Posted by on 31/05/2016

Na maioria das vezes, quando estamos escrevendo uma história, tudo o que mais queremos é deixar o leitor totalmente surpreendido com o final da história, certo? Mas será que é possível criar um plot twist que não funciona direito?

Primeiro: No que consiste um plot twist? É aquele momento da história em que a trama que seguia por um caminho, toma um rumo totalmente diferente. Exemplo: Temos um mundo futurístico em que as pessoas vagam pelo espaço procurando um planeta pra habitar. Eventualmente, eles encontram um e durante a história se segue a trama dos humanos sobrevivendo a este novo planeta. Então, no final da história, é descrita uma cena em que, durante uma tempestade de areia em um deserto, o topo da Estátua da Liberdade foi descoberta. Ou seja, era o planeta terra o tempo todo.

A chave de um bom plot twist é fazer com que o leitor fique com o pensamento: “Nossa, eu deveria ter notado isso!” O melhor jeito de alcançar esse resultado é distribuir pistas ao longo da trama, dar minúsculas dicas para que ele faça sentido no final. Voltando à trama do nosso exemplo, poderia ter sido mencionada, no meio da história, uma espécie de planta que existe naquela região. Se esta espécie tivesse sido apontada no meio da descrição de outras, o leitor mal ligaria os pontos. Espalhando essas pequenas dicas, o leitor vai só reparar nelas quando o grande segredo for revelado.

Outro fator importante é, se você realmente quer colocar um plot twist na sua história, é legal fazer uma lista de todos os cenários possíveis que você conseguir imaginar. Tente então, não escolher as primeiras ideias porque, na maioria das vezes, essas serão as mais óbvias e previsíveis, já que foram as primeiras em que você pensou. Depois de escolher é bom desenvolver com cuidado e então começar a pensar em como vai construí-lo.

A parte difícil é deixar traços do que vai acontecer sem deixar a história previsível. É preciso esconder os detalhes para não entregar o que vai acontecer e, ao mesmo tempo, dar dicas para que ele se torne algo acreditável. Nada é pior do que um plot twist que parece ter saído do nada. Você não precisa dar muitas dicas, basta pensar bem no seu twist e o que levaria a ele. Outro caso são os daqueles plot twists que são justificados depois de terem acontecido, mas, de qualquer forma, tente não revelar que o seu personagem principal é um vampiro sem nunca ao menos ter mencionado um ambiente apto à existência destes ou ao menos que o personagem não gosta muito de sair de casa de dia…

Tomando esses cuidados você vai poder desenvolver um plot twist magnífico. Como sempre, nunca se esqueça de se divertir e do equilíbrio.

Coluna por Gabi

CAMPANHA: VAMOS DAR TRABALHO ÀS BETAS!
ENVIE SUA HISTÓRIA PARA NÓS! CLIQUE AQUI.

[WWW] Participe de nosso novo projeto!
[WWW] Vagas abertas! Inscreva-se!
[WWW] Peça sua capa/crítica/trailer!

Posted in: Colunas

Comments

  1. Luisa
    13/10/2016

    Leave a Reply

    Eu sempre adorei histórias com twists muito loucos, mas nunca consegui escrever nada que funcionasse. Agora tenho quase certeza que vai dar certo, muuuito obrigada!! <3

  2. Lyra M.
    10/10/2016

    Leave a Reply

    Nossa, adorei a coluna! Não acredito que fiquei tanto tempo sem ver isso, justo eu que sou louca por histórias com plot twists! HAUAHUAHUHA

    Um ponto que achei super interessante foi a dica de deixar pistas espalhadas e escondidas pela história (porque convenhamos, quantas histórias já não vimos por aí com mudanças tão bruscas que ficaram forçadas?). Vou trabalhar mais nisso!

  3. Isabelle
    01/06/2016

    Leave a Reply

    Amei a coluna! Não sabia o que era e adorei as dicas, vou usá-las! Parabéns pela coluna, Gabi!

Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*