Status

Loading

Avalie

Este texto não foi revisado
Encontrou algum erro? Clique aqui

Esta história não possui capas prévias (:

Sem curiosidades para essa história no momento!

7 Heavens

Capítulo 21

  Li Hua dançava com , , e na pista de dança enquanto Yugyeom observava as amigas de longe. Taehyung se aproximou dele, sentando-se na cadeira que antes era ocupada por Li Hua.
0
Comente!x

  - A Li Hua tem namorado? – Yugyeom fechou a cara enquanto olhava para o chefe –
0
Comente!x

  Taehyung gargalhou com a carranca dele.
0
Comente!x

  - Você deveria investir nela! Caso ela não tenha namorado! Por isso perguntei… vocês dois tem sintonia!
0
Comente!x

  Yugyeom sentiu as bochechas enrubescer enquanto os músculos do rosto relaxavam um pouco.
0
Comente!x

  - Você investiria em uma amiga caso houvesse sintonia? – olhou para o chefe outra vez –
0
Comente!x

  - Porque não? – Taehyung deu de ombros –
0
Comente!x

  - E porque não investiu na ? – Yugyeom levou a taça aos lábios –
1
Comente!x

  Taehyung observou Yugyeom com uma expressão pensativa, refletindo sobre a pergunta. A ideia de investir em trouxe à tona uma série de pensamentos e sentimentos. Ele ponderou por um momento antes de responder:
0
Comente!x

  - Investir em uma amizade pode ser complicado, principalmente quando há uma conexão especial. Mas, no meu caso e o de , a dinâmica é diferente… Temos um vínculo profissional que nos une, e isso cria uma barreira natural. – ele deu um gole na bebida antes de continuar – Investir em algo além disso poderia complicar as coisas, e não queremos arriscar o que temos no trabalho.
0
Comente!x

  Yugyeom assentiu, absorvendo as palavras de Taehyung. Ele entendeu a lógica por trás da resposta, mas ainda havia uma curiosidade pairando no ar. Enquanto observava as amigas dançando, ele ponderou sobre as próprias interações com Li Hua e se havia espaço para algo mais além da amizade…
0
Comente!x

  Os olhos dele desviaram de Li Hua então pousaram em e Jungkook… os dois tinham as pontas do nariz encontradas uma na outra e conversavam e riam com os lábios também se encostando. parecia feliz, Jungkook parecia estar fazendo-a feliz, e por mais egoísta que aquilo soasse, ele se sentiu mal.
0
Comente!x

  Ele queria ser o motivo de toda aquela felicidade… mas era Jungkook! Yugyeom sentiu um nó se formar em seu peito enquanto observava e Jungkook. Uma sensação de desconforto se misturava com uma pontada de inveja e uma dose de autopiedade. Ele se perguntava por que não podia ser ele ali, compartilhando aqueles momentos de intimidade e alegria com .
0
Comente!x

  Uma vozinha irritante em sua mente insistia em questionar se ele não era bom o suficiente, se não tinha o que Jungkook tinha para oferecer. Ele se pegava comparando-se ao rival, avaliando cada gesto e palavra, buscando entender o que via nele que não via em si mesmo.
0
Comente!x

  Ao mesmo tempo, uma parte dele se sentia feliz por estar radiante. Ele genuinamente desejava o melhor para ela, mesmo que isso significasse não ser ele o responsável por sua felicidade. Era um conflito interno, uma batalha entre o desejo egoísta de tê-la para si e a vontade altruísta de vê-la feliz, independentemente do que isso significasse para ele.
0
Comente!x

  Enquanto esses pensamentos tumultuavam sua mente, Yugyeom tentava disfarçar suas emoções, mantendo um sorriso no rosto e interagindo com os outros presentes na festa. No entanto, por dentro, ele estava lutando contra uma tempestade de sentimentos contraditórios, sem saber ao certo como lidar com tudo aquilo.
0
Comente!x

  Taehyung cutucou Yugyeom de leve e indicou com a cabeça na direção de Li Hua, que ainda estava na pista de dança, dançando animadamente com as amigas.
0
Comente!x

  - Por que você não vai lá dançar com ela? – sugeriu Taehyung com um sorriso encorajador –
1
Comente!x

  Ele podia perceber a hesitação de Yugyeom e queria incentivá-lo a seguir em frente, a arriscar um pouco mais naquela noite.
0
Comente!x

  Yugyeom olhou na direção de Li Hua, vendo-a se divertindo com as amigas, e sentiu um impulso misto de nervosismo e empolgação. A ideia de dançar com ela era tentadora, mas ao mesmo tempo, ele se questionava se seria capaz de superar suas próprias inseguranças e agir conforme o conselho de Taehyung.
0
Comente!x

  No entanto, a expressão encorajadora do amigo e o desejo de aproveitar o momento o motivaram a tomar uma decisão. Com um aceno de cabeça determinado, Yugyeom se levantou da cadeira e seguiu em direção à pista de dança, pronto para dar o próximo passo e se permitir viver um pouco mais intensamente aquela noite.
0
Comente!x

  Yugyeom se aproximou da pista de dança com determinação, sentindo um misto de ansiedade e excitação enquanto se aproximava de Li Hua e das amigas. Ele tentou controlar os nervos, lembrando-se das palavras encorajadoras de Taehyung. Ao alcançar o grupo, ele sorriu timidamente para Li Hua e as outras meninas.
0
Comente!x

  Li Hua, por sua vez, sentiu um turbilhão de emoções quando viu Yugyeom se aproximando. Seu coração deu um salto dentro do peito, e ela lutou para conter o sorriso que ameaçava se formar em seus lábios. A proximidade dele despertou sentimentos há muito tempo guardados, e ela se viu incapaz de resistir à sua presença.
0
Comente!x

  À medida que começaram a dançar juntos, Yugyeom sentiu uma mistura de sentimentos conflitantes. Por um lado, havia uma sensação de conforto e familiaridade em estar ao lado de Li Hua, uma conexão que ele sempre apreciara. No entanto, também havia uma inquietação, uma incerteza sobre o que aquela proximidade significava e para onde poderia levá-los.
0
Comente!x

  Enquanto dançavam, os olhares trocados entre Yugyeom e Li Hua falavam volumes, revelando uma atração mútua que estava há muito tempo submersa. Cada movimento, cada toque, parecia carregado de significado, e Yugyeom lutava para entender seus próprios sentimentos em relação a ela.
0
Comente!x

  No fundo, ele sabia que havia algo especial entre eles, algo que ia além da amizade. Mas o medo do desconhecido e a preocupação com as consequências de uma possível aproximação romântica o mantinham cauteloso, mesmo enquanto seu coração parecia ansiar por mais…
0
Comente!x

  Enquanto dançavam juntos, Yugyeom e Li Hua se entregavam ao ritmo da música, perdendo-se no movimento e na proximidade um do outro. Yugyeom a fez girar com graça, arrancando risadas contagiantes dela. A sintonia entre eles era palpável, e cada momento compartilhado parecia fortalecer a conexão entre os dois.
0
Comente!x

  Quando Yugyeom a segurou pela cintura, Li Hua envolveu os braços no pescoço dele, deixando claro seu interesse mútuo. O calor de seus corpos se mesclava, criando uma sensação de eletricidade no ar. O toque delicado de suas mãos transmitia uma intimidade silenciosa, enquanto seus olhares se encontravam em um entendimento mútuo.
0
Comente!x

  O tempo parecia desacelerar ao redor deles, deixando-os imersos na magia do momento. Yugyeom sentia seu coração batendo mais forte a cada instante, enquanto Li Hua irradiava uma aura de encanto e fascínio. Era como se o universo conspirasse a favor deles, unindo seus destinos em uma dança.
0
Comente!x

  Conforme a música preenchia o ambiente, Yugyeom sentiu uma coragem súbita se apoderar dele. Com um olhar profundo, ele inclinou levemente a cabeça, buscando os lábios de Li Hua. O momento pareceu congelar enquanto seus lábios se tocavam suavemente, em um beijo repleto de surpresa e emoção.
0
Comente!x

  Para Yugyeom, aquele momento foi como uma revelação inesperada. Ele não esperava que um simples gesto pudesse desencadear tantas emoções em seu coração. A suavidade dos lábios de Li Hua era como uma descoberta, algo novo e desconhecido que o deixava completamente encantado.
0
Comente!x

  Li Hua também pareceu surpresa com a iniciativa de Yugyeom, mas logo se entregou ao beijo, deixando-se levar pelo momento. Seus lábios se moviam em sincronia, explorando o desconhecido com curiosidade e fascínio. Cada toque era uma revelação, uma confirmação de que aquele momento era especial e único.
0
Comente!x

  Enquanto dançavam juntos, Yugyeom e Li Hua se deixaram levar pela magia do momento, explorando os limites do desejo e da paixão. Era como se, naquele instante, o mundo ao seu redor desaparecesse, deixando apenas eles dois e a conexão intensa que compartilhavam. Era um beijo de descoberta, de surpresa e de uma promessa silenciosa de algo mais.
1
Comente!x

  Yugyeom se afastou lentamente, seus olhos encontrando os de Li Hua, que estavam cheios de surpresa e uma pitada de incerteza. Ele percebeu a expressão dela e, com um sorriso gentil, aproximou-se novamente, sussurrando suavemente em seu ouvido:
0
Comente!x

  - Não precisa dizer nada… – ele murmurou, sua voz calma e reconfortante – Apenas aproveite o momento, Li Hua! Deixe-se levar pela música e pela emoção… Estamos juntos aqui e agora!
0
Comente!x

  A voz de Yugyeom era um convite à tranquilidade, uma promessa de que aquele instante era para ser vivido sem preocupações ou expectativas. Li Hua olhou nos olhos dele, sentindo-se acalmada pela sua presença reconfortante. Ela assentiu levemente, permitindo-se mergulhar novamente na dança e na magia do momento compartilhado.
0
Comente!x

***

   estava sentada à mesa com Jungkook, conversando e aproveitando a companhia um do outro. No entanto, enquanto observava a cena entre Yugyeom e Li Hua na pista de dança, ela sentiu uma pontada de desconforto inexplicável. Os sentimentos de ciúmes surgiram, surpreendendo-a, pois não esperava reagir dessa maneira ao ver Yugyeom com outra pessoa.
1
Comente!x

  Ela se levantou repentinamente, tentando disfarçar o desconforto, e anunciou que iria ao banheiro. Jungkook percebeu imediatamente a mudança em seu semblante e decidiu segui-la, preocupado com o que poderia estar acontecendo.
0
Comente!x

  Ao chegar ao banheiro, Jungkook encontrou encarando o reflexo no espelho, uma expressão pensativa em seu rosto. Ele se aproximou silenciosamente e apoiou uma mão em seu ombro, demonstrando sua preocupação silenciosa.
0
Comente!x

  - , está tudo bem? – ele perguntou com delicadeza, preocupado com o bem-estar dela –
0
Comente!x

  - Tudo bem! Foi só uma queda de pressão provavelmente!
0
Comente!x

  - Pareceu que algo te perturbou lá na mesa… – Jungkook começou, sua expressão preocupada refletida no espelho –
0
Comente!x

   tentou desconversar, forçando um sorriso.
0
Comente!x

  - Não é nada, Jungkook. Só me senti um pouco tonta de repente como disse! Acho que exagerei na comida. – ela respondeu vagamente, evitando o olhar dele –
0
Comente!x

  Mas Jungkook não estava convencido. Ele já conhecia o suficiente para perceber quando algo a estava incomodando.
0
Comente!x

  - , não precisa mentir para mim… Eu te vi observando Yugyeom e Li Hua lá na pista! Está tudo bem se aquilo te deixou desconfortável.
0
Comente!x

  - Ah ! Por favor… – ele fez um muxoxo – Eu não sou burro!
0
Comente!x

   suspirou novamente, resistindo à pressão para abrir-se.
0
Comente!x

  - Não é nada, Jungkook! Eu só não estava me sentindo muito bem. Acho que já passou… – ela tentou assegurá-lo, mas sua expressão contava uma história diferente –
0
Comente!x

  O clima entre eles começou a ficar tenso, e a insistência de Jungkook para que ela admitisse seus sentimentos incomodava . Ela sentiu que não tinha espaço para expressar sua verdadeira confusão emocional.
0
Comente!x

  - Jungkook, não precisamos ficar discutindo isso. Eu disse que está tudo bem! – ela respondeu com firmeza, mas a irritação estava começando a surgir em sua voz –
0
Comente!x

  Jungkook, por sua vez, estava tentando ser compreensivo, mas também estava ficando frustrado com a falta de sinceridade.
0
Comente!x

  - , se algo te incomoda, você pode falar. Não somos namorados,não tem problema em assumir que sentiu ciúmes do Yugyeom com a Li Hua!
0
Comente!x

