Last Night

Escrito por Day Rodrigues - Siga a autora no Twitter
Beta-Reader: Pepper



Parte do Projeto Songfics - 4ª Temporada // Música: P.Diddy Feat. Keyshia Cole - Last Night

*'s POV*

Mais uma vez eu encarava meu o apatelho telefonico em minhas mão, e novamente disquei aquele numero tão conhecido por mim. Mas na ora de apertar o botãozinho verde não tive coragem. Joguei o celular na cama e fui pra cozinha beber alguma coisa, pra ver se minha aparência pálida melhorava.
Eu me sinto horrível pela noite passada. O que deu em mim? Não era pra ser assim, mas é claro que a porra do meu orgulho me atrapalhou novamente. Por que Deus? Me responde, por quê? Por que tinha que ser assim? Por favor me faça uma pessoa melhor, porque não dá pra viver sem ela.

's POV"

- Bom dia raio de sol.- , minha melhor amiga e prima de , entrava em meu quarto. - Dormiu bem?
- E quem disse que eu consegui dormir ? - Eu disse desanimada. Flashbacks da noite passada vieram na minha cabeça. A briga, os gritos, tudo. Senti meus olhos arderem, e uma enorme dor invadoir meu peito.
veio em minha direção e sentou na ponta da cama, ficando de frente comigo. - o que houve ? Você chegou aqui chorando ontem, e não disse nada. Estou preocupada.
- Foi ele , o . - Não consegui segurar as lágrimas, e logo um choro nada silencioso se iniciou.
- , se acalma, por favor. Amiga, se você não me contar eu não vou saber o que o que dizer.
- Eu sai de casa. - Eu falei em um sussurro.
- Você o que? Por quê? - estava surpresa. Eu e quase nunca brigávamos, mas ontem foi diferente.
- É isso mesmo que eu disse . - Agora minha voz já estava mais controlada. - Eu avisei pra ele, que do jeito que as coisas estavam indo, isso mais cedo ou mais tarde ia acontecer. Eu avisei uma, duas, várias vezes. - Eu dizia e algumas lágrimas de súplica caiam do meu rosto, eu só queria que essa dor passasse. - Eu o amo tanto...
- , eu não estou entendendo nada. Se você tanto o , por que está aqui chorando?
- Noite passada eu o fiz escolher entre a fama, e a mim. Mas ele não respondeu. Ele ficou me encarando e não disse nada.
- Mas, se ele não disse nada, não entendo toda essa crise. - tentava amenizar, mas não estava obtendo sucesso, não comigo.
- não seja tola, porque mesmo que você seja ou está fingindo ser, eu não sou.- E disse meio alterada, quando ela fez menção de interromper eu logo continuei.- , mesmo ficando quieto eu sei muito bem qual seria a escolha dele.

* 's POV*

Com um copo de uísque na mão, rumei até a sala principal. A estante de cristal, centralizada na parede direita da sala, acabou prendendo minha atenção. Em um movimento quase que involuntário, fui até ela. Várias fotos estavam perfeitamente organizadas em porta retratos de cristais decorados, assim comoa estante. Porém uma fotografia dentre todas me chamou mais atenção, me fazendo rir e chorar ao mesmo tempo. Peguei-o com cuidado e a obsevei mais de perto. Aquela era uma foto do dia do meu casamento com .
- Me desculpa . Eu queria responder, mas o meu orgulho não deixou. - Sussurrei com dor para foto. - Eu sei que você consegue me ouvir, me sentir... - Uma lágrima rolou pelo meu rosto e marcou o vidro do porta retrado, no qual na fotografia eu e ela estávamos abraçados e felizes.

*'s POV*

não estava mais aqui, é sábado e eu não posso prendê-la aqui comigo. Na verdade eu praticamente implorei pra que ela não desmarcasse com o noivo por minha causa.
8:00 pm, o celular na minha mão marcava. Se eu estava o dia inteiro com o celular na minha mão? Sim. O por quê? Bom, apesar de infelizmente eu conhecer muito bem , sei que se ele ainda não ligou é quase impossível que ele ligue. Mas apesar de tudo eu o amo e ainda tenho esperança. Será que estou errada em ter esperança?

* 's POV*

Eu já não aguentava mais ficar naquela casa, não sem ela ao meu lado. Eu tive que lutar, deixar meu orgulho de lado, pegar as chaves do meu carro e ir pra casa da , onde provavelmente ela estaria. Eu não posso deixa-la partir desse jeito, eu preciso dela e eu sei que ela também precisa de mim. Eu preciso me livrar dessa dor cravada em meu peito. Eu necessito dela.
Estacionei o carro em frente uma casa azul pequena, em comparação a minha mansão. Fechei meus olhos e respirei fundo. Retirei a chave do contato e sai do carro.
Caminhando lentamente até a porta, eu ensaiava mentalmente um pequeno "discurso". Ainda fiquei alguns minutos em frente à porta tentando tomar coragem, até apertar a campainha.

