Versalhes – O Garoto dos Meus Sonhos, por Marina Armani {Outros, Não-Interativa, Andamento}

abr. 13, 2017 by

Versalhes – O Garoto dos Meus Sonhos {Outros, Não-interativa, Andamento}

Nota: (1,5 / 5)

ASPECTOS POSITIVOS: É sempre gostoso realizar a leitura de uma história em que o personagem é aquele garoto lindo e maravilhoso, que você acha que jamais conseguiria chamar a atenção, e então ele se mostra interessado em ti. A história não fala sobre essa situação em específico, mas tem como assunto em vários pontos do enredo, o que me motivou bastante à leitura.
Gostei também da maneira como a autora decidiu começar o enredo por um sonho, respeitando a linha de raciocínio do leitor, para então descrever os dias atuais e colocar a reviravolta, que fez todo o sentido e deu uma apimentada na animação da história. Admito que apesar de já ter ouvido falar sobre o assunto do sonho/realidade, nunca havia lido uma história que abordasse o tema, então fiquei feliz com a escolha de elaborar essa crítica.
Versalhes, como dita o próprio título, é o garoto dos sonhos. Bonito, charmoso, simpático e, de quebra, ainda tem um interesse incomum pela personagem. Gostaria de tirar um espacinho dessa análise para parabenizar a autora pela escolha do sobrenome do personagem; para alguém que não sabe o que encontrar, pode remeter o nome aos romances europeus, criando a persona do personagem como aqueles homens charmosos que encontramos em livros como Orgulho e Preconceito. Além disso, o nome colaborou para que o título tivesse um sentido ainda melhor. Se fosse somente “O garoto dos meus sonhos” não teria o mesmo charme do que “Versalhes – O garoto dos meus sonhos”. Ótima jogada!

ASPECTOS NEGATIVOS E COMO MELHORÁ-LAS: Começando pela análise básica (básica = português), a história possui vários erros que, infelizmente, prejudicam a leitura. A pontuação colocada em lugares errados mudavam o sentido da sentença, nos obrigando a reler o conteúdo e parar a leitura para conseguir compreender o real sentido. Além disso, em alguns momentos pude me encontrar encasquetada com a mistura de tempos verbais em determinados pontos da escrita.
Outros erros que saltaram foi no uso do ‘porque’, ‘que/quê’ e a repetição de palavras.
Sobre o enredo, tenho uma observação a fazer sobre a abordagem do tema real da história. Inicialmente é possível achar que fosse se tratar de um romance entre professor e aluno, devido à atenção que a autora deu à descrição do professor e a uma possível relação entre os dois. Contudo, só pude entender que todo o início da história – que se remetia a um sonho – foi de uso para o desenvolvimento da trama bem depois, próximo do final do capítulo. Acredito que a atenção ao professor (que não aparece depois) foi maior do que ao próprio aluno, o verdadeiro ‘garoto Versalhes’. Isso pode causar no leitor um desânimo na leitura, pois de acordo com que vamos lendo, as expectativas sobre o enredo vão sendo criadas; quando um fator chega para quebrar essa expectativa, o leitor pode perder o interesse.
Outra coisa que pode ser melhorada é o diálogo entre os personagens e o desenvolvimento das cenas. Ao invés de focar somente no “atual” ou o que está acontecendo naquele exato momento, estender a descrição para novas observações da personagem, um pró que a autora pode aproveitar, já que a narração é feita na primeira pessoa. Devo ressaltar que esse ponto somente se refere aos momentos de diálogo mais constantes. Como é uma escolha da preferência da autora e não minha, afinal, a história é dela, não considerei ponto sobre esse aspecto.
Por último, gostaria de fazer um apontamento sobre a classificação da história. Na tabela, está descrito como ‘Livre’, contudo, ao abrirmos a página, a mensagem de que ela é +18 aparece. Não sei qual das duas a autora escolheu, mas acredito que nem uma, nem outra esteja correta. A história, de fato, não possui cenas explícitas de sexo ou violência para que seja considerada restrita; por outro lado, os personagens falam muitas palavras de baixo calão, que torna a história impossível de ser adequada a qualquer idade. Vale a pena dar uma verificada no enredo e ver se ele não se encaixa em uma classificação para maiores de 16 anos.

DICA: Autora, como eu já disse, fiquei muito feliz de escolher sua história para realizar a leitura, porque ela traz uma sinopse bastante interessante e um enredo bem diverso. Não se desanime com a nota, ela está aí somente para mostra-la que pode melhorar ainda mais suas habilidades com a escrita, mas, em momento algum, remete à sua habilidade total. Você tem muito potencial e sua fanfic também, por isso, veja se meus pontos fazem sentido para você e, caso façam, poderá correr atrás da melhoria. Se achar que não fazem jus à sua escrita, basta ignorar e continuar escrevendo confiantemente sua história!
As colunistas do site criaram várias matérias que podem ajuda-la a relembrar algumas regras que citei estarem com erro na história:
Descrição x Diálogo
Uso da vírgula
Uso da crase
Uso do ponto e vírgula
Tempos verbais
Ah! Não sei se é da história ou não, mas a partir do 4º capítulo, todo o texto se encontra em itálico, por isso não sabia dizer se era um sonho, como foi colocado no início da história, ou os dias atuais. Se não for para estar em itálico, vale avisar a beta-reader para dar uma verificada!