  A afirmação de Jungkook pareceu apenas intensificar a frustração de .
0
Comente!x

  - Exatamente! Não somos namorados, então por que está se importando tanto com o que eu sinto ou deixo de sentir? – ela retrucou, os olhos refletindo uma mistura de emoções –
0
Comente!x

  A discussão atingiu um ponto crítico, e Jungkook, decidindo dar espaço a ela, suspirou resignado.
0
Comente!x

  - Tudo bem, ! Se precisar conversar, estarei por aí… – ele disse, deixando-a sozinha no banheiro –
0
Comente!x

   ficou ali, olhando para o espelho, enquanto o eco da discussão e seus sentimentos confusos pairavam no ar.
1
Comente!x

***

  - Você acha que esse seu namoro vai durar quanto tempo? Quanto tempo ele vai aguentar você ? E a sua mãe? Acha mesmo que ela gostou dele? Preconceituosa do jeito que ela é!
1
Comente!x

  A risada debochada dele fez tragar o cigarro com mais calma antes de se virar de frente para ele, encarando-o de cima abaixo.
0
Comente!x

  - A minha não é preconceituosa, afinal de contas ela é casada com um coreano, ela só não gostava de você mesmo Doyoon! Você sempre foi o problema, eu que não enxergava!
0
Comente!x

  - E porque tanta raiva de mim ainda ? – ele se aproximou dela –
0
Comente!x

   deu alguns passos para trás, com receio do que ele poderia fazer com ela.
0
Comente!x

  - Não tenho raiva, não tenho malícia! Só estou um pouco arrependida… Sei que mais ninguém vai te falar, então, tem algumas coisas que eu preciso dizer… Deixe eu começar dizendo que eu realmente quis o seu bem desde o início! Peguei um homem quebrado nas minhas mãos e  coloquei de volta todas as suas partes, oh, sinto muito! Sinto muito mesmo Doyoon!
0
Comente!x

   respirou fundo e voltou a tragar enquanto via os olhos de Doyoon escurecerem aos poucos.
0
Comente!x

  - Eu me sinto tão triste! Eu tentei te ajudar e isso só te deixou louco! E eu não tive nenhum aviso sobre quem você é. Estou feliz por ter conseguido sair dessa sem desmoronar, e então eu corri para tão longe, que você nunca mais me tocaria! Não vou ver as suas lágrimas falsas porque, não, eu já tive o suficiente delas!
0
Comente!x

  Doyoon mordeu a parte interna das bochechas enquanto cerrava os punhos.
0
Comente!x

  - , você… – ela não deixou que ele concluísse, prosseguindo seu raciocínio –
0
Comente!x

  - Não, você não é metade do homem que pensa que é Doyoon! E você não pode preencher o buraco dentro de você com dinheiro, drogas e carros. Estou tão feliz por nunca ter tido um bebê com você! – ela gargalhou, entorpecida e então tragou de novo – Porque você não pode amar nada, a menos que seja vantajoso pra você!
0
Comente!x

  Doyoon segurou os ombros de com força, uma expressão de irritação e agressividade em seu rosto. Ele estava claramente ofendido com alguma coisa e não tinha medo de demonstrar.
0
Comente!x

  - Você acha que pode simplesmente me ignorar, ? – sua voz era dura e cortante, fazendo se encolher involuntariamente –
0
Comente!x

  Antes que a situação pudesse se tornar mais tensa, e surgiram na área externa. , com sua postura firme e autoritária como policial, estava pronta para intervir se necessário.
0
Comente!x

  - O que está acontecendo aqui? – perguntou, seu olhar sério e determinado –
0
Comente!x

   também se aproximou, colocando-se entre Doyoon e , sua expressão preocupada. Ela sabia que Doyoon tinha um temperamento explosivo e estava pronta para intervir se ele se tornasse mais agressivo.
0
Comente!x

  - Está tudo bem, ? – perguntou, colocando uma mão reconfortante no ombro da amiga – Você precisa de ajuda?
0
Comente!x

   assentiu levemente, agradecendo silenciosamente pelo apoio de suas amigas. Ela estava visivelmente abalada pela confrontação com Doyoon e grata por e estarem ali para protegê-la.
0
Comente!x

  Doyoon, ainda com raiva, proferiu algumas palavras ameaçadoras antes de virar as costas e ir embora, deixando uma atmosfera carregada no ar. suspirou profundamente, aliviada por ele finalmente ter se afastado.
0
Comente!x

  - Ele nunca muda… – murmurou para si mesma, antes de se voltar para e . – Desculpem-me por isso! Ele ficou ofendido por alguma coisa e acabou descontando em mim.
0
Comente!x

   e trocaram olhares preocupados, compreendendo a gravidade da situação. Sabiam que Doyoon podia ser uma pessoa problemática e estavam aliviadas por terem chegado a tempo de evitar que a situação se agravasse ainda mais.
0
Comente!x

  - Você está bem, ? – perguntou , sua expressão preocupada – Precisa de alguma coisa?
0
Comente!x

   balançou a cabeça, tentando afastar a tensão que ainda sentia.
0
Comente!x

  - Eu estou bem, obrigada! Só preciso de um momento para me acalmar. Obrigada por estarem aqui!
0
Comente!x

   e assentiram, oferecendo seu apoio silencioso à amiga. Sabiam que, mesmo que estivesse tentando manter a calma, a situação com Doyoon tinha a abalado profundamente.
0
Comente!x

  As três fumaram seus cigarros tranquilamente sentindo a tensão se dissipar aos poucos.
0
Comente!x

***

  A música latina agora ecoava pelo salão fazendo com que Hoseok começasse também a não compreender muito bem o que os “sogros” diziam e então ele só sorria para eles, a bebida estava começando a fazer efeito… mas ele continuou bebendo.
0
Comente!x

  Enquanto mexia nas redes sociais, acabou por ver uma postagem de GaHee, com Jihoon, e Hyujin, um ex namorado que costumava ir e voltar com ela de tempos em tempos. O semblante dele mudou na hora e então ele ligou para ela, num impulso. Se afastou um pouco do som, para que os ruídos pudessem ficar mais baixos.
0
Comente!x

  “Oi Hoseok!” – ele sabia que a ex havia revirado os olhos –
1
Comente!x

  “Você não me avisou que o Hyujin estaria com vocês!” – ele umedeceu os lábios e então se serviu de mais champanhe –
0
Comente!x

  “Eu não preciso da sua autorização para que o Hyujin conviva ou não com o Jihoon! Da mesma que você não precisa da minha autorização para que o Jihoon conviva com a branquela azeda pela qual você diz estar tão apaixonado e namorando! Estou certa? Ai Hoseok!” – ela suspirou pesadamente – “Me esquece, vai viver a sua vida! O Jihoon está bem, e está feliz! Tchau!”
0
Comente!x

  Hoseok permaneceu com o celular no ouvido por alguns segundos após GaHee desligar, processando as palavras dela. Seu coração batia acelerado, e uma mistura de emoções o inundava. Por um momento, ele se sentiu culpado por ter ligado, por ter revirado o passado e trazido à tona antigas questões.
0
Comente!x

  Com um suspiro pesado, ele finalmente retirou o celular do ouvido e o guardou no bolso. Sentiu um nó se formar em sua garganta, a imagem de Hyujin e Jihoon juntos invadindo sua mente. A sensação de incerteza e desconforto o incomodava profundamente.
0
Comente!x

  Ele olhou em volta, tentando disfarçar o turbilhão de pensamentos que o consumia, e então voltou sua atenção para a festa. Virou o champanhe todo de uma vez na boca. Decidiu afogar suas preocupações na música e na bebida, pelo menos por enquanto. Então, com um sorriso forçado no rosto, ele se aproximou do bar para pedir mais uma bebida, tentando encontrar algum alívio na efemeridade do momento festivo.
0
Comente!x

   observava Hoseok dançando ao seu lado, percebendo os sinais de que ele já estava um pouco alterado pelo álcool. Ela notou a maneira como ele se movia desajeitadamente ao ritmo da música e como seu sorriso estava um tanto descontrolado. Preocupada com seu estado, ela decidiu que era hora de irem embora antes que a situação se agravasse.
0
Comente!x

  Com um olhar atento, se aproximou de Hoseok enquanto dançavam e colocou gentilmente uma mão em seu ombro, interrompendo seus movimentos por um momento.
0
Comente!x

  - Hoseok, acho que já está na hora de irmos para casa… – ela disse suavemente, tentando transmitir sua preocupação de forma delicada –
0
Comente!x

  Hoseok piscou algumas vezes, tentando focar seu olhar em . Ele percebeu a seriedade em seus olhos e assentiu lentamente, compreendendo que talvez tivesse exagerado um pouco na bebida.
0
Comente!x

  - Tudo bem, ! Vamos embora… – ele concordou, seguindo-a enquanto ela o guiava para fora da pista de dança e em direção à saída da festa –
0
Comente!x

  Enquanto se despediam dos pais de e dos amigos, percebeu que Hoseok estava visivelmente alterado pelo álcool. Ela o ajudou a se despedir educadamente, preocupada com sua capacidade de dirigir naquela condição.
0
Comente!x

  No caminho para o carro, observou Hoseok com atenção, percebendo que ele definitivamente não estava em condições de assumir a direção. Decidida a garantir a segurança de ambos, ela o conduziu até o lado do passageiro e assumiu o volante.
0
Comente!x

  Enquanto dirigiam para longe do haras, não pôde deixar de expressar sua preocupação com a imprudência de Hoseok.
0
Comente!x

  - Hoseok, você exagerou na bebida. Não deveria ter bebido tanto… – ela repreendeu com firmeza, mantendo os olhos fixos na estrada –
0
Comente!x

  Hoseok assentiu vagamente, murmurando um pedido de desculpas, mas seu estado embriagado tornava difícil para ele manter a consciência.
0
Comente!x

  Conforme ela continuava falando com ele sobre a imprudência de beber daquele jeito numa festa onde os dois precisavam fingir, Hoseok acabou adormecendo no banco do passageiro, deixando preocupada com a situação.
0
Comente!x

   bufou frustrada e bateu levemente no volante ao perceber que não sabia o endereço de Hoseok. Ela olhou para o amigo adormecido ao seu lado, preocupação marcando seu rosto enquanto ponderava sobre o que fazer.
0
Comente!x

  Apesar da incerteza, ela tomou uma decisão: levaria Hoseok para sua própria casa. Era a única opção que parecia razoável naquele momento, garantindo que ele estivesse em um lugar seguro até se recuperar da embriaguez.
0
Comente!x

  Com determinação, ajustou a rota do carro e seguiu em direção à sua casa, mantendo-se concentrada na estrada enquanto pensava no que diria aos pais sobre a situação inesperada.
0
Comente!x

***

   chegou à sua casa com dificuldade, carregando Hoseok com um dos braços passados em volta de seus ombros. A embriaguez dele dificultava a tarefa, mas ela estava determinada a ajudá-lo. Com passos lentos e cuidadosos, ela conseguiu atravessar a porta de entrada e caminhar até a sala.
0
Comente!x

  Ao acender a luz, os dois quase desabaram no sofá, exaustos pela jornada até ali. Hoseok, ainda meio adormecido, mexeu levemente ao sentir o impacto do sofá, os olhos se abrindo lentamente.
0
Comente!x

   olhou para ele por um momento, vendo-o despertar aos poucos… Conforme Hoseok despertava aos poucos, ele sentiu a presença de sobre seu corpo no sofá. Um impulso repentino o dominou, e antes que pudesse pensar duas vezes, ele inclinou-se em direção a ela e capturou seus lábios num beijo suave. Foi um gesto instintivo, motivado pelo desejo crescente e pela proximidade entre os dois naquele momento de intimidade. , surpresa pela iniciativa dele, correspondeu ao beijo, deixando-se levar pelo momento de conexão entre eles.
0
Comente!x

  À medida que o beijo se desenvolvia, tornava-se mais intenso e apaixonado. Os lábios de Hoseok buscavam os de com ardor, enquanto suas mãos encontravam o contorno delicado de seu rosto, acariciando-o com ternura. correspondia ao beijo com uma mistura de desejo e surpresa, entregando-se ao momento de intimidade compartilhada entre eles.
0
Comente!x

  No entanto, quando o beijo atingiu um ponto de maior intensidade, decidiu interrompê-lo. Com gentileza, ela afastou-se de Hoseok e levantou-se do sofá, sentindo a necessidade de interromper a situação antes que fosse longe demais.
0
Comente!x

  - Hoseok, você tem condições de tomar um banho? – ela perguntou, preocupada com o estado dele –
0
Comente!x

