Deu a Louca em Todo Mundo!

nov. 7, 2017 by

Vai participar do nosso primeiro especial? Aqui vão algumas dicas para te ajudar!

Inserindo meu personagem de histórias de terror num novo gênero
Você escolheu um personagem de terror e agora tem que fazê-lo se encaixar num enredo completamente diferente do habitat natural dele, e agora? Bom, você primeiro pode analisar qual a origem do que fez ele se tornar o vilão/louco/assassino/psicopata que é na história original, ali você pode encontrar uma brecha para mudar completamente a história dele num enredo sci-fi, ou fazer outro personagem dar uma de Bela (de A Bela e a Fera) e muda-lo aos poucos em um enredo intrincado de romance e/ou drama. O importante é estudar bem seu personagem para enxergar todas as possibilidades possíveis.

Mas quem disse que precisa ser tão difícil assim?
Acho que todo mundo aqui está acostumado com as sátiras comicamente bizarras de filmes de terror, certo? Todo Mundo em Pânico é um clássico que tira sarro de praticamente todos os filmes de terrores possível. Você pode se basear nisso e fazer da sua história uma sátira digna de ser lida, brincando com as personalidades de cada personagem sem ter que morrer pesquisando sobre o passado de fulano ou beltrano.

E meus personagens de “romance”, como faz?
Por mais que nós queiramos, nem mesmo os mocinhos mais perfeitos da ficção são tão perfeitos assim, sempre dá pra encontrar um defeitinho neles, né? Pois bem, foque-se em achar esse defeitinho e imagine agora se esse defeitinho for ampliado para um “defeitão”, que tipo de estragos isso poderia causar? Por exemplo, temos um mocinho ou mocinha “x” que é um amor de pessoa em sua história original, mas você conseguiu perceber que ele(a) agiu em tal parte com egoísmo. Egoístas geralmente tem um sentimento possessivo sobre as coisas que “tem”. E se você o(a) inserisse num enredo onde tiram tudo desse personagem? Seu lago egoísta pode falar mais alto e querer uma vingança por conta disso.

Tá, mesmo assim, eu ainda não sei o que fazer…
Bom, se nenhum enredo ou releitura lhe vem à mente, experimente “estudar” um pouco o assunto. Como? Vou deixar aqui algumas dicas de leitura/filmes que podem ser assistidos para te inspirar:

1. Branca dos Mortos e os Sete Zumbis
Neste livro estão reunidos alguns dos mais famosos contos de fadas escritos em formas de releitura de terror.

2. Belas Maldições
Neste livro de Neil Gaiman e Terry Pratchett a história “reescrita” é a de A Profecia, porém, de uma forma completamente inusitada, cômica e leve.

3. Frozen
Sim, minha gente! Frozen foi baseada em uma história nem tão fofa e de final nem tão feliz assim. Ela foi baseada no conto “A Rainha da Neve” de Hans Christian Andersen e nem de longe essa rainha da neve se parece com nossa doce Elsa.

4. Todo Mundo em Pânico
O clássico dos clássicos em filmes satíricos sobre filmes de terror, né?

5. Contos de Fadas Originais
Lendo os contos de fadas em suas versões originais você consegue ver bem um tipo de releitura se comparar com as versões mais conhecidas como as da Disney.

Coluna por Lelen Hayashida

CAMPANHA: VAMOS DAR TRABALHO ÀS BETAS!
ENVIE SUA HISTÓRIA PARA NÓS! CLIQUE AQUI.

[WWW] O Game das Leitoras está de volta!
[WWW] Adote/doe uma ideia!
[WWW] Vagas abertas! Inscreva-se!
[WWW] Peça sua capa/crítica/trailer!

Ich Liebe Dich, por Mandy Poynter {Artista, Mario Gotze, Finalizada}

nov. 3, 2017 by

Ich Liebe Dich {Artista, Mario Gotze, Finalizada}

Nota: (3,8 / 5)

ESTA CRÍTICA CONTÉM SPOILER!

ASPECTOS POSITIVOS: A história é bastante fluida e rápida de se ler, ótima para quando você quer passar o tempo e se divertir. A escrita está muito boa apesar de alguns errinhos de digitação, mas acontece nas melhores famílias, certo? Adorei o fato de a história se passar em um país nem tão convencional no mundo das fanfics, inovação é a chave!

