Make It Right

Escrito por Mayara Stanguerlin - Siga a autora no Twitter
Beta-Reader: Francielle



Eu fui um idiota. Tudo bem, tudo bem, muitas pessoas já me falaram isso, mas só agora eu fui perceber o erro que cometi. A era a namorada perfeita, tudo o que um cara poderia querer, pelo menos um cara que sempre demonstrou os seus sentimentos, assim como eu. Nós namoramos por muito tempo, mas eu simplesmente estraguei tudo. Nunca tive nenhuma intenção de magoar , mas depois que comecei a usar drogas, isso foi inevitável. Bom, não por que eu quis, mas por que a cada dia eu precisava usar mais, e isso fez com que se magoasse muito por minha causa. Ela tentava me ajudar, mas eu simplesmente não queria a ajuda de ninguém. Tudo piorou quando comecei a me envolver em brigas, voltava para casa completamente fora de si e o pior: eu tentava abusar de . Ela sempre estava em minha casa quando eu chegava bem tarde de uma festa ou da rua mesmo. Apesar de todas as tentativas de abuso e das ameaças que eu fazia, ela não deixava de estar ao meu lado, tentava me ajudar sempre, mas eu a ignorava. Ela conversava com meus pais e nem eles estavam conseguindo com que eu parasse de usar drogas, até que decidiram me levar para um centro de reabilitação. Na primeira tentativa de fazer isso, eles não conseguiram. Foi ai que eu vi o meu mundo acabar, havia terminado comigo. Ela disse que sentia falta do antigo que eu era, antes das drogas aparecerem. Eu ainda a amo, e espero que ela sinta o mesmo por mim, pois eu pretendo reconquistá-la, nem que seja a última coisa que eu faça.

They say you'll know (Eles dizem que você vai saber)
When you really find the one (Quando você realmente encontrar o cara certo)
But it's hard to tell (Mas é difícil dizer)
With the damage that's been done (Com o estrago que foi feito)
But I'd like to say that it's your fault (Mas eu gostaria de dizer que a culpa é sua)
But I know better (Mas eu sei melhor)
'Cause I'm a fool to think (Porque eu sou um tolo para pensar)
You'd wait around forever (Que você iria esperar para sempre)

Acordei de meu transe e decidi ir até a casa de para tentar falar com ela. Corri para meu quarto, fui até o guarda-roupa e peguei um casaco pois lá fora fazia muito frio e nevava. Estávamos em dezembro, a época que mais gostava e eu me lembro perfeitamente de quando vimos a neve cair no primeiro dia do inverno no ano em que começamos a namorar, foi perfeito. Confesso que despertava meu lado mais gay quando estava ao lado de , mas acontece que ela me fazia muito feliz e eu nunca quis que aquilo tivesse acabado.

Maybe I could have loved you (Talvez eu poderia ter te amado)
Maybe I could have shown (Talvez eu pudesse ter mostrado)
That I still do care about you (Que eu ainda me importo com você)
More than you could know (Mais do que você poderia saber)
Don't say it's too late to try (Não diga que é tarde demais para tentar)
To make it right (Para fazer isso direito)
Oh, to make it right, yeah (Oh, para fazer direito, sim)

Pensei em tudo o que eu havia feito de ruim a e percebi o quanto havia errado com ela. Ela era tudo pra mim e eu simplesmente a deixei ir embora. Sei que ela pode ter milhares de motivos para não me perdoar, pois sei que eu não fui um bom namorado nos últimos meses, mas eu pretendo recomeçar, principalmente agora que finalmente consegui parar com as drogas. Pois é, depois de muito esforço, meus pais conseguiram me levar para uma clínica de reabilitação, onde fiquei por 6 meses. Foi um bom tempo para eu pensar em como havia errado com minha família e principalmente com a minha namorada. Eu deveria me dar outra chance e largar o vício, que estava me tornando uma pessoa muito diferente do que eu era.

