sentiu como se houvesse uma conexão inexplicável entre eles naquele momento. Como se seus dons mediúnicos lhe dissessem que algo significativo estava acontecendo. tinha uma intuição aguçada, e aquela visão de Namjoon na plateia a deixou desconcertada.
0
Comente!x

  Enquanto continuava a cantar, teve flashes de imagens em sua mente. Ela viu Namjoon em seu consultório, ouvindo atentamente os problemas de seus pacientes, e teve a sensação de que ele carregava seus próprios fardos emocionais. Parecia haver uma aura de energia ao redor dele, e sentiu que havia algo a mais nesse encontro do que apenas uma coincidência.
0
Comente!x

  Conforme a música chegava ao seu clímax, sentiu como se estivesse transmitindo uma mensagem, não apenas através de suas palavras, mas também através de sua música e de sua conexão visual com Namjoon. Ela não sabia ao certo o que estava acontecendo, mas tinha a sensação de que algo estava prestes a mudar em suas vidas.
0
Comente!x

  Quando a canção chegou ao fim e os aplausos da plateia preencheram o ambiente, se virou de costas, encarando a banda enquanto a próxima música logo já começava, ainda com a imagem de Namjoon em sua mente. Ela sabia que precisava descobrir o que aquele encontro significava e como ele estava conectado ao mundo espiritual que ela conhecia tão bem.
0
Comente!x

***

   cumprimentou Jimin com um abraço e lhe deu os parabéns, cumprimentando os outros modelos e Hoseok. Depois ela voltou a encarar Jimin:
0
Comente!x

  - Você sabe que eu respeito muito você e toda a hierarquia que temos profissionalmente, mas a é minha amiga há anos! Se eu soubesse o que aconteceria, juro… não teria te passado o telefone dela! Eu sempre soube da sua fama… todo mundo na agência sabe. Mas sei lá, achei que com a as coisas podiam ser diferentes, ela é tão cativante que eu pensei: quem sabe ela não prende o Jimin de uma vez por todas e ensina para ele algumas coisas sobre o amor…
0
Comente!x

  Jimin engoliu seco com as palavras cortantes de .
0
Comente!x

  - Amor é uma palavra muito forte ! Tanto para mim quanto para ela! Nós dois mal nos conhecemos…
0
Comente!x

  - Sim! Afinal de contas, no segundo encontro você deu o bolo nela e sumiu! Não houve tempo para se conhecerem, que ingenuidade a minha!
0
Comente!x

  Jimin engoliu seco outra vez. Ele nunca tinha agido daquele jeito! Nunca! Com mulher nenhuma! Ele sempre foi muito claro com todas elas o que ele pretendia exatamente, mas com as coisas saíram do controle! Ela era tão cativante, tão intensa, tão, tantas coisas! A cabeça dele deu um nó com aquilo, com toda aquela intensidade… ele não sabia lidar com o que uma mulher como ela podia provocar na vida dele. E então, ele foi babaca. Mas queria se desculpar com ela, e o faria!
0
Comente!x

  - Enfim! Aproveite sua festa de aniversário! Hoseok querido… – ela acenou para ele, que retribuiu
0
Comente!x

  Se encontrou com as amigas, depositando a bolsa sobre a mesa e mostrou a aliança para que a reconheceu de imediato, as duas se abraçaram e ela mandou um grande beijo para as amigas. Se ajeitou na cadeira para ter uma visão melhor do palco, ela achava incrível no palco e gostava de ficar filmando a amiga.
0
Comente!x

  Seokjin, um tanto quanto sem jeito, e com uma das mãos no bolso, se aproximou dela, colocando hesitante, uma das mãos em seus ombros. , que sorria para , virou o rosto, e encontrou Seokjin a encarando. O sorriso dela foi sumindo aos poucos, e ela ficou séria. Seokjin engoliu seco… era ruim saber que ela parecia virar outra pessoa perto dele. Como se os dois fossem inimigos… não eram! Não mais!
0
Comente!x

  - Oi! – ele tentou sorrir para ela desajeitadamente
0
Comente!x

  Em alguns momentos achava que ele era louco! Enquanto eles trabalhavam com os detalhes da campanha e tinham que se falar por telefone ou pessoalmente ele era super frio e de repente puxava assuntos aleatórios, puxava a cadeira para ela se sentar, e de repente voltava a ficar frio. Será que ele tinha duas personalidades? Aquilo confundia e ela nunca sabia como agir…
0
Comente!x

  - Oi Kim! – ela devolveu o sorriso começando a ficar empolgada outra vez – Que coincidência não?
0
Comente!x

  Ele balançou a cabeça positivamente para ela e só aí se deu conta de que sua mão ainda estava nas costas dela. Resolveu falar o que havia pensado minutos antes:
0
Comente!x

  - Sabe? Nós dois não somos inimigos !
0
Comente!x

  - Eu nunca achei que fossemos Seokjin… Porque?
0
Comente!x

  - Porque… – ele pausou, tentando raciocinar – Porque eu acho que fiz parecer que éramos! E bom… você vai cuidar dessa campanha, e ela está se aproximando, ainda vamos ter alguns dias de contato bem próximo… não quero que seja desagradável!
0
Comente!x

  É, talvez ele tivesse mesmo uma outra personalidade… piscou algumas vezes, meio sem saber o que falar para ele.
0
Comente!x

  - Amigos? Pelo menos durante esse período… – Seokjin ergueu a mão na direção dela, ansioso com a reação da agente
0
Comente!x

   levantou as sobrancelhas ligeiramente e olhou para a mão estendida de Seokjin. Então a morena segurou a mão de dele, sentindo a diferença de temperatura entre suas mãos. Seus olhos se encontraram por um breve momento, e uma sensação de desconcerto percorreu seu corpo… Ela se viu perdida nos olhos de Seokjin por um instante, sentindo uma conexão intensa entre eles. Um calor inexplicável começou a se espalhar dentro dela.
0
Comente!x

  Foi nesse momento que se lembrou de seu namorado. Ela soltou rapidamente a mão de Seokjin, como se tivesse sido despertada de um transe. Uma expressão de surpresa cruzou seu rosto enquanto ela recuava ligeiramente. Ela concordou com um sorriso, tentando ignorar a estranha sensação que aquele contato com Seokjin havia causado.
0
Comente!x

  - Sim, amigos durante a campanha! Vamos tornar isso agradável, então…
0
Comente!x

  Seokjin também pareceu surpreso com a intensidade do momento, mas ele assentiu, aceitando a proposta de amizade. A tensão que havia pairado no ar começou a se dissipar, e ambos pareciam mais à vontade com a ideia de trabalhar juntos como amigos.
0
Comente!x

   voltou sua atenção para o palco, onde continuava sua apresentação. Ela ainda sentia um zumbido em seu interior, como se a proximidade com Seokjin tivesse mexido com suas emoções de alguma forma. No entanto, agora ela estava determinada a manter o foco em sua amiga e na música, enquanto tentava afastar os pensamentos perturbadores que haviam surgido naquele breve instante.
0
Comente!x

***

  Jimin colocou os olhos em pela primeira vez na noite, ela cantava empolgada junto com a música, fazendo um microfone improvisado com a garrafa de água que havia na mesa. O coração dele acelerou, e então ele engoliu seco. O coração dele não acelerava com frequência, e aquilo voltou a assustá-lo.
0
Comente!x

  Depositou a cerveja sobre a mesa onde os amigos estavam, e então encarou a cubana, pensando em como se aproximar, em como abordá-la, como falar que havia sido um babaca, sendo que isso ela já sabia?
0
Comente!x

  - Vai logo, antes que você desista! – Namjoon passou a mão pelas costas dele – Não precisa ensaiar nada, só dizer o que você está sentindo! Você agiu como um idiota porque não soube lidar com o que está sentindo por ela… pronto! A verdade e nada mais!
0
Comente!x

  - Eu não consigo hyung! – ele balançou a cabeça em negativa, com os olhos grudados em – Vou estragar tudo… você sabe! Você sabe que não posso deixar ela entrar…
0
Comente!x

  - E não foi isso que eu te disse para fazer! Te disse para ser sincero com o porque agiu como um idiota! Jimin, presta atenção em mim! – o mais novo olhou para Namjoon – Não seja o que fizeram de você!
0
Comente!x

  Ele piscou algumas vezes e então caminhou até ela que ainda cantava, empolgada. Jimin segurou a cintura de , atraindo a atenção da cubana, que mudou o semblante na mesma hora em que seus olhos encontraram os dele. O coração quebrado dela doeu.
0
Comente!x

  - O que você quer? – o tom ríspido da voz dela fez ele se lembrar dele mesmo no passado – Você pode continuar fingindo que eu não existo!
0
Comente!x

  - Vamos para outro lugar, aqui tem muito barulho!
0
Comente!x

  Yugyeom, com o maxilar travado, puxou para mais perto dele, como forma de tentar proteger a amiga. Yugyeom sempre fora daquele jeito… se agarrou a ele.
0
Comente!x

  - Ela não vai a lugar nenhum com você! A não ser que ela queira, e eu acho que ela não quer!
0
Comente!x

  Jimin não julgava Yugyeom, ele era do tipo que protegia os amigos sob qualquer circunstância, estando sempre no modo defensivo. Aquilo era bonito!
0
Comente!x

  - Eu entendo sua preocupação Yugyeom! Eu sei que machuquei a sua amiga e você teme que eu a machuque de novo, mas não farei isso! Você tem a minha palavra! Eu só quero esclarecer as coisas, prometo! – ele olhou para – Pode por favor me acompanhar? Me dê cinco minutos e aí você pode tomar as decisões que quiser!
0
Comente!x

   não respondeu, continuou agarrada a Yugyeom com os olhos fixos no palco. Jimin bufou alto e então caminhou sozinho para a área externa do bar. Bagunçou os cabelos e então se pôs a andar de um lado para o outro. Depois, se escorou na parede, acendendo um cigarro logo em seguida.
0
Comente!x

  Aí então, quando ele deu a primeira tragada, se aproximou, ficando a centímetros dele. Jimin jogou a fumaça para o alto, depois encarou os lábios dela.
0
Comente!x

  - Anjo, não voe tão perto de mim! Eventualmente, eu vou te arrastar para baixo! Para bem baixo… – fez questão de ficar ainda mais perto dele, com as mãos na cintura –  Anjo, não voe tão perto de mim! Eu sou o que você quer, não o que você precisa! Você não quer perder essas asas… Pessoas como eu estragam coisas belas!
0
Comente!x

  Jimin ergueu a mão e então tocou o rosto dela:
0
Comente!x

  - Você devia ir! Escapar rápido! Queria que não tivesse que ser desse jeito…
0
Comente!x

  - Se algum dia você mudar de ideia, e desejar não ter me deixado lá sozinha, eu lamentarei! Provavelmente será muito tarde para tentar! Você deveria apagar meu número do seu celular… se é que não o fez já! Eu ainda estou com o coração partido e eu não vou esquecer! Então, se algum dia eu te ligar bêbada, prometa que não vai atender… Porque eu não quero fazer isso de novo! E se algum dia eu estiver onde você está, eu rezo para que isso não aconteça, porque eu não suporto olhar para você de novo! Se algum dia eu… – ela pausou –  Eu passo de metrô onde nós nos beijamos pela primeira vez o tempo todo, e agora eu nunca olho para aquele lado da rua! Não vou deixar você partir meu coração novamente Jimin! E eu nunca poderei ser sua amiga, você queimou a ponte entre nós no dia em que me deixou plantada na porta daquele restaurante e nunca mais disse nada!
0
Comente!x

  Ele sentiu o tapa em sua mão, fazendo a mesma cair ao lado de seu corpo. Jimin fechou os olhos. O que mais ele podia falar para ela?
0
Comente!x

  - Eu aceito que não fui o melhor! Perdão por fugir como um covarde…
0
Comente!x

  - E você espera que eu reaja como? Que te beije e te diga que te perdoo e que tá tudo bem? Que essas coisas acontecem? Caramba, não!
0
Comente!x

  Jimin, depois de ouvir as palavras de , respirou fundo e tentou se abrir sobre seus traumas passados. Ele olhou nos olhos dela e falou com sinceridade:
0
Comente!x

  - , eu sei que não posso mudar o que aconteceu, e não estou pedindo que você me perdoe! – ele começou, com a voz ficando carregada de emoção – Mas eu preciso que você entenda que existem coisas do meu passado que me assombram até hoje. Eu já fui machucado antes, de formas que não consigo explicar facilmente!
0
Comente!x

   ouvia atentamente, mas sua expressão permanecia firme em sua decisão de seguir em frente. Ela não queria mais envolvimento nenhum com Jimin.
0
Comente!x

  - Jimin, eu entendo que todos temos nossos próprios demônios, – ela respondeu, sua voz suavizando um pouco – mas você deveria ter sido honesto desde o início. Eu não estava pensando em namoro, e definitivamente não estava pulando nenhuma etapa. Estávamos apenas curtindo o momento, certo? Você não precisava ter feito o que fez! Eu teria entendido que seria apenas mais uma experiência… O que realmente me magoou foi você ter desaparecido como se eu não fosse nada!
0
Comente!x

  Jimin assentiu, aceitando a responsabilidade por suas ações passadas. No entanto, quando ele começou a se abrir sobre seus traumas, não queria mais ouvir. Ela estava decidida a seguir em frente e parecia não querer mais contato com ele… 
0
Comente!x

  - Eu aprecio que você esteja se abrindo… – disse ela, com um nó na garganta- Mas eu não quero mais saber dos seus problemas ou dos seus traumas! Eu tenho a minha vida, e não quero fazer parte do seu plano de reabilitação ou seja lá o que for! Beijei um sapo pensando que era um príncipe, e agora estou seguindo em frente…
0
Comente!x

  Sem dar a ele a chance de responder, virou as costas e saiu, deixando Jimin sozinho na área externa do bar. Ele assistiu-a se afastar com uma sensação de perda profunda, mas sabia que tinha sido ele quem a afastara. Agora, ele teria que lidar com as consequências de suas escolhas.
0
Comente!x

***

  Yugyeom e Jungkook haviam apenas trocado um olhar rápido quando ele e chegaram. Yugyeom queria curtir a noite, então não daria bola para nenhuma provocação que Jungkook pudesse fazer. Ele só se preocupava com … com o que ele podia fazer para provocá-lo, usando-a. Mas hoje ele queria relaxar.
0
Comente!x

  Fechou os olhos cantando baixinho a música junto com e então ergueu o copo com sua cerveja na direção da amiga quando abriu os olhos. Depois que Li-Hua cumprimentou as meninas, ela se aproximou dele, ficando em pé ao seu lado. Os dois não trocaram nenhuma palavra durante alguns minutos, e aí ela depositou um beijo na bochecha dele. A amizade dos dois era daquele jeito… Li-Hua era a melhor amiga de Yugyeom desde o ensino médio. A verdadeira melhor amiga… era sua paixão e todos sabem disso! Inclusive Li-Hua, óbvio. Era ela quem ouvia as lamentações de Yugyeom sobre o amor não correspondido.
0
Comente!x

  Ela era chinesa, e o pai havia sido transferido para a Coreia quando ela entrou na adolescência, e aí eles se conheceram e Yugyeom a ajudou muito a aprender o idioma. E os dois nunca mais se desgrudaram, ela era a maior confidente de Yugyeom e ele dela. Bom, na verdade ele não sabia tudo… pelo menos Li-Hua achava que não! Ela já não o enxergava como amigo há muito tempo… mas não suportaria perdê-lo, então nunca falou nada para ninguém, muito menos para o próprio. E assim ela levava a vida!
0
Comente!x

  - O seu maior inimigo está aqui e você está nessa paz? Como assim? – ela sussurrou em seu ouvido
0
Comente!x

  Yugyeom deu um sorriso de canto e então ofereceu seu copo para a melhor amiga beber um gole de sua cerveja e ela assim o fez.
0
Comente!x

  - Eu não quero nem me lembrar que ele está aqui hoje…
0
Comente!x

  - A não vai tirar satisfações com ele pelo ocorrido com ela no encontro?
0
Comente!x

  - Não sei! – ele deu de ombros e Li-Hua franziu o cenho, não reconhecendo o amigo – Isso é com ela!
0
Comente!x

  - Quem é você, e o que você fez com o Yugyeom? – ela segurou o rosto do mais alto entre as mãos, ficando de frente para ele
0
Comente!x

  Yugyeom gargalhou enquanto colocava uma das mãos na cintura dela.
0
Comente!x

  - É que eu não quero confusão hoje! E o ambiente está bem propício a isso, então estou focado no meu objetivo, só isso!
0
Comente!x

  Quando ele apertou a cintura dela, com carinho, Li-Hua sentiu o corpo reagir e então soltou o rosto dele.
0
Comente!x

  - Inclusive se ele ver nós dois juntos, ele vai usar isso contra mim em algum momento! Ele odeia me ver com mulheres bonitas!
0
Comente!x

  Ela arregalou os olhos e Yugyeom acabou trazendo-a para mais perto de si, agora com as duas mãos na cintura dela. O coração da loira começou a bater rápido. O que era aquele tratamento? Ele já estava bêbado.
0
Comente!x

  - Mulheres bonitas? – foi o que ela conseguiu dizer
0
Comente!x

  - É! Primeiro com a , depois com o restante das garotas, e agora você!
0
Comente!x

  - Eu? – ela tombou a cabeça para trás gargalhando
0
Comente!x

  - Ah Li-Hua! Não seja modesta! Você é linda!
0
Comente!x

  Os dois se encararam, e Li-Hua tinha as bochechas coradas. O coração dela ainda batia rápido. “Não! Não Não!” ela repetiu mentalmente para si mesma e então tratou de se livrar das grandes mãos dele. Mas ele foi mais rápido e a trouxe de volta.
0
Comente!x

  - O que foi? Parece que tá fugindo de mim…
0
Comente!x

  Li-Hua tentou se recompor após a surpresa das palavras de Yugyeom, enquanto ele a segurava com carinho. Seu coração batia descompassadamente, e ela se sentia desconfortável com a intensidade do momento.
0
Comente!x

  - Yugyeom, você está bêbado… – ela murmurou, tentando afastá-lo novamente, mas ele a segurou com mais firmeza
0
Comente!x

  - Eu posso estar bêbado, mas isso não muda o fato de que você é linda… – Yugyeom respondeu, olhando profundamente nos olhos dela
0
Comente!x

  Li-Hua sentiu uma mistura de emoções. Ela sempre soube que Yugyeom a achava bonita, mas nunca esperava ouvir isso de forma tão direta e intensa. Ela desviou o olhar, incapaz de lidar com a intensidade do momento.
0
Comente!x

  - Yugyeom, não podemos fazer isso aqui… – ela murmurou, sua voz um sussurro trêmulo – Você está bêbado, e eu… eu não quero que você se arrependa de nada amanhã!
0
Comente!x

  Yugyeom finalmente pareceu acordar para a realidade de sua situação e soltou Li-Hua, embora relutante. Ele passou a mão pelos cabelos, com uma expressão de confusão.
0
Comente!x

  - Desculpe, eu não deveria ter feito isso! – ele disse, parecendo mais sóbrio de repente – Eu não sei o que deu em mim…
0
Comente!x

  Li-Hua forçou um sorriso e tocou o rosto dele suavemente.
0
Comente!x

  - Não se preocupe, Yugyeom! Acho que é apenas a bebida falando por você… – ela respondeu, tentando dissipar o desconforto da situação – Vamos apenas curtir a noite com nossos amigos, como planejado…
0
Comente!x

  Yugyeom assentiu, aliviado por ela ter aliviado a tensão do momento. Os dois voltaram a se juntar ao grupo, mantendo uma distância um do outro. A noite continuou, mas a breve interação entre eles havia deixado uma tensão no ar, uma sensação estranha que eles teriam que enfrentar mais cedo ou mais tarde.
0
Comente!x

***

  Ele viu quando a morena foi em direção ao banheiro e então foi atrás dela. As costas escoradas na parede, os braços cruzados abaixo do peito, a postura relaxada e o sorriso debochado no canto dos lábios foi o que viu quando saiu do banheiro e encontrou Jungkook.
0
Comente!x

  Ela revirou os olhos, pronta para voltar para a mesa onde as amigas estavam, mas as mãos de Jungkook a impediram, virando o corpo dela com brutalidade, fazendo suas costas baterem na parede gelada. fechou os olhos com o impacto do corpo de Jungkook se juntando ao seu.
0
Comente!x

  - O que você acha que está fazendo? Maluco! – ela colocou as mãos sobre os ombros dele tentando afastá-lo – Me solta!
0
Comente!x

  Mas Jungkook era infinitamente mais forte que ela.
0
Comente!x

  - Você nunca mais apareceu em um encontro no meu bar! O que foi? Não foi bem atendida? – as mãos dele lhe apertaram a cintura
0
Comente!x

  - Você é ridículo! – ela vociferou com os lábios próximos aos dele
0
Comente!x

   sentiu a proximidade dos lábios de Jungkook e seus olhos encontraram os dele, faiscando com uma mistura de raiva e atração. Ela estava determinada a resistir, a mostrar a ele que não cairia em seus joguinhos, mas uma parte dela estava intrigada com a intensidade do momento.
0
Comente!x

  - Você não vale o meu tempo, Jungkook… – ela sussurrou com desdém
0
Comente!x

  Mas antes que pudesse dizer mais alguma coisa, Jungkook a beijou, um beijo feroz e cheio de desejo. relutou por um breve momento, mas logo se viu respondendo ao beijo, permitindo que seus lábios se entregassem ao contato quente e eletrizante.
0
Comente!x

  O beijo deles era uma batalha de vontades, cheia de paixão reprimida e tensão acumulada. Jungkook segurava-a com firmeza contra a parede, uma mão entrelaçada em seus cabelos, enquanto a outra apertava sua cintura. correspondia ao beijo, permitindo-se perder no momento, mas sua mente estava em guerra.
0
Comente!x

  Finalmente, quando o beijo se quebrou, eles estavam ofegantes e com os olhos semicerrados de desejo. Jungkook sorriu, um sorriso de satisfação por ter conseguido beijá-la da maneira que queria.
0
Comente!x

  , por outro lado, recuou, empurrando-o com força. Ela olhou para ele por um momento, seus olhos faiscando de raiva e frustração, antes de virar-se e sair em silêncio.
0
Comente!x

  Jungkook ficou ali, observando-a afastar-se, ainda com um sorriso no rosto. Ele sabia que havia mexido com ela, que a havia deixado fora de equilíbrio, e isso o satisfazia.
0
Comente!x

  Enquanto isso, tentava arrumar seus pensamentos enquanto caminhava de volta para a mesa onde suas amigas estavam. Ela se esforçou para parecer calma e composta, como se nada tivesse acontecido, mas por dentro seu coração ainda estava acelerado, e ela sabia que teria que lidar com as consequências daquele beijo mais cedo ou mais tarde.
0
Comente!x

***

  O cigarro nos lábios dela fez Hoseok arregalar os olhos e então riu, fechando os olhos. Todo mundo tinha a mesma reação quando descobria que ela fumava.
0
Comente!x

  - Eu confesso que isso me pegou de surpresa! – Hoseok finalmente se aproximou dela
0
Comente!x

  - Quais são as chances de agora eu nunca mais ver o Jihoon? – Hoseok observou o bico se formando nos lábios dela
0
Comente!x

  O cigarro estava quase acabando quando ele desviou os olhos dos lábios de .
0
Comente!x

  - Porque eu não deixaria você vê-lo mais? Porque fuma? Basicamente todos os meus amigos fumam… – ele deu de ombros – Inclusive ele realmente gosta muito de você!
0
Comente!x

  - É recíproco… a GaHee parou de dar trabalho?
0
Comente!x

  - Ela nunca para! – o sorriso nos lábios de Hoseok era amargo – Eu só queria que as coisas fossem diferentes, sabe?
0
Comente!x

  - Entre você e ela?
0
Comente!x

  - Também! – Hoseok assistiu ela jogar a fumaça para cima
0
Comente!x

  Porque aquilo pareceu tão sexy aos olhos de Hoseok? Ele continuou observando ela tragar e jogar a fumaça, em silêncio, com a boca meio aberta.
0
Comente!x

  - E porque vocês não deram certo?
0
Comente!x

  - Porque só eu me apaixonei, só eu quis o Jihoon… eu! Eu estava sozinho desde o começo… mesmo com ela!
0
Comente!x

  - Entendi! Acho que minha relação com o Doyoon também foi assim…
0
Comente!x

   olhou para o chão por alguns segundos.
  - Ele finalmente te deixou em paz? – Hoseok se aproximou um pouco mais dela
0
Comente!x

   apagou o cigarro e o jogou dentro do cinzeiro, que era feito justamente para aquilo.
0
Comente!x

  - Quem me dera! Ele inclusive está aqui…
0
Comente!x

  - Aqui? No Bulldog? Ele te seguiu? – Hoseok fechou as mãos em punho
0
Comente!x

  - Não me seguiu… foi só mais uma coincidência! Ele não me viu ainda! Mas ele está vindo para cá, droga!
0
Comente!x

   arregalou os olhos enquanto olhava por cima dos ombros de Hoseok.
  Hoseok virou a cabeça encontrando o homem caminhando com alguns amigos até lá, provavelmente para fumar também. Os olhares de e Doyoon se cruzaram, e um arrepio percorreu a espinha dela quando viu o sorriso vitorioso nos lábios dele. Ela sabia que algo estava prestes a acontecer, algo que poderia complicar ainda mais a situação já confusa em que se encontrava.
0
Comente!x

  Hoseok, sentindo a tensão no ar e talvez movido por um instinto impulsivo, segurou o rosto de entre as mãos. Ela ficou momentaneamente surpresa, sem entender o que estava acontecendo. Mas antes que pudesse protestar ou recuar, os lábios de Hoseok pressionaram os dela em um beijo ardente.
0
Comente!x

   sentiu um turbilhão de emoções em seu interior. Havia a surpresa inicial, seguida por uma onda de calor que se espalhou por todo o seu corpo quando a língua quente de Hoseok pediu passagem. Seu corpo reagiu involuntariamente, cedendo ao beijo apaixonado do rapaz. Os sentimentos de estavam em completa confusão.
0
Comente!x

  Hoseok, por sua vez, estava completamente envolvido no beijo. Ele havia agido por impulso, movido pelo ciúmes e pela necessidade de proteger da presença ameaçadora de Doyoon.
0
Comente!x

  Quando finalmente se separaram, ambos estavam sem fôlego. olhou nos olhos de Hoseok, seus olhos transmitindo uma mistura de confusão e desejo reprimido. Ela não sabia o que fazer, como lidar com essa reviravolta inesperada.
0
Comente!x

  Doyoon, por sua vez, chegou mais perto dos dois, e sua expressão passou de triunfante para surpresa quando viu o que havia acabado de acontecer. Hoseok e estavam tão envolvidos um no outro que pareciam ter esquecido completamente a presença dele.
0
Comente!x

  Ele pigarreou para chamar a atenção dos dois, mas não pareceu ter funcionado, já que ambos continuavam com os corpos colados, e olhando dentro dos olhos um do outro.
0
Comente!x

  - Eu não sabia que você já estava com outra pessoa…
0
Comente!x

  - Talvez seja porque isso não é da sua conta?
0
Comente!x

  Hoseok finalmente se afastou de , encarando Doyoon.
  - Você? – Doyoon perguntou enquanto encarava Hoseok, ainda mais surpreso
0
Comente!x

