Posted by on 13/12/2016

Quando estamos aprendendo como as palavras são classificadas, nos deparamos com os chamados Verbos e seus tempos. Com certeza é uma das coisas mais chatas e difíceis de entender quando se é criança e tudo que você quer é um pouco de sossego para brincar em paz, entretanto, pode ser um empecilho chato em sua vida como escritor no futuro. Então, como remediar isso depois do tempo perdido?

Primeiro, tenha em mente que os danadinhos não se resumem a passado, presente e futuro. Cada um desses segmentos são ramificados em diferentes formas, por isso darei destaques a alguns que acredito ser essenciais e muitas vezes são escritos com as suas funções erradas.

1. Pretérito mais-que-perfeito:

Como nome já sugere, esse tempo verbal é o que indica mais recesso do que os outros. É extremamente incomum de ser usado, porém enriquecerá seu vocabulário igualmente. Indica um fato ocorrido depois de um fato terminado.

Exemplos:
Ele estudara sobre isso antes da prova/ Ele havia estudado sobre isso antes da prova.

2. Futuro do presente(simples):

Indica um futuro que ocorrerá por meio de uma condição.

Exemplo: Se houver algo depois disso, ficarei feliz.
Tudo irá acontecer caso ela vier até nós.

3. Pretérito imperfeito:

Esse tempo verbal enuncia um passado que não aconteceu, condição/desejo ou algo posterior a outro ocorrido.

Exemplos: Para que ele ganhasse era necessário silêncio.
Eu esperava que Mark não chegasse.
Que ele fizesse a jogada logo após a lambança!

Todas essas dicas de tempos verbais, entretanto, podem ser em vão se não há a famigerada concordância verbal. Tanto na questão do pronome, quanto do predicado que o acompanha, assim como também a do verbo auxiliar que o controla. Bem, esse é um tema para outra coluna…

Coluna por Maraiza Santos

Gostaria que nossa equipe abordasse algum tema de seu interesse? Envie sua sugestão! Clique aqui.

Posted in: Colunas

Comments

Be the first to comment.

Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*