ASPECTOS NEGATIVOS E COMO MELHORÁ-LAS: Mesmo a história fluindo bem eu senti um pouco de falta de descrição de ações e transição entre cenários. A maior parte do texto se ateve em diálogos e poucas descrições, tanto que em alguns momentos a mudança de cenário e tempo ficaram um tanto confusas. Achei que também faltou falar um pouco mais sobre a relação dos personagens tanto principais quanto secundários, seria legal se você tivesse colocado como os principais se conheceram e como a principal se tornou melhor amiga de Marco Reus. Deixarei algumas colunas como sugestão abaixo para auxilia-la futuramente, espero que ajude!
Uma outra coisa que gostaria de comentar é sobre a reação da principal sobre mudanças. Isso é relativo, mas achei ela um pouco exagerada e que, apesar de ser um ponto de vista e escolha dela, a situação poderia ter sido abordada de uma forma melhor, como por exemplo expor com mais clareza as razões dela não aceitar uma nova vida ao lado de Mario. Ao meu ver, da forma que está, a principal acabou ficando com um ar de egoísta, mesmo que a felicidade dela seja importante, foi essa a mensagem que ela me passou ao fim.

DICA: Primeiramente, como a história utiliza termos em uma língua não conhecida/falada universalmente como o inglês, seria legal você colocar algumas observações com a tradução das frases como numa nota de rodapé, mesmo que a frase pareça mais do que óbvia.
Depois, tente trabalhar mais com as descrições para que os leitores consigam mergulhar mais profundamente nos cenários e ações.

SUGESTÃO DE COLUNA: Descrição x Diálogo
Botando a mão na massa!
Não conte. Mostre!

– Crítica por: Eve

O site possui a permissão do autor em elaborar postar todas as críticas divulgadas em nosso domínio.
Leia outras críticas aqui.

O que são Songfics?

out. 31, 2017 by

Quando entramos no Admirável Mundo Novo das Fanfics, nos deparamos com uma terminologia própria das fictions. Há diversos estilos de gêneros que permeiam esse universo, mas a que vamos nos ater agora são as songfictions.

Se levarmos em conta a palavra em si, ela é a junção entre SONG + FIC, duas palavras inglesas, que significam música e ficção respectivamente (FIC é a sigla para fiction, algo que vocês já estão carecas de saber).

Uma songfic é uma história fictícia baseada em uma música. Tal base deve provir de uma canção que contenha letra; não que seja impossível escrever algo com apenas um instrumental, mas é infinitamente mais difícil.

Como se faz uma songfic?

Primeiro de tudo é necessário escolher a música que será usada. Recomendo aos autores a usar aquelas que contam uma história, pois facilita a formação das personalidades dos personagens, ambientações e sentimentos, no entanto, aquelas que cantam mais sobre emoções dão mais liberdade criativa aos escritores.

Eu, particularmente, acredito que os dois são bastante desafiadores e caberá ao autor escolher o que melhor encaixa para ele.

Quando nos deparamos com uma música que é fácil de identificar a personalidade do eu-lírico, recomendo para que o desafio seja criar o protagonista mais fiel possível a letra original. Claro que há exceções de algumas cenas ou características, as quais não podem caber em toda a sua trama, mas é interessante tentar encaixá-las. Escrever com uma aba aberta do lado com a música ou escutando-a ajuda bastante.

Na hora de colocar a letra na história e abordar a música há alguns ou outros impasses e diferentes formas de resolver isso. Na coluna Encaixando a música converso um pouco mais sobre isso.

Muitas vezes a canção fala sobre um momento específico e não conta como os personagens chegaram naquela cena ou o que acontecerá depois. Daí, cabe ao autor soltar sua imaginação e criar uma hipótese verossímil o suficiente para prender a atenção do leitor.

PROJETO SONGFICS

O Projeto Songfics é um projeto já tradicional do Espaço Criativo, sendo ele muito mais antigo que o próprio site (o mesmo existe desde o falecido All Time Fics). Como escritora devo ter participado mais de cinco vezes e indico muito aos autores a estar juntando a nós nessa! Nele,você irá mandar uma música para uma songfic e esperará o sorteio para saber com qual você vai escrever a sua.

Por exemplo: eu enviei a música Holy Dove de Civil Twilight e alguém terá que escrever uma songfic baseado nela; mais tarde recebi o e-mail que dizia minha canção sorteada: Run da Amanda Cook. Então, terei um prazo para cumprir, escrever uma songfic baseada nela e enviá-la para o site.

Simples, não?

Espero que tenham gostado da coluna e se sintam motivados a participar da o Projeto Songfics.

Comentem e indiquem temas para os próximos posts!

Até breve.

Coluna por Maraíza Santos

CAMPANHA: VAMOS DAR TRABALHO ÀS BETAS!
ENVIE SUA HISTÓRIA PARA NÓS! CLIQUE AQUI.

[WWW] O Game das Leitoras está de volta!
[WWW] Adote/doe uma ideia!
[WWW] Vagas abertas! Inscreva-se!
[WWW] Peça sua capa/crítica/trailer!