  Hoseok balançou a cabeça levemente, indicando que não se sentia em condições para isso.
0
Comente!x

   assentiu compreensivamente para Hoseok e deu um leve sorriso reconfortante.
0
Comente!x

  - Vou subir e pegar uns travesseiros e cobertores para você se ajeitar aqui no sofá, tudo bem? – ela disse suavemente, buscando garantir o conforto dele –
0
Comente!x

  Hoseok, ainda um pouco atordoado pela embriaguez, assentiu com a cabeça em concordância, demonstrando sua aceitação da proposta de . Enquanto ele permanecia sentado no sofá, dirigiu-se às escadas e subiu para o andar de cima.
0
Comente!x

   subiu as escadas com passos decididos, indo em direção aos quartos. Ela entrou em seu próprio quarto e rapidamente pegou alguns travesseiros e cobertores extras, preparando-se para acomodar Hoseok da melhor forma possível no sofá.
0
Comente!x

  Com os braços cheios dos itens necessários, ela voltou para a sala, onde Hoseok ainda estava sentado, um pouco sonolento. Com cuidado, ela ajudou-o a se ajeitar no sofá, arrumando os travesseiros e cobertores ao seu redor para que ele ficasse confortável.
1
Comente!x

  Enquanto ele se deitava, notou o paletó e a camisa que ele ainda vestia. Com gentileza, ela o ajudou a tirar as peças de roupa, revelando a leveza de sua respiração enquanto ele descansava.
0
Comente!x

  Após acomodá-lo da melhor forma possível, sentiu uma onda de emoções a percorrer. A sensação de tê-lo ali, vulnerável e confiando nela para cuidar dele, fez com que seu coração se agitasse.
0
Comente!x

  Enquanto Hoseok descansava, ela subiu novamente as escadas, enviando uma mensagem rápida aos pais para avisá-los de que Hoseok estava dormindo na sala. Em seguida, ela foi para o banheiro, deixando-se envolver pela água quente do chuveiro, enquanto seus pensamentos mergulhavam nos acontecimentos da noite.
0
Comente!x

   sentiu uma onda de calor percorrer seu corpo quando sua mente retornou ao momento em que seus lábios se encontraram com os de Hoseok. Ela levou uma mão aos lábios, revivendo a sensação do beijo enquanto seu coração acelerava.
0
Comente!x

  Por um instante, ela permitiu-se perder-se na lembrança do toque suave dos lábios dele nos seus, da ternura do momento compartilhado. No entanto, logo ela sacudiu a cabeça, tentando afastar os pensamentos que ameaçavam consumi-la.
0
Comente!x

  Ela sabia que não podia se permitir cair nesse turbilhão de emoções. Não agora. Não quando Hoseok estava ali, vulnerável, precisando de sua ajuda. Com um suspiro profundo, ela concentrou-se em terminar seu banho e depois descer para garantir que ele estivesse confortável e seguro.
0
Comente!x

   desceu as escadas após o banho, encontrando Hoseok ainda adormecido no sofá, parecendo mais tranquilo agora. Ela sorriu suavemente ao vê-lo assim, aliviada por ele finalmente estar descansando.
0
Comente!x

  Ao se aproximar, ela verificou se ele estava confortável e coberto, certificando-se de que tudo estava em ordem. Com um suspiro, ela murmurou para si mesma: “Onde eu fui me meter?”
0
Comente!x

  Apagando a luz da sala, ela subiu as escadas para seu quarto, deixando Hoseok descansando pacificamente na sala. Seus pensamentos estavam confusos e tumultuados, mas ela sabia que precisava resolver as questões que surgiram naquela noite. Com um último suspiro, ela fechou a porta do quarto, preparando-se para enfrentar o que estava por vir.
0
Comente!x

Capítulo 22

  No dia seguinte, Hoseok despertou com uma ressaca insistente, sua cabeça latejando e sua boca seca. Ao abrir os olhos, ele piscou algumas vezes, tentando se familiarizar com o ambiente ao seu redor. Tudo parecia confuso e distorcido, e ele levou alguns segundos para perceber que não estava em sua própria casa.
0
Comente!x

  Sentando-se lentamente no sofá, ele olhou ao redor, tentando reconhecer o lugar. A memória da noite anterior começou a retornar em flashes, e ele se lembrou vagamente de ter sido levado para a casa de após a festa.
0
Comente!x

  Com um suspiro, ele passou a mão pelo rosto, tentando dissipar a névoa em sua mente. A ressaca o deixava desorientado, mas ele sabia que precisava se recompor e encontrar uma maneira de voltar para casa.
0
Comente!x

  Levantou-se com cuidado, sentindo uma tontura leve ao se erguer. Ele se esforçou para se lembrar do caminho até a porta de entrada, pronto para enfrentar o dia com a incerteza pairando sobre sua mente
0
Comente!x

  Hoseok levou a mão à maçaneta da porta, pronto para sair, quando ouviu passos ecoando na escada. Antes que pudesse abrir a porta, a voz suave de interrompeu seus pensamentos.
0
Comente!x

  - Não vai nem ficar para o café? – perguntou ela, sua voz carregada de uma mistura de gentileza e curiosidade –
0
Comente!x

  Hoseok virou-se lentamente para encará-la, ainda tentando dissipar a confusão em sua mente. Ele esboçou um sorriso fraco, reconhecendo o convite dela.
0
Comente!x

  - Ah, eu… – começou ele, lutando para reunir seus pensamentos em meio à ressaca – Acho que preciso voltar para casa… Mas obrigado pelo convite.
0
Comente!x

  Seus olhos encontraram os dela por um breve momento, e ele se viu perdendo-se na profundidade de seu olhar. A presença reconfortante de era um alívio bem-vindo em meio à sua confusão.
0
Comente!x

  - Talvez na próxima vez, então? – sugeriu , com um sorriso amigável –
0
Comente!x

  Hoseok assentiu com a cabeça, sentindo um aperto no peito ao se afastar da ideia de partir imediatamente. Por um instante, ele considerou a possibilidade de ficar, mas a sensação de desconforto persistente o impelia a partir.
0
Comente!x

  - Com certeza… – respondeu ele, antes de abrir a porta e sair, deixando para trás o convite não aceito e a incerteza que ainda o acompanhava –
0
Comente!x

  Hoseok saiu pelo grande portão, aberto por de dentro da casa, e dirigiu-se ao seu carro. Os efeitos da ressaca ainda pesavam sobre ele, deixando-o com uma sensação de mal-estar enquanto ligava o veículo e seguia em direção a casa.
0
Comente!x

  No caminho, decidiu fazer uma parada rápida em uma farmácia próxima. Enquanto esperava na fila para comprar alguns remédios para aliviar os sintomas da ressaca, sua mente vagueava para Jihoon. Lembranças do telefonema para GaHee na noite anterior ainda ecoavam em sua mente, deixando-o com um misto de sentimentos.
0
Comente!x

  Ele se questionava sobre o que deveria fazer em relação a Jihoon e aos conflitos que ainda existiam entre eles. A incerteza pairava sobre ele enquanto tentava lidar com as consequências de suas ações na noite anterior.
0
Comente!x

   estava na cozinha, preparando algumas torradas e café, quando seu padrasto, Sr. Martins, desceu as escadas. Ele pareceu notar a ausência de Hoseok e perguntou:
0
Comente!x

  - Onde está Hoseok?
0
Comente!x

   respondeu com naturalidade:
  - Ah, ele já foi. Precisava buscar o filho dele.
0
Comente!x

  Seu padrasto sorriu e comentou:
  - Gostei bastante dele, parecia ser um rapaz muito educado!
0
Comente!x

   olhou para o padrasto com um sorriso ameno.
  - Fico feliz que tenha gostado dele, appa. Hoseok é um bom rapaz.
0
Comente!x

  A mãe de apareceu na cozinha naquele momento, cumprimentando a todos com um sorriso sonolento.
0
Comente!x

  - Bom dia! Como estão as coisas por aqui?
0
Comente!x

   se virou para sua mãe, ainda ocupada preparando o café da manhã.
  -Bom dia, mãe! Hoseok já foi embora, ele precisava resolver algumas coisas…
0
Comente!x

  Ela tentou manter sua resposta simples e direta, sem entrar em detalhes sobre a noite anterior.
0
Comente!x

  A mãe de assentiu, mas seu olhar era cheio de interesse.
0
Comente!x

  - Ele parece ser um rapaz muito educado. Espero que vocês tenham se divertido na festa!
0
Comente!x

   sorriu, um pouco desconfortável com a conversa, mas decidiu não comentar mais sobre o assunto.
0
Comente!x

  - Sim, a festa foi muito agradável. Agora, vamos tomar café antes que esfrie!
0
Comente!x

  Eles continuaram a conversar enquanto desfrutavam do café da manhã, mas mal podia tirar Hoseok de sua mente, mesmo que ele já tivesse partido.
0
Comente!x

  Hoseok chegou em casa sentindo-se ainda um pouco grogue da ressaca. Ele mal conseguia lembrar como tinha chegado lá. Ignorando a bagunça em seu quarto, ele foi direto para o banheiro, tirando as roupas pelo caminho e deixando-as espalhadas pelo chão.
0
Comente!x

  Assim que entrou no box, ligou o chuveiro, deixando a água quente cair sobre seu corpo cansado. Enquanto a água escorria por seu corpo, ele fechou os olhos, deixando-se levar pelas lembranças da festa.
0
Comente!x

  Imagens da noite anterior inundaram sua mente: a música alta, as conversas animadas, os sorrisos e risadas. Ele se viu dançando com , sentindo uma estranha conexão entre eles. E então, flashes do beijo entre os dois o assaltaram, fazendo seu coração acelerar.
0
Comente!x

  Hoseok suspirou, passando a mão pelo cabelo molhado enquanto tentava entender o que havia acontecido. Ele não conseguia tirar de seus pensamentos, e aquilo o deixava inquieto e confuso. Mas por mais que tentasse, as lembranças da noite anterior persistiam, assombrando-o debaixo do chuveiro.
0
Comente!x

  Hoseok saiu do banho sentindo-se um pouco mais desperto, mas ainda confuso com as lembranças da noite anterior. Ele se sentou na cama e pegou o telefone que estava sobre o criado-mudo. Ao atender, ouviu a voz de GaHee do outro lado da linha.
0
Comente!x

  - O que foi GaHee? – Hoseok disse, franzindo o cenho ao reconhecer a voz de GaHee –
0
Comente!x

  - Oi, Hoseok! Só estou ligando para avisar que já estou indo deixar Jihoon aí na sua casa… – GaHee anunciou –
0
Comente!x

  - Ué, mas você não disse que ficaria com ele até a noite? – Hoseok questionou, surpreso com a mudança de planos –
0
Comente!x

  - Mudei de ideia. – GaHee respondeu, sua voz soando um pouco mais fria do que o habitual –
0
Comente!x

  Hoseok sentiu a frustração crescer dentro dele. Ele não estava esperando por aquilo e a mudança de planos o deixou chateado pelo filho.
0
Comente!x

  - GaHee, você não pode simplesmente mudar de ideia assim! – ele retrucou, sua voz carregada de desapontamento –
0
Comente!x

  - Eu posso fazer o que eu quiser! – GaHee respondeu, sua voz elevando-se um pouco – Além disso, você não é o único ocupado por aqui!
0
Comente!x

  Hoseok suspirou, sentindo-se cada vez mais tenso com a situação.
0
Comente!x

  - Eu não estou ocupado GaHee, hoje é domingo!É só que você não pode simplesmente me deixar no escuro assim! E nem frustrar as expectativas do Jihoon. – ele argumentou –
0
Comente!x

  A discussão continuou por alguns minutos, com ambos expressando suas frustrações e discordâncias. No final, Hoseok desligou o telefone, sentindo-se ainda mais confuso e irritado com a situação. Ele não podia acreditar que GaHee havia mudado os planos tão repentinamente, deixando Jihoon e ele frustrados.
0
Comente!x

  Hoseok respirou fundo enquanto se trocava, tentando afastar as preocupações da discussão com GaHee. Após arrumar a bagunça do quarto, ele caminhou até a cozinha, onde começou a preparar o almoço. Enquanto cortava alguns legumes, ele pegou seu telefone e decidiu enviar uma mensagem para , buscando alguma orientação sobre a situação com seus pais.
0
Comente!x

  Digitou rapidamente: “Os seus pais ficaram muito chateados com o meu comportamento?” e enviou a mensagem, esperando uma resposta enquanto continuava a preparar a refeição. A incerteza sobre como sua presença na festa havia sido recebida pelos pais de o deixava um pouco ansioso, e ele esperava que ela pudesse lhe fornecer algum insight sobre o assunto.
0
Comente!x

   rapidamente respondeu a mensagem de Hoseok: “Não se preocupe, Hoseok. Meus pais entenderam a situação e não ficaram chateados. Na verdade, eles até elogiaram você. Não precisa se preocupar, estamos apenas encenando. Então, relaxe! Tudo está bem.”
0
Comente!x

