Posted by on 07/11/2017

Vai participar do nosso primeiro especial? Aqui vão algumas dicas para te ajudar!

Inserindo meu personagem de histórias de terror num novo gênero
Você escolheu um personagem de terror e agora tem que fazê-lo se encaixar num enredo completamente diferente do habitat natural dele, e agora? Bom, você primeiro pode analisar qual a origem do que fez ele se tornar o vilão/louco/assassino/psicopata que é na história original, ali você pode encontrar uma brecha para mudar completamente a história dele num enredo sci-fi, ou fazer outro personagem dar uma de Bela (de A Bela e a Fera) e muda-lo aos poucos em um enredo intrincado de romance e/ou drama. O importante é estudar bem seu personagem para enxergar todas as possibilidades possíveis.

Mas quem disse que precisa ser tão difícil assim?
Acho que todo mundo aqui está acostumado com as sátiras comicamente bizarras de filmes de terror, certo? Todo Mundo em Pânico é um clássico que tira sarro de praticamente todos os filmes de terrores possível. Você pode se basear nisso e fazer da sua história uma sátira digna de ser lida, brincando com as personalidades de cada personagem sem ter que morrer pesquisando sobre o passado de fulano ou beltrano.

E meus personagens de “romance”, como faz?
Por mais que nós queiramos, nem mesmo os mocinhos mais perfeitos da ficção são tão perfeitos assim, sempre dá pra encontrar um defeitinho neles, né? Pois bem, foque-se em achar esse defeitinho e imagine agora se esse defeitinho for ampliado para um “defeitão”, que tipo de estragos isso poderia causar? Por exemplo, temos um mocinho ou mocinha “x” que é um amor de pessoa em sua história original, mas você conseguiu perceber que ele(a) agiu em tal parte com egoísmo. Egoístas geralmente tem um sentimento possessivo sobre as coisas que “tem”. E se você o(a) inserisse num enredo onde tiram tudo desse personagem? Seu lago egoísta pode falar mais alto e querer uma vingança por conta disso.

Tá, mesmo assim, eu ainda não sei o que fazer…
Bom, se nenhum enredo ou releitura lhe vem à mente, experimente “estudar” um pouco o assunto. Como? Vou deixar aqui algumas dicas de leitura/filmes que podem ser assistidos para te inspirar:

1. Branca dos Mortos e os Sete Zumbis
Neste livro estão reunidos alguns dos mais famosos contos de fadas escritos em formas de releitura de terror.

2. Belas Maldições
Neste livro de Neil Gaiman e Terry Pratchett a história “reescrita” é a de A Profecia, porém, de uma forma completamente inusitada, cômica e leve.

3. Frozen
Sim, minha gente! Frozen foi baseada em uma história nem tão fofa e de final nem tão feliz assim. Ela foi baseada no conto “A Rainha da Neve” de Hans Christian Andersen e nem de longe essa rainha da neve se parece com nossa doce Elsa.

4. Todo Mundo em Pânico
O clássico dos clássicos em filmes satíricos sobre filmes de terror, né?

5. Contos de Fadas Originais
Lendo os contos de fadas em suas versões originais você consegue ver bem um tipo de releitura se comparar com as versões mais conhecidas como as da Disney.

Coluna por Lelen Hayashida

CAMPANHA: VAMOS DAR TRABALHO ÀS BETAS!
ENVIE SUA HISTÓRIA PARA NÓS! CLIQUE AQUI.

[WWW] O Game das Leitoras está de volta!
[WWW] Adote/doe uma ideia!
[WWW] Vagas abertas! Inscreva-se!
[WWW] Peça sua capa/crítica/trailer!

Posted in: Colunas

Comments

Be the first to comment.

Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*