Posted by on 25/07/2016

Sem Querer Amei Você {One Direction, Finalizada}

Nota: (2,5 / 5)

ASPECTOS POSITIVOS: O título da história é muito lindo. Acho ele conveniente para uma história e logo de cara já me peguei imaginando ‘N’ enredos para ele. Achei interessante como a autora quis colocar o One Direction não como famoso, como é de costume ver, mas um cidadão comum, que conquista uma garota e tem-se um desenvolvimento tranquilo.
No geral, a história é boa para se ler, porque possui uma escrita com poucos erros ortográficos; erro que, se cometido, diminui a qualidade do enredo.

ASPECTOS NEGATIVOS E COMO MELHORÁ-LAS: A narrativa me pareceu muito rápida, já que a autora, ao invés de diversifica-la com ponto final ou ponto e vírgula, utilizou somente a vírgula. Esse fator acabou prejudicando a leitura. Além disso, aconteceram também alguns erros gramaticais, como o uso dos porque’s.
O enredo, como disse antes, é interessante e apesar da ortografia estar bem descrita, a linha de desenvolvimento, com os pulos, acabou tirando um pouco da riqueza. Por exemplo, a descrição do início, no inconformismo (e depois conformismo) da personagem em se mudar estava tudo bem, auxiliou na criação da personalidade dela na história, contudo, pular dali para dois meses depois, quando ela já se encontrava apaixonada foi um pulo sem pé, nem cabeça – não há conexão entre o fim de uma parte e o início da outra para que possamos nos situar. Tanto foi o pulo, que logo em seguida foi preciso de uma cena de flashback para explicar o vão colocado entre as cenas.
As coisas aconteceram de maneira muito rápida e fora de ordem; ou talvez em ordem, mas com pouca conexão entre elas.
A construção dos personagens também deixou a desejar. A personagem principal, no início, parecia ser de uma categoria colegial, mas mais para frente, mostrou-se madura como uma adulta. E no decorrer da história foi-se vagando entre uma personalidade e outra, havendo diferença, principalmente, entre a narração com o personagem e a narração descritiva dela. É importante firmar um tipo de personalidade para que não haja uma confusão sobre a maturidade dos personagens.

DICA: Autora, tente criar um roteiro com tudo o que deseja colocar na sua história. Se quer criar uma narração com cenas de flashbacks, tente não criar um vão muito grande entre as cenas do presente, para que não possamos sentir a pressa na escrita. Isso acaba prejudicando bastante a leitura. É mais gostoso ler um enredo com calma, sabendo que ele está sendo desenvolvido com cautela, tendo a certeza de que logo mais o ápice da história chegará. Por fim, atente-se à pontuação; esse fator colabora na questão da pressa.

– Crítica por: Jess Manis

O site possui a permissão do autor em elaborar postar todas as críticas divulgadas em nosso domínio.
Leia outras críticas aqui.

Posted in: Críticas
Tags:

Comments

Be the first to comment.

Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*