  - Vem Hoseok! Vamos voltar lá para dentro…
0
Comente!x

   segurou uma das mãos dele, os dois entrelaçando as mesmas de forma natural…
0
Comente!x

  Caminharam juntos até a parte coberta do bar e então se encararam outra vez.
0
Comente!x

  - Você fez aquilo para me ajudar com o Doyoon, não foi?
0
Comente!x

  Hoseok engoliu seco e então encarou as mãos ainda entrelaçadas dos dois.
0
Comente!x

  - Foi! Claro! – ele respirou fundo
0
Comente!x

   notou a hesitação na voz de Hoseok quando ele respondeu à sua pergunta. Seu olhar se fixou nas mãos ainda entrelaçadas dos dois, e ela podia sentir uma leve decepção se formando dentro dela. Ela esperava que a resposta de Hoseok fosse mais sincera, mais emocional.
0
Comente!x

  Hoseok, por outro lado, estava lutando contra seus próprios sentimentos. Ele sabia que havia beijado principalmente para afastar Doyoon, mas também não podia negar que o beijo havia sido bom e que eles pareciam ter até uma certa química… No entanto, ele estava determinado a manter uma distância segura, protegendo seu coração de mais mágoas.
0
Comente!x

   suspirou, soltando suavemente a mão de Hoseok. Ela olhou nos olhos dele por um momento antes de responder com um tom um pouco mais frio do que ela pretendia:
0
Comente!x

  - Certo, Hoseok… Eu entendo… Você fez o que achou que era melhor na situação. Mas não quero que faça nada que não queira. Não quero que se sinta obrigado a nada.
0
Comente!x

  Hoseok assentiu, desviando o olhar por um momento antes de voltar a encarar . Ele podia sentir a distância entre eles crescer, e isso o machou um pouco mais do que ele queria admitir.
0
Comente!x

  - Eu só não quero que as coisas fiquem estranhas entre nós, .
0
Comente!x

   forçou um sorriso, embora seu coração estivesse um pouco mais pesado. Ela entendia as razões de Hoseok, mas isso não diminuía sua decepção. Ela não queria que as coisas ficassem estranhas entre eles também, mas parecia que isso já estava acontecendo…
0
Comente!x

  - O problema é que agora ele vai ficar de olho em nós dois… como faremos?
0
Comente!x

  - Vamos fingir! – ele deu de ombros voltando a entrelaçar a mão na dela – Depois nós explicamos para os meus amigos e para suas amigas. O importante é o Doyoon acreditar que somos um casal!
0
Comente!x

   fechou os olhos com força, aquilo era mesmo uma boa idéia?
0
Comente!x

***

  Quando percebeu que parecia incomodada com a altura do som, se aproximou da mesa, e então ergueu a mão na direção dela. analisou a mão grande e cheia de veias do homem e então reconheceu os anéis e a pulseira, ela sorriu, retirando as mãos dos ouvidos. Ergueu os olhos enquanto segurava a mão dele, e o viu sorrindo também.
0
Comente!x

  - Vem! Vamos sair um pouco daqui! – ele sussurrou no ouvido dela
0
Comente!x

  Quando se levantou, pegou sua bolsa sobre a mesa, e então perguntou:
0
Comente!x

  - Você se importa de aguardar um carro comigo? Eu já vou embora!
0
Comente!x

  - Eu levo você! Avise suas amigas!
0
Comente!x

  - Não! – balançou a cabeça – É aniversário do seu amigo e vocês acabaram de cantar os parabéns!
0
Comente!x

  - Justamente, depois de cantar os parabéns podemos ir embora! – ele gargalhou junto com ela – Vamos!
0
Comente!x

   avisou a e que já estava indo embora, cantava a última música e ela sabia que a amiga não se importava quando ela ia embora cedo.
0
Comente!x

  - Você confia mesmo no Yoongi para te levar?
0
Comente!x

  - ! – lhe deu uma cotovelada – Os dois agora são amigos, claro que ela pode confiar nele!
0
Comente!x

   assentiu concordando. Yoongi e estavam bem próximos desde que ele havia se tornado sócio da biblioteca onde ela trabalhava, e nunca havia dado nenhum motivo para que elas não confiassem nele. E ele parecia estar fazendo bem para ela…
0
Comente!x

  Já dentro do carro de Yoongi, ela ajeitou o cinto de segurança no corpo enquanto ele fazia o mesmo. Depois os dois se olharam e escaneou o rosto dele com olhos:
0
Comente!x

  - Queria tanto decorar seu rosto! Pelo menos o seu… – ela suspirou alto – E o das meninas!
0
Comente!x

  Foi a vez de Yoongi suspirar alto e ligar o carro.
  - Quando vai aceitar meu convite para jantar no restaurante outra vez?
0
Comente!x

  - É que eu me sinto mal sozinha nos lugares sabe? Ainda mais se eles estiverem cheios…
0
Comente!x

  Enquanto ele dava ré, fechou os olhos sentindo o alívio de estar longe o suficiente do barulho agora.
0
Comente!x

  - E se eu fechasse o restaurante para nós dois?
0
Comente!x

   abriu os olhos rapidamente, piscando enquanto encarava Yoongi.
  - Só para nós dois? E quem cozinharia? – ela gargalhou
0
Comente!x

  - O Jin hyung! – ele gargalhou com ela de novo – Acho que você pode aceitar agora, que tal?
0
Comente!x

  - Não é justo com o Jin! Nós podemos ir a algum outro restaurante, que tal?
0
Comente!x

  - Não! – ele balançou a cabeça como uma criança emburrada
0
Comente!x

   gargalhou outra vez e ele teve certeza que podia ouvi-la gargalhar o dia todo!
  - Tá bom! Eu aceito o seu convite!
0
Comente!x

  Yoongi olhou para ela surpreso.
  - Tá falando sério?
0
Comente!x

  - Não era sério o convite? – outra gargalhada
0
Comente!x

  - Claro que é! Super sério! Então eu vou combinar tudo com o Jin e te aviso! Pode ser?
0
Comente!x

  - Pode! Caro…
0
Comente!x

  Os dois se olharam rapidamente e logo Yoongi voltou sua atenção ao trânsito.
0
Comente!x

  Enquanto Yoongi dirigia pelas ruas da cidade, olhou para fora da janela, observando as luzes noturnas que passavam por eles. Ela estava grata por ter um amigo como Yoongi, alguém que entendia suas dificuldades e estava disposto a fazer o possível para tornar sua vida mais fácil.
0
Comente!x

  Quando finalmente chegaram à frente da casa de , Yoongi estacionou o carro e desligou o motor. Os dois permaneceram em silêncio por um momento, como se nenhum deles quisesse dar por encerrada a noite. sabia que tinha que descer, mas parte dela desejava que o tempo pudesse parar naquele momento.
0
Comente!x

  Ela então passou a mão delicadamente pelo rosto de Yoongi, seus dedos percorrendo os contornos de seu rosto com cuidado. Era uma ação suave, como se ela estivesse tentando memorizar cada detalhe, mesmo sabendo que não conseguiria.
0
Comente!x

  - Eu queria tanto poder ver o seu rosto como ele realmente é, Yoongi… – murmurou ela com um toque de tristeza em sua voz
0
Comente!x

  Os olhos de Yoongi se encontraram com os dela, e ele podia sentir a sinceridade em suas palavras. Ele tinha um carinho especial por , e a ideia de que ela nunca poderia ver completamente seu rosto o entristecia.
0
Comente!x

  - Eu sei, … Eu adoraria que você pudesse também. – sua voz estava calma e reconfortante
0
Comente!x

   soltou um suspiro suave e desviou o olhar, sentindo uma mistura de emoções dentro dela. Ela então abriu a porta do carro e se preparou para descer. Antes de sair completamente, ela se virou para Yoongi e o abraçou carinhosamente.
0
Comente!x

  - Obrigada por me trazer, Yoongi. Foi divertido ter você lá! – murmurou ela, seu abraço transmitindo gratidão e carinho
0
Comente!x

  Yoongi retribuiu o abraço calorosamente, sentindo uma onda de emoção ao abraçá-la. Ele sabia que estava desenvolvendo sentimentos por , mas também entendia que a amizade deles era especial e que a condição dela tornava as coisas mais complicadas.
0
Comente!x

  - Fico feliz que tenha se divertido, ! Sempre estarei aqui para você, não importa o quê… – sussurrou ele, sentindo uma sensação de conforto no abraço deles
0
Comente!x

  Eles finalmente se separaram, e desceu do carro com um sorriso no rosto. Ela caminhou em direção à portaria de seu condominio e olhou para trás para ver Yoongi ainda sentado no carro, observando-a. Seus olhares se encontraram por um breve momento antes de ela entrar no prédio, e ela podia ver uma expressão de satisfação no rosto dele.
0
Comente!x

  Yoongi suspirou profundamente e deu partida no carro, afastando-se lentamente da casa de . Ele sabia que seus sentimentos estavam se tornando mais profundos, mas também sabia que tinha que respeitar os limites dela. Por agora, eles eram amigos, e ele estava disposto a fazer o que fosse preciso para proteger essa amizade especial.
0
Comente!x

***

  Quando ele a encontrou, a garrafa de água estava praticamente vazia e sua respiração estava ofegante. Pega de surpresa pelos olhos de dragão dele dentro dos óculos, ela levou uma das mãos até o peito.
0
Comente!x

  - Você me assustou! Como chegou aqui? – levou a garrafa de água até os lábios outra vez
0
Comente!x

  - Eu perguntei se podia falar com a cantora, tirar uma foto… – ele riu – E eles deixaram!
0
Comente!x

  - Ah! – ela gargalhou – Não me diga! Quer uma foto? Um autógrafo?
0
Comente!x

  - O show foi incrível senhorita Constâncio! – ele engoliu seco e acompanhou o movimento que o pomo de Adão dele fez – Porque nunca me disse que cantava?
0
Comente!x

  A loira deu de ombros.
  - Era importante?
0
Comente!x

  - Tudo é importante ! Você precisa confiar em mim e no meu trabalho! Não nos faça perder tempo…
0
Comente!x

  Como ela explicaria para ele que na verdade ela só queria beijá-lo? Que todas as vezes que eles começavam a conversar e ela o observava falar, ela só sentia isso? Vontade de subir sobre a mesa dele, lhe segurar o rosto e lhe dar um beijo de cinema? Daqueles que tiram o fôlego… Perigoso! Aquilo era perigoso, e precisava parar!
0
Comente!x

  - Eu não quero te fazer perder tempo!
0
Comente!x

  - E eu não quero que perca o seu! – ele se aproximou dela
0
Comente!x

  Estavam sozinhos lá. O arrepio estava lá… mais intenso que nunca.
0
Comente!x

  - Eu não sabia que você tinha uma vida fora do trabalho…workaholic! Achei inclusive que você só existisse dentro do seu escritório, que quando saísse de lá você, puft… desaparecesse!
0
Comente!x

  Ele não pode deixar de sorrir com a provocação dela. A troca de palavras entre e Namjoon estava carregada de tensão, mas também de uma atração palpável que nenhum dos dois podia negar. Ambos estavam conscientes dos riscos de se envolverem, especialmente dada a natureza profissional de sua relação. No entanto, a atração era inegável, e os olhares intensos que compartilhavam apenas alimentavam o fogo que queimava entre eles.
0
Comente!x

  Namjoon deu um passo mais perto dela, sua presença preenchendo o espaço entre eles. Ele não conseguia tirar os olhos de , e sua mente estava repleta de pensamentos que ele sabia que deveria afastar.
0
Comente!x

  - Às vezes, todos nós precisamos de um pouco de tempo para nós mesmos, longe do trabalho. – Namjoon respondeu, sua voz um sussurro suave e sedutor – Talvez eu precise aprender a equilibrar melhor minha vida profissional e pessoal…
0
Comente!x

  A loira riu, mas havia um toque de nervosismo em sua risada. Ela não conseguia ignorar a eletricidade que passava entre eles e a forma como os olhos de Namjoon a olhavam intensamente.
0
Comente!x

  - Equilíbrio é importante, senhor Kim… Não quero que você perca o sono por minha causa… – ela brincou, mas suas palavras continham uma sugestão sutil
0
Comente!x

  Namjoon estava prestes a responder quando, de repente, ele pareceu se dar conta do que estava acontecendo. Ele recuou um passo, seus olhos se afastando dos dela, como se ele estivesse quebrando o contato visual que os prendia.
0
Comente!x

  - Você está certa, . Eu não deveria estar aqui incomodando você com conversas fúteis! Acho que vou embora… – Namjoon parecia mais sério agora, como se estivesse tentando recuperar o controle de si mesmo.
0
Comente!x

   sentiu uma mistura de decepção e alívio com a reação de Namjoon. Ela sabia que o que estava acontecendo entre eles era arriscado, mas não conseguia evitar a atração que sentia por ele. No entanto, ela também reconhecia a importância de manter as coisas profissionais entre eles.
0
Comente!x

  - Não é uma conversa fútil, Namjoon. – ela disse suavemente, tentando acalmar a situação – Só estamos conversando sobre amenidades, já que fora das consultas não podemos conversar sobre meu tratamento, não é? Trabalho em primeiro lugar, como você diz!
0
Comente!x

  Namjoon assentiu, parecendo grato por sua orientação. Ele deu meia-volta e começou a se afastar dela, mas antes de sair do camarim, ele olhou para trás e lhe lançou um olhar significativo, seus olhos carregados de emoção reprimida.
0
Comente!x

  - Você tem razão, senhorita Constâncio! Trabalho em primeiro lugar. – murmurou ele antes de sair
0
Comente!x

   suspirou quando ele desapareceu de sua vista, sentindo uma sensação de frustração e desejo não resolvido. Ela sabia que era o melhor para ambos manterem as coisas profissionais, mas seu coração e corpo pareciam ter outros planos. Ela se virou para sair do camarim e voltar ao bar, tentando deixar para trás os sentimentos tumultuados que Namjoon havia despertado nela.
0
Comente!x

  Namjoon entrou no banheiro do bar com passos rápidos, fechando a porta atrás de si. Ele apoiou as mãos no lavatório, olhando para seu próprio reflexo no espelho. Sua mente estava uma bagunça, e ele precisava de um momento para se recompor.
0
Comente!x

  O encontro com tinha mexido profundamente com ele. A atração que sentia por ela era avassaladora, e ele lutava para manter o autocontrole. O dilema entre sua vida profissional e pessoal estava mais complicado do que nunca.
0
Comente!x

  Retirou o óculos do rosto, ligou a torneira e jogou água fria no rosto, esperando que a sensação o ajudasse a clarear os pensamentos. No entanto, as imagens de continuavam a assombrá-lo… Seus olhos, seu sorriso, a maneira como ela o provocava com seu sarcasmo e charme…
0
Comente!x

  Namjoon fechou os olhos e respirou fundo, tentando afastar os pensamentos indesejados. Ele sabia que não podia se dar ao luxo de se distrair com a atração por . Sua carreira e sua reputação estavam em jogo. Quando ele finalmente se sentiu mais calmo, Namjoon abriu os olhos e olhou novamente para seu reflexo no espelho. Ele sabia o que precisava fazer. Tinha que manter as coisas estritamente profissionais com , não importasse o quanto a desejasse.
0
Comente!x

  Com essa resolução em mente, Namjoon colocou seus óculos de volta e saiu do banheiro e voltou para o bar, determinado a focar no trabalho e deixar os sentimentos pessoais de lado. No entanto, no fundo de sua mente, ele sabia que aquilo não seria tão fácil quanto parecia.
0
Comente!x

***

  As risadas bêbadas se misturavam com o barulho dos saltos de no piso do apartamento assim que Taehyung abriu a porta do mesmo – com certa dificuldade -, a luz apagada do apartamento continuou assim até que os dois cambaleiam e caem no sofá… com Taehyung por cima dela.
0
Comente!x

  As respirações se misturam lentamente agora, enquanto as risadas cessaram. Tudo ao redor pareceu desaparecer. A tensão entre eles era palpável, e o álcool apenas amplificava a atração que já existia.
0
Comente!x

  Taehyung aproximou seu rosto do dela, seus lábios quase se tocando… Ambos estavam bêbados, e qualquer racionalidade estava sendo deixada de lado. A atração era forte demais para resistir.
0
Comente!x

  O primeiro beijo deles foi intenso e desajeitado, uma explosão de desejo contido por tanto tempo. Suas línguas se encontraram em um beijo apaixonado, e as mãos de Taehyung percorreram o corpo de com urgência.
0
Comente!x

  No entanto, a realidade logo começou a se infiltrar em suas mentes embriagadas. Eles eram chefe e subordinada, e isso era um território perigoso. A voz de quebrou o beijo, e ela ofegou:
0
Comente!x

  - Taehyung, nós não podemos fazer isso… Você é meu chefe!
0
Comente!x

  Taehyung fechou os olhos por um momento, lutando contra a atração que o consumia. Ele sabia que estava certa, mas o desejo ainda queimava em seu peito.
0
Comente!x

  - Eu sei, . Mas é tão difícil resistir…
0
Comente!x

  A tensão continuava a crescer entre eles, mesmo depois da breve pausa para recuperar o fôlego. As mãos de Taehyung permaneciam em , acariciando sua pele com um toque suave, mas cheio de desejo.
0
Comente!x

   olhou nos olhos escuros de Taehyung, e seus lábios voltaram a se encontrar em um beijo ardente. Ela não conseguia resistir à paixão que sentia por ele, e parecia que ele também não podia mais negar seus sentimentos.
0
Comente!x

  O segundo beijo foi ainda mais apaixonado do que o primeiro. Suas línguas dançaram em um ritmo frenético, explorando-se com fome. As mãos de Taehyung deslizaram pelas costas de , puxando-a mais para perto de seu corpo.
0
Comente!x

  Eles sabiam que estavam cruzando uma linha perigosa, mas naquele momento, tudo o que importava era o desejo avassalador que sentiam um pelo outro. Eles se beijaram como se pudessem resolver todos os problemas e preocupações mais tarde.
0
Comente!x

  No entanto, mesmo enquanto se entregavam ao calor do momento, uma pequena voz em suas mentes os alertava sobre as consequências de seus atos. Eles eram chefe e subordinada, e esse romance proibido poderia trazer complicações devastadoras. Mas naquele instante, eles estavam dispostos a ignorar todas as regras e se perderem um no outro.
0
Comente!x

Capítulo 12

  O gosto amargo do café sem açúcar desceu pela garganta de , enquanto a cabeça dela latejava um pouco. Tanto pela leve ressaca quanto pelos acontecimentos da noite anterior.
0
Comente!x

  Uma a uma as amigas foram chegando à cafeteria de sempre e se cumprimentando, já sentadas elas se encararam.
0
Comente!x

  - O que foi que aconteceu para você querer nos ver em um sábado antes das oito da manhã? – retirou os óculos escuros do rosto depositando-os sobre a mesma – Você parece estar tão assustada, que agora estou preocupada!
0
Comente!x

   umedeceu os lábios e então deu outro gole do café antes de responder a amiga.
0
Comente!x

  - Eu e o Taehyung nos beijamos!
0
Comente!x

  - O que? – estreitou os olhos – Ontem?
0
Comente!x

  O restante das amigas ficou em silêncio, menos :
0
Comente!x

  - Por isso você me pediu no privado para trazer o tarot?
0
Comente!x

   fechou os olhos e se ajeitou na cadeira, massageando as têmporas logo em seguida.
0
Comente!x

  - Ontem de madrugada! Quando chegamos em casa! Nós dois acabamos, sei lá, tropeçando nos nossos próprios pés e aí acabamos caindo um por cima do outro no sofá, eu acho! Só me lembro dos beijos!
0
Comente!x

  - E foram só beijos? – segurou a mão da amiga –
0
Comente!x

  A loira engoliu seco. Ali é que estava o problema…
  - Eu não sei! Não me lembro direito!
0
Comente!x

  As amigas continuaram olhando para , preocupadas e curiosas ao mesmo tempo. A confissão de sobre o beijo com Taehyung tinha pego todas de surpresa, e agora elas queriam saber todos os detalhes.
0
Comente!x

  - Como assim, não se lembra direito? – franziu a testa –
0
Comente!x

  - É… a bebida estava forte, e a gente estava meio… bêbado… – tentou explicar, mas sabia que não era uma justificativa sólida o suficiente –
0
Comente!x

  - Vocês estavam bêbados? – questionou, parecendo intrigada com essa informação –
0
Comente!x

  - Sim, a gente tinha bebido um pouco a mais no bar de ontem. E as coisas aconteceram meio que… sem planejamento… – suspirou, tentando encontrar as palavras certas para descrever a situação –
0
Comente!x

  - E como você se sente em relação a isso agora? – perguntou, com um olhar compassivo –
0
Comente!x

   olhou ao redor da mesa, encontrando os olhares de suas amigas. Ela sabia que essa situação podia complicar as coisas no trabalho, e também não queria que isso afetasse a amizade que os dois andavam construindo.
0
Comente!x

  - Eu não sei, meninas! Estou me sentindo confusa e preocupada… Não era o que eu esperava que acontecesse, e agora… bem, agora preciso lidar com isso. – ela olhou para cada uma delas. – Eu não queria esconder nada de vocês, e por isso pedi para a trazer o tarot! Quero entender o que isso significa, e como posso seguir em frente…
0
Comente!x

  As amigas assentiram, compreendendo a situação de . Elas estavam ali para apoiá-la, não importava o que viesse pela frente. A incerteza pairava sobre a mesa.
0
Comente!x

  - O ideal para tirar cartas , é num lugar silencioso e calmo, onde só eu e você estivéssemos presentes sabe? Mas você não quer uma mesa, certo? Só quer um rumo, um conselho… não é?
0
Comente!x

   assentiu para a amiga, que umedeceu os lábios colocando a bolsa sobre a mesa enquanto as amigas faziam seus pedidos de café da manhã.
0
Comente!x

  - Tudo bem! Posso tirar uma carta para você, uma para ele e uma para a situação!
0
Comente!x

  E assim, retirou o baralho cigano de dentro da bolsa e começou a embaralhar o mesmo e pediu silêncio às amigas. Dividiu o baralho em três montes e pediu que escolhesse um dos montes.
0
Comente!x

  - Esse! – ela apontou para o montinho do meio –
0
Comente!x

   assentiu para ela enquanto recolhia os outros dois montes restantes. Ai então ela embaralhou o monte do meio outra vez para que as energias circulassem outra vez por ele. Depositou-o outra vez sobre a mesa. Silêncio, as amigas todas encaravam o baralho sobre a mesa. espalhou as cartas sobre a mesa, todas viradas para baixo.
0
Comente!x

  - Agora pegue uma carta para você, para a sua energia!
0
Comente!x

   chegou com o corpo para frente, sentindo o coração acelerar com a ação de simplesmente escolher uma daquelas cartas. De repente aquilo parecia tão sério… Ela observou as cartas à sua frente.
0
Comente!x

  - O tarot não prevê o futuro tá bom ? É só uma orientação baseada nas energias de vocês dois… um direcionamento! – a amiga assentiu para ela antes de voltar a encarar as cartas –
0
Comente!x

  Passeou as mãos sobre as mesmas, tentando justamente sentir as energias que emanavam de lá e então se decidiu por uma, pegando a mesma e entregando à . A outra loira pegou a carta em suas mãos analisando a mesma por um momento, enquanto deixava os espíritos guias fazerem seu trabalho junto à ela.
0
Comente!x

  - A Lua! – virou a carta na direção das amigas, mas especificamente na direção de – São os sentimentos que estão escondidos no nosso inconsciente!
0
Comente!x

   engoliu seco e voltou a tomar seu café enquanto o garçom servia alguns dos pedidos das amigas.
0
Comente!x

  - Esses sentimentos podem gerar uma certa confusão mental, pois nesse momento ainda não se sabe o que é da pessoa e o que vem do inconsciente coletivo…Nos trazendo assim os sentimentos que estão escondidos no nosso inconsciente.
0
Comente!x

  - E o que é esse inconsciente coletivo? – se atreveu a perguntar começando a achar interessante o trabalho da amiga –
0
Comente!x

  - É a camada mais profunda da psique. O inconsciente coletivo não se desenvolve individualmente, ele é herdado. É um conjunto de sentimentos, pensamentos e lembranças compartilhadas por toda a humanidade… É um reservatório de imagens latentes, chamadas de arquétipos ou imagens primordiais, que cada pessoa herda de seus ancestrais. A pessoa não se lembra das imagens de forma consciente, porém, herda uma predisposição para reagir ao mundo da forma que seus ancestrais faziam. Sendo assim, a teoria estabelece que o ser humano nasce com muitas predisposições para pensar, entender e agir de certas formas. Por exemplo, o medo de cobras pode ser transmitido através do inconsciente coletivo, criando uma predisposição para que uma pessoa tema as cobras. No primeiro contato com uma cobra, a pessoa pode ficar aterrorizada, sem ter tido uma experiência pessoal que causasse tal medo, e sim derivando o pavor do inconsciente coletivo. Mas nem sempre as predisposições presentes no inconsciente coletivo se manifestam tão facilmente! É isso!
0
Comente!x

   e as amigas assentiram, incluindo , que agora tinha os olhos marejados. continuou:
0
Comente!x

  - É preciso encarar isso como um despertar da consciência ! É o momento de escutar mais a intuição, deixar o que está oculto aí dentro de você se manifestar… Trabalhar as energias!
0
Comente!x

  - E como eu faço isso pelo amor de Deus ?
0
Comente!x

  - Entrando em contato com a natureza! As forças da natureza trabalham todas as nossas energias! Quando essa carta sai, nota-se que é preciso ter algo conectado. Tudo está oculto, conflitos internos e dispersos. Você precisa se conectar com você mesma para descobrir o que sente de verdade por ele! Mesmo que você ache cedo… você já sabe! Só não sabe que já sabe!
0
Comente!x

   passeou as mãos pelo rosto, atônita.
  - Agora vamos tirar uma carta para ele, para sabermos a energia dele com relação a tudo isso!
0
Comente!x

   repetiu o procedimento depois de embaralhar outra vez as cartas e então entregou uma delas para a amiga outra vez:
0
Comente!x

  - A Temperança! Significa: equilíbrio, moderação, paciência, confiança positiva, paz, tranquilidade, serenidade! Ele tá bem mais tranquilo com relação a isso tudo do que você! Talvez para ele as coisas já estejam bem claras !
0
Comente!x

  - Lógico, ele é o delegado! O emprego dele tá bem menos arriscado que o meu! – ela revirou os olhos –
0
Comente!x

  - Não estamos falando de como ele está se sentindo com relação ao profissional em si! Eu quis dizer com o que sente por você! E com o beijo, ou seja lá o que mais que tenha acontecido! Mas a temperança fala que agora é a hora de observar pacientemente todas as perspectivas e seguir o caminho do meio. O julgamento rápido e a resposta com emoção não farão nenhum bem. No caso, esse conselho seria para ele…Embora haja muito calor com esta carta, não há muita emoção. Tudo está em harmonia com seu sentimento. A pessoa, no caso o Taehyung, gosta de ir devagar porque é cautelosa por natureza. É o que diz a carta dele!
0
Comente!x

   voltou a massagear as têmporas.
  - Eu fiquei ainda mais confusa , obrigada!
0
Comente!x

  - Ainda não tiramos a carta do conselho, é normal que você fique confusa, a carta que você tirou para si mesma sugeriu isso! Confusão mental! E o seu direcionamento foi a natureza… ir para lá te ajudará a colocar as coisas no lugar dentro da sua cabeça! – ela embaralhar outra vez as cartas e agradecia ao garçom por seu pedido –
0
Comente!x