I didn't know how good you were for me (Eu não sabia o quão boa você era pra mim)
Now it's clear I'm seeing all that we could be (Agora está claro, eu estou vendo tudo o que poderia ser)
And I know that it's my fault (E eu sei que a culpa é minha)
But I'm gonna treat you better (Mas eu vou tratá-la melhor)
'Cause if I had one wish (Porque se eu tivesse um desejo)
You'd be with me forever (Você ficaria comigo para sempre)

Sai pelas ruas frias e vazias de Londres sentindo a solidão invadir meu peito. Eu estava com medo do que iria falar, ela simplesmente poderia bater a porta na minha cara, dizer que nunca mais queria me ver e que estava apaixonada por outro garoto, isso seria demais para mim. Eu a amo mais do que a mim mesmo, sem ela eu não sou nada. Eu só queria outra chance com , para ela ver que eu posso fazer valer a pena mais uma vez. Quando começamos a namorar, eu fazia de tudo para que o nosso namoro fosse perfeito, porém um dia ela me disse que nada do que eu fizesse ia tornar aquilo mais perfeito do que já era, e que eu sempre iria ser o amor de sua vida. Depois que terminamos, eu sempre torci para que eu ainda possa ser esse garoto que ela amava. Cheguei a frente de sua casa e hesitei em tocar a campainha, quase corri de volta para minha casa. Como eu sou covarde, não? Sentei nos dois pequenos degraus que havia ali perto da porta e suspirei, não sei o que queria com aquilo. Eu queria muito ela de volta, mas estava com medo de ela não me querer mais. Enfim tomei coragem e apertei a campainha. Esperei alguns segundos e apertei a mesma de novo, impaciente. Pude ouvir alguns barulhos vindo de dentro daquela casa enorme que pareciam passos, novamente senti uma pontada de covardia e vontade de sair correndo. A porta se abriu e pude ver aquele sorriso lindo através dela, se desmanchando logo em seguida. Ela estava linda, como sempre. Estava com um conjunto de moletom lilás e uma touca da mesma cor só que com um tom mais escuro e os cabelos estavam soltos, dando-lhe um ar de menininha. Sorri sem graça e já estava esperando que ela fechasse a porta na minha cara, quando ela não o fez e sorriu do mesmo jeito que eu.

- Oi. - ela disse baixo e saiu de dentro de casa, fechando a porta.
- Oi, . - cheguei mais perto. - Eu... Eu preciso conversar com você.
- Pode falar.
- Olha... Eu... Eu queria te pedir desculpas. - gaguejei um pouco.
- Desculpas pelo o que? - ela perguntou.
- Por tudo, . Pelo jeito que eu te fiz sofrer, pelas ameaças. Eu juro que não tive a intenção de te magoar.
- Tudo bem, . Você não tem que se desculpar, eu sei que não houve intenção. Eu entendo você. Mas eu quero que você saiba de uma coisa... - ela suspirou. - Eu terminei com você por que não aguentava te ver daquele jeito, eu queria parar de sofrer, mas era impossível não ficar magoada vendo você usando drogas, eu sinto muito. Todas as vezes que eu tentei te ajudar foi por que eu realmente me importava contigo e queria te ver longe daquilo. Eu ainda me importo com você e... E... - seus olhos se encheram de lágrimas, em um impulso eu a abracei. - É tão bom te ver como você era antes, sem aquilo tudo que quase arruinou a sua vida. - ela fungou e eu a apertei mais.
- Eu te amo, e quero que você volte a ser minha. - a soltei e olhei-a, que estava com os olhos vermelhos.
- Eu amo você, . E eu sempre fui sua. - ela disse com a voz trêmula e eu a beijei. Pois é, ela era minha de novo.

Maybe I could have loved you (Talvez eu poderia ter te amado)
Maybe I could have shown (Talvez eu pudesse ter mostrado)
That I still do care about you (Que eu ainda me importo com você)
More than you could know (Mais do que você poderia saber)
Don't say it's too late to try (Não diga que é tarde demais para tentar)
To make it right (Para fazer isso direito)

Peguei no colo e a apertei contra mim, sussurrando em seu ouvido que nunca iria abandoná-la. Eu estava completo mais uma vez pois tinha ela ao meu lado. Nos beijamos outra vez e eu senti aquela solidão em meu peito ir embora. Eu não estava mais sozinho. Eu tinha , e ela era tudo o que eu queria.

