Posted by on 01/11/2016

Confira a primeira coluna da série: Dicas de Ortografia: A vírgula de cada dia.

Um dos maiores desafio de quem está aprendendo ortografia na escola é a crase. Ah, maldito “acento agudo” do lado contrário! Quando, então, devemos usar essa junção de uma preposição+artigo feminino?

Vamos as dicas?

1. Crase não acompanha termos masculinos.

A regra básica que não deve ser esquecida de jeito nenhum! Crase apenas acompanha termos femininos. Não existe: Foi à cavalo, por exemplo, ou Foi à pé.

2. Não há crase antes de pronome pessoal, nem pronome de tratamento.

Ela, Vossa Excelência, vocês, Vossa Senhoria são apenas exemplos de expressões e pronomes que a crase não acompanha. Entretanto, antes das palavras senhorita e senhora é usado a crase. Lembre-se: apenas nesses casos citados!

3. A hora é acompanhada.

Quando a frase indica a famigerada hora, a crase é usada. Ex.: “Ele apareceu às dez da manhã com uma cara de poucos amigos.”.

4. Pronome possessivo tem escolha.

Quando antecede os pronomes possessivos, é facultativo o uso da crase. Frases como: “Vou falar a/à sua mãe sobre isso!” pode ser escrita com ou sem crase.

5. Exceções das palavras masculinas.

Como toda regra há exceção, no português não é diferente. Palavras que tem “à moda de” nas entrelinhas devem receber a crase.

Por exemplo: “Flávio canta à Weslley Safadão” que dá a ideia de “Flávio canta à moda de Weslley Safadão” deve ser acompanhado de crase.

6. Locuções adverbiais femininas não estão sozinhas.

As locuções adverbiais femininas, conjuntivas e prepositivas acompanham crase. Exemplos: às pressas, à procura, às escondidas, à tarde, às vezes, à semelhança de e à direita e etc, todas elas não estão sozinhas.

Espero que tenham gostado dessas dicas; são poucas, mas bastante valiosas para quem estiver tentando aprender. Recomendo um estudo mais aprofundado e a atenção dobrada ao revisar seu capítulo.

Até breve.

Coluna por Maraíza.

Gostaria que nossa equipe abordasse algum tema de seu interesse? Envie sua sugestão! Clique aqui.

Posted in: Colunas

Comments

  1. Thaís M.
    01/11/2016

    Leave a Reply

    O que dizer dessa coluna que mal conheço e já considero essencial pra vida? Muito boa Maraíza, sempre acabo reformulando a frase se não tenho certeza do uso da crase, mas agora prometo parar de fugir dela! <3

Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*