  Cartas espalhadas pela mesa outra vez, se demorou um pouco mais para escolher dessa vez, com o coração á mil no peito. Entregou a carta para , que franziu o cenho.
0
Comente!x

  - Dois de copas… – ela virou a carta – Conexão e harmonia !
0
Comente!x

   se remexeu inquieta na cadeira e as amigas se entreolhavam.
  - Quando esta carta dos Arcanos Menores aparece em uma leitura de tarot, geralmente é interpretada de forma muito positiva. Representando as possibilidades de um novo amor e relacionamentos saudáveis, bem como harmonia e equilíbrio em suas interações consigo mesmo e com os outros… A cabeça do leão representa a paixão e o fogo da atração física entre o casal retratado…
0
Comente!x

  - ! – bufou – O que isso quer dizer?
0
Comente!x

  - O Dois de Copas é uma carta que carrega consigo uma forte ligação com as relações humanas, em especial aquelas que são construídas ao longo do caminho com muita dedicação, amor e respeito. É uma carta de harmonia, muito positiva e que representa a união de forças, emoções, histórias e vidas. São mãos que se ajudam em todos os momentos, mesmo que estejam separados pela linha da distância… Aqui, o equilíbrio finalmente é alcançado, pois existe cumplicidade, então aproveite para explorar essas conexões fortes que lhe envolvem , e assim traçar os rumos de seu futuro. O Dois de Copas é uma das cartas mais positivas que você pode receber em leituras de amor e relacionamento. É um sinal de que há muito romance e energia sexual em seus relacionamentos românticos!
0
Comente!x

   fechou os olhos com força.
  - Mas ele é meu chefe ! Eu não posso ter um relacionamento com ele!
0
Comente!x

  - Você não sabe… ele é seu chefe agora! E se vocês dois quiserem mesmo viver uma relação, vão dar um jeito… coloca sua cabeça no lugar e ouça o que ele tem para te dizer!
0
Comente!x

  Silêncio na mesa.
0
Comente!x

***

  O café da manhã com as amigas e a consulta ao tarot deixaram ainda mais confusa e com sentimentos conflitantes. Ela tentou absorver as mensagens das cartas, mas a ideia de um possível relacionamento com Taehyung a assustava, especialmente por causa da relação profissional entre eles.
0
Comente!x

  Após a consulta, decidiu que era hora de enfrentar a situação de frente. Ela se despediu das amigas e voltou para o apartamento, onde sabia que teria que encarar Taehyung. Ao entrar no apartamento, ela se sentou à mesa da cozinha e esperou, sentindo o coração acelerado.
0
Comente!x

  Poucos minutos depois, a porta se abriu, e Taehyung entrou com dois copos de café e alguns pacotes com comida. Ele parecia calmo e tranquilo, o que só aumentou a ansiedade de .
0
Comente!x

  - Eu trouxe café. – Taehyung sorriu sem mostrar os dentes enquanto se aproximava dela, colocando um dos copos na frente dela –
0
Comente!x

  - Obrigada. – pegou o copo, mas seus olhos não conseguiam encontrar os de Taehyung. Ela estava nervosa demais –
0
Comente!x

  Taehyung se sentou à mesa, e o silêncio pairou por um momento. finalmente decidiu que precisava esclarecer as coisas:
0
Comente!x

  - Taehyung, eu… nós precisamos conversar sobre o que aconteceu naquela noite. – ela suspirou, tentando encontrar as palavras certas – Não conseguimos nos lembrar se foi apenas um beijo ou se… se aconteceu algo mais, e isso está me deixando muito confusa…
0
Comente!x

  Taehyung assentiu, olhando sério para ela.
  - Eu sei, . E eu entendo como você está se sentindo! Gostaria de me lembrar de tudo com muita clareza, mas infelizmente também não consigo… – ele pausou por um momento, escolhendo cuidadosamente suas palavras – Não vou negar que os beijos aconteceram, e não me arrependo deles! Mas sei que nossa relação profissional é importante, e não quero que isso prejudique nosso trabalho.
0
Comente!x

   se sentiu aliviada ao ouvir essas palavras. Pelo menos ele não estava agindo como se nada tivesse acontecido!
0
Comente!x

  - Eu também não quero que isso prejudique nosso trabalho, Taehyung! – ela suspirou novamente – Mas é complicado… Não podemos simplesmente ignorar o que aconteceu!
0
Comente!x

  - Eu sei! E não estou sugerindo que ignoremos… – Taehyung olhou nos olhos dela, sua expressão era séria – Eu só quero que saiba que estou disposto a conversar sobre isso e encontrar a melhor maneira de lidar com a situação. Se você precisar de um tempo para entender tudo isso, eu entendo!
0
Comente!x

   se sentiu um pouco mais aliviada com a compreensão de Taehyung. Ela sabia que não podia simplesmente varrer o que aconteceu para debaixo do tapete, mas pelo menos agora eles estavam dispostos a enfrentar a situação juntos.
0
Comente!x

  - Obrigada, Taehyung! Eu também quero encontrar a melhor maneira de lidar com isso… Só preciso de um tempo para processar tudo. – ela sorriu de forma fraca –
0
Comente!x

  Os dois terminaram o café em silêncio, cada um perdido em seus próprios pensamentos. A confusão ainda estava lá, mas pelo menos agora eles estavam dispostos a enfrentar o que quer que viesse pela frente.
0
Comente!x

***

  Dois longos dias haviam se passado desde o encontro tenso no bar, e as noites inquietas de ambos. O sol do final de tarde se pôs no horizonte, deixando tons de laranja e vermelho no céu, quando decidiu dar um passeio pelo parque. Ela esperava que o ar fresco e a tranquilidade do ambiente a ajudassem a clarear sua mente em meio à confusão emocional que estava sentindo.
0
Comente!x

  Enquanto caminhava pelo parque, repassava mentalmente suas conversas anteriores com Jimin, questionando se suas decisões haviam sido as certas. Ela estava profundamente magoada, mas uma parte dela ainda sentia a atração intensa que existia entre eles.
0
Comente!x

  Sem perceber, chegou a um pequeno lago no centro do parque, onde cisnes nadavam graciosamente. Ela se aproximou da beira da água, perdida em pensamentos, quando uma voz familiar a tirou de seu transe.
0
Comente!x

  -
0
Comente!x

  Ela virou-se abruptamente e se deparou com Jimin, de pé a poucos metros de distância, com uma expressão de preocupação em seu rosto. O coração de começou a bater descontroladamente, e uma onda de emoções a invadiu.
0
Comente!x

  - O que você está fazendo aqui? – ela perguntou, tentando manter a voz firme, apesar da turbulência em seu interior –
0
Comente!x

  Jimin se aproximou dela lentamente, suas feições mostrando a angústia que ele estava claramente sentindo. Ele parou a poucos passos dela e suspirou.
0
Comente!x

  - Eu precisava te encontrar, ! Precisava falar com você.. – ele começou, seu olhar se prendendo ao dela –
0
Comente!x

   cerrou os punhos, lutando contra a torrente de sentimentos que ameaçava transbordar. Ela não queria ser fraca na frente dele.
0
Comente!x

  - Eu não sei se temos mais alguma coisa para falar… – ela respondeu, sua voz trêmula –
0
Comente!x

  Jimin deu mais um passo em direção a ela, agora estando a apenas um braço de distância. Ele ergueu a mão, como se quisesse tocar seu rosto, mas parou no último momento.
0
Comente!x

  - , eu fui um idiota! – ele confessou, sua voz cheia de remorso – Eu agi de forma egoísta e estúpida, e eu lamento profundamente. Eu não queria te machucar, e eu não queria que as coisas terminassem assim entre nós.
0
Comente!x

   sentiu as lágrimas se acumularem em seus olhos, ameaçando escorrer por suas bochechas. Ela estava dividida entre a raiva e a tristeza, e a presença de Jimin a deixava ainda mais vulnerável.
0
Comente!x

  - Você não entende, Jimin.. – ela murmurou, sua voz embargada – Você partiu meu coração! Eu não posso simplesmente esquecer tudo o que aconteceu!
0
Comente!x

  Jimin baixou a cabeça, parecendo derrotado. Ele sabia que não podia desfazer o passado, mas estava determinado a fazer as coisas direito desta vez.
0
Comente!x

  - Eu sei que não posso apagar o que aconteceu, mas eu quero tentar, .. – ele sussurrou, olhando profundamente nos olhos dela – Eu quero uma chance de mostrar a você que eu posso ser melhor, que posso fazer as coisas certas desta vez!
0
Comente!x

  O silêncio pairou entre eles, o som suave da água batendo nas margens do lago preenchendo o vazio. olhou nos olhos de Jimin, procurando sinais de sinceridade em sua expressão.
0
Comente!x

   encarou Jimin com olhos cheios de desconfiança, enquanto o sol se punha no horizonte, criando uma aura dourada ao redor deles. Ela cruzou os braços, como se estivesse se protegendo de mais dor.
0
Comente!x

  - Você acha que pode simplesmente aparecer e dizer algumas palavras bonitas e eu vou esquecer tudo, é isso? – disparou, sua voz carregada de raiva contida –
0
Comente!x

  Jimin engoliu em seco, sentindo a tensão no ar. Ele sabia que não seria fácil, mas estava disposto a enfrentar qualquer coisa para ter mais uma chance com ela.
0
Comente!x

  - Não, , não é isso! – ele respondeu, suas mãos tremendo ligeiramente – Eu entendo que não posso apagar o que aconteceu, mas eu quero fazer as coisas direito desta vez… Eu quero trabalhar nisso, nós dois juntos…
0
Comente!x

   balançou a cabeça com desdém, um riso amargo escapando de seus lábios.
0
Comente!x

  - Você acha que pode simplesmente “trabalhar nisso” em dois dias? Você basicamente acabou de me confessar que tem traumas não resolvidos do passado! Como posso acreditar que tudo mudou tão rapidamente?
0
Comente!x

  Jimin fechou os punhos, a frustração começando a se acumular dentro dele. Ele não estava acostumado a se abrir sobre seus traumas, e isso o deixava ainda mais vulnerável.
0
Comente!x

  - Eu não mudei completamente em dois dias, … – ele admitiu, sua voz carregada de dor – Mas estou disposto a tentar! Eu sei que tenho problemas, mas isso não significa que eu não possa mudar, que eu não possa evoluir… Eu quero lutar por nós, por algo real.
0
Comente!x

  A raiva de parecia aumentar a cada palavra que ele dizia. Ela não queria ouvir desculpas vazias e promessas quebradas novamente.
0
Comente!x

  - Você não entende, Jimin! – ela gritou, lágrimas escorrendo por seu rosto – Você me magoou profundamente. Eu confiei em você, e você me deixou plantada, como se eu fosse descartável. Você não sabe o que é ter o coração partido e não querer se abrir para mais dor. E eu ainda imagino com quantas garotas você não fez a mesma coisa ou até pior! Quantas garotas você usou para tapar os buracos de todas as suas feridas não tratadas?
0
Comente!x

  Ele deu um passo em sua direção, tentando se aproximar, mas recuou, mantendo a distância entre eles. Jimin sabia exatamente a dor que ela sentia…
0
Comente!x

  - , eu não queria te machucar! – ele sussurrou, a voz trêmula – Eu estava com medo, medo de me entregar, medo de me machucar novamente. Mas isso foi um erro, eu sei disso agora. Eu só quero uma chance de provar que posso ser diferente…
0
Comente!x

   soltou um suspiro pesado, suas emoções em conflito. Ela ainda se sentia inevitavelmente atraída por Jimin, mas a dor de seu passado ainda estava muito fresca em sua mente, aquilo não daria certo.
0
Comente!x

  - Eu não sei, Jimin! – ela murmurou, a voz vacilante – Eu não sei se posso confiar em você de novo. Eu não quero ser magoada outra vez…
0
Comente!x

  Jimin olhou para ela, com os olhos num misto de tristeza e determinação.
0
Comente!x

  - Eu vou fazer de tudo para merecer sua confiança de volta, – ele prometeu, sua voz cheia de sinceridade – Não importa quanto tempo leve, eu vou tentar! Porque você vale a pena…
0
Comente!x

   encarou Jimin com olhos ardentes de raiva e tristeza. Seu coração estava dilacerado, e mesmo que uma parte dela ainda ansiasse por ele, ela não estava disposta a se permitir mais dor. A paixão e a atração que uma vez a consumiram agora eram ofuscadas pelo amargor da traição.
0
Comente!x

  - Jimin, não perca seu tempo! – ela disse com firmeza, sua voz finalmente calma – Eu não posso mais me permitir ser arrastada para o seu caos… Eu não vou esperar por alguém que não está pronto para uma relação real, alguém que não consegue resolver seus próprios problemas!
0
Comente!x

  Jimin abaixou a cabeça, sentindo o peso das palavras dela. Ele sabia que tinha perdido a confiança dela, talvez para sempre. Mas ele não estava disposto a desistir dela sem lutar.
0
Comente!x

  - , eu entendo!- ele começou, sua voz triste, mas determinada – Mas eu quero que você saiba que vou fazer de tudo para melhorar, para me tornar alguém em quem você possa confiar… Eu não vou desistir de você, mesmo que leve tempo!
0
Comente!x

  Ela se levantou, começando a se afastar dele. As lágrimas ainda escorrendo por seu rosto, mas sua expressão permaneceu inabalável.
0
Comente!x

  - Não, Jimin! – ela disse, sua voz mais suave agora – É hora de seguir em frente, para ambos. Não podemos voltar atrás no tempo e desfazer o que aconteceu. Eu mereço mais do que ser uma opção de último recurso. Apenas me deixe em paz!
0
Comente!x

  Com isso, virou-se e afastou-se, deixando Jimin para trás com o coração partido. Ele assistiu-a desaparecer na distância, sabendo que ela estava certa. Ele precisava enfrentar seus próprios demônios antes de poder oferecer a alguém um relacionamento saudável e real. Jimin tinha um longo caminho pela frente, mas estava determinado a mudar, não apenas por , mas por si mesmo. Ele sabia que tinha perdido algo especial, mas também sabia que, no final das contas, era a única pessoa que poderia consertar a bagunça dentro dele.
0
Comente!x

***

  Na sala de consulta, e Namjoon estavam sentados como sempre, um de frente para o outro. Namjoon começou a consulta com sua habitual calma e empatia, mantendo o profissionalismo em primeiro plano.
0
Comente!x

  - , gostaria que começássemos discutindo um pouco mais sobre seus relacionamentos passados… – ele começou, com um olhar atento em direção a ela –
0
Comente!x

   assentiu, sua expressão séria, sabendo que era hora de enfrentar essa questão.
0
Comente!x

  - Eu sei que você mencionou brevemente como seus relacionamentos anteriores têm seguido um padrão semelhante. Pode me contar mais sobre isso?
0
Comente!x

  Ela hesitou por um momento antes de começar a falar sobre seus relacionamentos passados. Ela compartilhou histórias de amor e perda, revelando como ela sempre parecia seguir um padrão de se envolver intensamente no início, apenas para se distanciar quando as coisas se tornavam mais sérias.
0
Comente!x

  Namjoon ouviu atentamente, fazendo anotações em seu caderno. Ele sabia que essa era uma questão complexa e que seria necessário explorá-la cuidadosamente.
0
Comente!x

  - , você mencionou anteriormente que tem dúvidas sobre o amor e suas expectativas em relação a ele. Pode me contar mais sobre essas dúvidas e sobre esse ceticismo? – Namjoon perguntou, mantendo-se profissional, mas consciente da profundidade das emoções de .
0
Comente!x

   olhou para ele, seus olhos expressando uma mistura de ceticismo e curiosidade.
0
Comente!x

  - Eu acho que sempre fui cética em relação ao amor, Namjoon… – ela explicou – Não é que eu tenha medo de me machucar, mas é difícil acreditar em algo que nunca vi ou experimentei de verdade. A ideia de amor parece tão idealizada, e eu sempre fui mais inclinada a lidar com o que é concreto e tangível.
0
Comente!x

  Namjoon assentiu, demonstrando compreensão.
  - Entendo, ! É natural questionar algo que não experimentou plenamente… – ele respondeu – Você diria então que busca evidências ou provas do amor em seus relacionamentos?
0
Comente!x

  Ela refletiu sobre a pergunta por um momento antes de responder:
0
Comente!x

  - Talvez, de certa forma… – ela admitiu – Eu quero entender se o amor é algo real ou apenas uma construção social! Quero ver se posso encontrar algo genuíno em meio a todos os jogos e ilusões que vejo nas histórias de outras pessoas…
0
Comente!x

  Namjoon continuou a fazer perguntas cuidadosas, explorando mais profundamente as perspectivas de sobre o amor. Enquanto a consulta prosseguia, ele começou a perceber a natureza cética, mas ao mesmo tempo curiosa, de suas dúvidas sobre o amor.
0
Comente!x

  À medida que a consulta chegava ao fim, sentiu uma sensação de alívio por ter abordado essas questões, mesmo que fosse apenas o começo do processo. Ela olhou para Namjoon com gratidão em seus olhos, reconhecendo o apoio que ele estava fornecendo em sua jornada de autodescoberta.
0
Comente!x

  - Obrigada, Namjoon! – ela disse com sinceridade – Eu sei que isso não vai ser fácil, mas estou disposta a enfrentar essas questões e trabalhar nelas.
0
Comente!x

  Namjoon sorriu, genuinamente orgulhoso de sua determinação.
0
Comente!x

  - Estou aqui para apoiá-la, . – ele respondeu com gentileza – Vamos trabalhar juntos para entender e superar esses desafios!
0
Comente!x

  Eles trocaram um olhar significativo, e Namjoon começou a perceber que havia algo mais profundo nas dúvidas de sobre o amor. No entanto, ele manteve sua postura profissional durante a consulta, mesmo que os sentimentos não expressos entre eles pairassem no ar.
0
Comente!x

  À medida que a consulta chegava ao fim, começou a se levantar da cadeira, preparando-se para sair do consultório. Ela já tinha abordado questões profundas e emocionais durante a sessão, e agora sentia uma sensação de esgotamento.
0
Comente!x

  Namjoon, por sua vez, fechou seu caderno e fez uma última anotação.
  - , agradeço por compartilhar suas experiências e pensamentos hoje… – ele disse com sinceridade – Lembre-se de que estamos aqui para trabalhar juntos na sua jornada de autodescoberta…
0
Comente!x

  Ela assentiu, apreciando a abordagem profissional de Namjoon.
  - Obrigada mais uma vez, Namjoon! Eu sei que é um processo, e estou disposta a seguir em frente. – ela respondeu com determinação –
0
Comente!x

  À medida que se aproximava da porta do consultório, lançou um olhar por cima do ombro, seus olhos encontrando os de Namjoon. Havia algo na maneira como eles se olhavam, uma atração latente que não podiam ignorar.
0
Comente!x

  Namjoon sentiu seu coração acelerar por um breve momento, a tentação de ceder ao encanto de quase o dominando. No entanto, ele rapidamente recuou, lembrando-se de sua responsabilidade como profissional.
0
Comente!x

  - Tenha um bom dia, ! – ele disse com um sorriso gentil, forçando-se a manter uma distância profissional –
0
Comente!x

  Ela retribuiu o sorriso e saiu do consultório. À medida que a porta se fechava atrás dela, Namjoon suspirou profundamente, tentando recuperar o controle de suas emoções. Ele sabia que o caminho à sua frente seria desafiador, especialmente com a crescente atração que sentia por . Mas ele estava determinado a manter o profissionalismo e ajudá-la em sua jornada de autodescoberta, mesmo que isso significasse resistir à tentação que os envolvia. Mas e até que ponto ela estava disposta?
0
Comente!x

  Enquanto caminhava pelo corredor do prédio após a sessão, uma sensação de inquietação tomou conta dela. Seu coração batia mais rápido do que o normal, e ela sentia uma mistura de medo e excitação em relação ao que estava acontecendo entre ela e Namjoon. Aquilo a assustava profundamente.
0
Comente!x

  Ela sabia que não podia ignorar a crescente atração que estava sentindo por ele. Era algo que nunca havia experimentado antes em uma relação terapêutica. A maneira como Namjoon a olhava, como ele a compreendia de maneira tão profunda, atraía de uma forma que ela não conseguia explicar.
0
Comente!x

  Enquanto saia do elevador em direção à saída do prédio, começou a questionar sua decisão de continuar a terapia com Namjoon. Ela se sentia vulnerável, exposta, perdidamente atraída, e isso a assustava. Cogitou, em seus pensamentos, a possibilidade de procurar outro profissional, alguém que não a fizesse sentir dessa maneira.
0
Comente!x

  Mas, ao mesmo tempo, reconhecia que Namjoon era um terapeuta excepcional. Ele a estava ajudando a explorar seus padrões de relacionamento de uma maneira que nenhum outro profissional parecia capaz de fazê-lo. Ela não queria perder a oportunidade de continuar a terapia com ele, mas o dilema persistia.
0
Comente!x

  - O que está acontecendo comigo? – se perguntou –
0
Comente!x

  Ela se sentia como se estivesse à beira de um abismo emocional, e não sabia se deveria dar um passo à frente ou recuar. O medo de se machucar, de se perder nesses sentimentos, era avassalador.
0
Comente!x

  Enquanto refletia sobre seu estado emocional turbulento, uma parte dela temia que continuar a terapia com Namjoon pudesse levá-la à beira da insanidade. Ela sabia que precisava tomar uma decisão, mas as águas eram tão profundas e desconhecidas que ela se sentia perdida.
0
Comente!x

  Por enquanto, manteve seus pensamentos e sentimentos guardados dentro de si, sem compartilhá-los com ninguém. Ela estava determinada a enfrentar seu dilema sozinha, pelo menos por enquanto. Mas o que ela não sabia era que Namjoon também estava passando por uma luta interna semelhante, e o destino de sua terapia estava prestes a tomar um rumo inesperado.
0
Comente!x

  Tiraria uma carta quando chegasse em casa.
0
Comente!x

***

  Com o dia chegando ao fim, Hoseok se encontrou do lado de fora do estúdio de , esperando pacientemente que ela fechasse a porta. Ele estava nervoso, mas determinado a ter essa conversa com ela. Os últimos três dias haviam sido repletos de pensamentos tumultuados, e ele não conseguia mais segurar o que estava sentindo.
0
Comente!x

  Assim que a porta do estúdio de se fechou, Hoseok se aproximou dela com um sorriso um tanto tenso.
0
Comente!x

  - , você tem um tempinho? Eu gostaria de conversar com você… Que tal tomarmos um café? – ele perguntou, tentando manter a voz firme –
0
Comente!x

   olhou para Hoseok por um momento, surpresa com o convite, mas depois assentiu com um sorriso gentil.
0
Comente!x

  - Claro, Hoseok! Um café soa bem. Vamos?
0
Comente!x

  Os dois atravessaram a rua em direção à cafeteria mais próxima. O clima entre eles era estranho, carregado de uma tensão que nenhum dos dois sabia como enfrentar. Afinal, havia algo não dito pairando no ar, algo que Hoseok estava prestes a revelar.
0
Comente!x

  Quando finalmente se sentaram em uma mesa na cafeteria, o silêncio constrangedor persistiu por alguns momentos. Ambos sabiam que algo importante estava para ser dito, mas nenhum deles parecia saber por onde começar.
0
Comente!x

  Hoseok tomou a iniciativa, respirando fundo e fixando os olhos em .
0
Comente!x

  - , eu… tenho pensado muito nos últimos dias. Sobre a minha vida, sobre o que quero… E a verdade é que eu ainda tenho sentimentos muito fortes pela GaHee. Eu não consigo tirá-la da minha cabeça, e sinto falta dela todos os dias…
0
Comente!x

   sentiu seu coração apertar com as palavras de Hoseok, mas manteve o olhar firme.
0
Comente!x

  - Eu entendo, Hoseok. A GaHee é parte importante da sua vida, especialmente por ser a mãe do Jihoon. Mas… por que está me contando isso?
0
Comente!x

  Hoseok suspirou, sentindo o peso de suas palavras.
  - Eu preciso ser honesto, … Eu ainda tenho esperança de que possamos voltar a ficar juntos, eu, a GaHee e o Jihoon. Eu quero uma família novamente! E eu sei que isso pode ser complicado e confuso, mas… eu precisava te contar…
0
Comente!x

  As palavras de Hoseok ecoaram na mente de , e ela sentiu uma mistura de emoções. Por um lado, ela entendia o desejo de Hoseok de reunir sua família, mas, por outro, não podia evitar se sentir magoada e triste por ele ainda ter sentimentos tão fortes por sua ex.
0
Comente!x

  Enquanto processava a revelação de Hoseok, ele continuou:
0
Comente!x

  - , eu sei que pode ser cedo para isso, e eu entendo se você não quiser aceitar, mas… e se nós fingíssemos estar namorando?
0
Comente!x

   arregalou os olhos, surpresa com a proposta inesperada de Hoseok. Ela não esperava ouvir algo assim, e sua mente estava girando enquanto ela tentava entender as razões por trás disso.
0
Comente!x

  - Namorando? – ela repetiu, um pouco atordoada –
0
Comente!x

  Hoseok assentiu, sua expressão séria.
  - Sim… Pense comigo: Se fingirmos estar juntos, isso pode afastar Doyoon e mantê-lo longe de você! Além disso, talvez seja uma oportunidade para eu mostrar a GaHee que eu segui em frente. Ela odeia se sentir substituída e isso pode aproximá-la de mim de novo… O que você acha?
0
Comente!x

   não tinha certeza do que pensar. A ideia de fingir um relacionamento com Hoseok era intrigante, mas também complicada. Ela não queria se envolver em algo que poderia acabar magoando ainda mais seus sentimentos, mas também entendia as razões de Hoseok.
0
Comente!x

  Enquanto ela ponderava a proposta em sua mente, Hoseok segurou sua mão suavemente.
0
Comente!x

  - Pense nisso, . Não quero que você tome uma decisão precipitada. Se achar que não é uma boa ideia, eu entendo…
0
Comente!x

   olhou nos olhos de Hoseok, vendo a sinceridade neles. Ela sabia que a decisão era importante e que afetaria ambos. Por fim, ela soltou um suspiro e disse:
0
Comente!x

  - Hoseok, essa é uma proposta muito inusitada, mas eu concordo em tentar. Se pode ajudar a me proteger de Doyoon e, quem sabe, a resolver nossas próprias questões pessoais, por que não?
0
Comente!x

  Hoseok sorriu, aliviado por ela ter aceitado:
  - Muito obrigado, ! Eu tenho certeza que será um negócio vantajoso para os dois…
0
Comente!x

   assentiu, sentindo uma mistura de emoções dentro dela. Ela estava ansiosa e curiosa para ver como esse namoro falso se desenrolaria e se eles seriam capazes de enganar Doyoon. Ao mesmo tempo, havia uma parte dela que estava triste, sabendo que talvez a vantagem para Hoseok fosse ter GaHee de volta… No entanto, porque não tentar? Ela pensou outra vez… se livrar de Doyoon seria maravilhoso!
0
Comente!x

  - Vamos fazer isso, Hoseok… Acredito que pode ser realmente o melhor para nós.. – respondeu com um sorriso fraco – Unir o útil ao agradável para os dois!
0
Comente!x

  Os dois terminaram seus pedidos na cafeteria e começaram a conversar sobre os detalhes do acordo improvável. Eles sabiam que não seria uma tarefa fácil, mas estavam dispostos a enfrentar os desafios que isso traria.
0
Comente!x