Is there something I could say? (Existe algo que eu poderia dizer?)
Show me how to break it down (Mostre-me como quebrá-lo)
So before you walk away (Portanto, antes de você ir embora)
Take the time to turn around (Aproveite o tempo para a volta)
Listen to me now (Ouça-me agora)

- Eu nem sei descrever o que eu estou sentindo. Isso é mais do que amor. - falei quando partimos o beijo.
- Você é perfeito. Obrigada por tudo. - ela olhou em meus olhos e me abraçou.
- Eu te amo, você é tudo o que eu sempre quis. Fica comigo pra sempre? - disse e ela assentiu, sorri largo.
- Eu adoro seu sorriso. - ela falou de repente, depois de mais abraços e beijos.
- Pois eu adoro tudo em você, pequena. - ela sorriu largo, o que me fez enchê-la de beijos.

Maybe I could have loved you (Talvez eu poderia ter te amado)
Maybe I could have shown (Talvez eu pudesse ter mostrado)
That I still do care about you (Que eu ainda me importo com você)
More than you could know (Mais do que você poderia saber)
Don't say it's too late to try (Não diga que é tarde demais para tentar)

Decidi fazer uma coisa totalmente inesperada por e até por mim mesmo, só que primeiro pensei bem em como seria a reação dela. Confesso que fiquei meio receoso, mas eu sabia que aquilo me faria muito mais feliz do que eu já estava. Paramos de nos beijar e eu me agachei em sua frente, ela riu desentendida. Peguei em sua mão e beijei a mesma. Olhei fundo nos olhos daquela garota e de uma coisa eu tinha certeza: era ela quem eu queria que passasse a sua vida inteira comigo, era ela quem eu queria que fosse a mulher da minha vida, a mãe dos meus filhos, a única que me faria feliz até o meu último minuto.

Maybe I could have loved you (Talvez eu poderia ter te amado)
Maybe I could have shown (Talvez eu pudesse ter mostrado)
That I still do care about you (Que eu ainda me importo com você)
More than you could know (Mais do que você poderia saber)
Don't say it's too late to try (Não diga que é tarde demais para tentar)

- , você quer se casar comigo? - perguntei confiante.
- Isso...Isso é sério, ? - ela disse desentendida.
- É mais do que sério, . Eu amo você e te quero por toda a minha vida.
- Mas... Mas nós ainda somos muitos jovens, . Eu não sei.
- Nós não somos jovens para nos amar, . - me levantei e fixamos nossos olhares.

E então ela me beijou. Não foi como os outros beijos, nesse eu me senti mais forte, mais vivo. Senti um misto de emoções dentro de mim que eu sinceramente não consigo explicar. tinha um poder sobre mim que ela nem fazia idéia. Segurei forte sua cintura e apertei-a contra mim, ela entrelaçou seus dedos em meus cabelos e fazia carinhos leves, intensificando o beijo. Partimos o mesmo ofegantes e ambos com os lábios vermelhos, até assim ela continuava linda. Puxei-a para um abraço e ouvi sussurrar um "você é louco e eu te amo", sorri ainda mais com isso e a fiz se sentir segura em meus braços. Ah, como eu amo essa garota...

- Eu aceito, . - ouvi-a falar e naquele momento me senti o cara mais feliz do mundo.

To make it right, oh (Para fazer isso direito, oh)
To Make it right (Para fazer isso direito)
Make it right (Fazer isso direito)
Gonna make it right (Vou fazer isso direito)
Oh yeah (Oh yeah)

Prometi nunca mais magoá-la e sei que vou conseguir fazer isso. Não consegui consertar todos os meus erros, mas consegui de volta a garota da minha vida e eu não vou correr o risco de perdê-la novamente. Eu nunca achei que poderia ficar precisando de alguém como eu preciso dela ao meu lado, é única. Ela é a única que faz com que eu me sinta único. E agora, depois dessa proposta, eu tenho certeza de que não vou mais estragar nada, nós nos amamos e ela vai ser a minha mulher. Perfeito isso, não? Vou recomeçar minha vida junto de , e tenho certeza de que vou fazer isso direito.

 

Comentários da autora