  Hoseok soltou um suspiro, mas dessa vez não era de alívio, era de desapontamento. Ele esperava uma resposta mais calorosa, algo que indicasse que valorizava a relação deles, mesmo que fosse apenas por conveniência. A afirmação de que tudo não passava de uma encenação o deixou um pouco abalado. Era como se a realidade batesse à sua porta, lembrando-o de que aquela relação era apenas uma farsa, mesmo que temporária. Com um semblante mais sério, ele continuou a preparar o almoço, agora com um peso no coração, questionando se havia algo genuíno entre eles ou se tudo não passava de uma ilusão conveniente.
0
Comente!x

  Enquanto preparava a mesa para ele e o filho, Hoseok ouve a campainha do apartamento tocar e então caminha até lá, pronto para receber Jihoon. Hoseok recebe Jihoon com um abraço caloroso, sentindo o pequeno afundar o rosto na curva do seu pescoço. Ele percebe a tristeza no semblante do filho e aperta-o mais forte, transmitindo conforto e segurança. Depois de alguns instantes, ele se afasta gentilmente e sorri para Jihoon, tentando animá-lo com brincadeiras e gestos carinhosos.
0
Comente!x

  Enquanto isso, GaHee fica à porta, segurando a mochila de Jihoon, mas Hoseok não consegue conter o desconforto em sua presença. Com um movimento rápido, ele pega a mochila das mãos de GaHee e fecha a porta na sua cara, sem dizer uma palavra, deixando claro seu descontentamento com a situação.
0
Comente!x

  Hoseok se senta ao lado de Jihoon no sofá, percebendo a tristeza estampada em seu rosto. Ele coloca um braço ao redor dos ombros do filho, oferecendo apoio e conforto.
0
Comente!x

  - Hey, Jihoon, não fique assim! – diz Hoseok suavemente, tentando animar o filho – Depois do almoço, que tal nós dois irmos ao cinema? Podemos assistir ao filme que você quiser e depois tomar sorvete juntos. O que acha?
0
Comente!x

  Ele sorri para Jihoon, esperando ver um pouco de alegria retornar ao rosto do filho.
0
Comente!x

  Jihoon ergue os olhos, encarando o pai com uma mistura de surpresa e esperança em seu olhar. Ele não esperava uma proposta tão generosa e isso o fez se sentir um pouco melhor.
0
Comente!x

  - Mesmo, papai? – Jihoon pergunta, sua voz ainda carregada de tristeza, mas agora com um toque de animação –
0
Comente!x

  - Claro, filho! – responde Hoseok, apertando gentilmente o ombro de Jihoon – Você merece um dia divertido. E eu prometo que vamos nos divertir muito juntos!
0
Comente!x

  Jihoon sorri timidamente, sentindo-se grato pelo gesto do pai. A ideia de passar um tempo especial com Hoseok o ajudou a levantar um pouco o ânimo.
0
Comente!x

  - Obrigado, papai! – diz Jihoon, abraçando Hoseok com força –
0
Comente!x

  Hoseok retribui o abraço com carinho, sabendo que mesmo nos momentos difíceis, eles sempre poderiam contar um com o outro para encontrar um pouco de felicidade.
1
Comente!x

***

  Yugyeom aparece na porta do trabalho de Li Hua, surpreendendo-a enquanto ela saía para o almoço. Seus olhos se iluminam ao vê-lo ali, uma mistura de surpresa e alegria refletida em seu rosto.
0
Comente!x

  - Yug! O que você está fazendo aqui? – Li Hua exclama, incapaz de esconder o sorriso que se forma em seus lábios –
0
Comente!x

  Ele dá um sorriso caloroso em resposta, segurando um pequeno buquê de flores em uma das mãos.
0
Comente!x

  - Eu estava passando por aqui e pensei que poderíamos almoçar juntos… – ele responde, oferecendo as flores para ela –
0
Comente!x

  Li Hua aceita as flores com um agradecimento, sentindo-se emocionada com o gesto atencioso de Yugyeom.
0
Comente!x

  - Isso é tão gentil da sua parte… – ela diz, olhando para as flores com admiração – Eu adoraria almoçar com você.
0
Comente!x

  Yugyeom sorri de volta ao ver a reação positiva de Li Hua e se apressa em abrir a porta do carro para ela entrar, demonstrando cavalheirismo.
0
Comente!x

  - Por favor, entre! – ele diz, dando espaço para ela –
0
Comente!x

  Assim que Li Hua entra no carro, ele fecha a porta suavemente e contorna o veículo para se sentar ao volante. Antes de dar partida, ele se vira para Li Hua com um sorriso amável.
0
Comente!x

  - E então, onde você gostaria de almoçar hoje? – ele pergunta, mostrando-se disposto a satisfazer o desejo dela –
0
Comente!x

  Com um sorriso brincalhão, Li Hua olha para Yugyeom enquanto pensa nas opções.
0
Comente!x

  - Bem, eu conheço um lugarzinho aconchegante não muito longe daqui. Eles servem ótimos pratos de massa italiana… – sugere ela, apontando na direção do restaurante –
0
Comente!x

  Yugyeom assente com entusiasmo.
  - Ótima escolha! Adoro comida italiana. Vamos lá então.
0
Comente!x

  Com isso, ele dá partida no carro e os dois partem em direção ao restaurante, desfrutando da companhia um do outro durante o trajeto.
0
Comente!x

  Enquanto examinam o cardápio, Yugyeom e Li Hua acabam escolhendo o mesmo prato, sem perceberem inicialmente. Quando chega a hora de fazer o pedido e eles se dão conta da coincidência, seus olhares se encontram em silêncio por um momento, um misto de surpresa e diversão pairando entre eles.
0
Comente!x

  Yugyeom se sente feliz por estarem em sintonia, mas também um pouco incerto sobre como lidar com a situação após o beijo que trocaram. Ele se pergunta se Li Hua também está pensando nisso, se ela está confortável com a proximidade entre eles depois de terem se beijado.
0
Comente!x

  Por outro lado, Li Hua experimenta uma mistura de emoções. Ela está grata pela conexão especial que compartilham, mas ao mesmo tempo, sente-se um pouco confusa sobre o que isso significa para eles. Ela se pergunta se Yugyeom também está considerando o que aconteceu entre eles, se ele está pensando no próximo passo a ser dado.
0
Comente!x

  Enquanto os dois continuam a trocar olhares significativos, eles são submersos em uma dança silenciosa de sentimentos, cada um tentando decifrar os pensamentos e emoções do outro.
0
Comente!x

  Yugyeom finalmente quebra o silêncio, sua voz suave, mas carregada de incerteza, preenche o espaço entre eles. Ele olha nos olhos de Li Hua com uma mistura de esperança e nervosismo, enquanto espera pela resposta dela.
0
Comente!x

  - Li Hua… eu estava pensando… – ele começa, sua voz um pouco hesitante – O que você sente… por mim?
0
Comente!x

  As palavras saem cautelosas, carregadas com a urgência de sua curiosidade e o desejo de entender a verdade por trás de seus sentimentos compartilhados.
0
Comente!x

  Ao ouvir a pergunta de Yugyeom, Li Hua sente um turbilhão de emoções dentro dela. Ela olha para ele, seus olhos buscando desesperadamente uma resposta que possa transmitir o que está sentindo. Por um momento, ela se perde em seus próprios pensamentos, tentando encontrar as palavras certas para expressar o que está em seu coração.
0
Comente!x

  - Yugyeom… – ela começa, sua voz suave carregando um tom de hesitação – Você é meu melhor amigo, alguém que eu confio e valorizo mais do que posso dizer.
0
Comente!x

  Ela pausa, buscando coragem para continuar:
  - Mas… além da amizade, você é alguém que desperta sentimentos diferentes em mim. Alguém que faz meu coração bater mais rápido e me faz sorrir quando estou perto de você.
0
Comente!x

  A resposta dela é sincera, mas também carregada de cautela e insegurança. Ela se pergunta se ele compartilha dos mesmos sentimentos, se ele vê algo mais entre eles além da amizade que compartilham.
0
Comente!x

  Yugyeom absorve as palavras de Li Hua, sentindo um misto de surpresa e alegria por ela expressar seus sentimentos de forma tão sincera. No entanto, ele também percebe a cautela em sua voz, o que o faz refletir sobre como responder da maneira certa.
0
Comente!x

  Ele olha nos olhos dela, buscando transmitir confiança e sinceridade. Após um momento de reflexão, ele finalmente fala, escolhendo cada palavra com cuidado.
0
Comente!x

  - Li Hua… – começa ele, sua voz calma e suave – Você significa muito para mim, mais do que consigo expressar em palavras. Você é como se fosse uma luz na minha vida, alguém que eu admiro e respeito profundamente.
0
Comente!x

  Ele faz uma pausa, organizando seus pensamentos antes de continuar:
0
Comente!x

  - E, além da amizade, eu acho que sinto algo mais… Algo que não consigo ignorar ou negar mais depois do que aconteceu entre nós dois na festa!
1
Comente!x

  Yugyeom deixa suas palavras pairarem no ar, esperando pela reação de Li Hua, torcendo para que ela entenda o que ele está tentando dizer. Ele sabe que o momento é delicado, mas está determinado a ser honesto sobre seus sentimentos.
0
Comente!x

  Li Hua sente um calor reconfortante percorrer seu peito ao ouvir as palavras de Yugyeom, mas a menção do “mas” em sua mente, a faz sentir uma pontada de ansiedade. Ela segura a mão dele com firmeza, buscando apoio e preparada para ouvir o que ele tem a dizer.
0
Comente!x

  Ao ver Yugyeom confirmar suas suspeitas com um simples gesto de cabeça, Li Hua sente um nó se formar em sua garganta. Ela respira fundo, preparando-se para ouvir a confissão dele.
0
Comente!x

  - Eu ainda amo a … – as palavras de Yugyeom cortam o ar, pesadas e carregadas de significado –
0
Comente!x

  Li Hua sente seu coração apertar com a revelação, mas ao mesmo tempo, ela não pode deixar de admirar a honestidade dele. Ela sabe que não pode forçar os sentimentos dele a mudarem.
0
Comente!x

  - Eu entendo… – ela responde suavemente, tentando conter a emoção em sua voz – É difícil quando o coração está dividido entre duas pessoas.
0
Comente!x

  Ela aperta a mão dele com carinho, transmitindo seu apoio silencioso.
0
Comente!x

  Yugyeom olha nos olhos de Li Hua, transmitindo sinceridade em seu olhar. Ele aperta sua mão com suavidade, buscando confortá-la da melhor maneira possível.
0
Comente!x

  - Li Hua, eu não quero te magoar. Você é uma das pessoas mais especiais para mim, uma amiga incrível! – sua voz é calma e cheia de ternura enquanto ele expressa seus sentimentos – “Eu valorizo muito nossa amizade, e não quero perdê-la por nada neste mundo.
0
Comente!x

  Ele espera que suas palavras transmitam toda a profundidade de seus sentimentos, desejando sinceramente que Li Hua entenda a complexidade de sua situação
0
Comente!x

  Li Hua sorri gentilmente para Yugyeom, reconhecendo a importância da amizade deles. Ela aperta sua mão em resposta outra vez, transmitindo confiança e apoio.
0
Comente!x

  - Claro que continuaremos amigos, Yugyeom! Nada vai mudar isso. – sua voz transmite sinceridade e conforto enquanto ela reafirma o valor que atribui à amizade deles –
0
Comente!x

  .Yugyeom olha nos olhos de Li Hua, buscando encontrar algo em sua expressão. Seu coração bate mais rápido enquanto ele reúne coragem para fazer a pergunta que esteve ecoando em sua mente:
0
Comente!x

  - Li Hua… – sua voz sai suave, carregada de incerteza e vulnerabilidade –
0
Comente!x

  Ele procura as palavras certas, querendo expressar seus sentimentos sem assustá-la. – Eu tenho pensado muito sobre nós… sobre o que significa nossa amizade e o que mais poderíamos ser.
0
Comente!x

  Ele engole em seco, sentindo a tensão no ar enquanto aguarda a reação dela. Seus olhos refletem uma mistura de esperança e medo, enquanto ele aguarda ansiosamente sua resposta. Ao ouvir a pergunta dele, seu coração se agita com uma mistura de emoções. Ela pondera por um momento, refletindo sobre seus próprios sentimentos e desejos.
0
Comente!x

  - Yugyeom, eu adoraria explorar isso com você, mas precisamos ir devagar. – ela olha nos olhos dele, transmitindo seu desejo de cautela – Podemos tentar, mas com cuidado, ok?
0
Comente!x