  Enquanto discutiam como iriam convencer as pessoas de que estavam realmente namorando, não pôde deixar de notar como Hoseok estava ansioso para manter Doyoon afastado dela. Seus olhos demonstravam uma determinação intensa, e isso a fazia se sentir protegida.
0
Comente!x

  À medida que a noite caía e a conversa continuava, e Hoseok compartilharam risadas e olhares cúmplices, criando um vínculo que parecia mais profundo a cada momento. Eles estavam prestes a entrar em um território desconhecido… Onde isso os levaria?
0
Comente!x

Capítulo 13

  Seokjin adentrou o prédio sinuoso da B16 e então se dirigiu até a recepção para receber alguma instrução.
0
Comente!x

  - Bom dia! – a jovem sorridente lhe cumprimentou – Pois não?
0
Comente!x

  - Bom dia! – ele devolveu enquanto tirava as mãos dos bolsos e colocava sobre a grande mesa – Eu preciso falar com a senhorita Kang !
0
Comente!x

  - Ah claro! O senhor é Kim Seokjin? – ele assentiu para a jovem – Certo! Ela me disse que o senhor viria, pode subir para o andar doze e procurar pelo senhor Yejun, ele vai acompanhá-lo e já deve estar o esperando!
0
Comente!x

  Seokjin sorriu sem mostrar os dentes e fez uma breve reverência para a moça antes de se dirigir até o elevador. Assim que entrou dentro dele, apertou o número doze e então respirou fundo. Então o grande dia havia chegado! Ele mal acreditava que estava prestes a modelar para uma campanha! Balançou a cabeça meio incrédulo e a porta do elevador se abriu.
0
Comente!x

  Ele olhou para as grandes portas de vidro do local e começou a ficar nervoso… onde estava e porque ela havia mandado ele procurar outra pessoa? Ela sabia muito bem que aquele não era o mundo dele e que certamente ele ficaria perdido. Ouviu alguém pigarrear no final do corredor…
0
Comente!x

  - Senhor Seokjin? – ele olhou na direção da voz – Sou o Yejun!
0
Comente!x

  O homem alto e magro acenava para ele com um enorme sorriso no rosto. Seokjin caminhou calmamente até ele e então os dois deram as mãos.
0
Comente!x

  Yejun mostrou algumas áreas da agência para Seokjin, – as que ficavam naquele andar pelo menos, já que a agência era enorme –  e depois os dois desceram para o décimo primeiro andar. Ao adentrarem lá, Seokjin passou os olhos pelo local, voltando a ficar nervoso…
0
Comente!x

  - Aqui estão as peças que você vai usar! – Yejun abriu uma cortina – A primeira é esta!
0
Comente!x

  Seokjin deu uma olhada no look todo azul selecionado para ele e então umedeceu os lábios.
0
Comente!x

  - Assim que se vestir é só sentar ali… – ele apontou para uma cadeira em frente a um grande espelho – Que a Safira vai te maquiar e eu venho te mostrar os acessórios!
0
Comente!x

  - E a senhorita ? Ela disse que me acompanharia…
0
Comente!x

  - Ah! Ela ainda não chegou, deve chegar já já e vem ver você!
0
Comente!x

  Seokjin bufou discretamente e apertou os olhos, pegando o cabide com a roupa azul.
0
Comente!x

  Logo em seguida ele fechou a cortina e então se vestiu com o figurino, que certamente havia sido escolhido por , e então saiu de lá se encarando no grande espelho. Ele piscou diversas vezes enquanto encarava o próprio reflexo. Certamente aquela não seria uma roupa que ele usaria…
0
Comente!x

  - A certamente vai ganhar a promoção, você realmente é a cara da marca Seokjin! – ele viu Yejun sorrir para ele no reflexo do espelho –
0
Comente!x

  As palavras de Yejun o fizeram sorrir, mesmo que timidamente. Ele se sentia um pouco deslocado naquele ambiente da moda, mas o elogio de Yejun o fez sentir que talvez estivesse no caminho certo…
0
Comente!x

  - Obrigado, Yejun. – Seokjin respondeu com gratidão –
0
Comente!x

  Enquanto ainda se olhava no espelho, Seokjin aproveitou o momento para observar a si mesmo. Ele não costumava se ver com roupas tão estilosas e modernas, e isso o fez se sentir um pouco inseguro. No entanto, à medida que observava seu reflexo, algo começou a mudar dentro dele…
0
Comente!x

  Pela primeira vez em anos, Seokjin começou a realmente se olhar. Ele notou a forma como a roupa azul destacava seus olhos e realçava seus traços faciais. Ele viu a confiança em seu próprio olhar e a postura que a roupa lhe proporcionava. Era como se uma nova versão de si mesmo estivesse surgindo diante do espelho.
0
Comente!x

  Seokjin sempre havia sido crítico consigo mesmo, especialmente em relação à sua aparência. Ele havia passado anos se sentindo inseguro e inadequado. No entanto, naquele momento, algo dentro dele mudou. Ele começou a perceber que tinha sua própria beleza e charme, e que quem sabe, não precisava mais se esconder atrás de suas inseguranças.
0
Comente!x

***

   clicou sobre o número do namorado pela terceira vez assim que pisou no décimo primeiro andar. Precisava combinar com ele sua vinda para Seul, já que era a vez dele vir, mas ele não a atendia de jeito nenhum….
0
Comente!x

  Levou o aparelho celular até o ouvido e então ouviu a típica voz do outro lado com a mensagem de que o número estava desligado ou fora de área.
0
Comente!x

  - Ele está tão ocupado assim? – ela fez um bico ao encarar a tela do celular –
0
Comente!x

  Suspirou pesadamente e então guardou o celular na bolsa, indo em direção ao banheiro, pois estava apertada.
0
Comente!x

  Quando adentrou o estúdio, ela e Yejun se cumprimentaram com dois beijinhos no rosto e então ela perguntou onde Seokjin estava, o que foi respondido com ele aparecendo bem na frente dela, com uma cara de poucos amigos, provavelmente por seu atraso.
0
Comente!x

  Os olhos de passearam por ele vestido com a roupa verde quadriculada, que No Eul particularmente achava uma das mais bonitas da marca. A boina sobre a cabeça dele dava um charme ainda mais especial e Seokjin estava incrível!
0
Comente!x

  - Você está parecendo um modelo, senhor Kim! Está incrível! – elogiou, seus olhos brilhando de empolgação –
0
Comente!x

  Seokjin, apesar de sua expressão inicial de poucos amigos devido ao atraso, se sentiu um pouco mais confiante com o elogio de . Ele estava começando a abraçar a ideia de modelar para a campanha, e as palavras dela o motivaram ainda mais.
0
Comente!x

  - Porque você demorou tanto? Disse que ia me ajudar a posar e tudo mais…
0
Comente!x

   deu de ombros com um sorriso travesso.
  - Eu estava resolvendo algumas pendências pessoais! Mas já estou aqui, prontinha para te ajudar agora!
0
Comente!x

  Enquanto e Seokjin caminhavam para o local exato onde as fotos seriam tiradas, o fotógrafo também estava pronto para dirigir a sessão. Ele tinha uma visão clara do que queria para a campanha e começou a dar instruções.
0
Comente!x

  - Seokjin, quero que você se sinta à vontade diante das câmeras. vai te ajudar com as poses e a expressão certa. Lembre-se de que estamos capturando a essência da marca, então quero que você se conecte com a energia das roupas, ok?
0
Comente!x

   se aproximou de Seokjin com um sorriso encorajador.
  - Vamos lá, Seokjin! Primeiro, comece relaxando os ombros. Imagine que está apenas dando um passeio no parque. – ela o orientou suavemente, colocando as mãos em seus ombros e aplicando uma leve pressão para baixo –
0
Comente!x

  Seokjin seguiu suas instruções, relaxando os ombros e respirando profundamente. Ele tentou imaginar a sensação de estar em um parque, cercado pela natureza, para ajudar a criar uma atmosfera relaxada.
0
Comente!x

  Enquanto a sessão continuava, e o fotógrafo trabalharam juntos para orientar Seokjin nas poses e expressões ideais. A cada clique da câmera, Seokjin se sentia mais à vontade diante das lentes. Com a orientação deles e a confiança que estava construindo, ele começou a se soltar, mostrando mais de sua personalidade e charme na sessão de fotos.
0
Comente!x

***

  Quando a sessão de fotos com a segunda roupa acabou, Seokjin retirou a boina e caminhou em direção ao fotógrafo, estava alguns passos para trás apenas, orgulhosa de si mesma e de Seokjin claro!
0
Comente!x

  - Ainda está aqui? Vai ficar até o final? – ele perguntou para – Eu não sabia que demorava assim!
0
Comente!x

  - Tava tão legal, então eu fiquei e assisti tudo!
0
Comente!x

  O fotógrafo olhou de Seokjin para e então coçou a cabeça.
  - Senhorita Kang, não sei se já chegou aos ouvidos da senhora, mas a modelo escalada para a próxima leva de fotos, não pode vir!
0
Comente!x

  - E já temos uma substituta? – olhou em volta –
0
Comente!x

  - Na verdade não! Então eu tive uma idéia…
0
Comente!x

  Seokjin cruzou os braços abaixo do peito, prestando atenção no fotógrafo.
  - Porque você não faz as fotos com o Seokjin? As roupas certamente servem na senhorita!
0
Comente!x

  - Eu? – ela apontou para si mesma surpresa com a proposta –
0
Comente!x

  Seokjin engoliu seco enquanto mexia nos cabelos, passando-os para trás. Ele e tirando fotos juntos?
0
Comente!x

  - Sim, afinal de contas isso é meio urgente, não é senhorita Kang? É para sua promoção… se esqueceu? Além do mais vocês dois vão ficar lindos juntos! O que acha?
0
Comente!x

  - Eu já fiz de tudo nessa agência, mas nunca tentei modelar antes! – respondeu, como se conversasse mais consigo mesma –
0
Comente!x

  - Nem o Seokjin! Vocês podem ajudar um ao outro… tenho certeza que ficarão incríveis as fotos! E não temos muito tempo… além do mais o cachê da modelo vai para você!
0
Comente!x

  - Vocês vão me pagar o cachê dela? – os olhos de se arregalaram – Então eu vou tentar!
0
Comente!x

  - Ei! – Seokjin chamou a atenção deles – Ninguém vai me perguntar o que eu acho?
0
Comente!x

  - Você não escolhe suas parceiras de foto Seokjin! – ela piscou para ele –
0
Comente!x

***

  - Você vai mesmo deixá-lo continuar fazendo isso? – protestou enquanto ajeitava os cabelos – Nós nem parecemos estar no mesmo frame! As fotos vão ficar parecendo montagem… e essa carranca?
0
Comente!x

  Ela se referia a postura séria de Seokjin enquanto eles posavam juntos, lado a lado, mas sem nenhum tipo de contato físico, e quando No Eul o tentava fazer, ele se esquivava o máximo que podia.
0
Comente!x

  - Não estou acostumado a fazer isso… sinto muito mesmo! – ele ajeitou o terno no próprio corpo –
0
Comente!x

  - É normal ser estranho no início Seokjin! Mas porque você não tenta ser mais amigável com a ? Afinal de contas, vocês dois precisam demonstrar intimidade para as fotos saírem mais natural! Pose como se vocês dois fossem amigos muito próximos ou quem sabe até um casal… que tal? Vamos fazer isso?
0
Comente!x

  Sem dar tempo para que Seokjin pensasse, ou resmungasse algo e se opusesse a ideia, ele contou:
  - Um, dois, três…
   como se fosse uma modelo quase profissional, se posicionou perto de Seokjin outra vez, posicionando um braço em seu ombro e Seokjin, um tanto quanto relutante se aproximou também de .
0
Comente!x

  - Ótimo! Coloque suas mão na cintura dela Seokjin! – ele engoliu seco, mas assim o fez – Seokjin, você só precisa sorrir agora!
0
Comente!x

  Mas ele não o fez e bufou, se afastando dele, frustrada.
  - Você deve estar cansado e com fome, não é? – o fotógrafo parou de disparar os flashes – Ok! Vou buscar um lanche para vocês dois, e fazemos uma pausa de dez minutinhos, ok?
0
Comente!x

  Seokjin se jogou no sofá atrás deles, que fazia parte do cenário e bufou, um tanto quanto irritado.
0
Comente!x

  - Eu sou muito ruim, não sou? – olhou para ele –
0
Comente!x

  - Não! Você só é cabeça dura! –  ela pausou – Meu Deus! Está muito quente aqui por causa de todas essas luzes…
0
Comente!x

   começou a se abanar com a mão e, em seguida, foi até o espelho onde as maquiagens estavam guardadas. Ela pegou alguns lenços de papel e voltou para perto de Seokjin. Começou a se limpar, passando o lenço pelo pescoço e pela nuca. Em seguida, ela balançou a barra do vestido na tentativa de amenizar o calor, enquanto Seokjin permanecia carrancudo.
0
Comente!x

  - O que você está fazendo? – ele perguntou quebrando o silêncio –
0
Comente!x

  - O que? Esse vestido é novo, então eu não quero que ele se suje de suor! Poxa está tão quente, caramba!
0
Comente!x

   enxergou seu reflexo no espelho, e caminhou até lá, ajeitando levemente a maquiagem e o cabelo. Depois voltou a encarar Seokjin:
0
Comente!x

  - Você quer que eu limpe seu suor também? – ela pegou o restante dos papéis que havia trago –
0
Comente!x

  A morena sentou ao lado dele no sofá e levou uma das mãos com o papel até o rosto dele, mas foi impedida pelo mesmo que segurou seu pulso, parando a mesma no ar.
0
Comente!x

  - O que está fazendo ? Pare!
0
Comente!x

  - Você parece suado Seokjin! – a mão dele continuava segurando o pulso dela com firmeza –
0
Comente!x

  - Esqueça! Vou embora!
0
Comente!x

  - Porque? Eu só estou tentando limpar o seu suor para você ficar melhor nas fotos! – ela tentou avançar com a mão, mas ele continuou impedindo –
0
Comente!x

  - Eu disse para parar!
0
Comente!x

  Os dois ficaram em silêncio, um encarando os olhos dos outros.
0
Comente!x

  - Isso é fácil para você? – ele quebrou o silêncio outra vez –
0
Comente!x

  - O que? – ela perguntou, confusa –
0
Comente!x

  Sem pensar, Seokjin agiu por impulso e jogou seu corpo sobre o de no sofá. Ela soltou um leve suspiro de surpresa quando ele fez isso, mas não resistiu. Os olhares deles se encontraram, e uma tensão palpável encheu o ar ao redor deles.
0
Comente!x

  Eles estavam tão próximos agora que podiam sentir a respiração um do outro, e seus corações batiam em um ritmo acelerado. Seokjin olhou intensamente nos olhos de , perdendo-se na profundidade deles. , por sua vez, sentiu-se hipnotizada pela proximidade repentina entre eles. Ela podia sentir a respiração quente de Seokjin em seu rosto, e seu coração disparou. Ela estava nervosa, mas também sentia uma chama de algo que ela não entendia, crescendo dentro dela.
0
Comente!x

  - Eu sou homem … – seus lábios tão perto dos dela que ela podia senti-los roçando levemente –
0
Comente!x

  Tratando de se livrar do clima esquisito que havia tomado conta dos dois de repente, deixou um sorriso travesso brincar em seus lábios.
0
Comente!x

  - Claro que você é homem… você não é mulher e eu posso ver isso muito bem Seokjin, se não eu não teria escolhido você para uma campanha masculina! – e então ela gargalhou, jogando a cabeça para trás –
0
Comente!x

  Os passos do fotógrafo não foram percebidos pelo dois e então logo que ele colocou o lanche sobre uma outra mesa, tratou de recolocar a câmera em seu pescoço e começou a fotografar os dois…
0
Comente!x

  - O que eu estou vendo aqui? Agora sim! É disso que estamos falando senhoras e senhores! Apenas fiquem aí! Ok?
0
Comente!x

  Enquanto Seokjin estava naquela posição, encarando o rosto de , seus sentimentos eram uma verdadeira montanha-russa. A proximidade entre eles tinha desencadeado uma tempestade de emoções dentro dele. Ele se sentia atraído por , isso era inegável, mas também estava confuso e incerto sobre como agir naquela situação.
0
Comente!x

  Decidido a provocar e testar os limites daquela tensão que os envolvia, Seokjin resolveu subir o corpo dos dois, agarrando-a pela cintura. Isso fez com que seus rostos e corpos ficassem ainda mais próximos enquanto estavam sentados no sofá.
0
Comente!x

   sentiu um arrepio percorrer sua espinha quando Seokjin a puxou mais para perto. Ela podia sentir o calor do corpo dele, e seus olhares estavam fixos um no outro. A química entre eles era inegável, e ambos sabiam disso…
0
Comente!x

  Seokjin quebrou o silêncio mais uma vez, sua voz suave e carregada de desejo:
0
Comente!x

  - Eu quero fazer isso rápido, então apenas coopere… – sua respiração se misturou com a dela, criando uma sensação de eletricidade no ar –
0
Comente!x

  A sessão de fotos continuou, agora com os dois mais próximos e com uma química palpável. O fotógrafo aproveitou a oportunidade para capturar os sentimentos que estavam se desenvolvendo diante de seus olhos. Uma das fotos mostrava Seokjin e tão próximos que seus lábios quase se tocavam, criando uma tensão ainda maior!
0
Comente!x

  Enquanto as fotos eram tiradas, o mundo ao redor deles parecia desaparecer, e eles se entregaram à emoção do momento. Era uma dança delicada entre a atração agora inegável de Seokjin e a incerteza do que o futuro reservava para eles. E, no meio de tudo isso, uma faísca de desejo ardia intensamente, pronta para se transformar em chamas ainda mais ardentes…
0
Comente!x

***

  Os olhos dela bateram no letreiro da academia e então ela pegou o celular para ligar para Yugyeom, mas antes que ela pudesse fazê-lo seus olhos se cruzaram com os de Jungkook. engoliu seco e involuntariamente ela voltou a se lembrar do beijo que havia trocado com ele dias atrás.
0
Comente!x

  Na verdade ela vinha pensando naquele maldito beijo basicamente todos os dias desde que ele havia acontecido, e sua cabeça estava uma bagunça… e vê-lo saindo da academia com os cabelos parcialmente úmidos enquanto caminhava em sua direção, só piorava as coisas.
0
Comente!x

  - O Yugyeom não apareceu hoje para treinar… ou você veio por minha causa? – um sorriso irônico brotou nos lábios dele –
0
Comente!x

   abaixou a cabeça rapidamente, sentindo o coração acelerar levemente dentro do peito.
0
Comente!x

  - Ele estava um pouco resfriado… por isso não deve ter vindo! Mas é óbvio que eu vim atrás dele! Para irmos embora juntos, apesar de a nossa casa estar perto daqui…
0
Comente!x

  - Eu levo você! – ele apontou para a moto do outro lado da rua com um aceno de cabeça – Ou tem medo de moto?
0
Comente!x

   respirou fundo. Ela não devia aceitar uma carona dele, na verdade, especialmente dele! Ele e Yugyeom eram inimigos desde sempre e se o melhor amigo imaginasse que ela estava pegando carona com ele… ou pior, que os dois haviam se beijado! Aquilo certamente não agradaria Yugyeom.
0
Comente!x

  - Como eu disse, é bem perto daqui, vou andando!
0
Comente!x

  - Eu piloto bem ! Vou deixar você em segurança, eu prometo! Não precisa fugir de mim…
0
Comente!x

  Jungkook deu alguns passos, ficando a centímetros dela, as respirações se misturando enquanto eles se encaravam profundamente. A verdade era que Jungkook também pensava naquele beijo… e muito!
0
Comente!x

   vinha se perguntando quem seria Jungkook? Porque o que ela sabia e conhecia dele, era muito pouco! Ela só sabia dele o pouco que ele havia mostrado, só sabia que Yugyeom o achava um babaca, especialmente porque os dois eram inimigos no esporte que praticavam… mas quem era ele de verdade? havia ficado confusa desde o beijo trocado por eles no Bulldog, e essa pergunta rondava a mente dela… e se ela pudesse descobrir?
0
Comente!x

  - Vamos? – quando ele chamou, já estava do outro lado da rua com um capacete erguido na direção dela – Me fala o endereço para eu colocar no GPS, de moto é difícil ouvir o que a outra pessoa tá falando!
0
Comente!x

   caminhou em direção à grande moto de Jungkook e pegou o capacete das mãos deles, antes de colocá-lo, ela digitou o endereço do prédio onde ela e Yugyeom moravam.
0
Comente!x

   estava na garupa da moto de Jungkook, segurando-se firmemente nele enquanto as ruas passavam rapidamente. O vento soprava em seu rosto, e a adrenalina de estar em uma moto era emocionante, mas sua mente estava em outro lugar.
0
Comente!x

  Ela se questionava outra vez sobre Jungkook, sobre quem ele realmente era…  Quais eram seus gostos pessoais? Ela imaginava se ele tinha hobbies, se tinha algum interesse musical específico, sua comida favorita, e se havia traumas ou conflitos que o levavam a ter essa rivalidade intensa com Yugyeom!
0
Comente!x

  Enquanto a moto percorria as ruas movimentadas, ocasionalmente lançava olhares furtivos para Jungkook. Seus cabelos eram agitados pelo vento, e a determinação em seu rosto a intrigava. Ela se perguntava se o beijo que compartilharam tinha alguma importância para ele, se ele também pensava nisso como ela.
0
Comente!x

  Enquanto Jungkook pilotava a moto habilmente, estava dividida entre a curiosidade sobre ele e a preocupação com o que estava acontecendo entre eles. Ela estava em território desconhecido, e o enigma que era Jungkook a deixava com mais perguntas do que respostas, mesmo enquanto se agarrava à ele e sentia o vento da noite soprar em seu rosto.
0
Comente!x

  Quando os dois chegaram até o prédio onde ela morava, entregou o capacete à Jungkook, que rapidamente retirou seu próprio capacete, pegando o de logo em seguida.
0
Comente!x

  - Bom, eu vou indo então!
  - Mas já? Acabamos de chegar… – Jungkook segurou o pulso dela com delicadeza –
0
Comente!x

  - Você não espera que eu convide você para entrar com o Yugyeom me esperando, não é? Ou está esperando que eu te convide para comer um lamen?
0
Comente!x

  Jungkook abaixou o rosto e deixou uma risada nasalada sair e balançou a cabeça.
0
Comente!x

  - Eu me esqueci que você e ele moram juntos, droga! Mas quer dizer que se vocês não morassem juntos, eu poderia entrar? E a propósito lámen é minha comida favorita, eu super aceitaria o convite!
0
Comente!x

  Jungkook umedeceu os lábios, descendo da moto e voltando a ficar a centímetros de … ela sabia que devia recuar e dar passos para trás, mas não conseguiu, estava presa nos olhos dele.
0
Comente!x

  - Você deveria ir… Você é bem teimoso! – Vou me sentir melhor vendo você entrar…
0
Comente!x

  - E moro logo ali! – ela apontou para trás de Jungkook – Não precisa fazer isso!
0
Comente!x

  Os dois ficaram em silêncio, um encarando o outro outra vez….
  - ! – a voz de Yugyeom a tirou dos olhos de Jungkook assim como os faróis do carro do melhor amigo, que se apagaram logo em seguida –
0
Comente!x

  - Você me assustou! – foi o que ela conseguiu dizer quando ele desceu do carro –
0
Comente!x

  Jungkook revirou os olhos, porque ele tinha que aparecer logo agora?
0
Comente!x

  - Porque você está na frente da nossa casa? – ele questionou diretamente para Jungkook –
0
Comente!x

  - Dei uma carona para a ! Não precisa chorar, bebe chorão! Foi só uma carona!
0
Comente!x

  - Você aceitou uma carona de Jeon Jungkook? … – Yugyeom passou as mãos pelo rosto –
0
Comente!x

  - Como você aguenta ele? – Jungkook bufou –
0
Comente!x

  - Ei! Vamos parar? Os dois! E Jungkook, e eu o Yugyeom, não somos só melhores amigos, somos como irmãos!
0
Comente!x

  Ela sorriu para Yugyeom, mas ele não sorriu de volta para ela.
  - Nós não somos irmãos … – ele respondeu baixo – Não somos!
0
Comente!x

  - Sim! Eu disse que somos como irmãos, bom pelo menos nós cuidamos um do outro como se fossemos! Por isso ele se preocupa tanto comigo e eu com ele!
0
Comente!x

  Ela voltou a encarar Jungkook, que segurava o riso.
  - Eu não quero você andando por aí com o Jungkook, !
0
Comente!x

  - Você não costuma se intrometer na minha vida assim Yugyeom, você não controla quem eu ando ou deixo de andar… nunca fez isso! – agora olhava para o melhor amigo, com a testa franzida –
0
Comente!x

  - Eu sei! Mas estamos falando do Jungkook, e eu não gosto disso!
0
Comente!x

  - Você não manda na vida dela, e acho que ela acabou de deixar isso bem claro!
0
Comente!x

  Yugyeom travou o maxilar e então segurou uma das mãos de .
0
Comente!x

  - Tchau! – ele começou a puxá-la para mais perto –
0
Comente!x

  - Eu aceito aquele lámen !
0
Comente!x

  - Hã? – ela franziu ainda mais a testa –
0
Comente!x

  - Eu estou morrendo de fome, não quero voltar para casa sem comer nada, e você havia dito algo sobre um lámen, eu estou aceitando!
0
Comente!x

  Yugyeom entreabriu os lábios e arregalou levemente os olhos, encarando , sem entender nada…
0
Comente!x

  - Você ficou maluca? – ele soltou 
0
Comente!x

  - Eu havia dito em tom de brincadeira…
0
Comente!x

  - Mas eu estou convidando! Vamos comer juntos? Que tal? Aqui perto mesmo tem um monte de restaurantes, conseguimos ir a pé…
0
Comente!x

  - Pode ser! – ela coçou a cabeça enquanto fechava os olhos e os apertava, tremendo a reação de Yugyeom –
0
Comente!x

  - Ótimo! – Jungkook segurou uma das mãos dela –
0
Comente!x

  Yugyeom, ainda incrédulo, segurou a outra, fazendo os dois pararem de andar. levou os olhos até sua mão conectada com a de Yugyeom e depois levou os olhos até a outra mão, conectada com a de Jungkook. Os dois homens se encaravam.
0
Comente!x

  - Qual é o problema de vocês dois?
0
Comente!x

  - Eu também estou com fome, acabei de chegar do trabalho e não comi nada! Eu quero lámen também… vou com vocês!
0
Comente!x

  - O que? – Jungkook bradou antes de explodir em risadas nervosas –
0
Comente!x

  - Exatamente! Vamos os três!
0
Comente!x

***

  Já no restaurante próximo ao prédio de Yugyeom e , os três se sentaram nos bancos próximos à janela do mesmo, com no meio dos dois – um pouco mais próxima a Jungkook diga-se de passagem -. Ela olhava de um para o outro, enquanto os dois homens encaravam seus lámens.
0
Comente!x

  - Obrigada Jungkook… – ela quebrou o silêncio quando ele ajeitou os hashis para ela – Vocês dois nunca tentaram ser próximos?
0
Comente!x