– Crítica por: Jess Manis

O site possui a permissão do autor em elaborar postar todas as críticas divulgadas em nosso domínio.
Leia outras críticas aqui.

Águas de Maio, por Maraíza Santos {Outros, Finalizada}

abr. 13, 2017 by

Águas de Maio {Outros, Finalizada}

Nota: (4,3 / 5)

ASPECTOS POSITIVOS: Quando li o título, fiquei muito interessada porque é aquele tipo de título que chama a atenção. Uma fanfic geralmente não têm títulos sérios assim, que podem deixar mensagens subliminares sobre o enredo. Inicialmente, eu achei que se tratava de uma história supernatural, com sereias e tudo mais. Depois, li a sinopse e minha empolgação duplicou – não, não é sobre sereias – porque ela foi muito bem elaborada. O que isso quer dizer? Quer dizer que você sabe sobre o que a história irá falar, relaciona a sinopse com o título, não recebe spoiler sobre o que irá acontecer e, mesmo assim, possui um interesse incomum na leitura. Enfim, tenho aqui dois pontos positivos de uma vez: título e sinopse – fatores difíceis de elaborar em uma história, mas que foram bem feitos.
O terceiro ponto se trata dos personagens. Gostei muito da personagem principal, que é como uma garota qualquer, bem normal mesmo; apesar da pouca descrição, o fato da narração ser na primeira pessoa ajuda com que a persona do personagem seja criado com mais facilidade. É aquilo que nossas mães dizem “só de conversar, já sei como fulana é.” O favorito é um charminho; tem um bom carisma, é inteligente e lindo (no meu caso, muito lindo porque coloquei o Theo James, rs).
Apesar de incomum, a profundidade da relação do casal é muito bonito de se ver. Não mencionarei muita coisa, porque posso acabar dando spoiler, algo que evito, porque tem gente que quer ler a crítica para saber se lerá a história, então não serei desrespeitosa; ainda assim, devo mencionar que mesmo que o relacionamento aparente ser clichê, não é absurdo. Gosto de romances românticos, mas não melosos. Este romance é bem romântico e nada meloso. Mais um ponto positivo.
Para finalizar, a escrita da autora é o motivo final para você ler a história. Ela possui riqueza e diversidade, resultado, penso eu, de muita leitura, atenção ao que lê e, claro, interesse em aprender. Não é uma escrita ordinária e pouco pensada; durante a leitura é possível perceber que a construção do enredo foi feito com dedicação, e qualquer autor que se dedique a oferecer uma história bem elaborada, deve ser prestigiado. É por isso que você pode dedicar 10 minutos de seu tempo para ler Águas de Maio, porque será um ganho de tempo, ao invés de uma perda.

ASPECTOS NEGATIVOS E COMO MELHORÁ-LAS: Com tanto açúcar que coloquei nos pontos positivos, é de assustar que eu tenha algum ponto negativo a mencionar e não dar a nota máxima para a fanfic, não é? Eu sei. Ainda assim, uma crítica é uma crítica, por isso, é meu papel informar quando há algo de errado que pode ser melhorado. No caso dessa fanfic, é o uso da pontuação.
Outro ponto que me deixou bastante encucada, é a rapidez com que as ações foram colocadas na linha do tempo da narrativa. O que quero dizer, é que em um momento estamos com a personagem recebendo a notícia do encontro, então, de repente, ela já está procurando informações sobre o parceiro misterioso, restaurante com ele sendo um lindo, saindo do local e cinema, beijo, ele leva ela pra casa, informação sobre… opa! Falei tão rápido que parece até que faltou algo. Compreende?
Apesar do fator acima não prejudicar a qualidade da história, fica como aspecto para a autora pensar em incrementar, pois mesmo sendo uma shortfic, é importante separar os fatos ao invés de deixa-los todos muito próximos; ainda que houvesse uma ligeira conexão entre uma ação e outra, a leitura acabou se tornando um tanto desgastante porque a imaginação teve de trabalhar em fast motion, não dando tempo o suficiente de aproveitar o trabalho bem feito que a autora passou com a história.

DICA: Posso dizer o quanto achei ge-ni-al o título da história. Eu a-mei a relação que se tem com o enredo, principalmente porque você soube encaixar no lugar certinho (não acho que entenderia a relação do termo ‘águas de Maio’, se não estivesse aonde está). Muito, muito, muito bom!
Sei como é complicado se lembrar qual o uso correto da vírgula sempre; acredito que eu mesma cometa vários durante minha escrita, mas estamos aqui para apontar as melhorias que podem ser feitas.
É por isso, também, que mencionei o fator da colocação das ações da história. Como já disse, sua escrita não é ordinária, por isso, tenho certeza de que pode ser ainda mais explorada, de uma maneira a incrementar mais suas cenas e separá-las para que não causem essa impressão de rapidez.