  Um grande sorriso se abre nos lábios de Yugyeom ao ouvir a resposta de Li Hua. Seus olhos brilham com uma mistura de alívio e felicidade, e ele sente um calor reconfortante se espalhar por seu peito.
0
Comente!x

  Com ternura, ele leva a mão de Li Hua até seus lábios e a segura delicadamente. Seu olhar transborda de gratidão enquanto ele responde:
0
Comente!x

  - Você tem razão. Vou seguir seu conselho e ir devagar. Prometo fazer o possível para não machucá-la. Estou realmente feliz por termos essa conversa.
0
Comente!x

  Ele sorri novamente, um brilho de determinação em seus olhos. Juntos, eles compartilham um momento de cumplicidade e esperança, prontos para explorar o que o futuro reserva para sua amizade e possível relacionamento.
0
Comente!x

***

   observava atentamente as postagens noturnas no blog de Namjoon, absorvendo cada palavra sobre saúde mental. Seus pensamentos divagavam entre a vontade de enviar mais uma mensagem para ele e a preocupação de parecer insistente demais. Ela relembrou das duas mensagens que já havia enviado mais cedo e notou a ausência de resposta até o momento. Uma sensação de inquietação começou a surgir em seu peito, mas ela rapidamente tentou acalmar sua mente.
0
Comente!x

  “É claro que ele deve estar ocupado com o trabalho” – pensou consigo mesma, tentando encontrar uma explicação plausível para a falta de resposta de Namjoon – “Não é como se ele estivesse ignorando intencionalmente minhas mensagens… Talvez eu deva esperar um pouco mais antes de tentar novamente.”
0
Comente!x

  Apesar de seus esforços para tranquilizar seus pensamentos, não conseguia evitar uma pontada de preocupação. Ela desviou o olhar das postagens do blog e respirou fundo, decidindo dar mais algum tempo antes de tomar qualquer atitude.
0
Comente!x

   mergulhou na água quente da banheira, deixando que as preocupações do dia escorressem pelo ralo junto com a espuma. O calor reconfortante relaxava seus músculos tensos, e ela permitiu-se aproveitar aquele momento de paz.
0
Comente!x

  Após o banho revigorante, se dedicou a um atendimento de tarot online para uma cliente. Enquanto ela mergulhava nas cartas, sua intuição guiava suas interpretações, oferecendo orientação e clareza para quem buscava respostas.
0
Comente!x

  No meio da consulta, ela notou o telefone vibrando no silencioso. Um vislumbre do nome de Namjoon na tela a fez parar por um instante, seu coração acelerando com a possibilidade de falar com ele. No entanto, ela manteve o foco na consulta, sabendo que não poderia interromper o atendimento.
0
Comente!x

  Após concluir a leitura das cartas e encerrar a consulta, pegou seu celular e viu a ligação perdida de Namjoon. Um arrepio percorreu sua espinha ao pensar nas possíveis razões para a ligação. Com um misto de ansiedade e expectativa, ela discou o número de Namjoon, esperando ansiosamente por uma resposta do outro lado da linha.
“Você está em casa?” – ele perguntou assim que atendeu a ligação dela –
0
Comente!x

  ”Oi, Namjoon… Sim, estou em casa. Desculpe por não ter atendido antes, estava em uma consulta.” respondeu, sua voz um pouco trêmula pelo nervosismo –
“Sem problemas. Eu entendo.” – Namjoon disse gentilmente do outro lado da linha. – “Eu estava pensando… o que você acha de jantarmos juntos? Já até comprei a comida. Posso passar aí para jantarmos?”
0
Comente!x

   ficou em silêncio por um momento, ponderando sobre o convite. Por um lado, era uma oportunidade de passar mais tempo com Namjoon e fortalecer o vínculo entre eles. Por outro lado, sua mente estava dividida, hesitante em permitir que alguém adentrasse seu espaço pessoal.
0
Comente!x

  Enquanto lutava com seu conflito interno, um sentimento sutil, como uma voz interior, começou a surgir dentro dela. Era como se seus guias espirituais estivessem sussurrando que ela deveria dar uma chance a esse encontro, que talvez houvesse algo a aprender ou experimentar nessa experiência.
0
Comente!x

  Depois de uma breve pausa, respirou fundo antes de responder:
“Ok, Namjoon. Pode subir. Estarei te esperando.”
0
Comente!x

  Após desligar o telefone, sentiu uma onda de apreensão percorrer seu corpo, acompanhada por uma sensação de arrepios que pareciam ecoar através dela. Era como se seus guias espirituais estivessem tentando transmitir-lhe um aviso, uma mensagem que ela ainda não compreendia completamente.
0
Comente!x

  Essas sensações eram familiares para ela, um sinal de que algo significativo estava prestes a acontecer ou que precisava ser considerado. Ela fechou os olhos por um momento, buscando se conectar com sua intuição, tentando decifrar o significado por trás desses sinais.
0
Comente!x

  No entanto, mesmo com sua sensibilidade espiritual, ainda se sentia incerta sobre o que estava por vir. Ela sabia que precisava confiar em sua intuição, mas também reconhecia a importância de permanecer aberta e receptiva às possibilidades que o destino poderia trazer. Com um suspiro resignado, ela se preparou para receber Namjoon, ainda ponderando sobre o que o universo estava tentando lhe comunicar.
0
Comente!x

  Após perceber que estava apenas de pijama, decidiu rapidamente ir até seu quarto para trocar de roupa antes da chegada de Namjoon. Ela se dirigiu ao guarda-roupa, buscando algo mais apropriado para a ocasião, enquanto sua mente ainda estava imersa nos pensamentos sobre os sinais espirituais que havia sentido momentos antes.
0
Comente!x

  Enquanto escolhia uma roupa, sua mente se dividia entre a ansiedade pela presença de Namjoon e a curiosidade em relação aos significados por trás dos sinais que havia recebido. Ela respirou fundo, tentando afastar temporariamente esses pensamentos para se concentrar no momento presente e na companhia que em breve iria receber. Com determinação, selecionou uma roupa adequada e voltou para a sala, pronta para receber Namjoon e explorar o que o destino reservava para eles naquela noite.
0
Comente!x

  Enquanto organizava os pratos na pequena mesa da sacada do apartamento, seu celular começou a vibrar no bolso, indicando uma nova ligação de Namjoon. Ela parou por um momento, sentindo uma mistura de ansiedade e antecipação enquanto ponderava se deveria atender imediatamente ou esperar mais um pouco.
0
Comente!x

  Com o coração acelerado, decidiu atender a ligação, imaginando o que Namjoon poderia querer naquele momento. Ela respirou fundo para acalmar os nervos antes de tocar na tela do celular para atender a chamada, preparada para mais uma interação com ele naquela noite cheia de expectativas.
0
Comente!x

  Namjoon informou a que havia chegado, provavelmente do lado de fora de seu prédio, onde não havia porteiro. Compreendendo a situação, desceu para recebê-lo, sabendo que ele não tinha o número de seu apartamento e nem o andar em que morava. Respirando fundo para controlar a ansiedade, ela se dirigiu para encontrar Namjoon e dar continuidade ao jantar que haviam combinado.
0
Comente!x

   desceu as escadas do prédio e avistou Namjoon parado do lado de fora, esperando por ela. Seu coração começou a bater mais rápido enquanto ela se aproximava dele, sentindo uma mistura de nervosismo e antecipação. Ao alcançá-lo, sorriu calorosamente e cumprimentou-o.
0
Comente!x

  -Oi, Namjoon. Que bom que você chegou! – ela disse, tentando esconder a leve ansiedade em sua voz –
0
Comente!x

  Namjoon retribuiu o sorriso e observou-a com ternura.
0
Comente!x

  -Oi, . Estou feliz por estar aqui. – ele respondeu, parecendo genuinamente contente por vê-la –
0
Comente!x

  Juntos, caminharam em direção ao prédio, enquanto explicava rapidamente que seu apartamento ficava no segundo andar e que ela precisava subir as escadas. Namjoon assentiu com compreensão, acompanhando-a até o andar indicado.
0
Comente!x

   e Namjoon entraram no apartamento, e ela rapidamente o conduziu até a sacada, onde já havia preparado a mesa para o jantar. Namjoon aceitou a ajuda dela para levar a comida, enquanto observava o ambiente ao redor.
0
Comente!x

  Enquanto colocavam os pratos sobre a mesa, explicou que aquele era o único espaço de refeição que ela tinha no apartamento e perguntou se isso seria um problema para ele. Namjoon apenas balançou a cabeça negativamente, demonstrando que estava tudo bem para ele.
0
Comente!x

  Enquanto observava o apartamento, Namjoon notou como cada detalhe parecia refletir a personalidade única de . Desde os pequenos objetos decorativos até a disposição dos móveis, tudo parecia ter sido escolhido com cuidado e carinho, o que fez com que ele se sentisse ainda mais próximo dela.
0
Comente!x

  Namjoon e se olharam intensamente, sentindo a eletricidade no ar. Ele se aproximou dela, segurando delicadamente sua cintura, enquanto seus olhares permaneciam conectados. Lentamente, ele inclinou o rosto, aproximando seus lábios dos dela, dando início a um beijo cheio de ternura e desejo. O tempo pareceu desacelerar enquanto se entregavam àquele momento, deixando-se levar pela intensidade do sentimento que compartilhavam.
0
Comente!x

  Enquanto seus lábios se encontravam em um beijo suave e apaixonado, sentia seu coração bater mais rápido, uma mistura de emoções inundando sua mente. Ela se entregava ao beijo, sentindo uma conexão profunda com Namjoon. Cada toque dos lábios dele contra os seus era como uma chama ardente, aquecendo seu corpo e sua alma.
0
Comente!x

  Namjoon também estava imerso no momento, sentindo uma onda de felicidade e paz ao beijar . Seus lábios se moviam em perfeita sincronia, cada momento transmitindo o amor e a atração que ele sentia por ela. Ele se sentia completo ao lado dela, como se finalmente tivesse encontrado o seu lugar.
0
Comente!x

  Enquanto o beijo continuava, ambos se entregavam ao momento, deixando para trás quaisquer preocupações ou dúvidas. Era apenas os dois, unidos pelo amor e pela paixão que compartilhavam, e nada mais importava naquele momento.
0
Comente!x

  À medida que o beijo chegava ao fim, não conseguia conter a emoção que transbordava dentro dela. Ela se entregou completamente ao momento, abraçando Namjoon com força, como se quisesse fundir seus corpos em um só. Seus braços envolviam o pescoço dele, enquanto ela afundava o rosto no calor reconfortante do seu pescoço.
0
Comente!x

  Ela aspirou o aroma dele, deixando-se envolver pela sensação reconfortante que emanava de sua pele. Cada respiração era um lembrete do quanto ela o desejava, do quanto o queria perto dela, compartilhando aquele momento de intimidade e conexão profunda.
0
Comente!x

  Enquanto permaneciam abraçados, sentia-se segura nos braços de Namjoon, como se nada pudesse perturbá-los naquele instante. Ela se permitiu perder-se nele, entregando-se à sensação de plenitude e felicidade que ele lhe proporcionava. Naquele abraço, ela encontrou um refúgio, um lugar onde podia ser apenas ela mesma, sem medo, sem reservas. E ali, nos braços de Namjoon, ela pareceu encontrar um lar para o seu coração.
0
Comente!x

  Após o abraço intenso, e Namjoon se separaram lentamente, ainda imersos na atmosfera de proximidade e calor que os envolvia. Namjoon sorriu para ela, seus olhos transbordando de ternura enquanto ele acariciava delicadamente o rosto dela com o polegar.
0
Comente!x

  Nesse momento de intimidade, os sentimentos de Namjoon por se manifestavam de forma clara e profunda. Ele se sentia atraído por ela de uma maneira que ia além da simples atração física. Era como se ela tocasse uma parte dele que há muito tempo estava adormecida, despertando emoções e desejos que ele não sabia que existiam.
0
Comente!x

  Seu sorriso para ela era genuíno, refletindo a admiração e o carinho que ele nutria por ela. Havia algo especial em que o fazia querer estar perto dela, compartilhando momentos como aquele. Ele se sentia grato por tê-la em sua vida, e estava determinado a aproveitar cada instante ao seu lado.
0
Comente!x

  Enquanto acariciava o rosto dela, Namjoon sabia que havia algo especial entre eles, algo que valia a pena explorar e cultivar. Ele estava disposto a embarcar nessa jornada ao lado de , sem medo do que o futuro reservava. E naquele momento, ele só queria estar com ela, desfrutando da sua companhia e da conexão única que compartilhavam.
0
Comente!x