  - De jeito nenhum! – eles responderam em uníssono –
0
Comente!x

  - Eu não posso ser amigo de qualquer um! – Yugyeom complementou  –
0
Comente!x

  Jungkook gargalhou de forma irônica e então mexeu seu lámen, enquanto abaixou a cabeça. Parecia impossível que um dia os dois fossem amigos…
0
Comente!x

  Yugyeom levou o lámen quente a boca e então reclamou:
  - Ah! Nossa, está realmente quente!
0
Comente!x

   olhou para ele, obstinada:
  - Você queria tanto assim comer lámen?
0
Comente!x

  - Eu larguei tudo que eu tinha para fazer hoje no bar, para te trazer em casa, !
0
Comente!x

  - E porque você fez isso? – ela o olhou nos olhos –
0
Comente!x

  - Eu achei que precisava trazer você, já que aqui é meio perigoso! E desde que te conheci, pensei em você muitas vezes…
0
Comente!x

  Yugyeom mantinha os olhos nos dois, enquanto comia. Jungkook não tinha vergonha na cara e obviamente estava tentando provocá-lo, usando . Então ele gargalhou, mas Jungkook não se abalou.
0
Comente!x

  - Porque não vamos á um encontro amanhã?
0
Comente!x

  - Um encontro? – arregalou os olhos surpresa –
0
Comente!x

  Yugyeom engasgou com o lámen, tossindo um pouco enquanto rapidamente se voltava para ele, dando-lhe alguns tapas nas costas para ajudá-lo a se recuperar.
0
Comente!x

  - O seu lámen vai acabar esfriando! Yugyeom, você não é nenhum bebê! – ele provocou, fazendo o clima ficar ainda mais tenso na mesa –
0
Comente!x

  A proposta de encontro de Jungkook pairava no ar, criando uma atmosfera carregada de expectativa e incerteza. estava surpresa com a sugestão, e a tensão entre os três era palpável.
0
Comente!x

  Em um gesto surpreendente, Yugyeom, depois de se recuperar do engasgo, puxou a cadeira de para perto da sua, deixando-a bem próxima a ele. Isso surpreendeu e fez com que Jungkook franzisse a testa, irritado pela proximidade repentina entre os dois que Yugyeom estava forçando.
0
Comente!x

  O silêncio na mesa era quase ensurdecedor enquanto eles terminavam a refeição. não conseguia evitar pensar na complicada dinâmica entre os dois homens e no que aquela proximidade repentina de Yugyeom significava para todos eles.
0
Comente!x

***

  Os três caminharam juntos em silêncio até a porta do prédio de Yugyeom e . A tensão era palpável, e pensava no convite de Jungkook para o tal encontro… ele havia falado sério?
0
Comente!x

  Nesse momento, Jungkook decidiu provocar Yugyeom, zombando das habilidades dele no boxe:
0
Comente!x

  - Sabe, , estou realmente impressionado com as habilidades do nosso amigo aqui no boxe. – Jungkook provocou, olhando para Yugyeom com um sorriso irônico – Acho que ele é um adversário e tanto no ringue, não é?
0
Comente!x

  Yugyeom, ao ouvir a provocação de Jungkook sobre suas habilidades no boxe, apertou os punhos discretamente, um sinal claro de que a provocação estava surtindo efeito. Seu maxilar ficou tenso, e uma faísca de irritação brilhou em seus olhos.
0
Comente!x

  Ele era conhecido por ser um lutador talentoso e levar o boxe a sério. A provocação de Jungkook atingiu um ponto sensível e fez com que Yugyeom se sentisse desafiado.
0
Comente!x

   percebeu a tensão no ar e tentou aliviar o clima tenso enquanto caminhavam até a porta do prédio. Ela sabia que a relação entre os dois homens estava se tornando cada vez mais complicada, e ela não queria que a situação escalasse para algo pior naquele momento. Ela estava determinada a evitar que a situação se tornasse ainda mais tensa e potencialmente explosiva. Com uma suave e amigável risada, ela tentou aliviar o clima carregado.
0
Comente!x

  - Vocês dois devem ser incríveis no que fazem, cada um à sua maneira! Tenho certeza! – disse com um sorriso gentil, olhando de um para o outro – O importante é que ambos têm paixão pelo que fazem, e isso é admirável!
0
Comente!x

  Ela esperava que suas palavras pudessem dissipar um pouco da tensão no ar. estava ciente de que a relação entre os dois homens estava se complicando, mas ela não queria que isso estragasse a amizade que tinha com Yugyeom e a situação amigável que estava construindo com Jungkook até então.
0
Comente!x

  Quando chegaram até a porta do prédio Yugyeom um tanto quanto emburrado depositou um beijo na cabeça de e resolveu entrar primeiro. Conversaria com ela sobre tudo aquilo quando ela subisse, afinal de contas ele continuava sem entender porque ela estava tão amigável com Jungkook!
0
Comente!x

  - Você não me respondeu sobre o encontro… – ele mordeu o lábio inferior –
0
Comente!x

   pediu pelo celular dele com um gesto de mão e Jungkook desbloqueou o mesmo, entregando à ela.
0
Comente!x

  Com um sorriso, ela digitou o próprio número, gravando-o no celular do boxeador. Em seguida, devolveu o celular a Jungkook.
0
Comente!x

  - Vou pensar sobre o encontro, Jungkook. – Ela respondeu vagamente, mantendo suas opções em aberto!
0
Comente!x

  Jungkook olhou para ela com um olhar intenso…
  - Você deveria considerar, ! Acho que um encontro entre nós poderia ser muito… interessante!
0
Comente!x

  - Vou pensar nisso, Jungkook… – ela respondeu finalmente, mantendo o mistério –
0
Comente!x

  Jungkook a puxou para mais perto, assutando-a com o contato tão próximo de repente e com medo de Yugyeom ainda estar de olho neles…
0
Comente!x

  - Jungkook… – ela colocou as mãos nos ombros largos dele, tentando afastá-lo –
0
Comente!x

  - Eu sei! O bobão do Yugyeom… – ele levou os lábios até o canto dos lábios dela, depositando um beijo por lá –
0
Comente!x

  - Não fale assim dele! – o repreendeu enquanto sentia o corpo arrepiar de leve com o beijo – Até! Obrigada pela carona!
0
Comente!x

  Eles se despediram, com a promessa de um possível encontro no horizonte, mas sem se beijarem, mantendo suas emoções em cheque por enquanto.
0
Comente!x

***

  Yoongi se aproximou de com um sorriso amigável, mostrando as pulseiras que ele havia comprado para eles. Ele notou que ela estava um pouco para baixo, e sua expressão preocupada não passou despercebida por ele.
0
Comente!x

  - Ei, , o que aconteceu? Você parece um pouco triste hoje… – Yoongi perguntou com gentileza enquanto se sentava ao lado dela no grande banco –
0
Comente!x

   olhou para as pulseiras, mas seu olhar estava distante, como se estivesse perdida em pensamentos. Ela finalmente levantou os olhos para ele, e apesar de seu sorriso, seus olhos refletiam um peso emocional. O reconheceu pelos anéis e pelo agora característico cheiro amadeirado que só ele tinha.
0
Comente!x

  - Ah, Yoongi… – ela suspirou, parecendo hesitante – Hoje não foi um dia muito bom para mim…
0
Comente!x

  Yoongi inclinou a cabeça, preocupado com sua nova amiga.
0
Comente!x

  - O que aconteceu, ? Se quiser, pode me contar. Estou aqui para ouvir e ajudar no que puder!
0
Comente!x

   hesitou por um momento, mas depois decidiu compartilhar seus pensamentos e preocupações com Yoongi. Ela sabia que podia confiar nele.
0
Comente!x

  - Sabe, Yoongi, hoje de manhã… eu tive um daqueles momentos em que não reconheci meu próprio rosto. – Ela confessou, sua voz carregada de tristeza –
0
Comente!x

  Yoongi franziu a testa, não por julgamento, mas por não entender completamente a situação. Ele estava ciente de que a doença de podia provocar aquilo, mas não sabia como aquilo podia afetar de forma tão profunda o dia a dia da bibliotecária, e o quanto aquilo deveria ser horrível!
0
Comente!x

  - Isso deve ser muito difícil, … – ele disse com empatia – Você quer me contar mais sobre isso?
0
Comente!x

   assentiu e começou a compartilhar sua história com Yoongi. Ela explicou que adquiriu a prosopagnosia em um acidente de carro aos dezoito anos. Ela detalhou como, desde então, a doença afetava coisas de seu dia a dia, mesmo as mais simples.
0
Comente!x

  - Às vezes, me sinto tão isolada, como se estivesse perdendo uma parte fundamental da experiência humana.
0
Comente!x

  Yoongi ouviu atentamente enquanto compartilhava sua jornada e seus desafios. Ele podia ver o quanto isso afetava sua amiga e sentiu uma profunda compaixão por ela.
0
Comente!x

  - , eu não posso nem imaginar como deve ser difícil para você… Mas estou aqui para te apoiar, e eu realmente valorizo nossa amizade! Você é incrível do jeito que é, e sua prosopagnosia não define quem você é… – ele sorriu gentilmente para ela – E se um dia você não reconhecer o próprio rosto, lembre-se de que eu estou aqui para lhe lembrar o quão bonita e especial você é!
0
Comente!x

   sentiu uma mistura de gratidão e emoção ao ouvir as palavras reconfortantes de Yoongi. Ela se sentiu sortuda por ter encontrado um amigo tão compreensivo e solidário.
0
Comente!x

  - Obrigada, Yoongi! – ela disse sinceramente – Sua amizade significa muito para mim!
0
Comente!x

***

  Depois da conversa dos dois na biblioteca, Yoongi decidiu surpreender mais uma vez. Ele esperou pacientemente do lado de fora, observando-a trabalhar por trás das grandes janelas. Quando ela finalmente saiu, ele se aproximou dela com um sorriso amigável. Os olhos dela piscavam como se buscasse na memória quem ele era mesmo… Yoongi segurou uma das mãos dela, e olhou para lá, o reconhecendo pelos anéis outra vez.
0
Comente!x

  - Ué! Você ainda não foi embora? O restaurante não vai abrir hoje agora hora do almoço?
0
Comente!x

  - Você gostaria de passar seu almoço comigo? Eu tenho uma ideia para alegrar o seu dia… – Yoongi sugeriu, seus olhos brilhando com uma pitada de mistério – E o Jin consegue se virar sem mim por uma hora e meia!
0
Comente!x

  , curiosa, concordou com um aceno de cabeça e seguiu Yoongi enquanto ele a levava para uma área próxima ao rio Han. O sol estava começando a se pôr, criando um cenário pitoresco ao longo das margens do rio.
0
Comente!x

  À medida que eles caminhavam, sentia uma sensação de paz e tranquilidade, e seus pensamentos sobre a prosopagnosia pareciam se dissipar momentaneamente. Chegaram a um local onde várias barraquinhas de comida de rua coreana estavam montadas, exalando deliciosos aromas.
0
Comente!x

  - Eu pensei que poderíamos almoçar comidas de rua coreanas. O que acha? – Yoongi sugeriu, mostrando as diversas opções disponíveis –
0
Comente!x

   sorriu, apreciando a surpresa agradável que Yoongi havia preparado para ela.
0
Comente!x

  Eles passaram a uma hora e meia de almoço de experimentando diferentes pratos de comida de rua coreana, observando o rio Han à medida que se sentavam em uma área tranquila próxima às margens. Compartilharam risadas, histórias e experiências de vida enquanto saboreavam a deliciosa comida local. A conversa fluiu naturalmente, e os dois se sentiram cada vez mais à vontade um com o outro.
0
Comente!x

   aprendeu mais sobre a paixão de Yoongi pela comida e sua jornada como chef de cozinha. Ela compartilhou suas próprias histórias sobre seu amor pelos livros e sua jornada como bibliotecária. Os dois descobriram interesses em comum e também apreciaram as diferenças que tornavam sua amizade única.
0
Comente!x

  Após uma tarde agradável, eles decidiram voltar para a biblioteca, onde tinha que retomar suas tarefas. Yoongi a acompanhou até lá, e quando chegaram, ele pegou algo em sua bolsa e entregou a duas pulseiras simples, uma com um pequeno pingente de livro e outra com uma colher.
0
Comente!x

  - Eu trouxe isso para nós, ! Pulseiras de amizade… Eu queria que você soubesse o quanto sua amizade significa para mim! – ele sorriu, entregando uma das pulseiras a ela – São símbolos de coisas que nos representam! E bom, é mais um acessório para você continuar me reconhecendo.
0
Comente!x

   ficou tocada pelo gesto carinhoso de Yoongi e aceitou a pulseira com gratidão. Ela colocou a pulseira em seu pulso e olhou para Yoongi com um sorriso sincero.
0
Comente!x

  - Obrigada, Yoongi. Sua amizade significa muito para mim também. Estou muito feliz por termos nos conhecido!
0
Comente!x

   e Yoongi compartilharam um abraço caloroso, simbolizando a amizade especial que estava crescendo entre eles. Eles sabiam que aquela conexão era algo único e valioso em suas vidas…
0
Comente!x

  - Estou ansioso para criarmos mais memórias juntos, ! – Yoongi murmurou enquanto a abraçava –
0
Comente!x

  - Eu também, Yoongi… – respondeu com gratidão, apertando o abraço –
0
Comente!x

  Com um sorriso nos lábios, eles finalizaram aquele capítulo de suas vidas, prontos para continuar a jornada de amizade que estavam construindo.
0
Comente!x

Capítulo 14

  O sorriso discreto no rosto de não passou despercebido por Yugyeom quando ela entrou no apartamento dos dois e fechou a porta atrás de si.
0
Comente!x

  - Você pode me explicar o que acabou de acontecer?
0
Comente!x

  - Eu peguei uma carona com ele quando passei na academia! Achei que você estivesse lá e que poderíamos voltar juntos para casa! Mas você não estava e ele me ofereceu uma carona…
0
Comente!x

  - E você aceitou uma carona dele? Justo dele? Eu não entendi … Juro!
0
Comente!x

  A morena caminhou delicadamente até Yugyeom no sofá e se sentou ao lado dele, respirando bem fundo. Não era justo esconder aquilo dele! Os dois eram melhores amigos e nunca escondiam nada um do outro, se ele acabasse descobrindo de outra forma, poderia ser infinitamente pior. Mas como ela contaria que havia beijado o pior inimigo dele e que havia gostado?
0
Comente!x

  - Gyeom, eu preciso te falar uma coisa! – umedeceu os lábios e depositou uma das mãos sobre o joelho dele –
0
Comente!x

  Yugyeom cruzou os braços abaixo do peito enquanto juntava as sobrancelhas encarando-a.
0
Comente!x

  - Aquele dia em que estávamos no bar, no Bulldog, aconteceu uma coisa!
0
Comente!x

  - Que coisa ? – ele engoliu seco e fechou os olhos –
0
Comente!x

  - Eu e o Jungkook nos beijamos!
0
Comente!x

  A revelação de pegou Yugyeom de surpresa. Seu rosto que antes expressava preocupação se transformou em um misto de choque e incredulidade. Ele sentiu seu estômago se apertar e o coração acelerar diante da notícia.
0
Comente!x

  - Vocês o quê?! – ele exclamou, sua voz soando incrédula e magoada. Seus olhos, que antes eram gentis, agora estavam repletos de uma mistura de tristeza e raiva –
0
Comente!x

   abaixou o olhar, incapaz de encarar a reação de Yugyeom. Sabia que essa confissão abalaria sua amizade, mas era melhor ser honesta do que esconder a verdade. Ela respondeu em um sussurro:
0
Comente!x

  - Nós nos beijamos, Yugyeom. Eu não planejei isso, foi impulsivo. Eu só… – ela suspirou – Eu só queria te contar a verdade!
0
Comente!x

  A atmosfera no apartamento ficou tensa. Yugyeom se levantou abruptamente, passando a mão pelos cabelos e indo em direção à janela, como se precisasse de espaço para processar a notícia. Seus punhos estavam cerrados, e ele não conseguia conter a mistura de emoções que o dominava.
0
Comente!x

  - Você beijou o Jungkook, ! Meu inimigo… Você escolheu ele… – ele murmurou, sua voz embargada pela dor e traição –
0
Comente!x

   sentiu um nó na garganta e lágrimas encheram seus olhos. Ela nunca quis machucar Yugyeom, mas agora percebia que as consequências de seu beijo impulsivo poderiam ser irreparáveis. Ela sabia que precisava explicar melhor, mas as palavras pareciam fugir dela.
0
Comente!x

  - Yugyeom, por favor, me ouça! Aconteceu! Eu não planejei beijá-lo! O problema é que eu deveria ter te contado isso no outro dia e não esperado o tempo passar…
0
Comente!x

  Yugyeom continuou de costas para ela, virado para a janela. suspirou pesadamente.
0
Comente!x

  - Yugyeom, eu entendo que você esteja magoado! Eu também estou, porque me sinto mal por esconder isso de você. Mas, eu só quero que você compreenda que as coisas entre o Jungkook e eu não são tão simples como parecem… E se ele não for tão babaca quanto você pensa Gyeom? Quem é o Jungkook na verdade? Nem você, nem eu sabemos! Eu mal o conheço, e essa situação só me fez perceber o quanto julgamos as pessoas pelas aparências. Talvez ele não seja como imaginamos.
0
Comente!x

  Yugyeom permaneceu de costas, seus punhos ainda cerrados, mas ele estava ouvindo. continuou com sinceridade:
0
Comente!x

  - E você é o meu melhor amigo, Yugyeom. Nossa amizade é incrivelmente importante para mim. Eu não quero que isso estrague o que temos, mas eu também não posso esconder o que aconteceu!
0
Comente!x

  Ela se aproximou dele, colocando uma mão em seu ombro, tentando fazer com que ele a encarasse.
0
Comente!x

  - Por favor, Yugyeom, me entenda… Eu errei, mas não quero perder a nossa amizade por causa disso. E eu só quero que você confie em mim, assim como eu confio em você!
0
Comente!x

  A tensão na sala ainda era palpável, mas havia uma centelha de esperança em de que a amizade entre os dois pudesse superar esse obstáculo.
0
Comente!x

  Yugyeom finalmente se virou para encarar , e ela pôde ver uma mistura de emoções em seu rosto. Ele ainda estava magoado, mas a expressão de raiva havia amainado. Ele suspirou profundamente antes de falar:
0
Comente!x

  - , isso não muda o que sinto por você como minha melhor amiga. Eu estou chateado, sim, mas entendo que as coisas nem sempre são tão simples quanto parecem… E eu também não sei quem o Jungkook é de verdade. Só espero que você saiba o que está fazendo!
0
Comente!x

   sentiu um alívio imenso. Ela sabia que a amizade deles não seria a mesma, mas estava disposta a reconstruí-la com o tempo. Ela abraçou Yugyeom com carinho, e ele correspondeu ao abraço. Ficaram ali, juntos, compartilhando um momento de compreensão.
0
Comente!x

  - Obrigada por ser compreensivo, Gyeom! Eu prometo que vou ser mais honesta com você daqui em diante…
0
Comente!x

  - Prometo também tentar não julgar o Jungkook sem conhecê-lo melhor. E talvez… até possamos ser amigos, quem sabe? – Yugyeom sugeriu, com uma ponta de esperança em sua voz –
0
Comente!x

  - Isso seria ótimo! – concordou, sorrindo –
0
Comente!x

  A tensão havia diminuído, e os dois amigos pareciam prontos para enfrentar os desafios que o futuro poderia trazer.
0
Comente!x

***

  Alguns dias depois…

  Quando Namjoon chamou por ela, nem a secretária estava mais lá. levantou e depositou o livro de volta na grande estante e então encarou Namjoon antes de entrar na sala, agora já tão conhecida por ela. Se sentou na poltrona e depositou a bolsa na poltrona a seu lado e ouviu a porta sendo fechada por Namjoon, em alguns segundos ele já estava sentado em sua cadeira e encarava . Ele havia começado a segui-la nas redes sociais, há um dia ou dois, portanto com certeza havia visto os conteúdos de tarot e outras coisas que ela postava. Será que aquele seria o assunto da sessão de hoje?
0
Comente!x

  - Boa noite! – ele quebrou o silêncio entre os dois –
0
Comente!x

  - Boa noite Namjoon! – respondeu de volta sem quebrar o contato visual dos dois –
0
Comente!x

  - Posso saber o que houve para hoje você mudar o horário da sessão de hoje? A Eunji me disse que você na semana passada pediu para ser atendida no último horário hoje… aconteceu alguma coisa?
0
Comente!x

  Como ele ainda não havia clicado na caneta, aquilo significava que a sessão não havia de fato começado, não é? respirou fundo e então riu.
0
Comente!x

  - Nada de importante! Eu tenho um show hoje a noite, e é em um bar aqui perto, então pensei em deixar marcado seu último horário, assim eu podia já sair daqui e ir para lá! Só isso… não me viu falando sobre o show nos stories?
0
Comente!x

  Resolveu ela mesma tocar no assunto… Namjoon sorriu, abaixando a cabeça e ficando corado. O sorriso dele sempre fazia ela se arrepiar…
0
Comente!x

  - Hoje eu não mexi muito no celular, então eu não vi! Onde é o show?
0
Comente!x

  - The Timber House! – ela respondeu – Já foi lá? É uns dez minutos daqui de carro…
0
Comente!x

  - Não! Mas o Taehyung adora lá, por causa do jazz…
0
Comente!x

  - Sim! E é exatamente isso que vou cantar hoje!
0
Comente!x

  - Como começou sua paixão pela música ? – o click na caneta foi ouvido por ela, a consulta havia começado –
0
Comente!x

   se acomodou na poltrona, pronta para compartilhar sua jornada com Namjoon. Ela sorriu levemente antes de começar a falar sobre sua paixão pela música:
0
Comente!x

  - Minha paixão pela música começou quando eu era apenas uma criança. Meus pais eram músicos amadores, e havia sempre música na nossa casa. Cresci ouvindo diferentes gêneros, de jazz a rock, e isso deixou uma impressão profunda em mim. Aos seis anos, comecei a aprender a tocar piano, e logo depois, aos nove, entrei para o coral da escola. A sensação de cantar e tocar piano era como uma fuga para mim, uma maneira de me expressar e me conectar com o mundo de uma maneira que palavras sozinhas não conseguiam!
0
Comente!x

  Ela olhou para Namjoon enquanto falava, notando seu interesse genuíno em sua história.
0
Comente!x

  - Conforme cresci, minha paixão pela música só cresceu. Aos quinze anos, comecei a escrever minhas próprias músicas, e isso se tornou uma forma essencial de desabafar minhas emoções. A música me levou a explorar diferentes estilos e, eventualmente, a seguir uma carreira como cantora amadora e compositora, que nem os meus pais!
0
Comente!x

  Namjoon assentiu, mostrando que estava absorvendo cada palavra.
  - A música é uma parte fundamental da minha vida, e eu acredito que tem o poder de tocar as pessoas de uma forma única. É por isso que estou tão animada para o show de hoje à noite!
0
Comente!x

  - Parece que a música sempre foi uma parte importante da sua jornada. – Namjoon sorriu calorosamente – E é maravilhoso que você possa compartilhar sua paixão com os outros através de suas apresentações. É uma forma incrível de conexão humana…
0
Comente!x

  A conversa continuou a fluir, com compartilhando mais sobre seu amor pela música e sua experiência com tarot, enquanto Namjoon ouvia atentamente e fazia perguntas ocasionalmente. À medida que a sessão prosseguia, ela se sentia grata por ter alguém com quem compartilhar sua jornada e abrir-se sobre as coisas que a faziam vibrar.
0
Comente!x

  No final da consulta, Namjoon fez algumas anotações em seu caderno e, em seguida, olhou para com um sorriso.
0
Comente!x

  - , é sempre um prazer conversar com você e ouvir suas histórias. Espero que o show de hoje à noite seja incrível! Mantenha essa paixão viva.
0
Comente!x

  - Muito obrigada, Namjoon! Eu realmente apreciei nossa conversa de hoje…Até a próxima sessão!
0
Comente!x

  E assim, a consulta chegou ao fim, deixando com um sentimento de renovação e alegria, pronta para compartilhar sua paixão pela música com o mundo no palco do The Timber House.
0
Comente!x

***

  Já pronta para começar a cantar, ela se apresentou e recebeu as palmas dos clientes do bar, seus olhos vasculharam o lugar, como ela sempre fazia, para ter uma dimensão da quantidade de pessoas que a assistia. E então seus olhos bateram nele… O coração de acelerou dentro do peito especialmente quando Namjoon levou o copo de cerveja aos lábios sem deixar de encará-la. O que diabos ele estava fazendo ali?
0
Comente!x

  O sussurro da espiritualidade nos ouvidos de ecoou suavemente, trazendo-lhe uma sensação de calma e foco no momento. Era uma voz interior que sempre a guiava nos momentos cruciais de sua vida e arte.
0
Comente!x

  “Confie na jornada, . A música é a linguagem da sua alma, e este palco é o seu altar. Deixe a energia do universo fluir através de você. Você está exatamente onde deve estar.”
0
Comente!x

  O sussurro a envolveu com uma sensação de tranquilidade e propósito. respirou fundo e começou a cantar, permitindo que sua paixão pela música a guiasse. Ela sentiu uma conexão profunda com a melodia, as palavras e o público. Enquanto suas cordas vocais ecoavam pela sala, ela sabia que estava compartilhando algo mais do que apenas música; estava compartilhando uma parte de sua alma.
0
Comente!x

  O olhar de Namjoon continuou a encontrá-la, e ela sorriu, sentindo que algo especial estava acontecendo naquela noite. A música fluía, o universo estava em sintonia, e se sentiu verdadeiramente abençoada por estar naquele palco.
0
Comente!x

  O sussurro da espiritualidade a guiou ao longo de sua apresentação, lembrando-a de que a música era sua conexão com o divino e que, através dela, podia tocar os corações e almas daqueles que a ouviam. Ela cantou com paixão e intensidade, transmitindo emoção e beleza a cada nota.
0
Comente!x

  No final da canção, a plateia irrompeu em aplausos, e sentiu uma onda de gratidão pelo dom da música e pelo apoio daqueles que a ouviam. Enquanto a energia da noite a envolvia, ela soube que estava exatamente onde deveria estar, cumprindo sua jornada espiritual através da música e da expressão artística.
0
Comente!x

  Durante a noite no The Timber House, Namjoon e trocaram vários olhares furtivos e intensos. A música de envolvia a todos no bar, mas parecia que ela cantava especialmente para ele. Namjoon se pegou admirando sua paixão e talento pela música.
0
Comente!x

  , por sua vez, não conseguia evitar notar a presença de Namjoon na plateia. Ela sabia que ele estava ali por mais do que apenas acaso. Seus olhares se encontravam e, por breves momentos, havia uma comunicação silenciosa entre eles. Eles compartilhavam sentimentos confusos, desafiando a linha profissional que os separava como paciente e terapeuta.
0
Comente!x

  À medida que a noite avançava, os sentimentos de ambos se intensificavam. continuava cantando com uma paixão visceral, sua música tocando as profundezas de suas almas. Namjoon sentia seu coração acelerar toda vez que ela o encarava, como se a ligação entre eles transcendesse os limites do que compartilhavam nas sessões de terapia.
0
Comente!x

  No entanto, ambos sabiam que aquela situação era complexa e desafiadora. Namjoon era seu terapeuta, e a ética profissional impunha limites rígidos. Eles estavam presos em uma teia de emoções conflitantes, desejos reprimidos e o dever profissional de Namjoon.
0
Comente!x