– Crítica por: Jess Manis

O site possui a permissão do autor em elaborar postar todas as críticas divulgadas em nosso domínio.
Leia outras críticas aqui.

Ovelhas Negras, por Bianca Vivas

nov. 18, 2016 by

Ovelhas Negras {Outros, Não-interativa, Andamento}

Nota: (4,3 / 5)

ASPECTOS POSITIVOS: Um ponto bastante positivo que me agradou logo de cara foi a sinopse. É difícil encontrar sinopses que possam ser lidas com a expectativa de estar para se ler um livro. Achei bastante interessante a obra ser original e também ansiosa para saber como o tema seria abordado.
Este, o tema, é outro ponto que achei muito positivo para a história. É sempre comum as autoras escreverem sobre as queridas da família ou então as rebeldes demais. Mas poucas intitulam a pessoa como “ovelha negra”, algo que ouvimos com mais frequência de nossos pais. O título da história, inclusive, me pareceu surreal, porque não imaginava essa relação, caso a sinopse não fosse tão objetiva. Muito bom, porque me fez lembrar que existe esse sentido de interpretação.
Sendo uma história original, achei fantástico a autora ter optado por mostrar seu dreamcast. Antes, costumava não curtir muito, mas com a febre de necessidade dos leitores em ver um dreamcast – mesmo não imaginando os mesmos personagens -, me obriguei a adaptar à moda, de modo que agora me sinto muito bem quando vejo o dreamcast à disposição; isso, inclusive, ajuda melhor o leitor, quando o autor decide pular a criação das características físicas dos personagens para que o leitor não imagine alguém muito longe do que ele imaginou, como é o caso de Ovelhas Negras.
Gostei bastante da criação dos personagens. Os adolescentes prodígios são sempre difíceis de serem criados, pois muitas vezes parecem infantis demais – crianças fazendo besteira – ou adultos demais – adultos sendo crianças; a narração criou personagens que, ao mesmo tempo que agem como adultos, sofrem as consequências de jovens e sentem todos os sentimentos que pessoas dessa idade costumam sentir. Foi um ponto importante para a história, que não tem a vantagem de ser narrada na primeira pessoa, facilitando para o autor expressar o que seu personagem está passando. A amizade de Lola e Juno é muito interessante. Duas amigas que não são mais amigas, mas ainda são amigas. Isso acontece várias vezes nessa idade. Além disso, as situações pelas quais Felipe e Lola passam, juntos ou separados… não darei spoiler, mas são bem divertidas!
Por fim, abordando a análise do português, a escrita é encantadora e madura. A junção de todos os fatores positivos, mais a escrita, pode resultar, sem dúvida, em um original muito bem elaborado. Não sou uma leitora assídua de narrações na terceira pessoa, mas quando curto, costumo ser bastante exigente, já que não é fácil agradar. A autora possui uma qualidade muito boa com esse tipo de narrativa, sendo uma das principais características que dá qualidade ao seu enredo.

ASPECTOS NEGATIVOS E COMO MELHORÁ-LAS: O uso da vírgula foi utilizado de maneira errônea várias vezes. Mesmo que a autora, como disse nos pontos positivos, tenha uma noção muito boa de português, a pontuação deixa um pouco a desejar, precisando de mais atenção com relação às regras relacionadas ao uso. A acentuação também foi um erro que vi com certa frequência, então seria legal se a autora também desse atenção à elas – principalmente crase e agudo que permanece na nova lei ortográfica. Existem bastantes tutoriais na internet, que explicam bem essas regras.
Sempre vejo como um ponto negativo, histórias que demoram mais de um mês para serem atualizadas. Sei que muitas vezes o autor não tem saída, está com coisas até o pescoço para fazer; ainda assim, não custa nada deixar um comentário dizendo que a atualização demorará ou pedir para sua beta colocar a história em hiatos, para que novos leitores ou os atuais não se desgastem esperando por uma atualização que demorará a vir. A história nesse mês (novembro) completa 6 meses sem atualizar, o que é muito tempo para quem está esperando. Essa demora faz com que o autor perca leitores, o que é desfavorável tanto para ele, quanto para nós, que esquecemos de uma história tão legal.

DICA: Autora, achei sua história incrível! Porém, é necessário que você dê mais atenção às atualizações dela. 6 meses é muito tempo.
A-do-rei o enredo e vi muito potencial em tudo! Acho que você deveria investir mais na história e, quem sabe, arriscar enviar para alguma editora que busca novos talentos, pois você decididamente tem bastante (talento)!
Espero que considere os pontos negativos e continue realizando os positivos, pois estou ansiosíssima para saber o que acontecerá no próximo capítulo. Você parou em um momento muito crucial!

– Crítica por: Jess Manis

O site possui a permissão do autor em elaborar postar todas as críticas divulgadas em nosso domínio.
Leia outras críticas aqui.