  Os dois se dirigiram à pequena sacada onde a refeição estava preparada. havia arrumado a mesa de forma simples, porém acolhedora, com velas acesas adicionando um toque de romance ao ambiente. Namjoon admirou a vista da sacada por um momento antes de se acomodar à mesa ao lado de .
0
Comente!x

  Enquanto saboreavam a comida, a conversa fluía de forma leve e descontraída entre eles. Trocaram risadas, compartilharam histórias e descobriram mais sobre os gostos e interesses um do outro. se sentia à vontade na companhia de Namjoon, desfrutando da sua presença tranquila e cativante.
0
Comente!x

  Para Namjoon, aquele jantar era mais do que apenas uma refeição. Era uma oportunidade de conhecer melhor e de se conectar com ela em um nível mais profundo. Ele apreciava a forma como ela o fazia sentir-se à vontade e valorizado, como se fosse verdadeiramente importante para ela.
0
Comente!x

  À medida que o jantar avançava, os dois se aproximavam ainda mais, compartilhando olhares significativos e gestos gentis. O clima romântico da noite envolvia-os em uma aura de intimidade e cumplicidade, fortalecendo os laços que já começavam a se formar entre eles.
0
Comente!x

***

  - Você não vai guardar a moto na garagem?
0
Comente!x

   perguntou enquanto se livrava do capacete e ajeitava os cabelos. Jungkook, que também se livrava do capacete olhou para ela ajeitando os cabelos negros e sentiu os lábios secarem, tão bonita ela ficava sem maquiagem e com a pele brilhando naturalmente… o coração dele acelerou um pouco dentro do peito e ele tentou se acalmar. Não gostava de ter seu coração acelerando assim só por olhar para uma mulher… ele sabia que aquilo não era um bom sinal.
0
Comente!x

  - Só guardo a moto na garagem quando sei que não vou mais precisar dela. – Jungkook respondeu com um sorriso gentil enquanto guardava o capacete em um compartimento da moto –
0
Comente!x

   assentiu compreensiva, entendendo a explicação dele. Ela gostava da atenção aos detalhes que ele tinha, mesmo nas coisas mais simples como onde guardar a moto. Era um sinal do cuidado que ele tinha com as coisas ao seu redor, e isso a fazia apreciá-lo ainda mais.
0
Comente!x

  - Tudo bem, então. – ela respondeu colocando o capacete no braço para acomodá-lo melhor –
0
Comente!x

  Jungkook acenou com a cabeça em resposta ao consentimento de e os dois seguiram juntos para o apartamento. Subiram os degraus até chegarem ao corredor onde ficava o seu apartamento. Jungkook tirou a chave do bolso enquanto caminhavam, pronto para destrancar a porta e deixar entrar.
0
Comente!x

  Ao chegarem em frente à porta, Jungkook inseriu a chave na fechadura e girou-a, abrindo a porta para que entrasse primeiro. Ele gostava da ideia de compartilhar aquele espaço com ela, mesmo que fosse por um curto período de tempo. Quando entrou dentro do apartamento, Jungkook voltou a sentir o coração acelerar, normalmente, só levava garotas para lá quando estavam prestes a ter intimidades, e com aquilo ainda não tinha acontecido. A hesitação tomou conta dele por um momento, mas ele rapidamente afastou esses pensamentos, lembrando-se de que era diferente e especial de uma forma que ele parecia ainda não entender completamente… e aquilo o assustava tremendamente.
0
Comente!x

  O apartamento de Jungkook era modesto, mas aconchegante. Ao entrar, notou imediatamente a simplicidade elegante do lugar. As paredes claras e os móveis de madeira escura criavam um ambiente acolhedor. Uma grande janela permitia a entrada de luz natural, iluminando delicadamente a sala de estar. Havia uma pequena mesa de centro cercada por confortáveis sofás, convidando a relaxar e desfrutar de momentos tranquilos.
0
Comente!x

  Ao lado da sala, uma cozinha compacta, mas bem organizada, mostrava sinais de uso recente. Sobre a bancada, utensílios de cozinha e uma cafeteira indicavam que Jungkook gostava de preparar suas próprias refeições. O espaço era funcional e prático, refletindo a personalidade prática do rapaz.
0
Comente!x

  À medida que explorava o apartamento, ela sentia-se cada vez mais à vontade ali, apreciando a atmosfera acolhedora e o toque pessoal que Jungkook havia dado ao lugar.
0
Comente!x

  Jungkook colocou o capacete cuidadosamente sobre o balcão da cozinha, seguindo o exemplo de . Quando se virou para encará-la, viu-a se aproximando lentamente. Seus olhos se encontraram, refletindo a faísca de desejo que ardia entre eles. Sem hesitação, aproximou-se mais, seus lábios encontrando os dele em um beijo suave.
0
Comente!x

  O calor do momento envolveu-os, fazendo com que o resto do mundo desaparecesse. O beijo era uma expressão de tudo o que eles sentiam um pelo outro, uma mistura de desejo, carinho e atração. Jungkook envolveu-a em seus braços, puxando-a mais para perto, enquanto seus lábios se moviam em perfeita sincronia.
0
Comente!x

  O tempo pareceu congelar enquanto eles se entregavam àquele momento de intimidade. Cada toque, cada suspiro, era uma confirmação do que compartilhavam. Eles estavam juntos, conectados por um vínculo que parecia transcendental.
0
Comente!x

  Quando finalmente se separaram, o ar estava carregado de eletricidade. Jungkook olhou nos olhos de , perdendo-se na profundidade de seu olhar. Era como se o mundo inteiro estivesse contido naquele momento, e ele não queria que acabasse…
0
Comente!x

  Jungkook sentiu algo diferente no beijo de , algo que o fez questionar suas próprias emoções. Era como se cada toque dos lábios dela o envolvesse em uma aura de sensações indescritíveis, despertando algo dentro dele que ele preferia não explorar. Ele repetiu para si mesmo que não podia se permitir apaixonar-se por ela, não quando sua vida era tão complicada e cheia de incertezas.
0
Comente!x

  - Fique à vontade. Vou tomar meu banho e me preparar para ir para a academia. – ele disse, tentando manter uma expressão neutra, escondendo os turbilhões de pensamentos que rodopiavam em sua mente –
0
Comente!x

  Enquanto se afastava, dirigindo-se ao banheiro, Jungkook tentava reprimir as emoções que ameaçavam transbordar. Ele sabia que não podia se permitir apaixonar-se por , não quando havia tantas variáveis em jogo. No entanto, mesmo enquanto se despia para o banho, não conseguia ignorar a sensação de que algo estava mudando entre eles, algo que ele não podia controlar.
0
Comente!x

   se sentou no sofá de Jungkook e pegou o celular, distraída. Ao deslizar pelo feed das redes sociais, uma foto postada por Yugyeom chamou sua atenção. Era uma imagem do almoço com Li Hua, e revirou os olhos involuntariamente. Ela fez uma nota mental para questionar o melhor amigo mais tarde sobre seu relacionamento com Li Hua. Bloqueando o celular, ela decidiu mudar o foco e ligou a TV, procurando algo para assistir e distrair sua mente das questões pessoais.
0
Comente!x

  Jungkook, já pronto para ir à academia, vestia uma regata que delineava seus músculos bem trabalhados e suas tatuagens nos braços. não pôde deixar de notar o físico definido dele enquanto ele se movia pela sala. Seus olhos seguiram cada contorno dos músculos, uma mistura de admiração e desejo se formando em sua mente.
0
Comente!x

  Enquanto Jungkook se dirigia à cozinha para preparar seu pré-treino, ele perguntou casualmente a :
0
Comente!x

  - Você está com fome? Posso preparar algo para você também.
0
Comente!x

   sentiu o estômago roncar levemente, mas ela balançou a cabeça, sorrindo.
0
Comente!x

  - Não, obrigada. Eu comi bastante na escola. Vou só relaxar aqui por um tempo.
0
Comente!x

  Jungkook assentiu, compreendendo, e começou a misturar sua bebida pré-treino, concentrado em sua rotina de preparação. Enquanto ele se movia pela cozinha, admirava sua determinação e disciplina, uma mistura de inveja e admiração surgindo dentro dela.
0
Comente!x

  Enquanto Jungkook terminava de preparar sua bebida pré-treino, permanecia sentada no sofá, observando-o com admiração. Ela se sentia atraída pela sua determinação e disciplina, características que admirava nele.
0
Comente!x

  Quando ele finalmente terminou de se preparar, Jungkook se aproximou de com um sorriso gentil. Ele estendeu a mão para ela, oferecendo ajuda para se levantar.
0
Comente!x

  - Você tem certeza de que não quer nada para comer? – ele perguntou novamente, mostrando preocupação genuína –
0
Comente!x

   sorriu e negou com a cabeça.
  - Estou bem, obrigada. Aproveite o seu treino.
0
Comente!x

  Jungkook assentiu, dando um beijo rápido na bochecha dela antes de se dirigir para a porta.
0
Comente!x

  Se precisar de alguma coisa, estarei no celular. Cuide-se, tá?
0
Comente!x

  E com isso, ele saiu, deixando sozinha na sala. Ela suspirou, sentindo uma mistura de emoções enquanto refletia sobre a presença de Jungkook em sua vida.
0
Comente!x

  Yugyeom e Jungkook se encontraram na academia, trocando cumprimentos com um aceno de cabeça.
0
Comente!x

  - Ei, Yugyeom, como vai? – Jungkook perguntou, tentando dar um sorriso amigável –
0
Comente!x

  - Estou bem, Jungkook. E você? – Yugyeom respondeu, tentando parecer descontraído –
0
Comente!x

  - Ótimo. Vou levar para casa depois do treino. Ela veio comigo hoje para o meu apartamento! – Jungkook informou, casualmente –
0
Comente!x

  A menção de fez Yugyeom engolir em seco, uma onda de desconforto percorrendo-o.
0
Comente!x

  - Ah, entendi. – ele respondeu, tentando disfarçar sua surpresa –
0
Comente!x

  Enquanto Jungkook se preparava para o treino, Yugyeom lutava para afastar os pensamentos sobre a proximidade entre e Jungkook. Será que eles já estavam íntimos desse jeito? Ele sabia que precisava lidar com esses sentimentos, mas no momento, só conseguia se concentrar em seu próprio treino.
0
Comente!x

  Jungkook terminou seu treino alguns minutos antes do previsto e observou Yugyeom treinar com habilidade no ringue. Ele notou a fluidez de seus movimentos, a precisão de seus golpes e percebeu que Yugyeom era, de fato, muito bom no boxe.
0
Comente!x

  Enquanto observava, Jungkook começou a refletir sobre a relação entre os dois. Por que eles não se davam bem? Era apenas uma questão de personalidade ou havia algo mais profundo por trás disso? Jungkook se perguntou se seria possível mudar essa dinâmica e criar uma relação mais amigável com Yugyeom.
0
Comente!x

  Jungkook se levantou do banco onde estava observando Yugyeom treinar e decidiu tomar um banho rápido no vestiário da academia. Após alguns minutos revigorantes sob o chuveiro, ele saiu do vestiário, esperando encontrar Yugyeom ainda na academia. No entanto, para sua surpresa, Yugyeom já havia ido embora.
0
Comente!x

  Com um suspiro, Jungkook pegou sua mochila e se dirigiu para casa, refletindo sobre o encontro na academia e sobre sua relação com Yugyeom.
0
Comente!x

  Jungkook abriu a porta do apartamento e encontrou cochilando no sofá, envolta em um suave raio de luz que entrava pela janela. Um sorriso suave se formou em seus lábios ao vê-la ali, serena e tranquila, mesmo em seu sono. Ele se aproximou dela com cautela, não querendo perturbá-la, e admirou-a por um momento.
0
Comente!x

  Observando-a ali, Jungkook sentiu um calor reconfortante em seu peito. Era reconfortante tê-la ali, mesmo que estivesse apenas cochilando. Ele se lembrou de seu propósito de não se deixar envolver emocionalmente, especialmente por alguém tão especial quanto . Respirando fundo, ele afastou os pensamentos sobre se apaixonar de sua mente e decidiu apenas apreciar o momento presente.
0
Comente!x

   despertou lentamente, sentindo-se um pouco desorientada no início. Seus olhos piscaram algumas vezes enquanto ela se ajustava à luz que invadia o ambiente. Quando finalmente se deu conta de onde estava, um sorriso sonolento se formou em seus lábios ao ver Jungkook de pé ao seu lado.
0
Comente!x

  - Jungkook? – ela murmurou, ainda sonolenta, enquanto se espreguiçava delicadamente –
0
Comente!x

  Seus olhos encontraram os dele, e ela percebeu o sorriso gentil em seu rosto. se sentou um pouco mais, esfregando os olhos para dissipar completamente o sono.
0
Comente!x