Já fazia um tempo desde que toquei a campainha. A demora de atender a porta já estava me fazendo desistir de estar aqui. Talvez mereça alguém melhor que eu.
Dei meia volta já disposto a ir embora, quando ouço a porta ser aberta.
- ?
Me virei e encontrei ainda com uma de suas mãos na porta. Seus olhos denunciavam a noite mal dormida. Que ironia, porque eu também não tinha dormido nada. Ficamos nos olhando por alguns segundos. Vejo que ela troca o peso do corpo de uma perna para outra, e como uma mania dela, pega uma mecha de cabelo e começa a alisá-la freneticamente. Ao perceber que eu a observava atentamente, abaixou a cabeça.
- O que veio fazer aqui? - Ela disse baixo.
Ok, eu não sabia o que dizer. Sabe todo aquele papo de discurso e tals? Já era, foi tudo por água abaixo.
- Eu... é, eu... - Dei uma pausa e respirei fundo. - Me desculpe . - Disse sincero.
- Só isso? - Ela me perguntou arqueando uma sobrancelha.
- É..., quer dizer... não, é... é isso, não. Não tenho só isso pra dizer. - Me aproximei dela, peguei suas mãos e olhei diretamente em seus olhos. Ela pareceu ficar meio surpresa pelo meu ato, mas não recuou.
- , eu sinto muito pelo o que houve noite passada. Eu nunca quis que você fosse embora, e nunca te deixarei partir, porque eu te amo. Eu sei que você sabe que seu coração pertence a mim, assim como o meu também pertence a você. Então me diga o que eu tenho que fazer pra te trazer de volta, pra ficarmos juntos novamente. E se isso é realmente importa, eu ficarei em casa, eu abro mão da minha fama. - Ela arregalou os olhos depois dessa minha fala. OK, que nem eu havia acreditado em minhas palavras. A fama era tudo pra mim, mas meu amor por é maior que tudo.
Vendo sua expressão surpresa, abri um sorriso. Separei nossas mãos e elevei as minhas posicionando uma em cada lado de seu rosto.
- É isso que você ouviu, . Eu abro mão da minha fama por você. Simplesmente não vá embora. Eu prometo ser uma pessoa melhor, por você e por nós dois.
Lágrimas molhavam nossos rostos. Senti ela praticamente pular em cima de mim e me apertar em um abraço aconchegante. Me afastei milímetros dela, apenas para permitir que nossas testas ficassem encostadas.
- Eu te amo . Você foi a pessoa que eu escolhi pra dividir a vida. Você é meu tudo.
- Eu também te amo muito . Você deixou se levar pela fama, o poder e a glória subiram na sua cabeça. Eu sei que você adora o que faz, e eu não deveria ter pedido pra você escolher, e muito menos fazer esse drama todo. Você só estava... passando por uma fase "difícil". - Ela disse e demos uma risada fraca. - Podemos superar isso juntos. Você pode ser aquele cara que eu conheci a alguns anos atrás, aquele cara humilde, família, carinhoso... aquele cara por quem eu me apaixonei e casei e que a fama destruiu. E não o o famoso, glorioso e egocêntrico. - Foi ai que eu percebi o quanto eu tinha mudado, mas agora estou disposto a mudar, a ser o que eu era antes. Sem desviar os olhos dos meus ela continuou. - Mesmo assim eu sempre tive esperança. Eu te amo.
- Não, eu te amo mais. - Não aguentei mais e selei nossos lábios. No começo foi apenas um selinho, porém com muito sentimento. Mas então pedi permissão para aprofundar o beijo e sem muitas delongas ela concedeu.

Noite passada tivemos que ter um fim, para que hoje fosse possível um recomeço.

 

Comentários da autora



N/A: Olá minha gente!!!!!!! iae, o que acharam da minha primeira shot fic? Cara ainda nem acredito que consegui fazer uma história finalizada kkkkkkkk Bom ela tá bem melosinha mas eu gostei. Deixem suas opiniões aqui em baixo e façam essa autora feliz, ok?
Um beijo Meninas, e quem sabe a gente não se esbarra em alguma outra fic por ai? kkkkkk ahhh e fica uma dica super legal de música pra vocês ouvirem :D