  A noite chegou ao fim, e recebeu calorosos aplausos da plateia. Namjoon aplaudiu com entusiasmo, mas havia uma tensão em seu rosto que não passou despercebida por . Ela sabia que precisavam enfrentar a complexidade de sua relação terapêutica, mas, naquele momento, ambos estavam mergulhados em um mar de sentimentos confusos e incertos.
0
Comente!x

***

  Depois de terminar sua apresentação, não conseguiu evitar a atração magnética que a puxava em direção ao balcão do bar, onde Namjoon estava sentado, observando-a com olhos cheios de emoção. A música continuava a tocar suavemente ao fundo, criando um ambiente íntimo e acolhedor.
0
Comente!x

  Ela se aproximou dele, nervosa, mas decidida a abordar o que estava acontecendo entre eles. tomou um gole de sua bebida e finalmente quebrou o silêncio:
0
Comente!x

  - Namjoon, eu sinto que precisamos conversar sobre tudo isso… sobre o que está acontecendo entre nós. – ela suspirou profundamente, seus olhos fixos nos dele –
0
Comente!x

  Namjoon assentiu, sua expressão séria, mas cheia de emoções. Ele sabia que não podiam mais ignorar os sentimentos que surgiram entre eles.
0
Comente!x

  - , eu também tenho sentido algo muito forte. Não posso negar que estou profundamente ligado a você, de uma maneira que vai além do profissionalismo. – ele falou com sinceridade, sua voz carregada de intensidade –
0
Comente!x

  Ela sentiu seu coração acelerar com as palavras dele, mas precisavam continuar a conversa.
0
Comente!x

  - , eu sei que a linha entre paciente e terapeuta ficou borrada, e não podemos ignorar o que estamos sentindo… – Namjoon fez uma pausa, reunindo suas palavras – Isso não é algo que podemos tomar de ânimo leve. Temos que considerar as implicações disso.
0
Comente!x

   assentiu, compreendendo a seriedade da situação.
  - Eu entendo, Namjoon! Não quero que isso afete negativamente nossa jornada terapêutica, nem minha saúde mental. – ela olhou profundamente nos olhos dele. – Mas, ao mesmo tempo, também não posso negar o que sinto!
0
Comente!x

  Namjoon segurou a mão dela suavemente.
  - Eu não quero te machucar, ! Você significa muito para mim, e a última coisa que quero é prejudicar nossa relação como terapeuta e paciente.
0
Comente!x

  Ela apertou a mão dele com carinho e eles compartilharam um olhar carregado de sentimentos, ambos conscientes do desafio que tinham pela frente.
0
Comente!x

  - Talvez seja melhor para nós, por enquanto, mantermos nosso relacionamento profissional intacto. – disse com uma voz serena, embora seus olhos expressassem a tristeza que ela sentia –
0
Comente!x

  Namjoon concordou com um aceno de cabeça.
  - Eu concordo, . Precisamos priorizar sua jornada terapêutica e a ética profissional. – ele apertou a mão dela suavemente como um gesto de apoio –
0
Comente!x

  - Nós podemos superar isso, não é? – perguntou, procurando confirmação –
0
Comente!x

  Namjoon sorriu gentilmente.
  - Claro que podemos. Continuaremos trabalhando juntos para alcançar seus objetivos e encontrar o equilíbrio. E lembre-se, estou aqui para ajudá-la em tudo o que precisar!
0
Comente!x

  E assim, e Namjoon chegaram a um acordo, comprometendo-se a manter sua relação como terapeuta e paciente e a deixar seus sentimentos pessoais de lado. Ambos sabiam que não seria fácil, mas estavam determinados a enfrentar o desafio, priorizando a saúde mental de . Mas será que conseguiriam?
0
Comente!x

  Quando ele a deixou em casa, os dois se abraçaram com força. O abraço foi carregado de emoção. Era uma despedida temporária, um compromisso de manter as coisas profissionais entre eles, mas a tristeza da situação não podia ser ignorada.
0
Comente!x

  - Se cuida, ! Se precisar de qualquer coisa, saiba que estou sempre aqui para apoiá-la! – Namjoon sussurrou, mantendo-a em seus braços –
0
Comente!x

  Ela assentiu, com a voz embargada:
  - Obrigada, Namjoon, por ser tão compreensivo e por me ajudar a enfrentar meus desafios! Eu valorizo muito a nossa jornada!
0
Comente!x

  Namjoon sorriu, acariciando seu cabelo.
  - Eu também valorizo muito, ! Estou aqui para ajudá-la a encontrar seu caminho…
0
Comente!x

  E assim, com um abraço repleto de sentimentos não expressos, se afastou de Namjoon, e saiu do carro entrando em sua casa. Eles tinham tomado uma decisão difícil, mas era a escolha certa para ambos naquele momento, ou pelo menos parecia ser.
0
Comente!x

  Já de banho tomado, ela acendeu uma vela e um incenso de capim cidreira para ajudá-la a dormir, porque provavelmente teria dificuldades. Depois pegou o baralho cigano e o levou de volta para o quarto com ela, se sentando confortavelmente em sua cama. Respirou fundo e embaralhou as cartas, cortando-as em dois montes. Colocou os dois montes sobre a cama e encarou os dois. Fechando os olhos outra vez, ela escolheu um dos montes, e embaralhou novamente, pensando no terapeuta. Escolheu então uma carta, ainda pensando nele e então lá estava ela de novo: A Torre.
0
Comente!x

  Representa uma catástrofe imprevista ou a destruição de velhas ideias. Ele gira em torno dos próprios alicerces onde suas opiniões e crenças estavam, trazendo caos e angústia. Quando a carta de tarot a Torre aparecer, espere o inesperado – mudanças massivas, erupção, destruição e caos.
0
Comente!x

   suspirou, exasperada e então juntou as cartas outra vez e colocou as mesmas sobre sua escrivaninha. Apagou as luzes do quarto, que ficou iluminado apenas pela vela, e então se ajeitou debaixo dos cobertores, sentindo os olhos marejarem.
0
Comente!x

  Ela sentiu a pressão do mundo pesar sobre seus ombros. A carta da Torre, mais uma vez, parecia assombrá-la, lançando dúvidas e incertezas em seu coração. Será que a decisão de manter a relação estritamente profissional com Namjoon era a escolha certa? A angústia que ela vinha tentando evitar parecia ressurgir, mas ainda assim, acreditava que era o caminho mais seguro…
0
Comente!x

  Enquanto isso, Namjoon também estava em sua casa, com a mente cheia de pensamentos sobre a decisão que eles haviam tomado. Ele não conseguia evitar a sensação de perda, a tristeza de saber que algo especial entre eles estava sendo sacrificado em prol da ética profissional. No entanto, ele acreditava que era a escolha certa para proteger a integridade de sua relação terapêutica.
0
Comente!x

  Ambos, e Namjoon, deitaram em suas camas naquela noite, olhando para o teto, com pensamentos conflitantes e sentimentos confusos. O destino havia lançado seu desafio, e eles tinham aceitado, mas o caminho à frente parecia mais incerto do que nunca. O silêncio da noite testemunhou suas reflexões profundas enquanto dormiam, cada um com suas próprias perguntas e incertezas.
0
Comente!x

***

  O sorriso de se alargou quando o viu entrando na cafeteria. Seokjin buscava por ela com os olhos, então a morena se levantou e começou a acenar na direção dele, que depois de alguns segundos a localizou, andando em sua direção.
0
Comente!x

   ergueu a mão profissionalmente na direção dele, que a segurou delicadamente, apertando-a de volta e então os dois se sentaram, um de frente para o outro. A agora agende de modelos já havia agradecido à Seokjin via mensagem no kakao quando havia sido promovida. O trabalho de Seokjin para a campanha havia sido elogiado por todos na agência e o cliente que havia encomendado a campanha havia ficado imensamente satisfeito elogiando a B16 pela escolha do modelo, o que fez com que , claro, fosse promovida.
0
Comente!x

  O problema é que o cliente gostaria de repetir a dose! Sim, eles haviam encomendado outra campanha e foram bem enfáticos: só fechariam com a B16 se o modelo fosse Seokjin outra vez. Então havia passado basicamente uma semana tentando convencer o chef de cozinha a posar para eles outra vez, já que ela havia prometido que nunca mais o procuraria…
0
Comente!x

  Para a surpresa dela, lá estava ele para assinar o contrato de mais uma campanha com o agenciamento dela. Os olhos dele começaram a ler o contrato e levou a xícara de café preto aos lábios.
0
Comente!x

  - As fotos serão tiradas em Jeju? – ele ergueu os olhos, encontrando os de
0
Comente!x

  Ela deu um sorriso amarelo e colocou o cabelo para trás da orelha. Se ela bem conhecia Seokjin, aquilo seria um impedimento claro para ele, afinal de contas seriam de dois a três dias de trabalho e ele tinha um restaurante. Mas era esperta e já tinha conversado com Yoongi sobre os dias em que Seokjin precisaria ficar fora, e o amigo havia dito à ela que daria conta do recado enquanto ele estivesse fora, e ela tinha tudo isso em áudio.
0
Comente!x

  - Sim! Olha que maravilha! A hospedagem e três refeições por dia são por conta da B16, viu aí?
0
Comente!x

  Seokjin assentiu para ela enquanto umedecia os lábios com a língua.
0
Comente!x

  - Você não cansa de me botar em furada não é ?
0
Comente!x

  - Furada? Estou transformando você quase num modelo exclusivo da H&H e você acha que isso é uma furada? Eles amaram você Seokjin! Não pode recusar agora, eles já estão contando conosco!
0
Comente!x

  - Eu tenho um restaurante para cuidar durante a noite !
0
Comente!x

  Ela pegou o celular e colocou os áudios de Yoongi para que ele ouvisse. Seokjin balançou a cabeça em negativa com um sorriso de canto em seus lábios.
0
Comente!x

  - Você não dá ponto sem nó…
0
Comente!x

   sorriu para ele, voltando a bloquear o celular.
  - Agora você não tem mais nenhuma desculpa para não assinar esse contrato!
0
Comente!x

  - A gente já viaja na quinta, ou seja, depois de amanhã? – ele piscou os olhos algumas vezes –
0
Comente!x

  Agora que o contrato estava prestes a ser assinado, os detalhes logísticos podiam ser organizados. assentiu com um sorriso.
0
Comente!x

  - Exatamente! Já temos tudo planejado. Tenho certeza de que você vai brilhar mais uma vez, Seokjin…
0
Comente!x

  Ele sorriu sem mostrar os dentes, começando a ficar com a pele corada pelo elogio da agente.
0
Comente!x

  - Tem uma caneta aí? Não sei se eu trouxe alguma!
0
Comente!x

  - Claro! – ela remexeu a bolsa procurando por uma caneta –
0
Comente!x

  - Você deve estar feliz com a campanha!
0
Comente!x

  - Claro! Quanto mais campanhas com modelos agenciados por mim, melhor! – ela sorriu, inclinando a cabeça para trás – 
0
Comente!x

  - Não! – Seokjin balançou a cabeça – Não só por isso… não é onde seu namorado mora?
0
Comente!x

  - Ah! – ela gargalhou brevemente – Sim! Lá mesmo!
0
Comente!x

  Seokjin engoliu seco e então lhe entregou a caneta. Seokjin assinou o contrato, e devolveu a via de para ela, ficando com a sua.
0
Comente!x

  Os dois continuaram na cafeteria, após Seokjin pedir seu café, afinal de contas ela precisava acertar os detalhes da logística com ele, informar sobre o hotel que ele e a equipe ficariam – já que ela ficaria na casa do namorado -, ela informou que dessa vez o fotógrafo seria outro, que a modelo escalada para trabalhar com ele fora informada que não poderia faltar no dia da viagem e vários outros detalhes. Assim como também, ela disse que algumas outras informações como o endereço completo do hotel, horário de partida e etc, seriam informados até amanhã por ela mesma. Seokjin concordou com todas as informações e detalhes e então os dois terminaram seus cafés em silêncio.
0
Comente!x

  Seokjin se perguntou porque estava tão incomodado em saber que ficaria com o namorado e não com a equipe… afinal de contas aquilo não era da conta dele! Mas quando os dois se despediram com outro aperto de mãos o incômodo ainda estava presente em seu estômago.
0
Comente!x

***

  Já dentro do avião Seokjin encarou que ajeitava seu cinto, e então não resistiu:
0
Comente!x

  - Seu namorado vai buscar você no aeroporto? – os dois se encararam –
0
Comente!x

  Um dos ajudantes da produção se sentou ao lado de e os cumprimentou, antes de a morena responder a Seokjin, sem entender muito bem porque aquele interesse todo em seu namoro.
0
Comente!x

  - Não! Ele não sabe que eu vim, farei uma surpresa!
0
Comente!x

  - Ah! Você é do tipo romântica então? – Seokjin ajeitou os cabelos com um sorriso quase cínico –
0
Comente!x

   revirou os olhos antes de rir e analisar o perfil dele, que agora olhava pela janela.
0
Comente!x

  - Você não era romântico com sua ex esposa?
0
Comente!x

  Aquele assunto era delicado demais para Seokjin, e ele sentiu como se uma faca estivesse sendo cravada em seu peito, especialmente porque involuntariamente algumas lembranças voltaram em sua mente.
0
Comente!x

  - Acho que até demais! – um sorriso amargo brotou em seus lábios – Mas eu não gosto de recordar nada que tenha a ver com o meu casamento senhorita Kang!
0
Comente!x

  - Me desculpe! Eu falei sem pensar! Prometo não tocar mais nesse assunto, senhor Kim!
0
Comente!x

  E então os três ficaram em silêncio desde a decolagem do avião até a aterrissagem.
0
Comente!x

  Assim que o avião aterrissou, a atmosfera tensa e desconfortável ainda pairava entre eles. Seokjin estava imerso em pensamentos, recordando seu casamento fracassado com uma mágoa profunda. Ele preferiu não tocar mais no assunto, e respeitou sua vontade.
0
Comente!x

  No destino, eles alugaram um carro para se locomoverem com mais facilidade durante o trabalho em Jeju. , com o sorriso de quem estava ansiosa para começar o trabalho, se dirigiu diretamente ao set de fotografia para a primeira leva de fotos. O cenário e a produção estavam impecáveis, e Seokjin, enquanto dirigia o carro, não podia deixar de se sentir pensativo. À medida que a ilha pitoresca de Jeju passava por sua janela, ele se viu remoendo lembranças de seu casamento fracassado.
0
Comente!x

  Os momentos que compartilhou com sua ex-esposa, os erros cometidos e a mágoa que sentia o assombraram. Ele não queria que o passado tivesse um papel em seu presente, mas as memórias eram persistentes. No entanto, ele se forçou a deixar esses pensamentos de lado, pelo menos temporariamente, para se concentrar no trabalho e na oportunidade que tinha pela frente.
0
Comente!x

   estava imersa em seu novo papel como agente de modelos, trabalhando incansavelmente para garantir que Seokjin tivesse uma experiência suave na campanha. Ela estava ansiosa por sua surpresa romântica ao namorado e esperava que tudo saísse conforme o planejado. Mesmo assim, algo na conversa anterior com Seokjin a fez sentir que havia mais para ele do que atendia aos olhos.
0
Comente!x

  Enquanto dirigia, Seokjin não conseguia evitar que sua mente voltasse à sua ex-esposa e ao casamento que desmoronou. Ele se sentia encurralado entre as memórias dolorosas do passado e o desejo de seguir em frente em direção a um futuro mais promissor.
0
Comente!x

  Do lado de fora, o cenário pitoresco de Jeju passava, mas no interior do carro, Seokjin estava mergulhado em seus próprios pensamentos. Por mais que quisesse deixar o passado para trás, parecia que as memórias insistiam em assombrá-lo, tornando difícil para ele focar no trabalho que tinham pela frente.
0
Comente!x

***

  Durante o resto da manhã, a equipe de produção trabalhou incansavelmente, aproveitando ao máximo a luz natural e o cenário deslumbrante de Jeju para capturar as fotos da campanha. Seokjin estava se saindo cada vez melhor como modelo, parecendo mais à vontade na frente das câmeras. Sua experiência anterior e a equipe talentosa tornaram a sessão de fotos incrivelmente produtiva.
0
Comente!x

   observava com satisfação, orgulhosa do progresso de Seokjin e do esforço conjunto de todos. A atmosfera no set era profissional, mas também repleta de camaradagem, e todos estavam comprometidos em alcançar o melhor resultado.
0
Comente!x

  Quando o horário do almoço se aproximou, a equipe decidiu fazer uma pausa para recarregar as energias. Optaram por almoçar em um restaurante próximo à praia de Jeju, onde puderam desfrutar de pratos locais frescos e saborear a brisa do mar.
0
Comente!x

  Seokjin estava grato pelo intervalo, permitindo-lhe relaxar e recarregar antes da segunda parte da sessão de fotos. aproveitou a oportunidade para conversar com a equipe e garantir que tudo estivesse ocorrendo conforme o planejado.
0
Comente!x

  À medida que o almoço avançava e as risadas eram compartilhadas, a tensão da manhã se dissipou. Seokjin, enquanto saboreava a comida local, sentiu-se mais à vontade com a equipe. observava o chef e sentia que estava cumprindo seu dever de agente de modelos, tornando a experiência o mais suave possível para ele.
0
Comente!x

  A sessão de fotos continuaria à tarde, mas por enquanto, todos desfrutavam de um merecido almoço à beira-mar, aproveitando a beleza de Jeju e a camaradagem da equipe.
0
Comente!x

  Na parte da tarde, a equipe voltou com força total para a segunda etapa da sessão de fotos. Eles tinham um cronograma apertado para seguir, mas todos estavam comprometidos em obter as melhores fotos possíveis.
0
Comente!x

  Seokjin continuou a se destacar como modelo, demonstrando versatilidade em diferentes poses e expressões. Ele estava visivelmente mais à vontade na frente das câmeras e trabalhava bem com a equipe de produção.
0
Comente!x

   observava atentamente, garantindo que tudo ocorresse sem problemas e que Seokjin se sentisse apoiado. A atmosfera no set era de determinação e criatividade, com todos colaborando para alcançar os objetivos da campanha.
0
Comente!x

  Conforme o sol começava a se pôr sobre a bela paisagem de Jeju, a equipe sabia que havia capturado imagens incríveis. O primeiro dia da sessão de fotos estava chegando ao fim, e todos estavam satisfeitos com o progresso.
0
Comente!x

  Com um sentimento de realização, a equipe empacotou seus equipamentos e se preparou para o retorno ao hotel, onde descansariam para o próximo dia de trabalho.
0
Comente!x

  Seokjin sentiu um misto de exaustão e satisfação. Ele havia superado desafios e estava ansioso para ver o resultado final da campanha. estava grata pela dedicação de todos e ansiosa para o dia seguinte, quando continuariam a criar imagens memoráveis. O primeiro dia havia sido um sucesso, e todos estavam animados com o que ainda estava por vir.
0
Comente!x

***

   começou então a se despedir da equipe aos pouco, pronta para ir até a casa do namorado que uma hora daquela já devia estar indo para casa. Ela estava disposta a inclusive preparar um jantar bem gostoso para os dois, já que estava com saudades, afinal de contas já havia dois finais de semana que eles não conseguiam se ver… já que Seong-su andava muito ocupado com o trabalho tendo que fazer horas extras aos sábados e domingos, o que o cansava bastante.
0
Comente!x

  A casa de Seong-su não ficava muito longe das locações então quando Seokjin perguntou se ela queria uma carona ela recusou, disse á ele que ia andando mesmo e assim o fez, com sua pequena mochilinha, já que tinha muitas coisas na cada do namorado, ela não havia levado uma mala muito grande.
0
Comente!x

  O sorriso de ia se alargando conforme seus passos iam se aproximando da casa do namorado. Até que ela reparou no SUV branco dele parado do lado de fora da casa, que era bem incomum… conforme ela espreitava os olhos, conseguiu enxergar que ele parecia não estar sozinho dentro do carro. Seria uma colega de trabalho que morava por ali e ele havia lhe dado carona? Seong-su era tão prestativo!
0
Comente!x

   caminhou mais um pouco, atravessando a rua e então seu coração deu um salto dentro do peito, enquanto seus lábios se abriam em um perfeito ‘O’. O corpo de Seong-su estava debruçado sobre o de outra mulher dentro da SUV enquanto eles se beijavam com intensidade e até certa paixão.
0
Comente!x

   sentiu como se seu mundo inteiro tivesse desmoronado diante de seus olhos. A visão do homem que ela amava, beijando outra mulher dentro do carro era como um punhal cravado em seu coração. Uma mistura de choque, traição e dor inundou sua mente e seu corpo.
0
Comente!x

  Cada instante do beijo apaixonado que testemunhava entre Seong-su e a outra mulher era como uma facada em seu peito. Seu mundo cor-de-rosa havia se transformado em um pesadelo doloroso. A confiança que ela tinha nele havia sido despedaçada em um instante.
0
Comente!x

  As lágrimas começaram a escorrer por seu rosto, mas ela não conseguia se conter. Sentiu-se traída, ferida e humilhada. Seu coração se partia em pedaços, e a sensação de vazio que se espalhava por ela era insuportável!
0
Comente!x

  Os dois finalmente se separaram após serem incomodados pelos faróis de um carro que agora passava entre e a SUV de Seong-Su, e então seus olhos se encontraram. A expressão de Seong-su era um misto de surpresa, choque e até apatia, enquanto a outra mulher parecia não saber onde enfiar a cara.
0
Comente!x

   finalmente conseguiu afastar o olhar da cena dolorosa e, sem pensar, deu meia-volta e começou a andar rapidamente na direção oposta. Seu corpo tremia de emoções conflitantes, mas havia uma coisa clara em sua mente: ela não queria mais ver aquilo, não queria mais ver Seong-su.
0
Comente!x

  O homem por sua vez, abriu a porta do carro e correu até , segurando-a pelo pulso:
0
Comente!x

  - No Eul, espera! Porque você está aqui? Digo, assim, do nada?
0
Comente!x

  - Exatamente! Porque eu vim aqui do nada? – parecia falar mais consigo mesma do que com Seong-su – Então eu já vou!
0
Comente!x

  Ela se desvencilhou de Seong-su.
  - Você não pode ir assim! – ele a segurou de novo fazendo-a virar-se de frente á ele –
0
Comente!x

  - Você me disse para entender e ser paciente porque você estava ocupado… foi para isso? Era com isso que você estava ocupado Seong-su? Sem saber disso, eu… – ela pausou antes de empurrá-lo com força para trás – Como você pode fazer isso comigo?
0
Comente!x

  E então ela repetiu a última pergunta mais algumas vezes enquanto chorava e o estapeava o peito.
0
Comente!x

  - Não é o que você está pensando ! – ele a segurou com força –
0
Comente!x

  - Me solta! – ela voltou a se soltar dos braços de Seong-su –
0
Comente!x

  - Se acalme um pouco ! Vamos entrar e conversar!
0
Comente!x

  Os olhos de passearam pelos lábios dele, sujos de batom vermelho.
0
Comente!x

  - Limpe os lábios primeiro… – e então ela voltou a empurrá-lo –
0
Comente!x

  Seong-su assim o fez, passando os dedos pelos lábios para retirar o batom de lá. E então uma voz conhecida para ecoou em seus ouvidos.
0
Comente!x

  - ! Quanto tempo…
0
Comente!x

   olhou para a mulher um tanto quando incrédula, que as duas se conheciam! Afinal de contas ela era a prima de Seong-su e morava em Jeju, tendo sido apresentada a na primeira visita que ela havia feito ao namorado no primeiro final de semana que ele se mudara…
0
Comente!x

  - Você está fora de si? Ela é sua prima!
0
Comente!x

  A mulher então abaixou os olhos enquanto tentava ajeitar os cabelos e então um silêncio estarrecedor se fez. levou uma das mãos aos lábios, completamente chocada ao perceber o quanto havia sido burra!
0
Comente!x

  - Ela não é sua prima, coisa nenhuma, não é? Era só uma mentira, você me enganou!
0
Comente!x

  Seong-su bufou baixinho.
  - Não, eu não enganei! Eu nunca disse que ela era minha prima, eu disse que ela era minha… – Seong-su olhou para a falsa prima – uma filha da minha tia!
0
Comente!x

  - Minha mãe e a mãe dele são próximas, então chamamos a mãe um do outro de “tia” – a tal mulher tentou intervir –
0
Comente!x

  - Sinto muito mas não estou falando com você! Pode nos dar um momento?
0
Comente!x

  - Ai não! Você deve estar realmente muito brava! – as duas se encararam – Você chorou? Porque? Não chore!
0
Comente!x

   voltou a abrir a boca, mas estava chocada demais com a amante do namorado, então não disse nada.
0
Comente!x

  - Dami, volte para o carro e me espere lá!
0
Comente!x

  - Não! Eu vou embora…
0
Comente!x

  - Me espere no carro! – ele aumentou o tom de voz fazendo a tal Dami e se assustarem –
0
Comente!x

  - Ok! – ela sussurrou antes de voltar para o carro –
0
Comente!x

  Seong-su levou uma das mãos ao rosto, parecendo mega irritado.
  - Entre na casa e me espere, vou só deixá-la e voltar! E aí vamos conversar sobre nós!
0
Comente!x

  - O que? Você vai levá-la para casa? Agora?
0
Comente!x

  - Eu preciso me livrar dela primeiro! Como posso deixar uma jovem bêbada ir para casa sozinha ?
0
Comente!x

  - E porque não? Porque ela não pode ir para casa sozinha? Ou será que vocês dois tem algo para fazer no carro?
0
Comente!x

  - O que você… – o interrompeu –
0
Comente!x

  - E porque está chamando ela de jovem? Ela nem é tão mais nova do que eu!
0
Comente!x

  - Você vai continuar falando assim? Eu disse que não é o que você pensa!
0
Comente!x

  - Se não é, o que é então Seong-su? – ela engoliu seco, engolindo o choro junto – Você estava beijando-a no carro, eu vi com meus próprios olhos. Então tem certeza que não é o que eu estou pensando que é?
0
Comente!x

  - Ok! Eu beijei! Quem disse que não? Mas ainda assim não é o que você pensa, foi um erro! Apenas um erro, um único erro ! Não vai mudar nada entre nós! Eu só disse que vou levá-la para casa e voltar para conversar! Você está agindo como se eu estivesse traindo você, tendo um caso! Você está aí, pirando e me empurrando para a beira de um precipício! Porque está fazendo isso? Se coloque no meu lugar…
0
Comente!x

   riu, desgostosa.
  - Um único erro? Você quer me fazer acreditar que isso foi só uma vez? Que essa foi a primeira e única vez?
0
Comente!x

  - Inacreditável! O que você acha que eu sou ? Você realmente não confia em mim? Você está namorando comigo esse tempo todo sem confiar em mim? Isso é o quanto eu significo para você?
0
Comente!x

  - O que? – sentiu a garganta fechar com a vontade de chorar voltando –
0
Comente!x

  - É por isso que você está aqui? Porque não confia em mim? Está aqui porque veio me vigiar? Sm, tenho certeza que é por isso! Você não falou nada e apareceu aqui em casa sem avisar… você nunca fez isso antes! Tenho certeza que fez isso de propósito para tentar me pegar em algum flagrante.
0
Comente!x

  - Você acha que é por isso que eu vim para Jeju? – agora os olhos de já brilhavam em lágrimas –
0
Comente!x

  - Se não… porque você teria aparecido aqui do nada?
0
Comente!x

   voltou a engolir o choro e então concordou:
  - Claro, você está certo!
0
Comente!x