  Jungkook observou despertar lentamente, apreciando a expressão sonolenta em seu rosto. Quando ela se sentou um pouco mais, ele sorriu e perguntou com gentileza:
0
Comente!x

  - Quer ficar mais um pouco por aqui ou prefere ir para casa?
0
Comente!x

   bocejou levemente antes de responder:
  - Acho que já está na hora de ir para casa.
0
Comente!x

  Jungkook assentiu, mas antes que eles partissem, decidiu compartilhar algo que aconteceu durante seu treino na academia:
0
Comente!x

  - Encontrei o Yugyeom por lá. Vi ele treinar… Realmente é muito bom no que faz.
0
Comente!x

   arqueou uma sobrancelha, surpresa com o comentário, mas não pôde deixar de sorrir ao ver o quão genuíno Jungkook estava sendo ao reconhecer as habilidades de Yugyeom.
0
Comente!x

  Jungkook sorria enquanto conversava com , mas seu sorriso desapareceu instantaneamente ao avistar In-sook parada na porta do prédio. notou a mudança em sua expressão e seguiu seu olhar, encontrando a mulher parada ali.
0
Comente!x

  In-sook encarou Jungkook com uma expressão desafiadora antes de dirigir sua atenção para .
0
Comente!x

  - Essa é nova! Aliás, todas as vezes que te vi era uma diferente da outra, me esqueci que isso é normal para você!
0
Comente!x

  Seu comentário ácido cortou o ar, deixando desconfortável e confusa. Ela franziu a testa, tentando entender a dinâmica entre Jungkook e aquela mulher desconhecida.
0
Comente!x

  Antes que a situação pudesse se tornar mais desconfortável, Jungkook interveio, entregando as chaves da moto e o capacete para . Ele instruiu a ir aguardá-lo em sua moto.
0
Comente!x

  - , me espera lá na moto. Eu não demoro aqui!
0
Comente!x

  , mesmo contrariada, obedeceu ao pedido de Jungkook, partindo em direção à moto enquanto lançava um último olhar para In-sook, tentando entender quem ela era e por que estava ali.
0
Comente!x

  Assim que saiu Jungkook indagou a irmã:
  - Tá fazendo o que aqui? – o tom ríspido da voz dele fez In-sook sorrir cinicamente –
0
Comente!x

  - Estou apenas de passagem. – respondeu ela, mantendo um tom de voz controlado – E você? Ainda continua com aquele mesmo estilo de vida medíocre? Pelo visto, sim!
0
Comente!x

  Jungkook sentiu um nó se formar em sua garganta ao ouvir as palavras de In-sook. Uma mistura de raiva e frustração borbulhava dentro dele, mas ele lutava para manter a compostura. Seu semblante endureceu, e um olhar cortante foi direcionado à irmã.
0
Comente!x

  - Você não tem o direito de falar assim comigo! – sua voz saiu firme e carregada de ressentimento – Eu estou aqui tentando melhorar minha vida, algo que você parece incapaz de entender.
0
Comente!x

  Ele se esforçou para conter as emoções que fervilhavam dentro de si, mas era evidente o impacto das palavras de In-sook em seu semblante tenso e nos punhos cerrados ao lado do corpo. In-sook soltou uma risada irônica antes de responder, mantendo-se calma e provocativa:
0
Comente!x

  - Papai e mamãe continuariam decepcionados com você, e você sabe disso! Como consegue dormir todas as noites, Jungkook? Eu me pergunto isso todos os dias.
0
Comente!x

  Seu tom de voz era carregado de desdém e sarcasmo, e seus olhos faiscavam com um misto de desprezo e superioridade. Ela tinha o objetivo claro de atingir Jungkook onde mais doía, cutucando suas inseguranças e remorsos passados.
0
Comente!x

  Jungkook engoliu em seco, sentindo outro nó se formar em sua garganta diante das palavras dolorosas de In-sook. Ele lutou para manter a compostura, mas seus olhos começaram a se encher ainda mais de lágrimas enquanto ele respondia com a voz embargada:
0
Comente!x

  - In-sook, por favor, vá embora!
0
Comente!x

  Seu pedido saiu como um sussurro, carregado de angústia e dor. Ele não suportava mais o peso das críticas dela e desejava desesperadamente que ela saísse de sua vida, pelo menos naquele momento.
0
Comente!x

  A irmã se aproximou dele vagarosamente, os olhos frios pousados nos dele, os braços cruzados se desfizeram enquanto desfere as palavras:
0
Comente!x

  - Eu nunca vou perdoar você Jungkook! E vou fazer questão de lembrá-lo disso sempre que for possível, para você nunca esquecer o que fez!
0
Comente!x

  As palavras de In-sook perfuraram o coração de Jungkook como facas afiadas, trazendo de volta uma avalanche de lembranças dolorosas. Ele fechou os olhos por um momento, sentindo-se como se estivesse afundando em um abismo de culpa e remorso. A imagem dos rostos de seus pais apareceu vívida em sua mente, acompanhada pelo som do impacto do acidente. A voz de In-sook ressoava em seus ouvidos, acusando-o mais uma vez pela tragédia que tirou a vida de seus pais.
0
Comente!x

  Ele abriu os olhos, encarando In-sook com uma mistura de dor e raiva contida. Sua voz saiu rouca e carregada de emoção quando ele respondeu:
0
Comente!x

  - Eu sei! Eu sei que você nunca vai me perdoar. Mas não é preciso que você me lembre disso. Eu carrego essa culpa todos os dias da minha vida. E é algo que nunca vou esquecer. Nunca!
0
Comente!x

  Cada palavra era uma carga pesada, pesando sobre seus ombros já cansados de carregar tanto sofrimento.
0
Comente!x

  In-sook sustentou o olhar de Jungkook por mais alguns instantes, parecendo absorver cada pedaço de dor que ele expressava. Uma faísca de compaixão brilhou brevemente em seus olhos antes que ela desviasse o olhar, a máscara de indiferença retornando rapidamente.
0
Comente!x

  - Eu não vim aqui para reabrir velhas feridas. – ela declarou, a voz agora mais calma, mas ainda carregada de ressentimento – Vim apenas para fazer uma visita. Afinal, esta é minha cidade natal também.
0
Comente!x

  Ela fez uma pausa antes de continuar.
  - E, quanto a você, Jungkook, espero que um dia consiga encontrar paz. Mas, até lá, eu não estarei aqui para testemunhar suas tentativas inúteis de redenção.
0
Comente!x

  Com essas palavras finais, In-sook virou-se e começou a afastar-se, deixando Jungkook para trás com um turbilhão de emoções. Ele observou sua irmã se afastar, sentindo-se ao mesmo tempo aliviado e angustiado com sua partida. Por um momento, ele se permitiu sentir a dor e a culpa que sempre o acompanhavam, antes de respirar fundo e começar a se recompor.
0
Comente!x

  Jungkook caminhou lentamente em direção a e sua moto, tentando recuperar a compostura após o encontro tenso com sua irmã. Ele podia sentir o peso das palavras de In-sook ainda ecoando em sua mente, mas sabia que precisava se concentrar no momento presente. Ao se aproximar de , ele forçou um sorriso para mostrar que estava tudo bem, apesar do encontro perturbador.
0
Comente!x

  - Desculpe por isso. – ele disse, sua voz um pouco rouca pela emoção contida – Vamos?
0
Comente!x

  - E quem era ela? Uma dessas ex malucas? – resolveu perguntar –
0
Comente!x

  - Minha irmã! – ele respondeu ríspido enquanto pegava o capacete das mãos dela –
0
Comente!x

   olhou para Jungkook com uma expressão de surpresa e curiosidade ao ouvir a revelação de que a mulher era sua irmã. Ela franziu a testa levemente, sentindo a tensão no ar.
0
Comente!x

  - Sua irmã? – ela perguntou, um pouco perplexa – Desculpe, eu não sabia, você nunca comentou…
0
Comente!x

  A resposta de Jungkook foi direta e um tanto seca, deixando claro que não queria abordar o assunto:
0
Comente!x

  - Sim, ela é minha irmã e eu não quero falar sobre isso.
0
Comente!x

  Jungkook colocou-o sobre sua cabeça, ajustando-o cuidadosamente. Em seguida, ele estendeu a mão para pegar a chave da moto que ela segurava.
0
Comente!x

  - Vamos embora. – ele disse, subindo na moto e dando partida no motor –
0
Comente!x

   subiu na garupa da moto, segurando-se firme em Jungkook. O silêncio entre os dois era pesado, carregado de tensão após o encontro com a irmã dele. O vento batia em seus rostos enquanto eles se afastavam do prédio.
0
Comente!x

  Jungkook dirigia com determinação, mas havia uma aura de melancolia em sua postura. sentiu o desconforto pairando entre eles, mas não sabia como abordar o assunto da irmã dele. Optou por permanecer em silêncio, deixando que o barulho do vento preenchesse o vazio entre eles.
0
Comente!x

  Ao chegarem ao prédio de , o clima ainda estava carregado de tensão. Jungkook parou a moto e desligou o motor, enquanto desceu da garupa, mantendo uma distância um tanto quanto desconfortável entre eles.
0
Comente!x

  - Obrigada por me trazer de volta. – disse, sua voz soando um pouco rígida –
0
Comente!x

  - Não foi nada. – Jungkook respondeu, sua expressão ainda séria –
0
Comente!x

  Eles trocaram um rápido olhar, mas nenhum deles sabia como quebrar o gelo que se formara entre eles. Com um aceno de cabeça formal, Jungkook se afastou, montando em sua moto e partindo sem olhar para trás. observou-o se afastar, sentindo um aperto no peito diante da frieza da despedida.
0
Comente!x

  Ao entrar no apartamento, se deparou com Yugyeom terminando de preparar o jantar. Ele estava concentrado na cozinha, mexendo alguma coisa no fogão enquanto o aroma delicioso da comida se espalhava pelo ambiente.
0
Comente!x

  - Oi, . – Yugyeom cumprimentou-a com um sorriso caloroso – Estava começando a me preocupar. Você demorou um pouco mais do que o esperado.
0
Comente!x

   forçou um sorriso em resposta, tentando disfarçar o desconforto da situação anterior com Jungkook. Ela se aproximou da cozinha, observando Yugyeom com interesse enquanto ele finalizava o jantar.
0
Comente!x

   observou as panelas na bancada da cozinha, notando os diversos pratos que Yugyeom havia preparado. Ela então virou-se para ele e viu-o olhando-a com curiosidade.
0
Comente!x

  - O que tanto você está olhando para mim? – Yugyeom perguntou, com um sorriso divertido –
0
Comente!x

   sorriu de volta, balançando a cabeça levemente.
  - Nada, só estava admirando o que você preparou… Parece ótimo. – respondeu ela, tentando desviar o foco de sua mente dos acontecimentos recentes com Jungkook –
0
Comente!x

  Yugyeom deu de ombros e então segurou o rosto dela entre as mãos.
0
Comente!x

  - Porque você não vai tomar seu banho enquanto eu termino aqui?
0
Comente!x

   concordou com a sugestão de Yugyeom e foi para o banho. Enquanto a água quente caía sobre seu corpo, ela não conseguia evitar de pensar sobre o encontro tenso entre Jungkook e sua irmã. A lembrança das palavras duras trocadas entre eles ecoava em sua mente.
0
Comente!x

  Enquanto esfregava o corpo com o sabonete, tentava afastar esses pensamentos negativos, concentrando-se no presente. Ela respirou fundo e decidiu que não deixaria isso atrapalhar sua noite noite com Yugyeom.
0
Comente!x

  Após o banho revigorante, saiu do banheiro e encontrou Yugyeom finalizando os preparativos do jantar na cozinha. O aroma delicioso da comida enchia o ambiente, e ela sentiu o estômago roncar de fome.
0
Comente!x

  - Cheirou bem! – ela comentou, sorrindo para Yugyeom enquanto se aproximava da mesa posta – O que você preparou?
0
Comente!x

  Yugyeom devolveu o sorriso, parecendo satisfeito com o resultado de seu esforço culinário.
0
Comente!x

  - Preparei alguns pratos coreanos tradicionais. Espero que goste. – respondeu ele, servindo um pouco de cada prato no prato de – Vamos comer.
0
Comente!x

   se sentou à mesa, agradecendo silenciosamente por ter um amigo como Yugyeom ao seu lado. Enquanto eles saboreavam a refeição juntos, ela tentava deixar de lado os pensamentos sobre Jungkook e concentrar-se no momento presente, desfrutando da companhia de seu amigo e da comida deliciosa à sua frente.
0
Comente!x

  Enquanto lavava as louças na cozinha, ela notou Yugyeom mexendo no celular na sala. Curiosa, ela decidiu iniciar uma conversa.
0
Comente!x

  - Está falando com a Li Hua? – ela perguntou, secando uma panela –
0
Comente!x

  Yugyeom olhou para cima, surpreso com a pergunta dela, mas logo assentiu.
0
Comente!x

  - Sim, estamos trocando algumas mensagens… – respondeu ele, guardando o celular no bolso –
0
Comente!x

  - Ah, entendi. – continuou lavando a louça por um momento antes de reunir coragem para perguntar – E vocês… estão namorando ou algo do tipo?
0
Comente!x

  A pergunta pairou no ar enquanto aguardava a resposta de Yugyeom. Ela se perguntava se estava invadindo sua privacidade ao perguntar sobre seu relacionamento com Li Hua, mas ao mesmo tempo, sentia-se curiosa sobre o assunto.
0
Comente!x

  Yugyeom ficou em silêncio por um momento, ponderando sobre como responder à pergunta de . Ele não queria esconder nada dela, mas também não estava pronto para compartilhar todos os detalhes sobre seu relacionamento com Li Hua.
0
Comente!x

  - Não exatamente. – ele finalmente respondeu, escolhendo suas palavras com cuidado. – Estamos indo devagar. Não estamos oficialmente namorando, mas… há algo acontecendo entre nós, eu acho.
0
Comente!x

  Ele olhou para , esperando que sua resposta fosse suficiente para satisfazer sua curiosidade.
0
Comente!x

   questionou, sua expressão refletindo um misto de surpresa e decepção:
0
Comente!x

  - E você não ia me contar? – ela perguntou, buscando entender melhor a situação entre eles –
0
Comente!x

  Yugyeom suspirou, sentindo-se um pouco desconfortável com a situação, mas decidiu se aproximar dela na cozinha.
0
Comente!x

  - , eu… – começou ele, buscando as palavras certas para explicar sua perspectiva – Eu não queria te preocupar com isso ainda. Estamos apenas no começo disso, e não queria criar expectativas antes do tempo.
0
Comente!x

   assentiu positivamente para ele e então se virou para a pia, ficando de costas para ele Yugyeom assentiu, compreendendo o gesto dela, e então voltou para a sala, sentindo-se um pouco triste por ter causado qualquer desconforto. Enquanto terminava as louças, ele permaneceu pensativo, refletindo sobre a conversa.
0
Comente!x

  Quando ela terminou e se despediu, dizendo que ia dormir, ele levantou o olhar para ela e forçou um sorriso leve.
0
Comente!x

  - Boa noite, . Descanse bem… – disse ele, sentindo um aperto no peito –
0
Comente!x

  Quando ela deixou um beijo no topo de sua cabeça, ele fechou os olhos por um momento, sentindo uma mistura de emoções, antes de ouvi-la responder suavemente:
0
Comente!x

  - Boa noite… Obrigado!
0
Comente!x

***

  Jungkook chegou ao bar e lançou um olhar pelo ambiente, verificando como estavam as coisas antes de subir para seu escritório no andar de cima. Enquanto se encaminhava para lá, um flashback do acidente de seus pais invadiu sua mente, trazendo à tona lembranças dolorosas.
0
Comente!x

  Ele parou por um momento, segurando a garrafa de whisky em suas mãos, e fechou os olhos, revivendo aquele terrível momento em sua mente. O som da batida, a sensação do impacto, as palavras não ditas… Tudo isso o atormentava ainda.
0
Comente!x

  Com um suspiro pesado, ele desistiu de reprimir essas memórias e despejou uma dose de whisky em um copo. Erguendo-o até os lábios, ele tomou um gole, sentindo o calor do líquido queimar sua garganta, enquanto tentava afastar os pensamentos sombrios que o assombravam.
0
Comente!x

  Enquanto Jungkook bebia, as lembranças de sua irmã, inundavam sua mente. Ele se recordava das inúmeras brigas que tiveram antes dela se mudar da cidade, as palavras cortantes, as discussões intermináveis. Por mais que a relação entre eles fosse tumultuada, havia um vínculo indissolúvel entre irmãos, uma conexão que persistia mesmo nos momentos mais difíceis.
0
Comente!x

  No entanto, essas memórias trouxeram consigo um turbilhão de sentimentos conflitantes. Enquanto Jungkook refletia sobre sua relação com In-sook, sua mente inevitavelmente se voltava para . Ele se viu dividido entre o desejo de se aproximar dela e o medo de machucá-la. Acreditava não ser digno de alguém como , temendo que sua bagagem emocional e seus problemas pessoais fossem demais para ela suportar.
0
Comente!x

  Numa mistura de autodesprezo e autopreservação, Jungkook decidiu que o melhor caminho seria se afastar de , antes que suas próprias questões o arrastassem para baixo e a machucassem no processo. No entanto, essa decisão não veio sem um peso emocional significativo, deixando-o com um coração pesaroso e a mente repleta de incertezas sobre o futuro.
0
Comente!x

Continua

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
32 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lelen
Admin
2 meses atrás

Primeiramente gostaria de dizer que… Catherine, perdeu porque eu já shippo o Yug com a Li (eu ia chamar de Lua, perdão kkkk) e tô torcendo pelos dois, sejam felizes. E tu, mulher, vai ser feliz com o JK que aparentemente aprendeu a ser um homem adulto agora e tá menos menino escrotinho (PERDÃO, GENTE KKKKK).
E assim… O encosto da Celine não vai embora não? Ninguém te quer aqui, filhote de cruz credo u.u
Recado pro Hobi: vai fazer terapia com algum colega do Joon pra ajudar nessa insegurança aí com o Jihoon. Aparentemente você é um pai muito bom e dedicado e mesmo que o menino passe a conviver com o tal do Hyunjin (que eu já imaginei como o do SKZ, bjos) e ele seja um cara maravilhoso – Deus queira, porque se for pra ficar na vida do menino não aceito menos que isso u.u -, o pai do Jihoon é você, homem. É você que esteve lá desde sempre e é você que faz de tudo pelo menino. TE ACALMA QUE TEM ESPAÇO PRA TODO TIPO DE AMOR NESSE CORAÇÃOZINHO, TÁ?
Ok, desabafei, esperando a att e torcendo pelo Yug e Li Hua HEHEHEH

Lara :)
Lara :)
2 meses atrás
  - E porque não investiu na ? - Yugyeom levou a taça aos lábios -" Read more »

Touché Taehyung 🙃vc leu a minha mente, Yugy. Por essa o Tae não esperava haha

Lara :)
Lara :)
2 meses atrás
  - Por que você não vai lá dançar com ela? - sugeriu Taehyung com um sorriso encorajador -" Read more »

Issoooo Yugy, vai dançar, vai ser feliz, você merece 🫶🏼

Lara :)
Lara :)
2 meses atrás
  Enquanto dançavam juntos, Yugyeom e Li Hua se deixaram levar pela magia do momento, explorando os limites do desejo e…" Read more »

AAAAAAAAAAA a Cat tá seguindo em frente, vc tbm merece alguém que goste de você 🥹🫶🏼

Lara :)
Lara :)
2 meses atrás
   estava sentada à mesa com Jungkook, conversando e aproveitando a companhia um do outro. No entanto, enquanto observava a…" Read more »

Aiiiiii Cat, nem começa 🙃

Lara :)
Lara :)
2 meses atrás
  - Você acha que esse seu namoro vai durar quanto tempo? Quanto tempo ele vai aguentar você ? E a…" Read more »

Ai meu Deus, lá vem o insuportável 🙄🤦🏻‍♀️

Lara :)
Lara :)
2 meses atrás
  "Oi Hoseok!" - ele sabia que a ex havia revirado os olhos -" Read more »

Putz Hoseok, assim fica difícil 😫 como é que eu vou te defender? Ciúmes da ex? Pra que? Olha a Cel, que mulherão incrível… acorda 🙃

Lara :)
Lara :)
2 meses atrás
  Com os braços cheios dos itens necessários, ela voltou para a sala, onde Hoseok ainda estava sentado, um pouco sonolento.…" Read more »

Hoseok do céu, cadê que tua ex faria isso? Eu duvido muito viu? Cel perfeita demais! 🫶🏼🥹

Lara :)
Lara :)
2 meses atrás

AAAAAAA que turbilhão de emoções! Yugy e Li eu apoio vocês, meus queridinhos 🫶🏼🫶🏼🫶🏼 não vai ser um caminho fácil, mas vá firme Li, não ligue pra Cat, vcs merecem ser felizes (me perdoa, mas eu tô um pouco brava com a Cat e algumas atitudes dela kkkk sorryyyyy) e falando em brava, aiai Hoseok, que foi isso hein? Ciúme da ex? E ainda descontando toda raiva e ciúme na bebida 🤦🏻‍♀️ se pelos menos a ex fosse boa, mas é péssima… Aiai assim fica difícil te defender Hoseok!!! 😫 Mas tadinha da Cel, tão maravilhosa e incrível, passando por várias emoções e ainda tem que aguentar esse ex porre no pé dela… que homem insuportável 🫠 eu ainda estou brava com Hoseok, pq isso de ligar por causa da preocupado com Jihoon de tá na presença do namorado da ex haha não cola não Hoseok! Se ele não acordar, ele vai acabar perdendo a Cel 🙃 (eu sei que é um namoro mentira, mas eu tô apegada a esses dois demais kkk socorrooo) ansiosa pra ver a reação dele quando acordar e ver que tá na casa dela kkk

Nem é segredo o quanto eu amo essa história né? Tá a cada cap mais incrível! Parabéns Betz 🫶🏼🥹 ansiosa pelo próximo!

Ray Dias
2 meses atrás
   ficou ali, olhando para o espelho, enquanto o eco da discussão e seus sentimentos confusos pairavam no ar." Read more »

bem feito, espero que vc não rele nem um beicinho no yug

Ray Dias
2 meses atrás

LI HUA E YUGYEOM ♥♥♥ MEU SHIPPER VIVEEEEE

Isa
Isa
2 meses atrás

omgg que capítulo emocionante ahahha🥹, amo tanto a sua escrita!!

sou team yug e li!!

Lelen
Admin
28 dias atrás

Gente, GaHee… Você é uma adulta com responsabilidades de adulta agora, minha fia, tá pensando? Teve filho tu acha que dá pra continuar sendo igual adolescente? Dá não! E olha que eu nem sou mãe, mas tô sabendo, tá? Tô me sentindo até mais madura que você, mulher! Amo que os papéis estereotipados tão trocados, o Hobi é o lado responsável da história que precisa ficar correndo atrás de mãe ausente.
Simplesmente agradecendo Hoseok por ter fechado a porta na cara dela, obrigada <3
O YUGYEOM TODO CAVALHEIRO COM A LI HUA, EU TÔ MORRENDOOOOOO. Bom mesmo que tenha começado a perceber a moça 😒 e ainda bem que ela é sensata. Já digo que se tu fizer merda com ela, eu entro na história só pra te dar uns tapas, Yugyeom. Teje avisado 🧐
Sobre Namjoon e Úrsula, tô torcendo pelos dois porque aí eu posso ter alguma esperança de que “paciente/cliente e terapeuta” podem formar um casal bom kkkkkk
Eu ainda acho muito estranho o JK e o Yugyeom agindo como gente um com o outro, mas aprovo, que continue assim (mas sinto que não vai continuar não kkkk).
Meu Deus, In-sook precisa de umas sessões de terapia com o Namjoon porque assim… Muito ódio nesse coraçãozinho, amor. Aliás, Namjoon, dá um contato de algum colega pro JK, o bichinho também tá precisando de umas sessões.
Ô meu santo, agora a Catherine vai ser “chutada” pelo JK e vai confundir ainda mais a cabeça do Yugyeom, tô só vendo 🥲🥲🥲 JK, vai arrumar tua vida pra poder ser feliz com a Catherine e a Li Hua poder ser feliz com o Yugyeom (e sim, eu tô mais preocupada com a moça do que com ele kkkkkkkkkkkkk)

Ray Dias
27 dias atrás
  Hoseok retribui o abraço com carinho, sabendo que mesmo nos momentos difíceis, eles sempre poderiam contar um com o outro…" Read more »

Quero que a Gahee seja atropelada por 1000 rinocerontes

Ray Dias
27 dias atrás
  - E, além da amizade, eu acho que sinto algo mais... Algo que não consigo ignorar ou negar mais depois…" Read more »

É ISSO AÍ! UHUUUUUUUUUUUUUUUUU

Ray Dias
27 dias atrás

Vivi para esse momento entre Li Hua e Yugyeom, quero a Catherine muito arrependida sem um e nem o outro, e quero o JK indo embora para algum lugar em que possa se perdoar e começar um novo capítulo. ♥


You cannot copy content of this page

32
0
Would love your thoughts, please comment.x