  - O que? – ele franziu o cenho –
0
Comente!x

  - Você está certo! Eu sou maluca, paranóica, e por causa da minha desconfiança infundada, eu grampeei seu carro e vim pegá-lo em flagrante, me traindo. Agora que está confirmado, ótimo!
0
Comente!x

   voltou a dar as costas para Seong-su que a chamou:
  - ! – ela continuou andando – !
0
Comente!x

  Enquanto ela caminhava e ouvia Seong-su apenas chamando por ela com raiva, ela pensava: “Você está apenas me deixando ir?” “Você realmente vai ficar aí com ela?” Enquanto os pensamentos a inundavam, ela acabou pisando de mal jeito e caindo.
0
Comente!x

  Quando ela ouviu os passos de Seong-su se aproximarem ela levantou a mão, impedindo que ele se aproximasse.
0
Comente!x

  - Não venha! Vá levar sua amante em casa! – ela juntou suas coisas com pressa –
0
Comente!x

  E então Seong-su observou a silhueta de sumir de suas vistas.
0
Comente!x

***

  , com lágrimas nos olhos e o coração em pedaços, continuou a caminhar pelas ruas de Jeju, longe da casa de Seong-su. Ela se sentia traída, humilhada e devastada pela cena que presenciara, e não conseguia conter a torrente de emoções que a invadia.
0
Comente!x

  Enquanto seguia adiante, sua visão embaçada pelas lágrimas, de repente ouviu uma melodia suave no ar. Ela parou e olhou ao redor, percebendo que estava próxima de um cantor de rua. O jovem com um violão cantava uma canção emotiva, e sua voz era cheia de paixão.
0
Comente!x

   não conseguia evitar se deixar levar pela música, mesmo que seu coração estivesse pesado. Ela observou o cantor de rua, cujas palavras pareciam ecoar seus próprios sentimentos. A música parecia uma expressar a dor e a tristeza que ela estava sentindo…
0
Comente!x

  Enquanto ela estava perdida em seus pensamentos, Seokjin, que também estava explorando as redondezas após o dia cansativo de trabalho, avistou parada na calçada. Ele estava segurando um sorvete de casquinha e acenou para ela com um sorriso amigável, mas estava tão absorta em seus pensamentos que não o viu.
0
Comente!x

   deixou algumas notas para o cantor de rua como gesto de gratidão por sua música e, depois, começou a caminhar novamente, com os olhos inchados de tanto chorar. Seokjin, sentindo-se intrigado pela situação, decidiu segui-la a certa distância.
0
Comente!x

  Ele a viu parar em um banco próximo e sentar-se, ainda imersa em seus pensamentos sombrios. Seokjin se aproximou silenciosamente e sentou-se ao lado dela, sem dizer uma palavra. Ele queria entender o que estava acontecendo, mas sabia que precisava dar a espaço para falar quando estivesse pronta.
0
Comente!x

  O silêncio pairou entre eles por um momento, até que finalmente rompeu o silêncio, com a voz embargada:
0
Comente!x

  - Preciso achar um lugar para ficar… – ela encarou Seokjin –
0
Comente!x

  - Porque? O que aconteceu?
0
Comente!x

  - Eu não quero falar sobre o que aconteceu agora! Se importa?
0
Comente!x

  Seokjin, mesmo preocupado – e um tanto quanto curioso -, apenas assentiu para a agente.
0
Comente!x

  - Vamos até o hotel! Lá deve ter um quarto para você!
0
Comente!x

  - Eu não quero atrapalhar o seu momento turista!
0
Comente!x

  - Não está atrapalhando, eu já estava voltando! Anda, vamos!
0
Comente!x

  Seokjin se levantou e fez o mesmo que ele. Os dois seguiram em silêncio pelas ruelas de Jeju até chegarem ao hotel.
0
Comente!x

***

  - Nós não temos mais nenhum quarto disponível para esse final de semana senhorita Kang! E eu sinto informar, mas temo que a senhorita não encontre nenhum hotel com vagas pelas redondezas!
0
Comente!x

  , com a frustração estampada em seu rosto, ouviu a notícia do recepcionista e suspirou profundamente. A ideia de encontrar um lugar para ficar naquele momento começava a parecer uma tarefa desafiadora.
0
Comente!x

  Seokjin, observando a situação, tomou a palavra:
  - E agora? Como você vai fazer? – deu de ombros enquanto caminhava para o sofá que havia na recepção do hotel –
0
Comente!x

  Depois de uma breve conversa ao telefone, o recepcionista voltou sua atenção para eles:
0
Comente!x

  - Senhor Kim, o seu quarto é de casal… Se não se importar de compartilhar o quarto, poderíamos acomodar a senhorita Kang lá!
0
Comente!x

   olhou para ele, um pouco desconfortável com a ideia de ocupar o quarto de Seokjin, mas ele lhe deu um aceno tranquilizador.
0
Comente!x

  - Claro! Obrigado pela ajuda…
0
Comente!x

  O recepcionista fez os devidos ajustes e entregou a chave do quarto a , que  seguiu Jin até o elevador, ainda se sentindo perturbada pela situação, mas grata por sua gentileza de aceitar dividir o quarto com ela.
0
Comente!x

  - Seokjin, eu realmente não deveria estar ocupando o seu quarto de hotel. Não era para as coisas terem acontecido desse jeito!
0
Comente!x

  Seokjin assentiu enquanto o elevador os levava para o andar do quarto.
0
Comente!x

  - Tudo bem, são só duas noites! No sábado pela manhã estaremos indo embora!
0
Comente!x

   ofereceu um sorriso fraco em resposta.
  Ambos entraram no quarto de hotel, e não pôde deixar de notar o ambiente aconchegante, o pequeno sofá em um dos cantos, um guarda roupas, o frigobar e a vista deslumbrante da janela. Ela suspirou e sentou-se na beirada da cama.
0
Comente!x

  - Eu vou dormir no sofá, tá bom? Sei que está tão desconfortável quanto eu com a situação!
0
Comente!x

  - Não! Sendo assim, pode deixar que eu durmo no sofá! – ele se sentou ao lado dela na beirada da cama, mas a uma distância segura –
0
Comente!x

  - Posso tomar um banho? – ela virou o rosto para encará-lo –
0
Comente!x

  Seokjin fez que sim para ela com a cabeça.
   se levantou da beira da cama e foi em direção ao banheiro do quarto. Enquanto ela se ocupava com o banho, Seokjin aproveitou para tirar os sapatos, se ajeitar na cama e esticar as costas. A exaustão do longo dia de trabalho estava finalmente começando a pesar sobre ele.
0
Comente!x

  Enquanto estava deitado, Seokjin começou a se sentir sonolento. A cama era confortável, e o cansaço do dia o envolveu. Ele fechou os olhos, prometendo a si mesmo que só cochilaria por alguns minutos… No entanto, o que pareciam minutos se estenderam e Seokjin acabou adormecendo profundamente.
0
Comente!x

  Ele só acordou quando o som insistente de um celular vibrando na mesinha de cabeceira o tirou do sono. Sonolento, Seokjin se ergueu da cama e pegou o celular. Olhando o visor, ele viu que havia várias chamadas perdidas e mensagens de texto. Para sua surpresa, o nome que aparecia na tela era “Seong-su.”
0
Comente!x

  Preocupado, Seokjin procurou por , e não a encontrou dentro do quarto. Ele logo entendeu que o celular de havia estado lá no quarto o tempo todo, e ela poderia estar procurando por ele.
0
Comente!x

  Seokjin saiu do quarto e encontrou sentada na sacada, olhando para a cidade com lágrimas escorrendo pelos olhos. Ele se aproximou dela, segurando o celular.
0
Comente!x

  - Tocou inúmeras vezes e tem bastante mensagens de um tal de Seong-su…
0
Comente!x

  - Desculpe! – ela pegou o celular da mão dele, desligando o aparelho logo em seguida –
0
Comente!x

  Ela parecia ainda abalada e não fez nenhum esforço para explicar a situação. Seokjin sentou-se ao lado dela na sacada e ficou em silêncio por um momento, respeitando seu espaço.
0
Comente!x

  Finalmente, ele quebrou o silêncio:
  - , se quiser falar sobre o que aconteceu, estou aqui para ouvir. Você não precisa lidar com isso sozinha…
0
Comente!x

   suspirou e olhou para Seokjin:
  - Seokjin, eu já entendi a mensagem que você me deu! A nossa relação é estritamente profissional, certo? Não precisa se preocupar comigo… Eu vou lidar com isso do meu jeito!
0
Comente!x

  Seokjin a olhou, sua expressão suave e preocupada ao mesmo tempo:
0
Comente!x

  - Claro, … Eu deixei claro que nossa relação é profissional, mas isso não significa que eu seja insensível! Ver você chorando e preocupada me afeta! Eu não sou um monstro, querida! Se você quiser falar, estou aqui… Se não quiser, vou respeitar sua escolha!
0
Comente!x

  - Obrigada, Seokjin! Talvez um dia eu queira falar, mas por enquanto, acho que preciso de um tempo para digerir tudo isso…
0
Comente!x

  Seokjin assentiu compreensivamente e ofereceu um ombro amigo para se apoiar, se ela quisesse. E assim o fez, deitando a cabeça levemente em um dos ombros de Seokjin, que relaxou os músculos antes tensos. Eles permaneceram na sacada, observando a vista noturna de Jeju, e Seokjin estava determinado a ser o apoio que precisasse, independentemente da natureza de sua relação.
0
Comente!x

***

   deitou-se na cama, mas seu coração pesado e a mente cheia de pensamentos tumultuados tornavam impossível encontrar o sono. Ela se revirou na cama, tentando encontrar uma posição confortável, mas a sensação de traição ainda a atormentava.
0
Comente!x

  Na escuridão da madrugada, com o quarto iluminado apenas pela luz tênue da lua, não conseguiu conter as lágrimas que finalmente se derramaram por seu rosto. As lágrimas eram um reflexo da dor que ela estava sentindo, uma dor que ameaçava consumi-la.
0
Comente!x

  Seokjin, que estava no sofá e também se encontrava desperto, ouviu o choro silencioso de . Ele se levantou silenciosamente e se aproximou da cama, onde ela estava deitada. Quando viu que ela estava chorando, Seokjin não hesitou. Ele deitou-se ao lado dela, envolvendo-a em seus braços.
0
Comente!x

   sentiu o calor do abraço de Seokjin e, pela primeira vez desde o flagra, sentiu-se verdadeiramente acolhida. Ela se deixou levar pela sensação de segurança que ele proporcionava e finalmente encontrou a coragem para compartilhar seus sentimentos.
0
Comente!x

  Com a voz trêmula, ela contou a Seokjin sobre o que havia presenciado, sobre a traição de Seong-su e a intensa dor que isso causara. Seokjin a escutou em silêncio, apoiando-a com palavras de conforto quando necessário, mas principalmente oferecendo o conforto de seu abraço.
0
Comente!x

   desabafou e compartilhou sua angústia, e Seokjin continuou a abraçá-la, lembrando-a de que ela não estava sozinha. Ela podia sentir o coração dele batendo em sintonia com o dela, e aquilo trouxe um pouco de paz à sua alma ferida. E assim, na escuridão da madrugada, e Seokjin compartilharam um momento de conexão e conforto, fortalecendo o vínculo que começara a se formar entre eles em circunstâncias tão inesperadas.
0
Comente!x

***

  No segundo dia de sessão de fotos, e Seokjin se encontraram no refeitório do hotel. Ela já estava sentada com a equipe, conversando e rindo com seus colegas de trabalho. Seokjin entrou e, ao vê-la, seus olhares se cruzaram por um momento, mas nenhum dos dois tocou no assunto da noite anterior. estava determinada a fingir que nada havia acontecido, mantendo um sorriso no rosto e interagindo com seus colegas de forma animada.
0
Comente!x

  O segundo dia de sessão de fotos transcorreu com a equipe trabalhando em harmonia, apesar da tensão não dita entre e Seokjin. As fotos foram tiradas, poses foram ajustadas, e o cliente estava satisfeito com o progresso. continuou trabalhando com um sorriso no rosto, demonstrando sua habilidade profissional e comprometimento com o trabalho.
0
Comente!x

  No final do dia, todos estavam cansados, mas satisfeitos com os resultados da sessão de fotos. Seokjin e trocaram olhares discretos, como se compartilhassem um segredo que só eles conheciam. Mesmo que o assunto não tenha sido abordado, havia uma nova dinâmica em sua relação, uma conexão que agora ia além do profissionalismo…
0
Comente!x

  E assim, o segundo dia de trabalho chegou ao fim, deixando ambos ansiosos pelo que o futuro reservava, não apenas para suas carreiras, mas também para a complexa teia de emoções que começava a se desenrolar entre eles.
0
Comente!x

***

  - Você vai o que? – Seokjin piscou algumas vezes enquanto abria a mala sobre a grande cama –
0
Comente!x

  - Vou ficar até domingo, e volto na segunda de manhã! – ela deu de ombros – Minha passagem inclusive está com essa data, afinal de contas eu ia ficar com o Seong-su…
0
Comente!x

  - E você não consegue adiantar sua passagem para amanhã?
0
Comente!x

  - Eu não quero! Não quero voltar agora para Seul para ficar sozinha em casa o final de semana todo e ainda tendo que encarar as minhas amigas e contar tudo para elas… vou ficar aqui e distrair a minha cabeça o máximo que eu puder! Quando você for fazer o seu checkout eu desço e pago a mais pelas minhas diárias para manter o quarto!
0
Comente!x

  Enquanto explicava seu plano de estender sua estadia em Jeju, Seokjin não conseguia evitar ficar preocupado em seus pensamentos. Ele tinha visto o quão abalada ela estava na noite anterior, e a ideia de deixá-la sozinha em Jeju enquanto ele voltava para Seul o incomodava profundamente. Ainda assim, ele não queria ser invasivo ou parecer excessivamente protetor.
0
Comente!x

  Terminando de arrumar suas malas, Seokjin percebeu que sua preocupação com era genuína. A decisão estava tomada: ele não podia deixá-la sozinha, especialmente depois de tudo o que aconteceu. Ele se perguntou o que poderia fazer para garantir que ela estivesse bem e se sentisse apoiada.
0
Comente!x

  Os dois desceram juntos para fazer o checkout. Quando chegaram à recepção, explicou sua decisão de ficar por mais três noites e acertar o pagamento adicional. Ela olhou para Seokjin e disse:
0
Comente!x

  - O senhor Kim veio fazer o checkout dele e eu vim acertar mais três diárias, já que vou ficar mais três noites!
0
Comente!x

  Seokjin surpreendeu a todos na recepção ao responder com firmeza:
  - Também vou acertar mais três diárias. Vou ficar.
0
Comente!x

   olhou surpresa para ele, e os funcionários da recepção ajustaram rapidamente os registros. Seokjin não deu explicações adicionais, mas seus olhos transmitiam sua preocupação e determinação em estar ao lado de durante esse momento difícil.
0
Comente!x

  Após a conversa com a equipe, e Seokjin voltaram para o quarto em silêncio. A atmosfera estava um pouco tensa, e sentia que havia algo mais na decisão de Seokjin de ficar em Jeju. Finalmente, quando chegaram ao quarto, ela não conseguiu conter sua curiosidade:
0
Comente!x

  - Seokjin, por que você decidiu ficar? Não entenda isso de forma errada, fiquei surpresa e grata, mas quero entender o motivo!
0
Comente!x

  Seokjin hesitou por um momento, e então deu um sorriso tranquilizador, tentando desconversar:
0
Comente!x

  - Bem, eu pensei que poderíamos aproveitar o final de semana em Jeju. Afinal, o trabalho está feito e merecemos um descanso, certo? Além disso, quero conhecer a vida noturna daqui e explorar mais a ilha. Acho que seria divertido!
0
Comente!x

  Ele tentou parecer casual, mas podia perceber que havia mais do que ele estava dizendo. No entanto, ela não quis pressioná-lo naquele momento e assentiu.
0
Comente!x

  - Isso soa como um plano! Talvez a gente possa encontrar alguma festa ou evento local… Será ótimo relaxar um pouco!
0
Comente!x

  Eles concordaram em deixar a conversa por aí por enquanto, mas ainda estava curiosa sobre o verdadeiro motivo por trás da decisão de Seokjin de ficar em Jeju.
0
Comente!x

  Sentados na cama juntos, um perto do outro, mostrava para ele as opções de bares e festas que haviam ali nas redondezas do hotel e até um pouco mais distantes, para que ele escolhesse a que mais lhe agradasse.
0
Comente!x

   e Seokjin escolheram o Monkey Beach como destino para a noite. No quarto do hotel, enquanto terminava de se arrumar, eles discutiam as opções de bares e festas nas redondezas. Ela mostrava para ele os lugares e, juntos, decidiram que o Monkey Beach era o destino perfeito para a noite. A grande atração desse local eram as mesas de sinuca e os drinks criativos, além de ser um lugar que ainda não havia tido a oportunidade de visitar.
0
Comente!x

   se adiantou e tomou seu banho primeiro, vestindo-se com um jeans de cintura alta de lavagem clara e um cropped preto tomara que caia, que realçavam sua beleza. Quando saiu do banho, Seokjin já estava escolhendo sua roupa. Ele optou por uma calça jeans com lavagem um pouco mais escura que a de , uma camiseta simples branca sem estampas e um cardigã cinza, pois ele sabia que ficaria com frio. Enquanto se preparavam, Seokjin não pôde deixar de notar a beleza de e seus olhos vagaram por seu corpo. Ela percebeu o olhar intenso dele e o tirou de seu transe com um estalar de dedos.
0
Comente!x

  - Seokjin? – ela riu levemente – Você não vai tomar banho? Desistiu?
0
Comente!x

  Seokjin piscou algumas vezes antes de voltar sua atenção para ela.
  - Não! – ele balançou a cabeça negativamente, como se estivesse tentando se concentrar – Eu não desisti, já estou indo!
0
Comente!x

  Assim, eles terminaram de se arrumar e se preparam para a noite que tinham pela frente.
0
Comente!x

***

  Durante o caminho, mostrava algumas coisas da ilha para Seokjin, alguns bares que conhecia, alguns restaurantes e ele prestava atenção a tudo que ela falava, olhando pela janela do táxi que eles dividiram. Já parados na entrada do bar, eles aguardam alguns minutos na fila para entrar no bar, ambos em silêncio.
0
Comente!x

  Já dentro do bar e sendo encaminhados para sua mesa, os olhos de brilharam dentro do bar e isso não passou despercebido por Seokjin.
0
Comente!x

  Enquanto estavam sentados em uma mesa, começou a compartilhar suas experiências de Jeju com Seokjin. Ela explicou que sempre teve curiosidade sobre como o bar funcionava, mas Seong-su costumava dar desculpas para não levá-la. Tudo o que ela sabia sobre a vida noturna da ilha era porque insistia muito com o ex-namorado para que a levasse.
0
Comente!x

  Seokjin estava interessado em ouvir a história de e decidiu fazer uma pergunta:
0
Comente!x

  - Você chegou a falar com ele depois do que aconteceu? Quero dizer, depois que você nos deixou no set de fotos?
0
Comente!x

   suspirou antes de responder:
  - Sim, eu falei com ele depois daquilo. Tive que perguntar o que estava acontecendo, o porquê daquela cena… mas ele simplesmente negou tudo, disse que era uma situação mal interpretada, que eu estava exagerando. Eu queria acreditar nele, mas no fundo, eu sabia o que tinha visto. Além do mais, eu precisava pegar o restante das minhas coisas que estavam na casa dele!
0
Comente!x

  Seokjin assentiu compreensivamente:
  - Às vezes, as pessoas tentam se justificar quando são confrontadas com algo assim. Mas você tem que confiar em seus instintos. Se algo não parece certo, geralmente não é!
0
Comente!x

   assentiu, agradecendo pela compreensão de Seokjin. Eles continuaram conversando e tentando deixar de lado os problemas pessoais.
0
Comente!x

  No bar, Seokjin e mergulharam na atmosfera animada. Pediram uma variedade de drinks, com demonstrando mais entusiasmo e consumindo um pouco mais do que Seokjin. Ela queria se afastar dos pensamentos dolorosos que a haviam atormentado nas últimas 24 horas. Seokjin, no entanto, notou que estava bebendo mais do que o habitual e começou a ficar preocupado.
0
Comente!x

  Enquanto jogavam partidas de sinuca e riam juntos, Seokjin observou mais de perto. Ele podia ver o brilho em seus olhos e o riso fácil, mas também notava como ela ocasionalmente cambaleava ou ria de maneira mais alta do que o necessário. As palavras dela ficavam um pouco embaralhadas, e Seokjin começou a perceber que estava claramente passando dos limites com a bebida.
0
Comente!x

  Em um momento de pausa entre as partidas de sinuca, ele segurou o braço de No Eul gentilmente e inclinou-se para sussurrar em seu ouvido:
0
Comente!x

  - Você está bebendo muito, . Talvez seja melhor você diminuir um pouco…
0
Comente!x

  Ela piscou, tentando focar nos olhos dele, e depois riu, balançando a cabeça:
0
Comente!x

  - Ah, Jin, eu estou bem, não se preocupe! Só estou me divertindo!
0
Comente!x

  Ele não queria que ela fizesse algo de que pudesse se arrepender mais tarde. Ainda assim, ele não queria ser excessivamente protetor ou parecer condescendente. Eles continuaram a jogar e se divertir, mas Seokjin permaneceu atento à quantidade de álcool que consumia, preocupando-se com seu bem-estar.
0
Comente!x

  Os dois voltaram para a mesa depois de jogarem bastante e então olhou para ele, em silêncio. Seokjin começou a ficar sem jeito com a intensidade do olhar dela e então sentiu o pescoço e as orelhas arderem, provavelmente ele estava vermelho.
0
Comente!x

  , com um sorriso caloroso e um brilho nos olhos, começou a elogiar Seokjin com uma sinceridade afetiva que sua bebedeira estava revelando:
0
Comente!x

  - Sabe, Seokjin, você é realmente incrível! Não é apenas a sua beleza – que, aliás, é de tirar o fôlego – mas também o seu desempenho como modelo. Você tem um potencial tremendo na profissão, acredite em mim! Você deveria considerar seriamente se dedicar mais a isso, apostar nessa carreira. Você é talentoso, tem a aparência, e… bem, você tem tudo o que é necessário para brilhar!
0
Comente!x

  Seokjin, meio sem jeito, riu suavemente e agradeceu:
  - Obrigado, ! Você também é incrível naquilo que faz… Sua dedicação e paixão são admiráveis! Acho que, no fundo, todos nós temos áreas em que brilhamos. Mesmo que eu esteja começando agora, com amigos e colegas como você, talvez eu possa realmente considerar essa carreira!
0
Comente!x

   assentiu com satisfação, ainda sorrindo:
  - Exatamente! E com a aparência e o charme que você tem, não tenho dúvidas de que vai muito longe, muito longe mesmo! Acredite em mim Seokjin! E saiba que sempre estarei aqui para torcer por você…
0
Comente!x

  Os olhares de cumplicidade trocados entre eles naquela noite não apenas refletiam a amizade que estava crescendo, mas também a compreensão e apoio mútuos para seguir em direção aos seus objetivos e sonhos.
0
Comente!x

  Conforme a conversa fluía e a noite avançava, o clima de cumplicidade entre Seokjin e ficava mais intenso. não conseguia deixar de notar o quão atraente Seokjin era, e ela sentiu um impulso crescente para se aproximar dele. Seu coração estava acelerado, os olhos se encontraram de maneira profunda, e então, de forma impulsiva, ela se aproximou, pronta para beijá-lo.
0
Comente!x

  No entanto, antes que os lábios pudessem se tocar, parou repentinamente e sussurrou com angústia:
0
Comente!x

  - Não posso! Você é Kim Seokjin… não posso!
0
Comente!x

  Com essas palavras, deixou-se vencer pela bebedeira, sua visão ficou turva e ela tombou com a cabeça no peito de Seokjin, desmaiando suavemente. Preocupado, Seokjin segurou-a com cuidado, certificando-se de que ela estivesse confortável e segura. Ele sabia que a noite tinha sido emocionalmente intensa, e o álcool apenas tornou tudo mais complicado. Enquanto a segurava, ele sussurrou em voz baixa:
0
Comente!x

  - Descanse, ! Eu estou aqui. Vou cuidar de você…
0
Comente!x

***

  Na manhã seguinte, quando os primeiros raios de sol entravam pela janela do quarto de hotel, começou a recobrar a consciência. Ela sentiu uma leve dor de cabeça e sua memória da noite anterior voltou aos poucos. A sensação do abraço acolhedor de Seokjin ainda a envolvia, e ela se lembrou do momento em que quase o beijara, antes de desmaiar devido à bebedeira.
0
Comente!x

   se sentou na cama, esfregando as têmporas com as mãos, e então olhou para Seokjin, que estava acordado e a observando.
0
Comente!x

  - Bom dia! – disse ela, sua voz um pouco rouca – Eu… sinto muito, Seokjin! Acho que exagerei com a bebida ontem à noite… Não queria ser um fardo para você.
0
Comente!x

  Seokjin assentiu e se aproximou dela.
  - Não foi problema algum, ! Estava preocupado com você, mas o importante é que você está bem agora…
0
Comente!x

   assentiu, agradecida por sua compreensão.
  - Eu prometo que isso nunca mais vai acontecer! Beber além da conta não é algo que faço com frequência.
0
Comente!x

  - Não precisa se preocupar tanto, todos nós temos nossos dias. – Seokjin respondeu com um sorriso tranquilizador –
0
Comente!x

  Os dois decidiram que seria o ideal curtir um dia de praia já que o sol da manhã estava quente, então se arrumaram rapidamente – mesmo que nenhum dos dois tivesse trago roupa de banho – eles decidiram que podiam andar pela orla e se sentar na areia debaixo de um guarda sol para aproveitar o dia se refrescando.
0
Comente!x

  Já na praia antes de pegarem um guarda-sol os dois resolveram caminhar pela praia escolhida, em silêncio mesmo, apenas apreciando a vista que tinham, Jin estava começando a se resfriar, então ele achou melhor usar uma máscara N95, com medo da mesma piorar ou de acabar pegando. Ele sabia que ela ainda estava muito abalada, apesar de continuar fingindo que não, e aquilo poderia afetar sua imunidade então ela poderia se resfriar também.
0
Comente!x

  Enquanto ele observava o mar pegou seu celular e então o chamou:
0
Comente!x

  - Faça uma pose! Vou tirar algumas fotos para você guardar de recordação ou postar no seu Instagram!
0
Comente!x

  Ela reparou que ele ficou vermelho e gargalhou:
  - Ah! Não precisa !
0
Comente!x

  - O que? Você está com vergonha de posar para mim? – foi a vez de rir – Ah Seokjin, por favor! Eu já vi você posando várias vezes, vai! Faça uma pose!
0
Comente!x

   tirou algumas fotos de Seokjin enquanto ele fazia poses, e ele acabou cedendo às brincadeiras dela, exibindo seu charme natural para a câmera. Ela riu e elogiou sua desenvoltura como modelo improvisado.
0
Comente!x

  Depois de tirar algumas fotos, eles decidiram alugar um guarda-sol e se instalaram na areia, desfrutando da vista para o mar. O som das ondas quebrando na praia era calmante, e a brisa do oceano trazia um alívio refrescante.
0
Comente!x

   não conseguia evitar que seu pensamento retornasse a Seong-su e à situação dolorosa que vivenciara. Seu coração doía de tristeza, mas ela tentava manter um sorriso no rosto para Seokjin, que estava ao seu lado. Entretanto, Seokjin era perspicaz e percebeu a melancolia em seus olhos.
0
Comente!x

  - Você está pensando nele, não está? – ele perguntou suavemente –
0
Comente!x

   suspirou e assentiu.
  - Sim, estou… É difícil não pensar em tudo o que aconteceu.
0
Comente!x

  Seokjin colocou a mão gentilmente sobre o ombro de .
0
Comente!x

  - Compreendo. Essas feridas emocionais levam tempo para cicatrizar… Mas você é forte, , e vai superar isso!
0
Comente!x

   sorriu para Seokjin, agradecida por suas palavras de conforto. Ela olhou para o mar e depois para ele.
0
Comente!x

  - Seokjin, você se importaria de gravar um vídeo meu? Apenas eu andando por aqui, aproveitando o dia…
0
Comente!x

  Seokjin pegou o celular dela e começou a gravar enquanto caminhava pela praia, seus cabelos lisos se movendo com o vento. Seu sorriso era genuíno, e a câmera capturou a beleza e a alegria em seu rosto. colocou um chapéu de praia e sorriu mais algumas vezes, encerrando o vídeo com um aceno para a câmera.
0
Comente!x

  Seokjin sentiu-se atraído por sua espontaneidade e beleza naquele momento. À medida que ele a gravava, seus sentimentos pareciam crescer, mas ele manteve tudo isso oculto, pois sabia que a situação deles era complexa. Eles eram colegas de trabalho e seu vínculo era profissional, mas havia algo mais nas entrelinhas que nenhum dos dois estava pronto para abordar.
0
Comente!x

***

  O restante do dia na praia passou com os dois conversando amenidades, andando mais um pouco e almoçando num restaurante à beira-mar. Depois foi para o hotel, enquanto Seokjin foi até o aeroporto para tentar comprar sua passagem de volta para a Coreia para segunda-feira no mesmo voo que .
0
Comente!x

  Quando ele voltou, se arrumava no banheiro e então Seokjin se jogou na cama, parecendo cansado.
0
Comente!x

  - Conseguiu? – ela perguntou do banheiro –
0
Comente!x

  - Sim! Consegui! Só não consegui um assento ao seu lado…
0
Comente!x

  - Tudo bem! – ela saiu do banheiro e o encarou, jogado na grande cama de olhos fechados, parecendo cansado – Você deve estar querendo dormir um pouco não é?
0
Comente!x

  - Sim! Você quer sair? – ele abriu os olhos encarando ela lá parada a sua frente com as mãos na cintura –
0
Comente!x

  - Eu vou dar uma volta por aí, fazer umas compras e volto perto de anoitecer para jantarmos, o que acha? Você fica descansando…
0
Comente!x

  Seokjin concordou com a sugestão de e assentiu cansado.
  - Parece uma boa ideia! Vou tirar um cochilo, e você se diverte por aí! Só me ligue se precisar de alguma coisa ou se encontrar algo interessante que queira compartilhar…
0
Comente!x

   sorriu, achando-o adorável em sua preocupação.
  - Pode deixar, Seokjin! Vou dar um passeio, fazer algumas compras e, quem sabe, tirar algumas fotos. E prometo ligar se precisar. Descanse bem!
0
Comente!x

  Enquanto saía do quarto, Seokjin fechou os olhos por um momento e ponderou sobre a situação. Eles estavam agindo como um casal naquele momento, mas ele sabia que não eram… Deveria se sentir incomodado com isso, mas estranhamente, não estava. A companhia dela era agradável, e ele não conseguia negar que se sentia confortável ao lado dela.
0
Comente!x

  Ele suspirou e permitiu-se relaxar, pensando em como os dias em Jeju estavam sendo diferentes do que inicialmente planejara, de uma forma que ele não poderia ter previsto.
0
Comente!x

   passou a tarde passeando pela encantadora Jeju. Ela explorou algumas lojas locais, adquirindo pequenas lembranças para si e para seus amigos. O tempo passou rapidamente enquanto ela caminhava pelas ruas pitorescas, admirando as paisagens e desfrutando da atmosfera tranquila da ilha. Mesmo que tentasse se distrair com as atividades do dia, não conseguia evitar pensar nas reviravoltas recentes em sua vida.
0
Comente!x

  No entanto, estava determinada a não deixar esses pensamentos a consumir. Ela tirou fotos da bela paisagem, provou comidas locais e interagiu com os moradores amigáveis de Jeju. A tarde, embora recheada de distrações, serviu como um lembrete constante da situação delicada em que se encontrava. No fundo, ela sabia que enfrentar essa realidade seria inevitável quando voltasse para Seul.
0
Comente!x

***

   voltou ao hotel, encontrando Seokjin já pronto para sair. Ele cumprimentou-a com um sorriso sem mostrar os dentes e sugeriu um restaurante que tinha descoberto e estava ansioso para experimentar. No entanto, ao mesmo tempo, ele estava preocupado com ela… Ele percebeu que estava fazendo um esforço para se distrair e superar as emoções do dia, e ele admirava a força que ela demonstrava.
0
Comente!x

  Depois que ela se arrumou eles seguiram para o restaurante escolhido por Seokjin, um lugar aconchegante e elegante com vista para o oceano. Durante o jantar, quebrou o silêncio com uma pitada de humor:
0
Comente!x

  - Sabe, Seokjin, eu estava convencida de que você nem tinha um coração, mas você está se mostrando um cara muito legal… – ela piscou para ele, tentando aliviar a tensão –
0
Comente!x

  Seokjin ficou visivelmente tímido com o elogio, corando um pouco, mas preferiu não explorar aquele assunto. Em vez disso, ele sorriu e disse:
0
Comente!x

  - Bem, quem diria que eu, Kim Seokjin, conseguiria surpreender alguém, não é? Mas eu só quero que você tenha uma estadia agradável em Jeju, livre de preocupações. O que você acha da comida aqui?
0
Comente!x

  Eles continuaram a desfrutar da refeição, mantendo a conversa leve e descontraída, evitando tocar nas questões mais delicadas que pairavam entre eles. Era um jantar agradável, que serviu como uma pausa bem-vinda dos desafios emocionais que enfrentavam.
0
Comente!x

***

  No domingo, Seokjin e desfrutaram de um dia mais tranquilo e agradável em Jeju. Começaram com um café da manhã em um lugar pitoresco da ilha, saboreando pratos locais e aproveitando a atmosfera relaxante. Depois do café, Seokjin aproveitou para comprar algumas lembranças para seus amigos e familiares, explorando lojas de souvenirs.
0
Comente!x

  Ao meio-dia, eles almoçaram em um restaurante aconchegante, onde puderam degustar iguarias locais. Em seguida, voltaram para o hotel para descansar um pouco antes de se prepararem para o jantar e para a viagem de volta a Seul.
0
Comente!x

  Enquanto se arrumavam para o jantar, Seokjin e não puderam evitar pensar no que aconteceria entre eles quando voltassem para a rotina em Seul. A amizade que estava florescendo entre eles parecis estar se tornando única, mas também complicada pela natureza de sua relação profissional e pelo temperamento um tanto quanto bipolar de Seokjin.
0
Comente!x

  , por sua vez, preocupava-se com o momento em que teria que contar a verdade para suas amigas e familiares. Como lidaria com a dor de revelar o que descobriu sobre Seong-su e o término de seu relacionamento? Essa conversa seria uma das mais difíceis que teria que enfrentar.
0
Comente!x

  Enquanto isso, Seokjin refletia sobre a importância de sua carreira de modelo e sobre como equilibraria essa paixão crescente por ser um modelo com seu trabalho como chef. O fim de semana em Jeju havia aberto novas portas e possibilidades, mas também levantou questões que ambos teriam que enfrentar quando voltassem a Seul.
0
Comente!x

***

  O voo de volta para Seul foi um momento de silêncio desconfortável para e Seokjin. Sentados em poltronas separadas, ambos tinham sentimentos confusos que não sabiam como lidar. olhava para Seokjin de relance de vez em quando, mas ele parecia ter escolhido dormir a maior parte do voo, talvez como uma maneira de evitar confrontar seus próprios sentimentos.
0
Comente!x

  Quando finalmente aterrissaram em Seul e estavam prestes a se separar, quebrou o silêncio. Ela olhou para Seokjin com gratidão nos olhos e disse:
0
Comente!x

  - Eu só queria te agradecer por ter ficado comigo neste final de semana e por ter sido uma companhia tão incrível. Isso significou muito para mim, mais do que você pode imaginar…
0
Comente!x

  Seokjin, sentindo-se igualmente grato por ter passado o final de semana com , respondeu com sinceridade:
0
Comente!x

  - Você também fez companhia para mim… Obrigado também! Acho que ambos precisávamos disso…
0
Comente!x

  E então eles se despediram, com sentimentos confusos, cada um partindo em direção à sua própria vida em Seul.
0
Comente!x

Capítulo 15

  O vento bagunçava levemente seus cabelos enquanto ela procurava pelos colegas de trabalho no evento da firma. Aquele era o maior evento da empresa que ela participava, afinal de contas ela havia finalmente passado do tão temido período de experiência! Vários famosos estavam presentes no evento e estava maravilhada com todos eles enquanto continuava procurando pelos colegas.
0
Comente!x

  O local estava lotado de pessoas, e ela procurava ansiosamente por seus colegas de trabalho. Enquanto caminhava, ela esbarrou em alguém, quase perdendo o equilíbrio.
0
Comente!x

  Ao se virar para pedir desculpas, se deparou com o rosto de Jimin, e não escondeu a surpresa ao encontrá-lo, e se sentiu momentaneamente sem palavras. Jimin a encarou com um sorriso amigável:
0
Comente!x

  - Desculpe por esbarrar em você! – disse, tentando disfarçar sua surpresa –
0
Comente!x

  Jimin, com sua expressão tranquila, respondeu:
  - Sem problemas! A agitação por aqui pode fazer isso com a gente… Você está procurando alguém?
0
Comente!x

   acenou com a cabeça:
  - Estou procurando meus colegas de trabalho, já que eu trabalho para a empresa responsável pelo evento, se você se lembra! E você, o que está fazendo aqui?
0
Comente!x

  Jimin explicou:
  - Estou aqui como convidado, aproveitando o evento… Infelizmente, não conheço seus colegas, mas se você quiser posso te ajudar com a busca!
0
Comente!x

   agradeceu e se afastou para continuar sua busca. O encontro inesperado com Jimin a deixou com sentimentos mistos, e ela continuou procurando seus colegas no evento.
0
Comente!x

  Jimin respirou fundo, observando enquanto ela continuava sua busca pelos colegas de trabalho. Ele sabia que estava em dívida com ela após o episódio no restaurante, mas estava determinado a consertar as coisas e provar que podia ser diferente.
0
Comente!x

  Enquanto ainda não encontrava seus colegas de trabalho, ela decidiu se sentar em um balaústre próximo para descansar um pouco. Jimin, discretamente, ocupou o espaço ao seu lado. Ambos ficaram em silêncio por alguns segundos, observando a agitação do evento ao ar livre.
0
Comente!x

  Finalmente, Jimin quebrou o silêncio, dizendo:
  - Sei que não posso mudar o passado, mas será que não podemos, pelo menos, ser amigos?
0
Comente!x

   olhou para ele, um misto de surpresa e incerteza em seu rosto. Ela lembrava muito bem da decepção que sentira quando ele a deixara plantada no restaurante. No entanto, algo na sinceridade do olhar de Jimin a fez reconsiderar…
0
Comente!x

  - Amigos? Talvez… – ela disse, com um suspiro – Mas saiba que vai levar tempo e esforço para reconquistar minha confiança!
0
Comente!x

  Jimin assentiu com determinação.
  - Eu entendo, ! Estou disposto a fazer o que for preciso para mostrar que posso ser alguém em quem você possa confiar novamente. Mesmo que leve tempo, estou disposto a esperar!
0
Comente!x

  Enquanto e Jimin ainda estavam sentados no balaústre, aproveitando o momento de reconciliação, uma pessoa da imprensa se aproximou de Jimin. Era um fotógrafo em busca de algumas imagens do famoso modelo.
0
Comente!x

  - Jimin-ssi, posso tirar algumas fotos suas? – perguntou o fotógrafo enquanto fazia uma reverência –
0
Comente!x

  Jimin, sorrindo gentilmente, concordou e começou a posar para as fotos. A atenção da imprensa para ele era esperada, considerando sua carreira de modelo.
0
Comente!x

  Em seguida, ele perguntou:   
  - E essa jovem ao seu lado, Jimin? Pode posar com ela?
0
Comente!x

  , um pouco hesitante, olhou para Jimin, que acenou com a cabeça, indicando que estava tudo bem. Ela não queria chamar atenção, mas também não queria ser desagradável. Ela se levantou e posou ao lado de Jimin para as fotos.
0
Comente!x

  O fotógrafo continuou:
  - Jimin, faz um tempo desde que você foi visto com alguém… Essa é uma nova companhia? Algum novo affair?
0
Comente!x

  Jimin, mantendo a calma, respondeu:
  - Não, não é nada disso! Apenas estamos curtindo o evento juntos como amigos. Não há nada de romântico aqui!
0
Comente!x

  As fotos foram tiradas, e o fotógrafo, apesar de um pouco desapontado com a falta de um escândalo, agradeceu e se afastou.
0
Comente!x

  Depois de lidar com o breve tumulto causado pelo fotógrafo, Jimin e voltaram a se sentar no balaústre.
0
Comente!x

   parecia um pouco desconfortável com a situação, olhando para os próprios pés, enquanto Jimin tentava explicar sua posição.
0
Comente!x

  Ele suspirou e começou:
  - , é que no passado, eu estava constantemente nos tabloides por ser visto com uma pessoa diferente a cada semana… E a imprensa também adorava criar histórias. Mas desde que te conheci, , isso mudou!
0
Comente!x

  Ele olhou nos olhos dela com sinceridade e continuou:
  - Desde que te conheci, eu não saí com mais ninguém! Eu não queria que você pensasse que foi isso o porque eu não apareci naquele dia!
0
Comente!x

   ergueu o olhar, olhando nos olhos de Jimin e ele parecia estar sendo sincero:
0
Comente!x

  - Nós temos essa mania de achar que nada vai nos ferir… que nada vai nos afetar! Que tudo acontece só com os outros, mas nós somos os outros dos outros. Você é uma pequena tragédia, não é?
0
Comente!x

  Jimin sorriu.
  - Talvez eu seja! Mas, sabendo disso, estou tentando ser uma tragédia melhor. E estou disposto a fazer as coisas direito, . Quero que você saiba que estou comprometido em cuidar da nossa amizade e não quero fazer nada para arriscá-la…
0
Comente!x

  Os dois compartilharam um sorriso cúmplice, reconhecendo que havia algo especial entre eles que valia a pena proteger.
0
Comente!x

  O evento prosseguiu, com finalmente encontrando seus colegas de trabalho e Jimin se misturando com seus amigos famosos. Os dois aproveitaram a noite separadamente, mas inevitavelmente, acabaram se reencontrando no final do evento.
0
Comente!x

  Jimin ofereceu-se para levá-la para casa, e ela aceitou prontamente. Enquanto dirigiam pelas ruas silenciosas, eles compartilharam risadas e histórias da noite enquanto a distância entre os bancos da frente e de trás diminuía.
0
Comente!x

  Finalmente, quando Jimin estacionou o carro na frente da casa de , o silêncio caiu sobre eles. Eles olharam um nos olhos do outro, sentindo a tensão crescer. Jimin deslizou a mão para a bochecha de , acariciando-a suavemente.
0
Comente!x

  Seus rostos se aproximaram, e por um breve momento, parecia que um beijo estava prestes a acontecer. O coração de batia rápido enquanto ela fechava os olhos, ansiosa pelo toque dos lábios de Jimin.
0
Comente!x

  Mas então, Jimin desviou o rosto, deixando um beijo quase acontecer, mas não acontecendo. Ele suspirou profundamente:
0
Comente!x

  - Boa noite, ! Tenha sonhos incríveis!
0
Comente!x

   abriu os olhos, um pouco atordoada pela quase experiência. Ela sorriu timidamente e respondeu:
0
Comente!x

  - Boa noite, Jimin! Até a próxima…
0
Comente!x

  Eles compartilharam um olhar cheio de promessas antes que descesse do carro.
0
Comente!x

  Ambos sabiam que havia algo entre eles, mas também sabiam que era melhor deixar as coisas assim por enquanto. O futuro reservava muitas incertezas, mas, naquela noite, decidiram preservar sua amizade, mesmo que seus corações quisessem algo mais.
0
Comente!x

***

  Suspendeu a grande fita amarela com uma das mãos e então encarou e Jungsu que conversavam com outro policial. Taehyung encarou o cadáver do homem jogado lá, já com as placas da perícia devidamente colocadas, e um fotógrafo tirava fotos do corpo. Taehyung analisou os ferimentos graves no rosto do homem e então se aproximou dele.
0
Comente!x

  - A perícia já foi completamente feita? – ele colocou as mãos nos bolsos –
0
Comente!x

  - Só faltam as fotos! Já conversamos com os policiais que atenderam a ocorrência e com a mulher que encontrou o corpo, ela foi para a delegacia com o Yugyeom inclusive! Parece que ele apanhou muito antes de ser jogado aqui. Não sei como alguém pode fazer algo tão brutal.
0
Comente!x

  Taehyung concordou, preocupado com a violência da situação.
  - Vamos esperar as fotos e os últimos detalhes da perícia. Eu gostaria de ir à delegacia falar com a mulher que encontrou o corpo. Talvez ela tenha alguma informação importante.
0
Comente!x

  Nesse momento, Jungsu se aproximou da conversa.
  - Taehyung, acabei de receber uma ligação! O carro abandonado perto daqui, a placa corresponde a um veículo roubado recentemente. É uma pista, talvez possamos encontrar alguma evidência dentro dele.
0
Comente!x

  Taehyung assentiu, satisfeito com a descoberta.
  - Ótimo, vamos verificar o carro! Mas antes, quero falar com a mulher que encontrou o corpo. Pode cuidar disso, Jungsu?
0
Comente!x

  O policial concordou, e Taehyung e se dirigiram à delegacia juntos para conversar com a testemunha e obter mais informações sobre o caso.
0
Comente!x

  Na delegacia, e Taehyung se encontraram com Yugyeom e com a mulher que encontrou o corpo. Ela estava visivelmente abalada e nervosa.
0
Comente!x

  O delegado Taehyung, com sua experiência em lidar com testemunhas, começou o interrogatório de maneira cuidadosa:
0
Comente!x

  - Olá, meu nome é Taehyung, sou o delegado responsável por este caso. Esta é a detetive , e estamos aqui para entender o que você viu. Você poderia nos contar em detalhes como encontrou o corpo e o que aconteceu?
0
Comente!x

  A mulher hesitou por um momento, mas depois começou a descrever o que aconteceu naquela manhã.
0
Comente!x

  - Eu estava caminhando pelo parque quando vi algo estranho perto daquelas árvores. Fui verificar e encontrei o corpo daquele homem. Ele estava… horrivelmente machucado, e eu fiquei tão assustada que liguei imediatamente para a polícia!
0
Comente!x

  Taehyung assentiu, agradecendo à mulher por sua colaboração.
  - Entendo! Você notou alguém suspeito por perto quando encontrou o corpo?
0
Comente!x

  A mulher franziu a testa, tentando se lembrar…
  - Não, não vi ninguém por ali! Foi tudo muito rápido! Apenas encontrei o corpo e liguei para vocês.
0
Comente!x

  Taehyung continuou o interrogatório, fazendo várias perguntas detalhadas. observava atentamente as respostas, procurando por qualquer pista que pudesse ajudar a resolver o caso. Enquanto isso, Yugyeom tomou algumas notas sobre a conversa, registrando os detalhes importantes.
0
Comente!x

  - Muito obrigado por sua cooperação! Suas informações são valiosas para nossa investigação. Se lembrar de algo mais, por favor, entre em contato conosco! Estamos trabalhando para resolver esse caso o mais rápido possível!
0
Comente!x

  A mulher assentiu, visivelmente aliviada por ter prestado seu depoimento.
  - Espero que vocês descubram quem fez isso. Foi uma coisa terrível de se ver!
0
Comente!x

  Taehyung concordou e agradeceu novamente antes de saírem da sala de interrogatório. Agora, com mais informações em mãos, a equipe de investigação estava um passo mais perto de resolver o caso do homem brutalmente assassinado no parque.
0
Comente!x

***

  , Taehyung e Yugyeom voltaram para a sala de reuniões da delegacia para discutir as informações que haviam obtido com a testemunha. Todos estavam focados em entender os detalhes do caso e traçar um plano de investigação.
0
Comente!x

   tomou a palavra, analisando suas anotações:
0
Comente!x

  - Parece que a mulher que encontrou o corpo não viu ninguém suspeito por perto. Isso pode ser um desafio, já que não temos testemunhas que possam identificar um possível agressor.
0
Comente!x

  Taehyung concordou com uma expressão pensativa.
  - É verdade, mas temos a cena do crime! Vamos aguardar as fotos da perícia e, com sorte, encontraremos evidências que possam nos direcionar na investigação.
0
Comente!x

  Yugyeom sugeriu:
  - Talvez devêssemos também verificar câmeras de segurança próximas ao parque. Elas podem ter gravado algo relevante.
0
Comente!x

   assentiu.
  - Ótima ideia Gyeom! Vou entrar em contato com o departamento de trânsito e comércio para solicitar as gravações das câmeras próximas à área do parque. Também vou designar uma equipe para analisar as evidências na cena do crime assim que as fotos estiverem disponíveis.
0
Comente!x

  Eles continuaram discutindo o caso, delineando um plano de investigação que incluía entrevistar possíveis testemunhas e verificar todas as pistas em potencial. A equipe estava determinada a resolver o assassinato brutal e levar o culpado à justiça.
0
Comente!x

  À medida que a reunião progredia, a dedicação e o profissionalismo da equipe brilhavam, apesar dos desafios iniciais que o caso apresentava. , Taehyung e Yugyeom sabiam que o trabalho árduo e a cooperação seriam essenciais para trazer justiça à vítima e sua família.
0
Comente!x

***

  Os dois chegaram em casa exaustos pelo dia de trabalho quase interminável, era quase meia noite e os dois precisariam estar na delegacia muito cedo no outro dia então foi direto para o banheiro enquanto Taehyung foi para seu quarto.
0
Comente!x

  Os dois nunca mais haviam tocado no assunto do beijo e no que aquilo tudo havia despertado dentro deles. quis tocar no assunto diversas vezes e Taehyung também, mas os dois logo perdiam a coragem quando olhavam um no olho do outro. Então ficou subentendido que era melhor daquele jeito, que era melhor eles fingirem que aquilo não havia acontecido! Mas melhor para quem?
0
Comente!x

  Enquanto se despia e entrava no chuveiro, a água quente caía sobre seu corpo, mas não era capaz de lavar os pensamentos que a atormentavam. Ela estava dividida entre seus sentimentos, e o que acontecera entre ela e Taehyung. Ele era seu chefe, e isso tornava a situação ainda mais complicada. A tentação do beijo continuava a ecoar em sua mente, e ela se perguntava como poderia superar esse desejo proibido.
0
Comente!x

  Taehyung, por sua vez, estava sentado em sua cama, imerso em pensamentos. Ele não conseguia se livrar da sensação do beijo, que ainda queimava em seus lábios todas as vezes que ele se lembrava. Como poderia fazer as coisas darem certo entre eles, considerando a hierarquia no trabalho? Ele desejava profundamente, mas também valorizava sua carreira e sua posição na delegacia.
0
Comente!x

  Enquanto ambos tentavam afogar seus sentimentos conflitantes, a verdade era que o beijo tinha desencadeado algo entre eles, algo que não podiam ignorar para sempre. A paixão e a incerteza pairavam sobre seus corações, e a noite se arrastava enquanto eles buscavam respostas para suas complexas emoções.
0
Comente!x

***

  Na manhã seguinte, Taehyung acordou bem cedo, antes mesmo do sol nascer. Ele se levantou da cama e decidiu começar o dia com um café. Ao sair do quarto e descer as escadas, ele se surpreendeu ao encontrar na cozinha, preparando o café da manhã. Ela estava concentrada, mexendo algo no fogão, e o aroma delicioso da comida encheu o ambiente.
0
Comente!x

  Taehyung hesitou por um momento, observando-a de longe. A visão de na cozinha trouxe lembranças do que havia acontecido entre eles, o beijo que ainda ecoava em sua mente. Ele se perguntou se deveria se juntar a ela ou se retirar silenciosamente. Estava claro que a situação entre eles era complicada, e ele não tinha certeza de como agir naquele momento.
0
Comente!x

  - Bom dia Taehyung! Sei que está aí…
0
Comente!x

  Ele se aproximou lentamente, sentindo uma certa tensão no ar. Depois de um momento de silêncio desconfortável, ele decidiu quebrá-lo:
0
Comente!x

  - Sobre o que aconteceu… – começou ele, mas o interrompeu –
0
Comente!x

  - Taehyung, eu pensei muito sobre isso. Acho que é melhor para nós dois seguir em frente como se aquele beijo nunca tivesse acontecido. Nós temos nossos trabalhos e responsabilidades, e misturar as coisas pode ser perigoso. Não quero que isso afete nossa parceria profissional, e não quero que isso nos coloque em situações complicadas.
0
Comente!x

  Taehyung suspirou, olhando para baixo por um momento. Ele se sentia chateado, mas entendia o ponto de vista de .
0
Comente!x

  - Eu entendo o que você está dizendo. Talvez seja o melhor. Não quero que isso afete nosso trabalho ou nossa convivência. Vamos seguir em frente como colegas de apartamento, como delegado e investigadora.
0
Comente!x

   assentiu com um sorriso fraco, agradecendo a compreensão de Taehyung. Eles continuaram o café da manhã em silêncio, ambos conscientes de que as coisas entre eles haviam mudado, mesmo que não pudessem mais explorar esse território.
0
Comente!x

  Depois daquela conversa matinal, Taehyung e voltaram às suas rotinas de trabalho. Continuaram investigando o caso do assassinato, entrevistando testemunhas, analisando evidências e tentando montar o quebra-cabeças para descobrir o responsável pelo crime.
0
Comente!x

  O dia começou com uma reunião na delegacia. Taehyung, , Jungsu, e Yugyeom estavam reunidos na sala de investigação, analisando as informações que tinham coletado até agora. estava na frente de um quadro branco, organizando as evidências e criando um cronograma dos acontecimentos.
0
Comente!x

  - Temos que estabelecer uma linha do tempo precisa para determinar o que aconteceu na noite do assassinato. – disse , apontando para fotos e documentos colados no quadro –
0
Comente!x

  - Nossas testemunhas e provas ainda são um quebra-cabeças não resolvido. Devemos entrevistar mais pessoas e tentar fechar as lacunas.
0
Comente!x

  Yugyeom acrescentou:
  - Eu dei uma olhada nos registros telefônicos da vítima e não consegui encontrar nada que indicasse uma ameaça iminente. Parece que não tem inimigos conhecidos!
0
Comente!x

  - Mantenham o foco, pessoal! – aconselhou Jungsu – Sabemos que os primeiros dias de uma investigação são cruciais. Precisamos avançar enquanto as memórias das testemunhas ainda estão frescas.
0
Comente!x